Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de julho 2009

RECEITA

31 de julho de 2009 26

Ia ler no Pretinho, mas preferi publicar aqui antes..

Receita de Dona Cacilda 

Dona Cacilda é uma senhora de 92 anos, miúda, e tão elegante, que todo dia 
às 08 da manhã ela já está toda vestida, bem penteada e discretamente 
maquiada, apesar de sua pouca visão. 
 
Hoje ela se mudou para uma casa de repouso. O marido, com quem ela viveu 
70 anos morreu recentemente, e não havia outra solução. 
 
Depois de esperar pacientemente por duas horas na sala de visitas, ela 
ainda deu um lindo sorriso quando a atendente veio dizer que seu quarto 
estava pronto. Enquanto ela manobrava o andador em direção ao elevador, 
dei uma descrição do seu minúsculo quartinho, inclusive das cortinas 
floridas que enfeitavam a janela. 
 
Ela me interrompeu com o entusiasmo de uma garotinha que acabou de ganhar 
um filhote de cachorrinho. 
 
- Ah, eu adoro essas cortinas… 
- Mas Dona Cacilda, a senhora ainda nem viu seu quarto…  
- Isto não tem nada a ver, ela respondeu, felicidade é algo que você 
decide por princípio. Se eu vou gostar ou não do meu quarto, não depende 
de como a mobília vai estar arrumada… Vai depender de como eu preparo 
minha expectativa. 
 
E eu já decidi que vou adorar. É uma decisão que tomo todo dia quando 
acordo. 
 
Sabe, eu posso passar o dia inteiro na cama, contando as dificuldades que 
tenho em certas partes do meu corpo que não funcionam bem… 
Ou posso levantar da cama agradecendo pelas outras partes que ainda me 
obedecem. 
 
- Simples assim? 
- Nem tanto. Isto é para quem tem autocontrole e exigiu de mim um certo 
`treino` pelos anos a fora, mas é bom saber que ainda posso dirigir meus 
pensamentos e escolher, em consequência, os sentimentos. 
 
Calmamente ela continuou: 
- Cada dia é um presente, e enquanto meus olhos se abrirem, vou focalizar 
o novo dia, mas também as lembranças alegres que eu guardei para esta 
época da vida. A velhice é como uma conta bancária: você só retira aquilo 
que guardou. Então, meu conselho para você é depositar um monte de 
alegrias e felicidades na sua Conta de Lembranças. E, aliás, obrigada por 
este seu depósito no meu Banco de Lembranças. Como você vê, eu ainda 
continuo depositando e acredito que, por mais complexa que seja a vida, 
sábio é quem a simplifica.. 
 
E, sempre que possível, diga às pessoas que ama que as ama.
 

Postado por AF

DSCRM E REUNIÃO DANÇANTE

30 de julho de 2009 15

Chegamos a um acordo sobre a data da segunda REUNIÃO DANÇANTE.

Nem 7, nem 14.

Vinte e um de agosto. Que tal ?

Pq daí não tem encerramento do Festival de cinema, nem show do Roberto, nem nada. Vâmo ?

 

Bloco 1 –

Kleiton e Kledir – Deu pra ti

Nei Lisboa – Deixa o bicho

Engenheiros do Hawaii – Toda forma de poder (do Nei)

 

Bloco 2 –

Zizi Possi – O amor vem pra cada um

George Harisson – Love comes to everyone

Marina e Caetano – Nosso estranho amor

Gal Costa – Chuva de prata

 

Bloco 3 –

Tina Charles – I lovo to love

Ivonne Elliman – If i can´t have you

Oswaldo Montenegro – Bandolins

Chaka Kahn – Gotta be there

Opus – Life is life

 

Tâmo junto !!

 

Postado por AF

AI QUE FRIIIIIO

29 de julho de 2009 20

Não aguento mais este frio! Já passou do limite, não precisa mais.

É gripe pra todo lado, roupa por cima de roupa, falta de ânimo pra fazer as coisas, tempo úmido, falta de coragem pra sair na rua… Que saco!

Em qualquer lugar que se vá, só se fala no tempo, no frio. Ô inverno mais sofrível este. E o figurino, então? Alguém consegue usar as roupas que realmente gostaria? Eu não!

