Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Detalhes implodem o mundo mágico de Cunha

16 de outubro de 2015 12

Homem de fé, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, estava tão certo da impunidade que registrou para si o domínio jesus.com na internet. Não contente, criou uma empresa chamada Jesus.com. Sem medo do castigo divino por desobedecer ao segundo mandamento, registrou três carros de luxo em nome da Jesus.com (um Porsche Cayenne, uma Ford Edge e um Ford Fusion). Usou o nome de Deus em vão e foi flagrado pelos procuradores da República desrespeitando as
leis dos homens.
Com a investigação que ameaça implodir sua carreira política, ruiu um mundo de viagens internacionais, carros de luxo e dinheiro farto, guardado na Suíça. Como o diabo mora nos detalhes, são eles que dão à queda de Cunha o tom de pastelão. Sua mulher, a jornalista Claudia Cordeiro Cruz, apresentou-se como dona de casa na hora de abrir uma conta na Suíça. Os investigadores apuraram que a empresa dela, a C3 Produções, tinha pelo menos quatro carros de luxo (Pajero, Hyundai Tucson, Freelander e BMW). Em nome de Claudia pessoa física está registrado outro Porsche Cayenne.
A apresentação das provas de que as contas na Suíça contêm sua assinatura e foram abertas com documentos dele e da mulher, mais a citação de uma de suas filhas no imbroglio,  provocou a ira de Cunha, que reclama de quebra do sigilo bancário e acusa o procurador-geral da República de perseguição política. Em nota distribuída por sua assessoria de imprensa, o deputado nega ter contas no Exterior, diz que nunca recebeu dinheiro por intermediar negócios na Petrobras e acusa o procurador de tramar para enfraquecê-lo às vésperas do anúncio da decisão sobre pedidos de abertura de um processo de impeachment.
Nocauteado pela Operação Lava-Jato, Cunha não tem a mínima condição para conduzir um processo de impeachment. Se estava negociando com emissários do governo um acordo de mútua proteção, o vazamento dos documentos implodiu as pontes. Seria muita ingenuidade acreditar que o governo poderia poupá-lo: a investigação está nas mãos de um grupo de procuradores e de policiais federais sobre os quais o Planalto não tem controle.
Aberta a porteira, as denúncias brotam de todos os lados. A delação premiada de Fernando Baiano é só mais uma frente de investigação.

Comentários (12)

  • Éder diz: 16 de outubro de 2015

    Não esqueçam: “somos todos Cunha”. KKKKKKKKKKKKK. Mais uma derrota de uma direita, sem moral. Como disse a Presidente, quem são esses imorais? Com Lula 2018, agarrem-se firme, vão tomar outra bordoada. Querem apostar?

  • DANIEL BERNARDES diz: 17 de outubro de 2015

    Qualquer IMBECIL, desde muito, sabia que o Dudu Cunha era isto, e muito mais…Apenas os jornaleiros, desinteressados, achavam que ele, o Dudu Cunha, EX SOCIO DO PC Farias, era um homem acima de qualquer suspeita. Agora, o que me intriga, jornaleira, e saber qual o motivo que levou a imprensa a ”ESCONDER’ o passadinho do Cunha…Imagino, pois acredito em Papai noel, que os jornaleiros da RBS nao “esqueceram” do passadinho do Cunha, porque o PATRAO de voces fazia aqles negocinhos la no CARF, ne?

  • Bernardo diz: 17 de outubro de 2015

    E a Zelotes? Nenhuma notícia?

  • João Agrário diz: 17 de outubro de 2015

    As evidências parecem consistentes da corrupção do Cunha.
    Merece enfrentar os rigores da lei, Rosane.

    Mas é preciso registrar que sua queda passa pelo impeachment.
    Renan Calheiros se fez de morto e todos esqueceram dele.

    O erro do Cunha foi se achar imbatível. Provocou ódio e ressentimento de todos os lados. Entre governistas (alvo das suas chantagens), opositores (desiludidos com promessas nunca cumpridas) e membros do judiciário (ministros do STF receberam reprimendas públicas no auge do poder do Cunha).

