Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

140 toques: programa eleitoral da tarde de quinta-feira na TV

21 de agosto de 2014 3

Como estou fazendo desde o início da propaganda eleitoral, posto aqui os tuítes referentes ao programa desta quinta-feira. À noite não consigo fazer isso porque coincide com o fechamento da coluna:

 

Prontos para o horário eleitoral? Hoje é dia de presidente e deputado federal. Vou tentar captar os momentos mais interessantes.

Marina começa lendo texto sobre Eduardo Campos e mostrando fotos dele. A cara do Roberto Amaral (ao lado dela) é de poucos amigos. De ontem.

Marina se emociona falando de Eduardo. Propaganda termina com imagem dela e de Beto Albuquerque, de braços erguidos.

Incrível, como o Zé Maria envelheceu desde a primeira campanha. Mas o discurso ainda é o mesmo.

Equipe de Aécio vai ter que melhorar muito o programa. A ideia de colocar as pessoas vendo ele falar na TV não funcionou. Ou estou enganada?

Parece, pelo programa de Aécio, que todo mundo pára tudo o que está fazendo para ouvir um discurso político.

Agora ficou mais interessante o programa do Aécio, com imagens dele no passado, dados e esse pinga-fogo com perguntas e respostas curtas.

Dilma está muito professoral. Discurso lido no teleprompter é chato. No horário eleitoral é mais chato ainda.

Agora programa de Dilma mostra obras grandiosas, como a de integração do rio São Francisco. A imagem é real ou maquete eletrônica?

Viagens de Dilma pelo país em quatro anos rendem imagens riquíssimas para o horário eleitoral. Vantagem de quem disputa a reeleição.

Foco de Dilma nas usinas hidrelétricas tem endereço certo: Marina, que é contra. No ministério, as duas brigaram por causa das usinas.

Esse João Santana, marqueteiro de Dilma, é um craque. Uso de recursos gráficos dá agilidade ao programa.

Lula arremata o programa de Dilma fazendo pregação a favor da reeleição e criticando “uma certa imprensa”.

Lula está com um hematoma no rosto, perto do olho?

Fidelix e Eymael em sequência. A vaidade ao quadrado. Imagino o que esses dois pensam assistindo à própria performance.

Pastor Everaldo esbanja sinceridade: se eleito vai privatizar tudo. Inclusive a Petrobras e o Banco do Brasil. Disse no JN.

Se os candidatos soubessem o que uma fonoaudióloga pode fazer por eles, investiriam em melhorar a voz. Faz toda a diferença.

PT fez uma opção clara: poucos candidatos a deputado federal, para cada um ter mais tempo na TV. Reduz as chances de renovação.

Política de resultado é o lema dos candidatos do PTB a deputado federal. Vi na TV.

“Meu partido é o Rio Grande”, dizem candidatos do PMDB. Seria a negação dos partidos? Ou o retrato do racha no PMDB?

Quanto coitadismo nesse discurso de Berna Menezes, do PSOL! Parece que todas as mulheres são discriminadas.

Uma das coisas mais interessantes do horário eleitoral é o que alguns candidatos fazem com as mãos. Parecem desconectadas do discurso.

Bizarro um candidato que tem como como bandeira defender os interesses dos descendentes de ucranianos. Quantos seriam?

Leudo Costa, do PSDB, é um caso raro de candidato que se assume como de direita. “Nós, homens e mulheres de direita…”, diz na propaganda.

Jussara Gauto é a Vera Guasso do PP: não desiste nunca. Foi vereadora nos anos 1980, se não me falha a memória.

Não estranharei aparecer uma propaganda da Dudalina, estrelada pelas candidatas. É a camisa mais vista no horário eleitoral.

Amanhã não tem crônica do horário eleitoral no Twitter. Vou fazer uma palestra em Cruz Alta e nessa hora estarei na estrada. Façam vocês!

Comentários (3)

  • Marlene diz: 21 de agosto de 2014

    Ficou ótimo! Minga imaginação viajou…
    Ummabraço e sucesso com a palestra

  • Angelo Frizzo diz: 25 de agosto de 2014

    Essa sua Rosane, de “maquete eletrônica” , é brincadeira né? Peça para a RBS (Partido de Oposição) te pagar a despesas e vá lá confirmar. A duplicação daBR101, a rodovia do parque, BR 386, os viadutos da BR116, a duplicação da BR116 até Pelotas Rio Grande, são maquete eletrônicas?
    O fato de a globo não noticias as grandes obras não significa que não existam ou estejam em andamento. COISAS que NÃO aconteciam ha MAIS DE 40 ANOS.

  • rosane_oliveira diz: 26 de agosto de 2014

    Angelo, tem tanta computação gráfica nos programas que fica difícil distinguir o que é foto do que é maquete eletrônica. E a transposição do Rio São Francisco é uma obra que o próprio governo reconhece que está bastante atrasada.

Envie seu Comentário