Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

O que leva uma pessoa a optar pela solteirice eterna?

15 de agosto de 2011 50

Foto: sxc.hu

Não pense que é uma história inventada. É a mais pura verdade: tenho um amigo solteiro. Convicto. Opção. Ele quer ser solteiro. Já tem mais de 50 anos, estabilizado financeiramente, não vai/quer casar ou se relacionar com uma mulher de forma fixa. Não sei porque isso. Uma vez até tentei entrar no assunto, mas ele só me disse “Está bom assim”. Logo, não sei se ele sofreu alguma desilusão amorosa, se já amou na vida. Deve ter, claro.

Tirando a bobagem desse negócio de Dia de Solteiro, a data de hoje me fez pensar: o que fez ele não quis um relacionamento? Tenho convicção de que todos os seres humanos querem ter alguém por perto, do lado, ter alguém para chamar de seu e/ou dizer que é de alguém. Faz parte daquele negócio chamado amor.

Mulheres, principalmente, querem casar, ter filhos, constituir uma família. O homem também, claro, mas essa necessidade parece ficar mais evidente entre as mulheres. Por exemplo: não conheço uma mulher solteira convicta como esse meu amigo. Sendo solteiro e não tendo casado, meu amigo optou, também, por não ter filhos. E é um cara legal. Inteligente. Seria um ótimo pai.

Vocês têm amigos solteiros convictos? Sabem os motivos para isso? Contem aí suas experiências. E, claro, vale tanto para homens quanto para mulheres, como sempre.

Comentários (50)

  • Carla diz: 15 de agosto de 2011

    ótima pergunta… baseando-me em experiências minhas e de amigos, acredito que o maior motivo seja o fato de que algumas pessoas acabam percebendo que não precisam de outras pra serem felizes… no auge dos meus míseros 24 anos já percebi isso e não tenho como sonho/plano casar e ter filhos.. vivo bem “sozinha” com meus amigos e família… tive apenas um namoro na vida e depois disso nunca mais quis saber de nada sério… os motivos são muito pessoais, claro.. escolhas, escolhas…

  • rafael b. diz: 15 de agosto de 2011

    Eu sou novo ainda, namoro ha 5 anos, mas a solteirice é boa sim, não ha como negar, mas chega uma hora que queremos alguém ao nosso lado, para compartilharmos nossas coisas, amigos às vezes não é tanto para isso, pois não vencemos na vida para eles e sim, para nós e para a nossa família, e é essas coisas que é bom compartilhar com quem está ao seu lado, pois a vibração e o estimulo que nos dá é diferente, amigos comemoram claro, ficam felizes por nós, mas não vai ser com eles que vamos morar, investir nosso dinheiro e etc…, eu tenho apenas 21 anos, as vezes penso, quero ficar só, claro ter filhos, sem ter compromisso com alguém, aproveitar a vida. mas se eu parar para pensar, com quem vou compartilhar essas vitórias? meus anceios e tudo mais?e nem todos os dias, vou ter alguma mulher para passar a noite, principalmente no inverno heheheh

  • Ex solteira convicta diz: 15 de agosto de 2011

    Duas palavras: Independencia emocional.

    Mas para a maioria dos auto-declarados “solteiros convictos” isso é só uma fase. No fundinho estão sempre buscando alguém especial. Essa foi a minha experiência.

  • Paula diz: 15 de agosto de 2011

    Acho que o casamento delimita muito a vida, enquanto se é solteiro, os horizontes são muito mais amplos. A gente conhece pessoas diferentes, tem mais liberdade pra fazer escolhas. Um solteiro pode mudar a vida totalmente no momento em que tiver vontade, depois que se é casado, e pior depois de ter filhos, a vida fica totalmente previsível. Pelo menos é a impressão que tenho.
    Já tive vários namoros curtos, não consigo manter relacionamentos justamente porque me parece que estou perdendo muitas coisas, tenho a sensação de estar abrindo mão do mundo inteiro.
    Até gostaria de me apaixonar e ficar com alguém com a certeza de que é a minha melhor escolha, mas nunca consegui.

  • vilson diz: 15 de agosto de 2011

    sou solteriro, por opçao embora esteje sempre buscando algo mais,uma companhia , uma amizade ou mesmo um amor. tenho alguns amigos na mesma situação, embora, naõ digam que são solteiros convictos.

  • fernando diz: 15 de agosto de 2011

    É possível independência emocional, mesmo amando e casando.
    É possível se surpreender a cada dia, mesmo com uma vida previsível.
    Não é estar ou não solteiro que define liberdade, cumplicidade ou intensidade…
    Cada um sabe de suas carências, ansiedades e expectativas e tem que se virar dentro ou fora de uma relação para atendê-las.
    Podem acreditar, eu é que sei!

