Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Depois da P-63, a fábrica de cascos

16 de fevereiro de 2011 0

Governador conferiu as chapas de aço dos cascos. Foto: Caco Argemi/Palácio Piratini

Na terça foi o anúncio do começo das obras da P-63. Hoje saiu o da fábrica de cascos da Petrobras, obra de US$ 3,46 bilhões. Confirmação feita durante a visita do governador Tarso Genro ao Estaleiro Rio Grande (ERG).

Assim, Rio Grande fica com três grandes empreendimentos em andamento: P-55, P-63 e oito cascos de plataformas, os replicantes. Quase R$ 10 bilhões e a geração de mais de 10 mil empregos diretos para os próximos cinco anos.

A obra dos cascos, tocada pela Engevix, iniciou na semana passada, quando chegaram 20 mil toneladas de chapas de aço ao ERG, que será ampliado. A própria Engevix, acionista majoritária do espaço, prevê a construção do ERG2. Serão mais 35 hectares para produção de aço. Ni entanto, a obra depende de licenças ambientais.

Envie seu Comentário