Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Descobri o motivo para tantos divórcios: o fracasso das mulheres em dar prazer a seus maridos

26 de outubro de 2011 139

Foto: sxc.hu

Estaria certa uma associação indonésia de esposas muçulmanas? As separações são resultado do fracasso das mulheres em dar prazer a seus maridos? Olha, pelo que li ontem em uma reportagem do G1, sim. Acredita que elas criaram um manual, uma espécie de guia, o Kama Sutra para preservação do casamento? Ah, é bom destacar: não há figuras para ilustrar o livro e mostrar como se faz, mas o texto oferece instruções sobre como entreter, obedecer e dar prazer aos maridos. Pois segundo o texto, “as mulheres só oferecem 10% do desejo de seus cônjuges”.

Tudo bem que essa turma lá de cima é completamente doida e tem mais normas contra o sexo que a favor dele. Mas me chamou atenção essa coisa de as mulheres só oferecerem “10% do desejo de seus cônjuges”. Sabe porquê? Aqui no blog, são constantes os comentários de que as mulheres devem ser desencanadas na cama (não vou usar aquela palavra de quatro letras que inicia com p. Por favor, não use nos comentários também). Ah, sim: o comentário sempre é completo com “… uma donzela na rua”.

Vocês acreditam realmente nisso? Vocês não acham que as pessoas deveriam ser elas mesmas sempre, em todas as situações? Claro, há inúmeros casos de pessoas tímidas, que são totalmente introvertidas e não conseguem se soltar no dia a dia e que na hora do “vamos ver” são totalmente devassas. Mas o que quero dizer é: não está na hora de parar com esse negócio de quem dá prazer para quem? As frases clássicas como “eu fiz ela gozar três, quatro vezes…” ou “eu acabei com ele, amiga”?

Claro que um papo de bar, por exemplo, se presta para isso. Mas estou falando da pessoa que fica se gabando, se vangloriando, mesmo. Ou também dessa turma aí de cima — são mulheres que criaram isso, infelizmente.

Não descarto o sexo como um ponto importantíssimo na relação e sei que ele influencia talvez mais de 50% do dia a dia. Mas garanto que essas mulheres não viveram o sexo como deve ser vivido. Garanto que quem pensa que a culpa é de um ou de outro na hora de um divórcio — ou até mesmo o fim de um namoro — não descobriu a pessoa que realmente é. Ou não conheceu a pessoa que tinha em casa. Esses, sim, mereceriam um manual, um livro para aprender tudo o que deveriam ter buscado entender do outro. A primeira lição poderia ser: “entenda o que seu parceiro quer”. O problema é que todos leem: “seu parceiro quer”. E daí você mais obedece que se doa. E o relacionamento é doação.

Comentários (139)

  • Diogo diz: 26 de outubro de 2011

    Concordo e complemento: Relacionamento é doação e DIÁLOGO. Somente com estes dois ingredientes as coisas podem dar certo, tanto na cama como fora dela.

  • May diz: 26 de outubro de 2011

    Nossa!
    como as pessoas são criativas! hahhaa

    Também concordo que o sexo equivale a uns 50% dorelacionamento.
    Mas não é só isso que conta.
    E é desta outra parte que as pessoas se esquecem, infelizmente!

  • Ana Paula diz: 26 de outubro de 2011

    QUE MACHISMO: E O CONTRÁRIO NÃO TE OCORREU NÃO< A INCAPACIDADE DOS HOMENS DE SATISFAZEREM AS MULHERES: TENHO UM AMIGA EM FLORIANÓPOLIS PASSANDO POR ESTA SITUAÇÃO: A COMIDA DO ATUAL MARIDO( QUE ELA AMA) É MAIS FRACA E MENOS FREQUENTE Q A DO EX-MARIDO! ALOUUUUUUUUUUUUUUU??? ACORDEM!

  • Paulo Brito diz: 26 de outubro de 2011

    …até tive um ALIVIO quando terminei de ler o texto de hoje. PRQ nas primeira linhas ja imaginei os donos do blog na santa inquisição sendo QUEIMADOS vivos pelas mulheres leitoras enfurecidas do blog…heheeheh

  • Guilherme diz: 26 de outubro de 2011

    esse papo de amiga… essa história parace mais ser sua, né, Ana Paula… se tá com saudade do ex, volta pra ele e acaba com teu atual, pois ele também, certamente, não está feliz contigo, todos os homens percebem quando a mulher não está 100% focada nele, ou pensando somente nele.

  • Felipe diz: 26 de outubro de 2011

    Ao meu ver a questão da doação é algo totalmente difícil de se quantificar ou medir. E o problema é que é exatamente isso que todo mundo tenta fazer. E é muito mais fácil se lembrar das coisas que vc fez para o outro do que das coisas que o outro fez para você.

  • F. diz: 26 de outubro de 2011

    Sempre leio os posts do Samba-canção, mas nunca me atrevi a comentar. Entretanto, esse assunto é um velho conhecido meu… Não sei se feliz, ou infelizmente. Rsrs… Me casei jovem e completamente inexperiente no aspecto “sexo”, mas fui educada pra ser esposa e mãe. Acredito que, apesar de gostar bastante do “negócio”, depois de ter experimentado, foquei mais minha relação nos cuidados com a casa e com meu ex-marido. Não é de se espantar que, de repente, ele tenha perdido o interesse por mim e deixado de me amar. Me divorciei depois de 6 anos e, graças, sem filhos. Foi um baita “baque” e procurei por muito tempo as razões de tudo ter acabado. A culpa nunca é só de um, nem mais de um do que do outro. Os dois possuem a mesma parcela de culpa em todos os aspectos. Demorei quase dois anos pra voltar a me relacionar com alguém e, mesmo assim, não queria compromisso. Acreditava que tava na hora de eu “curtir” um pouco, o que não curti nos anos de casada. Um relacionamento sem compromisso, com alguém que se tornou um grande amigo e foi uma fase muito boa, aprendi bastante em todos os aspectos e consegui me soltar mais, não ter medo ou vergonha de fazer o que desse na telha e o que gosto. Mas, minha consciência não me permitiu manter um relacionamento assim por muito tempo. Não sou assim, essa não é minha essência. Mas, valeu muito à pena. Dentre as “evoluções” ocorridas em mim nesses últimos anos, está a de me permitir ser o que realmente sou em todos os aspectos e, principalmente, não “passar vontade” e, se meu parceiro me “der corda” faço o que eu quiser e o que ele quiser também. Isso exige a tal da “química”, pra que haja esse “entenda o que seu parceiro quer”, se não houver esse entendimento em todos os aspectos, qualquer relação está fadada ao fracasso. E, também não adianta só um entender, isso tem de ser recíproco. Acabei de sair de um relacionamento que pensei que fosse durar a vida toda, pois acreditava haver esse entendimento em todos os aspectos e a “quimíca” era totalmente excelente. Mas, desentendimentos bobos e outros fatores (distância geográfica) que dificultaram nossa relação , nos levaram a abrir mão de algo que parecia valer à pena. Compreender um ao outro em todos os aspectos é fundamental. Se entender só “na cama”, não é o bastante pra viver uma vida “a dois”.

  • Paulo Brito diz: 26 de outubro de 2011

    a ANA PAULA ta com problema de interpretação de texto..hehehe…ou, como previ, só leu o inicio do texto…isto é um perigo….hahahah

  • Cristina diz: 26 de outubro de 2011

    Gente, temos um bando de homens machistas que querem uma mulher para casar e essa, mulher, tem que ter ser uma dama, depois essa mesma mulher tem que ser uma devassa na cama para segurar o seu homem. Bom, se ela é uma dama, necessáriamente o seu homem vai ter que lhe ensinar o que quer e aprender a satisfazê-la, pois quando ela aprender não vai se contentar com pouco.
    Por outro lado temos um bando de mulheres reclamando que seus homens estão sempre cansados ( do trabalho, da rotina, etc.) . Bem aí fica difícil concilliar… Pensem…contamos muita marra, todos nós passamos horas estudando, trabalhando, lutando para sermos boas esposas, mulheres, pais, filhos, mães, e homens… quanto de nós sobra para fazermos peripécias sexuais no final de 24h. Chega de contar tanta marra, melhor mesmo encarar a realidade.

  • THAIS diz: 26 de outubro de 2011

    tb fiquei mais “aliviada” qdo terminei de ler, pq o título sim é mto machista, mas q bom q ñ era de vcs do blog..hehe…Acho q a “culpa” ñ pode ser jogada para cima de um apenas, homem ou mulher, cada caso é um caso, mas acredito q para dar certo, não so sexualmente falando, tem q existir mto diálogo e sem essa de culpar a mulher por tdo qdo o sexo ñ é bom, ja tive e sei de amigas q comentam da “fraquesa” dos seus companheiros..rss

  • Leticia diz: 26 de outubro de 2011

    Esta questão é muito complexa, mas deu o que falar, para mim, as pessoas devem sempre ser elas mesmas, sendo timidas ou não vc não deve ser o que os outros querem pois assim vc sempre estara reprimindo o seus próprios sentimentos, isso não é bom..

  • Marcus diz: 26 de outubro de 2011

    Bom dia, pessoal sempre que posso leio o blog mas nunca comentei.

    Bom eu no momento estou terminando um relacionamento de 4,5anos podem acreditar, mais por falta de dialogo de ambas as partes talvez (mais dela lógico) pois ela não é muito de falar oque pensa quando estavamos juntos ai vai acumulando ai depois também não adianta reclama. Nosso problema como já falei mesmo foi o DIALOGO e o CIUMES da parte dela (não to colocando a culpa nela por favor), com relação a sexo sempre nos entendemos muitissimo bem e com total satisfação de ambas as partes (ambos literalmente somos uns santos fora e uns sem vergonha juntos em 4 paredes ou quando não tinha, ou quando as paredes eram de metal e vidros insufilmados rsrs pois nos amavamos). Mas é uma pena que fora o sexo não conseguimos mais nos entender ainda gosto muito dela e tenho um carinho muito grande mas a falta de dialogo e talvez a falta de uma certo jogo de cintura em algumas situação relacionadas a familia encontro com amigos de serviço, futebol essas coisas tenha atrapalhado e me direcionado a tomar esta decisão atual.

    Repetindo mais uma vez sexo é muito importante 50% senão mais, mas DIALOGO, JOGO DE CINTURA (compreensão),E DOAÇÃO complementam a relação com certeza

    Abraço e obrigado pela espaço.

