Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de novembro 2008

Qualificar para crescer!

28 de novembro de 2008 0

Nesta semana o Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade (PGQP) anunciou o Prêmio Qualidade RS 2009, que já está em sua 14ª edição. As organizações interessadas em participar devem fazer a sua inscrição até o dia 9 de fevereiro de 2009.
Em tempos de desenvolvimento, uma questão passa a ser fundamental: qualificação! E em Rio Grande, o momento não pode ser mais oportuno para isso. Ainda na semana passada visitei uma empresa, a seu convite, para apresentar como ela poderia aderir ao PGQP, uma vez que a diretoria está buscando desenvolver uma gestão baseada na qualidade.
Os empresários locais passam a dar mais atenção à qualidade seja por exigência de quem está contratando seus serviços ou para se manterem competitivos frente às novas empresas que começam a se instalar na região. Não importa a razão, mas sim a constatação de que é preciso qualificar para crescer!
Mais informações sobre o assunto podem ser encontradas em www.portalqualidade.com/pgqp.

Postado por Rafael de Sá, Conselho de Blogueiros

Roubando contos de fadas

28 de novembro de 2008 0

A diarista alegre que trabalha no meu prédio, dia desses chegou triste. Não sei detalhes da sua vida, se é viúva ou separada, sei que mora sozinha e faz faxinas para bancar seu sustento e ajudar familiares.

Naquele dia haviam arrombado sua casa. Levaram o aparelho de DVD, todos os filmes, almoçaram seu almoço _ que deixa pronto na véspera _ e carregaram o que puderam. Ela vinha triste. Os ladrões a condenaram a dois meses de serviços forçados. Precisa o trabalho braçal de sessenta dias para repor seu patrimônio.

Dias em que chegará tão cansada, que mesmo comprando o equipamento no crediário, não terá forças para viajar nos filmes. Sobre esses, é bom não falar _ ela vai às lágrimas. Escolhidos a dedo, garimpados nas liquidações da vida, guardam paisagens distantes, príncipes elegantes, jantares românticos com violinos e à luz de velas.

Sobre os ladrões, é provável que estejam em alguma esquina, observando o movimento de casas simples, onde tentarão matar a fome e roubar os sonhos de alguma cinderela…

Postado por Henrique Medeiros Pires, Conselho de Blogueiros

Prorrogadas as inscrições para corte de Pelotas

28 de novembro de 2008 0

A Secretaria Municipal de Projetos Especiais prorrogou as inscrições para o concurso que elegerá a rainha e as princesas da corte do Carnaval 2009 de Pelotas.

Quem quiser participar, tem até segunda-feira para realizar a inscrição. O horário de atendimento será das 8h às 14h, na secretaria, localizada na rua Marechal Deodoro, 979.

A festa de escolha da corte da Folia 2009 será no dia 5 de dezembro, a partir das 22h, no Clube Diamantinos. Os ingressos custarão R$ 5 antecipado e R$ 10 no local.

Nesta edição, a melhor torcida será escolhida pela solidariedade. O grupo que tiver doado o maior número de alimentos não-perecíveis _ entregues antes da festa na secretaria _ levará o título.

Postado por Jaqueline Morais, da Redação de ZH em Porto Alegre

A percepção dos rio-grandinos sobre a crise

26 de novembro de 2008 0

Pesquisa comparativa/Reprodução

Em uma pesquisa de opinião realizada entre os dias 20 e 24 de novembro, o IPO ouviu 408 rio-grandinos e verificou a opinião destes sobre a possibilidade da crise econômica mundial afetar suas vidas. Os dados indicaram um comportamento semelhante ao verificado em Pelotas, entre os dias 14 e 18 de novembro de 2008.

Verificou-se que 70,8% dos rio-grandinos estão preocupados com a crise econômica mundial e avaliam que a mesma poderá afetar suas vidas. Tanto em Pelotas quanto em Rio Grande, esta preocupação estimula a utilização do décimo terceiro salário para a quitação de dividas contraídas durante o ano de 2008.

A população afirma que está mais atenta ao noticiário, em especial, aos comentários econômicos sobre financiamento e juros. Há quem esteja postergando a compra de um bem durável, de um carro ou imóvel, aguardando os rumos da economia e as orientações dos especialistas. A preocupação com o emprego também aflige a população.

Uma parcela de 7,8% da população rio-grandina avalia que a crise poderá afetar a sua vida, mas ainda esperam que haja ações de contenção e que a crise possa ser superada antes de impactar efetivamente no Brasil.

Para 16,7% da população, a crise econômica mundial não deverá afetar a sua vida. Uma parcela de 4,7% não sabe avaliar se a crise poderá impactar em sua vida, em especial, dentre a população de menor renda familiar.

A maioria da população de Pelotas e de Rio Grande acredita que a crise econômica poderá afetar o seu cotidiano. E você, qual a sua opinião?

