Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de agosto 2009

Barro na praia do Cassino

27 de agosto de 2009 6

 

A praia do Cassino sempre foi vítima de grande quantidade de barro nas suas areias, proveniente do assoreamento natural da Lagoa dos Patos, que lança no oceano, através dos molhes da Barra do Rio Grande, milhões de toneladas de lama.

Ocorre que esta lama se acumula formando gigantescos bolsões, que ficam estacionários a 20 ou 30 milhas da costa. Uma ou duas vezes ao ano, ocorre em nossa costa violentas ressacas, que atingem os bolsões de lama, removendo seu conteúdo e projetando-o ao longo de nossa praia.

Um tempo depois, outra ressaca retira toda lama que havia sido depositada, tornando a praia limpa novamente. Acontece que nesta última ressaca, ocorrida em maio deste ano, a quantidade de lama depositada na praia foi astronômica, milhões de toneladas de barro acumularam-se ao longo de mais de 7 quilômetros de praia.

 

Em determinados pontos chegava a uma altura de 80 cm, com barro preto e denso. Uma nova ressaca para fazer a limpeza da praia ainda não veio e a lama continua lá, com uma fina camada de areia branca que o vento ali depositou fazendo uma maquiagem perfeita. No entanto, é uma verdadeira armadilha para os motoristas desavisados e mais afoitos.

Na manhã de hoje, um Gol vermelho foi à praia e ficou preso na lama. Chamaram um caminhão para ajudar, mas ele também atolou. Depois, um trator foi ao local tentar retirar os dois veículos, e assim como os outros, ficou atolado. Foi necessária uma patrola para resolver a situação.

Postado por José Carlos da Cunha Sardá

CATOCO

14 de agosto de 2009 0

Nauro Júnior
 

Já vi perna de pau jogando bola, já vi cabeça de bagre tentando entender o jogo, já vi bola murcha batendo cabeça dentro do campo, enfim já vi cada horroroso no futebol. Mas quando revirei meus arquivos tomei um susto:

Encontrei um jogador sem perna…. Olhei várias vezes para entender o que aquele cara tava fazendo ali.

Como eu não me lembrava disto se eu que tinha feito esta foto?

Depois de muito observar, vi que era uma ilusão de ótica, que a perna do jogador está encoberta pela bola, e que se trata apenas de mais uma daquela imagens inusitadas que só o futebol nos dá.

O jogador “sem perna” é o Agnaldo que jogava no G.A. Farrouilha, na esquerda é o Carlão, um grande lateral direito que já defendeu os três times pelotenses. O jogador adversário (na direita) sinceramente não sei quem é, e nem qual o time jogava contra o Farrapo naquele dia. Mas é bom às vezes revirar os alfarrábios. A gente encontra coisas que na correria do dia a dia acabam se perdendo. O jornalismo é maravilho, mas tudo é muito rápido e algumas coisas acabam passando despercebidas. Não que esta seja uma grande foto, mas é inusitada.

Postado por Nauro Júnior, de Pelotas

Nunca voltar de mãos vazias

13 de agosto de 2009 1

Hoje pela manhã fui até a Colônia de pesca Z-3 com o cinegrafista da TV Jeferson Kickofel e o Giacomo, tínhamos uma informação que um leão marinho estava lá na praia ferido e tinha um monte de gente na volta. Corremos pra lá, mas chegamos atrasado, o bicho já tinha se mandado. Encontrei lá dois velhos amigos pescadores, o seu Zezinho e o Seu Roberto. Eles me disseram que o leão marinho ficou ali um tempo descasando, pois estava exausto, e depois de os cachorros enlouquecerem ele, o pobrezinho se mandou.
-Acho que ele foi lá pros lados da Ilha da Feitoria.
Bom o que vamos fazer, não tem foto?
Saímos pela beira da praia de carro em um dia todo especial, a lagoa tava azulzinha. Parecia as praias de Santa Catarina. Quando estávamos cruzando pela divinéia(espécie de Doca que os pescadores guardam os barcos) quando o Kiko me mostrou umas garças em cima de um barco e perguntou se não renderia ma foto boa?
Ele que entende tudo de imagem já parou o carro no angulo certo. Desci de máquina em punho e fiz alguns cliques. O resultado foi este aí, uma foto bem legal.
Bom já que não tinha leão marinho, voltei com uma bela garça.
O importante é nunca voltar de mãos vazias.

Postado por Nauro Júnior

De olho no baile

13 de agosto de 2009 1

15 Anos Comunitário deve reunir 50 debutantes em Rio Grande/Divulgação

Já estão abertas as inscrições para a 2ª edição do 15 Anos Comunitário, em Rio Grande.
O evento deve reunir 50 debutantes. O objetivo é proporcionar
uma festa completa de 15 anos para as meninas da comunidade, com direito a bolo, valsa, fotos, maquiagem e cabelo.
Previsto incialmente para acontecer no dia 12 de setembro, o
15 Anos Comunitário terá sua data alterada para o mês de outubro em função da Gripe A. O local permanece o mesmo, no Ginásio Farydo Salomão da Praça Saraiva.
Para participar, as meninas devem completar 15 anos até 31 de
dezembro de 2009. Elas podem ser indicadas por escolas e associações de bairros. Interessadas podem se inscrever na Secretaria de Cidadania e Assistência Social (rua Marechal Floriano, 5), de segunda a sexta-feira, a partir das 12h30min, ou na Praça Saraiva, à tarde.