  • tiago diz: 26 de outubro de 2011

    Ao meu ver, a idéia está correta… casadas, sejam francas com vcs mesmas, qual a proporção de vezes que teu marido te procura querendo transar e acaba transando e não transando? e qual a proporção de vezes que é tu que procura teu marido para transar? pois ai está o problema…homens tem mais apetite sexual e se as mulheres ficarem se moneando alguns podem buscar satisfaze-lo em outras relações. Não julgo certo… mas a criação do manual pode ser para alertar a mulherada a transar mais e ter menos dor de cabeça…hehehehe

  • edynho diz: 26 de outubro de 2011

    Um dos motivos do divórcio é essa mania de ir logo pra cama na primeira semana de namoro.
    Depois que casa,qual a graça???Já conhece tudo!
    Aí parte para outra…

  • Antonio diz: 26 de outubro de 2011

    Olá, Perdeste o foco da discussão nos últimos parágrafos, os homens não querem uma santa na cama, pois o lugar dessas é na igreja.
    As mulheres ficam muito relapsas nas relações depois de alguns anos casadas, perdem a criatividade. Esse índice deve ser considerado sim, uma mulher sem atitude sexual é o mesmo que aquela boneca inflável.

  • Luis Figueiredo diz: 26 de outubro de 2011

    AInda não li todo o texto mas ja concordei com ele, vejam o que quase sempre acontece, o marido quer fazer varias coisas diferentes e ela não quer, ai o cara vai e apronta na rua, ela descobre (porque não sabemos, na maioria, fazer isso direito), acabou o casamento, ai ela começam um regime, vão a um salão de beleza, dão um trato no visual e vão a luta, mas diferente do que faziam com o marido, quando conhecem um cara, elas fazem de tudo, digo tudo mesmo com esse “novo” cara, Me respondam por favor, por que não fazem isso para seus maridos?? Sério, eu não entendo as mulheres.

  • MAGNATA_NH diz: 26 de outubro de 2011

    Isto explica o grande números de garotas de programa que aparecem a cada dia……….meninas que querem R$ e sabem que a MAIORIA das mulheres casadas deixa a desejar.
    Também concordo que não é só isto que conta………mas que é bom é bom…..

  • Casado diz: 26 de outubro de 2011

    Concordo plenamente com o post. O casamento, ou qualquer relacionamento precisa de doação, e não simplesmente de agradar o outro. E a doação deve ser recíproca e o diálogo é base fundamental para que isso aconteça. O problema é quando um dos dois não aceita conversar está sempre na defensiva, e acha que está sendo cobrado, ou que o parceiro está sempre reclamando. Estou vivenciando uma situação assim, depois de onze anos de casamento. Nossa freqüência sexual caiu tanto, que sinto vergonha de dizer aqui quantas vezes transamos por mês. E se questiono algo, ai tudo fica muito pior. Percebo que ainda existem muitos tabus nas questões relacionadas ao sexo.

  • ô loco diz: 26 de outubro de 2011

    bahh…o EDYNHO tomou TODINHO…só pode…

  • Edu diz: 26 de outubro de 2011

    Minha noiva é completamente fraca na cama,apesar de eu amar ela e nunca ter procurado fora,ela acha que procurei,qualquer motivo de ciumes ela acha que foi traida por sentimento de culpa em saber que ela não gosta muito de transar,esta sempre com uma desculpa ou outra,1x por semana é suficiente p/ela.
    goasto dela,tesão só por ela mais ela não me entende.
    provavelmente não iremos longe pois sei que acabando ela fara com outro aquilo que não fazia p/ mim.é sempre assim
    dica: Façam seus companheiros felizes assim como eles fazem vc.

  • Jenny diz: 26 de outubro de 2011

    Baita bobagem, sou solteira exatamente por ser boa demais na cama e provo isso, homem é tudo machista. Todos os que conheci, ficaram comigo, uns até namoraram mas na hora do vamos ver é com as dondoquinhas que casam. Tem uns até que me procuram para um flash back, dizem que sou a melhor mulher que tiveram, não encomoda, é divertida, inteligente e principalmente boa quando não dizem que sou a melhor na cama mas é com as travadas é que estão casados. Homem em geral é tudo machista, se uma mulher é boa de cama vão lá imaginar que já deu pra todo mundo.Eu por ex leio, vou procurar saber, fiz até aula de erotismo, e tudo que uma sex shop pode oferecer, nunca deixei cair na rotina mas arrumar um que me segure realmente acho que é coisa de muito macho e não pra qualquer um.

  • MARCUS diz: 26 de outubro de 2011

    Olá Jenny manda o msn ai rsrsrsrs vamos bater um papo rsrsrs

  • MARCUS diz: 26 de outubro de 2011

    Olá jenny vamos tentar um contato manda ai tel, e-mail…. rsrsrrs

    Abraço…

  • Maroto diz: 26 de outubro de 2011

    Concordo e plenamente mas o Relacionamento é comprometimento das duas partes com 70% de entrega dos mmesmos. Só assim coisas podem dar certo, tanto na cama como fora dela.

  • F. diz: 26 de outubro de 2011

    E, o que uma mulher deve fazer quando procura o marido e esse não quer saber? Quando ela tem atitude e criatividade e o cara não tem?
    Quando ela gosta do negócio e tem mais “apetite” do que ele?
    Ela deve procurar outro, ou se manter fiel aos seus princípios e a seu companheiro?
    Acima de tudo, acredito que os textos aqui postados são pra gente refletir sobre a nossa própria postura diante das situações explanadas. Não estou defendendo o “dono dos posts”, mas criticando a nossa atitude em querer falar do que os outros vivem ou sentem e não olhar pro “próprio umbigo”.
    As pessoas deveriam falar somente sobre aquilo que sabem por já terem vivenciado aquilo.
    Nem sempre leio os comentários, porque a maioria são de uma desinteligência e falta de bom senso sem tamanho. Não precisamos ser “sexistas”, basta pensarmos na nossa postura e sermos honestos conosco mesmos. Acredito que a idéia de um blog seja pra troca de idéias e opiniões, pra aprendermos alguma coisa com as experiências dos outros. Mas, enfim, cada um é cada um…

  • Paulo diz: 26 de outubro de 2011

    a Jhenny merecia o oscar de melhor atuação pelo visto. Prq tu não da palestras sobre isso, de como ser a melhor mulher do mundo ? vai ganhar dinheiro…

    …nao gosto de pessoas arrogantes e egoístas que se acham o centro do universo….então isso me torna mesmo macho pelo visto….por isso que essas realmente só servem para dar uma e deu …e qndo estiver na seca procurar novamente para um remember e nada mais…

  • Rosana Peres diz: 26 de outubro de 2011

    hahahaha…muito bom isso. Os homens querem casar com as certinhas e depois reclamam que elas não dão prazer?????bem feito!!!!!tão sempre julgando. As mulheres não podem isso, não podem aquilo. Tem homens que se vc mulher da ideia de fazer alguma coisa diferente principalmente se vc for “esposa” ele não aceita muito bem. As sacanagens são fora de casa, não com a “santa” da esposa.HOMENS DEIXEM DE SER HIPÓCRITAS!!!! o dia que vcs respeitarem as mulheres e também pensarem em satisfazê-las tudo será diferente. E para um relacionamento dar certo além de sexo tb é preciso diálogo e respeito. No mais é conversa pra boi dormir.

  • wilson luiz diz: 26 de outubro de 2011

    CERTÍSSIMA essas afirmações, por experiências próprias. Mulher depois que assina aquele maldito papel no cartório esquece do HOMEM, ou seja sexo quando der e se puder e na maioria das vezes uma “M”… Por isso ja adotei uma postura para novos envolvimentos tu na TUA e eu na MINHA, aí sim fuiiii que é uma maravilha, se não meu velho ….”A FILA VAI ANDAR”.

  • BRITINHO diz: 26 de outubro de 2011

    Bueno. o fato e o seguinte, existe tipos de pessoas, homens e mulheres, que no seu perfil psicologico e sentimental, passado um tempo, perdem realmente o tesao pela pessoa. mesmo sendo ela, marido ou mulher, fora da cama uma pessoa exemplar, otimo marido ou esposa, ai, nesse caso qdo os dois se entendem muito bem fora da cama, as vezes partem pra outros horizontes, muito acabam saindo com casais, ou a tres, nao pra apimentar a relacao, nao, mas por encontrar ali o tesao e o prazer que nao sentem mais como antigamente, nao e desgasto da relacao. e perfil psicologico mesmo, porque? muitos se prendem ao passado que tinham qdo solteiros e achavam aquilo maravilhoso, e como cansar de viajar toda semana a trabalho, muitos sentem desejo de viajar. um dia cansa.ai busca nova forma de viver. nao e machismo. nem nada. e apenas acomodarse.

  • Alan Andrade diz: 26 de outubro de 2011

    O maior problema das mulheres de hoje é sua carreira profissional, acabam esqueceno de sua vida doméstica “maridão”… Mas cada um defende seu lado, por isso é melhor as mulheres refletirem um pouco quanto a isso… Cada um tem sua opinião formada.

  • Kelli diz: 26 de outubro de 2011

    sou casada a 6 anos e não consigo me soltar sinto vergonha de fazer ou falar certas coisas até hoje.. não tive muitos parceiros na verdade só tive um antes do meu marido e casei com 16 anos e hoje vejo as pessoas fazendo e acontecendo e até que tento me soltar mais… mais chega na hora H não da não consigo, não sei qual meu problema mais quando tento conversar meu marido diz que devo ter um amante por isso fico inventando coisas pra não fazer sexo com ele… so que não é isso…tenho 22 anos e não sou feliz na cama então acho q sem dialogo não existe mais nada..

  • Nilson diz: 26 de outubro de 2011

    Homem gosta de sexo bem mais do que a mulher. A mulher sabendo disto dá tudo de si até ser contratada como esposa, depois relaxa total e tudo é desculpa para torna o sexo sem importância. Me casei 2 vezes, e em ambas aconteceu a mesma coisa, senti que eram a mulher que eu sonhava, pois no início tudo era possível, todas as fantasias se realizavam e com o tempo… a vontade era só minha.
    Sexo é no mínimo 50% da relação, se a coisa rola, se a química continua os outros problemas fluem normalmente e tudo fica mais fácil, no entanto na falta do sexo os problemas ficam 3 vezes pior.

  • Pedro diz: 26 de outubro de 2011

    SIMPLESMENTE PERFEITO!!!
    Exatamente como penso e como sempre pensei.
    Se encaixa perfeitamente no relacionamento que vivi, que teme fim a 3 meses atrás, bem como a parte to último parágrafo reflete bem o que penso sobre o fim.
    Mais uma vez parabéns.

  • M. diz: 26 de outubro de 2011

    E quando o homem faz de tudo para mudar isso e a mulher não da bola???
    Passo por uma situação bem parecida, minha namorada de 4 anos perdeu a vontade mas diz que gosta de mim, conversamos muuito, dou dicas, faço de tudo pra melhorar, mas não adianta…Depois as mulheres são traídas ou trocadas e dizem que não sabem o porque…

  • Ale diz: 26 de outubro de 2011

    Jenny “a última blachinha do pacote”
    hehehe

  • Mari M. diz: 26 de outubro de 2011

    Primeiramente adoro o blog e me divirto muito com os comentários. Me chamou atenção o comentário Luis Figueiredo, pq no meu ponto de vista é exatamente assim, qual a primeira coisa que uma mulher faz após a separação? Se cuida, faz dieta, vai pro salão, quer ficar bonita p/ mostrar pro ex o que ele perdeu.Isso é fato.