  • Heloisa diz: 15 de agosto de 2011

    Eu acho bacana casar, se não der certo creio que tem que descasar, acho tudo normal e todas as ações são válidas desde que não fira ninguém. Mas algumas pessoas, como eu, por exemplo, preferem ficar sós, não sozinhas, apenas querem viver suas vidas sem um amor. A minha razão é simples , amar cansa, a paixão é extenuante, enche o pensamento e eu quero o meu livre. Não quero isto que me cansa, porém cada um sabe de si.

  • marcus quadros diz: 15 de agosto de 2011

    casar é tudo de bom.
    tenho esse sonho sim.
    mais concordo com as opiniões de independência emocional, acho que é bem isso mesmo, pessoas bem resolvidas nessa area.
    mais também é certo que muitos tem medo de compromisso, medo de sofrer.
    estou com 33 anos e me sinto perfeitamente preparado pra um compromisso desse tipo. é quesrão de gosto e de necessidade de viver uma história a dois.
    abraço a todos.

  • Caxiense diz: 15 de agosto de 2011

    Buenas…eu tenho 30 anos e sou solteiro convicto…infelizmente sofro preconceito..por parte de familiares a de pessoas que acham que para ser feliz vc precisa ter alguem… (creio que se eu fosse mulher isso seria muito pior, pois elas ao meu ver sofrem mais pressao para nao terminarem a vida solteiras) o que acho que as pessoas precisam entender é que se vc acha que para ser feliz é preciso ter alguem ao lado..vc nao pode levar isso como uma verdade absoluta e achar que todo mundo precisa (mesmo a maioria necessitando). Eu ja me relacionei com muitas mulher mas o que acontece é que chega um tempo em que sinto que estou engando aquela pessoa pois eu nao consigo ter ciumes dela..ou pensar que ela é parte de mim….Tb gosto de fazer as coisas do meu jeito e da minha forma no meu tempo. Nao consigo compartilhar. Entao para que me enganar e engatar um relacionamento só para fingir para um sociedade hipócrita que sou feliz ? Eu me sinto bem sendo solteiro…tenho um relacionamento aqui outro ali…as vezes peno meses sem uma mulher ao meu lado..mas mesmo assim sei que estaria me enganando fazendo juras de amor só para ter alguem ao meu lado. Sei que talvez nao tenha encontrado a pessoas certa…mas acho que isso talvez tambem seja exagero…pois quem disse que nao se pode ser feliz sozinho ? Quem ditou essa regra..afinal nascemos sozinhos e morremos sozinhos. Eu nao duvido de forma alguma do amor…mas acho que exitem sim diversas formas de amor que podem nos completar. E nao é necessário depositar tudo isso em uma unica pessoa.

  • Babi diz: 15 de agosto de 2011

    Penso que a solteirisse eterna carrega algo de prepotência e algo de conveniência, escolher uma pessoa significa abrir mão de todas as outras (e quem disse que vai se ter todas as outras?) e achar alguém que preencha todos os requisitos que criamos também dificulta (e quem disse que o que queremos é o que precisamos?).
    Eu definitivamente não quero casar!
    Não quero este casamento tradicional de morar junto, dormir junto e acordar junto.
    Quero sim pertencer…adoro pertencer! Só que quero ter meu espaço pra viver os meus momentos individuais, espaço para curtir o silêncio e o prazer da minha própria companhia, espaço para o meu livro, espaço para a minha música, meu chá quente e meus pés pra cima, espaço pra sentir saudade! Só isso. Mas a vida de um aqui e um ali nunca me serviu, e hoje, a ideia do eterno namoro também não satisfaz ao homem, todos os namorados que tive quiseram casar! Não entendo isso….

  • tiago diz: 16 de agosto de 2011

    até pode existir algum caso raro da tal solteirice eterna, mas como a ‘ex solteira convicta’ falou, isso é uma fase. a grande maioria no fundo busca alguém, mesmo que faça questão de estar ‘sozinho’ por um tempo, chega uma hora que vai querer ter alguém do lado. eu sinceramente não acredito que uma pessoa vai realmente querer ficar solteira pelo resto da vida, principalmente porque tem grande chance de conhecer uma pessoa que vai mudar a forma de pensar. nem digo amor, mas uma pessoa que tu vai querer do teu lado não só como amigo, principalmente depois de uma certa idade.

