Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

As feministas que me desculpem, mas é a futilidade que estraga as mulheres

15 de agosto de 2011 112

Foto: sxc.hu

Veja bem: vaidade, beleza, acessórios, cabelo bem feito, belos e curvilíneos corpos… nada disso é ruim. Pelo contrário. Nós, homens, adoramos tudo isso em vocês, mulheres. E digo mais: sabemos valorizar cada esforço de vocês na tentativa de ficarem mais e mais belas. De chamarem mais e mais atenção por sua inteligência e posição social. O que vou defender aqui é que a luta de vocês não é contra os homens, o adversário não é o machismo que todos nós temos enraizado em nossas mentes. A briga, meninas, é contra a futilidade.

As mulheres fúteis correspondem a uma parte pequena da esfera terrestre, confesso. Mas elas acabam com a chamada igualdade sexual. Primeiro, elas são gostosas. Demais! Mas, também, só nasceram para ser isso, gostosas, não é mesmo? Ficam o dia na academia, têm dietas exclusivas, fazem lipo, drenagens e todo tipo de correção estética para ficarem daquele jeito. Logo, nada mais justo que sejam isso mesmo. Gostosas. A partir daí, colocam um biquíni fio dental, uma blusinha que deixa aparecer aquela barriguinha bem trabalhada e passam a se balançar de um lado para outro em palcos de programas de auditório. As câmeras focam seus melhores atributos, a audiência sobe, todos ficam felizes.

Você, mulher, vai achar este texto machista. Eu sei que vai. Porque pensará que as mulheres fúteis, essas de auditório, só existem porque existem os homens babões. Aí está seu grande engano. As mulheres fúteis — e até mesmo as de auditório — existem porque querem existir. Nenhum homem disse para elas: “A partir de hoje, você vai rebolar em um auditório”. Ou ainda: “Vá para a academia e malhe, malhe, malhe. Você precisa ser gostosa”. Não, amiga. Você quer ficar gostosa. E é aí que me refiro. Você, mulher, coloca nos homens tudo aquilo que quer ser. Tem uma barriguinha, deve perdê-la. Coxas finas, tenho de malhá-las. Seios pequenos. Colocarei silicone. Usa a desculpa de que os homens cobram demais. Que se você não for assim será uma encalhada. Que se você não for assim será traída. O problema é que faz tudo isso, vira uma deusa, um avião. E acaba na mão do primeiro bom vivant barrigudo que aparece. Ou seja: você não se deu o valor. Futilidades!

Pare e pense: quem é mais mulher? Essa de auditório, a fútil, a gostosa? Ou você, que acorda todo dia cedo, para trabalhar, fazer o café da manhã, arrumar os filhos, cuidar do marido? Que lava roupa, limpa casa, paga contas? A segunda, certo? Não! Errado. As duas são mulheres. Porém, uma vive de maneira fácil. A outra de maneira difícil. Escolhas. Você fez a sua. Assim como nós, homens, fizemos a nossa. E, quase sempre, escolhemos você, que faz tudo isso, em vez da que rebola no auditório. Claro, sem hipocrisia, adoramos as de auditório. Mas, no fim, corremos para vocês. Que transformaram a futilidade de algumas ocasiões e personalidades em lutas praticamente diárias. E isso que faz a diferença: vocês são muito mais reais.

Comentários (112)

  • Zeli Antunes diz: 15 de agosto de 2011

    aiiiiii que bom se isso for verdade………rrsrsrs

  • Angel diz: 15 de agosto de 2011

    Concordo plenamente. Minha mãe é de uma época que mulheres não mostram a barriguinha malhada, e não era decote, e sim mostrava apenas o colo, e ela sempre disse pra mim: As mulheres estão cada vez mais peladas na TV, e isso faz com que poucas mulheres, prejudique nossa classe feminina! Não acho machista, pelo contrário, acho de uma ótima sabedoria.

  • Denise diz: 15 de agosto de 2011

    Alguém está bem inspirado hoje. Achei o texto bem verdadeiro e com um toque de romantismo.

    Adoro o blog. Leio sempre. :)

  • Pequena diz: 15 de agosto de 2011

    eu concordo com vc Johnny!

    é o lance da mulher pra olhar, babar, achar gostosa mas a que se quer pra ter ao lado é a que rala, que levanta cedo e corre atrás… ou não… cadum cadum!
    eu acho que é a mesma relação que eu tenho com os ratos de academia, com todos aqueles gominhos da barriga definidos! uma delícia de ver, mas pra ter em casa esse não é o meu primeiro requisito…

    silicone, botox, lipo, drenagem… não é questão de eu ser contra, cada um(a) sabe de si, mas a medicina ainda não desenvolveu uma técnica de implante que seria útil: cérebro!!! isso resolveria o problema da futiiidade! leia-se futilidade feminina mas também a masculina que faz com que muitas acreditem que esse é o ideal de beleza…

    eu me amo do jeito que eu sou! quem quiser gostar de mim assim ok, mas uma coisa eu digo: não mudo pra agradar ninguém além de mim mesma! academia, dietas, caminhadas são tudo de bom, mas a maior interessada sou eu!

  • Priscila diz: 15 de agosto de 2011

    Concordo plenamente…. as duas mulheres reais, porém são diferentes… A do auditório usa outros atributos para chamar a atenção, as “normais” usa sua inteligência para chamar a atenção. Hoje sou super “mente aberta”. antigamente ficava triste porque não tinha “atributos” demasiado e os meninos da escola não me olhavam. Mas hoje sou super bem resolvida! encontrei um homem super maravilhoso que me aceita do jeito que sou… isso sim é ser inteligente! Parabéns pelo texto.

  • Cacau diz: 15 de agosto de 2011

    Peerfeito texto.
    Não acredito que alguém posso ler esse texto e achar que o que vcs escreveram seja machismo, muito pelo contrário, a massa de mulheres gostosas ainda não é maior das que acordam cedo e dão duro o dia todo.

  • Mister Jhones diz: 15 de agosto de 2011

    “Você, mulher, coloca nos homens tudo aquilo que quer ser.”…..e sem essa historia de que mulher só faz tudo isso…de se arrumar e querer ficar gostosa para as outras mulheres….se fosse assim então só existiria lésbica no mundo…ou se vc pensa realmente assim então seria melhor entrar para o time…

  • Josi diz: 15 de agosto de 2011

    Quanta hipocrisia!!

    Vocês escolhem as “reais” pq justamente por serem fúteis e vazias aquelas de auditório só querem saber da carteira do cidadão. Se tivessem a carteira pré-requisito para sair com uma delas, não estariam nem aí para as mulheres “reais” como você mesmo disse.

  • William Maestri diz: 15 de agosto de 2011

    Baita texto..
    É bem real mesmo, a futilidade estraga as mulheres, por mais gostosas que sejam.

  • Vi diz: 15 de agosto de 2011

    Boa! Mais uma maneira de avacalharem com a gente!!! =D
    Como vai ser nossa escolha? Nada a vê isso!! Primeiro que essas mulheres já nascem com dois requisitos básicos: nascer com boas condições financeiras $$$$ para não fazer nada além de investir em um corpo perfeito, e ter pré-disposição a ser vagabunda…por que convenhamos, viver mostrando a bunda aos quatro ventos é gostar de se vender…afinal investiram tanto no corpitchu que a grana tem de voltar…

    O texto francamente mostra o quanto essas mulheres de vida fácil são valorizadas, pelo fato de que elas simplesmente podem ser igualadas ou comparadas a nós que trabalhamos e estudamos e desprendemos muito mais esforço para adquirir conhecimento e experiência real de vida (como diz o texto) em contrapartida à somente malhar o dia inteiro em uma academia.

    Antes de depositar em nós a “culpa” pela opção de ter cultura e conteúdo além de uma bunda durinha e silicones até nos ouvidos, vocês, homens, deveriam assumir que pra vocês não importa o que representa a mulher em sua vida, vocês valorizam o que não tem (o irreal) e se tem vocês no fundo querem o (real). Esse paradoxo é de vocês e não nosso!!! Acreditem!!! Se escolhemos fazer faculdade à ficar o dia todo na academia certamente não foi vocês o ponto x da decisão….

