Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "doces"

Piccolino Café: sanduíche delícia e a torta de banana perfeita

12 de janeiro de 2017 2

Piccolino - 3 (1)

Pensa em um lugarzinho fofo, que apesar de ser pequenino do lado de dentro, tem mesas em uma das calçadas mais charmosas de Porto Alegre.

Sempre cruzava pela entrada do Piccolino Café, na Félix da Cunha, quase em frente ao Shopping Moinhos, mas nunca parava.

Até que fui lá com a Aldrey, uma amiga querida que começou sendo minha fonte aqui no blog falando sobre câmbio e viagens, e nos encantamos! Depois, voltei lá com a Miriam, que mora nos EUA e passou rapidinho pra ver azamiga, aí pro almoço – novamente, saí feliz da vida. Faltou provar algumas coisas, como o vinho em taça e o pancho, mas às vezes mesmo eu, com meu estômago de avestruz, não consigo o espaço necessário para tudo!

Piccolino - 1 (1)

Comecei pedindo uma limonada suíça sem açúcar. Sou super fã de água com limão (pra mim o açúcar não faz falta).

Piccolino - 2 (1)

A Aldrey pediu esse Mocaccino da foto de cima. Estava bom, só que um pouco doce além do meu gosto (lembrem, sou aquela que toma água com limão, sem açúcar!).

Eu pedi esse chai gelado.

Piccolino - 5 (1)

Eu sou mega fã, né. Tomaria de novo!

Piccolino - 6 (1)

Agora, precisamos falar sobre essa torta de banana com doce de leite.

Inexplicável. Talvez a melhor que já tenha comido.

Olha a quantidade de bananas fatiadinhas. As camadas delicadas de doce de leite. E essa cobertura singela de chocolate em cima.

Piccolino - 4 (1)

Um tempo depois, voltei lá com a Miriam, aí pro almoço.

Começamos com essa salada que, gente, é muito boa!

Piccolino - 1

Mostrei meu módico pratinho pra vocês verem o que é a delicadeza da louça estilo antigo.

Piccolino - 2

Aí foi a vez dos sanduíches. A Miriam pediu esse: Maravilhoso (é o nome, mesmo). Pão ciabatta, mussarela de búfala, tomate, rúcula e essa berinjela maravilhosa picadinha.

Piccolino - 3

Postei essa foto no Facebook do Roteiro da Sara, enlouquecida com a berinjela, e descobri que quem faz é o Seu Neri. Não conheço ele, mas o filho e a nora fizeram a divulgação e eu vou colocar o número dele aqui: (51) 3013-7823. Pelo que me disseram, os valores vão de R$20 a R$80 (depende do tamanho do pote).

Piccolino - 4

Eu pedi esse: o Parma. Ciabatta, mussarela de búfala, presunto parma, tomate seco e rúcula. Muito bom também! (mas enlouqueci pelo de berinjela!).

Piccolino - 6

Esse pãozinho fica crocante e quentinho… bah, gostei muito!

Piccolino - 5

Aqui é a vista da calçada.

Piccolino - 16

Esse é o lado de dentro. Ah, importante: valeu pelo serviço, equipe do Piccolino. As gurias de bem e felizes!

Piccolino - 17

Por dentro.

Piccolino - 18

Confere o cardápio do Piccolino:

* valores de dezembro/2016

PICCOLINO CAFÉ

Endereço: Felix da Cunha, 1155, Moinhos de Vento – Porto Alegre – RS

Telefone: (51) 30864108

Funcionamento: de segunda a sábado, das 8h30 às 21h. Domingos, das 9h às 21h.

PRA QUEM AMA CAFETERIAS COM COMIDINHAS DELÍCIA:

William&Sons: café de qualidade para curtir devagarinho

Café do Porto: o sanduíche de carne de panela mais delícia da vida

Vive Le Café: um pedacinho de Paris no Moinhos de Vento

Baden: cafés especiais para se sentir em casa

 

 

 

Delícias: os cinco posts mais acessados de 2016

27 de dezembro de 2016 2

O ano de 2016 está chegando ao fim e muita gente respira aliviada. Aqui no blog foi um pouco diferente – o ano, de muito trabalho, teve resultados bacanas.

Entre eles, os acessos e a super participação dos nossos leitores! Por isso, hoje trago para vocês o TOP FIVE de acessos aqui no Roteiro da Sara. Muita comida caseira, a la minuta e doces – aqui e no interior!

CINCO A LA MINUTAS IMPERDÍVEIS EM PORTO ALEGRE

Petiskão Novo Hamburgo a la minuta - 7

A la minuta do Petiskão, em Novo Hamburgo: delícia!

