Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

As mulheres se fazem de puritanas, mas de santas não têm nada. Vamos ficar brabos com isso?

05 de agosto de 2011 28

Foto: sxc.hu

Passei a semana toda ouvindo a seguinte frase: “as mulheres se fazem de santinhas, mas de santas não têm nada”. Até aqui no blog essa expressão costuma rondar. Não estou querendo dizer que me impressiono com isso, claro que não. Em inúmeros lugares percebe-se claramente que a mulherada está para curtir tão quanto os homens. É a menina que chega no cara na balada. A tua colega de trabalho que usa um vestidinho ou um decote que te chama mais atenção do que os negativos da contabilidade. A mulher que te seca quando passa por ti na rua, para no sinal do trânsito, em um passeio no shopping. Enfim. Inúmeras situações.

Mas, e nós, homens, vamos ficar brabos com isso? Vamos pensar que o melhor seria que elas continuassem nos servindo em casa, cuidando dos filhos, esperando que voltássemos do trabalho com a comidinha pronta? A ideia seria termos, para sempre, uma escrava ou uma serviçal? Acho que todo homem concorda que, na dose certa, essa liberação, essa falta de santidade, é muito benéfica. E nem digo em termos de curtição. Vou pegar o outro lado da moeda, o casamento. Duvido que um homem não prefira que sua mulher goste de aventuras (com ele, claro). Que procure — e queira — as mais diferentes coisas para fazer em termos de lazer, entretenimento. Qual homem não gosta de exibir sua mulher. Mostrar para todo mundo o quão linda, inteligente, culta, eloquente é a belezura que está do seu lado. E aqui a belezura pode ser gorda, magra, alta, baixa… Não importa: é a sua belezura. E isso que importa. Ah, e ainda: além de tudo isso, também ter sua comidinha pronta quando chegar em casa. Mas porque ela quer fazer, não por obrigação.

Na medida certa, essa falta de santidade feminina é benéfica para o homem. O que sinto é que muitas vezes não sabemos usar esse detalhe a nosso favor. Preferimos ser preconceituosos e chamá-las de todos os adjetivos baixos possíveis e que se encaixem no sinônimo de prostitutas. Mas, por quê, samba-cancioneiro? Você conseguiu ter três mulheres na noite passada. Por que ela não pode ter quatro? Você é o garanhão. Ela é… bem, nós sabemos o que ela é.

Mesmo que digam que este texto foi feito por uma mulher, percebo que muitos samba-cancioneiros já aprenderam que não adianta continuarmos nesta eterna guerra do sexo. Assim como já percebi, também, que algumas das mulheres que comentam confundem liberdade com libertinagem. Se todos, homens e mulheres, soubessem entender o que significa liberdade, não precisaria haver libertinagem. E garanto que todos ganhariam ainda mais. Seja em relacionamentos sérios e fixos ou, principalmente, no que mais gostamos: sexo.

Comentários (28)

  • Teka diz: 5 de agosto de 2011

    “A mulher que te seca quando passa por ti na rua” A-DO-RO fazer isto, mas faço isto da mesma forma que vcs meninos buzinam, não que eu estava a fim de ficar com o cara, as vezes faço e depois fico rindo, e ainda falo “o cara achou q estava agradando” …

    Quanto à roupas insinuantes ou andar semi nua, eu não faço.
    Cada mulher tem um jeito de chamar atenção dos homens, inticar com eles, e mexer com a imaginação dos mesmos, mas como vocês mesmo já falaram aqui em posts anteriores, nem sempre a mulher que fica se insinuando quer transar com o cara, ela pode estar só querendo ver se agrada e pronto. EGO, nós mulheres também temos isto meninos.

  • ana navy diz: 5 de agosto de 2011

    Direitos iguais,mas deveres tambem…
    Gosto de nao ser santa,tenho pena de “Maria” que teve um filho e nao soube o que era sexo(sou ateia,mas a experiencia biblica nos ensinou que havia algo errado,nao?)
    Eu prefiro seguir meu corpo,deixar os desejos me guiarem do que ser totalmente santinha e nao apreciar o PRAZER de verdade!

    Uma mulher que transa com varios homens nao sera considerada P**A se fizer quietinha,e como ja aprendemos isto realmente estamos nos deliciando nos jardins do “come mais,quem come quieto”…voces entendem,nao?

