Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Nelson Motta: "Sucesso é igual uma bala que engorda pra burro. Gostoso, mas você não ganha nada"

19 de September de 2015 0

Nelson Motta

Dia desses, Nelson Motta virou para um dos seus netos e largou:

– Olha aqui, seu avô é um grande precursor! Porque desde o início, no jornalismo, minha principal ambição era curtir e compartilhar. Eu era um Facebook vivo, era o próprio!

Por esse motivo e outros tantos talentos, Motta não teve dificuldades ao falar sobre tecnologia como canal de divulgação em palestra do IBM Business Connect, evento realizado em parceria com a ADVB/RS.

Tanto é que organizou seu discurso poucas horas antes de subir ao palco do Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, em Porto Alegre. De seus 70 anos, comentou que a aproximação com o digital foi mediada pelo tempo em que morou em Nova York, nos EUA:

– Meu prazer como jornalista é descobrir novidades e contá- las.
Amo a tecnologia porque me libertou para isso. Comecei cedo. Em 1986 já tinha trabalhado com editor de texto, em 1987 tinha laptop. Em 1992, já mexia com internet, meus amigos europeus diziam: “ inter o quê?”. Impressiona que gente inteligentíssima da minha geração não conseguiu fazer a transição. Sou um rapaz de sorte.

Nelson Motta

Sorte que, cá entre nós, está mais para talento. Nelson é uma espécie de Midas cultural. Ele tem no currículo inúmeros hits musicais em parceria com vozes da MPB, roteiros de sucesso e best-sellers. Sendo modesto novamente, ele apela para a astrologia:

– É de escorpião, meu signo. Vou fundo naquilo, aí esgoto, encho o saco. Quero outra coisa. Era compositor, depois quis ser músico, produtor, jornalista e diretor de shows. Ouvi da minha família a juventude inteira: “ Fica fazendo tanta coisa diferente, assim não consegue fazer nada direito”. Convivi com Nelson Rodrigues, Glauber Rocha e Paulo Francis e foi uma bênção ter esses homens na minha vida. Precisava dividir. Meu pai sempre dizia: “ Quem recebeu mais tem que dar mais”. De tudo: dinheiro, inteligência, talento, bondade, tolerância.

Nelson Motta

O homem múltiplo encontrou nos musicais uma maneira de unir suas atividades, por isso foi fácil comandar as trilhas das vidas de Tim Maia e Elis Regina – sua ex-namorada e cantora preferida. Aliás, adiantando planos futuros, Nelson Motta diz estar se divertindo ao produzir o musical Dancin’ Days, que lembrará a era disco no Brasil, com estreia prevista para o ano que vem, no Rio.

E naquela máxima de que nunca é tarde para mudar, Motta conta que, depois de 55 anos fumando, largou o cigarro há seis meses. Acredita que envelhecer bem vai muito além do físico. Incentiva as pessoas a não viver no passado e a combater a nostalgia:

– Você nunca vai me ouvir falando “ no meu tempo…”. Que meu tempo o quê! Meu tempo é hoje. Passado não volta. Conselho que dou: é errando que se aprende, e sucesso não ensina nada. Sucesso é uma delícia, igual a uma bala que engorda pra burro. Gostoso, mas você não ganha nada. E sempre assuma as responsabilidades. Não devemos ficar culpando o outro, o país, as estrelas. Quem não assume não chega a lugar algum.

Fotos: Andréa Graiz/Agência RBS

Envie seu Comentário