2016 foi o ano que as a la minutas tomaram conta do blog! Cada post sobre o tema provocava debates acalorados, discussões limítrofes e bloqueio de leitores desbocados. E eu me diverti demais! Por isso o campeão de acessos do ano (e de toda a história do blog) foi esse post: Cinco a la minutas imperdíveis em Porto Alegre. E, gente, olha só: imperdível é diferente de única, melhor, preferida. Certo? Só pra evitar que comece todo o drama do faltou essa, esqueceram daquela, como não tá a tal…

Confere então: Cinco a la minutas imperdível em Porto Alegre

Ps: fez tanto sucesso que procurar a la minutas virou minha [deliciosa] diversão. E ainda rendeu outro post: Seis (outras) a la minutas que você precisa conhecer

UM ROTEIRO IMPERDÍVEL DE 24 HORAS EM PELOTAS

Aquarius Pelotas - 2

Café Aquarios: um clássico do Centro de Pelotas

A Fenadoce me levou a trabalho pela primeira vez à Zona Sul do Estado – e me apaixonei! Essa visita de um dia rendeu o segundo post mais acessado do ano: um passeio pela gastronomia, doçuras e pela história de Pelotas, uma das cidades mais charmosas do Rio Grande do Sul. Sei que ainda ficou muita coisa pra trás, mas é motivo pra voltar mais. E mais!

Mas, se você passar por lá, seja um dia ou uma semana, confere essa postagem com várias dicas super bacanas: Um roteiro imperdível de 24 horas em Pelotas.

UMA PÂTISSERIE FRANCESA NO CENTRO DE PORTO ALEGRE

Nathalia Jahn - 5

A história da confeitaria de doces franceses Nathalia Jahn, no Centro Histórico, foi um sucesso no ano da postagem, em 2015. E vocês acreditam que seguiu sendo acessada – em 2016, foi a terceira mais buscada (e a segunda no total dos dois anos) no blog? E não é pra menos. As delícias da chef Nathalia só melhoram! Olha que loucura: uma pâtisserie francesa no Centro de Porto Alegre.

Restaurante das Cucas: a comida caseira na BR-116

Restaurante das Cucas - 31

Vocês acreditam que tem gente que vai até Barra do Ribeiro no fim de semana só para almoçar no Restaurante das Cucas, na BR-116? Eu provei a a la minuta – e fotografei esse almoço colonial que estava sendo montado na mesa do lado! Tudo muito saboroso e com gostinho caseiro. Mas já me contaram que tem mais sabores imperdíveis por lá – as próprias cucas (O letreiro, do lado de fora, é impagável de tão fofo – Churrascaria das Cucas. Juro que imaginei cuca assando no espeto!). Croquete e sanduíche também estão entre as indicações. Mas, se você passar por lá, depois me conta o que escolheu!

Acessa o post que ficou em quarto lugar no blog esse ano:

Restaurante das Cucas: a comida caseira na BR-116

Mariu’s: 40 anos de delícias portuguesas na Esquina Maldita

Marius - 24

O happy hour Mariu’s entrou no blog no dia 29 de dezembro ainda do ano passado, e foi o quinto post mais acessado de todo 2016. Gerou até outro post – quando fui conferir as delícias do almoço do lugar. Tudo muito simples, muito caseiro, com um toque especial que só o português Seu Mário sabe colocar como assinatura dos pratos. O grande destaque? O bolinho de bacalhau aí da foto. Não tem pra ninguém, o melhor de Porto Alegre! Duvida? Então olha: Mariu’s, 40 anos de delícias portuguesas na Esquina Maldita.

Vanilla & Louro: a França fica em Novo Hamburgo

08 de dezembro de 2016 3

Vanilla e Louro - 13

Na outra semana fui conhecer, finalmente, o Vanilla & Louro, um lugar super querido que fica em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos (casualmente, minha cidade – sim, por isso NH é o segundo lugar com mais posts aqui, depois de Porto Alegre. Não, espera, acho que o terceiro – o segundo é minha cidade do coração, Buenos Aires!).

Bom, mas deixa eu contar. Fui encontrar com a Fábia e a Dani, minhas amigas de infância que vocês já viram por aqui algumas vezes. E aproveitei pra conhecer.

Vanilla e Louro - 46

Óbvio que fui pro deck, na rua. Adoro ficar ao ar livre!

Vanilla e Louro - 57

O cardápio está na parede mesmo. E no balcão, os produtos mudam a cada semana, ou dia – depende da vontade e da inspiração da pâtissiere  – a mãe da Nina (ali na foto, atrás do balcão) e do Artur, a Vera Delecolle.

Aí embaixo eu e a Dani tentando uma foto conceitual e falhando vergonhosamente!

Vanilla e Louro - 44

Mas tudo bem! Fomos para o deck curtir algumas delícias que a Nina escolheu especialmente pra gente.

Primeiro que a opção de chá gelado é divina. Um chá que mistura maçã e especiarias, super refrescante. Eu tomei uns três copos, não nego. E uns folhadinhos delícia pra acompanhar.

Vanilla e Louro - 64

Aí começou o absurdo das delícias. Aí embaixo, tortinha de tomate cereja com mozarela de búfala e de alho poró com bacon.

Vanilla e Louro - 70

Essa é torta de frango.

