Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

As vantagens de ser amante são muitas. Mas às vezes você quer algo mais do prato principal

23 de agosto de 2011 131

Foto: sxc.hu

Edgar comia tranquilamente seu bife. Era um bife de picanha ao ponto, com uma saudável capa de gordura da espessura de um dedo. Olhava para o bife e pensava em Marta, que acabara de deixar em casa. Daqui uma hora, calculou, ela estará de banho tomado à espera do marido, enquanto ele, Edgar, estaria a caminho de casa para terminar um relatório e assistir ao VT da Copa do Rei.

Mastigou mais um pouco e imaginou aquela suculência toda de bife sem o naco de gordura que o acompanhava. O toco de graxa era responsável direto por deixar a carne saborosa e, quando ingerido junto com ela, ampliava ainda mais essa sensação. Ela prolongava a razão de existir daquele pedaço de carne.

Óbvio que se ingerida em demasia, a carne com gordura lhe causaria uma série de problemas, mas com moderação, deus, como viver sem? Como seria possível gostar de um bife de picanha sem gordura? Ainda seria o mesmo bife de picanha? Tecnicamente sim, mas em se tratando de sabor, não chegaria nem perto.

Pensou na brigas que Marta relatava no trabalho com o marido e que a levaram para os motéis com Edgar. Ela era casada há pelo menos uma década e só agora decidira se entregar a outro. No entanto, deixou claro que não largaria do marido por nada. Edgar seria uma válvula de escape para uma fase conturbada e ele estava tranquilo com isso. Até aquela noite na churrascaria…

Sua relação com Marta era como um bife de picanha sem gordura. Era gostoso, tinha seu valor e seu sabor, mas nem de longe o mesmo que teria se fosse sua mulher. A gordura que tempera e dá razão ao dia a dia ele nunca teria.

Ser amante tinha todas as vantagens que ele já conhecia de outros casos que tivera, mas estava longe de conhecer um relacionamento verdadeiro. Até aquele momento, só comera carne sem gordura. Mantinha-se saudável, era verdade, mas sentia que seu paladar nunca havia sido explorado em todo o potencial. Não sabia o que eram as brigas por ciúmes bobos, a luta por equilibrar o orçamento de uma casa, o aconchego depois de um dia difícil, a doação abnegada de tempo e sentimento, um pedido de desculpas sincero, a grandeza de oferecer uma segunda (ou terceira…) chance, a esperança pelo sol depois de uma tormenta, uma reconciliação tórrida, flores enviadas sem motivo algum…

Edgar saboreou o resto do bife como nunca havia antes. E estava decidido a saborear a vida de outra forma também.

Comentários (131)

  • Bianca diz: 23 de agosto de 2011

    Bom dia, penso que obviamente seja prazeroso ser o outro(a) ou ter um amante afinal envolve todo o ‘proibido’ a fantasia a falta de rotina e tudo mais…Porem de que vale um envolvimento sem bases solidas, onde se tem alguém por horas, alias horas vagas onde pegar no sono pode gerar inúmeras consequências para o alguém que os espera em casa com uma prestação de contas. Porque não viver esse romance com a parceira ‘oficial’, pode-se redescobrir constantemente a relação de modo que não fique monótona e sempre suculenta como a picanha sitada no post, se não é possível deixar de lado os problemas financeiros, filhos,..por horas que seja, para fantasiar com aquele a quem se jurou ser ser ‘para sempre’ fiel, vale mais a pena voltar a trás e tentar novamente porem sem mentiras e sofrimentos de terceiros, vivendo como alguém ético e honesto, pois traindo, mentindo afirmando que as brigas de um casal levam para um motel com um colega de trabalho é covardia e falta de caráter para enfrentar a situação.

  • Célia diz: 23 de agosto de 2011

    Fui amante durante 3 anos, eu era separada e ele casado. No começo era uma maravilha…Não precisava lavar cuecas, não tinha toalha molhada na minha cama, não tinha roncos a noite e nem brigas pelo excesso de sal na comida…rsrsrs…tudo se resumia a um ótimo sexo e muito beijos na boca durante os encontros planejados. Depois de 8 meses isso não me bastava mais…Queria passear de mãos dadas, dormir agarradinha mesmo que ele roncasse no meu ouvido e até das brigas eu senti falta. Mas a esta altura do campeonato eu já estava apaixonada e acabei arrastando esta relação fracassada por mais 2 anos. Hoje sou casada, com outra pessoa, sou feliz no meu casamento e adoro os roncos do meu marido. Amante nunca mais!

  • Si diz: 23 de agosto de 2011

    Existem pessoas que em nome da comodidade (ou zona de conforto, como dizem os psicólogos) vivem somente pela metade, meio relacionamento, meio sentimento, meia alegria, meio prazer, meio gostar do trabalho
    eu acho isso totalmente sem graça e sou acusada de ser insatisfeita…. e ficar sem nada
    o que é melhor? metade garantida ou talvez tudo ou nada?

  • A diz: 23 de agosto de 2011

    E como largar? E quando os momentos como “amante” são maravilhosos, será q compensa as noites de chuva q passamos sozinhas em nossas camas e eles lá com as “oficiais”?
    Maravilhoso o post!!

  • Fernando diz: 23 de agosto de 2011

    Já fui amante.. e é bem isso.. falta alguma coisa.. a minha visão depois do acontecido foi que ser amante é poder fazer sexo. Pq é uma relação sem mais nem menos, vc não é obrigado a compartilhar, pagar, fazer, deixar de fazer pela outra pessoa, pois não há compromisso, não há nada..

    É bom? Claro que é, é sexo.. mas se vc quer algo a mais dessa relação, esqueça, pois é só isso e um dia um vai olhar para o outro e dizer “acabou” e a vida vai seguir assim como seguiu após vc ter quebrado um copo.

  • Ana diz: 23 de agosto de 2011

    Bom dia todos!!!

    Nunca passei por essa situação pois eu não saberia viver de migalhas e nem de restos.
    Ninguém consegue viver pela metade, como diz o ditado…OU É 8 OU 80 PORQUE ÁGUA MORNA NÃO SERVE NEM PRA FAZER CHÁ…
    Abraços e uma ótima terça a todos

  • Jaque diz: 23 de agosto de 2011

    Fui amante de um Homem casado 1 ano…mais me apaixonei…Todos os momneots com ele foram perfeitos…se eu pudesse Voltar no Tempo faria tdo dvolta…no Final os 2 se apaixonaram mais ele não queria larga a mulher por que ele tinha uma Filhinha Pequenininha ainda…Daii por ciumes da parte dle ele termino comigo…ja faz um ano e meio que estamos separados mais eu ainda o Amo…quando se encontramos na rua rola aquela Troca de olhares de Apaixonados…ele me liga as vezes mais eu evito pra mim não sofre mais

  • roge diz: 23 de agosto de 2011

    Há casos e casos, e a vida é para ser vivida, e todo ser humano deve sempre buscar ser feliz! Como? Não existe regra nem receita, e,todos conforme seus anseios e ambições,vão buscando esta tal felicidade! felicidade deve ser um estado de espirito,um modo de viver, que as vezes é limitado por diversos fatores(financeiro, tempo, saude, etc). Mas quando entra o aspecto relacionamento, paixão, amor, e suas consequencias, ninguem consegue, separar se é casamento, união a dois, ou se é amante, ou qualquer outro tipo, é dificil fugir e ninguém sabe quando e porque acontece, pois simplesmente é envolvente! Tem gente que nunca tem ou terá um(a) amante, pois nem siquer chega a conhecer qualquer tipo de envolvimento, pr diversos motivos. Então amante existe e vai existir sempre mesmo que existam pessoas prédispostas a não experimentar na teoria.

  • Mari diz: 23 de agosto de 2011

    Sou amante a 2 anos, é um relaconamente puramente sexual, mas existe carinho, nos preocupamos um com o outro, nos interessamos pelos assuntos um do outro, mas não existe cobranças, sempre ficou muito clara a nossa relação. Adoro ele, adoro estar com ele, adoro tudo nele, mas nunca me apaixonei por ele, meu subconciente sabe que não pode, acho isso até interessante, porque dizem que a gente não manda nos sentimentos né, mas nesse caso está dando certo, não sofro, não tenho ciumes e ganho o melhor sexo do mundo!

  • Aguida Rosa diz: 23 de agosto de 2011

    Concordo, realmente a “outra” é ser humano digno de pena, pois não tendo capacidade para conquistar por inteiro um companheiro, se contenta apenas com “meio” tudo, e acordem mulheres, em 99,99% dos casos você será apenas um “sexo fácil” ou uma prostituta para satisfazer a a curiosidade dos “machões”, o amor é algo muito mais completo e a “amante” nunca vai ter, pois mesmo se ele largar a esposa, a “amante” fica com os “restos” do que sobrou do “homem” que já sai desgastado e ainda tem que deixar a “carteira com a “EX” que essa sim, vai estar sempre presente de alguma forma, pensem ……..

  • Aldemir diz: 23 de agosto de 2011

    O grande problema é que o homem depois que casa, trata a mulher como esposa, mãe de seus filhos. Com o tempo isso esfria qualquer casamento. Ao contrário, tem que continuar amando e mantendo a relação acesa como antes de casar. A esposa é a sua amante oficial, com os mesmos desejos e fantasias. Antes de pensar em realizar alguma fantasia com uma amante faça com sua mulher, senão vem outro e faz por você.

  • Adriana diz: 23 de agosto de 2011

    Sou amante ou “amiga” como costumamos dizer e as vezes é difícil controlar todos os sentimentos e até onde ir, mas enquanto esta relação me der sexo perfeito, tardes ou noites de vida num mundo à parte, tudo está perfeito. Penso que se ele está comigo é porque algo falta em casa, pode ser algo mínimo mas falta. Ser amante não é necessariamente viver pela metade como foi dito por Si, no meu caso é uma escolha e quando estou com ele, nada é pela metade!

  • Ricardo diz: 23 de agosto de 2011

    Tenho que concordar com a Bianca, já tive amante para viver uma outra experiência o diferente o perigoso, mas depois de um tempo cai na monotomia e vc percebe que aquele relacionamento é frio não tem amor o ombro que te entende e sempre te da um amor incondicional em todos os momentos……

  • valeria diz: 23 de agosto de 2011

    Bem, ser amante é querer ser o plano B de alguém, porém podendo ter seu plano A sempre aberto às possíveis possibilidades. Fato é, que disponibilizar-se a ser amante, requer muito mais que bom senso, requer uma auto-estima imensurável, pois não há espaço nem tempo para as breves inseguranças da TPM… Ser amante é como comer sempre em restaurante, depois que você come não tem louça suja para lavar na pia…

  • BOURNE diz: 23 de agosto de 2011

    Só realmente sabe aquele que foi ou teve uma amante. Julgar é muito fácil..muito mesmo. Nunca subestime seus sentimentos, você não sabe o que a vida lhe reserva!
    O que é o certo? Ser feliz? como? existem regras? é possível quebra-las pra ser feliz?!
    Tudo na vida tem o lado positivo e negativo, a traição também.

    A consequência de uma traição pode ser uma grande experiencia para uma futura relação, mas terá um preço alto. Trair pode ser um vírus que você levará para sempre dentro de você, terá que mante-lo controlado, altos e baixos na vida é normal, aconselho a viver algumas experiencias na vida, pense nas consequências dos seus atos e masturbe-se antes de pensar em trair, durma com consciência tranquila!

  • Ana Paula diz: 23 de agosto de 2011

    Questão de ponto de vista… Por que a gurdura não pode ser, exatamente, a amante?

  • Vã diz: 23 de agosto de 2011

    É aquela coisa, depois tudo passa a ser igual, tive um amante por um ano, até que a razão simplesmente faltou e o promovi a marido, ledo engano quem pensa que tudo continuou ótimo … sem noção … é um casamento, rsrs. Contas a pagar, filhos, casa, trabalho, sexo de normal a bobo, só para não perder o jeito. Portanto, dentro da minha experiência, NADA DE PROMOÇÕES, cada um com seu cada qual.
    E o lance da amante ainda tem aquela história, comemora natal dia 23/12, ano novo dia 30/12, isso tudo em uma hora de motel, vivaaa, feliz ano novo !!
    É isso o que podemos chamar de felicidade ? Na real é uma escolha, escolha de uma vida vazia, sozinha … mas se isso te faz feliz … bora viver isso. Avisando com antecedência: o que sobra de aprendizado de tudo isso pode ser bem doloroso.