  • Juliana diz: 15 de agosto de 2011

    Olá..é a primeira vez que posto por aqui, mas sempre leio os textos e os comentários..
    Então…preciso fazer um cometário…
    Horrível esse texto, desmerecendo as pessoas que correm atrás de seus sonhos, independente de quais eles sejam. Não sou a “gostosa de auditório”, mas acredito que elas também batalham pelo seu lugar ao sol..e não tem nada de fútil nisso, ao menos no meu ponto de vista.
    Quando li a chamada e vi a foto que foi colocada, achei que o texto seria sobre as pessoas que usam e abusam do seu dinehiro (e dinehro alheio tb, porque não??), para consumo de futilidades, coisas sem necessidade mas que conferem um “status” aos olhos dos desavisados. Isso para mim é o que estraga certas mulheres…o prazer de gastar para aparecer, para se sentirem “bem”…e aí entra não somente as gostosas do auditório, mas muita mulher dita “comum”, as mães, profissionais, as que acordam cedo e pagam contas.

  • Laura diz: 15 de agosto de 2011

    kkkkkkkkkkk Primeiro que não me parece nada fácil ficar malhando o dia todo, viver em clinicas de estéticas e tal..
    Depois acordar todo dia cedo, para trabalhar, fazer o café da manhã, arrumar os filhos, cuidar do marido, lavar roupa, limpar casa, pagar contas?
    P*** *** *****!!!! Não!!!!
    Aí é difícil não ficar baranga. Tem que sobrar tempo pra gente também.
    Feminismo é pela igualdade dos gêneros. Queremos dividir essas tarefas com vcs homens. Não pode existir um meio termo???

  • PAULO ALEXANDRE diz: 15 de agosto de 2011

    Que texto retrógado, MACHISTA, e sinceramente não acredito no que li no último parágrafo.
    Ao afirmar que escolhemos as mulheres que fazem tudo, isso é, do tempo da minha avó, o blog novamente vem com este papo atrasado, velho, e raquítico do MACHISMO!
    Só faltou dizer que o HOMEM deve bater, espancar nas mulheres!
    Até parece que não há Homens tambéns fúteis!
    Não há os Homens com corpos sarados? Com barriguinhas, braços, e coxas modelados devido a horas e horas em Academias? Estes não são fúteis? E as Mulheres adoram também!

    E digo mais, GOSTARIA DE SER SIM UM HOMEM FÚTIL no sentido de ter um corpo muito mais bonito e cuidado, mas a Natureza e a Vida não permitiram que eu fosse hoje um Homem Atraente, ou pela definição do blog…FÚTIL!
    Mulheres…há gosto para tudo. E mesmo as ditas fúteis precisam dedicar o seu tempo para modelarem seus corpos, pelo menos não são ESCRAVAS de Homens ditos “liberais”, mas que no fundo são MACHISTAS Radicais, como este que escreveu o texto, que por sinal ultimamente só ataca as mulheres ou nos cobra “decência” ao colcoarmos nossas opiniões.
    Um blog em 2011 afirmando que mulher ESCRAVA dentro de casa é a mulher que nós preferimos? É MENTIRA PURA!
    Homem gosta de mulher que se cuide, sendo gordinha ou magra(eu mesmo já afirmei que adoro celulitizinhas), mas que tenha ORGULHO DE SI PRÓPRIA, AUTO-ESTIMA ELEVADA, e que não deixe ninguém USÁ-LA como “empregadinha”!
    O último parágrafo é de uma mentira tão grande que tenta confundir vocês mulheres que nós preferimos apenas as “guerreiras” do dia-a-dia. Que hipocrisia este final de texto, pois a maioria dos Homens só não ficam com as tais reboladoras, ou fúteis porque elas vivem em outro mundo distante do nosso, pois ou já são ricas, ou assediadas por RICOS, e aí o que vão querer com nós Homens pobres?
    O texto deveria sim VALORIZAR as mulheres GUERREIRAS, e incentivar a todos Homens ajudarem suas mães, irmãs, companheiras, namoradas, e esposas no dia-a-dia ,dividindo os trabalhos de casa, e não direcionar uma vontade MACHISTA de tê-las como ESCRAVAS.
    Lamentavelmente ainda encontramos um número enorme de Homens que desprezam suas mulheres.
    Na boa…posso ser brincalhão, mas há coisas que não consigo entender.
    Mulher ESCRAVA já deveria ter terminado em nossa Sociedade, como também a Violência contra elas.

  • Giane diz: 15 de agosto de 2011

    Parabéns, amei esse texto e concordo plenamente, ainda bem que me enquadro nos dois perfis de mulheres, pois além de batalhar diariamente também me preocupo com a aparência e tento equilibrar tudo da melhor maneira…

  • jorge pereira diz: 15 de agosto de 2011

    É as mulheres parecem umas vacas loucas atras de um touro desvairado campo a fora, eles se merecem, eu achava que as mulheres iriam se sobresair aos homens mas elas ficaram piores que eles, saem ccom o primeiro que enchergam sem se importar com quem andam

  • Adamastor diz: 15 de agosto de 2011

    QUER VER FUTILIDADE??? VAI EM FESTA DE MUSICA ELETRONICA, 90% DO PESSOAL PRESENTE é COMPLETAMENTE FUTIL.

  • Aline diz: 15 de agosto de 2011

    O texto está bom, traz verdades, e claro depende do ponto de vista de cada um entender de uma forma ou de outra. Mas o texto escrito pelo Paulo Alexandre, esse sim: Perfeito! Não sou e jamais serei a fútil e também nem um pouco aquela que ama ficar dentro de casa fazendo tudo pelo “lar”. Acredito que munida de “cérebro” se consiga chegar em um meio termo.

  • Hali diz: 15 de agosto de 2011

    para não ser repetitiva: laura e paulo alexandre: faço minhas palavras as suas……
    isso aí…

  • M. diz: 15 de agosto de 2011

    Não concordo. Os homens sempre cobram demais das mulheres para ficarem iguais à essas de auditório. Vocês, homens, vivem babando por essas e não venham dizer que não queriam uma dessas e que prefere uma real. A mulher que tu tem em casa é real, não é plastificada e siliconada e no fim das contas vocês sempre dão um jeitinho de preferir as da tv. Na minha opinião, sim, os homens cobram demais das mulheres para que elas fiquem iguais a da tv, mas o que eles fazem? São lindos e maravilhosos como os homens perfeitos de hollywood? Não. Então, parem de babar por essas mulheres irreais e deem valor à mulheres que tem em casa. Ou então fiquem lindos iguais aos homens dos filmes.

  • Maicon diz: 15 de agosto de 2011

    Concordo em numero, genero e grau ;D

  • Nem feminista, nem machista! diz: 15 de agosto de 2011

    Ótimo texto!!! Mas também tem o outro lado da frase a seguir: ” Claro, sem hipocrisia, adoramos as de auditório. Mas, no fim, corremos para vocês.” Vocês homens também são capazes de correr DE nós por uma de “auditório”, ou vão negar??? As vezes colocam tudo a perder por essas mulheres “fúteis e gostosas”… Curtem o momento e esquecem que ainda existem muitos e muitos anos para serem vividos e que um dia a lei da gravidade vai chegar para vocês também e não terão mais a “mulher real”…
    Pensem nisso garanhões de plantão e também os que já têm uma “mulher real” ao lado… Valorizem enquanto ainda não estão extintas!!!!
    Bjus

  • SIMONE diz: 15 de agosto de 2011

    Tudo muito lindo mas é com as gostosas que eles nos traem e depois choram arrependidos por amarem a mulher de seus filhos.

  • Cláudia diz: 15 de agosto de 2011

    Adorei o post, está corretíssimo! Na verdade, as mulheres lutarem para ter a tão sonhada independência e hoje, vivem acorrentadas por algo que elas mesmas criaram. São reféns de padrões cada dia mais inatingives e sofrem, ficam depressivas, quando não ser parecem com a massa de mulheres iguais que vemos nas ruas. Se tal calça tá na moda, todas têm, se a tendência é cabelo liso, todas têm…agora, personalidade, nenhuma tem!

