Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

A polêmica no Nei no Conversas Cruzadas

22 de fevereiro de 2010 13

Não, o assunto ainda não encerrou. Hoje à noite, a TV COM exibe o programa Conversas Cruzadas sobre o tema. Participam  crítico musical Juarez Fonseca (não me admira nem um pouquinho que seja favorável às críticas de Lisboa ), o ex-vocalista e produtor do grupo Tchê Guri Fábio Vargas, César Oliveira e o presidente do Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (IGTF) e ex-presidente do MTG, Manoelito Savaris, a única autoridade tradicionalista que se pronunciou publicamente contra as barbaridades ditas pelo cantor “pop” gaúcho.

Postado por Giovani Grizotti

Comentários (13)

  • Rodrigo diz: 25 de fevereiro de 2010

    Acho q os gauchos têm q começar a vaiar o nei nos “shows”, tambem seria uma forma de expressao ué! Eh isso aí, vaias ao nei!

  • Juliano Leher diz: 24 de fevereiro de 2010

    Pois é… tbm quero saber onde posso ver o video do programa!!!

  • FELIPE GUAPO diz: 27 de fevereiro de 2010

    Nada contra a opinião escroque, afinal que cultura tem um homem, (quer dizer, não é digno para ser chamado assim), um indivíduo que fala a linguagem pornô em suas músicas para se referir à uma mulher, e não como nós que as chamamos, de prendas como algo de muito valor. Definitivamente vivemos em outro país, não consigo me adequar a esta cultura de calão e aos seus discípulos, muito menos aos que criticam a nossa!

  • Jean Carlo diz: 24 de fevereiro de 2010

    parabéns ao Juarez pela aula de musicalidade e ao Cézar Oliveira pela inteligência e competência na exposição das suas ideias. Já o Fábio tratou de vender a imagem de bom menino e mostrar que o TchÊ Guri quer voltar aos CTGs, com seu estilo próprio claro. Já o Manuelito só ficou complementando com dados completos nomes de pessoas e afirmando que o MTG é quem comanda tudo. Acho que o Gress teria que estar lá e defender a nossa cultura, até porque o Manuelito agora na CBTG manda de SC prá cima.

  • Romualdo Negreiros diz: 26 de fevereiro de 2010

    Convenhamos, o Nei Lisboa conseguiu até mais do que queria: “Alguns minutos de fama”. Zero Hora não devia, mas deu uma baita publicidade grátis para este ultrapassado, e o Giovani Grizotti levantou-o quase ao estrelato no seu blog!
    Por falar nisso: Quem é mesmo Nei Lisboa?

  • Romualdo Negreiros diz: 26 de fevereiro de 2010

    Encontrei por acaso o Nei Lisboa num palco improvisado pela militância do PT em manifestação contra o Governo do Estado, faz uns seis meses. Foi no Marinha e eu estava passeando com minha filha. Parei prá ver. Os militantes estavam alí conversando, fumando, nem se ligaram nas músicas… Só numa hora, as meninas “aguadas” fazem “Huuu…” quando ele canta: “Sentado olhando as bundinhas passar”… Isso que é ser esclarecido!
    Por falar nisso: Quem é mesmo Nei Lisboa?

  • Paulo Henrique Camilo Porto diz: 24 de fevereiro de 2010

    Eu acho que todos temos livre arbitrio para rejeitarmos ou aceitarmos qq coisa mas tb acho que manifestações publicas de um cara publico devem ter um pouco de bom senso pois neste caso mexeu com o tradicionalistas falando besteira. Imagina se todo mundo sair colocando seu ponto vista?? Gostaria de saber se com suas musicas horrorosas ele consegue levantar alguém as 6h da manhã, colocar em frente a tv tomando chimarrão para assistí-lo; os progr nativistas conseguem e não é meia duzia de gente!!

  • Liliane Benites diz: 23 de fevereiro de 2010

    Boa Tarde!
    Gostaria de saber onde consigo assistir este debate, pois achei muito interessante.
    Obrigada.

  • Jean Carlo diz: 25 de fevereiro de 2010

    concordo que o Nei Lisboa pode falar o que achar por bem, mas também acho que se falou tem que ouvir também. É fácil se meter com as pessoas que integram o maior movimento cultural do mundo e achar que ficaríamos quietos. Só se fossemos loucos. Claro que a Direção do MTG ficou quieta, mas esses não conta pois só falam e fazem o que convém. E também acho bom não se manifestarem pois periga ainda apoiam o Lisboa.

  • oly jr. diz: 23 de fevereiro de 2010

    pô, tchê! tu quer é azucrinar mesmo!!!
    falando com ironia do Juarez e dizendo que que o Nei falou barbaridades!

    o Nei expressou o ponto de vista dele, nada mais!
    do ponto de vista musical, cada um faz o que bem entender e ponto final.
    eu apoio o Movimento Tradicionalista, mas somente como um movimento e só.
    é necessário recriar costumes antigos e torna-los vivo pra quem gosta e apoia, mas não traduz os costumes de um povo.
    os costumes de um povo se faz de maneira natural. (segue)

  • oly jr diz: 23 de fevereiro de 2010

    os costumes se reciclam na medida em que os anos passam e a tecnologia avança.
    os defensores do tradicionalimo ortodoxo defende os costumes antigos mas dormem numa caminha bem macia e com suas casas bem mobiliadas. tem tv, microoondas e etc.
    não aceitam outros movimentos dentro do CTG. isso é que é um movimento reacionário e conservador.
    e ainda vendem esse estereótipo pra população.
    eu não uso bombacha, toco blues e milonga, nasci em POA. tu duvidas da minha condição de gaúcho?

Envie seu Comentário