Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Conheça o vencedor da promoção que levará um leitor a Gramado

30 de julho de 2011 2

Daniel Lucas de Medeiros, de 24 anos, vai fazer parte do Júri Popular do Festival de Cinema de Gramado deste ano. O leitor participou de uma promoção, promovida entre o Diário Catarinense e o festival, escrevendo uma crítica de um filme brasileiro de produção recente.

Festival de Cinema de Gramado deste ano, que começa em 5 de agosto.

Daniel, de 24 anos, é natural de Tubarão e morador de Florianópolis. Ele se formou em Cinema no ano passado pela Unisul e trabalha como auxiliar administrativo na universidade e escreve críticas sobre filmes em sites e blogs, como Projeto7Marte, Cine Cult Floripa e Confraria de Cinema.

No festival, ele irá assistir a todos os longas-metragens das mostras competitivas de língua estrangeira e os brasileiros, além dos curtas nacionais. Junto com representantes de outros 12 jornais, ele irá escolher os vencedores em cada categoria.

Confira o texto de Daniel:

“O cinema catarinense, em sua curta filmografia, nunca teve um longa-metragem de grande destaque. Ao contrário da nossa rica – ainda que também pequena – carreira no campo do curta-metragem, os longas daqui mantém sempre a mesma estrutura, mostrando sempre as mesmas características culturais, e tendo, conseqüentemente, resultados semelhantes. Sendo assim, criou-se, pelo menos aqui em Florianópolis, uma grande expectativa em relação ao lançamento de A Antropóloga, longa-metragem que encontrava-se em processo de finalização a alguns anos. Ainda que também mostrasse as já mencionadas características culturais – pesca, rendeiras, etc – presentes na maioria das produções daqui, o filme de Zeca Pires parecia fazer uso de uma linguagem clássica da região, com direito a lendas locais como bruxas, para contar uma história de suspense, com toques sobrenaturais. Infelizmente, apesar de toda a pretensão, o resultado é bastante semelhante ao que já foi feito por aqui. Apesar de começar bem, criando uma boa ambientação e um clima de constante tensão, e acertando ao usar as mitologias e “clichês” catarinenses de maneira inteligente e atrativa – incluindo uma boa citação à Franklin Cascaes -, Zeca deixa o projeto desandar no desastroso terceiro ato. Infeliz ao tentar concretizar tudo o que havia sido sugerido até então, o diretor cai em soluções ruins (e algumas ridículas) fazendo o público esquecer o que tinha visto até então, dando lugar a um final engraçado, mas não no bom sentido.”


Bookmark and Share

Comentários (2)

  • vivi diz: 30 de julho de 2011

    noooooooossa quanta criatividade….pensei que a idéia fosse uma crítica do MELHOR filme assistido… e coincidência ele ser uma crítico de cinema né???….

  • Começa hoje o Festival de Cinema de Gramado | Sala de Cinema diz: 5 de agosto de 2011

    [...] Sala de Cinema estará em Gramado, junto com Daniel Medeiros, o vencedor da promoção entre o Festival e o DC, que escolheu um leitor para representar o jornal [...]

Envie seu Comentário