    É claro que um relacionamento a responsabilidade de dar certo é dos dois, e concordo que deve haver dialogo, respeito e compreensão. Mas sexo é muito importante, se tudo for ótimo e o sexo for + ou – uma hora satura tbém. Muitas vezes estamos tão envolvidas no papel da boa esposa, boa mãe que esquecemos de ser MULHER. Quantas mulheres mudam depois do casamento, deixam de se cuidar de serem elas mesmas para assumir um papel (boa esposa, boa dona de casa, etc)
    É claro que temos dupla ou até tripla jornada, mas amor próprio inclui se cuidar, ficar bonita, cheirosa, dividir responsabilidades nas tarefas de casa, assim sobra mais tempo p/ o sexo e menos “dor de cabeça”.

  • BEL diz: 26 de outubro de 2011

    Acho que temos que ter os pés no chão e ver a realidade, não a novela das 21:00, acho o comentário do Tiago bem coerente, sabemos que na vida real as coisas não são tão perfeitas, que passamos 12horas ou mais fora de casa que temos diversos problemas e que nem sempre estamos com aquela disposição, principalmente a mulher que não tem o mesmo apetite que o homem(claro que temos alguns casos diferenciados), e tb nao quero dizer que mulher nao tem vontade mas a mulher é muito mais sentimento se abala mais com as coisas, ja o homem é mais carne, mas o que quero dizer é que um casal que vive junto no dia a dia que trabalha e que tem mil preocupações é normal as vezes a coisa da uma enfraquecida é ai que entra o dialogo e a noção de saber que ta na hora de agir e não deixar a rotina abalar, não adianta o sexo ser maravilhoso, e depois disso não conversar um com outro, não se ajudarem nas dificuldades acho que a conversa e o sexo são complementos um não vinga sem o outro.

  • Neto diz: 26 de outubro de 2011

    Mas que bela foto da matéria, parabéns!!!

  • João Tchê! diz: 26 de outubro de 2011

    Tchê!

    Ouvi essa frase de uma senhora de 84 anos!

    “não adianta brigarem, dicutirem. Sempre tive pavor disso. Um tem que aceitar o outro, afinal, os dois de noite tem que se comer na cama…”

    Me assustei, pensei assim – “mas vó”.

    Ela parecia que lia meus pensamentos e largou – “Não concorda”

    Reflitam, no casamento ocorre muito isso. Discute, briga, desentende, reata, disute, briga, reata… Mas existe um lugar, um único lugar (eu quis ser redundante), que isso não deve ocorrer, e se ocorrer, tem que ser muito breve. Na cama (sofá, sala, carro, sei lá, pensem no seu local de intimidade). Ali deve haver harmonia, entre Homem e Mulher. Ali os desejos mais intrísecos de uma relação devem aflorar e unir o casal (trio, quarteto fantástico, seja qual for a sua relação).

    Eu gosto de me sentir bem. Se agrado minha parceira, ela se sente bem, e retiubui. Aí eu retribuo, e assim por diante. A cama é o local onde a redundância é necessária! (redundância, não redonda, mas pode ser redonda, quadrada, etc…). Isso entendo como doação.

    Penso que estou certo assim…

    Att,
    João Tchê!

  • pretinhoooo diz: 26 de outubro de 2011

    Não é só na cama q precisa se dar bem….
    Existe uma palavra chamada RESPEITO q é muito priorizada numa relação,
    eu vou jogar meu futebol com meus amigos e a minha esposa vai pra casa das amigas conversar,
    eu vou treinar meu jiu-jitsu e minha esposa vai pra aula de capoeira e depois q chegamos em casa nos amamos muito bem!!!e toda noite nos falamos um ao outro q cada dia é melhor q o anterior,
    confiança e respeito caminham junto com o AMOR,
    traíção e divorcio acontecem quando uma dessas tres coisas fogem d nosso controle,
    precisamos ser mais seguros em momentos de podermos sair pra fazermos nossas atividades e sabermos q a pessoa q nós amamos está louca de saudade e pra matar essa saudade conosco.
    RESPEITO,CONFIANÇA E AMOR acima de tudo.SEXO mais ainda e se vcs puderem melhor a cada dia.

  • Josy diz: 26 de outubro de 2011

    Minha avó já dizia… ” casamento começa na cama…”

  • Tio Barnabé diz: 26 de outubro de 2011

    Apetite sexual, esse é um tema extremamente delicado de se discutir. Muitos homens gostam de mulheres que sejam esposas, mas reclamam daquelas que são um “vulcão” na cama, por acharem que são depravadas não apenas no ato. E depois são as mulheres as complicadas… Consideram que estas mulheres não são para casar, apenas “pegar”. E tudo isso, por quê? Medo da traição, medo de que sua mulher jogue charme por aí e fique com outro, medo de virar chacota dos amigos. Enfim, medo.

    O comentário da Jenny (com exceção do último trecho…), por exemplo, expressa muito bem os casos de que homens preferem, como ela chama “as travadas”, aquelas que o satisfazem (e vice-versa) na cama. Outro comentário do Casado também é muito interessante e condiz com a realidade de muitos casais: “problema é quando um dos dois não aceita conversar está sempre na defensiva, e acha que está sendo cobrado, ou que o parceiro está sempre reclamando”.

    Doação parece uma palavra inadequada para esse tema, como se homem e mulher necessitem fazer um esforço para agradar o companheiro. Obediência então, é fora de questão… Acho que é muito mais caso de intimidade. A falta de intimidade gera problemas sérios entre o casal, e vira motivo para qualquer discussão posterior. Agora, intimidade demais pode trazer consequências ruins, como homens/mulheres possessivos demais, ciumes (por já conhecer com quem ficou, teve relação sexual, esteve interessado, etc…). Em outras palavras, é preciso ter intimidade entre o casal, mas não precisa falar sobre toda sua vida para mostrar que é uma pessoa “transparente” a ele/ela.

    Acho que, antes de qualquer coisa, o casal deve conversar sobre isso. E não estou falando sobre terapia de casal! Falta haver uma conversa entre ambos para não deixar a peteca cair, principalmente casais com alguns ou vários anos juntos e, principalmente, os homens saberem ouvir (o que já é dificil por natureza e acham que tudo é uma D.R.). Nessas horas, ser parceiro e amigo é muito melhor que ser o homem-machão. Também apimentar as relações é essecial; seja com vestimentas (principalmente mulheres) ou buscar novos lugares para terem o ato sexual (e não pre cisa ser necessariamente o motel, leia o último tópico sobre o assunto), enfim.

  • Dedé diz: 26 de outubro de 2011

    Ei, quem escreveu este texto é casado? Báh! acho que não…rsrs.
    Casa primeiro amigo depois conversamos…

  • Fernando diz: 26 de outubro de 2011

    Pois é, para as muçulmanas até pode ser, dada a repressão que essas mulheres sofrem dentro da sociedade em que vivem. Neste caso, parece que são vistas pela somente como simples objetos. Não tem direitos, não podem ter desejos e não podem ter opinião. Devem simplesmente se recolherem a sua insignificância dentro da sociedade que vivem. O que sobra pra elas? Destacarem-se na cama porque senão os maridos as devolvem para as famílias como péssimas. Mas cada cultura é diferente e não adianta fazermos comparações. Pra elas é isso o importante, mas e para nós aqui no Brasil? Obvio que sexo é bom, todo mundo gosta e é importante, mas se o casal não tiver objetivos comuns a atingir e o egoísmo e a falta de lealdade vier sempre na frente do grupo familiar, não tem família que fique unida. Tá aí, acho que encontrei a palavra certa, EGOÍSMO!

  • zkão diz: 26 de outubro de 2011

    Jenny.. não pessola mas geral acredito qe seja insaciavel como dizmmas em geral o casal perde o alibido e se perde no relacionamento..m seria interesante constatar tal foracidade..kkk

  • Fabio diz: 26 de outubro de 2011

    Simples, uma dama na sociedade e uma p… na cama.

  • Valéria diz: 26 de outubro de 2011

    Será que se os maridos ensinassem as esposas o que ensiam para as amantes isso não seria diferente??

  • Luis diz: 26 de outubro de 2011

    Gostei e concordo com o comentário da F.
    Apesar de o comentário ser um pouco longo, comecei a ler e quanto mais eu lia, mais tinha vontade de continuar a ler até o final porque pela primeira vez um comentário me “prendeu” pelo português correto e coerente.
    Parabéns F…comentários assim dá gosto de ler!

  • Isaaa diz: 26 de outubro de 2011

    Q tal os homens dividirem as tarefas domésticas com as mulheres? Isso resultaria em mais disposição física, mental e sexual. Q tal pensar na mulher como um ser humano e suas particularidades fisiológicas?? Precisamos ser estimuladas. Não basta tirar a roupa, mostrar que vc, homem, “está no ponto” e achar q a gente ta tbm. Ora! Nós, mulheres, mudamos muito ao longo dos tempos… só acrescentamos mais responsabilidades em nossas vidas. E o que mais modficou foi a nossa inserção no mercado de trabalho. “Só” isso. E os homens, mudaram o q? Continuam tendo a mesma responsabilidade… Desculpem-me, mas não é nada fácil cuidar de filhos, casa, marido, trabalhos e, além disso, viver com milhares de pulga atrás da orelha imaginando se o seu maridão não tá pulando o muro em busca de outras para satisfazer suas necessidades sexuais. Isso se chama falta de compreensão!!!! Se vc não consegue ser tolerante e nem compreensivo, não case e nem tenha filhos.

  • Rolim diz: 26 de outubro de 2011

    É na cama que os desejos se inflamam e incendeiam nossos corpos, explodindo-os em perversos desejos de sedução e prazer.

    É nos lençóis macios, onde nossos corpos suados se encostam, que ultrapassamos os limites do pensamentos e nos enrolamos na busca de ser um só.

    Sentir e dar prazer não é muito complicado, explorar é necessário.
    Abraços

  • Paulo A. diz: 26 de outubro de 2011

    Como homem, casado (além de rodado), posso garantir que a responsabilidade não é só da mulher. Se o cara quer uma assanhada na cama (tá bom assim blogueiro? hehe), ele tem que saber deixar ela a vontade, tem que saber explorar a sexualidade dela. Se o cara não sabe fazer isso, tem que se contentar com o equivalente ao que ele dá. E digo mais, TODAS, inclusive as tímidas, possuem potenciais incríveis, mas TODAS, inclusive as “assanhadas” (como a minha, graças a Deus) precisam se sentir a vontade. Portanto, meus caros, arregacem as mangas, se não estão contentes e façam também um pouco mais pela relação, para só depois reclamar. Ou continuem comendo as churanhas pela rua, permanecendo descontentes e colocando casamento fora. Lembre que se você não é bom em casa com a mulher, também não deve ser bom com as churanhas, então, vai ficar mal falado. KKK. Cada um sabe onde aperta o seu calo… Ressalva: Assim como existem muitos homens ruins de cama, existem muitas mulheres ruins de cama também, mas acho que isso tem muito mais a ver com combinar com o parceiro do que com “qualidade”. Abraços!