Postado por Elis Radmann, Conselho de Blogueiros

Estrada perigosa

26 de novembro de 2008 1

Inaugurada no verão passado, estrada de saibro já resultou em 19 capotagens na rota Rio Grande-Cassino/José Carlos Sardá

As opções para acessar o Cassino, vindo de Rio Grande, eram duas: a primeira, a antiga RS-734, famosa por ser a primeira estrada asfaltada no Rio Grande do Sul (década de 40), uma estrada estreita com cercas e árvores muito próximas do acostamento, está sendo duplicada morosamente, quase três anos de trabalho.

A segunda opção é a estrada da Barra, em que ao chegar ao início dos molhes, pega à direita e segue-se por 7 km de praia até o Cassino, uma boa opção no verão. Porém no inverno, devido a freqüentes ressacas, ela se torna inviável, sem contar com a agressão do salitre na lataria dos veículos. Mas ainda é uma opção segura, desde que o motorista dirija com bastante cautela nas zonas de tráfego intenso de caminhões nas proximidades dos terminais.

Agora surgiu uma terceira opção, a estrada de saibro. Ela inicia no fim da Avenida Atlântica e percorre 2,8 km até uma via da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), onde termina em frente ao Tecon. Esta estrada é extremamente perigosa. Desde sua inauguração no final do verão, foram computadas oficialmente 19 capotagens, indo terminar sempre dentro dos valetões que margeiam a estrada. Felizmente sem nenhuma morte até agora, é uma estrada perigosa quando seca e mais perigosa ainda quando molhada pela chuva, sem contar com várias pedras soltas sobre sua superfície, o que provoca, além da velocidade, as derrapagens fatídicas.

Esperamos que as autoridades façam já para o verão uma recapagem segura nesta estrada, antes que ela se torne a Estrada da Morte.

Postado por José Carlos Sardá, Conselho de Blogueiros

Do verde da floresta ao branco do papel

26 de novembro de 2008 0

Zerohora.com apresenta um infográfico para mostrar a produção de celulose, desde a formação das florestas até a distribuição do produto em forma de papel, madeira para móveis e para decoração de interiores. 
Mais informações você encontra no cadernos Rumos do Sul, encartado hoje em Zero Hora.

Clique aqui para ver infográfico animado.

Postado por Jaqueline Morais, da Redação de ZH em Porto Alegre

De muda em muda

25 de novembro de 2008 0

Amanhã, em ZH/Reprodução

O crescimento a olhos vistos das florestas na região sul do Estado — tema de reportagens já publicadas em Zero Hora — não poderia ficar de fora quando o assunto é o desenvolvimento da Metade Sul.

Por isso, ZH publica amanhã o segundo caderno da série especial Rumos do Sul, migrando das ondas de Rio Grande para o ouro verde em forma de acácias, pinus e eucaliptos espalhados pela região.

Com a criação de 2 mil empregos — e previsão de surgimento de outros 3,4 mil —, o florestamento alavancou um mercado que, mesmo em meio à crise, aposta na expansão.

O negócio prevê investimento de R$ 6,1 bilhões até 2015. Prova de que, mesmo com a crise internacional e o adiamento da fábrica da VCP, a esperança de dias melhores à sombra das árvores permanece.

Confira amanhã em Zero Hora.

Postado por Jaqueline Morais, da Redação de ZH em Porto Alegre

Entressafra na educação

25 de novembro de 2008 0

Aulas de alfabetização promovidas pela Aracruz movimentaram São José do Norte/Divulgação/Ulbra Guaíba

De olho no novo mercado de trabalho que começa a surgir em São José do Norte, 200 moradores da cidade tiveram este ano o seu primeiro contato com o lápis e o papel.

O pequeno e simpático município de 25 mil habitantes, cuja costa oeste ocupa a margem contrária à do Porto de Rio Grande, abrigará um terminal marítimo privado voltado à exportação de celulose. A construção deve iniciar no início de 2009 e a Aracruz Celulose, dona do projeto, já anunciou que pretende utilizar mão-de-obra local.

As primeiras sementes foram plantadas em maio, quando a multinacional lançou na cidade o Programa de Alfabetização de Adultos. Com o auxílio de uma equipe da unidade de Guaíba da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), a meta é educar 1,5 mil pessoas.

Para os nortenses, a notícia vem em boa hora. De acordo com informações do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em 2000, 26,4% dos adultos acima dos 25 anos no município eram analfabetos.

Apesar dos avanços nos estudos, a primeira turma de alunos preferiu interromper as atividades no mês passado. O motivo? A proximidade da colheita da cebola e da safra da pesca.

- O rendimento deles foi muito bom. A maioria compareceu às aulas e só teve de parar mesmo por causa desses compromissos – avalia a assessora pedagógica da Ulbra/Guaíba, Cármen Lúcia Rodrigues.