Postado por Fernando Halal, de Rio Grande

Qualificação e valorização profissional, o caminho

12 de agosto de 2009 0

 

No dia 17 de junho de 2009, o Supremo Tribunal Federal decidiu pela desregulamentação da profissão de Jornalista.

Como cidadão que trabalha para contribuir com a formação de uma sociedade melhor, como pai que investe com significativo esforço na formação dos filhos para que estes estejam qualificados a dar o seu melhor à comunidade em que escolherão viver, penso que a medida do STF é equivocada, pois elimina a necessidade de formação profissional, de fiscalização e de registro profissional do jornalista, de quem se espera uma informação mais qualificada para a construção do conhecimento. Ainda assim, não podemos pensar que tudo está perdido.

O que a sociedade espera de um órgão público é que ele atue no sentido de protegê-la. Se não tivermos a proteção do Supremo, teremos a obrigação de, como sociedade, construirmos uma autoproteção contra os maus profissionais existentes no mercado.

Como podemos criar esta proteção? Mudando nosso comportamento. Sejamos nós profissionais liberais, gestores de empresas e lideranças políticas, ou cidadãos comuns, devemos todos lembrar que temos o direito de exigir qualidade nos produtos e serviços que compramos e somos, além disso, protegidos pelo código de defesa do consumidor.

Às universidades e, especialmente dentro delas, aos coordenadores de cursos caberá a tarefa de fazer investimentos no âmbito pessoal e coletivo dos estudantes, profissionais, professores e pesquisadores para a qualificação cada vez melhor de seus egressos.

Aos conselhos de classe caberá investir na conscientização, valorização profissional e na fiscalização dos serviços prestados à comunidade. A formação profissional habilita e efetivamente desenvolve a capacidade de oferecer os produtos e serviços fundamentais aos indivíduos e à sociedade; cabendo aos conselhos fiscalizar a qualidade dos serviços ofertados e impedir aqueles ofertados por maus profissionais.

Aos profissionais caberá refletir. Erros evidentemente podem ocorrer por parte de engenheiros advogados ou médicos, profissões em que é raro haver pessoas sem habilitação devido ao grau de conhecimento, competência e responsabilidade técnica e as exigências fundamentais e necessárias para o seu exercício. O desafio imposto será de que os serviços prestados por profissionais habilitados devam possuir significativos diferenciais de competitividade em relação aos prestados por pessoas não habilitadas. A nós, administradores ou gestores, ou, ainda, a todos aqueles que de alguma forma participam de um processo de seleção, cabe o bom senso de termos a consciência de que a formação acadêmica é, sem dúvida, sinônimo de qualificação.

Aos pais e estudantes caberá o dever de buscar, no mercado, aqueles cursos que melhor preparam o egresso para o exercício da atividade profissional escolhida.

Aos egressos de um curso superior caberá a responsabilidade do exercício profissional, da tomada de consciência para oferecer serviços de qualidade e da valorização da sua profissão como caminho para o sucesso.

E a todos nós, apesar do golpe recebido com tamanha desqualificação da atividade do jornalista e as consequências negativas para todas as outras profissões, caberá a decisão de que esse fato lamentável não nos deve levar a desistir de exigir cada vez mais a melhoria na qualidade dos produtos e serviços dos quais usufruímos todos os dias.

Se cada um de nós fizer seu dever de casa, terá sido inócua a decisão do Supremo Tribunal Federal.

Adm Elói Tramontin

Coordenador do curso de Administração da Universidade Católica de Pelotas

Conselheiro Suplente do Conselho Regional da Administração-CRA

Membro da Câmara da Saúde do CRA

Postado por Nauro Júnior

O sul na telona

12 de agosto de 2009 0

Arte do cartaz do longa, dirigido pelo gaúcho Guilherme Castro/Divulgação

O longa-metragem gaúcho Porteira Fechada, atualmente em pré-produção, poderá ter como locação a Região Sul do Estado.
Dirigido por Guilherme Castro (premiado no Festival de Cinema
de Gramado de 2006 como melhor diretor de curtas por Terra Prometida) o filme será produzido pela Okna em 2010.
- Já contamos com o apoio institucional da prefeitura de
Pelotas e buscamos agora novos parceiros dispostos a investir neste empreendimento cultural – afirma a produtora Aletéia Selonk.
Baseado no segundo livro da trilogia “Gaúcho a Pé”, do
escritor Cyro Martins, o filme traz como temática principal a busca pela sobrevivência em um mundo em transformação. A trama se passa no interior do Rio Grande do Sul e narra a trajetória da família de João Guedes. Eles se veem obrigados a deixar o campo onde viviam e lutam para adaptar-se à brusca mudança da vida rural para a periferia da cidade grande.
Porteira Fechada tem previsão de lançamento nos cinemas em
2011.

