Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Joinville vai aumentar vagas públicas nos CEIs

23 de setembro de 2014 0

Ao reduzir a compra de vagas na rede privada da educação infantil, Joinville vai aumentar a fatia da rede pública, afinal, são 1,2 mil novas matrículas públicas, com eliminação de 600 nos CEIs particulares. Há dez anos, a maioria das vagas era privada. Agora, ficam em torno de 30%.

Quatro anos
É que o município precisa ampliar a rede pública da educação infantil. A partir de 2016, a matrícula passa a ser obrigatória dos quatro anos de idade e não aos seis, como é hoje. Se a medida estivesse em vigor hoje, o déficit em Joinville seria de 500 vagas.

Pagamento pelas vagas
Cobrança dos centros de educação infantil privados de Joinville, o reajuste no valor das vagas compradas pelo município foi anunciado ontem. Chegou a 31% no período integral entre zero e quatro anos. Serão pagos R$ 510 por vaga.

Posto do Sine vai fechar em Joinville

23 de setembro de 2014 0

O Sine de Joinville só funciona até esta terça-feira no imóvel na Ministro Calógeras. O contrato de aluguel já venceu, foi prorrogado e agora o pessoal terá de sair de lá. Em média, cem pessoas por dia são atendidas no posto. Agora, o atendimento ficará com o Cepat (na Abdon Batista) ou no Sine de cidades vizinhas.
Mudança

O Sine pretendia se mudar para o prédio na Felipe Schmidt, mas como há interesse do Estado em leiloar o imóvel – junto com os dois andares no Edifício Manchester –, o plano foi deixado de lado. Na primeira quinzena de outubro, o Sine pretende estar atendendo em outro lugar.

Conselho Municipal de Política Cultural cobra prazos para reforma da Cidadela

23 de setembro de 2014 0

Depois de reunião neste sábado, o Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC) entrega hoje na Prefeitura de Joinville documento solicitando informações sobre prazos para a reforma da Cidadela Cultural. O conselho quer as instalações destinadas exclusivamente para a cultura. Por enquanto, a Secretaria de Proteção Civil ocupa parte do imóvel. Na carta, o CMPC pergunta se há alguém responsável pela administração da Cidadela. Caso não tenha, que alguém seja “oficializado” na função. Também será perguntado se há projeto de “estabilização” do morro ao fundo, o mesmo que provocou deslizamento em 2008 e provocou a interdição de uma das construções da Cidadela.

Itapoá e Garuva podem passar de nove para 11 vereadores

22 de setembro de 2014 0

Como cruzaram a marca dos 15 mil habitantes, Itapoá e Garuva podem passar de nove para 11 vereadores. A mudança valeria para a próxima eleição. Basta apenas mudar a lei orgânica, algo que Araquari fez nesse mês (a cidade terá 13 vereadores, em vez dos atuais 11). Joinville poderia ter 25 – hoje são 19.

Polícia apreende mais menores em Joinville

22 de setembro de 2014 0

O avanço no número de prisões em Joinville tem chegado também aos menores de idade, com mais apreensões. O ano inteiro de 2011 fechou com 163 adolescentes apreendidos na cidade. Agora, neste primeiro semestre do ano, já são 110. As informações somam os autos de apreensão e os mandados de busca e apreensão.

Os dados são de situações registradas na Polícia Civil e envolvem também quem foi trazido das ruas pela Polícia Militar. A própria Polícia Civil e o Ministério Público cobram a criação de delegacia especializada em menores, hoje atendidos na Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso.

Neste ano, foi aberto em Joinville o Centro de Atendimento Socioeducativo, o Case, para abrigo de menores. Mas não há ainda funcionários para atender à lotação máxima prevista, de 70 jovens – a ocupação é parcial.

Polícia Civil e Ministério Público querem delegacia especializada para atender menores.

Unidades de saúde de Joinville devem exibir ista de médicos e dentistas em exercício

19 de setembro de 2014 0

A Secretaria de Saúde de Joinville determinou a exibição, em todas as unidade de saúde, desde hospitais até postos, da lista de médicos e dentistas em exercício naquele dia, com citação da especialidade e carga horária. Além disso, será preciso manter o registro da frequência para quem queira consultar – a consulta poderá ser feita na Gestão de Pessoas. A medida foi tomada a partir de recomendação do MPF.