  • ale diz: 16 de agosto de 2011

    Sou solteiro, com 23 anos e nunca tive nenhum relacionamento sério.o que me motiva a estar nesta vida é o simples fato, de que a partir do momento em que entramos em um relacionamento, algumas de nossas escolhas deixa de interferir apenas em nossas vidas, ou seja, existe mais alguém dependendo de nós. e acredito que muitas pessoas que estão casada, ou namorando, não estejam prontas para isso, simplesmente se juntam pelo medo de ficarem sozinhas. Justamente o que acredito ser “o solteiro convicto”, aquele que não tem medo de ficar sozinho.

  • PAULO ALEXANDRE diz: 16 de agosto de 2011

    Preconceitos, Padrões, Cultura, e RELIGIÃO.
    4 palavras que impõe tanto para as mulheres e homens se casarem, terem filhos.
    As Religiões porque sempre precisaram aumentar os seus rebanhos.
    Cultura no sentido que a Humanidade durante uma boa época precisou que tivessemos uma reprodução em massa, pois não tinhamos ainda remédios que pudessem nos dar uma ida mais longa.
    Preconceitos e Padrões(alguns ainda existentes)…se o Homem não se casa há algo errado..é GAY. Se a mulher não tem filho é porque tem problemas, e não serve para a Sociedade, e durante MUITO TEMPO os Homens(teoria evidentemente escrita e definida por algum MACHISTA) procuraram outras, para ter filhos.

    Acredito que hoje possamos olhar os comportamentos em geral como normais. Tirando os PSICOPATAS, que levam a ações realmente PERIGOSAS, ser solteiro(a), não querer casar, não ter filhos, é apenas e simplesmente opção, ou falta de encontrar alguém para ficar ao nosso lado.
    Ficamos tão padronizados na ideia da constituição da FAMÍLIA(a antropologia e sociologia explicam também isso, além das Religiões) que fica as vezes complicado entendermos o que é ser Solteiro(a).
    Ser Solteiro(a) não é doença. Faz parte da ida, como também pessoas que se casam por diversas vezes e nunca deram certo.

    Obs** Quero deixar claro que não sou contra nenhuma religião, ao contrário, me considero até muito esotérico, acredito em DEUS, anjos, Santos, Entidades da Natureza,tudo que tem a ver com o lado Espiritual, mas claro, quando as Religiões passam por mãos de humanos “espertos”, eles querem torná-las como forma de manipulação.

  • PAULO ALEXANDRE diz: 16 de agosto de 2011

    Peço desculpas, mas ao teclar a palavra VIDA faltou o V.
    Cansaço da madrugada.

  • Jose Silva diz: 16 de agosto de 2011

    Homem solteiro é opção. Mulher solteira é falta de opção.

  • Pequena diz: 16 de agosto de 2011

    eu vivi um relacionamento de 6 anos onde depositei muitas expectativas nele, era praticamente uma extensão dele, um anexo… dependia dele… acreditava que não conseguiria viver sem ele… talvez nessa relação eu não tivesse a minha Liberdade Emocional!!!
    cresci muito com o fim desse namoro… aprendi a conviver comigo mesma, a sentir prazer na minha companhia… entendi a diferença entre ser sozinha e estar sozinha…

    hj estou namorando há 2 anos, e desde o início digo para ele que não dependo dele para ser feliz!que eu me basto! claro que o amo! que quero que ele acrescente, que some… sempre dizemos que juntos somos mais! mais capazes, mais produtivos!!!

    namorar é bom! mas eu acredito que nem todo mundo vivencia as experiências da mesma forma, ainda bem né!

  • Lele diz: 16 de agosto de 2011

    Acho que ninguém nasceu pra ser sozinho, todos sentem a falta de um carinho, de um beijo, de um abraço. Uma relação a dois exige cumplicidade, respeito e individualidade. É bom demais saber que uma pessoa pensa em ti, te quer do teu lado, que te apóia e compartilha a vida nos seus bons e maus momentos. Nada disso tu faz sozinho ou com um desconhecido. Sei que é bem difícil uma relação a dois assim, muitas vezes cai na rotina, não há respeito e tu acaba te desligando do mundo e das pessoas, isso tem que ser evitado. Por isso acho que muitos querem ficar solteiros, para não perder sua individualidade e liberdade, mas ficar sozinho é bem ruim.

  • Paulo Brito diz: 16 de agosto de 2011

    “casamento é uma piscina fria onde os teus amigos casados te chamam dizendo: vem que ta quentinho”

    Realmente não entendo algumas pessoas que querem forças as outras a acreditarem que a felicidade só é possível com alguém ao lado. Alguém aí é dono da verdade !? todo mundo é igual !? Cada uma deve saber de si…eu acho que muito desse papo se deve ao fato de alguns “casadinhos” se sentirem ameaçados de perderem seus parceiros ou por pura inveja mesmo…não consigo ver outro motivo para alguns defenderem tão ferrenhamente o “casamento”.