  • Pequena diz: 23 de agosto de 2011

    fui “amante” durante 8 meses…
    foi tudo de bom, nos conhecíamos há quase 10 anos, era lance de pele total…
    eu era a amante, mas não era exclusiva dele. nenhum dos dois se envolveu, eu pelo menos não!
    não sendo exclusiva dele, saia com outros caras… ele sumiu, eu baixei a guarda, conheci meu namorado e acabou… pelo menos pra mim, pq ele me liga até hj, hehe…pedindo pra repetir o que sempre fizemos: sexo pura e simplesmente, sexo bom, pegado e gostoso… mas pra mim não rola! se ele não tinha problemas em trair a mulher eu jamais faria isso com meu atual namorado!

    mas a outra situação, ser “namorada” de um cara casado, dever fidelidade pra mim não rola!!! sou adepta dos direitos iguais… isso sim é digno de pena!

  • Geovani diz: 23 de agosto de 2011

    Ter amante é complicado, pois, certamente nos complicaremos. Ter e manter uma amante é uma arte. Dependendo da rotina é praticamente impossível. Mas com certeza, conquistar uma amante, pelo menos para o homem, eleva a sua auto-estima, nos faz sentir mais homem, desejado, e com 100% de certeza, melhora o casamento. Creio que para as mulheres seja praticamente a mesma coisa. Busco essas sensações sem manter uma amante, creio que é melhor assim. Agora, sem demagogia, se minha esposa pensasse dessa forma e colocasse em prática esses pensamentos eu certamente não à perdoaria.

  • Soraya diz: 23 de agosto de 2011

    Realmente ser amante é ter alguem pela metade…, ja fui um dia, mas no decorrer dos meses era muito pouco , então voce tem que tomar uma decisão, ou se acomoda ou tem dignidade e termina!! porque o melhor da vida além do sexo é poder compartilhar uma vida por inteiro com alguem .

  • Carlos diz: 23 de agosto de 2011

    Conheci uma mulher linda no trabalho, casada, o convívio diário foi nos aproximando, passávamos mais tempo juntos, do que com os respectivos. Aconteceu o primeiro beijo, a primeira ida ao motel, as duvidas, os medos por parte dela, foi educada para ser fiel, mas afinal o que eh a fidelidade ? Eh não ser fiel aquilo que sentimos. Decidimos viver aquilo, não eh uma coisa para amadores, implica muitas sensações, as vezes maravilhosas, as vezes terríveis, fins de semana sem se ver, a noite dormir distantes, eu diria que eh algo entre o céu e o inferno, sem escalas.

  • Max diz: 23 de agosto de 2011

    Bom dia!

    Pessoal, realmente tudo se inicia pela proximidade que ambos tenham (ou são amigos ou colegas de trabalho), e somente ocorrerá a traição ou margem pra encontrar “a outra ou o outro” se as coisas não vão bem em casa. (Isso na maioria dos casos).

    Fato é que pra nós homens é muito mais fácil ser o outro, qual homem não quer um sexo fácil, sem compromisso e livre!!
    O problema é quando o papel inverte e as mulheres quando são a outra (todas sem exceção) querem ser a número 1 e ter o cara só pra ele se tudo for bom e maravilhoso! Não adianta dizer que vivo o momento por que sabemos sim, que lá no inconsciente vc queria o cara!

    O que ocorre então são fazes, primeiro a atração quase avassaladora, depois a paixão ardente (e paixão geralmente acaba quando não vira amor, porém acaba geralmente pro homem que já tem sua mulher e buscou aventuras fora) e vc que é a outra, com o passar do tempo completamente envolvida cai na desilusão dizendo que os HOMENS não prestam e tudo mais. mas Lembre-se você se permitiu a isto!

    No caso dos homens se apegarem e a mulher não querer nada, por incrível que pareça, é mais complicado, pq geralmente ficam pegajosos e nenhum mulher gosta disso.

    Não vou dizer que concordo ou discordo!
    Mas antes de cair numa fria dessa, não se iluda achando que ” com você será diferente” a coisas que não mudam!

    Pensem no caracter de vocês, pq depois amanhã você pode descobrir que foi o outro…

  • Felipe diz: 23 de agosto de 2011

    Como as pessoas gostam de julgar e querer determinar os sentimentos dos outros. Feio para mim é matar, roubar…a fome é feia…Agora querer dizer que um(a) amante é uma pessoa mal caráter é ser muito inseguro(a) de si pois isso para mim nada mais é do que uma demonstração de medo de perder seu companheiro(a) para outro(a).

  • Pri diz: 23 de agosto de 2011

    Sou amante e sou esposa. Sou a “outra” cerca de um ano e esposa cerca de 10. Essa relação extra conjugal é bem interessante, já fui enlouquecedoramente apaixonada por ele, hoje o vejo mais como um amigo que transa. Conversamos, falamos das inseguranças, de trabalho, casamento e etc. Mas sempre soubemos os nossos “lugares”. Tenho um sexo maravilhoso que com certeza não tenho e não teria em casa, porque as pessoas são diferentes e ele é ele, meu marido é meu marido, cada um com seu jeito. Já senti vontade de transformar o bife de picanha no tivial do dia a dia, mas depois de passado alguns anos, viraria o trivial. E não venham com esse papo que “não deixe cair na rotina”, pq só quem é casado sabe que mais dia menos dia ela te pega de jeito.

  • Angelo Rodrigues diz: 23 de agosto de 2011

    Pessoal, esse negócio do bife, é muito relativo, e a analogia serve para os dois lados. Casamento não é a plenitude da vida, há sim, de respeitar as escolhas. Eu já fui casado por mais de uma vez, e descobri que a rotina é mortal. Hoje prefiro minha independência, e já fazem alguns anos. É muito, mas muito melhor viver os momentos e dar qualidades a eles. Eu nunca vou ter saudades das brigas bobas e idiotas, das negociações diárias sobre programas que devem ser assistidos, ou quais bens tem prioridades de serem adquiridos. Nunca mais quero aguentar uma TPM, prefiro comer uma pizza. Assim, posso ser o amante, ou ser o solitário, mas eu decido qual momento quero viver. O homem (no caso eu) não deve aceitar a mediocridade da vida, o “fazer de conta que não ouviu”, desculpem se pareço machista, mas o único amor incondicional são meus filhos, o resto, por favor, me perdoem, o resto tem que servir para me dar alegrias, ou então perde o sentido. Ou alguem acha que devemos sentir prazer em “aguentar” alguém.

  • Decamorena diz: 23 de agosto de 2011

    Ser amande pode ser muito bom quando vc tem em mente que são momentos de sexo,diversão, alegrias e que vc esta ali .
    Ser amante é ter na pele o cheiro que atrai, no corpo a resposta aos desejos do outro, Ser amante é nunca ter que ouvir sobre o saldo do banco, e não ter que ouvir sobre as notas ruins dos filhos na escola, e não ter que dividir as coisas ruins dos relacionamentos.
    Ser amante é ir ao cebelereiro, fazer unhas, depilação, massagem e estar sempre linda! em alguns casos ser amante e ter o privilégio de conhecer lugares, restaurantes, ir ao teatro, e até mesmo viajar para desfrutar um final de semana (durante a semana) com direito a comprinhas em algum shopping fora da cidade, é desfilar de mãos dadas na praia, beijar-se ao ar livre, tomar vinho e fazer sexo em frente a lareira… e muitas outras coisas, só que vc não é a titular! e seu amante sabe conciliar as agendas rsrrs e vive bem com as duas !!!
    Ser amante é uma arte que infelizmente é para poucos!

  • ANA diz: 23 de agosto de 2011

    Acho que a pessoa que se sujeita a ser amante é pq tb lhe falta coragem de ir atras de algo mais concreto, no começo é tudo maravilhoso, mas qdo vc precisa de um ombro amigo infelizmente não tem com quem contar, ou em um domingo chuvoso ir ao cinema, ou dar um pesseio de maos dadas na Redenção, ir em um casamento, nada mais é que uma vida vazia sem graça que vc acha que é suprida por algumas poucas horas na semana que vc ganha de sexo, tudo as escondidas parecendo que é uma ladra uma fugitiva, acho que isso é muito pouco, além do risco que corre de se apaixonar e ficar na mão pq essa historia de que vou laragar minha mulher pra ficar com vc nem na novela das 9 da certo, acho que merecemos mais muito mais, merecemos respeito e respeitar tb, pq amanhã pode ser vc a esposa e ai vc vai gostar de ser enganada????? Merecemos carinho, atenção, companheirismo, temos que nos valorizar tem tanta gente solteira e bacana por ai, não precisa ter um relacionamento serio, mas tb não precisa viver se escondendo, tendo horarios para ligar ou melhor ficar ao lado do telefone disponivel para qdo ele pode te procurar, nossa só de pensar isso me da uma indginação a falta de AMOR proprio, pense se realmente valhe a pena, sou casada e abomino todas as muheres que se sujeitam a ser amantes, penso que se falta algo em casa eu posso tentar melhorar e se não der que cada um corra atras do que é bom pra si, sempre agi assim e me orgulho muito disso, agora enganar tanto a mulher qto ao homem acho a maior canalhise que alguém pode fazer, vc se dedicar a pessoa pra ela ta comendo outra na rua, nossa não posso nem pensar nisso, mas acho que cada um sabe o que é melhor pra si mas pense se realmente isso vale a pena?????????????

  • pati diz: 23 de agosto de 2011

    Bom dia pessoal… Sou casada a 7 anos com o meu pirmeiro namorado. Tenho 27 anos namoro com eles desde os 15 anos (ambos tem 27 anos)… descubrimos “TUDO” juntos, temos um filho de 5 anos e neste ano comecei a refletir que estou querendo algo a mais… Talves conhecer outras pessoas, fazer coisas que nunca fiz, enfim… A realidade que encontrei alguem este ano que mexeu comigo. Ele é 10 anos mais velho que eu, separado e nos falamos por msn. Sinto receito de me envolver pelos votos que fiz a 7 anos atras, mas não por mim… Por isso, resolvi deixar um comentario também, pois tem muita gente que adora rotular as pessoas que tem ou são AMANTES… Gente! quem nunca teve vontade de se aventurar que atire a primeira pedra. Na minha opinião existe dois grupos de pessoas no mundo: os que tem amantes e os que ainda não se encontraram com alguem absolutamente encantador, e para esse grupo é apenas questão de tempo… Bjos…

  • Josi diz: 23 de agosto de 2011

    Felipe, está tudo bem para você que a mulher que você ama tenha um amante?
    Que ela minta para você dizendo que está trabalhando, quando na verdade passa a tarde no motel com outro cara?

    Não seja hipócrita! É legal quando você não é o corno né?

    Sinceramente, acho que para aceitar ser amante a pessoa primeiro tem de jogar sua auto estima e dignidade no lixo, para assim se contentar com migalhas. Pior ainda quando o cara deixa claro que não vai largar a mulher!

    Engraçado é que as vezes a amante vira oficial e acha que ele nunca mais vai trair. Doce ilusão…

  • Decamorena diz: 23 de agosto de 2011

    Realmente ser amante é uma arte, não é para mulheres que se sentem “amadas” sem achando que estão seguras atrás de um casamento que muitas vezes é falido só não é conluida a “falencia”.
    Ser amante não é ter falta de amor, mas sim ser independente em suas decisões e saber trabalhar com os sentimentos advindos de tal relacionamento.
    Ser amante realmente não é para mulheres que se escondem atrás de namoros sem graça, muitas vezes sustentando relacionamentos, por que não podem se privar de ficar sozinhas por alguns momentos.
    Ser amante é saber que vc vai ficar determinados dias sem a presença fisica do outro, mas o que não impede de vc gostar e viver cada momento junto desta pessoa.
    Ser amante realmente não é para mulheres qe acham que casamento é tudo! e que não se importam em saber se o seu marido esta feliz ou se ele precisa de alguma coisa amais do que roupa lavada, comida na mesa e uma baba para seus filhos…
    Realmente ser amante é para poucas, pois é melhor viver um relacionamento diferente do que ser esposa e ser coberta de porrada como algumas que ai estão defendendo seus casamentos, por se encontrarem de forma acomodada em seus casamentos.
    Muitas vezes é melhor ser amante do que ter a ilusão de que o casamento vai muito bem.

  • Rolim diz: 23 de agosto de 2011

    Bom dia!

    Na maioria das vezes a pessoa trai porque esta em busca daquilo que não recebe, quando o diálogo já não existe mais, quando o brilho dos olhos já não mais o mesmo a saída, aparentemente mais fácil, é a traição.

    Um dia, em nossas vidas, desejaremos ser confiáveis e aprender a confiar mas, existe alguma possibilidade de se acreditar em alguém que trai?