  • Meu nome não é Johnny diz: 15 de agosto de 2011

    Eu entendo o cara….fala, fala, fala, mas é louco por este tipo de mulher, ou só pega baranga mesmo. Quanta inveja para uma segunda-feira.

  • Daia diz: 15 de agosto de 2011

    Olha, eu acho que vcs deveriam contratar o PAULO ALEXANDRE aqui pro Blog, digo isso pq, na maioria das vezes, os comentários dele são muito mais interessantes e verdadeiros do que a maioria as coisas q escrevem nos posts…. O último parágrafo foi pra matar! É muito machismo e hipocresia num mesmo texto…ninguém merece…

  • Jacque diz: 15 de agosto de 2011

    Nossa… adorei esse texto… perfeito. Realmente a futilidade torna as pessoas irreais.
    Eu quero casar com um homem que pense assim dessa mesma forma que o autor desse texto.

  • Iara diz: 15 de agosto de 2011

    Concordo em genero numero e grau com o Paulo Alexandre.

  • Franco diz: 15 de agosto de 2011

    Mas porquê que todo mundo tem que ser igual?? uma parte das mulheres pode sim, por opção, querer ter um corpo perfeito! há mulheres que têem tempo sim para malhar e não o fazem por opção; há mulheres que não têem tempo para uma malhação e desejam isto! algumas mulheres não pensaram duas vezes e foram a luta por valorização, apostando no corpo, e esqueceram do “conteúdo”; a mídia exibe o paradoxo da exigência da beleza e homem em geral alimenta este mercado. A futilidade existe em ambos os lados, pois é só ligar a tv que está li um homem em plena forma física ( e logo irá tirar a sua camisa) para mostrar o que tem, já que ” “conteúdo” não importa para o “mercado” que o assiste.
    Há uma busca incessante de mulheres e homens pela beleza exterior plena e uma vontade enlouquecedora de montrar tudo, PENA que isso não é o mais importante na vida de homens e mulheres;
    É bonito de ver uma mulher em plena forma, mas para mim isso não é tudo! assim como existem vários tipos de mulheres, nem todo homem é igual!

  • luis alberto diz: 15 de agosto de 2011

    ahaha, realmente é muito desgastante estas mulheres gastarem seus neoronios malhando, fazendo lipo, plásticas, lipoesculturas, e silicone, aonde fica 15% de orinigal e 85% de mo0ntagem. Realmente gasta muito os neuronios delas fazendo isso, e as mulheres que estudam, trabalham, correm atras, tem seu salário pelo proprio merecimento são as “burras” por perdendo tempo aprendendo, estudando, trabalhando, mais desgaste tem quem malha e passa em estéticas das demais, ainda bem que a nossa cultura e educação valoriza mais um corpo ao intelecto, olhar e admirar é mais que o falar, aprender, saber. Quanto ao não ter capacidade de ter uma mulher malhada, a nossa carta magna ja tem isos a tempo, que é a isonomia, que é os iguais na igualdade proporcional, aonde iguas atraem iguais ou seja: futilidade atrae futilidade e intlecto indiferente de beleza e malhação atrae inteligência, fazer o que se intelecto não se mistura com futilidade!!!

  • Thaís diz: 15 de agosto de 2011

    É, vocês escolhem as reais, que fazem tudo que fazem, que tem 3, 4 jornadas diárias (trabalho, casa, filhos, marido, academia, mercado…), mulheres honradas, fortes e batalhadoras mas na primeira oportunidade traem as mulheres reais com as de mulheres de auditório… que concordo, são igualmente mulheres e tiveram a “escolha”, a “opção” de ser como são. Isso que é frustrante. Não estou dizendo que apenas os homens aprontam, mas a situação inversa não é muito comum não…. Nenhuma mulher que conheço larga um relacionamento estruturado por um homem seminu acéfalo que rebola da tv!

  • Rolim diz: 15 de agosto de 2011

    Não concordo com o texto, mesmo as mulheres que colocam silicone, malham e buscam ficar em dia com sigo mesma, podem ser ótimas mulheres, mães, amantes e fazer o café da manhã, não podemos generalizar, corremos risco de rotular as pessoas só porque tem há estilo de vida diferente, cada um é feliz a sua maneira.

    Abraços

  • ana carolina diz: 15 de agosto de 2011

    Perfeito o texto, mas acho melhor ainda quando conseguimos ser gostosas e batalhadoras. E pra se gostosa basta se sentir assim.

  • João Francisco diz: 15 de agosto de 2011

    Boa tarde.
    Gostaria de acresentar que essas ” Mulheres fúteis ” e que etão acabando com o romantismo.

  • Guará diz: 15 de agosto de 2011

    A mulher usa a beleza para competir, tanto que há muitos concursos de beleza. Quem nasce bela já tem uma enorme vantagem em relação a relacionamentos (como diria Vinicius, beleza é fundamental). Outras que não tem esses atributos vão usar a inteligência e se aprimorar em alguma coisa. Algumas nascem belas e inteligentes…
    Essa beleza fabricada em academia, enchimento e botos e barriga chapada, tipo miss com 17 plasticas são desinteressantes, fúteis e artificiais; mas estão tentando sobreviver neste mundo competitivo com o que de melhor tem para usar. Cada um luta com a arma que tem a mão..É a vida

  • L diz: 15 de agosto de 2011

    Não li o texto inteiro, parei em: “Elas são gostosas, e só.” Só se estiveres falando das mulheres que SÓ cuidam do corpo, e não daquelas que, além de fazer dietas, ir à academia e cuidar do corpo e da aparência com esmero (um pouco exagerado pra muitas pessoas), não deixam de lado outras partes, como o intelectual e o caráter. Pode-se cuidar do corpo sem descuidar do intelectual e do caráter, dá um baita trabalho, mas uma coisa não elimina a outra. Existem muitas mulheres (e homens) fúteis, mas não pensem, ao ver um corpo sarado, que obrigatoriamente é uma “pessoa fútil de academia”, hoje em dia os estereótipos estão cada vez mais ultrapassados, é possível ser várias coisas ao mesmo tempo. Isso também pode ser preconceito, achar que toda pessoa que se cuida e se preocupa muito com a aparência não cuida de outras coisas além disso. O tempo em que pra ser inteligente e boa pessoa era necessário ser nerd, feio e não se preocupar com a aparência já passou.

  • L diz: 15 de agosto de 2011

    E outra: vocês falam, mas 90% dos homens entre uma gostosa vazia e uma feia com conteúdo, iam escolher casar com a gostosa, desde que não fosse chata. Homem quer mulher bonita, arrumada e que no mínimo não o atrapalhe. Melhor vazia que cheia demais.

  • Guará diz: 15 de agosto de 2011

    correção: é botox e barriga chapada

  • Mirian diz: 15 de agosto de 2011

    Nossa, o texto esta muito bom sim… Como tem gente que distorce as palavras dos outros. Sim, os homens preferem “casar” com as mulheres que dão duro trabalham estudam e também se cuidam frequentando academia quando possível, dificilmente tu vê uma mulher hoje em dia que faz isso a semana inteira e não seja “enxuta”, não digo que os homens não gostem das “fúteis”, isso sim seria hipocrisia, eles babam por elas e quando podem aproveitam a oportunidade de “ficar” com elas, mas sempre acabam voltando para as esposas que se esforçam a semana inteira e cuidam da casa.

    E eu sei que provavelmente alguém irá criticar o meu comentário dizendo que não é bem assim, mas é da natureza humana.

  • rene marques diz: 15 de agosto de 2011

    Desculpem, mas homens e mulheres conseguem mentirem ate quando falam a verdade.

  • Fabi diz: 15 de agosto de 2011

    “Essa de auditório, a fútil, a gostosa? Ou você, que acorda todo dia cedo, para trabalhar, fazer o café da manhã, arrumar os filhos, cuidar do marido? Que lava roupa, limpa casa, paga contas?
    E, quase sempre, escolhemos você, que faz tudo isso, em vez da que rebola no auditório.”

    HOMENS, VOCÊS QUEREM MULHERES OU ESCRAVAS?
    Eu quero um marido que se vire na cozinha com o seu café, me ajude a cuidar do nosso filho, me ajude com a casa, com as contas e que me dê carinho e não fique esperando só isso da minha parte.
    Esse texto é assustador.