  • Rafa diz: 26 de outubro de 2011

    Olha acredito que isso possa acontecer, mas a maioria das mulheres , muitas vezes, passa parte da sua vida preocupada pelo prazer de seu companheiro. Enquanto ele se preocupa com somente o dele, forma muito egoísta de pensar. É claro, que pode acontecer ao contrário, mas acredito que na maioria dos casos aconteça dessa maneira.
    E se as mulheres não conseguem atingir o esperado pelos homens a culpa também é deles, ora se não estão felizes é porque existe algo que não está certo, e esse “algo” possa ser com eles. Homens grossos que só pensam em satisfazer suas vontades e prazeres esquecendo que nós mulheres, somos seres dos quais você precisam !
    Homem faça o seu papel de HOMEM, porque estão deixando a desejar, alguns é claro ;D

  • Sr. M. diz: 26 de outubro de 2011

    Cara a vó do Tchê acabou de ganhar o Oscar. É isso daí mesmo. Respeita as diferenças e teu casamento será eterno. Comigo tá sendo assim, ha mais de 30 anos. E o nosso sexo é maravilhoso. Sem essa que a responsabilidade é só da tua parceira. Baita babaquice. O Homem deve saber fazer com que a sua Mulher tenha prazer em lhe dar prazer. Como diz o Jabor: “Amor é prosa, sexo é poesia”. No homem, o desejo gera o amor. Na mulher, o amor gera o desejo. É isso dai. Mas fiquei mesmo impressionado foi com a Jenny. Coitada.

  • Jenny diz: 26 de outubro de 2011

    Paulo e Ale,
    Não sou e nem quero ser a ultima do pacote, mas isso eu posso afirmar, homem tem medo de mulher boa de cama!!! E te provo isso, conheço várias mulheres na mesma situação. Ser boa de cama no contexto todo é apenas um detalhe. Assim como eu, conheço advogadas, arquitetas e outrs tantas financeiramente bem, bonitas, bem resolvidas e principalmente não são hipócritas. Se é para bancar a virgem, sinto muito procure outra, sei me portar muito bem em todas as situações até pq tenho um nome e uma imagem a zelar. Ligo dizendo que quero sexo, acordo cedo para fazer, compro lingerie, o que for necessário ou estigar mminha curiosidade. Nem por isso deixo de querer cozinhar, caminhar no parque, ir ao cinema, ter filhos. Outra, conheço muita metida a santa que quando viaja e sabe que não teem ninguém por perto apronta horrores, essas sim são as boas.
    Obs:
    Marcus, não procuro encontro ou uma transa, isso se precisar tem as pencas nas esquinas para ambos.

  • Marcus diz: 26 de outubro de 2011

    Isaaa, as mulheres querem dividir as tarefas, beleza sempre falei para minha ex, que tal tu corta a grama hoje ou melhor, que tal tu troca o pneu do carro, putz tem um vazamento vo te que quebra a parede? Esse papo de igualdade é de mata fala serio, os comentarios estão ótimos e concordo com muito. Infelizmente a mulher fica com vontade apenas quando fica sem por algum tempo…

  • Luis diz: 26 de outubro de 2011

    Eu por exemplo, apesar de não trair minha mulher, não tenho mais o mesmo tesão de comê-la do que quando a conheci.
    Quando a conheci ela fazia um bom boquete, com vontade, ela fazia sexo anal sem pensar duas vezes. Hoje bem ou mal fizemos sexo normal, mas quando vamos num motel o tesão aumenta, mas não posso passar a vida todo dentro de um motel.
    Antes em cada encontro ela vinha toda depilada, cheirosa e tudo mais, hoje não ocorre mais isso (não que ela seja desleixada, mas nem perto de antes), quando deveria ser ao contrário. É diferente quando você pega uma mulher nova, sexo novo, novo jeito de transar, você não se importa com nada, o tesão é maior, com o tempo sim você passa a se importar mais com os detalhes. E isso é o grande erro, as mulheres se importam muito com a primeira transa fazem tudo que o homem deseja, e não se importam com a centésima transa.

  • ROBERTA V diz: 26 de outubro de 2011

    KAKAKA ISSO SEMPRE DA POLEMICA CLARO QUE ISSO É UM ABSURDO…. QUANDO QUALQUER TIPO DE ASSOSSIAÇÃO NÃO DA CERTO COM CERTEZA HOUVE FALHAS DE AMBAS AS PARTES…. DIALOGO É O MELHOR CAMINHO, COMPREENDER O OUTRO E SUAS PREFERENCIAS TB.TENHO ALGUNS ANOS DE CASADA E SEM SOMBRA DE DUVIDA HJ SOU MUITO MELHOR DO QUE ONTEM, ASSIM COMO MEU COMPANHEIRO. SEXO HOJE É TUDO DE BOM E PARA QUE A RELAÇÃO MELHORASSE COM O TEMPO TANTO EU QUANTO ELE SOMOS BASTANTE SINCEROS E DIZEMOS COM TODAS AS LETRAS AS NOSSAS PREFERENCIAS, VONTADES, CURIOSIDADES EM FIM…. SOMOS ADULTOS MADUROS ISSO É CUIDAR DE UMA RELAÇÃO.

  • Paulo Roberto diz: 26 de outubro de 2011

    ANA PAULA, sou gaúcho (bem sucedido) e moro em Florianópolis. Me envia o contato dessa sua amiga que os problemas delas terão fim hoje mesmo.

  • Lukidez diz: 26 de outubro de 2011

    Vamos ser francos com a natureza humana, a maioria dos homens querem a sua mulher e também dar os seus pulinhos fora. Não tem jeito, esta é a realidade pura e crua. Portanto mulheres, quanto mais prazer em casa, menos eles vão procurar na rua.
    Lógica pura, gostem ou não.

  • Jenny diz: 26 de outubro de 2011

    Concordo com o Marcus, não existe igualdade, ambos tem suas limitações é da natureza. Não dá para uma mulher levantar um saco de cimento de cinquenta quilos e nem um homem usar um salto 18 o dia todo. Mas precisa haver compreenção de ambos os lados. O homem que mais amei uma vez me disse que no mundo de hj temos que manter as aparências para sobrevivermos, por isso hj tá casado com a Sra. Santinha e vive traindo ela com garotas de programa pq não tem nem na época de namora um bom sexo em casa. Sinceramente prefiro viver sozinha do que um vida frustrada. Minha verdade ninguém tira.

  • Gisele diz: 26 de outubro de 2011

    Sou mulher e acredito sim que sexo é 50% ou mais de um relacionamento. No entanto, é preciso haver outras coisas, como diálogo, carinho, respeito e, principalmente, companheirismo entre as partes. Sou casada há três anos, já tivemos muitas brigas, mas conversando a gente se entende.
    Não existe essa de ter uma parte errada ou uma certa. Também acho meio complicado as pessoas falarem que não gostam de sexo. O que acontece, muitas vezes, é a falta de química e de entrosamento entre o casal.
    Ah! Para quem disse aí que a noiva não gosta mais de transar, a falta de libido pode ser um efeito colateral da pílula…sempre é bom conversar com um médico!
    Era isso..

  • Gustavo diz: 26 de outubro de 2011

    Realmente é um problema,eu tenho vontade todo dia e minha mulher é maravilhosa tanto na cama quando em casa,porém quando não rola eu fico chateado e as vezes quando não rola mais seguido me ponho em duvida quanto a relação,fico com muitos pensamento insanos e faz com que eu pense em colocar em risco uma relação que da muito certo,então realmente é complicado e atrapalha todo o resto.Mulheres um pouco mais então e o mesmo eu digo para nós,abraço..

  • Francisco diz: 26 de outubro de 2011

    A relação conjugal é muito complicada; vejo homens e mulheres jovens dos 14 aos 39 anos , com a idade mental práticamente igual, procurando festas, noitadas e baladas. Após completarem 40 anos, a “ficha cai” para as mulheres; os homens continuam na imaturidade buscando o prazer em locais determinados como que ampliando a sua adolelescência. Eu sou da opinião que homens e mulheres devem ter uma relação estável , depois dos 35 anos. Porquê? Os que aprenderam um pouco com a experiência da “solteirice”, estão maduros para uma relação formal , esposa , filho, sogra, cachorro, gato e todo o “pacote” envolvido.
    E , apenas o sexo…………… ele termina, o homem envelhece, a mulher envelhece, os corpos envelhecem, já não tem mais o “tesão” de antes, mas resta tudo aquilo que se cultivou até então, para seguir em frente.
    Quando digo do envelhecimento, encaro o problema dos 65 anos em diante, pois até ali, tanto homens como mulheres que não abusaram do cigarro, da bebida, da comida gordurosa, da noite e não viveram permanentemente sob estresse; tem toda a possibilidade de estar com o corpo e a mente , “em dia”. Hoje , a nossa preocução é com a saúde, o bem estar, a alegria e um pouco de dinheiro para gastar, o resto a gente administra.

  • Antipático diz: 26 de outubro de 2011

    É como eu sempre digo: Se você não tem nada de inteligente pra dizer…. né Roberto Preston…

  • KAREN VILLAREAL diz: 26 de outubro de 2011

    É…MAS TAMBÉM EXISTEM AS TARAS DOS MARIDOS, QUE NUNCA ESTÃO SATISFEITOS COM O PRAZER PROPORCIONADO PELAS SUAS ESPOSAS. COMO SEMPRE, A CULPA É DA MULHER…QUE SÉCULO ESTAMOS MESMO???????

  • Osvaldo diz: 26 de outubro de 2011

    Quantos por cento representa o sexo em uma relação eu não sei dizer, apesar de considerar que é um percentual elevado, mas com certeza o sexo (ou a falta dele, ou mal feito/aproveitado) pode acabar com uma relação. O parceiro pode ser nota 10 nos outros quesitos, mas se não mandar bem legal na parte do sexo, não me serve.