  • cristina diz: 16 de agosto de 2011

    Gente o assunto é complexo pq acho que vai da cabeça de cada um das vivencias, desilusões, decepções… mas acho que tem pessoas que são mesmo felizes sozinhas, tem gente que tem pavor de dar satisfação, dizer onde foi que horas vai voltar com quem vai sair, fora ter que dividir o mesmo espaço dia após dia, tenho uma tia que foi casada durante uns 20 anos se separou e acho que ja tem uns 30 anos que ela é solteira e nunca mais quis saber de ninguém teve seus namorados mas cada um no seu quadrado sem muito compromisso e o que ela diz é isso que escrevi acima, ela fala que nao se imagina novamente presa em alguém por mais bacana que seja a pessoa ela é sozinha e é muito feliz assim, eu ja não me imagino velhinha e sozinha tenho 29 anos ainda não tenho essa coisa de filhos e tal acho que preciso amadurecer isso mas eu e meu noivo que moramos juntos a 2 anos nos damos muito bem e não me imagino sem a companhia dele para ir ao cinema, dar um passeio na redenção, ou simplesmente comer uma pipoca em um domingo de chuva, acho que ter com quem contar no dia a dia, saber que vai chegar em casa e ter uma pessoa te esperando alguém que possa te ouvir isso é muito bom e não tem preço não tem solterise que mude essa minha idéia na minha opnião particular.

  • DK diz: 16 de agosto de 2011

    Eu tenho pena de quem se declara “solteiro convicto”. Como alguns disseram, tem sim um quê de prepotência. É um modelo de relação utilitária, porque se utiliza dos amigos, família, namorados, etc. como se fosse descartável, só quando lhe é conveniente. Toda relação tem um quê de doação, de perder alguma coisa. Fico pensando se essas pessoas que não querem perder nada realmente sabem escolher. Porque a escolha é um compromisso, não se pode ter todas as portas abertas a todo instante. Tem que ter coragem, pra ir adiante. Bobagem de quem aspira nunca “queimar as pontes”. Eu admiro mesmo é quem sabe decidir, isso sim é ser feliz de verdade… E fora a demagogia, fico imaginando os “solteiros convictos” na velhice. Os “casados” com as famílias cuidando deles e os “solteiros”… Sozinhos. Parece bom, não?

  • ana diz: 16 de agosto de 2011

    Amar, Casar , construir uma familia isto é ótimo, porém , é cansativo, frustrante, e não é brincar de casinha, que faz e depois desfaz simplesmente , tem outras pessoas envolvidas, familia etc……cada pessoa tem q fazer o que acha melhor pra si , que seja bom , que vai valer a pena , independentemente de ser solteiro ou casasdo, não adianta ser casado por aparecencias pq a familia quer, nem solteiro e infeliz. Tudo deve ter felicidade e PAZ principalmente.

  • Luciana diz: 16 de agosto de 2011

    Bom Dia,tenho 32 anos e acho q sou uma das pouquissímas mulheres q fogem de casamento,terminei um relacionamento a pouco pq o cara queria juntar as escovas..sou solteira convicta..prefiro assim,não foi uma desilusão q me fez optar por isso,claro q gosto de uma companhia,mas chega uma hora q eu quero ficar sosinha,sem ninguem pra conversar,quero ficar quietinha no meu canto,eu acho q sou independente demais, individualista demais,exigente demais e tenho paciência de menos pra dividir minha vida com alguém,sei lá, acho q é isso.

  • Ana diz: 16 de agosto de 2011

    Bom dia!!!

    Bom eu já fiquei um bom tempo solteira, tem o seu lado bom a nossa liberdade, mais também tem o lado da solidão porque no fundo sempre estamos sós, na verdade é uma liberdade vazia sem graça ( minha opinião ), eu tenho uma pessoa especial que além de namorado é um grande amigo e um companheiro sem igual, consegui encontrar em uma pessoa tudo o que eu preciso, e esse mundinho ai fora não tem feito nenhuma falta, pois os amigos…irmãos…família…sempre vão seguir os seus caminhos e acredito que precisamos encontrar o nosso também…claro que cada um a seu modo e como se sentir melhor…
    Afinal cada um sabe de si não é…