  • Laura diz: 15 de agosto de 2011

    Ótimo Paulo Alexandre!
    Assino junto.

  • Luisa diz: 15 de agosto de 2011

    Veja bem, malhar, cuidar do corpo não tem haver com futilidade, eu malho e saio pra correr todos os dias por questão de saúde, pq faz bem pro corpo e pra mente… Hábitos saudáveis.. Agora, se ter hábitos saudáveis é ser fútil.. Pelo amor de Deus… Como disse o amigo aí de cima, vai pra festa de musica eletrônica que la tem bastante gente fútil, que só querem tomar porcarias pra ver se curam seus problemas fugindo da realidade…

  • MIchel diz: 15 de agosto de 2011

    Ah uma mulher inteligente… q saiba se valorizar, q sabe que quem exalta físico é pq não possui intelecto… Hoje sei valorizar o simples fato de se fazer um comentário inteligente, e a mulher entender e achar graça…

  • dilmão diz: 15 de agosto de 2011

    Assim como existem as mulheres fúteis, existem os homens fúteis que correm atrás dela. Não vejo nada de retrógrado no texto. Pelo contrário, soube valorizar a mulher real…e essa, sabemos tem a celulitezinha, a insegurança, a batalha diária…queremos as duas: A real e a que sabe (e consegue) se cuidar. Queremos a batalhadora e a que sabe ser sensual…o cara gosta de ver alguma dançarina de faustão ou outra gostosa na tv…e a mulher idem…não adianta assumir as vestes de equilibrada e sempre injustiçada..Assim como a mulher, que diz que o que importa é o interior..mas quer um homem seguro…emocional e financeiramente…e também com alguma beleza…mas não se pode criticar as mulheres..em nada…proque é machista, retrógrado, chauvinista e blábláblá…

  • Viviane Linck Lara diz: 15 de agosto de 2011

    Concordo em partes. Não sou fútil, mas não sou do tipo que é escrava do homem e do lar. Acho que tem que ter a divisão de tarefas. Se não for assim, prefiro ser solteira…

  • Wagner diz: 15 de agosto de 2011

    Acredito que os maiores culpados pela futilidade feminina ainda é o homem. Quando uma “perua” passa todos olham, alguns mexem, e acabam enchendo o ego de mulheres vazias e que só enxergam a vida através da vitrine de loja de um shopping.
    Apesar, é claro, de cada vez ser mais comum avisarmos mulheres hiper produzidas, com mega investimento em cabelo, roupa e maquiagem, andando sozinhas com cara de “tristes” pelas ruas. Às vezes o investimento material ainda não é suficiente para quem não tem bom papo, boas idéias e valores legais! Mulheres de uma noite e só!Sorry!

  • Amy diz: 15 de agosto de 2011

    Quer dizer que se cuidar, ir na academia e ter um corpo legal é ser fútil? Lamentável essa opinião. As gordinhas vão adorar ler isso! hehehehehehhe Mas…se ter um corpo bonito é ser fútil…eu prefiro continuar sendo fútil!Me desculpe…mas o autor do texto tá parecendo meio recalcado…daqueles que nunca conseguem ficar com uma gostosa.

  • Gysa diz: 15 de agosto de 2011

    As mulheres precisam se valorizar mais, e mostrar que se estamos com alguém, é porque realmente merecemos e vice versa. A vaidade é importante para a auto-estima, as mulheres devem sim cuidar do corpo, da beleza, sem serem fúteis. Hoje em dia as mulheres não são mais donas de casa, e sim donas do seu próprio negócio e ainda conseguem manter a boa forma com elegância sem precisar usar o corpo para chamar a atenção ou até mesmo para se dar bem na vida.

  • Lerê diz: 15 de agosto de 2011

    Eu até pensei em comentar, mas o relato do Paulo Alexandre resume bem a minha percepção desse blog: MACHISTA! Além de machista é perigoso, pois é um machismo camuflado de romântico, o que tem enganado muito bem seus leitores. Por favor, mulher guerreira X mulher fútil… chega a ser hilário.

    Deixo um aviso aos leitores: CUIDADO!!! Prestem muita atenção no que estão lendo, o que pode parecer à primeira vista um texto de valorização à mulher, no fundo pode estar servindo à reprodução da ideologia machista.

  • Fernando diz: 15 de agosto de 2011

    Teu nome não é Johnny!!!

  • Iara diz: 15 de agosto de 2011

    Gostei do texto e gostei principalmente do comentario do Adamastor… Vá nas festas pra ver o que é futilidade, credo que horror!
    Pena que as mulheres “normais” não conseguem tempo para ter um minimo de futilidade, várias jornadas de trabalho e ainda acabam sendo comparadas com essas patricinhas que passam o dia em saloes de beleza, lojas de grife e academias.
    Seria perfeita a mulher que conseguisse o equilibrio entre a futilidade e a realidade.

  • Ingrid diz: 15 de agosto de 2011

    Eu só discordo em um ponto, eu não vejo o porque a mulher que rala, trabalha, cuida da casa, dos filhos e do marido tem que deixar de cuidar do seu corpo? Acho que a mulher pode cuidar das suas responsabilidades sem deixar de cuidar de si mesma e do seu corpo, pode ser uma dona de casa, uma boa mãe, ter uma profissão e também um belo corpo, para agradar o seu marido na vida conjugal.
    O ponto é uma mulher pode quere ser gostosa não para um auditório e sim para o seu parceiro
    Porque de que adianta voce ser uma otima, mae, dona de casa e trabalhadora e o seu marido querer uma gostosa de auditorrio na sua cama?
    Eu acho que uma mulher pode ser uma otima esposa e gostosa, sem ser futil, basta estabeler as priodares, equilibra-las.

  • Lerê diz: 15 de agosto de 2011

    Eu até pensei em comentar, mas o relato do Paulo Alexandre resume bem a minha percepção desse blog: MACHISTA! Além de machista é perigoso, pois é um machismo camuflado de romântico, o que tem enganado muito bem seus leitores. Por favor, mulher guerreira X mulher fútil… chega a ser hilário.

    Deixo um aviso aos leitores: CUIDADO! Prestem muita atenção no que estão lendo, o que pode parecer à primeira vista um texto de valorização à mulher, no fundo pode estar servindo à reprodução da ideologia machista.

  • Ana diz: 15 de agosto de 2011

    MACHISMO!
    Quem vc pensa que é pra dizer o que uma mulher deve ser?
    Cada uma deve ser o que quiser e ponto!
    E qual o problema em gostar de bom vivants barrigudos, normalmente, pela minha experiência(que não é pouca) são homens sensíveis, alegres e preocupados com o prazer o bem estar da mulher. Existem também homens sarados e que não são egoístas.Homens sem dinheiro e muiiiito bons de cama, homens ricos chatos e pedantes, é uma diversidade enorme de rótulos que só demonstram o pensamento superficial das pessoas para com os outros e para com elas mesmas.
    Tudo papo furado, rotular as pessoas por quê? Gostosa fútil, mulher gerreira baranga, escrava do lar, blá, blá, blá…
    Não dá pra saber como uma pessoa realmente é só pela aparência, isso é ridículo e todo mundo sabe, ou pelo menos deveria saber.
    Papo de rebanho….
    A maioria dos homens nem percebe que não escolhe, simplesmente é escolhido por nós mulheres. Já estou farta de dizerem do que os homens gostam nas mulheres, como elas devem ser para não encalhar…

  • Kellen diz: 15 de agosto de 2011

    O Paulo Alexandre disso tudo…..blogzinho hipócrita!