    Ah,e nem estou falando de traicao(nao sou deste tipo)…e uma avaliacao da solteirice…ja que estou me separando!
    Bjos a todos

  • Fernando diz: 5 de agosto de 2011

    “Na medida certa, essa falta de santidade feminina é benéfica para o homem.” Não só para o homem, principalmente pode ser benéfica para a mulher!!! Por que interiorizar os desejos e vontades? A mulher não pode buscar a satisfação total? Deve ficar no “politicamente correto”? Dar atenção ao que os invejosos passam como doutrina por serem uns infelizes? Reflitam, parem de dar ouvidos aos outros e escutem mais o seu próprio desejo.

  • marcus quadros diz: 5 de agosto de 2011

    PERFEITAMENTE LINDAS E INTELIGENTES.
    MULHERES CADA VEZ MAIS MULHERES E QUANDO A RELAÇÃO É MÚTUA AI SIM FICA MELHOR AINDA ESSA LIBERTAÇÃO. COMO JÁ DESCUTIMOS LA NO BLOG: http://espermativo.blogspot.com/?zx=8690a7236edd7b7f
    CHEGUEM NOS CARAS NAS BALADAS, PORQUE ASSIM COMO VCS COBRAM SUTILEZA, NÓS HOMENS TAMBÉM COBRAMOS ATITUDE. CHEGA DESSE PAPO DE QUE É A NATUREZA DA VIDA O HOMEM CHEGAR. A LUTA DOS SUTIAS TEM QUE SER PRA TUDO, NÃO SÓ NO QUE CONVÉM. A CONQUISTA VAI FICA BEM MAIS INTERESSANTE. ABRAÇO A TODOS.

  • PAULO ALEXANDRE diz: 5 de agosto de 2011

    Nós Homens somos SANTOS?
    Então cá entre nós, cobrar algo das mulheres é ridículo e injusto.
    Vamos ser MADUROS!
    Liberdade é um conceito muito complicado para ser definido, afinal depende muito da cultura, Religião, Educação que tivemos, e de nossa própria Personalidade.
    Agora, as Mulheres são iguais aos Homens.
    GOSTAM DE SEXO SIM!
    E merecem ter todo ESPAÇO possível.
    Respeitar a Liberdade do outro é fundamental. Cada pessoa que tenha a sua definição de LIBERDADE, e assuma as consequências.
    Afinal o que é certo ou errado quando falamos em LIBERDADE?
    ERRADO é proibir que as Mulheres possam sentir a VIDA em todos os aspectos, não só apenas na questão sexual, mas na busca de um namorado, numa simples ficada, no trabalho, em suas relações pessoais, na família, na convivência com nós Homens.
    Que MARAVILHA que hoje ela são mais LIVRES, e BUSCAM SER FELIZES.
    Nós Homens sempre fomos LIVRES, então, vamos RESPEITAR ALIBERDADE delas escolherem a forma de pensar e de agir.
    Sempre falo para os amigos e amigas:
    “Há vários Homens e Mulheres no Mundo. Sempre vamos encontrar alguém que feche com a gente.”
    Fico FELIZ em ver a NOVA MULHER.
    Elas hoje sabem que também podem ser LIVRES!

  • ana diz: 5 de agosto de 2011

    Mais uma vez percebo que se pode ter fé na ala masculina e que nem todos os homens chegaram aqui atraves de uma maquina do tempo, vindos diretamente da era das cavernas.

  • Tita diz: 5 de agosto de 2011

    Entenderam o porquê a Chapeuzinho Vermelho preferiu ir pela floresta?

  • Tita diz: 5 de agosto de 2011

    Vcnão está aceitando os comentários ou há algum probleminha?

    NOTA: hoje foi complicado para liberar os comentários. A redação estava em fervorosa

  • Henrique diz: 5 de agosto de 2011

    Buenas…como se diz…é o ponto ideal mesmo…nem 8 nem 80.

    Ps: espero que (como já comentado aqui) as pessoas se conscientizem que isso é um blog e não o preciso falar ou coisa parecida para sair despejando textos e mais textos tentando filosofar ou aplicar lição de moral aqui.

