Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Muju: almoço peruano com pegada brasileira

05 de outubro de 2017 1

O conteúdo desse post é produzido no formato de branded content.

** O Roteiro da Sara traz mais uma parceria muito bacana: com a Sulgás – Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul, dentro do projeto Cozinhando com Gás Natural. Vou escolher um restaurante por mês e visitá-lo para contar o que descobri por lá, sem que os proprietários e a equipe saibam disso. O que esses restaurantes precisam ter em comum? O uso do gás natural nas suas cozinhas. Sim, gente, eu sei – meu trabalho é muito legal. E vocês não fazem ideia dos lugares deliciosos por onde vou passar. Se você ficou curioso sobre o gás natural, no final do post conto um pouco sobre seu uso indicado e relação com meio ambiente.

muju novo - 8

Pois essa parceria com a Sulgás tomou uma dimensão super linda. A partir de uma lista de sugestões, outros restaurantes, que também possuem gás natural instalado, começaram a fazer contato com o blog, sugerindo seu estabelecimento para que eu visitasse.

Foi assim que cheguei, novamente, no restaurante peruano Muju. Novamente porque ele já pintou algumas vezes aqui no blog, e eu adoro. Mas, com a mudança do chef e a reabertura do restaurante para o almoço, não pensei duas vezes. Convidei a Ana Elisabete, uma amiga querida, consultora jurídica dos meus assunto aleatórios e #mulheresquecomem como eu (apesar da Zabeti ser magrinha como um palito ai-meu-Deus-um-dia-eu-volto-assim-agora-já-foi).

Era sexta, eu tinha ido de aplicativo até lá (oi, 99POP), então pedia um vinho. Em taça. Coisa linda!

muju novo - 1

E, é claro, um ceviche. O cardápio do almoço no Muju é diferente da noite: tem duas opções de ceviche e um menu executivo (entrada, prato principal e sobremesa). Ceviche com olho de tigre (esse molho cítrico) feito com maracujá. Ah, e importante: para quem fica meio assim de tentar uma cozinha diferente no almoço, o pessoal do Muju deu uma equilibrada no cardápio do meio-dia. É peruano, mas tem uma pegada contemporânea e local. Vai de boa!

muju novo - 4

Aí fomos para as entradinhas. Eu sou louca por causas, então fui com essa de purê de batata-doce coberto com tartar de salmão e maionese.

muju novo - 2

A Zabeti pediu esses vegetais tostados com maionese de berinjela defumada. Eu sei, vegetais não são tão bonitos, mas o ponto estava delicioso.

muju novo - 3

Bom, gente, são duas opções de pratos de almoço. Vou dizer que foi difícil decidir pelo melhor. Esse seco del norte, tchê, me faltam palavras. Essa carne é um espetáculo. Cozida lentamente no vácuo, servida com molho típico peruano a base de coentro (amo amo amo), cerveja preta e huacatay (erva aromática muito usada no Peru). A maciez, só provando!

muju novo - 5

Vou ter que mostrar ainda por outro ângulo! Ah, e deixa eu dizer que a Brenda, a moça que nos atendeu, era uma querida. Já chegou explicando “Estou começando, então vou fazer mais perguntas pra garantir que tudo saia certo”. É isso aí, Brenda! Nos ganhou na hora!

muju novo - 6

O da Zabeti foi esse tradicional ají de gallina: peito de frango desfiado, preparado no creme de ají amarillo, finalizado com queijo parmesão. Sério, tava tão lindo e tão delicioso! #sddsají

muju novo - 7

Dizem que pimenta é termongênica, né? Então eu já garanti que metade das calorias fossem embora, não é não?

muju novo - 9

A sobremesa, fui de leve. As opções eram manjar de naranja (creme inglês com toque super sutil de laranja e ganache de chocolate) ou suspiro limeño (manjar de leite, com leite condensado e coberto com merengue de vinho do Porto). Já tinha comido tanto… e tava tão feliz!

muju novo - 10

Confere o menu do Muju - valores de outubro/2017:

MUJU

Endereço: Rua Coronel Bordini, 684, Auxiliadora – Porto Alegre

Telefone: (51) 3328-0348

Funcionamento: almoço das 12h às 14h30 (segunda a sexta) e das 12h às 16h (sábados). Jantar de segunda a sábado, das 19h à meia-noite.

sulgas

A parceria com a Sulgás rendeu outros posts mega saborosos:

Le Grand Burger: o sensacional hambúrguer de cordeiro

Rock’s: os filés gigantes da Auxiliadora

Gás natural: a cozinha reconfortante do restaurante O Galo Cinza

VOCÊ SABE COMO FUNCIONA O GÁS NATURAL?

Foi bacana conhecer um pouco mais sobre o gás natural com esse projeto Cozinhando com Gás Natural. Quem não passa por calçadas e/ou estradas e não fica curioso com os avisos do tipo “tubulação de gás” ou “não escave”?

Pois hoje o gás natural está presente em várias atividades comerciais e prestadores de serviços, como o Le Grand Burger. Pra ter uma ideia, a Sulgás tem como clientes hotéis, motéis, shoppings, hospitais, clínicas, supermercados, clubes, academias, escolas, universidades, padarias, restaurantes, lanchonetes, lavanderias e pet shops, entre outros.

Em restaurantes é uma opção moderna e mais segura: como o gás natural é canalizado, não tem botijões armazenados. Por ser mais leve que o ar, sua dispersão se dá rapidamente, evitando acúmulo de gás no ambiente em caso de vazamento, diminuindo o risco de acidentes.

Agora, o mais importante, pra mim, é a sustentabilidade: com alto rendimento térmico, o gás natural tem combustão completa, não gera resíduos e nem perda de combustível.  O gás natural tem o que se chama de combustão limpa – uma queima quase perfeita, com baixíssima emissão de poluentes e de dióxido de carbono (CO2) – que é o principal causador do efeito estufa.

Quer saber mais? Confere aqui: Sulgás – Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul.

Esse é uma postagem em formato de parceria comercial com a Sulgás. O conteúdo foi produzido e redigido pelo Roteiro da Sara (Sara Bodowsky) e a marca e o local que aparecem aqui estão em conformidade com as condições editoriais e a qualidade para publicação no blog e nos sites do Grupo RBS. A autora teve liberdade para escolher, avaliar ou vetar (se necessário) os restaurantes.

Comentários (1)

  • Jarbas Derquin diz: 10 de outubro de 2017

    Oi Sara!
    Post brilhante!
    Parabéns!

Envie seu Comentário