                                        

Ainda bem que pelo menos os dias estão bonitos ultimamente. O sol sempre dá uma enganadinha, né? Neste findi conseguimos dar até uma lagarteada num parque pra tirar o mofo.

                                       

Será que no próximo rola um solzinho também? Tomara…

 

Sobre a Reunião Dançante, que o Alexandre falou no post anterior, também tenho minhas dúvidas sobre d dia 14. Tem tanta coisa rolando em Poa e na serra e ainda tem a maldita gripe.

Minha sugestão é: que tal o dia 21 de agosto? Até lá ganhamos mais tempo, quem sabe o frio diminuiu e ainda leva a gripe com ele?

Também sou a favor dos ingressos antecipados, esperar na fila é mesmo muito ruim. Acho que podemos tentar pelo menos uma parte dos ingressos com venda antecipada, assim quem puder já garante o seu!

Bom, quando tudo estiver confirmado, publicamos aqui.

Até lá, cuidem-se!

 

Postado por Rodaika

DSCRM e REUNIÃO DANÇANTE

27 de julho de 2009 43

Quem qué uma REUNIÃO DANÇANTE no Dhomba dia 14 de agosto bota o dedo aqui !!

Que tu acha, linda, fazemos ?

E vc, leitor, encara ?

Tenho minhas dúvidas em relação ao fim de semana. Mais o ambiente fechado emépoca de frio e gripe. Fim de semana de encerramento do Festival de Gramado, show do Rei em PoA…

Sei não..

Muitas opções..

 

Bloco 1 –

Prince – Purple rain

Human league – Human

 

Bloco 2 –

Tetê Espíndola – Escrito nas estrelas

Guilherme Arantes – Amanhã

Renato Russo – Mais uma vez

Os Mutantes – Panis et circensis

 

Bloco 3 –

Simply Red – It´s only love

Scorpions – Wind of change

P.H.D. – I won´t let you down

Tears for fears – Pale shelter

Des`ree – You gotta be

 

 

Tâmo junto !!

 

 

Postado por AF

MAIS QUE PALAVRAS

24 de julho de 2009 33

Sabe quando a gente lê um texto que emociona, faz pensar, toca de verdade?  

Um texto que poderia ter sido escrito por nós mesmos, se também tivéssemos uma inspiração incrível e usássemos as palavras certas para traduzir um sentimento?

Foi assim que eu me senti hoje quando li o texto que vou publicar aqui, escrito pela Silmara Franco do blog Fio da Meada. Aliás, recheado de vários outros textos incríveis – vale dar uma olhadinha.

Independente dos exemplos que foram citados, porque na vida cada pessoa tem os seus exemplos e as suas situações, o que vale é a intenção e o quanto a mensagem escondida em cada uma destas palavras pode nos servir.

Nem que seja para aquele clássico aviso: “ a vida é curta demais, faça o que te faz feliz”.

                                                   * * * * *

                                            Brincadeira séria

Faz de conta: você acordou, ligou para o salão e marcou um horário. Na hora do almoço, foi lá e pediu: Corta bem curto. O cabeleireiro não acreditou no que ouvia. Afinal, seus quase cinquenta centímetros de cabelo sempre foram, na sua cabeça (literalmente), uma espécie de atestado da sua feminilidade. Mas agora eles teriam de ser curtos. Para que suas ideias ficassem longas. Ele colocou a mão um pouco abaixo do seu ombro: Mais ou menos aqui? Você segurou a mão dele, levou-a na altura da sua orelha, e disse: Tosa.

Depois você passou naquela loja onde tem uns vestidos moderninhos e coloridos. Você entrou e pediu aquele cor de laranja com borboletas, muito mais curto do que os que você costuma usar. Aproveitou e pediu a sapatilha da vitrine. Arrancou o seu terninho bege, sua camisa branca e seu escarpim marrom. Deixou tudo por lá mesmo, no provador. E quando a vendedora perguntou o que fazer com aquilo, você disse: Queima.