Compra de relógios

Ainda na área da jornada de trabalho, a Prefeitura de Joinville abriu concorrência nesta semana para controle eletrônico. Serão comprados 350 relógios-ponto, com custo máximo de R$ 829,5 mil. O Ministério Público vem cobrando, inclusive com ações, principalmente na saúde, maior controle do cumprimento da carga horária dos servidores.

Nova reunião entre lideranças deve definir ações para cobrança da BR-280

19 de setembro de 2014 0

Na próxima quinta, haverá nova reunião de prefeitos e lideranças empresariais na Amunesc para definir as ações da mobilização de cobrança pela duplicação da BR-280. O encontro deverá definir a data do protesto a ser feito ao lado da rodovia. Ainda neste mês, serão abertas as propostas do lote entre São Francisco e a BR-101.

MP quer lâmpadas trocadas em 60 dias em Joinville

19 de setembro de 2014 0

O Ministério Público quer a troca das lâmpadas queimadas na iluminação pública de Joinville em até 60 dias. O pedido é da Promotoria de Defesa do Consumidor em ação apresentada na quarta. A 2ª Vara da Fazenda está estudando se concede ou não a liminar.

Antes de qualquer decisão, a Prefeitura deverá ser ouvida. Em Joinville, quase 10 mil das 54 mil lâmpadas estão desligadas e sem previsão de troca porque a licitação ainda não foi concluída. Houve questionamentos judiciais e nesta semana o Tribunal de Contas do Estado pediu a suspensão do edital para análise de documentação.

Na ação, o MP considera que quem mora em regiões de iluminação precária está sendo “lesado”. Apromotoria também alega que o próprio município deveria ter assumido o serviço até que a nova concorrência fosse concluída.

 

16644141
Pedido de indenização
O MP cita ainda que a arrecadação da Cosip é suficiente para bancar os custos da iluminação pública. Por isso, a ação também cobra o pagamento de indenização pela Prefeitura de Joinville por danos morais coletivos.
Motivo
Ao determinar a suspensão da concorrência da iluminação pública de Joinville, nesta semana, o Tribunal de Contas alegou que observações feitas pelo próprio tribunal em relação a edital de 2010 não foram levadas em conta no atual edital. São questões envolvendo orçamentos. A Prefeitura vai se manifestar após ser notificada.

 

Internautas prometem mobilização para cobrar respeito ao corredor de ônibus da JK

18 de setembro de 2014 0

Há preparação nas redes sociais de mobilização para cobrar respeito ao corredor de ônibus na JK, em frente ao Colégio dos Santos Anjos. A queixa é o estacionamento irregular dos carros para deixar e pegar os alunos. Um grupo levou a reclamação ao Ministério Público, cobrando fiscalização da Prefeitura de Joinville.

Fiscalização

Mas como o Detrans (ex-Ittran) anunciou ontem campanha de orientação nesta semana e mais fiscalização na semana que vem, com aplicação de multas (R$ 53), é possível que a mobilização pró-corredor não venha a ser necessária. A decisão do departamento veio depois de cobranças nas redes sociais.

 

Novela da iluminação pública de Joinville pode se arrastar

18 de setembro de 2014 0

A novela da iluminação pública de Joinville pode se arrastar por um tempo. Depois da decisão judicial que mandou a Prefeitura analisar novamente a documentação de uma das empresas concorrentes na licitação, o Tribunal de Contas do Estado suspendeu o edital na terça. O TCE informou no site apenas a suspensão da concorrência, sem mais detalhes.

O edital que prevê contrato de R$ 64 milhões (valor máximo) por até três anos. Em junho, o tribunal havia cobrado informações da Prefeitura sobre a licitação. Mais de 9 mil das 55 mil lâmpadas de Joinville estão queimadas.

Sai balanço sobre assaltos em Joinville

18 de setembro de 2014 0

O número de assaltos em Joinville fechou em alta no primeiro semestre do ano. A análise é possível porque desde ontem está disponível o balanço da criminalidade no segundo trimestre, o que permite fechar os números dos primeiros seis meses do ano.

De acordo com o levantamento da Secretaria de Estado da Segurança, baseado em dados de registros de boletins de ocorrência da Polícia Civil, Joinville teve 992 assaltos até junho, uma alta de 26% na comparação com o mesmo período do ano passado. Esse dado atualiza e corrige a informação publicada na coluna AN.Portal de hoje, que apontou, equivocadamente, outro índice de crescimento.

Os assaltos contra pedestres (365) e para roubar o veículo (282) lideram o ranking deste ano. No caso dos pedestres, as ocorrências cresceram 50%. Os roubos contra comércios diminuíram no último trimestre, mas, ainda assim, há mais ocorrências em 2014 na comparação com 2013.