    Não é à toa que foi apelidado do Frankie Underwood, o todo-poderoso político da série da Netflix.

    Em 50 anos de parlamento, Sarney, Renan Calheiros e cia nunca ousaram a tanto e por isso se mantiveram no poder. Exerceram uma espécie de “soft power”.

    Até os corruptos precisam ter cautela, Rosane.

  • Rogério Maestri diz: 17 de outubro de 2015

    Quanto mais a direita maiores são os valores.
    Quando falaram em mensalão os valores eram R$50.000,00 nas cuecas para pagar a campanha eleitoral, quando começaram a falar na Petrobrás os valores eram R$500.000,00 para os partidos e para pagar a campanha eleitoral, quando falam no Eduardo Cunha os valores são de R$5.000.000,00 para pagar as aulas de tênis da filha (ou da mulher?) e mais colégios caros na Inglaterra.
    Quando se fala no desvio de dinheiro pela sonegação de impostos de empresas de grandes grupos financeiros os valores atingem quantias astronômicas em torno do Bilhão.
    A pergunta a ser feita, quando se falar daquele mesmo senador do PSDB que estava envolvido com os 45 kg de cocaína no helicóptero, quanto serão os valores 10 bilhões ou 100 bilhões?

  • Rogério Maestri diz: 17 de outubro de 2015

    Errata: Não são 45 kg de cocaína, são 450 kg de cocaína só num helicóptero, nem estamos falando do que deve ter passado de avião pousando na pista em Minas Gerais construída com dinheiro público.

  • João Cândido diz: 17 de outubro de 2015

    Cunha não poderia ser nem funcionário público, mas permanecerá
    presidente da Câmara por muito tempo ainda, e a Jornalista Rosane
    diz: “Cunha não tem a mínima condição para conduzir um processo
    de impeachment”. Também traz à baila novamente a “possibilidade”
    de que, em algum momento, o governo negociou pela proteção de
    ambos, o que seria o fim de Dilma. Bem ao gosto do golpismo.
    Não custa tentar de tudo, até o esdrúxulo, não é oposição?

  • Alberto diz: 17 de outubro de 2015

    Brasil precisa acabar com tantos conchavos, interesses e negociatas políticas impunes pois do jeito que está o país não vai sair do lugar, estamos perdendo a moral perante o mundo, não virão mais investimentos e a população ficando cada vez mais decepcionada com a ‘classe’ política. Temos alguns exemplos claros aqui no RS com o Collares que era anti-PT e agora adora Dilma além de receber salários de ex-Governador, Itaipú, etc e Jardel que aumentou ICMS e agora curte a Europa às nossas custas. Os contribuintes não suportam mais tantos deboches e ainda temos o Lula que a cada dia que passa nos revolta mais com tamanha lama.

  • Pagador de Impostos diz: 18 de outubro de 2015

    Na terça teremos o início do Show do Impeachment!!!
    Hu-hu!!!!!
    VIVA EDUARDO CUNHA!!!
    EU MESMO PRETENDO LEVAR UNS MARLBOROS E UNS BISCOITOS PARA ELE!!!
    ANTES DE IR PARA A JAULA ELE VAI ENFORCAR A RAINHA DA MANDIOCA!!!
    HU-HÚ!!!
    É terça feira, na sua telinha!!!

  • Pagador de Impostos diz: 18 de outubro de 2015

    A empresa Jesus.com lava dinheiro da Petrobras.
    A empresa CNBB fomenta roubo e invasões de propriedades.
    E por aí vai…
    Depois quem é ruim sou eu…

  • Alberto / “Estocando vento” diz: 18 de outubro de 2015

    Confirmado: Éder acha normal o povo ser saqueado pelo (Des) Governo PT!

  • Éder diz: 19 de outubro de 2015

    Alberto: Liechenstein, os espera. KKKKKKKKKK. Rosane, sem cortes.

Envie seu Comentário