    Abraços

  • Pensador diz: 23 de agosto de 2011

    Olha, tenho 30 anos e tive muitos relacionamentos na minha vida…alguns sério e várias aventuras sexuais. Apesar de relativamente jovem, já transei como aproximadamente 100 mulheres, sendo que desde a perda da virgindade até hoje (15 anos), namorei firme uns 10 anos, mas sempre traindo…hoje estou em uma relação firma há quase 03 anos e não traio minha “namorida” pelo fato de que, ao menos por hora, pela 1ª vez estou amando de verdade. Então minha dica: não vale a pena trair…é melhor cair fora. E o que eu penso dos homens que traem com mulheres casadas é que são uns otários (eu era um otário), pois tem uma mulherada livre dando sopa por aí…galo é o que pega mulher resolvida e não mulher carente por problemas no casório! Abraços

  • Vítor Hugo diz: 23 de agosto de 2011

    Senhores não se iludam….mulher é tudo igual…chega uma hora em que devemos mandar a amante caminhar e arrumar outra…pois se não fizer isso a amante fica com as unhas grandes e a fim de tomar o lugar da esposa. Por isso, cuidado, amante tem prazo de validade. Vítor Hugo

  • Sheila diz: 23 de agosto de 2011

    Olá!!!

    Já tive amante durante quase um ano, mas quando percebemos que estávamos nos envolvendo demais, optamos por não nos vermos mais.

    Não concordo com quem diz que ser amante é se contentar com metade. Muito pelo contrário… é saber exatamente o que queremos e desejamos naquele momento/situação. Pode até ser que viva pela metade a amante que se apaixone pelo cara. Mas isso não pode ser generalizado.

    Sexo sem compromisso e exigência é ÓTIMOOOO… não tem nada de metade aí não!!!!!!

  • Sheila diz: 23 de agosto de 2011

    Caros sambacancioneiros… quero saber se vocês:

    Sobre a “amante”, a Aguida Rosa escreveu que “em 99,99% dos casos você será apenas um ‘sexo fácil’ ou uma prostituta para satisfazer a a curiosidade dos ‘machões’ “.

    Vocês concordam????????????????????????

  • Josi diz: 23 de agosto de 2011

    Decamorena, e por que não viver toda essa relação que você citou com uma pessoa que não tem compromisso com ninguém? Por que não ter um relacionamento aberto e deixar bem claro para todos os envolvidos do que se trata a relação.
    Não sou contra este tipo de relação aberta, desde que todos estejam cientes disso.

    Agora, pra que é necessário que uma pessoa seja desrespeitada? Pra que é necessário que uma pessoa seja enganada? Pra que? Pra a “amante” se sentir “poderosa”? Isso pra mim soa como falta de auto-estima.

    Você diz:
    “Ser amante realmente não é para mulheres qe acham que casamento é tudo!”
    Eu não acho que casamento é tudo, mas respeito e lealdade sim estes são indispensáveis.

  • Adriana diz: 23 de agosto de 2011

    Gente, este post realmente está rendendo hein! Mas até agora senti no ar o medo da traição….há mulheres falando aqui como se já soubessem da amante do marido e aproveitando pra mandar o recado de “eu sou a oficial”…O negócio é o seguinte, cada um no seu quadrado, fazendo ou sendo aquilo que lhe dá prazer e satisfação…Onde está o livre arbítrio? O que é ruim pra você não pode ser bom para o outro porquê?

  • Si diz: 23 de agosto de 2011

    Decamorena, não acho que ser amante seja uma arte para poucas, acho que é para quem consegue separar sentimentos e emoções, ou simplesmente não está apaixonada

  • Ricardo diz: 23 de agosto de 2011

    Embora o meu nome seja Ricardo, algumas vezes já fui favorecido pelo codineme de Ricardão. Seguindo a linha culinária… É muito bom quando se come a picanha sem ter que sujar as mãos , preparar o fogo e ter que limpar o espeto depois. Puro prazer.

    Tem gente que adora uma picanha bem servida e vivirá a vida inteira assim. Tem gente que aprende ao longo da vida o valor e o prazer do ritual da preparação e de ver a alegria nos olhos a quem se dedica o churrasco.

    São momentos. O vazio bate. Muitas vezes busquei o botão de eject para quem estava ao lado, mas o respeito e cavalheirismo com aquela mulher que se sentia sozinha e mal amada pelo seu companheiro, ou apenas tomada pelo tédio, me faziam (no mínimo) respeita-la e servir de consolo. Mas não durava. Ser o Ricardão é isso: um consolo ou aventura para as horas delicadas.

    Aprendi rápido uma boa regra para Ricardão não se sentir tão vazio depois: sobremesa que se repete mais de 3 vezes, vira prato principal. Melhor é repetir pouco e ficar com aquele gostinho bom na boca (ou no corpo e na alma).

    Aliás, regras para um bom Ricardão tenho várias e aprimoradas por várias experiências. Desde como dar apoio e suporte a ela para que o marido não desconfie, de como fazer que ela não tenha culpa e se sinta bem… e por aí vai.

    O pior que pode acontecer na fase plena de Ricardão, fora a possibilidade de ser descoberto (sorte que nunca fui), é ela dizer que vai largar tudo pelo Ricardão (algumas vezes ocorreram). Jamais!!! Seria a ruina da vida dela e minha. Melhor é servir de console e consolo.

    Mas pior mesmo, era o que restava (bem de restos mesmo) depois para mim Ricardão: ela(s) no mesmo vai e volta eterno com o marido e eu perdendo tempo e oportunidade de estabelecer uma relação legal com alguém (afinal ser um bom Ricardão tambem exige dedicação e tempo).

    Hoje, dada a quantidade de amigas do Ricardão, me encontro por um lado com muita vontade de amar e cumprir com todo o ritual do bom assador (aprendimuito com os erros dos outros), mas ao mesmo tempo sem muita ilusão de encontrar uma mulher que saiba realmente se permitir ser amada ou olhar nos olhos e dizer quando não dá mais. Falam de nos homens, mas estarão minhas amigas preparadas para algo mais que uma válvula de escape?

    Comerei novamente uma picanha??? Assador, cuide bem da sua carne, pois se não fizer, o Ricardão tem grandes chances de aparecer. Nem que seja para tirar uma lasquinha.

    Uma hora dessas, encontro a minha picanha para assar. E com todo o ritual e com todo o carinho para ela ficar no ponto.

  • Franco diz: 23 de agosto de 2011

    Bianca e Ana…concordo com vocês;
    É cômodo ser amante! levante as trochas e vá buscar o que quer ou o que lhe falta.
    atrás da porta o que vc faz…??

  • Zeca diz: 23 de agosto de 2011

    Como pode alguém, na idade adulta, aceitar uma vida dupla, se privar da vida pública tranquila para viver o amor às escondidas?
    Se é por sexo, no casamento isto tá mal resolvido.
    Se é por falta de amor, o sujeito não se resolveu na sua relação.
    Ou seja, quem aceita viver com amante, não foi capaz de se controlar ou se resolver na vida de casado.

  • Bianca diz: 23 de agosto de 2011

    LI o comentário do ‘pensador’ onde ele escreveu: “galo é o que pega mulher resolvida e não mulher carente por problemas no casório” Achei ótimo o exemplo afinal gente chata e frágil não costuma ser nenhum pouco exigente, o que fica fácil desfrutar de um sexo maravilhoso porem sem nenhum outro bônus afinal se discute o que?! o relacionamento oficial como gente assim não se sente suja!? quanta falta de amor próprio e iniciativa de mudança que vai alem sustentar uma falsidade!

  • Cris diz: 23 de agosto de 2011

    Adorei o post, diria que foi o melhor de todos. E os comentários então, mto bons também. Não há nada de certou ou errado, cada um expôs sua opinião, seu modo de ver a vida, os relacionamentos, o ser ou não ser amante. Acredito que depende mto do que queremos, do momento que estamos vivendo. Hoje acho ótimo ser amante, não quero outra vida, mas amanhã, quem sabe eu mude de ideia e não queira mais ser só amante. Somos mutáveis, o importantes é sermos / estarmos felizes. Parabéns !! Adorei !!

  • diogo diz: 23 de agosto de 2011

    Alguma afim de ser amante ou ter um amante ?

  • Deise diz: 23 de agosto de 2011

    Aguida Rosa levou muito chifre pelo jeito, com tanto odio no coração.

  • Vavá diz: 23 de agosto de 2011

    Ora.. Sou fã do BLOG, muito bom meso!! Esse sentimento de amante é pura adrenalina, é quimica mesmo, quando a pele não fica longe e quer estar perto mesmo, mas somente nos momentos que podemos estar perto. Depois cada um com sua vida e sua rotina, com seu marido ou sua namorada. É muito bom quando estamos juntos, mas sempre tem hora marcada para ir cada um pra sua casa, e voltar a rotina; se encontrar no dia seguinte e continuar com todo desejo de antes.

  • Alessandra diz: 23 de agosto de 2011

    Na minha opinião quando agente trai, estamos traindo nós mesmos!!!
    infelizmente no mundo de hoje a fidelidade é difícil em um relacionamento, são pessoas incapazes de amor o outro e a´sí próprias. Sou contra a traição, se não tenho em casa, procuro conversar e não trair, ou até mesmo que termino o relacionamento, pra que estragar uma relação? sejamos sinceros, e nunca podemos esquecer que o mundo dá voltas!!!

  • Nilton diz: 23 de agosto de 2011

    Amante….. é só sexo, por sexo e para o sexo!

    Quando há um envolvimento, a coisa acaba. E é só isso.

  • Ana P. diz: 23 de agosto de 2011

    Hoje tive certeza de que esses textos realmente são postados por homens e por Homens com H muito maiusculo.
    E explico: UMA MULHER JAMAIS CONSEGUIRIA COMPARAR UMA RELAÇÃO COM UMA REFEIÇÃO!!!!!rs
    E foi perfeito.

  • Será que devo me casar? diz: 23 de agosto de 2011

    O Angelo disse tudo!
    Tá certo que sempre sonhamos com um belo casamento…mas e depois? filhos? e depois? Tenho medo de casamento…e ainda mais da rotina!

  • jairo diz: 23 de agosto de 2011

    Ser amante realmente é muito prazeroso para homens e mulheres,mas a relação é falsa, pois vivemos somente os momentos felizes com eles ou elas, e nos necessitamos dividir a nossas vidas com alguem,os amantes ficam somente com a parte boa de um relacionamento, isto é sem filhos para se preocupar ,sem contas para pagar, enfim sem o dia a dia ,na realidade não conhecemos bem nossos amantes,não convivemos com eles para sabermos.Quando traimos devemos ter cuidado para sabermos se é paixão, ou apenas uma fuga, ja que a grande maioria não deixa a pessoa que traí, será porque os amantes não querem compromisso . Acho engraçado esta relação de amantes, ja que não queremos levar para casa nossos amantes e torna-los nossos companheiros diarios, seria em pouco tempo a mesma coisa que com a atual (marido , esposa).As vezes somos felizes com o que temos em casa e não valorizamos ou melhor não sabemos tratar de nossas devavenças cotidianas. A pessos que traí não tem noção, naquele momento especifico, só depois quando toda sua vida vai se esvaindo é que se da por conta que não valeu a pena, pois era só sexo e nada mais.Homen ou mulher que se separa de seus relacionamentos estaveis para ficarem com seus amantes, nunca ficam tranquilos pois sabem que o outro traí.Muitos acham que trair é ser moderno, eu particularmente acho que é vingança.

  • Ju diz: 23 de agosto de 2011

    Olá, tenho apenas 22 anos mas já vivi essa experiencia de ser amante, na verdade acho que fui um pouco ingenua no começo, ele era 15 anos mais velho, tudo começou por acaso e eu sabia que ele era casado já a 13 anos, mas aos poucos fomos nos envolvendo e tudo era tão bom, rolava uma química entre nos que nunca me aconteceu com outra pessoa antes combinávamos perfeitamente. Mas aos poucos fui percebendo (através de conselhos de uma grande amiga) que só o que ele queria era sexo e me contar dos problemas que ele tinha com ela, eu já estava me apaixonando, ele sumia por um tempo (2 ou 3 meses) e depois aparecia de novo querendo me ver, mas não pra saber como eu estava e sim para irmos para um motel. Com o tempo fui me ligando que realmente eu não significava nada para ele além de sexo. A forte atração que sentia por ele foi acabando e fui conseguindo desistir dele e ter nojo por ele trair a mulher dele, e me senti muito culpada também, porque se não quero que façam comigo porque que vou fazer para os outros???
    Hoje estou com outra pessoa, temos apenas um rolo, ele é solteiro, e adoro ficar com ele nos damos super bem também, eu sou fiel a ele mesmo sendo só um ficante, pelo menos não vou ficar com peso na consciência.
    O outro me liga até hoje, mas bloqueei o numero dele no meu telefone, por varias vezes que eu estava com o atual ele me ligou mas nunca atendi, ate que decidi bloquear ele.
    A todas as amantes: se liguem homem nenhum que seja casado vai te dar o valor que vc merece, vc é apenas objeto de desejo sexual, seja capaz de ter um só para você, sempre é hora de mudar!
    Bjos …

  • Franco Kavalero diz: 23 de agosto de 2011

    Tenho uma mulher casada ha 16 anos e nosso segredo tem um envolvimento sentimental muito grande.E não é por safadeza nenhuma pois justamente o segredo é o pilar principal da situação.Mesmo por que o nosso compromisso não está registrado em nenhum lugar, não temos um juiz, pai/mae ou qualquer outra forma de resgate no caso um briga/desentimento grave.Sou separado atualmente a 2 anos, e sou incrivelmente fiel a esta mulher,sem a menor possibilidade de procurar algo que me falte até que tenhamos a chance de nos encontrarmos.Algo assim é uma vez só na vida, e pra poucos também.

