Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Prefeitura de Joinville vai receber 70 milhões de dólares para fazer drenagem, esgoto, pavimentação e parque

18 de dezembro de 2014 0

A direção do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou ontem em Washington (EUA) o empréstimo de US$ 70 milhões para a Prefeitura de Joinville. O passo final antes da assinatura do contrato é a autorização da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, o que deve ocorrer até março. O financiamento será usado na drenagem no rio Itaum-açu, na zona Sul, esgoto e pavimentação no Vila Nova e instalação do Parque Piraí, também no bairro da zona Oeste. A contrapartida do município será com obras já realizadas na área ambiental e desapropriações de áreas desocupadas às margens do rio. Em ranking montado pelo primeiro empréstimo do BID (US$ 32,5 milhões), concedido em 2007 e concluído em 2014, a obra no rio Itaum-açu foi apontada como prioritária pela relação custo-benefício.

O parque
A justificativa para a inclusão do parque no Viva Cidade 2, como foi batizado o programa a ser bancado pelo BID, foi atrair principalmente o público que frequenta os rios da área rural, reduzindo a pressão ambiental. O esgoto e asfalto no Vila Nova vão dar continuidade ao trabalho iniciado pelo Viva Cidade 1, que também investiu em saneamento no bairro de Joinville.

PMDB derrota Udo na votação para a presidência da Câmara de Vereadores de Joinville

17 de dezembro de 2014 0

O PMDB derrotou Udo Döhler. Ainda que o eleito para a presidência da Câmara, Rodrigo Fachini, seja do mesmo partido do prefeito de Joinville, inclusive com atuação como líder do governo durante dois anos, Udo tinha preferência por Maurício Peixer (PSDB), uma forma de assegurar a permanência dos tucanos na base e tentar atrair o partido para a aliança de 2016. A candidatura de Fachini teve o apoio formal do partido, incentivo de Mauro Mariani e endosso de Luiz Henrique. Fachini, que não fala com o prefeito há dez dias, garante que continua governista, com apoio a Udo e nenhum interesse em rompimento com a Prefeitura. “Vitória da autonomia do Legislativo”, resumiu o eleito. É claro que o PMDB não vai para oposição a um governo eleito pelo próprio partido, longe disso. Mas o recado está dado ao prefeito: o PMDB quer mais atenção, ser mais ouvido e, se der, ocupar mais espaços. Os próximos movimentos vão mostrar se haverá reconciliação ou o fosso aumentará entre o prefeito e seu próprio partido.

Sem retaliação
Logo após a eleição da mesa, Udo Döhler alegou que a eleição acabou acontecendo quase com consenso, como ele havia previsto. “A gente acompanhou à distância e entendemos que os poderes são independentes”, afirmou. O prefeito negou qualquer mudança de cargos por causa do resultado. As alterações que serão feitas já estavam previstas antes da eleição, segundo o peemedebista.

A surpresa
A tradicional surpresa de última hora acabou acontecendo, embora tenha virado fumaça logo. O presidente do PT de Joinville e o deputado Francisco de Assis conversaram com o grupo liderado por Maurício Peixer e sugeriram uma composição de dividir o mandato. Depois, a coisa mudou e Manoel Bento ficaria dois anos.

Não deu
A boataria começou a correr solta e até Udo não teria resistido a essa composição. Mas, no final das contas, os dois vereadores do PT continuaram ao lado de Fachini. Para João Batista, a posição dos vereadores é legítima, mas o partido teria perdido a chance de comandar a Câmara.

Já era tarde
Os vereadores procurados por Udo nos últimos dias foram Pastora Léia, Levi Rioschi e James Schroeder. Os três disseram que já estavam comprometidos com Fachini.

Invertida
Marco Tebaldi disse que Udo sofreu uma “invertida”, inclusive do PMDB, por causa da sua posição “autoritária”. “Foi uma retaliação. Se o Maurício Peixer não fosse apoiado pelo prefeito, teria ganho”, alegou o deputado, garantindo que o PSDB terá candidato próprio a prefeito de Joinvile em 2016.

Inbox
Depois de eleição, Fachini recebeu mensagens de parabéns de Luiz Henrique, Mariani, Dário, Chiodini, Dalmo, entre tantos outros. De Udo, nem mensagem, nem telefonema.

Papai Noel é flagrado pegando ônibus pela equipe de "AN'

16 de dezembro de 2014 0

papai noel
Olha só quem a equipe de reportagem do “A Notícia” flagrou entrando no “zarco” em Joinville. Papai Noel estava em um ônibus da linha Sul/Centro, na rua Santa Catarina, na altura da rua Imperatriz por volta das 15h20 da tarde da última segunda-feira.