Vanilla e Louro - 74

Mostrando mais um pouco do recheio. Olha, não sou muito de frango, mas essa tava deliciosa!

Vanilla e Louro - 78

Hora dos doces. Como a boa confeitaria francesa, se come primeiro com os olhos. O laranja é a tarte soleil (creme de laranja com raspas sobre um biscoito de amêndoas), o do meio o coquelicot (só o nome já é delicioso) e o de chocolate é o famoso opera – delícia que pede cada camada com uma textura diferente, com dimensões exatas que precisam ser respeitadas.

Vanilla e Louro - 80

Sério, vai dizer que não dá pena de comer? É um creme de amêndoas com framboesa, merengue, creme de baunilha e frutas vermelhas.

Vanilla e Louro - 95

Mas, come! Porque o recheio é incrível também!

Vanilla e Louro - 98

Agora, meu doce preferido foi esse. O cannelé. Ele é assado em uma forma de bronze, que carameliza o açúcar por fora…

Vanilla e Louro - 102

… e deixa com essa textura por dentro!

Vanilla e Louro - 108

Aí, eu com muita fome, que mentira era tudo gula, ainda levei pra casa um sanduíche com presunto parma, queijo brie, agrião e picles. Sim, picles. Eu amo picles!

Vanilla e Louro - 112

Olha ai o pepino botando o nariz pra fora. Comi com uma alegria esse sanduíche à noite. O pão é todo com fermentação natural – levain.

Vanilla e Louro - 121

Falando em pães, as opções estão no tipo perdição. Olha a quantidade!

Vanilla e Louro - 51 Vanilla e Louro - 21 Vanilla e Louro - 22

Óbvio que não consegui provar tudo. Mas quero voltar pra outros testes

Vanilla e Louro - 10

E esses doces, gente? Esse tarte rosier?

Vanilla e Louro - 16 Vanilla e Louro - 19 Vanilla e Louro - 33

Macarons é um negócio que não tenho controle. Não adianta.

Vanilla e Louro - 31

Aqui os soleils de novo.

Vanilla e Louro - 34 Vanilla e Louro - 26 Vanilla e Louro - 36 Vanilla e Louro - 35 Vanilla e Louro - 39

Como os produtos mudam sempre, eles não têm cardápio (pelo menos, ainda). Mas os valores vão de R$13,50 a R$17,50 as tortas salgadas, e nos doces que provamos na mesa, R$8 o canele e R$18,50 o coquelicot. Os outros ficam entre R$13 e R$14.

Mais um pouquinho do lugar!

Vanilla e Louro - 130 Vanilla e Louro - 126

VANILLA & LORO

Endereço: João Antonio da Silveira, 466 – Centro – Novo Hamburgo

Telefone: (51) 3593-7476

Funcionamento: das 12h às 19h, de segunda a sábado

ESTÁ POR NOVO HAMBURGO? VOCÊ PODE CURTIR TAMBÉM:

Sanduíches com sabor de infância em Novo Hamburgo

O primeiro chopp de Novo Hamburgo faz aniversário

Seis (outras) a la minutas que você precisa conhecer – entre elas o Petiskão, em Novo Hamburgo

 

Dona Quitanda: pra almoçar e ser feliz nesse lugar

02 de maio de 2016 3

Dona Quitanda - 6

Quando a Fabrizia Marini me disse “vamos almoçar no Dona Quitanda? É perto da minha loja [a Estilo Brizia]“, não pensei duas vezes. Por algum motivo, tinha colocado na cabeça que o prato principal de lá era omelete (o que gosto bastante, mas definitivamente o lugar tem bem mais opções que isso) – mas algo me dizia que era hora de mudar de ideia e saber a verdade.

Logo que cheguei lá já morri de amores pela entrada.

dona quitanda

Lá dentro, então, é preciso tomar cuidado para não levar tudo, porque o lugar é restaurante e loja de decorações.

Dona Quitanda - 13

A gente tava morrendo de fome, então já resolvemos sentar e pedir a bebida.

Sara Fabrizia Dona Quitanda

Eu fui de suco de melancia com gengibre e a Brizia de água, mesmo.

Dona Quitanda - 1

O suco estava delicioso, mas dica: peçam para não colocar gelo além da própria fruta, que já está gelada. Acaba perdendo um pouco da combinação espetacular melancia+gengibre.

Na hora dos pratos, meu senhor! Esse é o da Fabrizia (que também é do tima mulheres que comem, ainda bem!); bobó de camarão.

Dona Quitanda - 3

Óbvio que provei o dela.

Olha, difícil dizer qual estava melhor. O meu era filé de tilápia com cogumelos e alcaparras, além de abobrinha na manteiga e arroz negro. Gente, ser fit assim é tri fácil néam?!

Dona Quitanda - 2

 

Ah, esqueci: tinha amêndoas no arroz!

Dona Quitanda - 4

Aí, como se a gente não tivesse ainda satifeitas, vem o Paulo Christo, o proprietário, com essa incrível torta-pudim-musse de limão suave e saborosa!