  • Daniel diz: 26 de outubro de 2011

    Relacionamento é doação??? Vou traduzir para o mundo real: “Relacionamento é dominação. Só doa quem é dominado, por alguma coisa! Essa é a minha opinião. Não existe nenhum tipo de relacionamento animal na natureza que não seja baseado na dominação. Enquanto existe dominação, existe relacionamento. Isso vale o mesmo para o relacionamento sexual. Um domina o outro, que deixa ser dominado. Agora, o tipo de dominação não é o tema de hoje, portanto, sempre há um dominante, e um dominado. Mulheres querem dominar, mas precisam doar para manter o relacionamento mais ou menos equilibrado, aí se tornam dominadas, principalmente no início. Depois, elas não querem mais se prestar a ser dominadas, aí ferrou com tudo… Esse papo de equilíbrio é para psicólogos e teóricos… O bom mesmo é dominar…. Para você ter prazer pleno só dominando, tendo poder sobre o outro.

  • Ju diz: 26 de outubro de 2011

    Oi pessoal, concordo com o Edu ”Façam seus companheiros felizes assim como eles fazem vc”, relacionamento não é só sexo, é cumplicidade, confiança, respeito, dialogo, etc.
    Mas uma coisa acho que é certo, essa mulher que quer sexo uma vez por semana vai perder seu homem logo logo, porque são raros os homens que querem só uma vez por semana. Mulher tem que ser a esposa e a amante na cama, se não eles procuram outras sim! Uma dama no dia a dia e entre quatro paredes uma felina, afinal esta só os dois ali e mais ninguem! Mas claro o homem deve ser o amante na cama também se não quem procura outro é a mulher!! Beijosss :)

  • Cris para Jenny diz: 26 de outubro de 2011

    Para ser boa de cama ou a “melhor” do seu parceiro não precisa dar para todo mundo, ser uma Prima Vera. Ser boa de cama sendo uma “santa” é possível, mas apagar o passado NÃO. Qual é o cara que vai querer casar com uma Prima Vera sabendo que essa já passou as lições do Kama Sutra c/ todos seus amigos, duvido. É claro que os tempos mudaram, mas o machismo ainda prevalece e vai ser assim, enquanto existirem as “santas” para casarem as Prima Veras vão ficando…e reclamar que os homens não são machos suficientes pq é muito boa de cama, essa é demais…to rindo até agora.

  • Araldi diz: 26 de outubro de 2011

    F. gostei do teu comentário, uma pena que voce só entendeu o relacionamento a dois, após ter acabado teu 1º casamento, ou seja, ” pagou para aprenter, né?” Mas é exatamente isso que vc pensa agora o sentido do relacionamento completo entre um Homem e uma mulher ( sim isso mesmo, entre um homem e uma mulher, porque do contrário eu não sei nada ). O segredo é o respeito pelo parceiro ou parceira, e entendermos um ao outro, tanto na cama, como no sofá, como no motel, seja aonde for….desque os dois querem….Este é o sentido em que eu e minha esposa estamos juntos, felizes, apaixonados, à 28 anos.

  • Adriana diz: 26 de outubro de 2011

    Apoiado Cristina, Vamos cair na realidade pessoal, Príncipe encantado não existe e muito menos mulher encantada: que trabalhe, estude, cuida da casa, tenha filhos, e ainda seja gostosa pelo resto da vida. Imagine a mulher fazendo todas estas funções e ainda ficar pensando ‘ hum, o que eu vou fazer hoje pra surpreender meu marido’, isto não existe.

  • carlos diz: 26 de outubro de 2011

    Eu por exemplo, brincar de verdade de ser dominado pela minha namorada na transa… Ela praticamente dita as regras, e me dá o direito de dominar também depois, sempre depois dela né…Acho que a dominação faz parte e é bom quando o outro percebe.

  • Paulo diz: 26 de outubro de 2011

    Kelli, minha mulher tambem era travada, educada para casar, sabe como é, fui conversando, deixando-a a vontade, mostrando a ela que o prazer dela tambem era importante dentro desse processo. Por isso, lhe digo o seguinte: converse com seu marido…esponha a ele todos seus desejos, seus medos, suas vontades e tire essa bobagem da cabeça dele de que vc tem amante. Abra o jogo com ele. Acredito que ele se convencerá e buscará lhe fazer uma mulher verdadeiramente feliz na cama.

    Ahhhh, aproveito para elogiar as opiniões da F. e da Cristina. Muito boas, sensatas…e o blog, cada vez bombando mais…

    Parabéns e abraços !!!!

  • Bia diz: 26 de outubro de 2011

    Em cada comentário aprendemos alguma coisa. Mas gostei muito do comentário do Sr. M, principalmente a frase ” o homem deve saber fazer com que sua mulher tenha prazer em lhe dar prazer”. Parabéns.

  • Ana Cristina diz: 26 de outubro de 2011

    Sendo boa na cama ou não,os homens traem mesmo. eles gostam de variedade. e nós primamos pela qualidade.

  • Lella diz: 26 de outubro de 2011

    Concordo com o texto.
    Acredito que o relacionamento é feito 50% de sexo.
    No meu caso, eu estava de casamento marcado, e na cama nos dávamos muito bem.
    Sempre realizei todos os fetiches dele, usando fantasias, o negócio pegava fogo.
    Terminamos o relacionamento não por falta de sexo, mas por falta de compreensão.
    Ainda sou apaixonada e ele tbm, porém só na cama o relacionamento não pode ser baseado.Nunca neguei nada, só queria mais paciência e atenção, alguém que cuidasse mais de mim.Mesmo o sexo sendo 100%, não durou.Então, 50% para cada lado, se sexo fosse tudo, quem não pode caminhar, e não mexe nenhum dos mebros, jamais iria se apaixonar, ou ser feliz.

  • Vinicius diz: 26 de outubro de 2011

    O patético humano na guerra dos sexos… sem pre vai existir os ofendidos que não sabem ouvir um comentário e vestir a carapuça.
    Cresçam.

  • Roberto diz: 26 de outubro de 2011

    Desprezo comentários politicamente corretos, que nada tem de novo, original ou ajustado ao que se pratica na vida diária… Ou seja, comentários inúteis, que mais servem para quantificar do que qualificar o blog, e por isso, na minha opinião, deveriam ser moderados. Gosto de opiniões originais, que procuram refletir mais de perto a verdade da natureza humana, pois estamos falando exatamente disso, de aspectos do comportamento humano diante do outro. Falando nisso, vou dar a minha opinião, baseada no estado de natureza, aquele que nos foi dado pelo nascimento: Homens buscam o maior número de parceiras possíveis durante sua vida, junto com o maior prazer possível nessa existência, enquanto podem, enquanto são ativos, e isso é decorrente da sua natureza… Nada tem haver com machismo e etc.

  • Marcus diz: 26 de outubro de 2011

    Valeu Jenny pela apoio no meu comentário,
    foi mal o pedido de e-mail, mas achei interessante teu comentário
    e queria falar mais mas tudo bem.

    Desculpa Cris mas não concordo,
    passado é passado ferrou azira, ninguem faz nada hoje pensando em fazer com algum daqui a 10 anos
    ou “não vou fazer isso agora vou fazer com meu proximo”…
    tu faz ali com tua namorada o que os dois gostam e pronto porque se AMAM, se não der certo depois
    paciência. Parte pra outro e outra coisa se tu sai com uma mulher e na primeira transa a mulher
    quiser fazer loucuras ai da pra recua, do compromisso, mas se com o tempo for rolando acho que nada a ver

    quantos estão lendo tudo isso agora e concordando “a sou machista” “não aceito” mas saem com prostitutas e beijam na boca? fala serio neh pessoal hoje em dia… afs

    Resumindo, damas na rua… (não precisa continua neh)…

    no meu ver
    novamente sexo 50% ou mais e o restante é dialogo e muito companheirismo (jogos de cintura em situação diversas, familia trabalhos faculdades)…

    A vida é dificil e o sexo ajuda a tirar o stress relaxaaaaaaaaaaaaaa

  • JRM diz: 26 de outubro de 2011

    O COMENTÁRIO DA MARI MATO TODAS. NOS DIAS DE HOJE QUASE TODO MUNDO TEM JORNADA DUPLA OU TRIPLA, TRABALHAM EM 2 3 LUGARES, NÃO PODE ESQUECER DE MANTER O PARCEIRO OU PARCEIRA. SE NÃO CONSEGUE LIDAR, FICA SOLTEIRO(A)

  • Carlitos… diz: 26 de outubro de 2011

    Olá pessoas.
    Esse papo de que divórcio e pq uma mulher não consegue ser
    boa de cama o sifuciente é história por que se duas
    pessoas realmente se gostam a envolvência, o cheiro, o calor um do outro na hora
    da tranza satisfaz a pessoa.
    e se acaso cair na rotina, o Brasileiro tem criatividade para melhorar isto, seja no romantismo de um apart com vista para o mar ou da adrenalina de uma guarita de salva-vidas.
    Se faltar idéia leiam no post anterior a este….
    As idéis são ótimas…
    Abraços a todos.

  • Rui diz: 26 de outubro de 2011

    Acho que as mulheres gordas dão menos ainda q 10% de prazer, talvez menos q 1%. Já as que não são gordas, dependendo da energia e da performance aplicada no ato, pode chegar até 100%, mas que com mulher feia ninguém tem prazer isso é certo.

  • Manoel diz: 26 de outubro de 2011

    Não dá pra confundir… É o corpo da mulher que é o objeto de desejo, e não a mulher em si… Pena que com o corpo a “mulher” vem junto no pacote… é a natureza. Agora vou ser esquartejado no blog.

  • SARA diz: 26 de outubro de 2011

    As minhas amigas feministas que me desculpem mas meu comentário parece ser meio machista…mas detesto ismos…feminismo, machismo, sexismo e toda essa guerra entre dois sexos que não vivem um sem o outro.

    Luis Figueiredo…o seu comentário foi um dos que mais gostei, é exatamente isso que acontece, com exceções obviamente. Nós mulheres trazemos a sedução na essência, e sabemos usar isso muito bem quando queremos conquistar. Porém com o passar do tempo da relação essa essência se perde e fica escondida em algum lugar aqui dentro!
    Quando um relacionamento acaba cada um procura no outro a reponsabilidade pelo fracasso, no caso das mulheres, também existe aquele reencontro com o espelho, sobretudo se fomos traídas. O passo seguinte é o que o LuIs comentou, vem o regime, cuidados com o visual, guarda roupa novo, novos amigos e homem novo. Queremos descobrir o que fizemos de errado, queremos ir à forra, passamos a cuidar da auto estima e isso resulta numa mulher segura e disposta a viver outras experiências, fica mais autêntica, mais fêmea.

    Então eu pergunto…Porquê esperar que uma relação acabe pra descobrir onde estava errando? E ISSO VALE PARA OS HOMENS TAMBÉM. Porquê nós mulheres precisamos perder nossos amores pra resgatar nossa auto estima, reaprender a usar aquela essência feminina que estava escondida, pra aprender a dar e receber prazer, pra compartilhar nossos desejos sem restrições ou preconceitos?