  • mari diz: 15 de agosto de 2011

    a q escolhe ser dona de casa, a qual vc diz q é pra elas q vc corre no final, recebe bjs e declaração de amor, q a amélia é q mulher de verdade, rainha do lar, era deixar pensarmos q estamos mais seguras…estamos nada! essas fúteis viram a cabeça de vcs, e vcs as adoram na verdade, curtem bastante inclusive e se correm pras amélias no final, pois as de academia e corpão acabam tirando todo o dinheiro, n lavam suas roupas nem cozinham, assim as amélias ficam com a vantagem. de vcs e o q resta? voltar pra casa. mesmo q a amélia n tenha corpão, pq dos homens é cobrado a masculinidade, das mulheres..a maternidade, a beleza, a cozinheira, faxineira, se vc falha….adeus

  • alípio diz: 15 de agosto de 2011

    As de auditório são as amantes. hehehe

  • Ana Esteves diz: 15 de agosto de 2011

    Viva a diversidade. Mulheres futeis atraem homens futeis. Mulheres “normais” atraem homens “normais”. Pra que se importar com o comportamento individual de cada ser HUMANO se o mais importante é ser feliz. Não sei se sou fútil ou “normal”, só sei que batalho pela vida, não me importo com os outros e sou tremendamente feliz.

  • Angelica diz: 15 de agosto de 2011

    Fútilidade é a mulher utilizar do seu corpo pra conseguir o que quer!! E muitas mulheres “reais” se tivessem tempo também investiriam mais em si própria!Concerteza eu seria uma, que se tivesse um tempo entre o emprego e os estudos faria ao menos uma academia! Mas não por “futilidade” e sim pra sentir de bem comigo mesma!!
    Ps: vcs não escolhem ás de auditório pq em suas sã conciências sabem que elas são quase inacalçáveis!!

  • Lekl diz: 15 de agosto de 2011

    Mulher é futil??? Não, isso n existe…hshshhshss…

  • Alex diz: 15 de agosto de 2011

    Uma coisa não exclui a outra. Há mulheres que dão duro e são gostosas, como a minha. Há barangas fúteis aos montes, comprando revistas para mulheres fúteis, arrotando futilidades. Há mulheres que se esforçam em ser bonitas mesmo sem tempo de sobra.
    Na verdade, a nossa sociedade incentiva a futilidade e o individualismo. Eu, pessoalmente, prefiro as coisas que me parecem verdadeiras, como a beleza feminina, por exemplo.

  • CINDERELA diz: 15 de agosto de 2011

    Todas sao mulheres iguais, nao é porque uma é gostosa e trabalha em programa de auditorio que nao tem uma vida dificil, voces nao conhecem a vida dela, voces veem ela ali toda gostosinha, mais nao sabem muitas vezes a realidade delas! Voces podem achar que a mulher trabalhadora é uma ”santa” e tudo mais, mais põe ela numa festa a noite junto com a futil do auditorio, voces podem se surpreenderem! As aparencias realmente enganam, nao às julguem, somos todos iguais com realidades diferentes!

  • Nelita Torreão diz: 15 de agosto de 2011

    Johnny ( seu apelidinho estrangeirado e fútil ñ coaduna com o teor de seu post!), vc acaba de começar uma revolução q a história humana marcará como o inicio da redenção das mulheres!!!! Nunca, jamais, eu li algo tão inteligente, verdadeiro e insofismável!!! As leitoras deste blog, mulheres belíssimas, super antenadas, cultas, esculturais, sem celulite, prósperas, muito bem resolvidas, brilhantes – como soem ser todas as mulheres gaúchas, se auto revelarão atentas à própria aparência e cientes de sua condição de mulher, de fêmea dominadora porq sustentáculo da humanidade. As poucas q se sentirem incomodadas por este seu chamamento essencial, vital, heróico, único, necessário, fundamental, logo serão tocadas pela razão e…farão tudo para promoverem uma mudança radical em suas posturas perante a vida e a sociedade! OH! Que se ouçam as trombetas q anunciarão a nova era! Mulheres belas, conscientes, laboriosas, inteligentes, sedutoras, cheirosinhas, carinhosas, férteis, insaciáveis, criativas, pacientes, prendadas,de vozes aveludadas e sensuais, sacanas, compreensivas, fiéis e apaixonadas serão as companheiras exemplares de seus machos dominantes – criaturas que , podendo ñ ser deuses, quase chegam lá. E se ñ se igualam aos deuses é por q são modestos, respeitosos e gentis! Viu o q vc começou num simples blog de um site regional?

  • lais diz: 15 de agosto de 2011

    adorei o texto. tudo muito real…

  • Romano diz: 15 de agosto de 2011

    Que texto machista…
    A conclusão fica: Tu pode ser futil e gostosa ou pode ser real, cuidar dos filhos e marido e da casa. Sério? Foi isso o que eu li??
    Eu não to vendo igualdade aí..
    Vamos fazer um acordo.. nós homens prometemos malhar, cuidar dos filhos, casa e esposa.. e em troca, vocês mulheres prometem malhar, cuidar dos filhos, casa e marido.
    Feito?
    Agora sim.

  • Monstro do Gila diz: 15 de agosto de 2011

    As mulheres reclamam e querem igualdade, mas são as primeiras a usar atributos outros que não a capacidade intelectual para progredir. Teve uma aí que disse que as lindas garotas de auditório estavam ‘buscando um sonho’. Piada. Sonhando com o quê? Só se for sair com diretor de TV. Uma leitora aí também acertou: nós pegamos o que dá, se tivéssemos a carteira recheada, só andaríamos com beldades. Imaginem todos os homens com grana, num mundo onde as mulheres se oferecem em busca de ascensão social. Algumas iam ter muito, outras nada. Sorte das ‘normais’ que não temos toda essa grana, porque as mulheres-objeto estão aí pra gente usufruir. As mulheres são as primeiras a se vender. Vender mesmo. Elas dizem que ‘ralam’ muito pra ser ‘modelos’. Modelo de que? De futilidade. A grande maioria só quer aparecer pelo corpo, já que cérebro não tem. Desde pequenas começam com concursos de ‘miss teen’, ‘miss adolescente’,'miss beleza’, miss mundo’, ‘miss universo’. Depois, viram chacretes, panicats, ‘modelos’. Estão erradas? Não, é o que conseguem, é o ‘dom’ que elas tem. Mas não venham falar depois de terem se tornado objetos. E não sou machista, sou muito defensor das mulhers, mas tenho senso crítico. Ah, e não parabenizo ninguém no dia 8 de março, porque as trato com respeito todos os dias do ano e diferença entre os sexos é só na hora de fazedr sexo, depois, somos iguais. Ou quase.

  • Tatá diz: 15 de agosto de 2011

    No começo o blog era mais interessante… Mas continuo lendo diariamente na esperança que melhore!

  • kaka diz: 15 de agosto de 2011

    Achei muito legal este texto,adorei o último paragrafo,não achei nada machista e sim realista,praticamente uma confissão…e acho que não serve apanas para mulheres,acho que vale para os homens tambem que estão cada vez mais futeis….

  • giovanna diz: 15 de agosto de 2011

    não entendo…sempre dizemos que a vida das mulheres que acordam cedo e trabalham é difícil e que as gostosas tem uma vida fácil…mas gostaria primeiro de saber que certeza tens disso…porque há vidas e vidas, eu não acho nada fácil uma mulher deitar-se com um homem porque quer aparecer na TV, fácil se ela quiser ir para cama com o homem, e porque trabalhar e ter uma vida normal parece TÃO difícil, as pessoas são completamente diferentes uma das outras, pra mim é impossível tocar uma música no violino, já para meu namorado é mais fácil que fazer um arroz. Somos feitos de sentimentos, personalidade, dons e vontades. Há homens que preferem mulheres de fibra (seja ela gostosa ou não), o problema das mulheres fúteis é que elas existem e apenas isso, e conheço muitas que não são gostosas, basta voce sair para outros lugares e conhecerá.