Dona Quitanda - 5

Ainda tem todas as comidinhas em potes para levar pra casa, resfriadas ou congeladas. Em porções. Muito bacana!

Dona Quitanda - 18

Dá pra levar também essa torta de chocolate e brigadeiro com cobertura de ganache. Tá, tá, pode comer lá também… (eu levaria).

Dona Quitanda - 15

É uma fofura esse lugar. Dá pra morar aqui?

Dona Quitanda - 10

Bom, a Brizia não quer morar, mas levar metade da loja pra casa dela, né. Cheia das ideias!

Dona Quitanda - 14

Já o Paulo, super tranquilo enquanto a gente revirava o restaurante dele.

Dona Quitanda - 12

Confere o cardápio do Dona Quitanda:

* Valores de abril/2016

DONA QUITANDA

Endereço: Rua Félix da Cunha, 701 – Floresta – Porto Alegre – RS

Telefone: (51) 3094-0051

Funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 20h

Curtiu? Então veja também

Almoço com paisagem e história no Moinhos de Vento

20Barra9: descomplicando o hambúrguer

A comida que ajuda a ser mais feliz

 

Comida vegana e quindim delícia no almoço do Centro Histórico

18 de março de 2016 11

Donna Laura - 3

Sabe aqueles lugares que a gente descobre meio sem querer?

Pergunta pra um, pesquisa no Facebook, confere os comentários, até que decide conhecer. E era um almoço com a super Patrícia Pontalti, d’As Patrícias. Que topou total conferir o famoso almoço vegano do Donna Laura.

Donna Laura - 1

Sabe bom, gostoso e barato? É exatamente o caso. O almoço é R$15 (valor atualizado em abril/2016)  e você pode repetir o prato.

Donna Laura - 4

E o mais surpreendente: o almoço é vegano, mas os doces têm ovo e leite. E o tal do quindim, sobre o qual falo daqui a pouco, é pra ser o melhor do mundo. Tá, ok, da cidade.

Donna Laura - 29

O lugar é pequenino. Então, se você ler esse post e pensar em ir lá,  saiba que provavelmente vai ter que esperar um pouco na fila (se for logo depois da postagem, talvez um pouco mais). São cerca de 20 lugares sentados (se tanto).

Donna Laura - 12

Esse era o prato na quarta-feira. Feijão, arroz com vegetais e amendoim frito, batatinha e focaccia. Preciso falar pra vocês dessa focaccia. Comeria várias. Comeria pra sempre. E o feijão? Juro que procurava pelo pedacinho de costelinha (perdão amigos veganos!). Sem ofensas, é que o sabor é perfeito. Um dos melhores que já comi. A Pati enlouqueceu pelo arroz e até pediu repetição!

Mesmo prato, outro ponto de vista.

Donna Laura - 8

Servi uma saladinha também, pra fazer a foto, confesso. Já estava super satisfeita com o prato.

Donna Laura - 15

Ah, espera aí: tinha também o suco de melancia batido com hortelã. Tomamos três copos, as duas.

Donna Laura - 20

Acha que acabou? Não, e o tal do quindim?

Donna Laura - 25

Perfeito. Nossa, sou fã de quindim. Com sabor de gema de ovo, mesmo. Coco embaixo, suave. Valeu muito! E com um cafezinho, então… perfeita sobremesa!

Eles têm outros doces também.

Donna Laura - 31

E sanduíches (apesar do visual meio apertado, fiquei curiosa com esse sandubão).

Donna Laura - 34

Eles têm noites temáticas também (repara os valores – R$15 o burguer, R$3 a limonada suíça!). E até no wi-fi aparece o famoso quindim!

Donna Laura - 28

DONNA LAURA DOCES E SALGADOS

Endereço: Rua Cel. Fernando Machado, 1164 – Centro Histórico – Porto Alegre

Funcionamento: segunda a sexta, das 9h às 19h. Sábados, das 9h às 16h.  Almoço das 11h30 às 14h30, de segunda a sexta.

Telefone: (51) 3519-3571

Outros veganos saborosos de Porto Alegre:

Um Mantra vegano para acalmar a fome

Suprem: comida indiana e vegetariana no Bom Fim

Acha que comida vegana não tem sabor? Hora de conhecer o Vê!

A comida viva de coração do Raw

A comida cheia de sabor e criatividade do vegano La Rouge

 

 

Priscilla's: o brunch típico americano do Bom Fim

04 de março de 2016 13

Priscilla's - 40

No último sábado acordei 4 da manhã para apresentar, com o Leandro Staudt, o Gaúcha Hoje. Cheia do gás, tomei um semi-café antes de sair de casa. Às 10h da manhã, quando acabou meu turno, a bateria também estava acabando e só pensava em comer um brunch e ir pra casa domir!

Mas e aí – cadê brunch em Porto Alegre?

Joguei a pergunta no oráculo Facebook e de volta, várias respostas.

Só que ainda era fevereiro e vários não estavam operando o café da manhã até tarde. Aí fui testar o brunch da Priscila’s Bakery.

