Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de setembro 2011

Ellen Roche para os homens, mas e para as mulheres: qual homem ideal para se ter um caso?

30 de setembro de 2011 145

Foto: sxc.hu

Publicamos ontem a pesquisa que apontava a Ellen Roche como a mulher ideal para ter um caso, um relacionamento extra-conjugal, um affair. E além da base científica da pesquisa, mostramos os motivos que fazem dela o alvo da maioria dos mais de 5 mil homens que votaram em um site americano.

Como o Samba-Canção é um espaço democrático, agora à tarde é a vez de você, mulher, que vive dando uma espiadinha por aqui para nos cornetar, eleger o macho da vez, o homem que te levaria à vida dupla, à quebra do mandamento divino, o adultério. Deixe o nome do escolhido até segunda-feira aí nos comentários. Na semana que vem, provaremos para vocês que a escolha não foi boa e que mulher, inevitavelmente, não sabe ter um amante.

Pode escolher quantos nomes você quiser, mas de preferência e para ajudar na contagem dos “votos”, escreva um nome por vez em cada comentário. Sabemos que isso é um tanto chato, mas imagine como será para nós na hora da contagem. Ficamos no 1 a 1 em chatice, ok? Foi dada a largada, escolha com sabedoria, samba-cancioneira.

UPDATE, 03 de outubro, 22h20min: Votação encerrada. Faremos a contagem dos votos para o post. Obrigado a quem votou.

Sorria, samba-cancioneiro: nem a Demi Moore escapou de uma bela guampa

30 de setembro de 2011 38

Foto: AFP

Hoje vou apenas lançar tópicos e, nos comentários, sintam-se à vontade para repercutir, ok? Porque o tema do post é um tanto polêmico. Talvez óbvio para alguns. Mas cuidado: não é assim como você pensa.

Acontece que eu queria primeiro ter certeza de que não era um boato, um rumor, quem sabe até mesmo um golpe de marketing para a nova temporada do Two and a Half Man. Mas não era. Realmente Ashton Kutcher e Demi Moore realmente irão se separar, o divórcio, dizem, será milionário, envolvendo uma disputa por mais ou menos US$ 290 milhões. Mas, enfim, eles que são brancos — e ricos — que se entendam.

************

Sempre reclamamos aqui que os casamentos acabam por causa da rotina. Que a traição vem por problemas pessoais e do casal. Que o marasmo do dia a dia suga as forças de homens e mulheres e, então, tudo acaba mal. Ou pelo menos a maioria dos relacionamentos. Mas você consegue imaginar a possibilidade da rotina para um casal que possui um patrimônio de quase 300 paus? Um casal que pode viajar para todos os lugares. Comprar tudo o que o dinheiro possibilita. Ir aos lugares mais belos do mundo. Uma dupla amada e adorada por grande parte da crítica e público. Consagrados, bonitos. Você consegue imaginar rotina em um relacionamento destes? Acho que agora é possível, não é mesmo.

E nem podemos culpar a diferença de idade da dupla. Conheço casais que têm 15, 20 primaveras de diferença e, além de se darem muito bem, causam inveja em muito relacionamento em que os dois regulam nas datas de nascimento. Uma outra coisa interessante no envolvimento dos dois: como ele é o mais novo, não foi chamado de aproveitador ou qualquer coisa parecida. Aqueles adjetivos que as mulheres estão acostumadas quando escolhem para ter a seu lado alguém que tenha idade para ser pai delas, sabe? Muito preconceito. Muito.

************

Uma colega aqui da redação disse, ontem: “Tem mulher que está sorrindo nesse caso: até a Demi Moore é vítima de traição”. Claro, foi uma ironia. Uma brincadeirinha com o caso. Não acho que seja caso para sorrir. Mesmo sem conhecer o casal, não acho legal que um relacionamento termine assim. E antes que você, moralista furado(a) que está lendo o post me detone nos comentários, isso não é “coisa de homem”, não. Há os que não traem. Há os que cuidam bem do seu amor. Há os que se preocupam com o futuro da relação.