  • Franco diz: 23 de agosto de 2011

    Uma pesquisa da London School of Economics aponta que homens com o QI mais alto têm menos tendência a trair suas mulheres. Por isso, a relação entre a fidelidade masculina e a inteligência é um sinal de evolução. Os cientistas não encontraram evidências semelhantes em relação ao comportamento feminino;
    O ser humano só enxerga um palmo na frente do nariz mesmo, pois exige e critica os outros, mas ACEITA fazer coisas erradas e PENSA que age a favor do mundo; a INFIDELIDADE é a CORRUPÇÃO do casamento; ora bolas, vivemos o dia todo criticando políticos pela corrupção na sociedade, mas somos incapazes de bani-la dela dentro da nossa família que é a primeira sociedade que construímos;
    será que ética não começa por aqui pela sociedade chamada família???
    abraço;
    belo post….

  • Gaúcho diz: 23 de agosto de 2011

    Nunca fui “Ricardão”, embora tivesse tido chances… Nunca coloquei “outra” nas minhas relações, embora também tivesse tido a chance…

    São meia-relações, e eu não gosto das coisas pela metade. Como disseram aí em cima, sou viciado em dormir de conchinha; em fazer a barba de manhã enquanto ela toma banho e a gente troca idéias sobre o dia; em acertar os ponteiros sobre todos os assuntos com respeito e dedicação; em aceitar as diferenças e aproveitar as semelhanças; em fazer planos para o futuro, e mudá-los de acordo com a conveniência de ambos, sem culpas nem críticas; em confiar um no outro; em não criar crises onde não existem; em ser ciumento para mostrar desejo, mas não ao ponto de ser doentio…

    Onde o relacionamento não é inteiro, pulo fora. Tenho o direito de procurar aquilo que desejo, mas não às custas do relacionamento de outros. Se o casamento de uma mulher vai mal e ela acha que sou solução, já aviso: não sou!

    Como disse Nélson Rodrigues: “Minha amante é muito safada; de tarde trai o marido comigo e de noite me trái com ele…”

    Sejam mulheres de verdade e procurem homens de verdade.

    Mas não me procurem; minha relação atual é completa, e eu espero que seja a última da minha vida!

  • Si diz: 23 de agosto de 2011

    Franco
    a coisa é mais ou menos assim:
    - quando EU erro é porque tenho um bom motivo, seja qual for esse motivo, as minhas razões são sempre nobres, sou um pobre sofredor e isso justifica meus atos
    - quando o OUTRO erra, ah! ele faz pois é safado, tinha uma vida ótima e mesmo assim sacaneou

  • Mi diz: 23 de agosto de 2011

    Pois é gente…a Si disse tudo…
    aí fico pensando o que esse povo achava de traição ate ser o outro….
    e ai????

  • eduardo menezes diz: 23 de agosto de 2011

    ter uma amante é a pior coisa que existe, conheci uma pessoa, no inicio foi aquele olhar descompromiçado, depois um oi, a relação foi esquentando e acabamos tendo um caso que durou dois anos e meio, havia uma diferenca muito grande de idade contra mim é claro, é triste quando acaba mas chaga um momento em que se faz muitas cobranças de ambos os lados e bate aquele desgaste na relação. muitas vezes é uma data tipo natal, ano novo, etc, e vc não pode estar com aquela pessoa é um sofrimento duplo. mas posso afirmar a todos a pior tristeza é quando se está cercado de pessoas e por dentro a jente se sente sozinho.

  • Leonardo diz: 23 de agosto de 2011

    Sinceramente, li todo o blog, todos os post’s, e estão todos de parabéns.
    Não exsite um comentário fraco, todos de firme e cada um do seu jeito, defendendo seu pensamento sem criticar o ponto de vista do outro.
    eu não sei o que falar, pois tenho muita vontade de procurar em outro ugar, e tenho certeza que conseguiria isso, mas fica a dúvida, SERÁ QUE VALE A PENA? SERÁ QUE ELA PENSA O MESMO?
    Por isso, acabo não cometendo este erro, e acabo me contentando com a monotomia do namoro e aceitando as vontades dela. As vezes sofro, mas ao mesmo tempo, sei que não me vejo vivendo sem ela do meu lado.

    Pessoal, mais uma vez, PARABÉNS PELO BLOG DE HOJE!!!!

  • ANA diz: 23 de agosto de 2011

    PARA DECAMORENA:

    Depois de tudo isso que vc escreveu nao tenho duvida nenhuma de que vc é amante de alguém, nossa e lendo isso parece que vc esta discrevendo uma super heroina, fala sério, pq ser casada tem que ser obrigatóriamente um fracasso, parece papo de mulher mal amada que nunca conheceu alguém que realmente vale a pena e viveu algo verdadeiro pq esse cara que te leva pro Motel com toda certeza vc é só mais uma só mais um caso alguém pra ele dar uma, ja que com a mulher deve estar com algum problema e não é homem suficiente para resolver, que papinho furado de quer ser amamnte é uma arte ser independente de decisões(é tão independente que tem que ficar se escondendo e dependendo da boa vontade dele e disposição para dar uma) sim né deve ser isso pq não é vc a corna da historia, depois que os homesn taxam as mulheres de vagabundas ta ai é esse tipinho de gente que detona com o resto das mulheres, com tanta gente boa solteira por ai que só quer aproveitar, não, tem é que mostrar que é superior e detona o relacionamento dos outros, que por incrivel que pareça ja vi casais nos quais se dão super bem em tudo a mulher é linda mas o homem é um baita p… no c…. que não pode ver um rabo de saia que parece cachorro correndo atras da cadela no siu, olha sou casada bem casada feliz e cheia de planos para o futuro.

  • Patricia diz: 23 de agosto de 2011

    Muito fácil julgar ou rotular.
    Frases prontas,frases de efeito..quero ver viver a situação,e sentir na pele.
    Na minha opinião se nao viveu a situação,nao tem como sair julgando,abraço!

  • Naira diz: 23 de agosto de 2011

    Só para os que se acham “garanhões”que pegaram mais de 100,que largam uma e pegam outra,que acham que mulher é tudo igual:

    “O VERDADEIRO HOMEM NÂO É AQUELE QUE CONQUISTA UMA MULHER DIFERENTE POR DIA,MAS SIM AQUELE QUE CONQUISTA A MESMA MULHER TODOS OS DIAS.”

  • P.Amigo diz: 23 de agosto de 2011

    Já tive inúmeros “casos” com mulheres casadas e com solteiras tb , eu sou casado à mais de 10 anos . Nunca , em hipótese alguma falei de qualquer problema de meu relacionamento , isto é um assunto muito pessoal , jamais dei margem para crêrem que eu largaria a minha mulher .
    Meu negócio sempre foi de ser o “PA” delas e com isso elas se libertavam de qualquer pudor , pois tb queriam sexo pelo sexo e acabavam botando suas fantasias para fora.
    Quase todas tinham seus dramas pessoais (carência ? talvez…) , até mesmo as solteiras .Mas além de eu ter uma cara de safado , agia como um psicólogo , aconselhando e sendo um bom ouvinte , um amigão mesmo , não sei dizer se alguma realmente se apaixonou por mim , ah , mas se hoje eu as encontrar sozinhas na rua elas balançam , ah balançam .
    Creio que depois de se sentirem mais seguras e desejadas , elas começavam a namorar sério e algumas até casaram e tiverem filhos depois , mas todas se tornaram minhas amigas .
    Como o interesse de ambos era muito claro , quando surgia alguém interessante , naturalmente as coisas esfriavam e era isso… tudo terminava sem cobranças .
    Tenho certeza de que todas , inclusive as casadas , querem no amante apenas um bom ouvinte e um cara que não as julgue se estiverem erradas ou com medos bobos e depois… possam comemorar com um sexo gostoso e bem pegado.
    Pois é , Homem Cachorro ….Objeto Sexual , fazer o que ? se nós nos contentamos com tão pouco….AUAU

  • APRECIADOR diz: 23 de agosto de 2011

    Já tive vários casos ,mas nunca me considerei como um amante,acredito ser muio mais do que algumas saídas semanais por algum tempo.Perdeu a graça. O principal hoje é estar com minha esposa e sentir um prazer muito grande de estar junto com sexo ou sem sexo e acima de tudo que está sendo honesto ,sem medo de nada nem de ninguém.

  • Clair de Lune Spencer Saint-Claire Williams diz: 23 de agosto de 2011

    Comparar relacionamentos afetivos, seus prós e contras, suas venturas e desventuras com um bife de picanha é a coisa mais gaudéria, bronca e patética que eu já vi. Sei que escrever num blog, como trabalho remunerado, é dose! Todo dever enche o sacrossanto de qualquer um…Mas, o hábito faz o monge e quem tem talento para isto, acaba tirando de letra. Algumas vezes a coisa sai de dar dó! Nesta historinha, por exemplo, o Edgar merece ser sempre e apenas um amante eventual de motel. O homem é tão raso qto uma sandália de plástico. Qdo a Marta diz ñ abandonar o marido nunquinha, apesar das brigas e toda a carência, revela o qto o Edgar é trivial e sem charme, sem fortuna e dispensável. Apenas um homem para fazer parte de aventuras sexuais de uma mulher necessitada. Se o cara fosse um sedutor convincente, um amante gostosão e completo, um homem que sabe fazer uma mulher subir aos céus e depois despencar, querendo mais, mais e mais, duvido que a tal de Marta ñ desse um ponta-pé no maridão, mesmo que esse fosse um gerdau, visto que o pobre Edgar está querendo mais “gordura” em sua vida. Vai ficar querendo, pelo menos com a Marta. Mas, como ele é um dos nossos, devorando picanhas por aí e pensando na vida q leva, pode ser q ele ache uma mulherzinha gordurenta e encalhada, dando sopa e… case. Então, Edgar, o toleirão, verá o q é bom para a tosse – como diz minha vovozinha querida do meu coração!

  • Moço diz: 23 de agosto de 2011

    Situação difícil. Hoje aconselho ao caros e caras leitoras deste blog a não se meterem nessa. A vida fica dupla! O coração e a cabeça começam a não dar conta. Ainda mais quando a amante é deliciosa, topa tudo comigo e ainda por cima quer ficar comigo. Está aceitando ser a outra… e no outro lado, a pessoa que te espera no final do dia, pra uma jantinha, te ajuda nas dificuldades, nas dores, tá com a gente nas viagens, cama, sofá, café da manhã… e que intuitivamente tá sentindo que algo está fora do lugar. Divórcio à vista, infelizmente… e pior, nem com a amante vou ficar depois.
    Cai demais o nível da relação oficial. Se pudéssemos realizar com a esposa todas as loucuras e delícias que fazemos com as amantes, acho que teríamos o melhor em todas as relações de longa data. Então, amigos e amigas, se pintar uma oportunidade excelente, aproveitem, mas uma única vez e depois tchau!
    Não sou religioso, mas na Bíblia diz: “Você não pode servir a dois senhores ao mesmo tempo.” É mais ou menos por aí. O dinheiro sai fácil(motel, presentes, gasolina, um chopp aqui, um vinho ali…), as mentiras aumentam, a parceria diminui, e nossa mente fica focada na outra. É como dirigir olhando o retrovisor.
    Abraços e cuidem-se!

  • Si diz: 23 de agosto de 2011

    Moço
    mas porque PQP não pode realizar com a esposa todas as loucuras e delícias que fazemos com as amantes?

  • Angelica diz: 23 de agosto de 2011

    Nunca fui amante e não vou dizer que nunca seria pois a gente não sabe o que pode acontecer mas, se é pra investir em uma relação investiria na sólida, e não em algo que a possa vir a ser passageiro! Infelizmente nesses casos alguém sempre sofre mas, assim como poder não dar em nada pode surgir um relacionamento duradouro!!Cada relação é única e cada qual sabe o que busca… só basta aproveitar!!!
    ;)

  • Claus Kruger diz: 23 de agosto de 2011

    Embora eu não me considere machista, acredito que minha opinião possa ser considerada assim (embora seja a mais pura verdade):
    - 99% dos homens que traem buscam sexo e só isso. Logo, se você for a outra, esteja ciente disso: ele não vai largar a esposa, ele não vai assumir você, ele não vai te levar pra passear no shopping ou na viagem de férias.
    – 99% dos homens que traem 1 vez, traem sempre. Ou seja, mesmo que ele largue a oficial para ficar contigo, é bem provável que não se satisfaça só com você.