Primeiro que as mesinhas ficam na rua. Já curti. Isso pra mim é cara de sábado. Mesmo com o tempo fechado.

Priscilla's - 33

Aí você pode escolher a bebida que vai acompanhar o seu brunch. Café, chá, suco ou um drink Mimosa. Espumante com suco de laranja. Gostoso, mas poderia estar um pouquinho mais gelado.

Priscilla's - 30

Aí o garçom ofereceu um pão de queijo para começar. Aceitei, né! Delicioso! (Atenção, o pão de queijo não faz parte do brunch e é cobrado à parte).

Priscilla's - 14

O cardápio de brunch tinha várias opções muito interessantes. Por exemplo, o waffle. Mas não me aguentei – escolhi o croque madame. É um dos meus sanduíches preferidos (em Paris é uma ótima opção para quem quer se alimentar com sabor e sem pagar tão caro).

Priscilla's - 34

Esse ovo mole em cima me mata. Aí a gente corta e escorre assim…

Priscilla's - 40

A saladinha orgânica que acompanha tem um molho que não consegui descobrir exatamente do que é. O vinagrete me lembrava frutas vermelhas, mas a menina que me atendeu no caixa disse que era com beterraba. Enfim, ou um ou outro, era bem interessante.

Priscilla's - 37

Aí, como o olho é maior que o estômago, ainda peguei um muffin de banana nut e um brioche de gruyère pra levar pra casa. Me julguem!

Priscilla's - 56

Priscilla's - 62

Você pode montar seu café da manhã no local, ou levando pra casa, com o que o Priscilla’s oferece também.

Priscilla's - 57 Priscilla's - 53 Priscilla's - 47 Priscilla's - 49 Priscilla's - 50

Essas opções de sanduíche pronto para esquentar em casa (o croque e o tuna) nunca provei. A ideia que tenho é que é sempre melhor fazer o sanduíche e derreter na hora (me garantiram que o que é servido no prato é feito assim). Mas confesso que só posso opinar na hora que provar um desses. E tinha comido tanto que não consegui nem seguir a ideia de levar um desses pra casa…

Priscilla's - 58 Priscilla's - 59

 

Esse bolinho para comer com um cafezinho fiquei de olho. Vou na próxima!

Priscilla's - 64

Hora de conferir o cardápio do Pricilla’s Bakery:

*Valores de fevereiro/2016

PRISCILLA’S BAKERY

Endereço: Rua Vasco da Gama, 514 – Bom Fim – Porto Alegre – RS

Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 19h30. Brunch das 10h às 16h, sábados, domingos e feriados.

Telefone: (51) 3013-6131

Outros lugares para fazer seu brunch no final de semana

O brunch impecável do Seasons

Barbarella Bakery: pão pra comer com todo o prazer

The Public Market: inspirado nos mercados pelo mundo

La Tasca: uma padaria argentina em Porto Alegre

 

Unser Haus: comida alemã na casa da avó

11 de fevereiro de 2016 9

O Unser Haus está fechado para férias coletivas e reabre no dia 4 de março.

Unserhaus - 6

Há duas semanas, quando estive em Nova Petrópolis à convite do Hotel Petrópolis (confere aqui o post sobre o hotel e a cidade) conheci vários lugares, tanto turísticos quanto gastronômicos, que me deixaram com vontade de falar um pouco mais sobre eles.

O Restaurante Unser Haus foi um deles.

Unserhaus - 3

O lugar foi decorado com os objetos da casa das avós do Luis Felipe, o proprietário do lugar.

Unserhaus - 4

E entrar lá é voltar no tempo… especialmente pra quem tem família de origem alemã, como eu. Sim, o Bodowsky não entrega, mas tenho Müller direto na família da mãe… e criada em Novo Hamburgo, na casa originária dos avós… Nossa!

Unserhaus - 2

Tudo eu reconhecia. Foi um almoço com lembranças amorosas!

E muito sabor!

Unserhaus - 23

Não há um exagero de comidas no buffet. As comidas são escolhidas com base na verdadeira culinária alemã. A parte quente fica em cima de um fogão a lenha.

Como o joelho de porco delicioso! Por mim, era a única carne necessária!

Unserhaus - 18

E tem de tudo que a gente gosta da gastronomia alemã.

Unserhaus - 22

Mas tinha massa caseira e purê de batatas daquele jeitinho, com manteiga e coisa te tal

Unserhaus - 21

Esse strudel de ricota não provei. Mas tava bonito.

Unserhaus - 20

Sou fanática por língua (inclusive, enquanto escrevo estou jantando justamente isso, língua com ervilhas que compro congelada de uma marca que curtoMas a melhor de todas é a feita pela minha mãe. Essa achei meio fininha… seria mais bacana uma fatia mais grossa, com mais sabor!

Unserhaus - 19

Aí tinha filezinho de porco à milanesa.

Unserhaus - 17

E também filé de gado à milanesa com molho de nata. Nhami!

