Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Maycon Cesar tem vitória na Justiça contra comissão

30 de março de 2015 0

Maycon Cesar
Em liminar concedida agora à tarde em Joinville, o vereador Maycon Cesar (PPS) conseguiu a suspensão dos trabalhos da comissão processante aberta pela Câmara de Joinville.

A comissão apura se houve ou não quebra de decoro do vereador por causa da condenação pela acusação de compra de votos na campanha de 2012, em ação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral. O vereador nega e está recorrendo da decisão tomada em primeira instância.

A principal argumentação de Maycon para conseguir a liminar foi de que a investigação da comissão processante só poderia ser feita se a acusação tivesse ocorrido quando ele era vereador, o que não é o caso. Cabe recurso à liminar.

Servidores de Joinville pedem inflação mais 5%

30 de março de 2015 0

Um pedido de reajuste salarial de 5% mais a inflação deve ser a principal reivindicação dos servidores ao governo Udo. A proposta será analisada em assembleia na terça. No ano passado, foram solicitados 8% mais o INPC. Agora, se for levado em conta o último índice, seriam 12,68% de reajuste. Mas será o próximo índice da inflação a ser usado na negociação. Outra solicitação será de elevação de 13,01% no piso dos professores. No entendimento do sindicato, a Prefeitura de Joinville não paga o piso nacional – a questão foi levada à Justiça e o sindicato não ganhou liminar. O pagamento do corte do ponto de 2014 deve entrar na pauta do funcionalismo.

A Prefeitura vai aguardar a proposta dos servidores para se manifestar. Mas deverá conceder a reposição pela inflação. No atual governo, houve greve nos dois anos.

MP abre inquérito para apurar se Prefeitura de Joinville colocou na Justiça a cobrança de infrações administrativas

27 de março de 2015 0

O Ministério Público abriu inquérito nesta semana para apurar se a Prefeitura de Joinville colocou na Justiça a cobrança de todas as infrações administrativas aplicadas pelos fiscais municipais.

Em resumo, é para saber se o município está tentando buscar por via judicial os valores das infrações. O MP não informou qual período será analisado. A cobrança por meio da Justiça, a execução fiscal, só pode ser feita depois que as tentativas de conseguir o pagamento estiverem esgotadas na esfera administrativa. E também na área administrativa dá para os multados recorrerem. Esse processo pode levar anos.

Kassab autoriza obras de esgoto em Joinville

27 de março de 2015 0

Na visita de hoje a Joinville, o ministro Gilberto Kassab (Cidades) assina a liberação de R$ 49,6 milhões para a construção de uma nova estação de tratamento de esgoto e anuncia o repasse de R$ 72,8 milhões para instalação de rede de esgoto na zona Sul (o dinheiro sai em duas semanas). É dinheiro a fundo perdido do governo federal, não precisa pagar. São duas obras da Águas de Joinville.

Os anúncios serão feitos na Prefeitura de Joinville, com a presença do governador Colombo, do prefeito Udo e do senador Luiz Henrique. O ministro acredita em impacto mínimo do ajuste fiscal em obras de infraestrutura. “Poderá ter um deslizamento (mais tempo para serem realizadas), mas a população não vai sentir”, alegou Kassab à coluna. Como os projetos têm longo tempo de maturação – a estação do Jarivatuba, por exemplo, foi idealizada na década passada e aceita no Cidades há dois anos, sendo que só agora será autorizada – ele aponta que mais meses para outras obras saírem não causará impacto.

Só faltam as licenças
A atual estação do Jarivatuba tem capacidade para tratar até 600 litros por segundo. Mas nunca teve demanda para tanto. A nova estação, a ser construída em área ao lado, vai tratar 600 l/s na primeira etapa e chegará a 1,2 mil/s quando concluída. A licitação será feita assim que a Fatma liberar as licenças, o que deve acontecer em abril.

Todo eleitorado de Joinville será recadastrado para eleição de 2016

26 de março de 2015 0

Todos os eleitores de Joinville terão de ser recadastrados para a eleição do ano que vem (prefeito e vereadores). A obrigação foi anunciada nesta manhã pelo Tribunal Regional Eleitoral após comunicação do Tribunal Superior Eleitoral. Com o recadastramento, os eleitores serão inscritos no sistema biométrico, que permite a identificação pelas impressões digitais no momento do voto. Os cinco cartórios eleitorais já contam com os aparelhos para identificação biométrica.

O TRE define nas próximas semanas qual será o prazo limite para o novo cadastro. Além de Joinville, Blumenau e Florianópolis (além de cidades vizinhas), terão recadastramento obrigatório em Santa Catarina.

Iniciativa inédita prepara famílias de Joinville para levar seus animais para os apartamentos do Minha Casa, Minha Vida

26 de março de 2015 0

Uma iniciativa inédita em Joinville vai tentar preparar as famílias para levar seus animais para os apartamentos do Minha Casa, Minha Vida. O acordo foi fechado entre a Associação dos Protetores de Animais de Joinville e a Secretaria de Habitação. O primeiro teste será para 100 unidades no Paranaguamirim.