Como dizia meu pai: “Chifre é como consórcio. Quanto você menos espera, você é contemplado.” Se você não está nem aí para esses dois, faça como  minha colega: sorria, samba-cancioneiro. Afinal, nem a Demi Moore escapou de uma bela guampa.

Homens elegem Ellen Roche como a mulher ideal para ter um "affair"

29 de setembro de 2011 49

Foto: Divulgação, Revista VIP

O site norte-americano Ohhtel.com perguntou qual seria a mulher que os homens gostariam de ter um affair. O resultado da pesquisa não impressiona muito e vamos explicar o porquê mais abaixo. Mas, para que tudo esteja homologado, saiba que 5.697 homens participaram da pesquisa — apenas cadastrados no site puderam responder — em todo o Brasil e 36% afirmam que a atriz Ellen Roche seria a mulher dos sonhos para ter um caso extraconjugal. A loira venceu Sabrina Sato (14%), Cléo Pires (13%), Juliana Paes (11%) e Deborah Secco (9%).

Aqui na redação a mulherada disse que ela é apenas uma mulher gostosa, que não deve ter conteúdo e tudo mais que você, homem, está acostumado a ouvir do lado de lá. Mas nós vamos mostrar que a Ellen Roche não é apenas isso. Quer prova maior? Listamos cinco qualidades da Ellen:

Ela adora praia:

Foto: Divulgação Revista VIP

Ela ouve boa música:

Foto: Luis Crispino, Revista VIP

Ama Carnaval:

Foto: Andre Penner, AP

Se cuida e é muito, mas muito cheirosa:

Foto: Divulgação, Revista VIP

E por último, mas não menos importante: ela adora futebol

Foto: Divulgação

Não entendi a polêmica do comercial com Gisele Bündchen: qual mulher não faz exatamente aquilo?

29 de setembro de 2011 63

Foto: Divulgação, Hope

Não entendi a polêmica envolvendo o comercial protagonizado pela sempre bela Gisele Bündchen (para quem não assistiu ainda, basta clicar aqui). Mas, se você não clicou, vou resumir o comercial: a maior top do mundo aparece vestida, contando um fato qualquer para seu marido. Todo aquele blábláblá de “amor isso, amor aquilo”. Um xis marca errado, como se aquela maneira, aquela ação, não fosse a mais indicada para o momento. Surge então o modo correto: Gisele está de calcinha e sutiã (aqui a palavra lingerie não se aplica, amigo, é calcinha e sutiã, mesmo) e fala o mesmo fato para o marido com uma voz dengosa.

Agora, samba-cancioneiro, me diz: onde está o sexismo nos pouco mais de 15 segundos de imagem? A campanha da marca de roupa íntima teve suspensão pedida por um órgão federal. Os homens que se vestem de preto alegam que o conteúdo discrimina o indivíduo — no caso a mulher — por seu gênero. Ora, façam-me o favor. Isso é, simplesmente e sem tirar uma única vírgula, a vida real.

Foto: Divulgação, Hope

Que mulher (que homem) não usa dos mais variados artifícios para resolver algum vacilo, alguma falha, contar algum probleminha ou mancada que tenha feito no dia, na semana, no mês. E a escolha de quando contar depende muito da gravidade do que foi feito — e às vezes a coisa é tão complicada que nem o homem nem a mulher contam bulhufas a seus pares. Sem contar que há fatos que você conta com anos do ocorrido.

Ela, sentada na carona do carro, em uma viagem para alguma das praias que vocês sempre quiseram ir: “Amor, lembra do Marcos, aquele meu amigaço que tu odeia? Sim, eu e ele já tivemos um rolo. Mas foi só um rolinho…”. Sim, ele também mente (ou omite, se você preferir). Vocês estão em um ótimo jantar, naquele ótimo restaurante, daquela que promete ser uma ótima noite: “Querida, ontem não tive reunião alguma. Saí para beber com os amigos e acabamos esticando um tanto mais que devíamos”. Imagina a adolescente gritando do banheiro, após uma escapadinha com o namorado, os pais foram viajar, eles curtiram bastante, a menina está escovando os dentes e lasca: “Benhê, tô grávida”.