Unserhaus - 16]

Meu pratinho é daqueles, né!

Unserhaus - 26

As saladas também eram um espetáculo. Muito picles!

Unserhaus - 7 Unserhaus - 11 Unserhaus - 10

Unserhaus - 9

E é claro, tem também pão e cuca doce!

Unserhaus - 8

E tem também os doces, né gente…

Unserhaus - 14 Unserhaus - 13

Os meus preferidos sào sempre esses: pudim, sagu com creme e o incrível coco ralado!

Unserhaus - 32

Ah, e na mesa vem o bolinho de batata!

Unserhaus - 25

O lugar é incrível. Cheio de detalhes!

Unserhaus - 27 Unserhaus - 30 Unserhaus - 31 Unserhaus - 29 Unserhaus - 28  Unserhaus - 5 Unserhaus - 2 (2)

UNSER HAUS

Endereço: Avenida XV de Novembro, 809 – Centro – Nova Petrópolis

Telefone: (54) 3281-3737

Funcionamento: sábado e domingos a partir das 11h30 e sexta e sábado a partir das 19h.

Valores: almoço é R$45 por pessoa. À noite, a la carte com filés e pratos alemães com valor médio de R$80 o prato para duas pessoas. Também servem fondue à noite pelo valor de R$64.

O Unser Haus reabre no dia 4 de março

Confere também

Seis lugares imperdíveis para descobrir Nova Petrópolis

10 motivos para colocar Três Coroas no seu roteiro turístico

 

 

 

O gostinho doce de Paris no centro de Canela

08 de outubro de 2015 4

thumb_IMG_5164_1024

Esse lugar especialmente doce e delicado conheci caminhando pelas ruas de Canela no último domingo.

thumb_IMG_5110_1024

Já tinha ouvido falar da mão saborosa da Amanda Selbach, que aprendeu as delícias da pâtisserie francesa em Lyon, na França.

thumb_IMG_5158_1024

E juro: estive duas vezes em Paris e esses doces não ficam nada atrás do que comi por lá.

thumb_IMG_5162_1024

Na verdade, confesso que a eclair (a famosa bomba de creme) foi a melhor que comi.

thumb_IMG_5101_1024

A massa é de carolina (ou madeleine, que também tem a massa muito parecida). Essa é de doce de leite. Também tem de chocolate.

thumb_IMG_5148_1024

Esse é uma das meninas dos olhos da Amanda. Também, né, olha a delicadeza desse satine!

thumb_IMG_5168_1024

Fui até que controlada. Olha meu pratinho. Disse pratinho? Pedrinha. É tudo servido numa chapa de pedra.

thumb_IMG_5142_1024

Escolhi os macarons de bergamota, coco e banana caramelada. O doce negro é o 220 Voltsentrenet de chocolate belga a 50%. E a eclair! Nhami!!

Ah, e quase esquecendo: eles têm telentrega em Porto Alegre. A cada 15 dias, mas dá pra ligar pra lá e organizar!

thumb_IMG_5095_1024

Pra acompanhar, a Dani Schneider (minha amiga e escudeira de parte da maratona gastronômica do findi) foi de chá.

thumb_IMG_5137_1024

Já eu, me atraquei no café. Atraquei mesmo: cheguei a entornar a primeira xícara. Mas o pessoal é muito fofo e trouxe outra, sem cobrar pelo minha banzisse!

thumb_IMG_5132_1024

E preciso mostrar pra vocês também a responsável pelos doces, a Amanda! Olha a felicidade da guria com o espaço ótimo dela!

thumb_IMG_5143_1024

Confere o cardápio da Holic.

Preços de outubro de 2015

Sem falar que a vista que temos é maravilhosa.

thumb_IMG_5086_1024

E essa é a Holic.

thumb_IMG_5094_1024

(Vamos mostrar sóóó mais uma fotinho das delícias? Einh, einh?)

thumb_IMG_5112_1024

HOLIC PÂTISSERIE

Endereço: Borges de Medeiros, 706 – em frente à Catedral de Pedra – Canela – RS

Telefone: (54) 3278-1737

Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 20h.

CURTE DOCES? CONFERE OUTRAS PÂTISSERIES DELICIOSAS:

Uma pâtisserie francesa no Centro de Porto Alegre

A Doce Arte de Diego Andino

Machry: pra almoçar devagarinho na Zona Sul

21 de setembro de 2015 18

Macri

Machry Armazém e Bistrô foi o primeiro em dois momentos para mim: o primeiro restaurante onde almocei na Zona Sul de Porto Alegre (sim, vão aí alguns tantos anos) e o primeiro lugar onde comi bolo de rolo.

Macri

Aí se encontraram duas grandes paixões. A comida não é excepcional mas é, sim, honesta e gostosa. Mas, mais do que a comida, o ambiente é incrível. Pra quem adora esses gadgets de cozinha e objetos de decoração como eu, almoçar em meio à tudo isso – que está à venda – é um prazer e uma tentação!