Quando você retornou ao trabalho, uma hora depois do horário de costume, com aquele vestidinho e com os cabelos daquele jeito, a roda em torno de você foi se formando. Uns, animadíssimos. Outros, nem tanto. Alguns reprovaram. Como as coisas já não andavam muito bem por ali, sua chefe lhe chamou no final do dia para conversar, e avisou que as coisas não poderiam continuar daquele jeito, ou ela teria que substituir você. E você disse: Substitui.

Saindo de lá deu vontade de jantar naquele bistrô aonde você acha que só deveria ir no dia do seu aniversário ou outra data importante. Você mal encostou seu carro e já veio o dono da rua, dizendo que eram dez pratas para parar ali. E, como você não deu bola, o homem começou aquela conversinha surrada dizendo, na entrelinha da entrelinha, que um eventual não-pagamento antecipado incorreria em riscos indesejáveis na pintura do seu bólido. Você pegou o celular, digitou três números, mostrou o visor para o homem e, já com o dedo na tecla “ligar”, disse: Risca.

Faz de conta que você chegou em casa e sua filha de dezessete anos estava na sala com o namorado. Você teve que contar de novo a história daquele vestido e daquele cabelo e, como chovia, sua filha sondou se o rapaz poderia dormir ali. E, enquanto jogava no lixo aquela agendinha que você só usava no trabalho, você disse: Pode.

Quando se deitou para dormir, aquele anjo que costuma vir conversar com você antes do sono se empoleirou na cabeceira da sua cama. Elogiou o cabelo, o vestido, a decisão no trabalho, o presente de não-aniversário, o chega-pra-lá no dono da rua, a atitude com a filha. Só por curiosidade, perguntou que bicho havia mordido você. E você, se ajeitando no travesseiro e já desligando o abajur, disse: Nenhum.

No dia seguinte, vendo que eram dez da manhã e você ainda não havia se levantado, sua filha entrou no quarto, vocês conversaram e no final ela perguntou como é que vocês viveriam dali para frente. Com certa ironia, ela arriscou dizer que com as bolsas e os badulaques que você produzia e vendia nos finais de semana é que não seria. E você disse: Sim.

À tarde, você procurou o dono daquele galpão que você havia visto para alugar, perfeito para uma oficina, e fez uma oferta. O homem coçou a cabeça, pediu um pouquinho mais, e você disse: Fechado.

À noitinha, você foi até a casa dos seus avós, assim, de surpresa. E, de surpresa, você os beijou. E quando eles perguntaram o que era aquilo, você disse: Amor.

Faz de conta que foi assim. Faz de conta que foi desse jeito que você virou a mesa. Que resolveu não perder mais tempo, fazer o que gosta e ser do jeito que você, só você, acha que fica mais bonita.

Faz de conta que você morreu. E que alguém lhe deu a oportunidade de voltar para um terceiro tempo.

Então. Agora vai lá e faz tudo de verdade.

                                                         * * * * *

Não é incrível?

Então? Vamos aproveitar o findi pra praticar uma vontade escondida?

Eu vou tentar!

Beijos ; )

Postado por Rodaika

DSCRM E GRIPE

23 de julho de 2009 9

A grande verdade é que temos que procurar não pegar gripe nenhuma.

Boa alimentação, agasalho e hábitos saudáveis como lavar as mãos frequentemente são as melhores formas de prevenção.

Se possível também evite ambientes muito fechados, sem ventilação. Especialmente no inverno, onde as pessoas estão mais expostas e suscetíveis aos vários vírus que circulam no ar.

Beber bastante água também ajuda a tirar coisas ruins do organismo através do xixi. Desenvolva o hábito.

 

Bloco 1 -

Melba Moore – Aquarius

Al Green – Let´s stay together

Alphaville – Forever young

 

Bloco 2 –

Bon Jovi – Living on a prayer

U2 – Staring at the sun

Bliss – How does it feel the mornig after

Styx – Babe

 

Bloco 3 –

Ten Sharp – You

Terece Trent darby – Sign your name

Joan Osbourne – One of us

Extreme – More than words

 

Tâmo junto !! 