  • CRIS diz: 5 de agosto de 2011

    Olá!!
    Eu penso da seguinte forma, a liberdade está ai para quem sabe usar, e quem não sabe com toda ceteza absoluta vai se dar muito mal, acho que o post diz tudo as pessoas confundem liberdade com libertinagem, todos temos um pouco de culpa no cartório por não sabermos os nossos proprios limites até onde posso ir?? Não é pq sou mulher, independente, tenho meu ape, meu carro, emprego legal que posso sair por ai fazendo tudo o que me der na telha, acho que tudo tem limite, saiba se comportar, se colocar frente as pessoas, posso fazer muitas coisas sem que os outros me vejam como vagabunda ou algo do genero podemos sair com quem quiser e quantos quiser( apartir do momento que sou solteira é claro), mas até pra isso temos que saber como fazer, hoje em dia as mulheres reclamam que os homens n querem nada serio(a maioria), mas será que não temos um pouco de culpa nisso??? Vamos e viemos a mulherada ta caindo de pau em cima como se o mundo fosse acabar amanhã e cada uma tem que pegar seu homem, não respeitam ninguém, se o cara estiver com uma aliança no dedo pronto o imã foi acionado e sai da frente, é tudo muito facil, e por essas e outras que detonam a classe, os homens nos veem como?? produto na prateleira do supermercado é pegar e levar pra casa e melhor ainda é de graça gente, vem que tem!!!! E agora é a vez dos homens poxa vida tem homem que ta com a esposa do lado e passa uma mulher bonita eles secam tanto a coitada que sai só esqueleto andando pq o resto foi sugado pelo olhar poderoso quase que alienigina, poxa homens valorezem as mulheres inclusive essa que esta ao seu lado, se não está feliz parte pra outra, afinal ninguém te colocou um 38 na cabeça te obrigando a casar??? E isso que quero dizer LIMITE, RESPEITO…. Cada um faz o que quiser mais saiba fazer, saiba dos seus limites, dos limites do proximo, respeite as pessoas, não somos mercadorias, temos sentimentos, pensamentos, se cada um fizer a sua parte tudo fica bem mais facil.

  • Paulinha diz: 5 de agosto de 2011

    Concordo plenamente com esse post!
    “Se o homem pega 3 é garanhão, se ela pega 4 é… ”
    Esse pensamento é totalmente ultrapassado!
    A mulher já deixou ( e faz tempo) de ser submissão e/ou inferior ao homem!
    Mulheres, sejam livres!
    A liberdade é conquistada no momento em que pagamos nossas contas e somos donas de nosso pensamento e da nossa vida!

  • Euzinha diz: 5 de agosto de 2011

    adooooro trabalhar o dia inteiro fora (dignamente diga-se de passagem)
    chegar em casa cuidar da minha casa, do meu filho lindo e do meu marido
    e na hora de ir pra cama dar um show de putice….

    não venham falar que não, todo homem gosta disso

  • Mari diz: 5 de agosto de 2011

    É, embora estejamos no século XXI. Ser homem não é igual a ser mulher. Logo, ainda que nós possamos agir de forma bem mais ousada, é muito importante “se fazer de santa”! Sem exageros, claro.

  • Mika diz: 5 de agosto de 2011

    Do mesmo jeito que nenhum homem é igual ao outro (podem ser parecidos em alguns aspectos, mas não são a mesma pessoa jamais), vale isto para as mulheres também. Tem as que se valorizam e as que desfrutam da vida como se fosse o último segundo de suas vidas.

  • adriana diz: 5 de agosto de 2011

    Muito bom o texto…porque será que não estão comentando???? Eu nunca fui santa, e meu marido adooooora, lá em casa não rola de maneira nenhuma essa guerra dos sexos, estamos juntos pra tudo, não é uma casa, é um lar e seremos eternos amantes.

  • Dani diz: 5 de agosto de 2011

    Muito bom o texto. Concordo com o que escreveste. Homens e mulheres têm os mesmos desejos, porque do lado masculino é bom e do lado feminino isso é ruim? Liberdade para todos, mas sem libertinagem!

  • Camila diz: 5 de agosto de 2011

    Sou a irmã da Madre Tereza……Liberdade total ,vamos todos pra uma noite em uma casa de Swing , conheço um ótimo e discreto lugar em Porto Alegre mesmo , que acham?