Ainda que o balanço geral reunindo todas as modalidades tenha apontado crescimento dos assaltos, as ocorrências caíram em relação às residências. No primeiro semestre do ano passado, foram assaltadas 62 moradias em Joinville. Agora, foram 36.

Leia também: pai alerta sobre assaltos na saída da universidade em Joinville

 

Prefeitura fará campanha e depois vai multar motoristas na JK em Joinville

17 de setembro de 2014 0

A polêmica do estacionamento irregular na faixa de ônibus da avenida Juscelino Kubitschek, que ganhou força nas redes sociais nesta semana, traz consequências. Durante esta semana, no período da tarde, cerca de cinco agentes de trânsito vão orientar os motoristas sobre a irregularidade de estacionar os veículos no local.

VÍDEO: internauta filma carros parados em corredor de ônibus na JK

A partir da próxima segunda-feira, dia 22, será ampliada a fiscalização no local. Os condutores que não respeitarem a lei de trânsito serão multados. O valor da multa é de R$ 53, com perda de três pontos na Carteira de Habilitação.

-Ontem também colocamos cones na via nos pontos críticos para os motoristas não estacionarem sobre o corredor-, conta Marcelo Danner, gerente de operações do Detrans.

:: QUAL A SUA OPINIÃO? Qual seria a solução para o problema do trânsito na avenida JK, em Joinville? ::

 

Trilho inútil na avenida Getúlio Vargas, em Joinville

16 de setembro de 2014 0

trilho inútil

 
Leitor que cruza diariamente pela Getúlio Vargas sugere a retirada do trilho não usado no cruzamento com o acesso à antiga estação ferroviária. Pelo menos seria possível reduzir parcialmente a trepidação. Há barreiras para evitar a travessia de pedestres naquele ponto.

Os planos do novo hospital de Joinville

16 de setembro de 2014 0

A Sociedade Joinvilense de Medicina (SJM) traz a público em outubro o projeto de construção do novo hospital de Joinville. Neste momento, estão previstos investimentos de R$ 185 milhões e oferta de 425 leitos (o São José tem 300). A SJM quer reunir outras entidades, inclusive empresariais, na luta pelo novo hospital. Não será a sociedade médica a administrar o empreendimento.

A ideia é repetir as iniciativas que deram a largada para os hospitais Regional Hans Dieter Schmidt e Infantil, nascidos a partir da mobilização de médicos. A ideia já foi apresentada na Prefeitura e ainda sendo analisado qual o modelo de gestão. Em princípio, pode ser uma fundação, como usado no Hospital Jaraguá do Sul. Na cidade do Vale do Itapocu, o hospital citado atende na maior parte pelo SUS, mas também aceita planos de saúde.

O projeto desenhado pela SJM tem como principal meta realizar cirurgias eletivas, aquelas marcadas com antecedência. O hospital até poderá ter uma porta de pronto-socorro, mas os procedimentos eletivos serão a prioridade, deixando o São José e o Regional com as urgências e emergências. Outros estabelecimentos estão sendo procurados.

A área necessária

A área necessária será em torno de 30 mil m2 – o 62º BI, apenas para comparar, tem pouco mais do que o dobro disso. Será escolhido um imóvel com o menor impacto na vizinhança possível. As tratativas com a Prefeitura, governo do Estado e União deverão ser reforçadas após a realização das eleições. O dia 18 de outubro foi escolhido para a apresentação do projeto por ser o Dia do Médico.

Joinville vai ter nova cadeia feminina

15 de setembro de 2014 0
Nova cadeia ficará no complexo, entre o presídio e a penitenciária

Nova cadeia ficará no complexo, entre o presídio e a penitenciária

Depois de quatro anos do primeiro anúncio, feito pelo governo federal, a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania abriu hoje a licitação para a construção de cadeia feminina em Joinville. O edital estará disponível nas próximas horas. Hoje, a cidade conta com apenas uma ala para mulheres dentro do Presídio Regional.

:: Leia mais matérias sobre Segurança ::

No início do ano, o governo do Estado previa a oferta de 286 vagas na cadeia a ser construída dentro do complexo prisional de Joinville, entre o presídio e a Penitenciária Industrial. As propostas para a construção da nova cadeia serão abertas no final de outubro. Se o cronograma for atendido, as obras devem começar no início do ano que vem. Os custos serão bancados pelo Estado e União.