Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 24 fevereiro 2012

Com a palavra, Paulo Odone

24 de fevereiro de 2012 22

Presidente do Grêmio, o deputado Paulo Odone escreve para reclamar da nota sobre a camiseta do técnico Vanderlei Luxemburgo com o número 23, assunto que está bombando nas redes sociais desde ontem e que tratei na Página 10 de hoje.

Democraticamente, colo aqui a carta do deputado:

“Rosane,

Infelizmente, me considero ofendido com tua nota intitulada Propaganda Subliminar, despida do tom de seriedade exigível. O número 23, às costas da camisa presenteada ao novo técnico do Grêmio, Vanderlei Luxemburgo, foi escolha pessoal exclusivamente dele, como relatado em seu blog. Falar em Jogo do Bicho e em Papai Noel é jocoso, injusto e ofensivo.

Na minha idade, imaginares que poderia usar um expediente dessa natureza para promover meu partido é, no mínimo, subestimar minha inteligência, dos eleitores e dos torcedores. Quem me conhece sabe que jamais permito que a politica e o futebol se misturem no âmbito do Grêmio.

Atenciosamente, Paulo Odone”

Números de sorte

24 de fevereiro de 2012 22


Vanderlei Luxemburgo não gostou da associação feita na Página 10 de hoje — e nas redes sociais — do número 23 de sua camiseta do Grêmio com o 23 do PPS, partido do presidente Paulo Odone. Em seu blog, o treinador deu hoje à tarde uma explicação diferente da apresentada ontem pela assessoria de imprensa do Grêmio.

“Lamentável algumas pessoas quererem associar o número da camisa escolhida em minha apresentação com outro tipo de situação. Sr. Verardi, que é superintendente há 46 anos no Grêmio, me perguntou se eu tinha preferência por algum número em minha apresentação e eu disse que era o 33. Ele disse que este número já estava ocupado e escolhi 23 porque a soma dá 5, um número que me traz sorte. Esta é a pura e clara realidade do fato. E antes que me questionem, tanto a soma que dá 6 como a que dá 5 me dão sorte”, escreveu Luxemburgo.

Perguntei aos companheiros do Esporte de ZH quem é o titular da camisa 33. De fato, ela está ocupada por Edilson. Só que a 23 não está livre: no site do Grêmio, bem ao lado de Edilson, está Bruno Collaço com o número 23. Ou seja: quanto mais explicam, menos me convenço.

A jornalista Eliana Camejo, que assessora Odone nas questões da Arena, garante que o presidente do clube ficou sabendo por ela do imbróglio envolvendo a camisa 23. Que não foi dele a ideia de dar esse número para Luxemburgo.

Que fique claro: não estou falando de propaganda eleitoral antecipada, até porque o PPS não tem e não terá candidato a prefeito e Odone não concorre a nada neste ano. Mas pode ser marketing, fixação de marca, propaganda subliminar mesmo. Você decide.