Não mesmo, não é? Você vai escolher um momento, vai pensar nas atitudes que vai fazer para “criar o clima” e irá narrar, com todo o dengo do mundo, o problema.

É de uma hipocrisia enorme dizer que as mulheres não usam a sedução, o corpo, a silhueta bem definida para conseguir o que querem. E todos nós sabemos que quando elas querem seduzir, elas conseguem. Um decote sexy, uma saia que valoriza as pernas, uma calça que realça o quadril, penteados, maquiagens, acessórios, cremes, perfumes. Veja bem: não estou dizendo que todas as ações das mulheres são premeditadas e tudo o que foi listado acima serve para os atos ardilosos do sexo feminino. Mas, vamos ser francos: é motivo de clicar no botão delete na ferramenta de administração do blog se isso não tiver o mínimo de verdade.

Sabe o que é pior? Pensar que talvez nós, homens, sejamos previsíveis demais. Por isso elas são assim. Por isso elas fazem o que fazem. E  nós seguimos levando na cabeça. E mais: ainda gostamos.

Pergunte aos Cuecas: ele tem um relacionamento sério, mas procura a outra para um bom dia de sexo

28 de setembro de 2011 38

Foto: sxc.hu

Olá, turma. Mais uma vez vamos dividir o Pergunte aos Cuecas em duas partes para o post não ficar muito grande, ok? As outras perguntas serão respondidas à tarde ou amanhã pela manhã. Vamos ver como estará nossa vida aqui na Redação. Por enquanto, divirtam-se com as primeiras respostas.

Olá cuecas, primeiramente quero parabenizar pelo blog que está sensacional. Estou conhecendo uma pessoa há poucos meses, estamos gostando um do outro, nossos encontros são frequentes e intensos e quando não nos vemos a saudade é enorme de âmbas as partes. Mas como toda bela história sempre há algum porém, ele tem uma liberdade e independência muito grande. Em uma de nossas últimas conversas ele deixou a entender que não procura relacionamento sério, na verdade nem eu quero agora, mas deixei claro que no momento em que eu me sentir prejudicada caio fora e ele não gostou de ouvir isso. Na opinião de vocês, cuecas, o que ele está querendo?
RR
Quem é que gosta de ser rejeitado, RR? Ninguém, não é mesmo? Ele gosta de você, gosta da liberdade que vocês têm — que já definiram, inclusive — mas não gostou de ouvir que pode te perder. Não achas isso normal? Inverta a situação. Ele diz: olha, se tu acabar me machucando eu vou te largar. Pô, se tu não ficar chateada e não gostar de ouvir isso, questiono até o que você sente por ele. Do jeito que você narrou, eu acredito que para ele — e para ti também — está muito bom. E vocês devem ser felizes assim, caso contrário não estariam juntos há alguns meses. Resta saber até quando vão suportar e gostar dessa tal liberdade. Eu posso apostar que em algum momento isso será problema. Abração.

Homens são indecisos. No meu caso tive um relacionamento com um cueca em novembro até então tudo joia entre a gente mas nas férias cada um foi pra sua cidade e acabamos nos distanciando, só que eu acabei me envolvendo sentimentalmente. Na volta das aulas nos vemos sempre, e ele fica me encarando ou quando me vê da umas travadas, do tipo surpreso ou faz algo para chamar minha atenção. Antes conversávamos muito pelo MSN, hoje quando conversamos é só patadas. Por que os homens são indecisos, não sabem o que querem???
samba canceira
Sabe de uma coisa? Puxa ele para um canto, esclarece tudo o que os dois fizeram em suas cidades durante as férias e vejam se é possível continuar a relação que tinham antes. Se sim, samba cancioneira, seja feliz. Se ele ou você não gostarem do que cada um fez nesse período, vão cada um para seu lado e pronto. Tenho quase certeza de que ele acha que você aproveitou tanto quanto ele lá na sua cidade e, como você deve saber, o homem é bastante possessivo. E arrisco um palpite: ele teve oportunidades de curtir BEM lá (se fez algo ou não, são outros 500). Mas essas oportunidades fazem ele pensar no outro lado: nas tuas oportunidades. Será que você fez? Por isso, arrisco dizer, as patadas. E, por isso, a conversa é a melhor dica para a situação (como quase sempre é).