A Aracruz deve dar seqüência ao programa de qualificação profissional com cursos de pedreiro, marceneiro e ferramenteiro. Outros 21 municípios gaúchos em que a empresa tem operações devem ser beneficiados.

Postado por Fernando Halal. de Rio Grande

Pelotense de Coração - parte I

24 de novembro de 2008 0

As pessoas me perguntam:

— Por que tu és tão apaixonado por Pelotas, se nem nasceste aqui?

Eu geralmente respondo que foi apenas um acidente geográfico, que na realidade sou um pelotense de coração.

— Mas quais os motivos que te levaram a gostar tanto desta terra? — me perguntam.

Bom, vou tentar explicar isto com o tempo, neste espaço que nós, pelotenses e rio-grandinos, ganhamos para mostrar potencialidades e virtudes. Nós, que nos indignamos com estas pessoas que se acostumaram a falar mal deste lugar, onde Deus se esmerou para nos privilegiar natural, geográfica e culturalmente.

Bom, mas vou me ater a apenas um tema por hoje.

Sandro Sotilli


Foto: Nauro Júnior

Ontem fotografei a batalha do áureo-cerúleo na Boca do Lobo, para chegar à final da Copa Lupi Martins. Como é lindo ver o centroavante Sandro Sotilli, no alto dos seus 35 anos, correndo como um guri. Pura e simplesmente porque ele vestia aquele que ele escolheu como o manto sagrado da sua longa trajetória: a camisa de E.C. Pelotas.

E olha que ele já vestiu muitas camisetas por este mundo afora, mas foi na “Avenida” que ele sentiu o sangue ferver. Tanto que foi convidado para vestir a camisa rubro-negra e se negou. A partir de então, passou a fazer parte do folclore e da história do futebol pelotense.

Este, podem ter certeza, não vai mais embora. E se for, está marcado na paleta que é um pelotense de coração. E.C. Pelotas e Sandro Sotilli, rumo ao título da Copa Lupi Martins.

Cláudio Milar
Foto: Nauro Júnior

Também fotografei a angústia da torcida xavante ouvindo (exatamente, ouvindo, porque jogo de time do Interior não passa na TV) o jogo do G.E. Brasil lá no Acre. A angústia era tanta que contagiava qualquer um que se aproximasse dos vários locais onde a “xavantada” se aglomerava na volta de um radinho.

E sabem qual foi a hora em que esta fanática torcida começou a perder a esperança? Na volta para o segundo tempo, quando o Brasil voltou sem Cláudio Milar.

— Beto Almeida, não se tira ídolo de campo em dia de decisão!

Mas é que o Beto Almeida chegou agora, e não sabe que o Milar, aos 34 anos de idade, é sempre um guri em campo. Pode estar se arrastando, e mesmo assim decide um jogo. Ele não sabe também que na hora que tirou o Milar assinou o atestado de desconhecimento do que é o futebol em Pelotas e, infelizmente, condenou a xavantada a ficar mais um ano na série C do Brasileirão.

O Cláudio Milar é tão xavante que se arrepia em pensar que um dia vestiu, mesmo que por uma só vez, a camisa áureo-cerúlea. Cláudio Milar é tão xavante que quando faz gol pula o alambrado e vai para meio da torcida, mesmo que saiba que vai voltar sem CHUTEIRA e até mesmo sem roupa. Cláudio Milar é tão xavante que me arrisco a dizer que se ele estivesse em campo o Brasil não teria sido goleado.

Não se tira um pelotense de coração de campo.

Talvez agora as pessoas entendam por que sou tão apaixonado por esta cidade, que está se redescobrindo. E com garra e bravura de Sandro Sotilli e Cláudio Milar vou aprendendo a ser cada vez mais pelotense de coração.

Postado por Nauro Júnior

Domingo no porto

24 de novembro de 2008 0

Helicópteros da Marinha puderam ser visitados em Rio Grande, no domingo/Fernando Halal
Dezenas de famílias aproveitaram o final de semana para fazer um programa diferente em Rio Grande. Mesmo com o tempo instável e o vento forte, cerca de mil pessoas foram até o Porto Novo prestigiar a esquadra da Marinha.

A previsão era de visitação nos dois dias. Com as baixas temperaturas registradas no sábado na Zona Sul, a atividade ficou resumida à tarde de domingo. Navios, fragatas, helicópteros, carros anfíbios e tanques do Corpo de Fuzileiros Navios foram percorridos e fotografados por visitantes de todas as idades. O bom movimento surpreendeu o capitão-tenente Sandro Furtado.

– Estas operações são sempre bastante prestigiadas, mas o público rio-grandino compareceu em massa neste único dia – disse.

Os navios chegaram à cidade após um exercício de simulação de guerra com a Armada Argentina.

Postado por Fernando Halal, de Rio Grande