Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 19 julho 2012

Sensibilidade na crise

19 de julho de 2012 27

Texto de abertura da coluna na Zero Hora desta quinta-feira

Vem em boa hora o pacote de medidas que o governo Tarso Genro amarrou para proteger setores da economia gaúcha afetados pela crise. O governador teve sensibilidade para reconhecer que, se o Estado cruzar os braços, alguns setores vitais para a economia correm o risco de desaparecer. É o caso da suinocultura, afetada por uma combinação de preço baixo do produto com altos custos de produção.

Há momentos em que a mão visível do Estado precisa agir para resolver problemas que a mão invisível do mercado não consegue solucionar. No caso da suinocultura, zerar o imposto de importação do milho e da soja, para garantir matéria-prima para fabricação de ração, era o mínimo que os produtores esperavam. O governo, segundo antecipou o secretário da Fazenda, Odir Tonollier, vai fazer mais: vai zerar o imposto na venda do suíno vivo.

De acordo com o secretário Marcelo Danéris, boa parte dessas medidas foi gestada no Conselhão, que realizou reunião do pleno no dia 10, quando representantes de diferentes setores expuseram diretamente ao governador Tarso Genro suas preocupações.

Sintonizadas com o anseio de empresários e produtores, as medidas gaúchas corrigem uma péssima ideia do Ministério da Agricultura, que na semana passada acenou com a possibilidade de intervir no mercado para reduzir os estoques e aumentar o preço da carne suína. Faltou ao burocrata federal que teve essa ideia pensar o óbvio: que o aumento de preço pode resultar em queda no consumo, já que a carne de porco é facilmente substituível por outra.

A crise dá aos governos a chance de testar a hipótese sempre defendida pelos empresários – de que a redução da carga tributária é capaz de produzir aumento de arrecadação pelo crescimento do consumo. No caso do imposto zero, o foco é outro. É salvar uma cadeia produtiva da qual dependem milhares de famílias.