Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Aécio diz que vai criar Ministério da Infraestrutura

04 de agosto de 2014 7

PROMESSAS DE CAMPANHA

Sabatinado hoje pelo portal G-1, Aécio Neves prometeu criar o Ministério da Infraestrutura, reunindo as áreas de energia e transportes, o que inclui a Secretaria de Portos, que hoje tem status de ministério.
Aécio tem dito que reduzirá à metade os atuais 39 ministérios, mas evita adiantar quais serão extintos além da Secretaria da Pesca. Hoje, ele disse que pretende fortalecer o Ministério da Agricultura, mas não confirmou se extinguirá o do Desenvolvimento Agrário.

O QUE O CANDIDATO DO PSDB JÁ PROMETEU:

2 de agosto, em ato no Paraná:

- Criar o programa Família Brasileira, voltado ao atendimento de pessoas que vivem em estado de vulnerabilidade social.

31 de julho, em entrevista a ZH

- Manter e aperfeiçoar programas como o Bolsa Família, o Prouni, o Minha Casa, Minha Vida e o Mais Médicos;

- Criar a carreira de médico federal

- Renegociar a dívida dos Estados, reduzindo o percentual de comprometimento da receita do Rio Grande do Sul de 13% para 11%, desde que a diferença seja aplicada em projetos estruturantes

-  Transformar o Ministério da Justiça em Ministério da Justiça e da Segurança Pública;

- Propor ao Congresso uma reforma política. O candidato defende o voto distrital misto, o fim da reeleição, com mandato de cinco anos, e cláusula de barreira para impedir a proliferação de partidos.

 

Comentários (7)

  • Nelson dos Santos diz: 4 de agosto de 2014

    E voce acreditou Rosane?
    E’ de chorar.

  • ubirajara carvalho diz: 4 de agosto de 2014

    …Afinal de contas o Aécio Nuvens (sim pq vive nas festas e no mundo das nuvens), vai diminuir ou vai aumentar os ministérios???
    Porque já tinha ouvido falar que ele ia diminuir os ministérios e gora fala em aumentar.

  • Antonio diz: 5 de agosto de 2014

    O Aécio é a favor da recriação de um ministério da era Collor (infraestrutura) e cortar diversos outros ministérios com a justificativa de cortar os custos do Estado, que chama de “custo Brasil”.
    Só que, no Brasil, cortar Ministérios significa menos políticas públicas agindo em favor do povo, já que atinge somente áreas que historicamente se esgueiram no andar de baixo, como a da Pesca, da Igualdade Racial, Secretaria de Mulheres, entre outras, gerando um déficit de atenção em áreas bastante vulneráveis.

    - Ora, o povo brasileiro precisa é de cada vez mais atenção e menos indiferença dos governos.

  • Cleptocumpanhêro diz: 5 de agosto de 2014

    Rosane, quero “comprimentá-la” nessa data festiva, como diria a minha avó Donga, lá da fronteira. Aproveito o ensejo para te dizer que a longevidade, segundo o Taoismo, é a primeira razão do rabugismo e de todas as outras dores, que te incomodam e incomodam os outros. Salve o dia 05-08-1950.

  • Márcia diz: 5 de agosto de 2014

    Com o DNA que Aécio, os tucanos e o PP têm daquela velha república de cafeicultores e produtores de leite que governou o Brasil como se fosse uma fazenda de café, o ministério que ele vai criar é aquele pó de aécioporto que o povão está comentando. Quero aqui também avisar que conforme as conclusões do engenheiro professor Cerqueira Cesar de São Paulo, a SABESP está fazendo faltar água em São Paulo porque está programada tucanamente para ser privatizada, digo vendida para um grupo estrangeiro e para quem tem dúvidas de que São Paulo é um quintal de negociatas de empresas estrangeiras, vá lá contar quantas empresas brasileiras conseguem sobreviver por lá.

  • Jacira Paz diz: 5 de agosto de 2014

    Aécio não entende nem de aeroportos. Tudo que ele prometer não se preocupe, simplesmente porque não será eleito.
    Depois do ministério da Infraestrutura Aécio nomeará o tio para o ministério da Aeronáutica.

  • Jacira Paz diz: 6 de agosto de 2014

    Aécio, Ana Amélia, Crusius. Tudo a mesma sopa.
    Desde o início da campanha eleitoral, a Senadora Ana Amélia Lemos(PP) vem tentando se distanciar do governo Yeda Crusius(PSDB), do qual seu partido participou ativamente, estando inclusive, no centro do escândalo do Detran, que envolveu importantes quadros do PP no Estado, entre eles, o deputado federal José Otávio Germano. Mas está ficando difícil para a candidata sustentar essa amnésia. Agora, o candidato tucano à Presidência da República Aécio, apoiado pela senadora, escolhe como slogan de sua campanha exatamente o mesmo adotado por Yeda: “novo jeito de governar”. Esse “novo jeito ” acabou se traduzindo em uma sucessão de escândalos, autoritarismo, arrocho, redução do tamanho do Estado e denúncias partindo de próprios integrantes do governo.
    Bem, ao menos no Rio Grande do Sul, dificilmente alguém vai achar isso novo. Esse filme foi exibido durante quatro anos, entre 2007 e 2010, e revelou-se um fracasso de crítica e público.
    Não acredito que o povo do RS, vá entrar nessa canoa furada.

Envie seu Comentário