    Abraço a todos e uma linda terça de sol

  • Angelica diz: 16 de agosto de 2011

    Tenho apenas 21 anos porém já tive um namoro de 4 anos. Há três anos estou solteira!E discordo plenamente das pessoas que dizem que precisamos de alguém para sermos felizes! A minha felicidade está nos meus amigos, na minha família e não em um companheiro!O medo leva ás pessoas a crer que é impossível ficar solteiro!A realização de muitos hoje não é ter uma família e sim outras coisas, o que mais prezam é a liberdade de ir e vir sem ter obrigações ou ter que dar satisfações! Eu como solteira que viver a minha vida do meu jeito, sem ter que dividir com outra pessoa!E isso não é egoísmo, nem individualismo e não é ser sozinha simplesmente é ser solteira!
    ;)

  • EDU diz: 16 de agosto de 2011

    Bem,eu também tinha o pensamento de optar pela solteirice,mas a medida que o tempo passa,a cabeça muda.
    Comecei a pensar mais em mim e,me comparando ao homem do texto,que já eswtá com 50 anos e sem ninguém fixo.
    Tudo bem,mas eu penso:
    E depois que a velhice chegar,com quem irei conversar?
    Quem vai cuidar de mim quando eu adoecer?
    Vou deixar a quem o que consegui?Aos parentes,para ficarem brigando depois?
    São perguntas que me fiz na época em que pensava dessa maneira,e decidi me casar e ter ao menos um filho,pois penso principalmente na minha velhice,e quero que alguém cuide de mim como eu cuidei de minha mãe,com todo o carinho que ela mereceu.

  • Paulo Brito diz: 16 de agosto de 2011

    Para DK.
    Primeiramente ser solteiro não é querer tornar as outras pessoas descartáveis, alias, não consigo encontra sentido nisso que vc falou. Existe sim cumplicidade afeto entre amigos e familiares ou com uma eventual companheira (para sua surpresa o solteiro tb sabe tratar bem as pessoas). O que as pessoas nao entendem é a questão de não haver a necessidade de acordar todo dia com alguem ao lado…de dividir o potinho de escova de dente…isso nao é arrogancia….é preferencia. Outra coisa…o que tem haver o fato de ser velinho e ter alguem ao lado !? Voce procura um relacionamento só para ter companhia na velhice !? quanta perda de tempo..viva sua vida agora…e quem disse que nao existem velhos solteiros felizes !? eu conheco vários…que frequentem bailes…bingos…estao nas praças com amigos ou até em azilos compartilhando vivencias com varias pessoas…ser velho e nao estar casado nao significa ser infeliz…até prq se fosse assim todo casado deveria se matar quando seu companheiro morresse.

  • Bianca’ diz: 16 de agosto de 2011

    Ela entender que o “é impossível ser feliz sozinho” é balela pura.

    Na minha humilde opinião, quem segue a risca esse dito IDIOTA é dependente da opinião dos outros, além de dependente emocionalmente das pessoas.
    Namorei dos 16 aos 18 e sou solteira desde então – tenho 25 agora. Me divirto por aí, tenho meus casinhos e meus amigos(as)… e vou muito bem obrigada.

    Mas não namoro ou afins por opção… falta de! Não vou me enrabichar com ninguém pra ter um relacionamento vazio e doentio… me acho uma ótima cia!

    ;)

  • Rolim diz: 16 de agosto de 2011

    Bom dia!

    Solteiro para curtir o espaço, acompanhado para dividir opiniões. Solteiro para sentir falta, acompanhado para saciar a cede de beijar. Solteiro para dormir cedo quando o dia foi pesado, acompanhado para relaxar nas mãos suaves e delicadas. Solteiro para comprar o sapato rapidamente, acompanhado para olhar as lojas no shopping. Solteiro para resmungar da chuva, acompanhado para olhar as gotas no vidro da janela. Solteiro para ficar em casa em dia de jogo, acompanhado para uma noite agitada.
    Nada como ser um solteiro acompanhado……. rsrsrsrs

    Abraços

  • Marsani diz: 16 de agosto de 2011

    Nunca na vida tive como planos casar ter filhos estas coisas comuns que as pessoas normais ou comuns tem como objetivo , adoro morar sozinha sair com os amigos quando da vontade , de companheira para morar junto só a minha gatinha e olhe lá , e viva a solteice

  • Noel diz: 16 de agosto de 2011

    Curti minha solteirice ao máximo, fui em tudo que era festa, peguei mulher de tudo que foi jeito mas chega um momento que não da mais pra seguir solito, as vezes é o destino que nos arma uma arapuca e quando percebemos estamos “algemados”, a vida de solteiro tem suas coisas boas, liberdade pra fazer o q quiser a hora q quiser mas é justamente ai q está o perigo, a vida de solteiro é promiscua, tu ta com um(a) hoje outro(a) amanhã e não cria raizes, uma hora achamos alguém q vale a pena e nos entregamos, não tem coisa melhor que compartilhar nossa vida, chegar em casa e ver teus filhos e seus trabalhinhos da escola. Só que tem gente que casa e reclama e quando ta solteiro também reclama, o importante é ser feliz. Mas levo fé na frase do mestre João Gilberto “Fundamental é mesmo o amor, é impossivel ser feliz sozinho”