  • Fredy diz: 15 de agosto de 2011

    concordo com o post. só acho que não é uma pequena parcela das mulheres que são fúteis…

  • CRIS diz: 15 de agosto de 2011

    Em algumas coisas eu concordo e outras discordo, mas dizer que vcs preferem as guerreias isso é balela, entra no blog do holofote e ve alguma matéria sobre mulher fruta ou genero os homens caem de pau em cima defendendo as frutas, pq elas são gostosas, pq essa eu pegava pq eu isso eu aquilo, vcs preferem as guerreiras pq é o que sobra, e o que resta pq as guerreiras vivem no mesmo mundo que vcs durões, pobres e normais como quase toda população, mas concordo com a futilidade, acho que se cuidar é valido eu por exemplo acordo as 6 da manha só para me arrumar, lavar o cabelo, secar fazer uma escovinha, me maquiar, poderia acordar as 7 e sair igual uma desleixada mas não sou vaidosa, agora passar o dia todo na academia, depois ir fazer drenagem, massagem, cabelo…. ai ja é demais, elas gastam tudo o que ganham com isso e não pensam no futuro, que por mais lindas que sejam não tem botox e lipo que vença a ação do tempo ,a velhice, elas acham que vão estar com 50 anos rebolando tipo a grethecem que se acha, mas ta mais pra uva passa e bem passada, e ai vão viver de que???? Não estudam, não adquirem patrimonio, não evoluem, acho que cada um tem suas escolhas, e tudo é valido para sobreviver mas acredito que vender o corpo seja demais mas é o que resta para quem não tem outros atributos, e mulherada tem que se cuidar, sim, fazer as unhas toda semana, não deixar aquela raiz medonha de 3 dedos aparecendo tipo p… pobre hehhe, mulher vaidosa é tudooooo não precisa ter corpo de fruta mas um cabelo limpo bem escovado unhas em dia e uma roupa legal deixa qualquer mulher um avião.

  • Lucia diz: 15 de agosto de 2011

    O texto é legal, bem colocado… Na realidade, a mulher gosta mesmo é de sentir gostosa e desejada e as que têm condições de se cuidar, passar horas na academia, fazem isso. Mas também, elas precisam ter noção de que não basta ter um corpo legal. A personalidade, as atitudes, inteligência, são de uma grande importância para um bom relacionamento a dois e com a sociedade em geral. Vai de cada uma, buscar o equilíbrio. Tem até aquel frase: Ferrari na garagem vira fusca. Então, mais que satisfazer os olhos masculinos, devem primeiramente satisfaze-las, aí então tudo flui.
    Eu por exemplo, me mantenho em forma, sem muitas curvas, sem muita gostosura, mas acordo todo dia com o homem que me ama, rs. E eu lembro que nenhuma delas é mais feliz que eu por ter mais coxão e bundão. O marido olha? Olha. mas é comigo que dorme de conchinha, rs.

  • Ana diz: 15 de agosto de 2011

    Bom texto, mas na verdade a futilidade estraga qualquer pessoa e não só as mulheres.

  • collins diz: 15 de agosto de 2011

    Liberdade para ser fútil e pra ser o que quiser, seu texto é mais que machista é despótico. Eu apoio a mulher que vc chama de fútil e apoio também o babaca que vive em função da dupla genal. Liberdade , conceito difícil de entender …Jonathan Franzen em seu ultimo romance tentou demostrar o quanto isso é difícil de lidar…O homem moderno também lê , incrível esse blog só fica nesse senso comum… esses dias foi a TPM agora isso… quem sabe logo vc vai estar falando de promoções de calcinha…
    Mude um pouco esses temas …
    Para esse blog parece que o único problema do homem é a mulher e vice-versa…

  • EduZ. diz: 15 de agosto de 2011

    Concordo com o que o Paulo Alexandre disse:
    “Homem gosta de mulher que se cuide, sendo gordinha ou magra (…), mas que tenha ORGULHO DE SI PRÓPRIA, AUTO-ESTIMA ELEVADA, e que não deixe ninguém USÁ-LA como “empregadinha”!”

    Cito também outra parte do texto:
    “no fim, corremos para vocês. Que transformaram a futilidade de algumas ocasiões e personalidades em lutas praticamente diárias. E isso que faz a diferença: vocês são muito mais reais.”

    Acho que, desta vez, os autores exageraram na dose de “temos que agradar”.

  • Jorge diz: 15 de agosto de 2011

    o texto é um muito ruim. aparentemente, a crítica apenas tenta mascarar a superficialidade do próprio autor. Ces’t ça, la vie.

  • Lucineia diz: 15 de agosto de 2011

    ótimo texto, concordo plenamente contigo.
    assino junto ,valeu.

  • NIBIROSO 69/171/666 diz: 15 de agosto de 2011

    BAH, ERA BOM QUANDO A MULHER SAIA DO COCK-PIT DO FOGÃO DEPOIS IA PILOTAR O TANQUE E APÓS TUDO ISSO AINDA VINHA FAZER UM CARINHO NO VÉIO, QUE TAVA SENTADO VENDO FUTEBOL NA TV , TOMANDO CEVA BEM GELADA , PEIDANDO BASTANTE, E COÇANDO O SACO. EU FUI FELIZ E SABIA….

  • Felipe diz: 15 de agosto de 2011

    surgiu até uma suspeita de Teoria da Conspiração no blog agora…como tem MULHER e HOMEM sem noção por aqui. Vocês não notam que o IBOPE esta diretamente relacionado ao “COLOCAR O DEDO NA FERIDA”….de que adianta textos cheio de florzinha só elogiando as mulheres !? …ah por favor…quem se sente ofendida ou não sabe receber criticas que nao entre mais aqui…

  • Li diz: 15 de agosto de 2011

    Hmm.. tem alguém que já começa a se redimir pelo post da TPM.

  • bruna diz: 15 de agosto de 2011

    bha, como agente se entristece lendo esses comentários! A capacidade de interpretação desse povo é muito pobre mesmo!

    Concordo com tudo o que o Johnny disse! Algumas mulheres estão tão preocupadas com como os homens a vêem, que esquecem de levar em consideração com o “como elas realmente querem ser vistas”! Vemos isso muito na mídia, mulheres, deveras fúteis, se metendo a falar de política, por exemplo. Só que elas esqueceram que deveriam ter se esforçado nos estudos para isso também (assim como se esforçaram para parecerem bonitas e gostosas), e acabam falando merda em público. E acho que é falsa ilusão dizer que homem só quer saber dessas mulheres de auditório, por que, no fundo, eles ficam com a outras. Acho que a palavra-chave para toda mulher é auto-estima.

    Talvez seja exagero meu, mas acho que essas mulheres de auditório se tornaram assim para suprir a deficiência que possuem em outros quesitos. Como o intelecto, por exemplo. Então, para se autovalorizar, elas malham e extrapolam nos cuidados com a estética — porque ficam tão atucanadas com isso, por ser a única coisa que elas têm para chamar a atenção dos homem e por ser a única maneira que têm se sentir bem consigo mesmas —, que não se dão conta do “monstrinho fútil” em que estão se tornando…dando, então, essa falsa desculpa de ser apenas para se sentir bem…acho que não é APENAS por isso, como dizem ser não.

    Mas, em contrapartida, é triste ver que os homens se interessam mais pelas “mulheres maravilhas” — aquelas que trabalham, estudam, limpam a casa, cuidam dos filhos e ainda arrumam algum tempo mágico para cuidar de si. É falso dizer que homem não cobra da mulher que se cuide! Só que nem toda mulher tem esse superpoder, e jogam isso em nossa cara sim! Podem até dizer que não, mas homem gosta de exibir a mulher sim, como se fossemos troféus! (não que mulher não faça isso, também! ¬¬ mas a mulher gosta de exibir seu homem de forma diferente. Ela está mais preocupado em mostra o cara “certinho” para as amigas, enquanto o homem, a mulher maravilha gostosa…)

  • Anita para PAULO ALEXANDRE diz: 15 de agosto de 2011

    Concordo plenamente com suas palavras!

  • POLÊMICOS diz: 15 de agosto de 2011

    QUE TEXTO MAIS HIPÓCRITA. VOCÊS QUEREM COMPANHEIRAS OU ESCRAVAS? FALA SÉRIO! “ESCOLHEM” AS MULHERES REAIS PQ NÃO LHES SOBROU OPÇÃO. SIM, PQ SE TIVESSE QUE ESCOLHER ENTRE A GOSTOSA E A REAL, VOCÊS, HOMENS, ÓBVIO QUE ESCOLHERIAM A GOSTOSA. E DEPOIS UMA EMPREGADINHA PRA FAZER TUDO O QUE A GOSTOSA SEM CÉREBRO NÃO SABE FAZER. DEEM VALOR AS SUAS MULHERES E DIGAM A ELAS TODOS OS DIAS QUE VCS AS AMAM, AO INVÉS DE TROCAR 5 MIN DE ALEGRIA COM ESSAS PANICATS, DANÇARINAS DO FAUSTÃO, COLEGUINHAS DO HUCK, QUE SEJA.