Postado por Fernando Halal, de Rio Grande

Quem quer ser bombeiro?

10 de agosto de 2009 0

Começam nesta terça as inscrições para o curso gratuito para bombeiros civis/Fernando Halal

A imagem de combatente de incêndios é a que ficou mais marcada na profissão, mas as funções dos bombeiros se espalharam por quase todas as áreas da proteção civil.
Salvamentos aquáticos, intervenções em incidentes elétricos,
hidráulicos ou com material perigoso e assistência a doentes também integram a cartilha desses profissionais da segurança.
Os rio-grandinos que quiserem acompanhar mais de perto esse
nobre serviço têm uma boa chance a partir desta terça-feira. A Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social (SMCAS) realiza as inscrições para o curso gratuito de capacitação para Bombeiro Profissional Civil. O horário é das 13h30min às 8h30min, no Ginásio Farydo Salomão da Praça Saraiva.
O projeto é uma iniciativa da prefeitura e da empresa Flex
Fire, ligada ao grupo Fire Fighting, que atua nas áreas de treinamento, serviços e equipamentos de combate a incêndio.
A parceria com a prefeitura prevê, por parte do Executivo, a
cedência de espaço e de recursos audiovisuais para a realização do curso, além do trabalho de triagem dos candidatos a uma das 25 vagas gratuitas. O treinamento tem carga horária de 240 horas/aula e previsão de duração de 45 dias. As aulas devem ser realizadas na Escola Municipal Helena Small, a partir da primeira semana de setembro.
O objetivo é disponibilizar essa mão de obra especializada para contratação de empresas que estão se instalando na região de olho no polo naval.
Um curso desse tipo custa, em média, R$ 2 mil.

Postado por Fernando Halal, de Rio Grande

Costa Doce expõe na Assembleia

07 de agosto de 2009 0

Chafariz das Nereidas, em Pelotas, será apresentado na Capital/Divulgação
Os municípios da Costa Doce estarão em evidência em Porto Alegre a partir da próxima semana.
De 10 a 28 de agosto serão expostos produtos, artesanato e material informativo na Galeria dos Municípios, localizada no hall da Assembleia Legislativa. Até o dia 14, será a vez das cidades São Lourenço do Sul, Jaguarão, Canguçu, Pelotas e Santa Vitória do Palmar, todas da região Sul. Os municípios da região Centro-Sul vão se apresentar na segunda semana, de 24 a 28 de agosto: Camaquã, Tapes, Mariana Pimentel e Barra do Ribeiro.

Postado por Fernando Halal, de Rio Grande

História da UFPel no MALG

04 de agosto de 2009 0

UFPel no MALG/Divulgação

Uma exposição de fotografias e objetos históricos das unidades fundadoras da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) será aberta ao público a partir de quinta-feira (06/08), no Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo (MALG), em Pelotas. As unidades de ensino se juntaram quatro décadas atrás para fundar a universidade. No dia 8 de agosto a UFPel completa 40 anos de fundação.
 
A mostra apresenta a memória das faculdades e escolas de ensino superior que deram origem à instituição federal. Estão entre os materiais expostos maquetes de equipamentos agrícolas, livros do século XIX e diversas fotografias históricas.
 
A exposição que mostrará a origem da UFPel permanece no MALG até o dia 7 de outubro. O museu funciona de terça a domingo, das 10h as 19h, na rua General Osório, 725. A entrada é de graça.

Postado por Giacomo Bertinetti, de Pelotas

Talento tipo exportação

03 de agosto de 2009 0

Nascido em Rio Grande, cantor e músico Jim Porto se consagrou na Itália

Quem assistiu ao Jornal Hoje, no último sábado, pode ter ficado surpreso com a matéria sobre o sucesso do cantor e músico rio-grandino Jim Porto na Itália. Entre os moradores do bairro boêmio Trastevere, em Roma, esse reconhecimento é até tardio.
Radicado há 30 anos na capital italiana, Porto
já dividiu o palco com nomes como Chet Baker, Djavan e Alcione. O artista deixou de ser rio-grandino e passou a ser tratado como brasileiro graças à sua mistura de samba, MPB e música clássica.
A reportagem de Ilze Scamparini mostrou uma
breve trajetória da carreira internacional do cantor, consagrado “entre monumentos medievais importantes, fontes do renascimento e praças populares cheias de vida ou preguiça”.
Um dos seus próximos shows deve dar o que
falar: ele vai cantar nas ruínas de um castelo reconstruído no século 15 pela família Borgia.
A última vinda de Jim Porto a Rio Grande foi
em setembro de 2007, quando se apresentou a um Teatro Municipal lotado, a convite de amigos.

Postado por Fernando Halal, de Rio Grande