  • Vinicius Romero diz: 5 de agosto de 2011

    O problema acho que é o ciúmes.. porque todos nós sabemos.. quando um homem quer nem sempre consegue.. mas quando uma mulher quer.. sempre consegue!
    Então as vezes ficamos com aquele pensamento.. “putz.. se ela chegou em mim.. ela pode chegar em outros caras” mas e se chegar? e se ficar de brincadeirinhas cheias de segundas intenções no trabalho? assim como a maioria dos homens fazem? mesmo casados… comprometidos.. etc…

  • Jean diz: 5 de agosto de 2011

    Pessoal Boa Tarde..
    Gostaria apenas de entender porque caso não esteja destacado alguma coisa do blog, não tem atalho bem abaixo no site? Estamos sempre falando em igualdade tambem, ou seja cade o atalho pessoal?

  • Gaudério diz: 5 de agosto de 2011

    “O eterno erro que consiste em tomar a libertinagem por liberdade.” – Gerard Van Ete Reve

  • Marco diz: 5 de agosto de 2011

    Texto feito por mulheres

  • tiago diz: 5 de agosto de 2011

    o que faz uma mulher ser vista como esses ‘adjetivos’ citados não é o fato de ficar com varios caras numa balada, ou não ser aquela santa que nossos pais exigiam, mas sim as atitudes dela muitas vezes acompanhada do namorado/noivo/marido. acho ótimo quando uma mulher chega em mim, independente de ser numa balada ou na rua, isso faz bem pra nós da mesma forma que faz pra elas. essa idéia de que a mulher tem que ser santa já não existe como antes, poucos pensam assim. as mesmas atitudes que causam essa reação de desaprovação dos homens com as mulheres, rola no sentido contrário também, pois elas também não querem um cara assim.

  • Karlinha.81 diz: 5 de agosto de 2011

    Impressionada estou eu! Que tema ultrapassado… Deve ser por isso que às 18:35hs somente eu comentei!

  • lis diz: 5 de agosto de 2011

    …muito bem colocado,é isso ai.

  • Dany diz: 6 de agosto de 2011

    Adoro ser notada, me arrumo pra mim e para os outros, e se estou a fim não tenho medo de demonstrar que quero conversar ou ate algo mais, essa história que a mulher tem que se fingir de difícil, as vezes ela perde oportunidades boas por essa bobagem, se você quer é só ir atras, se foi otempo do homeme caçando e as muhleres cuidando das crias….

  • Bruce Bailey diz: 8 de agosto de 2011

    Otimo post, as vezes tenho vontade de postar algumas histórias tambem, seria otimo que a gurizada do blog, convocasse os leitores para que eles pudessem mostrar suas experiencias e histórias, isso iria contribuir muito para o blog e assim teriamos mais discussões e assuntos. Seria otimo! :) quem gosto da ideia dá uma força ai!

  • Daniel diz: 14 de agosto de 2011

    Quando vejo uma mulher dizendo que olhou pra um cara e saiu rindo, por ele ter ficado “se achando”, lembro do stand-up do Chris Tucker, quando ele afirma porque as negras odeiam quando os negros babam nas brancas! Pois, segundo ele, uma negra pode até se sentir atraída por um branco, o Bradd Pitt, o Tom Cruise, mas os negros se atraem por QUALQUER branca. Descontando a parte racial, que não vem ao caso, é análogo ao comportamento citado acima, pois um homem só olha pra uma mulher se ele realmente GOSTOU da mulher, ae a gente olha mesmo. Essa de ludibriar a outra pessoa, fingindo ter curtido, é coisa de mulher mesmo! Ou homem esquisito…
    Por isso tenho uma teoria de que a maioria (existem exceções, e se você encontrar, faça de tudo pra manter!) das mulheres, não busca o prazer imediato, sensorial, numa relação, mas o subjetivo, emotivo-social. Uma mulher assim não se satisfaz com o sexo em si, com a putaria em si (como nós homens), mas com a repercussão desse comportamento no meio social, da sua imagem, ou então da repercussão interna no próprio ego, de perceber que “É” tal tipo de mulher, é fodona.

  • jaque diz: 19 de agosto de 2011

    Concordo com a Dany..

    euu me arrumo pra mim e pros outros…Nãooo sou santa…mais tbm não sou akelas Vadias
    Uso roupas curtas decotadas e etc…Como ja dizem oq é bonito é pra se mostrar…

    Quando estou afim vou atras…Não sou de fica esperando as coisa sacontecerem e eu perde oportunidades sentadinha tando uma de Moça inocente santa…

Envie seu Comentário