    Por fim, quero dizer que não existe mais covardia do que enganar alguém que te ama. Seja homem de verdade (ou mulher) e dê uma chance para que seu parceiro/a seja feliz com outra pessoa, caso ele decida assim (ele pode escolher “dividir” você ou não…mas isso depende dele/a).

  • Gabriel diz: 23 de agosto de 2011

    Discordo completamente, os Amantes vivem a parte melhor do relacionamento, vejam só, não vivem juntos, sendo assim não tem desgaste do casamento, estão sempre com saudades um do outro. Não precisam compartilhar problemas internos e financeiros, vivem como namorados e isso é muito bom. O sexo funciona melhor por causa do tempo que ficam afastados, tendo que aproveitar a cada minuto. É muito bom ser amante mesmo.

  • Decamorena diz: 23 de agosto de 2011

    Para quem servir o chapéu!

    Dizer-se bem casada, não significa estar muito bem casada e bem resolvida, existem pessoas que pautam suas vidas conjugais em outros pilares que nao o do sexo e cumplicidade, nõa as julgo e desejo a elas felicidade.

    “Depois de tudo isso que vc escreveu nao tenho duvida nenhuma de que vc é amante de alguém, nossa e lendo isso parece que vc esta discrevendo uma super heroina, fala sério, pq ser casada tem que ser obrigatóriamente um fracasso” Não falei que ser casada é sinonimo de fracassada! mas que muitas relaçõaes são doentias sim são, e muitas pessoas não consegume enchergar alem do proprio umbigo, e quando o relacionamento termina é que chegam a conclusão que poderia ter sido diferente.

    Se fui amante ? sim e não me condeno por isso foi uma ótima fase da minha vida, a fase da libertação, das vivências e do auto conhecimento, pois quando vc tem que enfrentar situações de saia justa por conta deste relacionamento clandestino, vc aprende a viver de forma diferente, a ver as coisas com outros olhos, realmente se os sentimentos forem claros a relação tende a ser leve, mas as mulheres em sua maioria querem ser as titulares e ai melam tudo, se o homem não tem coragem para se desfazer o que tem em casa ? problema dele! eu não quero nem ouvir o por que… apenas vivo e mUUUUUUUUUUito!!

  • Paulo diz: 23 de agosto de 2011

    Si….as vezes a parceira nao topa tudo…e aí !? vc vai obriga-la a fazer o que nao quer ? trocar de esposa mesmo amando aquela pessoa !? não é tão simples como vc pensa…

  • Luana diz: 23 de agosto de 2011

    Olha, nunca fui amante e jamais serei, porque eu acho sim que é falta de caráter dos dois… Se envolveu sem saber? Tudo bem, termina e segue a vida, ou cobra um termino na hora! Realmente ninguem merece migalhas de relacionamento!
    Se eu descobrisse? Terminaria, lógico! Não conseguiria confiar mais e pra mim a confiança é a base de tudo!
    Sonhadora? Pode ser! Mas prefiro sonhar e quem sabe encontrar alguem que tenha os mesmos principios que eu do que ter alguem que eu não confie ao lado.
    E até agora encontrei isso no meu namorado de 1 ano e meio. Espero que ele seja fiel sim, como eu sou!

  • OIIOO diz: 23 de agosto de 2011

    Boa tarde, eu sou amante, mas do meu ex-marido, levamos uma vida muito turbulenta cheia de brigas e ciumes de ambas as partes, enfim o casamento acabou, ficamos separados literalmente por 6 meses mas o amor era + forte eu morando em outra cidade, nos vimos muito por causa do nosso filho na epoca com 2 anos, e com esses encontros acabamos um nos braços do outro, foi uma sensação que nunca tinha sentido antes…. foi maravilhoso…. então descidimos nunca + voltar o casamento, e sermos amantes, até um cansar do outro. É uma experiencia otima na minha vida… vivo muito bem com o meu filho…. quase todos os finais de semana nos encontramos e vira um fogo muito bom….

  • Rolim diz: 23 de agosto de 2011

    O mante de hoje pode ser o chifrudo de amanhã, é dor de cabeça né!…rsrsrsrsrs

  • Marco diz: 23 de agosto de 2011

    Vejamos: fui amante de mulher casada, e sabia disso. Num Dia dos Namorados, fomos a tarde num motel comemorar, como sempre. Na troca de presentes, recebi uma camisa maior q meu nº … comentei e ela disse: “-Desculpe, troquei a embalagem …” Certamente marido receberia camisa menor … ali “deu prá bola”, eu não quis + nada c/ela, até pq em nada me prejudicaria, eu era o amante. Até aquele momento, havia valido a pena, ela sabia o q fazia numa cama … adoro ser o “outro”, fui outras x (e não digo isso p/contar vantagem, não), nunca “dedurei” ninguém p/ninguém … mas gosto, desde q seja mulher bonita e saiba conduzir a situação, q pode ter ou não continuidade … mas continuo achando q maridos/esposas devam se respeitar … abs.

  • K. diz: 23 de agosto de 2011

    É triste quando nos damos conta de que não podemos aproveitar a carne com tda gordura, como falou. Mas também, depois que nos damos conta do que deixamos de fazer, se jogar completamente na relação com o outro, é muiito bom ligar o botão do F$#%@ e curtir a vida adoidado. Namorar também tem suas vantagens e ter uma relação sem compromisso e sem medo da mulher (ou homem) de verdade descobrir que é um amante é irresistível e não tem preço, nem dor na consciência.

  • ANA diz: 23 de agosto de 2011

    Bem casada, feliz de mais, com uma pessoa que esta ali para o que der e vier, no dia a dia, uma pessoa que de todas que ja tive me completa totalmente na cama e fora dela também, sabe aquela pessoa que mesmo estando anos junto com ela vc pensa poxa como sou feliz ainda bem que tive a sorte de encontrar alguém como ele alguém que me complete que me entenda,mesmo nos dias em que não se está muito bem com preocupações profissionais enfim, e quando olho para os lados e vejo tantos casais infelizes que só estão juntos por comodidade ou por falta de coragem de tomar uma atitude, vem uma sensação inexplicavel de felicidade e pensar que tem pessoas que vão viver toda uma vida sem sentir isso pelo menos uma vez, vc ver a pessoa que ama, do nada no meio do shopping dizendo que vc era o que faltava para a vida ter mais sentido, detalhe de tudo isso é que vivemos bem e em paz sem precisar enganar um ao outro, sem viver momentos passageiros, sem ter que magoar alguém que esta la em casa te esperando, sem ser mais uma na lista, sem ser apenas mais uma para dar uma gozada, e nem se quer lembrar de vc nos proximos minutos em que ele paga o motel, experimente essa sensação de ter um AMOR real de ser tão feliz que qdo vc pensa na pessoa chega a doer e o melhor ter todo esse AMOR de volta, isso não tem explicação.

  • Si diz: 23 de agosto de 2011

    Paulo,
    por experiência própria eu sei que não é simples, sei como relações humanas não são simples, mas se duas pessoas se amam mas tem incompatibilidade na hora do sexo, a consequencia obvia é traição?
    quer dizer que não tem jeito?
    ser traída já é horrivel e ainda ter que carregar a culpa, pois afinal é ruim de cama

    opinião minha, ok?
    eu prefiro que acabe logo do que depois de anos ainda ter que ouvir “eu te ao mas tive que te trair”

  • Volnei diz: 23 de agosto de 2011

    Boa tarde pessoal,tivemos ai vários comentários sobre ser ou não ser amante,sei também que a minha opinião não vai mudar em nada a de voçês o relacionamento humano é complicado desde sua existência e isso nenhum de nós irá mudar,por isso curto minha vida da melhor maneira que posso sendo ou não um amante, mas este negocio de pele fala alto fala, nenhum de voçês pode negar quando acontece não podemos negar é bom demais é do animal é do homem que se diz racional então,quem aquele que não sentiu tal coisa um dia vai sentir com certeza pode não assumir mas que vai dar arrepio vai também não sou machista se minha esposa fizer algo parecido bom a reciproca é verdadeira temos que ( assim como as mulher muitas delas aceitar).

  • Josi diz: 23 de agosto de 2011

    Paulo diz:
    “trocar de esposa mesmo amando aquela pessoa !?”
    Se para você a vontade que sua mulher tope tudo é maior que o seu “amor” melhor trocar de esposa mesmo.

  • Rosana diz: 23 de agosto de 2011

    Adorei o comentário do Gaúcho, se for verdade o que ele diz sorte a da mulher dele. parabéns,

  • ane diz: 23 de agosto de 2011

    gostei do pensador..hehehhe

  • A diz: 23 de agosto de 2011

    Nossa, acho q esse é um dos posts q mais deu oq falar, hein?
    Estou lendo e acompanhando todos pois tbm estou vivendo um dramalhão mexicano desses, saio com um carinha há 7 meses, 15 anos mais velho, eu tenho 22… Ele me diz nao ser casado, mas morar na mesma casa da ex, q está esperando umas situações burocraticas de partilhas de bens para se livrar dela, nunca falou mal dela, bem pelo contrario, diz q foi uma pessoa q o ajudou muito em uma fase dificil e por isso nao me assume, pra nao magoa-la… Me pede tempo, paciencia, q nossa hora vai chegar… Vivemos momentos ótimos juntos, demorou para rolar o sexo mas quando rola é uma loucura, eh uma pessoa q está me ensinando muitas coisas. Na minha cabeça, tenho pra mim q ele é sim casado e quer apenas uma aventura, mas sabe qndo tem aqla pontinha de esperança de q a “historia da carochinha” seja verdadeira?? Pois é… Várias vezes já tentei largar, penso q mereço uma pessoa melhor, sem laços com mais ngm, mas ao mesmo tempo penso q se ele me proporciona momentos bons, se é uma coisa rara, apenas de 15 em 15 dias, me dá atenção total pelo fone, a qqr momento q mando sms responde e eu estou solteira no momento, pq largar? É aquela velha historia, enquanto nao encontro o cara certo, me divirto com o errado…
    ;)

  • Mas que Gaúcho querido! diz: 23 de agosto de 2011

    Concordo com a Rosana, tb gostei do comentário do Gaúcho! Que coisa mais querida, tchê! Nem sabia que existia homem assim?! lol

  • Graça diz: 23 de agosto de 2011

    Ja vivi os dois lados e digo com certeza cada qual tem as suas vantagens isso varia de acordo com o momento e o que vc quer pra vc.Hj sou casada e Ja fui amante de outro homem antes de conhecer meu marido e cansei de viver as coisas pela metade,cansei de comemorar o natal e o ano novo na vespera,de ficar sozinha nos feriados,nas férias e por ai vai.
    Não julgo nem critico quem acha que ser a outra é bom, mas tenho certeza que se vc passar a ser a oficial como disse o Claus Kruger vc tem 99% de ter que dividir ele com outra e ainda vai ter que conviver e aguentar a ex-mulher e os filhos dele.

  • Sheila diz: 23 de agosto de 2011

    Como diriam umas amigas minhas:

    “Por que temos que ficar com o porco todo quando o que nos interessa é apenas a linguiça?”

    (com o perdão da palavra rsrsrs)

  • FRAN diz: 23 de agosto de 2011

    Bom lendo estes comentários percebi que só quem já foi amante ou teve amante sabe realmente como é dificil.Nós mulheres não queremos ser a outra, nascemos para amar e os homens para se satisfazerem comendo filé, carne de primeira, segunda…seja qual for o prato.
    Já fui a outra, sendo enganada, mas ao descobrir como já estava envolvida, continuei, mas eu queria mais, então fui em busca de minha felicidade, fiquei livre de espirito, e ah como é bom ter liberdade.
    Mas sigo um pensamento, a pessoa que está traindo seu parceiro, esse sim tem que ser analisado, e não quem é livre e se envolve com essa pessoa comprometida, pois ela não tem com quem se preocupar, nós mulheres só queremos amor, e claro pensamos sim, e se fosse eu a traida? Então mulher, tu que és casada e julga tanto as amantes, não se autocritique, pois um dia você pode ser a amante.

  • Elis – Canoas diz: 23 de agosto de 2011

    Já fui a esposa….fiel, dedicada, carinhosa, compromissora, batalhadora, guerreira…sempre lado a lado do meu marido…dormindo de conchinha, trocando idéias no banheiro enqnto eu tava no banho e ele fazendo barba,como disse um amigo ai num comentário, já sorri, já chorei…foi muito bom e deu certo enquanto durou….depois veio a separação…vida nova, alguns ficantes, 02 namorados (cada um no seu tempo) e chegou minha vez de provar algo novo: ser amante….sentimento gostoso, sexo delicioso, sem compromisso com mesa e fogão…só com a cama..rsrrs…cumplicidade, amizade, horas maravilhosas de prazer, de carinho…enfim, vivi os dois lados da moeda e posso dizer…ambos foram maravilhosos….não me arrependo de ter sido a esposa dedicada e fiel….e não me arrependo de ter sido a amante carinhosa e caliente…viver e não ter a vergonha de ser feliz!!!!…hoje estou namorando novamente…e ta sendo delicioso e que de certo enqnto durar!!!…bjs a todos.