    Abraço a todos

  • Sah diz: 16 de agosto de 2011

    Não sei se posso ser chamada de solteira convicta mas, ao contrario da maioria das mulheres, eu nao tenho a menor encanação com casamento. Afinal, o que importa é ser feliz e isso nada tem haver com o status civil. As mulheres principalmente tem mania de achar que para estarem realizadas tem que estar casadas e saem numa busca louca por um marido e depois de uma certa idade ficam cada menos criteriosas e acabam casando com qualquer um… Resultado: Não são realmente felizes! Estão com alguem que não as “completam” de fato, não as tratam como merecem e nao as realizam como mulher. E isso tudo por que? Por medo de ficarem sozinhas, ficarem pra titia, serem chamadas de encalhada e bla bla bla…
    Pois eu sou adepta do “Antes só do que mal acompanhada” …. Melhor ser uma solteirona feliz do que uma mulher casada e FRUSTADA!
    Se um dia eu me casar vai ser pra estar mais feliz e com que eu realmente ame E SEJA AMADA , não pra cumprir uma tradição.

    *obs.: O blog é ótimo … leio sempre xD

  • marcia consuelo kraemerlguem vou volta a me adat diz: 16 de agosto de 2011

    olha fiquei solteira não por opção, mas digo que com o tempo passando a gente vai acostumando e achando o maior barato nao ter que fazer nada do que tu não queira. é muito bom, mas é preocupante, pois qdo aparecer alguem vou me adaptar novamente??? só que isto tbm não me preocupa.. deixo rolar

  • Ana Laura diz: 16 de agosto de 2011

    Bom em primeiro lugar acho que cada um tem o direito de escolher como, quando e com quem quer compartilhar a sua vida, não importa se optar ficar sozinho, com alguem do mesmo sexo ou sexo oposto o importante é estar feliz consigo mesmo e com a vida que leva.
    Eu opto por estar sozinha, porque me sinto melhor desta maneira, acho que tem muitas vantagens em ser solitario, claro que tambem tem suas desvantagens, mas quando peso na balança o melhor para mim, concluo que estar sozinha é a melhor opção para uma pessoa como eu..
    Porque quando se esta com uma pessoa não apenas temos que pensar em nós mas tambem no companheiro, porque se escolhermos compartilhar nossas vida com eles, devemos ter o respeito por eles tambem.

  • Cristiane Oliveira diz: 16 de agosto de 2011

    Continuar solteiro é uma escolha, na minha opinião.Nunca casei e nem pretendo, não tenho filhos e também não quero ter é uma escolha minha e como na reportagem acima também sou uma pessoa legal, bem sucedida, poderia ser uma ótima mãe.Mas posso escolher e não quero ser mãe.Quanto ao quesito viver junto para ser feliz com outra pessoa já penso diferente.Acredito que cada um pode morar na sua casa um respeitando o outro e também continuamos com a nossa liberdade e FELIZES.E no final de semana nos encontramos não tem desgaste nem brigas e seremos um ETERNO CASAL DE NAMORADOS.Gosto de estar sozinha de ficar no meu canto e nos finais de semana me encontrar com a minha familia ou amigos.E quem sabe conhecer o meu próximo namorado o futuro a Deus pertence não é mesmo rsrsr.

  • THAIS diz: 16 de agosto de 2011

    É como a moeda: tem os dois lados!!!
    Quando novinha (15anos) namorei por 7 anos, noivei..e..fui traida! hahaha…ai claro, acabou, acabou tb a imagem de “homem perfeito” q eu tinha, ainda bem, pq não existe pessoas perfeitas, era coisa da pouca idade mesmo. Desde então, meus 22 anos não tive nenhum relacionamento mais longo (mais q 1 ano), sempre quiz ser mãe e dizia q seria ate meus 28 anos, e fui! Claro, ñ como era nos meus sonhos lá com 15, 16 anos, mas não foi por isso q não fui e sou feliz mesmo “solteira”, hj estou no inicio de um relacionamento, no q vai dar? Não sei! Se eu voltar a ser solteira, ok, não vejo grandes problemas nisso, temos q ser felizes conosco, e no meu caso com minha filha tb!