Postado por AF

REVISITANDO O ORKUT

22 de julho de 2009 13

Muita gente me pergunta todos os dias se eu tenho Orkut, se eu posso adicionar. Estou no Orkut sim, tenho dois perfis por lá. Mas confesso que minha “febre orkuteira” durou pouco tempo. Me incomoda não conseguir responder todos os scraps e nem poder adicionar mais pessoas em função do limite de mil amigos (ainda é assim?).  Já o Alexandre nunca nem teve perfil no Orkut.

Não preciso dizer que no momento prefiro mesmo o twitter. É rápido, ágil e não é MSN, o que não nos torna culpados em não responder o que nos escrevem – apesar de muitas vezes eu acabar respondendo, pois sei que é importante pra algumas pessoas que lá estão.

Mas hoje um e-mail especial me fez voltar ao Orkut, que eu não entrava fazia tempo. Trata-se de uma ouvinte da Atlântida, telespectadora do Patrola e do Papo Clip e leitora aqui do blog. Acostumada a acompanhar nosso trabalho e um pouco da nossa vida pessoal também, ela montou um fã-clube para mim e o Alexandre.

Demonstrações de carinho como esta são sempre muito gratificantes pra quem trabalha com comunicação. Se eu fosse médica, adoraria ver meu paciente feliz e recuperado depois de um tratamento. Se eu fosse publicitária ficaria orgulhosa de ver minha criação estampada num outdoor. Se eu fosse professora me emocionaria ao ver um aluno aprendendo, e assim por diante..

Como somos comunicadores e trabalhamos para o público, o retorno de quem acompanha nosso trabalho é a maior motivação que podemos ter.

Ah, o fã-clube é este aqui. Até fotos nossas tem lá, algumas que eu nunca nem tinha visto, tudo organizadinho, adorei! Tem até um álbum feito só de fotos que tiram com a gente. Finalmente vou poder ver se não pisquei na foto, rá! Essas duas que eu achei lá ficaram boas:

                                

                                

Também descobri várias comunidades que eu não conhecia e só tenho a agradecer por todo o carinho.

Uns dias de molho em casa também podem ser legais. Tô conseguindo organizar um monte de pautas e e-mails atrasados e ainda fazendo descobertas legais.

Mas agora chega, né? Não agüento mais essa gripe! Sai de mim.

   

Postado por Rodaika

ATORES POR UM DIA

22 de julho de 2009 14

Chega o fim de semana e os pais levam os filhos para a casa dos avós no interior. Longe das grades entre as casas, dos prédios altos que quase escondem o céu, as crianças podem aproveitar a folga de verdade. E viver muitas aventuras…

A história é comum, acho que muitos leitores aqui do blog vão se identificar. Eu e o Alexandre também passamos dias inesquecíveis na casa dos nossos avós, quando crianças. Ô tempo bom!

Acho que por isso nos sentimos à vontade no set do episódio “À Moda Antiga” do Histórias Curtas da RBSTV. E também porque fizemos só uma pontinha, justamente como os pais do menino Pedro, que vai passar o findi na casa dos avós.

Nossa fala era curtinha, a equipe super competente e carinhosa e o roteiro muito parecido com a vida real.  Durante a filmagem viramos a Maria e o Ricardo e, além de brincar de interpretar, acompanhamos os bastidores da produção.

         A maquiagem antes da cena e o Alexandre com a “mãe emprestada”

                                O ajuste da câmera e do cabelo

                       Momento família: o filho com os pais e os avós.

                        A equipe preparando a cena e o Alexandre feliz

       O set sendo montado na rua calma de Tupandi e eu esperando o “ação!”

          Pai e filho “emprestados” sorridentes e a muvuca por trás da foto

                          Toda a equipe do episódio “À Moda Antiga”

E agora, o registro de duas tentativas de uma cena. Mesmo numa cidade pequeninha como Tupandi (ao lado de Bom Princípio no pé da serra gaúcha) passam caminhões de vez quando…

Claro que uma hora a cena rolou, mas aí a gente espera pra ver no ar, né?

A equipe toda segue trabalhando durante esta semana toda em Tupandi, com a direção do Bruno Carvalho. O menino Pedro é interpretado pelo querido e premiado Jorge Junior. E os avós pelos atores Lurdes Kauffmann e Girlei Paes.