Macri

Curto muito almoçar no Machry quanto tenho um tempo maior pra curtir a refeição. Também é um lugar ideal pra combinar de encontrar aquele amigo ou amiga com quem a gente quer há muito tempo marcar um almoço.

Macri

Dá pra comer com tempo, saboreando.

Macri

E o buffet tem boas opções pra quem quer evitar o excesso de carboidratos. Só lembre de passar reto pela parte de padaria, senão você  pode não resistir aos doces e pães expostos…

Macri

Não disse?

Macri

Dessa última vez prometi que ficaria só  na carne e nos vegetais. Minha super sorte é que eu curto ambos (tá, sou tão comilona que até comida fit e light acho gostosa! Logo conto pra vocês, aqui no blog, sobre algumas descobertas minhas nessa área!).

Macri

Vou mostrar então alguma coisa das comidas. Cheguei ali pelas 13h. Notei que os pratos estavam sendo repostos com frequência – uma boa para quem almoça mais tarde. Começo com as saladas:

Macri Macri Macri Macri Macri Macri

arroz feijão são super saborosos – e o feijão tinha recém chegado novinho:

Macri

Nos pratos quentes, meu preferido foi essa lasanha de abobrinha:

Macri

Outras opções do buffet quente:

Macri Macri Macri Macri Macri

A maior parte das bebidas está exposta junto ao buffet, e o cliente pode pegá-la – será marcada na própria comanda. Também têm a opção dos sucos e água saborizada feitos pela casa.

Macri

 

Normalmente, se não pego nada para beber no buffet, o garçom vem até a mesa saber se quero outra coisa – costumo pedir uma taça de vinho quando vou lá no Machry. Nesse dia, no entanto, a operação estava um pouco complicada e terminamos o almoço sem sermos perguntadas sobre o que tomaríamos. Mas sem problemas, quando o garçom veio oferecer as opções de sobremesas (as tortas são pagas à parte e são deliciosas) dissemos o que aconteceu e ele já agitou os colegas. Na dúvida, quando você estiver chegando de volta e quiser algum bebida em especial, sinalize para o garçom!

Pra que complicar se dá pra facilitar, né gente?

Ah, e falando nas tortas que vêm à mesa

Macri

Pra finalizar, o cafezinho.

Macri

Confira os preços do Machry Armazém e Bistrô (valores de setembro/2015)

Macri

MACHRY ARMAZÉM E BISTRÔ

Endereço: Rua Doutor Armando Barbedo, 257 – Tristeza – Porto Alegre – RS

Telefone: (51) 3024-1300

Funcionamento: o restaurante funciona de segunda a sexta das 11h30 às 14h30 e nos sábados, domingos e feriados das 11h30 às 15h.

UM MILHÃO DE ACESSOS

Antes de terminar esse post preciso dividir com vocês minha alegria! Essa é a primeira postagem depois do blog atingir um milhão de acessos! E são vocês, queridos leitores, que acessam, lêem, conferem, sugerem e trazem a crítica construtiva os principais responsáveis por esse sucesso! E vem muito mais por aí. MUITO OBRIGADA!

CONFIRA OUTROS RESTAURANTES COM ALMOÇO POR QUILO EM PORTO ALEGRE:

Um restaurante com cafeteria 24 horas em Porto Alegre

 

 

Café com sabor da colônia no caminho para a Serra

25 de agosto de 2015 5

No último final de semana estive na cidade de Três Coroas, no Vale do Paranhana, a convite e com o apoio da Prefeitura Municipal daquela cidade. No sábado publico aqui – e conto também no Supersábado da Rádio Gaúcha – sobre os vários atrativos turísticos de lá.

Além de paisagens lindíssimas – não esqueçam que estamos na subida da Serra – descobri que existe muitas opções de gastronomia por lá. E algumas surpreendentes: como um café colonial com mais de 50 itens, quase todos eles preparados por um casal, sem ajuda de funcionários.

Café Colonial Riegel

Quando cheguei no Café Riegel (dica de um amigo de adolescência que mora em Três Coroas, o Eduardo Kellermann, que sabe que adoro sabores rurais) na sexta-feira, encontrei um lugar em meio ao verde!

Café Colonial Riegel

Olha a vista do outro lado da rua – onde fica o espaço para estacionar o carro – era verde mesmo!

Café Colonial Riegel

Já me apaixonei pelo sinal na entrada. Depois fiquei sabendo que o hoje é uma pegadinha – porque todos os dias tem pão e cuca feitos pelos próprios donos do lugar.

Café Colonial Riegel

Só que naquele dia não foi possível tomar o café colonial (acabei indo jantar mais tarde na Parrilla Héctor Báez) porque o lugar só funciona de segunda a sexta sob reserva para grupos. Se um grupo estiver por lá e você chegar, tudo bem! Mas não foi o caso naquele dia…

Café Colonial Riegel

Tudo bem. Voltei no sábado, depois de uma aventura de rafting pelas corredeiras do rio Paranhana (outra história que ainda vou contar por aqui!). Morrendo de fome! E olha só o que me esperava…

IMG_1658

Aproximadamente 95% do que o Café Colonial Riegel oferece é produzido pelo casal Lori e Érico Riegel.