  • marina diz: 16 de agosto de 2011

    fui solteira muito tempo, fui muito feliz!!! hoje sou casada, sou mais feliz ainda!!! o que importa é estar feliz com seu estado civil!!! o resto é intriga da oposição!!!

  • Rosana Peres diz: 16 de agosto de 2011

    Por enquanto, no auge dos meus 41 anos, sou SOLTEIRA convicta sim. Talvez um dia quem sabe, eu mude de ideia, até agora não me convenci do contrário. E sou feliz!!!Mas é claro que sou solteira, mas não sozinha.

  • Quarentão diz: 16 de agosto de 2011

    optar por ser solteirão depois dos 40, sem dinheiro é pura depressão.

  • Vanessa diz: 16 de agosto de 2011

    Cada um, cada um…
    Depende muito de cada pessoa. Eu particularmente não consigo viver só e penso como uma pessoa consegue e essa pessoa que vive só deve pensar o mesmo como conseguimos viver amarrados a alguem e estando compromossiado sempre com alguem. Enfim cada um é feliz a sua maneira, quem sabe um dia o solteiro não muda de opinião? Quem sabe um dia eu não mude de opinião?

    O importante é ser feliz!

  • Maria diz: 16 de agosto de 2011

    Sou mulher solteira até hoje com 39 anos estou bem!!!! Muito dificil frente a sociedade, sofre-se muito preconceitos e as pessoas acham que eu sofri um decepção amorasa!!!!! Pior que não sofri eu gosto de ser solteira. Não preciso dar satisfação da minha vida a ninguem tenho a minha liberdade!!!! Se eu tenho vontade de sair saio e pronto… não tem estresse… Quando me perguntam pq eu estou sloteira até agora as vezes fico sem resposta?? Por que se digo que por opção ninguém acredita….
    Mas como ninguém tem nada haver com minha vida, eu pago minhas contas não devo satisfação como eu sou feliz!!!!

  • Fabi diz: 16 de agosto de 2011

    Eu sou bem mais feliz agora que tenho alguém do meu lado.

  • EDU diz: 16 de agosto de 2011

    As palavras do amigo Noel complementam perfeitamente as minhas.E pergunto mais:
    Qual a razão da pessoa existir,se ela não quiser deixar sua semente?Uma pessoa que não consegue ter afeto por outra é no mínimo egoísta.
    Quanto a um comentário que li logo após o meu, que dizia :”viva sua vida agora” e também “…se fosse assim todo casado deveria se matar quando seu companheiro morresse”.
    Errado amigo,viver a vida agora e não pensar no amanhã é ignorância.E quando o companheiro morre,as pessoas vão para os bailes que tu citaste não somente para se divertir,mas para procurar alguém para passar o resto de suas vidas.
    Francamente,passei muito trabalho com minha mãe em casa,mas jamais largaria a pessoa que me gerou em um asilo.

  • DK diz: 16 de agosto de 2011

    Paulo Brito: é, não ver sentido no que eu falei é normal pra quem não checa a hipótese. Se eu só quero uma coisa quando ME é conveniente, ela é sim, utilitária, ok? E isso não pressupõe que você trate mal as pessoas. Até porque se assim o fosse, você não teria a quem recorrer. Só peço que você exercite a sua imaginação e imagine um cenário onde as pessoas tem famílias e amigos em igual proporção. A proporção de gente que cuida dos outros deve ser tipo assim (nos casos que eu sei): 1 amigo que cuida dos outros para 9 pessoas da família. Assim sendo, pense nisso. Construímos família pela unidade e o sentimento que isso provoca, e porque isso nos remete a coisas que gostamos e vivemos. E por isso, é legal ter a sua família e construir esse lado da sua vida. Fico pensando como uma pessoa que vive em anexo e não tem uma família sua se desenvolve nesse aspecto. Não desenvolve, é fato. E pra concluir, se você acha que se desenvolver como uma pessoa com família não é suficiente: você vai ter que pedir pra alguém da sua família cuidar de você, porque os seus “amigos” ou vão estar sendo cuidados pela própria família ou pagarão por isso. Não é paradoxal depender de uma estrutura que foi criada por um modelo que você NÃO concorda?

  • Lise diz: 17 de agosto de 2011

    Bom dia gente!!!