Namorei um cara por uns quatro anos mais ou menos, terminamos e ele em seguida engatou um outo relacionamento. Resolvi tocar minha vida e deixar que ele fizesse o mesmo. Foi o que aconteceu, se passaram dois anos desde então e nós nunca mais nos falamos, exceto profissionalmente, por e-mail, curto e grosso. Até que em agosto deste ano ele reapareceu, me convidou para sair. Aceitei. Ele canta aos quatro ventos que o relacionamento dele está bem, então que diabos ele quer comigo? SEXO ele não tem com ela? Não sei o que fazer, depois dizem que as mulheres que são complicadas, né?
Ju…
Amiga, é claro que ele tem sexo com ela. É claro que deve ser bom. É claro que a relação dele está boa. Mas também é claro que ele, ainda, quer transar com você. Ainda mais que você disse que são bons de cama, que têm química e tal. Ju…, se você consegue ficar tranquila nesse sentido, curtir esse sexo bom e deixar ele se resolver com seus “fantasmas” e com a infidelidade dele, siga em frente e aproveite muito. Se não, larga fora, porque tenho certeza de que sexo bom você encontra em qualquer lugar.

Conheci o blog de vcs, faz pouco tempo e admito que é ótimo! Gostaria de saber por que os homens mentem na cara das mulheres? Realmente pensam que não percebemos?
Cacá
Mas, Cacá, pensa assim: nenhuma mulher mente? Olha, posso até concordar que, talvez, o homem minta mais. Mas não consigo aceitar que mulheres não mentem. Que mulheres não traem. Que mulheres não desejam outros homens da mesma forma que os homens desejam as mulheres. Não vou responder tua pergunta jogando divagações aqui, vou responder, claro. Mas para e pensa sobre o que acabei de te dizer. O que acho é: se o fato é mentir, tanto homens quanto mulheres irão mentir na cara, descaradamente, sem medo de ser felizes. E ainda vão querer ser o mais convincentes possível. Logo, o problema não está no sexo dos anjos, mas na mentira dos diabinhos.

A guria disparou vários olhares pra mim. Aconteceu num bar e festa. Só que ela não tem iniciativa para conversar, seja pelo MSN ou quando passa por mim no corredor da universidade. Já convidei para sair, não aceitou. Já troquei ideia com ela no intervalo e pelo MSN. Tudo por iniciativa minha. E sempre que me ve não tira os olhos de mim. Eu não entendo. É normal a guria se interessar dessa forma e nunca puxar assunto?
Ricardo
Parceiro, ela quer Ibope. Eu tenho como princípio a seguinte regra: não quis uma vez, não ganha mais. Tentou uma vez? Ela não quis? Cai fora e deixa essa guria pra lá. Ela fica te olhando para você também ficar e ela se sentir desejada. Algo básico entre as mulheres: fazer joguinhos. Eu já teria deixado de lado há tempos. Porque eu duvido que você acredita que ela é o amor de sua vida, né? Cara, faculdade, por exemplo, é o lugar que mais tem mulheres. Vai à luta e passa o rodo aí.

Adoro o blog de vocês, tenho várias dúvidas pessoais, mas tenho que começar por uma: homens gostam de mulheres tatuadas? Estou falando de membros cobertos como perna, braço, costas… não borboletinhas aleatórias e ruivas rola?
flor
Amiga Flor. Homem gosta de mulher. E ponto! Agora, pode, sim, ter algum homem que não vai curtir ficar com uma mulher com corpo totalmente tatuado, cheia de piercings, parecendo o que gostam de chamar de “árvore de natal”. Você é assim? Há de convir que isso é ser um tanto “diferente”. E ser diferente, muitas vezes, causa problemas à pessoa. Mas tenho certeza de que seu “pé torto” encontrará um “chinelo velho” para calçar. Abração.