  • Fernando diz: 15 de agosto de 2011

    Escravas sexais já!!!

  • Ubiratan diz: 15 de agosto de 2011

    Por favor…parece que as mulheres se dividem entre as fúteis/gostosas e as batalhadoras/barangas.
    Que pobreza.
    Falando assim fica muito pequeno o espaço para as demais.
    Minha mulher é linda, gostosa e trabalha prá caramba. Mas como qualquer mulher, precisa de um tempo prá se cuidar. E Deus me livre se não se cuidasse.
    É claro que ela se cuida pensando na sua própria auto-estima. Por tabela, acabo ganhando com isso também.
    Aquelas dançarinas da tv, com seus corpinhos perfeitos, de tão perfeitos, são praticamente inatingíveis pelos mortais comuns. Mas se elas ganham a vida daquela maneira, tudo de bom prá elas. Cada se vira como pode ou como sabe.
    Todo mundo já recebeu aqueles emails com fotos de senhores ricos com suas namoradas/esposas jovens. Qualquer criança percebe que não é amor o que une aquele casal de pombinhos. Ou seja…homens gostam dessas mulheres fúteis apenas pela sua futilidade e “utilidade”. Não foi a inteligência nem a sua capacidade de trabalhar que encantou o homem.
    A fútil transita num espaço que é dela e que todo mundo já se habituou a vê-la. Ela não concorre com as “normais”.
    É o espaço onde a carteira do cara fala mais alto. E é vida que segue.

  • Ubiratan diz: 15 de agosto de 2011

    P/Bruna.
    E ainda bem que é assim, Bruna.
    Os homens pensam diferente das mulheres.
    Chato é quando querem nos transformar em feministas.
    Desde que o mundo é mundo, os homens gostam de mulheres gostosas. Qual o problema??
    A natureza do homem é diferente da natureza feminina. O que é importante prá nós pode não ser importante prá vocês, mas nem por isso é certo ou errado.
    É DIFERENTE!
    Não adianta se rebelar contra isso.
    O que tem que haver é respeito.
    Mas viva a diferença.
    E viva as gostosas!

  • Ubiratan diz: 15 de agosto de 2011

    Por favor…não vamos criminalizar a gostosura feminina!!

  • Sincero diz: 15 de agosto de 2011

    AMIGOS!!
    NÃO ESQUEÇAM NENHUMA MULHER DÁ DE GRAÇA!!!
    ABRAÇO!

  • Cath diz: 15 de agosto de 2011

    Texto ridículo. Mas ainda pior é ver um monte de mulheres concordando, como sempre. Acham o máximo um homem afirmar que prefere “mulheres reais”. Sim, eles preferem as mulheres reais, que dão conta de tudo da vida deles, ou seja, que se parecem com as suas mães. As mulheres seguem dominadas pelo útero. E a sociedade segue machista.

  • Sem lero-lero diz: 15 de agosto de 2011

    Lar onde o sexo é praticado em boa quantidade e qualidade, é um lar feliz.
    Mulheres….dêem.
    Vocês vão ver como tudo fica mais bonito.
    Seus namorados/maridos ficam mais carinhosos.
    A vida fica mais leve.
    Deixem a frescura de lado e simplesmente dêem!
    Ah…e uma submissãozinha de vez em quando também faz muito bem.
    Chega de lero-lero!!

  • Cátia diz: 15 de agosto de 2011

    sim..lindo post…somente homens com capacidade de discernimento são capazes de entender a alma feminina…viva!!!! ainda há esperança…

  • Lilith diz: 15 de agosto de 2011

    Na verdade, se um homem tivesse que escolher entre uma mulher gostosa, que cuida do corpo e que tem dinheiro para bancar essas coisas e uma mulher que trabalha, estuda e às vezes está cansada demais para ficar no salto no final do dia, óbvio que vai escolher a primeira.
    Agora, dizer que mulher não faz o mesmo é bastante hipócrita. Se uma mulher tivesse que escolher nas mesmas condições acima, entre homem sarado, rico e de boa aparência e um cara normal, a escolha seria óbvia.
    A moral é que homem e mulher deveriam parar com idealismo de conto de fadas, cair na real e assumir que as coisas são assim. Escolhemos as pessoas pela boa aparência sim, e não pelo conteúdo.

  • Liege Prado diz: 15 de agosto de 2011

    Tem muita mulher linda que malha, trabalha, junta lá seu 13º para fazer uma lipo ou botox, mas que nem por isso esquece da casa, marido, filhos, trabalho, etc.
    Existem mulheres com grana(que nem precisam trabalhar) e nem por isso são fúteis.Sabem discutir assuntos da atualidade, fazem um trabalho voluntário ou simplesmente não atrapalham ninguem.Fútil é a mulher que não tem nada pra fazer.
    Aquela que só fala mal dos outros dia todo, só enche o saco do marido falando da empregada e dos filhos quando este chega em casa e que muitas vezes nem vai a academia e nem faz limpo…tem muita baranga assim…

  • Liege Prado diz: 15 de agosto de 2011

    Corrigindo: nem faz lipo e não”limpo”…eheheheh

  • CAMILA diz: 15 de agosto de 2011

    Bom… vou imprimir o texto pra ler na academia enquanto “malho o glúteo”, já que trabalho o dia todo, estudo e sustento uma casa, não sobra tempo para leituras extras durante o dia. As gostosas inteligentes que ralam muitoooo…também existem!

  • rafael b. diz: 15 de agosto de 2011

    Se não existissem mulheres assim, os homens não seriam felizes, mas sim, existem mulheres gostosas, e com muito conteúdo, fora seus atributos externos.

  • sandra diz: 15 de agosto de 2011

    PARABÉNS Paulo Alexandre! Teu texto está perfeito e faço minhas tuas palavras.

  • Gilberto Dalacio Ferreira. diz: 15 de agosto de 2011

    Pois eu tenho outro conceito: As feministas que desculpem, mas a VULGARIDADE é que estraga as mulheres.

  • Márcio diz: 15 de agosto de 2011

    O grande problema é que a maioria das mulheres não sabe encontrar o equilíbrio entre as duas coisas…ou é saradinha e só pensa em malhar e cuidar do corpinho, ou é só trabalho e muito descuido com o corpo, parece que depois que casam não precisam mais cuidar da aparência. Porque não equilibrar as coisas, pq muitas mulheres tem tanta dificuldade em fazer isso. Muitas antes de casar são bonitas, gostosas…depois q casam, viram um bagulho…pqp. E não venha nenhuma feminista de carteirinha falar em dupla jornada ou coisa do gênero, as coisas estão mudando, as tarefas estão cada vez mais divididas, e quem ainda se sujeita à escravidão é pq quer, fez sua escolha, aguenta. Só pra lembrar… guerra dos sexos, feminismo, machismo, são coisas totalmente imbecis.

  • João Canabrava diz: 15 de agosto de 2011

    Sóóóóbriooooooooo
    Sejam gostosas, naturais e simples…porque barbie emborrachada já é ridículo, e tem umas laranja ainda com banho de sol artificial, e imagina ainda burra(são quase lésbica)…PQP
    Mas vai ter o bombado do som eletrônico e rico pagando de gatão que pega, pra mostrar sua “grande masculinidade”(= veado de m…)…
    Mas fazer o que né, nesse mundo louco, em que mais vale um ladrão de carro do que um atleta a pé, é isso mesmo…
    Como amo as mulheres, sejam simples e naturais que quando forem se empiriquitar vão quebrar a banca…

  • Sandro diz: 15 de agosto de 2011

    Ei? Pq muitos acharam o texto machista? Essa é a realidade nua e crua, ninguém pede para sua esposa, namorada ficar gostosa que nem as da tv. E acrescento mais, as mulheres ditas “normais” vivem numa paranóia para manter peso, usar roupas da moda etc. Arrisco a dizer que grande parte das mulheres gastam o dinheiro que não tem em sapatos, roupas, maquiagem, chegando ao cúmulo de pedir empréstimo pra fazer lipo. Conheço mulheres que são assalariadas e que tem o 50 pares de sapatos, botas, sandálias. O que tem de garotas e mulheres jovens fazendo programa pra ganhar dinheiro fácil é absurdo. O texto até foi comedido em falar só nessas que tem dinheiro ou que conseguiram arrumar um dinheirudo, o que eu acho é que a coisa tá se tornando uma tendência, não importa a classe social. É só ir numa balada que você encontra a balconista querendo curtir a noite com altas becas que custaram os olhos da cara. Valorizo aquela mulher que luta pela sua vida mas que no geral as coisas estão descambando é uma verdade.