MPSC quer que Atlético-PR, CBF e torcidas organizadas paguem indenização de R$ 10 milhões por briga na Arena Joinville

16 de dezembro de 2014 0

Em ação apresentada ontem, o Ministério Público de Santa Catarina quer indenização de R$ 10 milhões por causa da briga na Arena Joinville ocorrida em dezembro do ano passado entre as torcidas do Atlético Paranaense e do Vasco da Gama. O processo é contra o clube de Curitiba, a CBF e as torcidas organizadas Os Fanáticos (Atlético-PR) e Força Jovem (Vasco). Se condenados, terão de dividir o pagamento da indenização por danos morais coletivos, com o dinheiro sendo depositado em fundo do Poder Judiciário. A mesma ação quer a proibição da duas organizadas em jogos realizados em Joinville. No ano que vem, o JEC enfrentará Atlético e Vasco na Arena, pela Série A. A promotoria lembrou que o mandante do jogo, o Atlético-PR, sabia que não haveria policiamento da PM e mesmo assim não providenciou seguranças em número suficiente. A CBF foi incluída por ser a organizadora do campeonato.

>> Polícia e Justiça falam dos cuidados para Joinville receber jogos da série A um ano após a briga na Arena

Prejuízos
Na ação, o promotor Cristian Stähelin Oliveira cita que os prejuízos materiais na Arena já foram indenizados. “Agora, os prejuízos imateriais, decorrentes da ranhura da imagem da cidade e da depreciação da autoestima dos seus citadinos, até agora não foram recuperados”, alegou. Caso a Justiça determine o pagamento de indenização, os recursos poderão ser usados em projetos sociais e esportivos em Joinville.

Udo diz que vai pavimentar a Estrada do Quiriri, em Pirabeiraba, na zona rural de Joinville

15 de dezembro de 2014 0

Udo Döhler se comprometeu, no sábado, em pavimentar parte da Estrada do Quiriri, em Pirabeiraba. O trabalho será feito com lajotas, segundo o vereador Sidney Sabel, mais barato e mais apropriado para uma via rural.

3,6 mil pacientes esperam para fazer uma endoscopia em Joinville

15 de dezembro de 2014 1

Na lista de 23,2 mil pacientes à espera de exames na rede municipal de Joinville, a endoscopia lidera, com 3,6 mil pacientes. A esmagadora maioria dos procedimentos foi solicitada ainda em 2014, tanto faz a especialidade. A colonoscopia, que será oferecida nos consultórios de rua, tem 660 pessoas na fila. Um dos exames bastante procurado, além das diferentes ultrassonografias e tomografias, divididas em dezenas de especialidades, é a ecocardiografia torácica, um exame de ultrassom no coração, com 1,6 mil exames solicitados. Assim como a das consultas, a lista de exames também está no site da Secretaria de Saúde de Joinville.

Planilha interna da Prefeitura de Joinville sinaliza ônibus a R$ 3,40

12 de dezembro de 2014 1

Os cálculos internos da Seinfra de Joinville apontam para uma tarifa de R$ 3,40 no transporte coletivo da cidade. Hoje, a passagem custa R$ 3. Os reajustes do diesel, das carrocerias e da mão de obra levaram a esse valor. Também colaborou para o maior custo o aumento da quilometragem percorrida.

Neste ano, também houve queda, em torno de 1,5%, no índice de quilômetros percorridos por passageiro. O valor exato é de R$ 3,41, mas houve arrendondamento. O cálculo pode passar por mais estudos e ser alterado mais adiante. A decisão sobre o reajuste – se é que será concedido – deve sair nas próximas semanas.

Os critérios internos da Prefeitura têm certas diferenças em relação aos empregados pelas empresas. Nos seus custos, as permissionárias dão um peso maior para o transporte público. Por isso, é possível que as planilhas das empresas apontem valor mais alto. Na conta da Seinfra, a participação dos custos com o transporte para terceiros (fretamento) também é minoritária, mas em fatia maior.

Histórico

Quando iniciou o governo Udo, em 2013, foi revogado parcialmente reajuste concedido pelo governo anterior e a passagem, em vez de passar de R$ 2,75 para R$ 3, ficou em R$ 2,90. No meio do ano, houve redução e ficou em R$ 2,80. Em janeiro de 2014, subiu para o valor atual, de R$ 3 – a planilha interna apontava R$ 3,18.

Casa Richlin, um dos comércios mais tradicionais de Joinville, fecha

12 de dezembro de 2014 0

Um singelo cartaz marca o fechamento da Casa Richlin, um dos comércios mais tradicionais de Joinvile. A família abriu a loja em 1906. O imóvel já era parcialmente alugado e agora o espaço que vinha sendo ocupado pela Casa Richlin também vai para locação.

zzzzzzzzz

Mais um atraso na saúde em Joinville

11 de dezembro de 2014 0

Além dos atrasos no pagamento às organizações sociais responsáveis pelo Samu e pelo Hospital Infantil – os repasses estão sendo regularizados –, o governo do Estado está atrasando também o pagamento para a entidade administradora do Casep em Joinville. O Judiciário e o MP estão acompanhando o caso.

Risco de paralisação

No final da tarde de ontem, a coluna não conseguiu descobrir o motivo do atraso junto ao Estado. Não se sabe se foi por problema de caixa ou de documentação. Neste momento, são 19 jovens abrigados no Casep – cujos funcionários podem entrar em greve nos próximos dias se o pagamento não for regularizado.