Leia as últimas notícias de Joinville e região
Sem abandono

Quem for sorteado para receber moradia, terá palestra sobre cuidados com cães e gatos em apartamentos, além dos programas de castração. A ONG notou que animais foram abandonados por famílias que se mudaram para apartamentos.

De 70 jovens, Case de Joinville abriga apenas 30 pessoas

26 de março de 2015 0

Construído para abrigar 70 jovens, o Case de Joinville abriga apenas 30 pessoas. Faltam servidores. E por pouco não cortou vagas: a Secretaria de Justiça e Cidadania queria atender a apenas 20 adolescentes, mas o juiz da Vara de Infância e Juventude não concordou. Por ora, ficam as 30 vagas.

Leia as últimas notícias de Joinville e região

Fiscal de Joinville Lia Abreu vai continuar fora

26 de março de 2015 0

A portaria ainda não foi publicada, mas a suspensão de Lia Abreu será prorrogada por mais 30 ou 60 dias pela Prefeitura de Joinville. A fiscal da Vigilância Sanitária de Joinville, responsável por dezenas de interdições de escolas públicas nos últimos anos, principalmente na rede estadual, havia sido afastada de suas atividades no final de janeiro por 60 dias.

Fiscal Lia Abreu, da Vigilância Sanitária de Joinville, é afastada por 60 dias das funções

Prefeitura de Joinville abre sindicância contra Lia Abreu por agir de forma “intimidadora”

A prorrogação será para dar mais tempo à apuração. Há outra sindicância em andamento, mas o processo disciplinar que levou à suspensão de Lia apura suposto abuso de poder. A fiscal não tem se manifestado publicamente sobre o caso alegando aguardar pelo desfecho da sindicância. Depois, vai falar. Suspensão de dois meses será prorrogada por pelo menos mais 30 dias.

 

lia-abreu

Escala da PM volta ao normal em Joinville

24 de março de 2015 0

As escalas de trabalho da Polícia Militar em Joinville voltam ao normal hoje. Com o depósito de R$ 107 mil para dois restaurantes que atendem ao 8º BPM e uma companhia, a alimentação aos policiais volta a ser oferecida de forma integral. Também foi feito pagamento a postos de combustíveis.

Com a suspensão do atendimento de parte dos restaurantes contratados para fornecer alimentação, o 8º BPM teve de remanejar escalas e reduziu o efetivo nas ruas. Mas ontem foi paga uma parcela da dívida, ainda há atrasados – mas já há programação para a quitação, com liberação dos empenhos prevendo o pagamento. O combustível também estava em atraso, mas o abastecimento não chegou a ser comprometido.

Falta de repasse atinge escala da PM em Joinville

23 de março de 2015 0

A Polícia Militar em Joinville já está sofrendo com o atraso no pagamento de fornecedores, com impacto no policiamento. Uma das duas empresas responsáveis pela alimentação dos PMs do maior batalhão da cidade suspendeu o atendimento. Assim, o 8º BPM teve de reprogramar parte das escalas e em vez de 12 horas contínuas, os policiais trabalham seis horas. Assim, o efetivo na rua cai 50% entre o grupo que usa esse estabelecimento. Na escala de 12 horas de trabalho por 36 horas de descanso, é obrigatória a oferta de almoço ou janta (ou os dois, se for o caso). A outra empresa poderá cortar o fornecimento nas próximas semanas – não há como esse estabelecimento atender à demanda do outro restaurante. No 17º BPM, não há problemas, por enquanto. Os atrasos estão ocorrendo desde janeiro.

Lamento
“É uma irresponsabilidade do Estado e quem está pagando é a sociedade e os servidores”, diz Elisandro Lotin, presidente da Aprasc, a associação dos praças. A Aprasc já tratou do atraso com o governo do Estado e recebeu garantias de regularização logo – o que ainda não aconteceu. A previsão ficou para esta semana.

Novo traçado pode salvar obras na Santos Dumont, na zona Norte de Joinville

19 de março de 2015 7

No início da tarde desta sexta-feira, quando será dada a autorização para reinício da obra no trecho entre a Tuiuti e o aeroporto (2 km em uma avenida com 8 km de extensão), a Secretaria de Estado da Infraestrutura dá largada aos estudos para refazer o projeto e buscar um traçado que “fuja” das desapropriações.

Leia as últimas notícias de Joinville e região

Não há solução técnica que desobrigue a compra de todos os imóveis, algumas desapropriações são inevitáveis, mas o governo do Estado acredita que é possível reduzir a conta de R$ 57 milhões.

“Acho que teremos uma boa solução”, diz o secretário da Infraestrutura, João Carlos Ecker. A responsabilidade pelo pagamento é da Prefeitura.

Mas o município não tem o dinheiro, nem o Estado quer bancar toda a despesa. Quando o projeto foi feito, Prefeitura e Estado tinham mais esperanças em doações.

 

00a0c4d4

 

Para o trecho mais caro

A mudança no traçado, a ser tratada com a Prefeitura e com a empresa que fez o projeto, ocorreria no trajeto entre o início da Santos Dumont, no final da João Colin, até a passagem pelas universidades. É o trecho mais movimentado e mais caro para desapropriar. Da Tuiuti em diante, as áreas já estão liberadas.