    Acredito que um relacionamento é construído com respeito, cumplicidade, diálogo, amizade, admiração e atração sexual. Por mais que eu não queira parecer uma “mulher machista”, existem algumas particularidades entre os sexos que é preciso aprender a aceitar e uma delas é que o homem é absolutamente visual e “pré-disposto” sexualmente falando, com exceções,claro.
    Pessoalmente, acredito que sexo é mais que 50% e todos nós sabemos que quando nos propomos a compartilhar a vida com alguém ,depois do trabalho, dos estudos, dos filhos, do cançaso e da falta de tempo vem a cama com todas as alegrias e delícias que proporciona e com toda a dedicação e o desejo que ela exige.

  • Roberto Preston diz: 26 de outubro de 2011

    Retiraram meu comentário…, de novo! Vou cortar meus pulsos! Eu ñ posso falar por aqui que os leitores são uns mãos cabeludas da vida; as leitoras são encalhadas à beira de um ataque de nervos e que bezerras e ovelhas fazem parte da vida sexual dos gaúchos! Que injustiça!!!!

  • Leticia diz: 26 de outubro de 2011

    Olha meninas, me desculpem, mas acho que a hipocrisia esta tanto nos homens quanto nas mulheres…. Eh FATO que os homens em geral tem mais desejo, etc, e as mulheres soh fazem o feijao com arroz!!! Sou casada e segura que eu dou ao meu marido tudo que ele pode querer na cama, assim como ele tb o faz comigo… Nao existe essa de timidez, ser “travada”… Timidez pra que??? Quer coisa mais intima do que sexo?? Ta na chuva eh pra se molhar! Dialogo sobre o que o parceiro gosta, o que te da mais przer, fetiche, tudo eh valido pra uma vida sexual saudavel, que na minha opiniao eh responsavel por MUITO MAIS que 50% da relacao… ao adianta brigar com a natureza masculina, o que nos resta eh ser sim uma P*** na cama, mas nao por obrigacao, tem que ser com gosto!!!! Conversem com seus maridos, sejam criativas, depravadas mesmo! O importante eh encontrar a plenitude ao lado de quem vc ama e que te ama, sem medo de ser feliz!
    Abs!

  • Igor diz: 26 de outubro de 2011

    O corpo não se confunde com o “coração” (alma feminina). Toda mulher sabe disso. Taí o porque do desenfrear da prostituição (do corpo), a mercê do homem, que prefere o corpo, ao coração.

  • Cris para Marcus diz: 26 de outubro de 2011

    Marcus eu concordo que em um relacionamento temos que fazer tudo pensando que vai dar certo (inclusive na cama), mas o “passado” do meu comentário refere-se à outro tipo de situação, enfim não acredito que alguém está solteira só pq é muito boa de cama. Pois não é justamente isso que os homens buscam?
    Mas para complementar, vc também foi machista ao afirmar que no primeiro encontro a mulher fizer loucura vc acaba recuando. A nossa sociedade é machista e pronto, ainda vai demorar muito para mudar isso, as mulheres querem “igualdade” mas a tão sonhada igualdade ainda está longe.
    Cada um faz da sua vida o que bem entende, mas toda ação tem uma reação.

  • Carine diz: 26 de outubro de 2011

    Concordo plenamente! Se um relacionamento ou casamento não vai bem deitado, de pé nem se fala! Uma dica sexo deve ter seis testemunhas você seu parceiro e quatro paredes!!!!!!!!!! E viva o amor!!!!!!

  • JM diz: 26 de outubro de 2011

    Pessoal… vamos deixar o conto de fadas de lado e vamos cair na real… quem não curte sexo… que homem não quer uma mulher que adore transar com ele, que seja a parceira perfeita… sexo… vale muito… é quem leva o relacionamento para cima e para baixo… não tenham medo de ousar… de ser surpreendentes… de esperar o marido em casa com aquela roupa ousada… homens… arrastem suas mulheres para a cama… para o motel… para a beira da praia… não deixem o sexo de lado… e depois do sexo… falem sobre a vida… é uma terapia fantástica… entre o casal não deve haver pudor… sexo é bom sim… e sem ele… não existe vida a dois feliz…

  • Jenny diz: 26 de outubro de 2011

    Obrigada Marcus pelo comentário, em relação ao Cris realmente o Prima Vera jamais ficaria com vc, está muito longe de ser homem com H, merece o trivial e ela é como eu curte homem de verdade mesmo, educado que sabe tratar uma mulher. Ser boa de cama não significa fazer uma maratona de sexo mecânico, é ter aquele sex peal saber tocar, beijar e depois de tudo ter assunto para falar sobre de tudo um pouco. Ser boa de cama é falar para o parceiro o que tem vontade, é ser ela mesma do mesmo jeito que ele. Ser verdadeiro acima de tudo. Mas caras como o Cris preferem as Santas e ficar passando fome e tendo que comer em outro restaurante.

  • Mr.D diz: 26 de outubro de 2011

    Vamos discorrer o assunto: procuro ler o texto sempre pensando que a recíproca é verdadeira, onde fala ele pode trocar por ela e vice versa. Divórcios não é culpa das mulheres ou dos homens, mas de algo que falta entre esses indivíduos. Normalmente, falta mesmo é diálogo e vontade de entender um ao outro.

    Exemplo de dialogo

    Homem diz: Acho que nossa transa não tá legal.. meio que esfriou.
    Mulher Entende: Quero te comer o tempo todo e tu não tá me dando.
    Mulher diz: Não estou com clima pra isso, tive um dia cheio, to cansada
    Homem entende: Ela tá realmente muito fria…. gelada.. um iceberg… que m..
    Homem diz: Não estou falando de hoje, mas de algum tempo já, tá frio, ruim, mudou
    Mulher pensa: Mas que saco, não mudou nada, só não tenho mais vontade
    Mulher diz: Tu pode me entender e respeitar, porque não tô a fim
    Homem pensa: Ela tá com outro… só pode ser isso..
    Mulher pensa: Acho que agora ele entendeu, não aguentava mais essa chateação.
    Homem diz: Vou sair com uns amigos
    Mulher pensa: Ele vai pegar outra na rua porque eu não quis dar pra ele.
    Homem pensa: Vou conversar com o fulano, ele já se divorciou, deve ter passado por isso, não tem mais jeito.

    E assim caminha a humanidade. No diálogo acima tudo pode ser trocado entre mulher e homem, apenas com forma de pensar um pouco diferente. Mas essa é a principal causa: A falta de diálogo sobre como resolver um problema. Ah, mas um lado não vê como problema.. e aí como fica? Entra a parte do querer entender o outro e o AMOR de verdade é isso, entender e cada um ceder um pouquinho pra que fique bom pra todo mundo. Na história acima ela podia dizer: “Amor, hoje eu to uma pilha de nervos, mas vou fazer de tudo pra amanhã estar linda, cheirosa e cheia de vontade pra ti” ou ele dizer “Linda, tá cansada? Te dou um carinho, uma massagem, só não esquece que depois q tu ficar bem e com vontade de novo, to aqui cheio de vontade acumulada pra ti.

    Entendam-se, coloquem-se no lugar do outro, façam esforço pelo outro e não pensem apenas em si. E os divórcios podem ser reduzidos ou até evitados. Isso é fácil né? CLARO QUE NÃO, requer doação e muita paciência. Se nao tem isso, a dica é, NÃO CASE.

  • Diego diz: 26 de outubro de 2011

    A mulher tem que ser bem “Sarandeada”, se não for vai trair CERTAMENTE.

  • Juliano diz: 26 de outubro de 2011

    Sexo faz bem à saúde.
    Lembrando a recomendação do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que pediu que praticassem mais sexo para diminuir doenças do coração.
    O Brasil é vice-campeão mundial de sexo.
    Com uma média de 145 vezes por ano, os brasileiros estão no topo do ranking e só perdem para os gregos.
    Média de 12 por mes é pouco em? Em que estado foi esta pesquisa?
    No mínimo tinha que ser 360 no ano.
    Um Abraço.

  • Mari M. p/ Sara diz: 26 de outubro de 2011

    Muito bom seu comentário Sara, um casamento é extramente trabalhoso, e o diálogo é fundamental, justificar a falta de interesse na cama em função das tarefas do dia-a-dia é fugir do problema, buscar culpados. Ao invés de ficar acusando ou se justificando, busque uma solução com seu parceiro. Em todos os comentários se fala que o sexo é 50% ou até mais em um relacionamento, mas na correria do dia-a-dia acabamos deixando para depois. O trabalho, o estudo, os filhos sempre vêm antes.
    Antes eu queria ser a mulher maravilha, fazer tudo, trabalhar, estudar levar filho no médico, ir na reunião da escola sozinha e ser boa em tudo isso. Naturalmente fui deixando meu marido abandonado, aí vem o ciume, a insegurança, as brigas.
    Resolvi fazendo terapia e mudando minhas atitudes. Hoje pago uma pessoa para fazer as atividades domésticas (lavar, passar e cozinhar), sobra tempo para curtir minha filhinha pequena, me cuidar e me arrumar e disposição para ser feliz na cama.
    E não pensem que tenho dinheiro sobrando, mas minha qualidade de vida está em primeiro lugar. Depois de uma “noite” bem boa na cama tudo fica maravilhoso, é só gentilezas e sorrisos (pelo menos lá em casa é assim), fico feliz por ter feito essas mudanças enquanto havia tempo.

  • Ale diz: 26 de outubro de 2011

    Jenny
    Mandou bem, gostei de ver. Sorte do cara que te encontrar.
    Abraço

  • ricardo quarenta (facebook) diz: 26 de outubro de 2011

    as gauchas so gostam do papa e do roberto carlos, vo me muda pro nordeste

  • Sr. M. diz: 26 de outubro de 2011

    A Cris matou a pau na resposta pra Jenny. Parabéns. Cara é bem assim. Essa mulherada que vive dando pra todo mundo tem mais é que ficar solteirona mesmo mas, sejamos justos, com muita experiência de vida.

  • MAURICIO diz: 26 de outubro de 2011

    AS MULHERES QUE DESCOBRIRAM RÁPIDO QUE SABENDO DOSAR SUTILEZA,DISCRIÇÃO SENSUALIDAE E DEVASSIDÃO, TEM SEUS HOMENS NA PALMA DE SUAS MÃOS, E OS FAZEM DE GATO E SAPATO.

  • Mauricio Severo diz: 26 de outubro de 2011

    Será que no meio de tantas questões entre o machismo ou até mesmo o feminismo ñ a espaço para o sentimento, hj em dia o homen se preocupa em ñ transparecer seu machismo e digo o mesmo das mulheres com o seu feminismo, quando digo para minha mulher deixa que eu faço, que pago etc… ñ é pq eu quero que ela dependa de mim e sim pq eu quero fazer por ela, machismo ? e se eu disser que fico esperando ela dizer ” EU TE AMO”, será que sou afeminado ?!, acho que ñ eu tento sempre me sobrepor ao machismo e ao feminismo.
    É aquela velha historia de conquista que fala sobre Liberdade ( para ambos os casos ) sejam livres vivam de bem um com o outro, sexo é bom é muito bom, mas ñ é tdo ñ adianta ser o cara ou (ela) entre quatro paredes e ser um retardado quando se esta entre amigos . se alguem me disser que sexo é mais importante que respeito, amizade e amor, vou dizer que esse alguem ñ sabe amar !!!