  • lucas POA diz: 23 de agosto de 2011

    Para Elis de Canoas.
    Só pessoas como vc realmente podem dar um parecer mais preciso sobre os dois casos, mas sexo gostoso sem compromisso é bom. Vem ser boa de cama comigo?

  • Flávia diz: 23 de agosto de 2011

    O recado da Ana para Decamorena foi perfeito , e o post do Gaúcho também.

  • JUAN diz: 23 de agosto de 2011

    Valvula de escape que nada, não passa de um quebra-galho, um repositário de esperma, mulher assim, mostra por que as chamam de burra. Subordinar o tesão a disponibilidade de tempo e vontade alheia. É gostar de restos.

  • Gitanopogia diz: 23 de agosto de 2011

    Mto bom o post, um dos melhores.
    Mas tenho tanta coisa pra dizer que não sei por onde começar:

    Primeiro, todos os homens que defendem o casamento, jurando que são fiéis ( o que eu não acredito), devem ser os maridos das mulheres que tem amantes. Te liga Gaúcho….

    Segundo, todas as mulheres que juram que seus maridos são fiéis, me desculpem, mas vcs estão redondamente enganadas, se não ño momento não levaram uma bola nas costas vão legar, por mais legal e perfeitos que sejam seus maridos e mesmo que eles tenham suas amantes continuarão legais e perfeitos. Te liga Ana, pronto falei…

    Terceiro, tanto homens e mulheres sõ não escapam de duas coisas na vida, da morte e da guampa…

    Quarto, a única coisa realmente ruim de ser ou ter uma amante é que infelizmente alguem ta levando a bola nas costas, eu por exemplo amo minha namorada, ela é perfeita na cama, mas sinto uma necessidade (que eu não gostaria de ter) de ter outras mulheres eventualmente.

    Quinto, é bobagem dizer que só se arruma amante quando falta algo no relacionamento, em alguns casos até pode ser, com certeza a rotina colabora mto, mas as vezes é simplesmente um caso de ter a oportunidade, tanto para homens quanto para mulheres.

    Sexto, que gosta de ser o Ricardão ou Ricardona tem que estar preparado para tudo, inclusive de levar uma bola nas costas do ou da oficial.

    Sétimo, eu não gosto de mulheres casadas, já aconteceu mas realmente não gosto, prefiro as solteiras e sem namorados.

    Oitavo, adoraria ser o cara mais fiel do mundo, ja tentei, inclusive minha atual namorada merece mto que eu seja fiel, me sinto mto culpado em trai-la as vezes, mas é dificil, e a mulhereda colabora porque elas preferem os comprometidos, em várias oportunidades em que estava solteiro era preterido por um galinha qualquer, bastava eu estar comprometido e voltavam a me querer, fazer o que?

    Nono, pelo que li, ser ou ter amante tem suas benesses, portanto, fiquei com a impressão que a situação perfeita é que em sendo casado, que a amante tb seja casada, que essa é a relação perfeita.

  • Fernando diz: 23 de agosto de 2011

    Sabe, depois de ler o post e vários comentários, fico me perguntando se, como casado,realmente valeria a pena ter um(a) amante? Entre namoro, noivado e casamento, já se vão 14 anos. Realmente, as vezes é só para cumprir tabela, mas na minha opinião, o que deixa o relacionamento gostoso, é a cumplicidade, é o batalhar do dia-a-dia, é realizar os sonhos e alcançar os objetivos em conjunto. E o melhor, ter alguém para comemorar e amar, mesmo na tempestade. Se eu descobrisse um amante em nosso relacionamento, sei lá o qual seria o desfecho, mas uma coisa é certa, seria uma DECEPÇÃO avassaladora, tipo um tsuname que vem varrendo tudo pelo caminho e que a gente não sabe onde vai parar. Quem teve a família destruída por um(a) amante, sabe o que falo. Oportunidades para pular a cerca sempre aparecerão, não se enganem, para ambos os lados. Entretanto, se fosse eu a pular a cerca, a decepção própria tb seria enorme e correria o risco de entrar em uma depressão profunda, pois o meu próprio ego seria destruído por saber que sou uma pessoa totalmente sem ética, moral e lealdade com minha família que tanto confia em mim e que, tendo amante ou não, sempre me espera chegar em casa para dar um beijo, contar como foi o dia e programar o futuro. Abs a todos e torçam para nunca descobrirem amantes na vida de vcs.

  • Jajá diz: 23 de agosto de 2011

    Olá
    Penso que as duas situações têm o lado bom e ruim…Mas, falando por mim, prefiro poder mostrar a todos que estou com alguem e que amo! Gosto de pensar que posso sair, ter o direito de ir e vir e não me preocupar se “alguem vai ver”.
    Não gostaria de estar envolvida com alguem e ter que pensar em dividi-lo com a “outra”, por exemplo, ou esposa, em fim.
    Gosto das coisas às claras, (ainda que a vida nos pregue peças), de olhar dentro dos olhos para conversar sobre qualquer assunto; porque dificuldades ou separações acontecem em sendo amantes ou casados!
    Até a próxima!

  • Sheila diz: 23 de agosto de 2011

    Navegando por alguns sites encontrei uma frase que me fez lembrar do post de hoje e alguns dos comentários que apareceram por aqui:

    “As pessoas não se precisam, elas se completam… não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida” (Mário Quintana)

  • EduZ. diz: 24 de agosto de 2011

    Olha, se amante for alguém com quem se mantém um relacionamento “estável”, dentro das condições que isto impõe, eu estou e estarei totalmente fora dessa modalidade.
    Dois relacionamentos, sejam do tipo que for, não me interessam.
    Uma “aventura” é algo que até aceitaria que acontecesse, mas isto é outro post.

  • Ismael diz: 24 de agosto de 2011

    Vejo muitos “traidores” aqui no Blog. Fico sarcasticamente pensando, quantos “traidores”, não estão tomando uma bela (e cruel) bola nas costas NESTE EXATO MOMENTO com o seu melhor amigo. Sejamos REALISTAS, to falando uma verdade nua e crua. Sim, eu ja trai (e por isto mesmo as chances são grandes de eu ja ter sido traido também). Mas uma coisa é tu ficares com alguém um dia, uma semana, outra coisa é tu viver anos sendo um “amante”. Tem quem ache beneficios, eu não enchergo benefício algum além de sexo bom e uma relação fadada ao fracasso. Prefiro conhecer alguém legal, do que alguém que se envolva sob estas circunstancias (pois sexo hoje em dia não é nada difícil de conseguir).

  • Bianca diz: 24 de agosto de 2011

    A Ana falou tudo!
    Nada compensa o amor combinado com o sexo ardente entre duas pessoas que vivem em comunhão e tudo que precisam ao final de um dia é correr para os braços uma da outra para esquecer o mundo, isso fica melhor quando não existem mentiras, onde a fidelidade impera!

  • ANA diz: 24 de agosto de 2011

    Para Gitanopogia:

    Logo se ve que vc é um dos casos que citei (por incrivel que pareça ja vi casais nos quais se dão super bem em tudo a mulher é linda mas o homem é um baita p… no c…. que não pode ver um rabo de saia que parece cachorro correndo atras da cadela no siu), mas acredito que no meio de uma população de bilhões nem todos são iguais, acho que cada um tem seu carma, suas necessidades e seu carma talvez seja este não conseguir ver um rabo de saia, fazer o que? Depende apenas de vc avaliar se vale a pena enquanto isso sua namorada é a pessoa que mais sofre.

  • Estrela diz: 24 de agosto de 2011

    Ótimo post, excelentes comentários!

    Sempre vai existir os dois lados da moeda, para ambas histórias, trair, ser amante, enfim…
    Com ou sem motivos, sempre vão existir e só as consequências disso para mostrar o que realmente vale nessa vida…
    A única coisa que posso dizer, e que alguns já postaram aqui, o valor maior ainda vai estar com aquela pessoa especial que estará em casa te esperando com um sorriso, um abraço, uma palavra de conforto nos teus piores dias, e vai ser essa mesma pessoa que vai te acolher nos braços, te dar um “boa noite, durma com os anjos”, sim e o anjo é ELE próprio, que está ali do teu lado.
    Somente vai ser essa pessoa capaz de te compreender numa TPM fdp e jamais te virar as costas, ou sumir por uns dias, só pq vc não correspondeu como deveria…
    Resumindo td isso, jamais troquem o VERDADEIRO pelo INCERTO, a vida é curta, temos o livre-arbítrio lógico, mas não magoe quem realmente tem consideração por vc.

  • Estella diz: 24 de agosto de 2011

    Bom dia, à todos, eu li todos os post aqui e observei que cada ser humano tem uma visão sobre o assunto, uns dizem que só sendo pra saber, outros criticam, outros se maravilham com a situação(ambos os lados)…pois bem, sou amante há 11 anos, e minha experiência é fatástica, pois vivemos numa sociedade hipócrita, o que vale hoje é o que tu tens e o que tu és, dessa forma tu és rotulado, bem, não vou fugir muito do conteúdo aqui questionado, eu e meu amante vivemos intensamento cada momento que estamos juntos, é o melhor sexo do mundo, são as melhores fantasias, os melhores beijos, abraços, enfim, é cada encontro uma descoberta, existe sim o lado ruím, dos aniversários(as vezes)sozinha, dos Natais, Ano Novo, mas isso não enfraqueceu ainda nossa relação, que pelo contrário cada vez está mais forte, sabemos lidar com a situação, entendemos o que pode, o que dá pra fazer e quando dá pra fazer…não pretendo finalizar minha relação de amante com ele, e tenho certeza de quando falam “em ter pela metade” não sabe o quanto estão perdendo de viver “inteiramente” uma vida…
    Pensem nisso vida é só uma aproveitem e façam o que realmente os façam felizem, não sejam hipócritas, não vivam um sonho…fica a dica.
    PS: meu respeito à todas as outras opiniões…

  • Taiz diz: 24 de agosto de 2011

    “Amigos e amigas” adorei o post parabéns, voces chegaram no X da questão o que é ser “amante”, bem posso falar por mim mesma sou amante a mais de um ano e sou casada a mais de 5 anos e ja cheguei a fases dificeis de desespero de querer largar meu marido para ficar com o outro, mas como tudo na vida da gente tem fases e momentos passou mas não é facil segurar os sentimentos, ciumes sempre rola embora eu tente segurar….quanto tempo ainda vai durar meu relacionamento extra conjugal ?! não sei….mas no momento não me vejo sem os dois…..cada um tem sua maneira de ser e me tratar…e eu gosto de cada um de uma maneira diferente….por isso que eu digo é complicado esse jogo de traição…depois que voce trai a primeira vez é como um vicio….acostuma e voce não consegue mais parar…

  • Disse tudo! diz: 24 de agosto de 2011

    A Estella disse tudo: “vida é só uma aproveitem e façam o que realmente os façam felizes, não sejam hipócritas, não vivam um sonho…fica a dica”

  • Gaúcho diz: 24 de agosto de 2011

    Para Gitanopogia:

    Sou homem, fiel e defendo o casamento. O que eu falei é que, se o casamento não está bem, acaba-se com ele. Arrumar amante para disfarçar uma situação ruim dentro de casa é como matar o cachorro para acabar com as pulgas.

    Para Rosana:

    Obrigado, mas sou obrigado a reconhecer que tanto eu quanto ela temos sorte em termos nos encontrado. E digo mais: a experiência de vida é algo fundamental; ela é o meu terceiro (e último, eu espero) casamento; eu sou o segundo casamento dela.

  • Decamorena diz: 24 de agosto de 2011

    PARA ANA ,SI,BIANCA E AS QUE AINDA NÃO ACREDITAM :
    Paulo diz:

    23 de agosto de 2011

    Si….as vezes a parceira nao topa tudo…e aí !? vc vai obriga-la a fazer o que nao quer ? trocar de esposa mesmo amando aquela pessoa !? não é tão simples como vc pensa…

    Somente os tatus enfiam a cabeça no buraco e não acreditam que o mundo na sua volta ande de forma diferente.

    Vocês podem ver aqui no blog mesmo, vários homens confirmando por que tem amantes e também os que preferem ser amantes, e tem uma minoria que se diz fiel !! da mesma forma as mulheres por aqui colocaram muito bem o que é ser amante.

    Por tanto ser amante é uma consequencia de vários fatores e mais determinante sem duvida é o sexo sem compromisso afetivo.