Mais um passo para a duplicação da BR-280

11 de dezembro de 2014 0

Mais um passo para a duplicação da BR-280. Foi assinado o contrato com a empresa que fará a supervisão do lote 1, em São Francisco e Araquari. O trabalho vai custar R$ 8,6 milhões. Neste lote, as obras devem começar no primeiro trimestre do ano que vem.

PMDB/SC indica Romualdo França para chefiar a Secretaria estadual de infraestrutura

11 de dezembro de 2014 0

O secretário de Infraestrutura de Joinville, Romualdo França, é o nome sugerido pelo PMDB de Santa Catarina para chefiar a Secretaria de Estado de Infraestrutura, cargo que chegou a ocupar interinamente nos governos Luiz Henrique – Romualdo foi presidente do Deinfra. Na noite de terça, na reunião dos peemedebistas no gabinete de Luiz Henrique, o partido não chegou a indicar nenhum novo nome de Joinville, além de Cleverson Siewert (Celesc) para o colegiado de Colombo. O único citado da região é Carlos Chiodini, com base em Jaraguá, para o Desenvolvimento. O encontro teve participação de senadores e deputados, inclusive os eleitos, além do vice Pinho Moreira. Com a articulação, três deputados eleitos iriam para o colegiado: Ada de Luca já está confirmada na Justiça e Cidadania e, além de Chiodini, Moacir Sopelsa foi recomendado para a Agricultura.

Repeteco
Só que no encerramento da reunião de terça, foi decidido que o grupo de Mauro Mariani faria a indicação para a Infraestrutura. Ao final da tarde de ontem, foi definido o nome de Romualdo. No final de 2010, Luiz Henrique e o então prefeito da Acij, Udo Döhler, se empenharam pela nomeação de Romualdo para o cargo, sem sucesso.

Dez casais se casam e três se divorciam por dia em Joinville

10 de dezembro de 2014 0

zzzzzzzzzzz Pelas estatísticas do IBGE divulgadas ontem sobre registro civil e referentes ao ano passado, em Joinville são registrados em média quase dez casamentos por dia. É casamento no civil, de “papel passado”. Foram 3,5 mil em 2013. E são pouco mais de três casais (3,5, para ser exato) se divorciando todos os dias. O instituto apontou 1,3 mil divórcios na cidade. >> Santa Catarina lidera número de casamentos homoafetivos na Região Sul do Brasil

BOX 4 vai ter que sair do Mercado Público de Joinville

10 de dezembro de 2014 5

Depois de mais de dois anos de batalha judicial, o Tribunal de Justiça aceitou ontem recurso da Prefeitura de Joinville e determinou a imediata reintegração, assim que a decisão for publicada, do antigo box 4 (hoje, a numeração é outra) do Mercado Público Municipal, onde o boxista mantém a ocupação por meio de liminar obtida em 2012. A ação do locatário questiona a licitação dos boxes, realizada ainda no governo anterior. Essa pendenga impede a conclusão da reforma do mercado, também iniciada antes da atual administração municipal assumir.

A defesa dos ocupantes do box 4 pretende esperar a publicação da decisão para analisar se foi derrubada outra liminar que impedia a reintegração. E para também decidir se vai recorrer. Hoje, tem reunião da Procuradoria, Ippuj, Secretaria de Governo, Seinfra e Fundação Turística para decidir o que será feito com a reforma. Há outras pendências envolvendo o Mercado.

Ex-secretário defende que projeto de Niemeyer para sede oficial do Bolshoi em Joinville seja no morro do Batalhão

09 de dezembro de 2014 0

bolshoi

Para o médico Iberê Condeixa, ex-secretário municipal de Saúde, teria repercussão mundial a construção da sede do Bolshoi no topo do morro do Batalhão do Exército, em Joinville. Seria usado o projeto de Niemeyer. Iberê quer uma campanha em torno da instalação.

>> Em 2013, projeto de Niemeyer para sede oficial do Bolshoi em Joinville completava dez anos no papel

Samu também sofre com atraso de recursos do governo estadual

09 de dezembro de 2014 0

Depois do atraso no pagamento do Hospital Infantil de Joinville, ontem foi a vez do Samu do Estado sofrer com as dificuldades orçamentárias do governo estadual. Mas ainda na tarde de ontem, mais tardar até hoje, seria depositado pelo menos o repasse para bancar o salário dos funcionários. O atendimento não foi afetado. O Samu, assim como o Infantil, é administrado por uma organização social, no caso, a SPDM.

>> Livre Mercado: Hospital Bethesda, de Joinville, suspenda agendamento de consultas eletivas e cirurgias

O pagamento também atrasou no mês passado, segundo o sindicato do setor. No Infantil, a dívida passa de R$ 12 milhões (são dois meses de repasses do Estado), mas os salários foram colocados em dia. O hospital suspendeu parte do atendimento eletivo (marcado com antecedência) de consultas e cirurgias. A medida será tomada até que os repasses sejam colocados em dia. Tanto no caso do Samu quanto do Hospital Infantil, o sindicato dos trabalhadores em saúde acompanha com preocupação por causa do 13º salário. O Samu municipal é administrado pela própria prefeitura.