Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 22 maio 2011

As desculpas que elas usam: dor de cabeça

22 de maio de 2011 6

Cefaleia. Ah, a maldita cefaleia. Já pensou quantas pessoas no mundo já foram usadas pela cefaleia, essa praga? De repente você não sabe, mas cefaleia é o termo médico para dor de cabeça. Dor de cabeça eu tenho certeza de que você não só conhece como já ouviu muitas vezes o termo. Por um lado, ainda bem, né? “Estou com dor de cabeça” é muito melhor que “estou com cefaleia”. Minha nossa, parece até doença venérea.

Mas daí, você chega cheio de amor pra dar, vinhozinho, queijo provolone, musiquinha. Está tudo funcionando. Ela parece bem disposta. As oito horas trabalhadas naquele escritório chinfrim, daquele bairro que ela não aguenta mais, praquele chefe que não cansa de mostrar que é um incompetente não fizeram ela chegar emburrada em casa. Ela abre um sorriso ao ver tudo o que você aprontou em tão pouco tempo. Afinal, você trabalha em um emprego que te suga demais. Seis horas, sendo uma de almoço. Complicada a vida, não? Ainda bem que você ganha mais que ela – mas isso já seria outro post.

Na cabeça dela, o pensamento é “preciso desse vinho para relaxar e dormir melhor, mesmo”. Você, que não está pensando com a cabeça certa faz horas, se sente o George Clooney, faz aquele estilo último romântico e, com um sorriso de cafajeste, adianta o filme inúmeros capítulos: “vou me dar bem”. Mas você esqueceu de um detalhe: a cefaleia. E juntar bebida + um dia estressante + o dia a dia de vocês (que não deve ser lá essas coisas, admita) é um prato cheio para a cefaleia.

Ou seja: você, por mais esforço que tenha feito, deu a oportunidade perfeita para o “game over”. Tudo bem, quem sabe a tática do jantarzinho e vinho funcione ora sim, ora não. O que quero deixar claro e que aprendi é: ela escolhe quando ter dor de cabeça. Entenda: ela escolhe quando ter dor de cabeça. Grave: ela escolhe quando ter dor de cabeça. Em outras palavras, parceiro: ela decide o dia em que o jantarzinho e o vinho vão funcionar. Nesse joguinho de liberação feminina para cá e para lá, o quando (e às vezes o quanto) de sexo é uma das coisas em que elas mais mandam. Logo, não se iluda. Encher a gaveta com Aspirina não é a saída.