  • aline batista diz: 26 de outubro de 2011

    Esse assunto da sempre pano pra manga …

    Na minha humilde opinião, sou contra essa história que isso eu não faço ! Ai que nojo ! ………. Mas tudo tem seu limite … ” entre quatro parades vale tudo” é muito complexo. Prefiro usar a seguinde frase “entre duas pessoas vale tudo “. Pois a palavra prazer, pode representar o “antes,durante e depois” das mulheres, ou ” tem que ser agora “dos homens, ou “com duas não dá meu veio” !!! rsrsrs
    O importante é dar prazer, sentir prazer, e flutuar depois . hehehe !!!

  • cesar diz: 26 de outubro de 2011

    È Jenny Fonda ou Jenny Fo…….

  • Daniel diz: 26 de outubro de 2011

    Não existe receita de bolo para isso. O mais engraçado é ver alguns homens querendo dar a entender que são os reis da cama, falando a mesma coisa que todo mundo já sabe, “que tem que dar prazer, ensinar a mulher e blá blá bla”, e as mulheres reclamando que os homens são sempre iguais.
    Tudo depende do parceiro, se eu fosse casado com a Miss Brasil, com certeza eu transaria com ela mais de uma vez por dia.

  • Lara diz: 26 de outubro de 2011

    Sexo é 100% em um relacionamento e não sejamos hipócritas em não assumir isto. Pode existir muito companheirismo, muita lealdade e tal, mas se a esposa não está afim, o esposo vai dar um jeitinho de catar alguém na rua. Já vi isso nos melhores casamentos possíveis …

  • Desanimada diz: 26 de outubro de 2011

    Na minha opinião, relacionamentos acabam porque têm prazo de validade, ou seja, simplesmente nao duram para sempre, chega uma hora que se esgotam. Eu já desisti de tentar encontrar um motivo para o fim dos meus relacionamentos. Apenas sei que uma hora vão chegar ao fim. Por isso, tento viver intensamente os momentos bons e me preparar para, quando o fim chegar, aceitar, sofrer o mínimo possível e não magoar.
    Mas, se querem saber, realmente, o meu casamento acabou por causa do sexo. Meu marido me criticava diariamente, estava sempre querendo mudar alguma coisa em mim, até que fui perdendo o tesão e a auto-estima. Então, depois de algum tempo,eu saí de casa pq nao aguentava mais me sentir “estuprada” diariamente (sim, pq mesmo sempre vendo defeitos em mim, ele queria transar todos os dias, mesmo que eu não tivesse com vontade, aliás, minha vontade nunca fez qq diferença no sexo com ele). Ah, e nem pensem que nao houve diálogo, tentei conversar várias vezes, mas no entendimento dele, toda vez, que ele me mostrasse o pinto duro, eu automaticamente, deveria ficar excitada (com certeza, algumas mulheres que frequentam o blog vão entender o que estou dizendo). Portanto, dessa vez, podem debitar a culpa do divórcio pela minha falta de vontade de fazer sexo, não nego.
    Depois disso, namorei um cara por quatro anos, o sexo era maravilhoso, mas acabou, pq ele teve que enfrentar a doença do pai dele e simplesmente formou em casulo em volta dele e esqueceu q eu existia, nao falava comigo, nao dividia suas angustias comigo, etc. Eu, já vacinada com a experiência anterior, fui me afastando e de repente havia um abismo emocional entre nós e não tinha como reatar. Mas, confesso que se surgisse a oportunidade transaria com ele novamente, pq rolava mto tesão entre nós. Conclusão, matematicamente falando, a minha falta de vontade de fazer sexo foi responsável por 50% dos términos dos meus relacionamentos, hehehe.
    Bjos

  • joao diz: 26 de outubro de 2011

    Não sejamos desonestos…Pensando de forma que uma relação sexual se realiza apenas por uma pessoa, ou seja, apenas por uma mulher! Nós homens temos exatos 50% de participação do percentual desta realização!
    Partindo do princípio de alguns comentários acima que dizem que um bom relacionamento precisa de muito diálogo, cumplicidade e é claro tesão, nós homens também podemos fazer juntamente com a mulher que isto realmente aconteça de forma a atingir um percentual de realização sexual mais elevado!

  • jorge diz: 26 de outubro de 2011

    pois é Cristina. O problema é que damos muita importância ao trabalho e as aparências, então com o tempo…

  • jorge diz: 26 de outubro de 2011

    Meus parabéns Roberto, não podemos fugir do nosso DNA, homens e mulheres são diferentes, pensam diferentemente, faz parte da evolução histórica da raça humana, é claro que devemos evoluir.Estudos de grandes psiquiatras no mundo inteiro mostram que os comportamentos são inerentes, são impulsos e induzidos por uma fator registros no cérebro do ser humano. Se o Homem de certa forma é machista como afirmam muitas mulheres, isto tem uma razão de ser. Qual? Uma necessidade evolutiva. O tempo… ha, o tempo… bom… com o tempo as pessoas vão mudando. No entanto tem situações que podemos amenizar mas quando um fato acontece pode afetar por mais preparado que a pessoa esteja. Vejamos o medo… bom o medo faz parte do ser humano, pode até de certa forma mantê-lo sob controle, no entanto sempre estará la, não podemos fugir dele, pois fez parte da nossa evolução. Quem sabe o machismo não seja uma forma de manifestação do medo do ser humano. Medo de perder o controle. Quem sabe não seja uma forma inconsciente de sobrevivência. Não devemos julgar e sim procurar compreender. Vejamos uma coisa: por que a maioria ou muitas mulheres apresentam um perfil de sempre ou constantemente reclamar por coisas insignificantes. Cada um com as suas idiossincrasias.

  • XANDY diz: 26 de outubro de 2011

    Isto só confirma a minha tese: Mulher não sabe escolher marido!!!!!!!!!! isto é fato; pois se preocupam com outras coisas e deixam a desejar mesmo. Mas ainda bem que têm bastante mulheres por aí então se liguem mulheres pois a cobra está solta.

  • Nana diz: 26 de outubro de 2011

    Li alguns comentários aqui que são dispensáveis…

    NADA justifica uma traição. Nada. Não estão satisfeitos com seus parceiros(as)? Terminem a relação e pronto. Pra que trair? Pra que machucar outra pessoa sem necessidade? 2012 está cada vez mais perto.

  • Paulo A diz: 26 de outubro de 2011

    Pessoal, lembrei de uma coisa agora que a minha mulher me contou, ouviu em uma palestra. Excitante é ver o teu homem lavando a louça, cuidando do filho… Isso diz muito, se tu souber ver além das frases. Isso tem a ver com companheirismo, cumplicidade, divisão. É óbvio que não vou fazer a mulher consertar as tomadas e trocar o chuveiro, assim como tem coisas que ela faz muito melhor que eu. Ambos sabemos fazer o que o outro faz, mas tem bom senso e doação.
    Um relacionamento amoroso que dá certo, e posso falar de cadeira, já são 12 anos juntos, é aquela amizade sincera, aquela troca de segredos, o compartilhamento das histórias de cada um, etecétera, mas com sexo. Tem que ter sexo, óbvio e de qualidade (aspecto subjetivo do casal).
    Também tem períodos sem sexo, uma quarentena pelo nascimento de um filho, por exemplo, uma doença como uma depressão, sei lá. Então aí é que entra a amizade. Tem que ser amigo também.
    Tem que ser tudo isso para se dar mais valor. Quem dá valor não arrisca perder. Não sou um garanhão, um conquistador que deixa as mulheres de queixo caído, mas todos sabemos que hoje a mulherada se descobriu e as oportunidades são bastante numerosas, acho que para qualquer homem (ou quase isso). Então, o que quero dizer com isso, é que mesmo nesses períodos, por exemplo, de quarentena, apesar das oportunidades, apesar de sentir vontade, eu simplesmente não sinto necessidade de fazer, de mentir pra ela, de arriscar essa riqueza toda que a gente construiu JUNTOS.
    Não dei isso pra ela nem ela me deu. Nos demos. Podem chamar de hipocrisia, dizer que sou mentiroso, que me acho o cara, mas isso é subjetivo, cada um olha para o outro com tendência a salientar os defeitos que não gosta em si mesmo. Mas é a pura verdade. E a coisa não para por aí.
    Tem que alimentar o tesão todos os dias, ou quase todos os dias, tem que passar por ela e falar no ouvido que ela é gostosa, tem que reparar que ela colocou uma calça que deixou a bunda dela um tesão, ou uma blusa que deixou os peitos dela uma delícia. Tem que deixar ela sair de casa se sentindo gostosa e ter liberdade pra dizer pra ela que levou uma encarada de tremer as pernas na rua, assim como ouvir dela que ficou faceira porque um garotão galanteou ela na rua e ela se sentiu gostosa.
    Uma mulher, para ser boa na cama, tem que se sentir gostosa. É isso, Daniel, é muito mais do que tu tá pensando, pelo menos no meu caso. Não sou melhor que ninguém, só curto a minha mulher e sou safado com ela, quando há oportunidade, mas também escuto quando ela quer encher o meu saco contando um problema de trabalho enquanto eu vejo meu futebol. E mais ou menos consigo até prestar atenção.
    Nesse ponto tem outra coisa que ela já me disse: homem trepa pra se sentir bem, a mulher tem que se sentir bem para trepar. Coisa de gênero, como falaram, e real.
    Ela se sente viva, valorizada, amada, mas é porque eu amo mesmo. E digo isso, e a gente alimenta isso um com o outro. A gente se respeita. E a gente se permite viajar juntos, diversas viagens, especialmente no sexo. A gente se sente à vontade.
    É difícil de acontecer, não sou velho, meu corpo funciona, então, é difícil de eu não estar a fim de transar, e ela é o meu tesão afinal, mas eventualmente eu me sinto à vontade pra dizer pra ela que tô chateado com alguma coisa e que não quero transar. É mais comum nela, isso é das mulheres, mas eu também posso não estar a fim sem ser julgado e de quebra, ainda ganhar um colinho.
    Então, também não cobro dela a frequência. Tento entender o que tá acontecendo e ver o que eu posso fazer pra recuperarmos. É assim que funciona com a gente. E Daniel, eu não casei com a miss Brasil, minha mulher sempre foi bonita, mas não é uma modelo, é uma beleza quase comum, mas é a minha Miss Brasil, cara, entende? Acho ela gostosa mesmo quando tá gordinha, mesmo quando recém teve um filho, mesmo que esses 12 anos já façam diferença no corpo dela. Ela também sente tesão por mim e me acha lindo, mesmo quando tô gordo, com olheiras, com chulé, sei lá. Ela é esperta também, elogia meu corpo, meus “dotezinhos”, me faz sentir um garanhão. E eu faço ela se sentir uma gata gostosa e ganho de presente a entrega, o mesmo presente que dou pra ela.
    É isso, quem quiser ser indiferente, seja, quem quiser jogar pedra, joga, quem quiser pensar se isso poderia funcionar na sua vida, pode tirar algum proveito. Abraços!