Não preciso nem dizer que já estou super ansiosa pra ver o resultado disso tudo no ar!  Afinal, bem que a gente curtiu nosso dia como atores.

No blog Bastidores da TV tem mais fotos e detalhes postados pelo Gilberto Perin, do Núcleo de Especias da RBSTV.

Obrigada pelo convite, galera!! E pelo trabalho bacana de toda a equipe.

ADORAMOS!

     

Postado por Rodaika

A GRIPE QUE APAVORA

21 de julho de 2009 30

Desde a semana passada eu estava com uma baita dor de garganta. Tosse chata, uma sensação ruim ao engolir, dor de cabeça… Até que a voz se foi. Fiz uma gravação para o Patrola na quinta já bem rouca. Na sexta a voz sumiu de vez, nem fui ao Pretinho.

O findi foi corrido porque nosso filho estava de aniversário, e eu cada vez pior. Ontem de manhã tínhamos um compromisso inadiável, já marcado há algum tempo. Por conta disso, o Alexandre não esteve no Pretinho das 13h, mas estaria no programa das 18h se não fosse eu ter piorado.

Passamos boa parte da tarde indo de um hospital ao outro. Não consegui marcar diretamente com nenhum médico, a solução seria um atendimento de emergência, mas ficamos apavorados com o que vimos. Filas e filas de pessoas de todas as idades, muitas com máscaras de proteção e esperando horas para serem atendidas. Um horror!

Acabei sendo atendida por um médico da família, que constatou, além da forte gripe, uma sinusite já bem avançada. Agora estou em repouso e preciso ficar uns dias em casa até porque sigo bem rouca ainda e com muita dor de cabeça, apesar dos remédios que comecei a tomar ontem.

Aproveitamos pra perguntar para o médico sobre a gripe A – quem tem filhos fica apavorado com esta situação. Ainda mais depois que vimos tanta gente nos hospitais.  Perguntei para o doutor se todas aquelas pessoas nas filas estavam mesmo com a gripe A e ele respondeu: “nem todos, mas muitos vão acabar pegando porque estão em contato com pacientes doentes”.

Agora vejam a contradição. É impossível não se apavorar quando alguém apresenta os sintomas da gripe A. Como vimos até agora nos noticiários que as pessoas que morreram por causa da gripe foram aquelas que demoraram em procurar atendimento, achamos mais seguro correr para uma emergência na primeira dúvida que surge. Assim, os hospitais ficam cheios, o atendimento muito mais lento e os pacientes correndo mais riscos.

Realmente está faltando informação.

Ontem, ainda na conversa com o médico, perguntamos sobre como prevenir a gripe A, afinal precisamos trabalhar, freqüentar vários tipos de lugares… Não tem muita saída. O ideal é consumir mais frutas ricas em vitamina C (como limão, laranja, kiwi, maracujá, morango), andar bem agasalhados e evitar lugares com muita gente (como cinema e shows).

No mais, é torcer pra ficar longe do vírus e ver esta situação ser resolvida de vez.

Cuidem-se. É sempre melhor prevenir.

Postado por Rodaika

DSCRM

17 de julho de 2009 4

Respondendo pra nossa querida leitora/ouvinte/telespéc. Janaína.  

Minha volta pra Atlântida se deu em 2007. Já havia dito isso aqui, até.. Antes disso, durante 10 anos, apresentei um programa com a mesma proposta chamado Passado a limpo na Pop Rock. Desde lá a Rodaika acompanhava o Passado. É isso.. 

 

Bloco 1 –

Gonzaguinha – O que é, o que é ?

Elis Regina – Madalena

Chico Buarque – Vai passar

 

Bloco 2 –

New Kids on the Block – Step by step

MC Hammer – U can´t touch this

Bangles – Walk like an egyptian

John Travolta & Olivia Newton John – You`re yhe one that i want

 

Bloco 3 –

Vilma Palma – La pachanga

Jon Secada – Just another day

Madonna – Like a prayer

Bee Gees – Night fever

 

Era isso !!

Tâmo junto !!

 

 

Postado por AF