  • Josi diz: 24 de agosto de 2011

    Para Gitanopogia:

    Você precisa de tratamento médico. Isso não é necessidade, é falta de vergonha na cara!
    E outra, se você acha que a sua namorada merece que você seja fiel, deixa ela ser feliz com alguém que realmente pode fazer ela feliz, larga ela. Ela vai ficar muito melhor sem ti, pois tu nunca amou ela, pois se amasse não iria gostar de ver ela sofrendo.

    A vida é simples mas a vontade que muitas pessoas tem de humilhar outras, faz do ser humano essa merda que é, a prova disto é este post mesmo. Pessoas que sentem prazer em enganar, que mantém um casamento onde não há respeito nem carinho nem cumplicidade. Essas pessoas mantém um casamento só pra poder humilhar a pessoa para a qual prometeram ser fiéis, amarem e respeitarem. Pois eu não vejo outro motivo para uma pessoa casada manter um amante: é unica e simplesmente para humilhar o outro.

  • Bianca diz: 24 de agosto de 2011

    Para Decamorena:
    Tanto eu quando a Si, Ana,…
    Não estamos afirmando que isso não existe, obvio! sabemos que esta por ai aos montes…Porem ainda cremos que exista a forma ‘careta’ de relacionamento, onde tu encontras alguem ao acaso do destino e essa pessoa da um colorido diferente aos teus dias, e todo aquele blablabla tradicional. Felizmente ainda acreditamos que um casal (ou seja DUAS pessoas) podem ter um casamento longo, e mesmo assim um sexo invejavel, cabe a nós fazer-mos o hoje diferente do que foi feito ontem, se ainda existe amor e CARÁTER por mais desgastado que esteja ainda se tem uma chance, agora se tudo isso não basta e a ‘solução’ esta na rua em um motelzinho qualquer com uma ‘amiga’ parabéns acaba de ganhar o certificado de fraco e covarde, afinal mais dia menos dia esse ‘doce e caliente’ caso vai mexer com você e o sentimento de culpa sera rotineiro…quanto ao amor pela parceira…Nao me venha justificar que ainda a ama! Pois niguem pode dizer ‘te amo’ sem ao menos amar a si mesmo!

    Quanto a nós que temos esse pensamento Martha Medeiros ja escreveu:
    ”Sou feliz e não admito que ninguém me acorde.”

  • Carlos diz: 24 de agosto de 2011

    Não creio que “só pode falar quem já viveu a situação”. este tipo de argumento não contribui para o debate. Afinal, ainda quem não passou por isso (e tomara não passe) é racionalmente capaz de ter argumentos sólidos e lógicos (se a pessoa vai xonseguir sustentar o que diz na situação concreta é outro problema, ok!?) A conduta traidora não é satisfatoriamente universalizável, uma vez que os que apóiam a traição estão na situação de traidores e, não sei porque, não fazem questão nenhuma de se colocarem na situação dos traídos (talvez aí mudassem de argumentação). Um dos principais argumentos dos traidores é a busca da felicidade, da completude; agora: vale a pena fazer tudo para ser feliz? os fins justificam os meios? a felicidade que a pessoa atinge vale a infelicidade do outro? fica para reflexão… Ab initio, temos que concordar que trata-se sim de um debate ético-moral, por isso fica muito dificil debater com amorais.
    Minha opinião é que traição é um baita de um egoísmo, é desrespeito, desconsideração. Mesmo que a outra pessoa não saiba (por isso não esteja sofrendo), não invalida os adjetivos anteriores, pois há o início de um ciclo vicioso que, cedo ou tarde, culminará na decepção. Caso aconteça comigo (não me sinto imune a isto, pois sei que sou falho), sei que não estarei totalmente tranquilo no travesseiro. Concordo com o colega que afirmou que isso é a corrupção da família.
    Agora, não é por ficar viajando na maionese que não me relaciono com ninguém, mas em termos práticos, o bom mesmo é fazer aquela pessoa ao seu lado feliz. Acho que ao fim a ao cabo, a minha felicidade está na felicidade do outro (isso é o que chamo de ciclo virtuoso).

  • claudia rodrigues diz: 24 de agosto de 2011

    Bom dia cancioneiros!!
    …”quem teve a família destruída por um(a) amante…oportunidades para pular a cerca sempre aparecerão, não se enganem, para ambos os lados”…(Fernando, 23/08). Eu sei muito bem o que é e como é isso. Temos o livre arbítrio e somos responsáveis pelas nossas escolhas. E as relações humanas não são tão simples. A traição parece, mas não é a saída mais fácil. Então, se possível for, não traia, porque para todo bônus, há um ônus. Uma conversa sincera ainda resolve as coisas.

  • Si diz: 24 de agosto de 2011

    Rsrsrsrrs
    Decamorena, porque é tão dificil entender que uma pessoa possa pensar diferente de ti?

    Eu acho sim que ser amante é humilhante, é sim se contentar com sobras
    , mas se é isso que a pessoa quer da vida ou ainda, é isso que a pessoa aceita da vida … e está bem assim…ótimo
    momentos de sexo maravilhoso não fazem um relacionamento ser completo (tanto numa relação de amantes como num casamento)
    exemplo disso? o depoimento do Gitanopoa

    é claro que o sexo com o/a amante é maravilhoso pois é tudo que se tem numa relação assim, se o sexo não fosse maravilhoso aí ser/ter amante pra que?
    é claro que o/a cara é carinhoso/a, amigo/a… ele/a tem sexo de graça sem compromisso, sem cobrança é o mínimo que ele pode fazer em retribuição

    é claro que eu sei que o mundo não é como eu acho que deveria, mas também não é como tu acha que deveria,
    sinto em te informar mas aqueles que são fiés e acreditam que é possível ser fiel (pelos depoimentos acima somos a minoria), vão continuar a existir e incomodando os infiéis, sorry

  • roge diz: 24 de agosto de 2011

    DECAMORENA, é uma pessoa bastante vivida e com uma janela muito especial. Para expressar-se, opinar, sugerir, enfim para participar de um debate, todos estão aptos, mas a sabedoria, e o know how do tema, sómente com muita vivencia e experiencias, neste mundo real. Parabens! Alguns ainda vão passar por experiencias, e vão mudar a maneira de pensar. Outros nunca vão vivenciar ou provar experiencias, e por isto só se opinar sobre o sabor de um vinho se voce já o provou!

  • Gitanopoa diz: 24 de agosto de 2011

    Galera meu nick estava escrito errado não é Gitanopogia, mas vamos lá.

    Para Josi e Ana

    Em nenhum momento eu disse que é certo ou errado ter ou ser amante, o que eu disse é que acontece com todos, inclusive comigo ou com vcs, é da vida, com certeza não sou o cara mais fiel do mundo mas procuro compensar sendo o melhor namorado, se um dia ela achar que não servo pra ela, esta totalmente livre para escolher outro, e se um dia ela resolver me dar o troco, estarei preparado, porque sei que é do jogo, pois como eu havia escrito ontem quem trai deve estar preparado para ser traido, e quem não trai com certeza esta sendo traido, ou seja, não há escapatória, principalmente para vcs.

  • Jozimar Roberto diz: 24 de agosto de 2011

    Faço as minhas palavras do:

    JUAN diz:

    23 de agosto de 2011

    Valvula de escape que nada, não passa de um quebra-galho, um repositário de esperma, mulher assim, mostra por que as chamam de burra. Subordinar o tesão a disponibilidade de tempo e vontade alheia. É gostar de restos.

    Depois falam aki mesmo em alguns comentarios que relacionamento não é feito só de sexo bla bla bla….ahahahah!!! É óbvio que é feito só de SEXO!!!! Alguma duvida,sendo casado ou amante!!!!

  • Ricardo Ricardão diz: 25 de agosto de 2011

    Uns traem. Outros são traidos. Uns não traem e nem são traidos. Que termo complicado! Vi aqui gente atirando pedra na Geni com muita facilidade. Nos que buscam algo para mudar sua rotina e nos que acreditam na monogamia.

    Se o teu vizinho “engana” ou é “enganado”, que tal deixar ele cuidar da propria vida? Se o casal ao lado faz parte do “clube dos fieis iludidos e monotonos”, que tal deixarmos eles serem felizes?

    Dividi lã em cima, meus sentimentos em relação a como EU me sentia sendo Ricardão. Não julguei ninguem por seu comportamento. E vou continuar não fazendo, salvo a aqueles que acham que ser fiel ou infiel é o que vale. Cuide cada um da sua felicidade e deixe o outro ser feliz ou infeliz do seu modo!!! Dividir o mundo entre os que traem e os que não traem, para mim não tem sentido algum. Se uns são “safados” ou apenas buscam uma válvula de escape, quem sou eu para julgar? Se acreditam e são fies, embora “não tenham tudo o que desejam” como vou saber se é isso mesmo?

    Vi depoimentos legais aqui… gente que sofreu, gente que amou, gente que desamou, gente que se divertiu. Mas agora vejo um bando de gente jogando pedras mutuamente.

    Sabem por que e enquanto todo Ricardão faz sucesso? Porque, por alguns segundos ou alguns anos, faz uma pessoa subir as paredes de alegria e felicidade. Se essa pessoa é a propria mulher ou uma outra mulher ou mulher de outro… ainda bem que são duas pessoas em algum momento sendo felizes e não se agredindo ou agredindo a outro.

    “A mas o pobre do marido ou a pobre da mulher, sendo enganados…” Ética na traição??? E como julgar ética se não se sabe os detalhes da vida do vizinho? Essas horas em um motel significam faltar leite para as crianças ou é apenas um cafezinho? “Ahh, entao que termine a relação!”. Sabe-se lá a pressão de filhos ou parentes? Tem alguma doença na familia?

    Sem esse papo de querer um grupo pregar moral de cuecas no outro. Tudo tem seu lado bom e seu lado ruim. Olhem, sou até meio agnostico, mas me lembro de umas palavrinhas religiosas muito boas que dizem mais ou menos o seguinte: “não julgueis para não seres julgados”

    Como Ricardão em estado de animação suspensa, EU digo que EU desejo muito estar com alguém para trata-la bem para que ela não busque outro Ricardão. Como ainda não encontrei essa “picanha”… TALVEZ venha a me divertir novamente, no sentido de ter alegria e fazer alguém alegre e feliz (nem que seja por momentos), com uma “picanha” que não está sendo bem cuidada. Seja essa falta de cuidado no sexo ou seja na atenção e carinho diario. Agora, o que o outro Ricardão deseja, seja “comer 100″ ou apenas mais uma, é problema DELE. Não meu.

    Aprendam os que julgam, que ninguem pula a cerca apenas porque se arriscar com arame farpado é bom. Que tal buscar cada um, ao contrário de ter razão, tratar de ser feliz?

    Obs1:A quem reclama da analogia com pedaço de carne, eu não sou profissional da letra e nem tenho a ilusão ou pedantismo de ser um erudito a mencionar Simone e Jean Paul Sartre. Desejo apenas expressar um sentimento e, como falava Fernando Pessoa, “as vezes para observar a natureza, é melhor não ter filosofia nenhuma”. Ainda bem que alguém compreendeu, por outro lado, que o COMO fazer a analogia é muito mais importante do que com o quê.

    OBS2: Em algum post acima, eu escrevi a respeido do meu codinome. Coloquei ele agora na minha identificação apenas em respeito ao outro Ricardo que também postou e assim não ser confundido com ele.

  • mara diz: 25 de agosto de 2011

    Na MINHA opinião, ser amante é se satisfazer com restos, com pouco, com o anonimato, com a superficialidade, é viver na mentira e na ilusão, resumindo; ser amante é coisa pra pessoas com problemas de baixa auto-estima e incompetentes.
    E ter amante, é viver uma farsa, é viver de aparencias, é algo para covardes, que não tem coragem de acabar com um casamento, que na prática já está acabado, pois quando a porta de um casamento se abre para um 3º, é porque o casamento, já não faz mais sentido…

  • Josi diz: 25 de agosto de 2011

    Sobre o que o “Ricardo Ricardão” disse, tenho a dizer o seguinte: entre julgar e emitir opinião há uma linha tênue. Pra mim julgamento é quando você sentencia alguma coisa e em momento algum vi alguém sentenciar alguma coisa aqui. Foi apenas um debate com algumas opiniões mais convictas que outras, mas em nenhum momento julgamento.

    Outro ponto é “Sabe-se lá a pressão de filhos ou parentes? Tem alguma doença na familia? ” Ficar com alguém por pena, pois esta pessoa está doente é pior ainda do que trair, na minha opinião. Pelo que li da maioria dos comentários, algumas pessoas acham que a relação entre pessoas é exclusiva e puramente sexo, todo o resto não importa. Importa apenas os momentos de ótimo sexo que se tem com outra pessoa. Então, para que se preocupar com filhos, se tem sexo! Esta foi a impressão que eu tive da maioria das pessoas que disseram trair ou serem amantes, que a vida delas gira apenas em torno de algumas horas de sexo.