Não custa nada decorar uma destas desculpas, não é mesmo?

27 de setembro de 2011 0

E se a mulher se parecer com "a megera da tua sogra"?

27 de setembro de 2011 37

Foto: sxc.hu

Um colega de redação chegou com a cara fechada esses tempos. Havia brigado com a mulher por algo muito, mas muito idiota. A definição foi dele, que obviamente não quis revelar qual era esse “algo muito idiota”. Só lascou a seguinte frase:

— Quer saber como tua mulher será no futuro, olha para a megera da tua sogra.

Eu achei a frase forte demais, mas será que é isso mesmo?

Infertilidade: ele não pode ter filhos, mas tem dificuldade em aceitar uma possível doação de esperma. E agora?

27 de setembro de 2011 32

Foto: sxc.hu

Um casal de amigos não pode ter filhos. O problema está nele, que tem um número mínimo de espermatozóides e os bichinhos, ainda por cima, são fracos demais para chegarem até o local em que o óvulo seria fecundado. Para piorar, nem mesmo a inseminação artificial é possível. Ou seja: eles terão de adotar uma criança se quiserem fechar o ciclo a que grande parte dos casais projeta desde sempre.

O cunhado, marido da irmã da mulher, para descontrair, brincou e se ofereceu para doar o esperma a fim de que ela possa realizar o sonho de ser mãe do modo, digamos, convencional. E, amigo samba-cancioneiro, para ela é um sonho, sim. E é aqui que nós entramos.

Não sei se sou antiquado ou quadrado demais, mas penso que para o homem a decisão de aceitar algo assim deve ser muito ruim. Não pelo fato sexual ou sentir-se traído, pois é óbvio que não há relação ou ainda traição na jogada. Mas para um casal optar por algo assim tem de estar muito bem-resolvido, ter sangue frio e saber, antes de tudo, que caso algo entre os dois não der certo, a criança não tem a mínima culpa na situação.

Expus essa situação aqui na Redação. Um colega lembrou Machado de Assis e Dom Casmurro — mais uma vez reitero: sei que não há traição e não é disso que estamos falando aqui. O colega lembrou que muito da polêmica da trama estava no fato de Bentinho olhar para o menino e enxergar que ele era muito parecido com Escobar. E lançou a pergunta: se o leitor — em sua imaginação — pensa e afirma que o filho de Capitu não é de Bentinho, imagina na vida real, sabendo que o filho não é teu. Claro, há toda aquela conversa do politicamente correto de que pai é quem cria e tudo mais. Mas e aquele momento de fraqueza do pai — e também da mãe, claro? O diabinho no teu ombro te lembrando do fato e que você não conseguiu dar o que tua mulher sempre sonhou?

Outro ponto levantado por aqui estaria no fato de ele, o filho, saber como foi concebido. Ele iria saber? Os pais contariam para ele? Quando soubesse, como ficaria a cabeça deste guri — que provavelmente seria, no mínimo, um adolescente para saber de algo tão delicado? Respeito, amor, carinho pelo pai que não é o dono do espermatozóide haveria, claro, mas e as complicações psicológicas que poderiam vir?

Antes que certos intelectuais que comentam aqui digam que o banco de esperma é anônimo, que eu deveria me informar antes de escrever e blábláblá, quero dizer que sei de tudo isso. O ponto não é o cunhado ou quem iria doar, mas o sangue frio e a polêmica da decisão do casal em aceitar ou não uma doação anônima de um espermatozóide. Você não vê polêmica nisso e acha que é totalmente possível? Olha, parabéns! Mas apostar R$ 1 milhão na roleta tendo R$ 0,05 centavos no bolso é muito fácil. Lembre-se antes de comentar: a banca paga — e bem — mas também cobra.