Café Colonial Riegel

Eles assam os pães, os bolos e fazem até o queijo.

Café Colonial Riegel

E cada peça de queijo tem um sabor diferente.

Café Colonial Riegel

Só o salamito não é feito por eles. Mas eles fazem uma copa que dizem ser incrível – mas é tão concorrida que a cada produção as peças acabam rapidamente!

Café Colonial Riegel

Os frios fatiados são comprados fora. Mas os ovos (em conserva, claro) são produção das galinhas criadas pelo casal.

IMG_1652

Como se não bastasse as delícias até então, a dona Lori traz à mesa bolinhos de aipim fritos na hora.

IMG_1660

Ela também prepara a manteiga (com o leite das vacas da própria criação da família), a nata e o käshmier. Um melhor que o outro! E esse salpicão? Eu comeria de colher. Ok, eu comi. Ah, eles também têm produção de mel, que é servido no buffet.

Café Colonial Riegel

A criatividade é incrível. Vários salgadinhos feitos com carinho e com muito sabor.

Café Colonial Riegel

Bom, aí é pra quem gosta mesmo dos embutidos alemães (eu! eu!): morcilha branca e nega e queijo de porco.

Café Colonial Riegel

Esse só provei: toicinho. Também produção própria!

Café Colonial Riegel

Esse enroladinho de queijo foi meu xodó aquela noite.

Café Colonial Riegel

Esse, de acordo com a Lori, era só um “sanduichinho”. Esse queijo, em especial, tem aquele sabor serrano que eu adoro. E ele está à venda – acabei levando duas peças pra casa. Super baratas!

Café Colonial Riegel

Pãozinho de queijo.

Café Colonial Riegel

E os clássicos pepino e rabanete em conserva, como toda boa mesa alemã.

Café Colonial Riegel

O serviço de Café Colonial existe há pouco mais de um ano. E é super clara a preocupação da dona Lori em agradar quem chega lá como se estivesse recebendo na própria casa. Bem, ela está!

Café Colonial Riegel

E olha só – isso é a mesa de doces!

Todos preparados por ela. Começando por essa torta de bolachas.

Café Colonial Riegel

Essa torta tem, de acordo com dona Lori, algumas centenas de anos. A receita, é claro, né gente! A autêntica torta de manteiga. Minha preferida. Maravilhosa, maravilhosa!

Café Colonial Riegel

Ambrosia.

Café Colonial Riegel

Torta de limão. Essa é para ser uma das preferidas dos clientes. Confesso que não consegui provar – já tinha exagerado nos salgados.

Café Colonial Riegel

Como se já não tivesse opções suficientes, ainda tem negrinhos à disposição dos clientes.

Café Colonial Riegel

Sagu, gente. Sagu!

Café Colonial Riegel

Agora, esse creme de baunilha só entende quem teve vó ou mãe de origem alemã. Ele acompanha o sagu ou o moranguinho picado. Sim, morangos também da produção do casal.

Café Colonial Riegel

Ah, voltando pros salgados: por algum motivo eles acham que ainda não era suficiente toda a comida e servem asinha de galinha frita.

Café Colonial Riegel

E linguiça caseira cozida.

IMG_1646

E aipim. Feitinho na hora!

Café Colonial Riegel

Para tomar? Bom, aí é ainda outra história.

Tem suco.

IMG_1654

E tem vinho: de mesa, seco e suave.

IMG_1644

No fogão à lenha, tem leite e café fumengantes. O leite é direto da vaca – eles criam o tipo Jersey. A moça urbana aqui provou leite cru pela primeira vez. Juro que tinha dúvidas sobre se iria gostar ou não. Resultado? Amei!

IMG_1666

Depois de tudo isso, se ainda tiver lugar para alguma coisa, o seu Erico sugere um chazinho de boldo.

IMG_1650

Antes de ir embora ainda fiz um pequeno rancho no mercadinho que eles mantém junto ao Café (ou é o café que está junto ao mercadinho, enfim). Ovos caipiras, duas peças de queijo, bolachas e conservas: tudo deu R$46. Mais o valor do café colonial, que é R$30.

IMG_1694

CAFÉ COLONIAL RIEGEL – CASA DO MEL

Endereço: Estrada de Sander Para MoreiraRua Visconde de Mauá, 2.170 - Três Coroas – RS

Telefone: (51) 3546-1936

Funcionamento: sábado e domingo das 15h às 21h. Para chegar mais cedo é preciso ligar e avisar. De segunda a sexta atendem sob reserva de grupos.

Valor: R$30 por pessoa. Aceitam todos os cartões (menos Banricompras)

 Confira outros cafés coloniais

Subindo a Serra: as delícias da estrada de São Vendelino

Gramado: as delícias serranas da Casa do Colono

Café da tarde como na casa da vó