  • Carlos diz: 25 de agosto de 2011

    Ricardo Ricardão, teu texto lã em cima foi muito bem escrito, parabéns.

    Não sei se o intuito do blog é gerar a discussão, o debate, nos comentários ou simplesmente só emissão de opiniões e só. Eu acho o seguinte, o que as pessoas pensam e fazem com a vida delas, realmente é problema delas e que arquem com as consequencias. Mas não entro no mérito individual, estamos abstraindo: vale a pena fazer qualquer coisa para ser feliz, ou mesmo que seja, vale a pena magoar para ter um sexo bom? Quantos aos problemas que cada um tem nos relacionamentos, e os motivos que os levam a trair, a enganar, ou a trair e não terminarem seus relacionamentos têm pouquíssima relevância; afinal, há um corte entre uma premissa e a consequencia: a Liberdade. Esquece-se que a pessoa tem a liberdade de agir: trair ou não trair – e é aí que está o dilema.
    Pelo que tenho lido, as pessoas não costumam pensar antes de trairem. Traem e depois procuram as justificativas para o ato, como uma forma de autoenganação.

    Ah, tem uma frasesinha religiosa que também é muito boa: “não faça para os outros o que você não quer que façam para voçê.”

  • claudia rodrigues diz: 25 de agosto de 2011

    P/ Ricardo Ricardão…gostei do que vc escreveu. Que achas de conversarmos? Me passa teu email. Abçs.

  • mara diz: 25 de agosto de 2011

    Isso ai Carlos, concordo plenamente!!!

  • Carlos diz: 25 de agosto de 2011

    http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2011/08/sites-para-casos-e-traicao-investem-no-pais-e-ja-reunem-mais-de-370-mil.html

    O mercado internacional da traição descobriu o Brasil. Nos últimos dois meses, três sites internacionais especializados em relações extraconjugais abriram seus serviços no país. Juntas, a canadense Ashley Madison, a americana Ohhtel e a holandesa Second Love contam com cerca de 12 milhões de usuários ao redor do mundo e já reúnem mais de 370 mil pessoas no Brasil.

    “Na nossa cultura nós aprendemos que adultério é imoral. O que nós estamos dizendo que não é tão simples assim”, afirma a executiva. “O casamento é mais do que apenas sexo. Trata-se de amor, filhos, finanças e, para os católicos, uma instituição. Então para não acabar com o casamento ou viver o resto de sua vida sem sexo existe uma terceira opção que é ter um caso discreto”.

    Mas qual será a opinião pessoal de quem trabalha nessas empresas. Será que seus funcionários também são usuários destes sites? “Como não sou casada, não vejo a necessidade. Eu ainda acredito na monogamia e a empresa sabe disso. Vejo isso apenas como um business”, diz Jas. “Não julgo as pessoas porque não sei o que se passa no relacionamento delas. Acho que a razão para existir a traição é as pessoas se esquecerem de se comunicar com o parceiro”, opina.

  • claudia rodrigues diz: 25 de agosto de 2011

    Concordo com vc Carlos!! Abç.

  • Ricardo Ricardao diz: 25 de agosto de 2011

    Carlos,
    Muito bom seu texto também. Gosto de uma troca de opiniões saudáves. Só repensamos nossos valores quando encontramos bons argumentos sinceros e coisas que nos façam pensar.

    Quanto ao que você comentou antes sobre as pessoas trairem muito por impulso… existe sim. Mas tambem existem mulheres (que é o que posso comentar) que ficam extremamente divididas antes de buscar uma relação ou apenas alguns momentos em paralelo. E os motivos que as levam a esse caminho são dos mais diversos. Óbvio que a falta de dialogo com o marido é um ponto em comum.

    Concordo com voc que não devemos fazer o que não gostariamos que nos fizessem. Mas te digo que em geral, os maridos das mulheres que buscam algo extra, não são nehum exemplo de homens compreensivos e carinhosos. Não que mereçam, mas sim que buscaram. Eu vejo que algumas dessas mulheres, no fundo buscam é um ar para poder respirar. Por isso digo sempre, trate muito bem a sua mulher, antes que o Ricardão o faça. Não vi ainda uma mulher feliz no casamento que buscasse algo extra. Mas… ha casos e casos.

    Mas complementando o que você falou… sim, existem mulheres que o buscar algo extra se tornou banal. Futil e fácil como trocar de escova de dentes. Essas, não tiram absolutamente nada de um Ricardão. Não estão em busca de um ar, um carinho ou algo especial diferente. Realmente querem só diversão. E para essas há oum outro tipo de Ricardão. Chamemos de Marião. Simplesmente algo que não oferece mais do que uma boa transa momentânea. Para a cumplicidade aquela agarradinha depois da transa, ja fica tarde e é melhor ir embora. Espero que tenha conseguido mostrar a diferença.

    Claudia,
    Se é para começarmos com um bom papo de nível, por que não?
    ricardo65br@gmail.com
    Não é um de uso frequente, por isso posso divulga-lo aqui.

  • Carlos diz: 26 de agosto de 2011

    Certo, todos relacionamentos têm problemas. Se são motivos para terminar ou não, cada um pode avaliar seu caso. Mas, para mim, não se extrai a TRAIÇÃO como sendo uma decorrência lógica dos problemas no relacionamento. A pessoa ESCOLHE trair como forma de atingir o resultado felicidade (estou sendo ingênuo, quem quiser pode entender o resultado qualquer: por exemplo sexo). Acho preocupante quem trai e não tem peso na consciência. Engana-se quem pensa que quem trai não se dá valor ou não tem amor próprio. A traição evidencia que a pessoa SÓ tem amor próprio e desprezo à confiança depositada pelo outro. Não sei se fui claro antes, mas tudo serve para homem e mulher.

    Quanto à frase: “Por isso digo sempre, trate muito bem a sua mulher, antes que o Ricardão o faça.” Acho que partes da premissa errada. Eu diria: trate bem a sua mulher, porque fazendo-a feliz você será mais feliz também.

    Abraço

  • Adriana diz: 27 de agosto de 2011

    Para Ricardo Ricardão

    Parabéns por todos os teus comentários! Pricipalmente na parte que diz: ” Para a cumplicidade aquela agarradinha depois da transa, ja fica tarde e é melhor ir embora. Espero que tenha conseguido mostrar a diferença.” Cumplicidade após a transa, ficar agarradinho não é pra qualquer amante. Também gostaria de ter teu e-mail!

    Quanto aos demais posts, principalmente aqueles que pensam que mulher que se sujeita a ser a outra é porque é incapaz ou tem baixa auto-estima, digo que pensem nas amantes por õpção, por já ter a vida formada,estruturada e não querer relacionamentos que interfiram no que já existe. Amante, não é só aquela que tem momentos com homens casados.

  • Ricardo Ricardão diz: 27 de agosto de 2011

    Carlos,
    É uma premissa errada pensar que quem trai não tem peso na conciência. Você ja teve oportunidade de escutar não só o corpo mas os sentimentos de uma mulher que trai? Deveria. Provavelmente ia se dar conta de que a teoria é uma e a realidade é outra. Como disse antes, há casos e casos. E na generalização é que somos injustos. Existem sim mulheres que ficam muito divididas e com muitas preocupações por estar traindo. O por quê de o fazerem, cabe a cada uma. Cada uma tem sua história.

    E quanto ao que comentei do tratar bem e o que voce respondeu… são a mesma coisa. Um homem nunca poderá se sentir feliz ao lado de uma mulher infeliz. Uma mulher infeliz nunca irá fazer um homem realmente feliz. Uma mulher infeliz, de um modo ou de outro, quer gostemos ou não, mais cedo o mais tarde buscará um mode de compensar essa infelicidade.

    Adriana, já tens.

  • Jefferson diz: 27 de agosto de 2011

    Acho muito interessante a filosifia barata de certas pessoas que defendem esse tal ato. Teve usns aí que disseram: feio é matar, roubar, passar fome. Minhas senhoras e meus senhores, existem coisas de grandes valores na vida: MORAL, FAMILIA, CASAMENTO, DIGNIDADE. “Esses” ou “essas” que saiem da rotina do casamento em busca de um “amor”, vô dizer que tipo de amor vcs precisam: do amor de Deus.

    Podem apagar denovo meu tosco comentário

  • ELIS diz: 28 de agosto de 2011

    Sou amante de um homem casado e posso garantir que essa relaçao é sofrida,eu me apaixonei perdidamente por ele,as vezes fantasio que ele vai deixar ela e ser meu mas sei tambem que ele nunca disse isso a mim embora ele jure me amar muito e que sou a vida dele,só quem vive uma situaçao assim sabe a dor de ser amante,sou desejada por muitos,tenho muitos me oferecendo o mundo mas meu coraçao se nega a deixar esse amor que vivo.A amante pode ser considerada a vagabunda,destroi lares,ou mulher sem auto estima ,ou ser digna de pena mas alguem parou pra ver o lado ser humano dessa mulher / amante… nao ninguem ve essa mulher como gente só como a prostituta,fui casada por 22 anos e fiel e vivi um inferno no casamento hoje meu sofrimento é de querer ter meu amor comigo e nao posso,passei natal,ano novo essas datas festivas solitaria e ele ao lado dela ,chorei nesses momentos e mesmo assim continuo com ele porque meu coraçao só sabe gritar que amo esse homem,nao estou aqui fazendo uma defesa as amante e sim defendendo o ser humano e se o homem procura fora deve estar carente de alguma coisa nao só sexo,mas amor,carinho e isso dou muito pra meu amante,sonho com o dia que vamos passar as noites juntos e acordar lado a lado mas enquanto esse dia nao vem vou vivendo esse amor sofrido sim sofrido porque nós as amantes sofremos mais que a matriz podem acreditar.

  • barbara diz: 21 de setembro de 2011

    meu caso ..com certeza é exatamente exatamente mesmu igual ao da elis…….sofro demmais por ele estar c ela em datas comemorativas…….mas ao mesmu tempo vivo coisas c ele q nunk vivi em nenhum outru relacionamento…..nem com meu namoro mais longo 3 anos…é incrivel..um sonho ele me dá tudu do bom e melhor e me enxe d mimos, presentes….chocolates…….apesar d eu sofrer e sempre kerer dar um fim nisto, ñ consigo tenhu medo…eu adoro a companhia dele.nunk tivi ninguem assim….as vezes eu sumo pra eskecer ele mas ele está sempre me procurando e quando eu fiko sem ligar ele logo fika preocupado axandu q vou terminar…..ele é super ciumento e diz q tem medo d me perder……ele me diz q gosta mtu d mim…….e gosta das aventuras q agnt passa juntos .pq eu tenhu um jeito bem loka e ele diz q adora mtu isso……..diz q se diverti mtu comigo e eq eu sou mtu gostosa e q eu sou uma das melhores mulheres q já passou pela vida dele..ele frequenta minha casa quase todos os dias,dorme lá está sempre lá, almoça lá como se fossemos namorados mesmu…minha mãe e todos na minha familia axa q ele é meu namorado ou ficante…ele é mravilhoso ñ me deixa faltar nada,,,as vezes eu ñ sei o q faço,,ele ñ manda na minha vida é claro mais ta sempre kerendu saber onde eu vou com qm estou se eu fikei c alguém…..morre d ciumes….ele sab q eu saiu pras festas pq ñ é sempre q podemos ficar juntos…néh…saiu qdo ele ñ está cmg me sinto mtu só e também pq ñ vou fik em casa xorandu e ele lá c outra…eu sou apaixonada por ele…as vezes xego a pensar q ser apaixonada por ele tanto me fas mal como bem (entende)….p mim ele é o homem certo mais no momento errado sab….ele também se pergunta pq ñ me conheceu antes desse relacionamneto dele….mais ele diz q ñ pod deixa -la ….eu até entendo pq ele tem compromisso com a familia dela também, mais penso q se realmente me amasse iria largar tdu por mim (ou eu possu estar kerendu demais néh)eu tambem sonho e idealizo todas as noites viver um relacionamneto com ele perfeito mais tenhu medo d ele me trair cm ele faz com esse relacionamento atual…mtus já me prometeram o mundo tambem mais ñ consigo.(sei q devo)para o meu bemmmmmmmmm……deixar ele……mais sinto q vou me arrepender apesar q axu q isso ñ vai me levar a nada……..bom mais esse sonhar esta bom ..só ñ posso me iludir demais.

  • Luana diz: 31 de outubro de 2011

    olá,sou amnte de um cara muito gostoso…e pior ele mora em frente a minha casa ..é muito massa ser amante!! não importa o que as pessoas do mundo achem..vou continuar sendo!! J.

  • Ricardo diz: 8 de novembro de 2011

    tenho experiencia com casada, meu msn ricardo.cbasouza@hotmail.com… aguardando…

Envie seu Comentário