  • Gitanopoa diz: 15 de agosto de 2011

    Acho que o texto tem alguma razão, mas peca pelo exagero das duas versões de mulheres, REAL X FÚTIL. Acho que o que devia ser colocado é que tudo na vida tem que ter um equilibrio, uma coisa não exclui a outra, qual homem não quer uma mulher bem cuidada, caprichosa, bonita e trabalhadora? A totalmente fútil vai acabar, namorando, casando e se separando de um homem igualmente fútil, seja ele do tipo sarado e bonitão ou do tipo barrigudo, até porque, mesmo entre os homens e ditos “normais”, existe mta futilidade também.

    Só não entendo porque tem tanta gente que não gosta do que é escrito no Blog, mas não sai daqui, ou pior os caras que ficam puxando o saco da mulherada pra receber elogio. Não concordo e não gosto de alguns post, outros acho fraquinhos, mas tem tantos outros que são legais, quando não gosto simplesmente não leio.

  • Si diz: 15 de agosto de 2011

    Eu não achei o texto machista, mas sim HIPÓCRITA,
    vcs nos criticam (muitas vezes já foi dito aqui) pois procuramos o principe da branca de neve e vivemos fora da realidade, e vcs que sonham as atrizes de filme pornô? com as mulheres frutas? não vejo diferença

    dia desses escreveram num posto que é pra nós mentirmos o número real de parceiros que já tivemos, dar um desconto de 50%, IMATUROS HIPÓCRITAS!!!

    “adoramos as de auditório. Mas, no fim, corremos para vocês” grande merda, quem quer ser premio de consolação de um imaturo que não conseguiu a sua atriz de filme pornô pra chamar de sua…
    Abraço

  • Lu diz: 16 de agosto de 2011

    Gostaria muito que tudo que o autor escreveu fosse verdade. Tem muita mulher batalhadora por aí, super-mãe, boa profissional, independente e que consegue se manter gostosa (sem exageros) e não é valorizada. A maioria dos homens preferem as fúteis.

  • Cristina Migliavacca diz: 16 de agosto de 2011

    adorei o texto meninos….
    Sou uma sambacancioneira de carteirinha e adoro os textos que vocês postam aqui. Compartilho grande parte no facebook no meu perfil mesmo como notas, para que meus amigos também tenham o prazer da leitura. Também sou dessas mulheres que não tenho apenas um emprego, tenho carreira. Da mesma forma que leio revistas de beleza leio revistas sobre economia e finanças. Malho, mas não tenho 4 horas por dia pra dedicar a minha estética e então acredito de verdade que há homens que buscam mulheres reais e não as de auditório. Ainda bem! Espero pelo meu. UM beijo.

  • GIsa diz: 16 de agosto de 2011

    Costumo ler o blog, mas nunca comentei, essa é a primeira vez.
    Depois de ler o texto, resolvi deixar uma colaboração.

    “É melhor você ter uma mulher engraçada do que linda, que sempre te acompanha nas festas, adora uma cerveja, gosta de futebol, prefere andar de chinelo e vestidinho, ou então calça jeans desbotada e camiseta básica, faz academia quando dá, come carne, é simpática, não liga pra grana, só quer uma vida tranqüila e saudável, é desencanada e adora dar risada. Do que ter uma mulher perfeitinha, que não curte nada se veste feito um manequim de vitrine, nunca toma porre e só sabe contar até quinze, que é até onde chega a seqüência de bíceps e tríceps.

    Legal mesmo é mulher de verdade. E daí se ela tem celulite? O senso de humor compensa. Pode ter uns quilinhos a mais, mas é uma ótima companheira. Pode até ser meio mal educada quando você larga a cueca no meio da sala, mas e daí? Porque celulite, gordurinhas e desorganização têm solução. Mas ainda não criaram um remédio pra FUTILIDADE!!” E não se esqueça…. Mulher bonita demais e melancia grande, ninguém come sozinho!” Arnaldo Jabor (na minha opinião, o cara)

  • Melissa diz: 16 de agosto de 2011

    Concordo plenamente com o Paulo Alexandre, texto perfeito, e outra, eu adoro treinar na academia, cuido mto da minha aparencia sim, e alem disso, trabalho, cuido do meu filho, marido e casa, aliás, nós dois cuidamos de tudo juntos, ja que casamento é uma parceria!
    E tenho dito!

  • Caroline diz: 16 de agosto de 2011

    Que texto ruim. Ruim de verdade. Já faz algum tempo que eu não lia nenhum tão pobre de argumentação e lógica. Recomendo aos responsáveis do blog um pouco mais de comprometimento com o texto produzido. Abraços.

  • Carina Lilith diz: 17 de agosto de 2011

    Meu Deus…

    Gente, parei para ler todos os comentários e cheguei a uma única conclusão: A maior parte das pessoas está afetada, de fato, por este esvaziamento de conteúdos que estamos sofrendo enquanto sociedade… Nunca vi tantos erros de digitação e/ou de português juntos em um único lugar… Sem contar as interpretações… o que é isso? Como é que podem interpretar um texto tão claro e simples como este de forma tão incoerente?

    Mas nem tudo está perdido… Pequena, bruna e Felipe salvaram esta nação de blogueiros… Gente, muito simples, para mim não ficou explícito que os caras querem uma escrava ou que as mulheres que ralam não podem ser gostosas…

    Definitivamente, não! O que vale dizer, e me desculpem os recalcados de plantão, é que houve, sim, um esvaziamento de conteúdo por parte dos “ratos de academia” (notem, não estou definindo gênero aqui). E, por favor, não me venham com essa história de que estes sofrem tanto qto os que ralam para serem o que são…

    E, sim, a culpa é nossa. Estamos nessa vida pq fomos nós quem fizemos esta construção. Resta-nos batalharmos para que estes estereótipos criados não possam nos afetar, ou seja, mudarmos a imagem. Nem sempre a academia está atrelada à futilidade, nem sempre uma gostosa será burra, nem sempre a mulher que pega junto com o cara e não espera ser bancada será uma escrava. Mas devemos, sim, valorizar o conteúdo, até pq a beleza não é eterna, mesmo que tenhamos grana o suficiente para muitas e muitas plásticas, chega um momento da vida em que elas não funcionam mais e aí que entra o cérebro.

    Como eu disse aqui outrora, tem conhecimentos que nem sempre estão ligados ao meio acadêmico, que não é uma universidade que irá te oferecer. Cultivar o cérebro é necessidade básica, mas não pq os caras preferem mulheres inteligentes, mas para vc mesma, para sua auto estima, para não chegar em certa altura da vida e se arrepender do que poderia ter sido/ feito. Enfim… Eu sou adepta da academia, sim, é bom malhar, mas tbm gosto de ler, tbm gosto de estudar. E não o faço por competição com outras mulheres ou para chamar a tenção dos homens, faço pq me gosto. Penso que aí que está o “x” da questão.

  • Dany diz: 18 de agosto de 2011

    e se consegurimos juntar os dois: gostosas e trabalhadoras. ai sim seremos imbaíveis…

  • Taty diz: 19 de agosto de 2011

    Isto realmente foi lindo.

  • Mel Polidori diz: 24 de agosto de 2011

    Bom texto!
    Futilidade estraga qualquer pessoa mesmo.
    E inteligência deixa qualquer um atraente.
    Agora, que está uma enxurrada de mulher fútil nesse mundo, bah! Tá demais!
    Ralem-se elas, são vazias e com certeza não são felizes pois, ainda precisam ser chamadas de gostosas pra acreditarem que são alguma coisa.

Envie seu Comentário