Quando uma prótese de silicone faz bem às mulheres — e não apenas aos homens

26 de setembro de 2011 0

Foto: sxc.hu

Encontrei uma amiga de tempos na semana passada. Ela é magrinha, em torno de 1,70 de altura, loira, cabelos lisos. Mas não, não tem muito — ou nada — a oferecer esteticamente. Não quero dizer que ela é feia, ok? Até porque é muito minha amiga e a amizade é capaz de fazer a pessoa ficar bonita — e isso até pode ser um outro post.

Acontece que a menina resolveu, lá pelos 19 anos, colocar um implante de silicone nos seios. Talvez por ver todas as outras meninas com peitos e ela, murchinha e fora do padrão convencional de beleza, penar demais para conseguir um namorado ou um ficante ou um rolo. Coisas da adolescência. Fazer o quê?

Notei a mudança, obviamente, na primeira olhadela. Estava na correria, indo para um curso, passei por ela e não fosse o silicone me dar um “oi” não teria reparado na menina. Veja como são as coisas: uma grande amiga da época da escola passa por mim na rua e eu não a noto. Observo, primeiro, o silicone. Porque homem sabe quando uma mulher tem silicone nos seios. Ah, sabe.

Para minha surpresa, ela me deu “oi” também e, como temos uma certa intimidade, perguntou de primeira: “Então, o que achou?”, balançando os ombros para dar destaque aos peitões. “Trezentosesetentaecincoêmeéles”. Eu ri, disse que ela estava diferente. Nem deu tempo de perguntar outras coisas — realmente estava na correria — ela ainda disse “Que bom te ver”, deu um sorriso e foi embora, caminhando rápido, serelepe. Talvez também estava na corrida.

Foi então que percebi uma coisa nessa minha amiga: a felicidade. Na escola, ela era quietinha, quase sempre cabisbaixa. Quando ria das piadas da turma fazia baixinho, aquele riso que costumamos dizer que é para dentro, sabe? Será que tem a ver com o silicone? Porque uma outra conhecida, amiga da minha mulher, igualmente com poucos seios, destacou a felicidade como o motivo para colocar um implante de iguais 375ml no corpo. Sabe como é, mania de repórter perguntar tudo: “Mas me diz, além do óbvio, por que tu quer colocar silicone?”. Ela, de bate-pronto: “Porque eu quero ser feliz, oras”.

A questão, acho, não está no silicone. Mas sim em a mulher se sentir bem com ela mesma. Sentir-se desejada, sexy, gostosa. Ser reparada na rua — como minha conhecida, aí de cima. Essa amiga da minha mulher, por exemplo, só coloca blusas com decotes que valorizam os quase R$ 7 mil que pagou pela prótese. Outra coisa que reparei, neste caso: o namorado desta menina também está mais feliz. E o cara tem fama de ser o ranzinza da turma. Imagina. As gurias estão até achando ele “legal”.

Acho importante destacar: duas cirurgias estéticas que não vejo problema algum são nariz e seios. Não acho legal as moças que tiram costelas para afinar cintura, lipoaspiração, botox, silicone nas nádegas… e por aí vai. Meninas, não vou ser hipócrita e dizer que não ficamos “babando” por mulheres bem definidas, seja por cirurgia ou não. Mas cuidado, às vezes pode ficar demais — como a menina da foto abaixo, a tal da Valesca Popozuda. Não vale tudo para ficar gostosona, viu?

Foto: Drica Donato, divulgação, R2

Quem tem perguntas para o cuecas neste domingão de primavera?

25 de setembro de 2011 16

Foto: sxc.hu

Mais uma edição do Pergunte aos Cuecas vem aí e contamos com tuas dúvidas e questionamentos para um novo post. Basta escrever aí nos comentários a pergunta que você quiser, sobre qualquer tipo de assunto. Responderemos, se tudo der certo, até quarta-feira, beleza? Até mais.

UPDATE: perguntas selecionadas às 9h53min de 26 de setembro. Até quarta-feira.