    Não conheço ninguém que seja “solteiro convicto” por opção, e particularmente penso que isso não existe.
    E sim pessoas que ficaram solteiros porque não encontraram “a outra metade” ou ficaram muito traumatizados com relacionamentos mal sucedidos e acabaram nivelando tudo por baixo coisa do tipo “homem (mulher) nenhum prestam”, ou pior ainda, começam a se achar tão “emocionalmente suficiente”, que se tornam extremamente exigentes e seletivos em demasia.
    Não acho que toda pessoa tenha que nascer, reproduzir e morrer… mas penso em quando ficar velha. Os pais já estarão mortos, e quem vai tomar conta…? os sobrinhos, alguma cunhada ou algum estranho? Considerando que as pessoas estão vivendo cada vez mais, ficar solteiro pode representar viver mais tempo na solidão.
    Esse negócio de cada dia “pegar um corpinho”, festa e festa cansa e torna o “solteiro” alguém superficial.

    E como dizia Janis Joplin
    No palco faço amor com mais de 25.000 pessoas, e depois vou pra casa sozinha.
    Imagino que ela não era feliz dessa forma…

  • Paulo diz: 17 de agosto de 2011

    Lise, não me acho superficial. Tenho quase 60, sou solteiro e hetero. Parece que quando vc diz que é solteiro, as pessoas ficam achando algum defeito em voce. Eu admiro quem constituiu uma família bacana, é tranquilo com a esposa, que não é daquelas ciumentas perigosas. Acho que fica bem com os outros. Já sou mais enjoado com as minhas coisas, meus livros, CDs, meu espaço, enfim. Até que eu gostaria de dividir minha vida com uma mulher inteligente, compreensiva, não possessiva, essas coisas. Quando encontro uma mulher assim, ou ela já é casada, ou ela não quer casar, ou… pior.
    Fica complicado propor para uma mulher dessas, especial, de morar juntos, sem compromisso. Acho que isso não existe. Juntar os trapinhos enseja compromisso.
    Também não é como o tal Andre Gurgel da novela, que tem pavor de sair com uma mulher duas vezes. Isso é neura.

  • Lú diz: 17 de agosto de 2011

    eu não sou a favor da SOLTERICE e tão pouco DO CASAMENTO.
    eu sou a favor de ESTAR FELIZ.
    eu fiquei mto tempo sem compromisso sério pq nao havia encontrado o cara que enchesse meu coração de emoção e minha vida de sonhos e alegrias… a verdade é essa! a gente quer SEMPRE estar feliz seja como for… fui MUITO FELIZ COM MINHAS FESTAS, VIAGENS, CARNAVAL, ETC… como hoje sou feliz fazendo tudo com meu amor.

    Essa coisa de não saber dividir, etc… só é verdade enquanto não encontramos com o amor, pq qdo ele vem tu acaba descobrindo sentimentos e fazendo coisas que jamais imaginou! E ENTÃO DESCOBRE que tudo é um estado de espírito! é estar bem, estar feliz consigo mesmo!

  • claudia rodrigues diz: 17 de agosto de 2011

    P/ LÚ
    Mulher, tô contigo e não abro, o negócio é ESTAR FELIZ!!
    P/ PAULO
    Sou inteligente, compreensiva, não possessiva…e não estou casada!
    E novas amizades são sempre bem vindas.
    Quer me passar teu e-mail para contato?
    Abçs.

  • Petterson diz: 18 de agosto de 2011

    PARA LÚ E CLAUDIA.
    Muito útil o comentário. Para acrescentar diria ainda que ser feliz é o objetivo e isso é possível mesmo estando solteiro sem querer… rs
    Tenho 24 anos (e não sou de se jogar fora), porém me considero um solteiro convícto, pois tenho certeza que vou continuar assim até que alguma mulher realmente demonstre que está disposta a dar e receber amor e respeito.

  • Lú para Petterson diz: 18 de agosto de 2011

    Obrigada :D
    Desejo que tão logo encontre o amor e o verdadeiro respeito! aquele que não sufoca.. que so agregar sentimentos e coisas boas na tua vida! bjos

  • Bia diz: 21 de agosto de 2011

    Estou solteira… mas nao sou convicta… hehe
    Quero sim alguem com quem compartilhar minha vida… mas não encontrei esse alguem. Encontrei alguns candidados, sim, mas me decepcionei. Eu me apaixonei fortemente 2 vezes na minha vida… e essas duas pessoas são criaturas que eu nem quero mais ver na minha frente, pois saí desses relacionamentos muito machucada.
    Talvez é por isso que ainda estou solteira…
    Lendo alguns dos comentários, acho que algumas pessoas nunca se apaixonaram… o que é uma pena, pois apesar do risco de se machucar, é delicioso.
    Apesar de tudo, pretendo me apaixonar novamente…. hehe
    Enquanto isso, busco a felicidade na minha solteirice….
    Ah, essa historia de ter filhos, sei nao… nao tenho a minima vontade.

Envie seu Comentário