Iniciada há quase dois anos, a duplicação só andou 6% e está parada desde o ano passado.

Sobreviveu
O elevado da Santos Dumont sobre a Tuiuti está salvo. Licitada desde o ano passado, a construção poderia ser trocada por uma rotatória, mas foi mantido o elevado. A data de autorização para a obra deverá ser definida hoje. Quanto ao retorno da duplicação, a partir da Tuiuti, a Infrasul vai ter prazo para montar o canteiro de obras.
O acordo
Ainda não está claro como ficou a negociação com a Infrasul. A empreiteira responsável pela obra queria renegociar o contrato por causa do atraso, do qual não teve responsabilidade. O governo do Estado não vai conceder o pedido na íntegra, mas algum acordo seria fechado. A Infrasul deve se manifestar hoje sobre a Santos Dumont.

Deinfra recebe pedidos de duplicação da Rodovia do Arroz, entre Joinville e Guaramirim

19 de março de 2015 1

Vêm aparecendo no Deinfra pedidos para a duplicação da Rodovia do Arroz, entre Joinville e Guaramirim. A rodovia estadual foi asfaltada há menos de dez anos. Se for oficializada, essa demanda se juntará às duplicações da Dona Francisca e do eixo Edgar Meister-Hans Dieter Schmidt, já solicitadas formalmente.
São duplicações necessárias, mas a fila está ficando grande. A única que iniciou, mas está parada desde 2014, é a da Santos Dumont. Quando reiniciar, será feito o trecho de menor trânsito, entre a Tuiuti e o aeroporto. No restante, a Prefeitura não tem dinheiro para desapropriar e o Estado não tem como bancar tudo.

Indústria de Joinville fecha o segundo mês consecutivo no azul, mas ritmo é lento

18 de março de 2015 0

Ainda não deu para recuperar a marca de 81 mil empregados, mas a indústria de Joinville fechou o segundo mês consecutivo no azul, isto é, admitindo mais do que demitindo.

Já são 1,1 mil novas vagas na indústria neste ano. É um dado positivo, principalmente depois de ano ruim e de um cenário de crescente preocupação econômica.

Mas é tradição do setor de transformação abrir vagas em Joinville nos primeiros meses do ano e o volume de empregos criados pelas empresas industriais ficou abaixo do resultado do início do ano passado, quando foi criado quase o dobro de vagas no setor.

Os dados do mercado de trabalho na iniciativa privada foram divulgados ontem pelo governo federal. Depois da indústria, o setor com mais empregos em Joinville é o de serviços, com 73 mil trabalhadores.

Udo articula para atrair o PSDB em Joinville

18 de março de 2015 0

Udo Döhler continua suas articulações para tentar atrair o PSDB, depois do fracasso em tentar fazer Maurício Peixer presidente da Câmara. Ontem, o prefeito telefonou para Fabio Dalonso e reforçou o convite para o vereador tucano voltar para a Secretaria da Habitação de Joinville. A pasta é comandada hoje por Joaquim Alves dos Santos, o primeiro suplente do PSDB na Câmara. Dalonso nada respondeu, preferindo marcar um café.

O vereador diz que não vê motivos para retornar à pasta, até porque teria apenas um ano na Habitação por causa da eleição de 2016 (tem de sair seis meses antes). Dalonso havia saído da Habitação em 2014 para concorrer a deputado. A bancada do PSDB é aliada de Udo na Câmara, mas o partido está na oposição, em especial a principal liderança, o deputado Marco Tebaldi.

Cobrança por mais uma duplicação em Distrito Industrial de Joinville

16 de março de 2015 2

Enquanto a duplicação da Santos Dumont não sai do impasse, aumenta a pressão para o governo do Estado duplicar duas das principais vias do Distrito Industrial, a rodovia Edgar Meister e a sua continuação, a Hans Dieter Schmidt. As duas avenidas localizadas na região Norte de Joinville são estaduais.

Com um viaduto no cruzamento da Dona Francisca, a obra toda é coisa de R$ 45 milhões. As empresas adiantariam o pagamento, com abatimento correspondente no ICMS. Em visita a Joinville, o governador Colombo ficou de avaliar a sugestão, apresentada inicialmente pela Acij no ano passado.

Proposta parecida foi feita pela Krona para pavimentar a Estrada dos Suíços, no Vila Nova. Neste caso, o projeto já está pronto. Nas avenidas do Distrito Industrial (Edgar Meister-Hans Dieter), ligando a Univille à BR-101, precisa do projeto. Nesta segunda-feira, a duplicação foi tema de conversa de Colombo com Udo, Luiz Henrique, João Martinelli e Jaime Grasso.

Pressão na empreiteira
Na conversa com empresários nesta segunda-feira em Joinville, Colombo diz estar pressionando a Infrasul pela retomada da duplicação da Santos Dumont, parada desde o ano passado. O governador quer que a empresa se decida se quer continuar na obra. A empresa já disse que quer, mas insiste em renegociar o contrato.