  • Jenny diz: 27 de outubro de 2011

    Sr. M. e Cris, coitado de vcs, dá até pena. Desconfie e muito de mulher santa, essas meus amigos são as piores. Mulher bem resolvida pode até não agradar em alguma atitude ou comentário mas está sendo ela mesma. Mulher bem resolvida não liga de 5 em 5 minutos querendo saber onde está, não enche o saco por causa do futebol, nem dos chopp com os amigos, ela tem vida própria e deixa vc ter a sua também não impedindo que tenha uma vida juntos. Se não estão preparados para o pior dessas mulheres não merecem o melhor delas.

  • R diz: 27 de outubro de 2011

    Acredito que quando as mulheres sao retribuidas pelos parceiros ,as coisas se completam,mas no convivio ,dia apos dia, e se ele deixar a desejar em pequenas gestos ou atitudes,vai se perdendo o interresse, as mulheres para se completarem ,presisam ter muito dialogo com seus parceiros.pois so sexo nao traz a plenitudo do casal.

  • fernando diz: 27 de outubro de 2011

    Por estes e outros muitos motivos aumentaram e muito as comunidades GAYS(GLS).

  • Flavio T. C. Araujo diz: 27 de outubro de 2011

    Existe uma palavra formidável no dicionário: EMPATIA. Infelizmente poucas pessoas, homens ou mulheres, conhecem seu verdadeiro significado.

  • Deisee L. diz: 27 de outubro de 2011

    Um dia eu li em algum lugar uma frase mais ou menos assim : ” Case-se com uma pessoa que você gosta muito de conversar, porque com o passar dos anos essa é provavelmente a coisa que vocês mais farão” E concordo plenamente, acredito que com o tempo as relações sexuais diminuem, mas por questões físicas mesmo. Por outro lado, eu concordo com a matéria sim, eu sou nova, tenho 21 anos, mas acredito que deve sim haver uma doação de ambas as partes, que deve haver um equilíbrio quando se trata de abrir mão de alguma coisa. A mulher tem uma harmonia natural para o lar, e sei que algumas vão me crucificar por dizer isso. Todos os homens admiram uma mulher que sabe administrar várias coisas ao mesmo tempo, e eles também admitem que isso só uma mulher sabe fazer, e todas as mulheres querem a segurança que um bom relacionamento traz. Na minha humilde opinião, se existe admiração pelo parceiro e pelo que ele faz, e segurança dentro do relacionamento, existe abertura para a conversa, e apesar do ritmo das pessoas diante do sexo ser diferente, podem sim ter momentos muito bons. Basta saber quando a pessoa que esta do nosso lado não esta contente com alguma coisa, e mesmo com raiva, essa não é a hora de montar uma defesa, acusando, então dê um abraço que vale muito mais que isso. Ainda assim não existe um relacionamento sem discussões, o que a gente tem que perceber é quando parar, e eu vivi um relacionamento de mais de cinco anos, sem viver juntos, faltou maturidade da parte dele de aceitar o que eu gostava de fazer no meu trabalho, admiração. Eu pequei por acreditar que seria feliz abrindo mão de tudo o que eu sonhava pra viver a vida dele. Enfim, não é só falta de sexo que termina relacionamentos, orgulho excessivo também.

  • Miguel diz: 27 de outubro de 2011

    Simplesmente acontece que os casamentos ou relacionamentos tem prazo de validade, hoje vivemos cercados por pessoas interessantes para ambos os sexos, isso é um complicador em qualquer relação, pois todo o casal tem problemas sejam financeiros ou de ordem emocional, nessa hora é que aparecem homens e mulheres interessantes para cobrirem a lacuna que se abre, porém o certo é que resolvem mesmo, mas por um período de tempo determinado e aí surgirão novos problemas e novamente haverá pessoas interessantes a nossa volta e aí recomeça a roda novamente!

  • Syderal diz: 27 de outubro de 2011

    Mulher BOA é a AMANTE! Essa sim sempre faz a coisa certa e de todas as formas. Sempre cheirosa e gostosa. A oficial (irc!) quer carreira e sucesso sem sexo. E sexo é 87,54% da relação. Tem mais é q ser p. na cama, dama em sociedade e doméstica em casa. O resto é papo furado politicamente correto para sexo incorreto.

  • Gabriela diz: 27 de outubro de 2011

    Que machista, como sempre esse blog! Por que nao falam dos homens que nao sabem mais ou nao se importam em dar prazer pra mulher, nem na cama, nem na vida??!!!

  • PABLO diz: 27 de outubro de 2011

    Concordo com o XANDY.
    Isso me faz lembrar de uma ex namoradinha minha da época de colégio.Gostava dela pra caramba ,enquanto que ela dizia que gostava de mim,mas “passou o rodo” em toda a gurizada do meu bairro,só meus irmãos escaparam.
    Eu trabalhava à tarde e ela saía a se engalinhar na rua.Depois que terminamos,ela arrumou um otário que logo nos primeiros meses já engravidou-a.
    Recentemente ela andou me procurando,perguntando aos meus amigos por mim,mas agora não quero,ainda mais que até filho já tem.Tô fora!

  • Gilsania diz: 27 de outubro de 2011

    Há tá! Alguém acredita nisso! Meu deus me salve. Existem, tantos divórcios hoje em dia por que as mulheres não aturam mais as canalhices masculinas, elas não precisam mais deles. Por que será que hoje a maioria dos homens são traídos, será que são realmente as mulheres que deixam a desejar na cama. Afff…que testinho hem….

  • Bibi C. diz: 27 de outubro de 2011

    Primeiro:…são dois mundos diferentes…nem comparar as mulheres de lá,com as daqui…
    segundo:quanto MACHISMO em dizer que mulher não sabe dar prazwer pro homem na cama….será que homem sabe?????….definitivamente …são poucos,pouquíssimos que sabem levar uma mulher à loucura…
    Ok…tudo questão de diálogo ….e de ter um pouco de vontade em pedir o que uma mulher realment equer e gosta….daí seria recíproco
    #FATÃO! hahaha

  • Paulo Ratki diz: 27 de outubro de 2011

    Sexo e casamento não se complementam. São duas coisas distintas, uma é união, a outra é desejo. Quando os psicólogos fazerem essa separação e tratarem essas duas questões em separado, encontrarão a chave para para inúmeros problemas.

  • isabela diz: 27 de outubro de 2011

    Meu marido não gosta, muito de transa e sair esta sempre cansando, ja trai ele com ums amigos dele. e hoje estou sempre a procura de aventuras para distrair minha mente meu email msn isabeladurval@hotmail.com

  • Sr. M. diz: 27 de outubro de 2011

    Acho que a Jenny tá com um problema sério de interpretação de contexto!!! Eu sempre estou preparado para recebero o melhor da minha mulher e sei também que nunca vou ter o pior dela. Simples assim.

  • Casado Procura Casada (POA) diz: 27 de outubro de 2011

    Discordo do Paulo Ratki.Se complementam SIM, sexo e casamento. É bom, separadamente do sexo, o casamento. Jantar,ir ao cinema, viajar,construir coisas juntos, a amizade, a confiança. Mas não suprime o sexo bom, empolgante, vivo, com “frio na barriga” e desejo. E não só o sexo, mas a paixão. A empolgação, pequenos gestos de namoro. Depois de mais ou menos 20 anos de casado, não sejamos hipócritas, SEMPRE acaba.Como, por várias razões, NÃO VOU me separar (chamem de covardia, do que quiserem). Então a solução é encontrar alguém, mulher, CASADA, na mesma situação. Educada, simpática, mãe, mulher. E casada. As mulheres sempre acham que nós, homens casados, somos sem-vergonhas. E que as mulheres casadas (a maioria sente mas não fala) na mesma situação, são carentes. Não é assim. Nós também somos carentes. E ter uma “namorada” para viver “pequenas horas de um presente de sonho” é a solução.Tanto é assim que diversos sites como SECOND LOVE se proliferam mundo afora. Não é para trocar de casamento. É para manter-se casado, com um romance paralelo. Sou magro,estou em forma. Entre os 40 e os 50 anos. Educado,inteligente,bem vestido. Romântico. E estou em busca de.Mails para esta coluna e o mail aqui divulgado. Não escrevam solteiras,viúvas, divorciadas ou livres. E nem de longe de Porto Alegre. Romance virtual não está nos meus planos.

  • Tatá diz: 27 de outubro de 2011

    Só quero dar os parabéns pro Paulo A! Comentário de pessoa esclarecida! Que bom se todos fossem assim, homens com H maiúsculo! Mulher de sorte a dele!

  • Sara diz: 27 de outubro de 2011

    Eu tenho uma curiosidade imensa em saber o que passa na cabeça de certas pessoas que escrevem aqui!
    É visível a incapacidade de análise contextual e a carência de discernimento nos comentários. Me parece que são habitantes de uma outra dimensão, a dos sem noção, incapazes de interagir com o mínimo de inteligência e coerência.
    Gente, pra quem servir o chapéu, se manquem, vcs vivem em sociedade, precisam domesticar esse lado animalesco hein!

  • claudia rodrigues para PAULO A diz: 27 de outubro de 2011

    Boa tarde cancioneiros!
    Paulo A…concordo com TUDO o que vc disse. Parabéns!! Que vcs sejam muito felizes.
    Quem dera o ex pensasse um pouquinho assim como vc, talvez eu ainda estivesse casada. Mas tudo bem, estou na luta para ser feliz. Abçs.

  • Alessandra diz: 27 de outubro de 2011

    Nem mais, nem menos….o que o PAULO A escreveu é simplesmente demais.

  • Cacá diz: 27 de outubro de 2011

    Paulo, tiro meu chapéu pra ti. Adorei teu comentário. Parabéns pra ti e pra tua esposa. Meninos, aprendam! Se liguem!

  • Marcus diz: 27 de outubro de 2011

    Boa Paulo acho que funciona mais ou menos por ai.

    Apesar de ser novo e o relacionamento maior ter durado 4,5 anos te entendo perfeitamente.

    Abraço pessoal.

  • Paulo A. diz: 27 de outubro de 2011

    Bah, gurias, obrigado mesmo. Mas na verdade, quem tem sorte mesmo sou eu. Se tenho algum mérito é só o de dar valor ao que Deus me deu, cultivar e tentar retribuir tudo que ela me dá e me ensina. Valeu mesmo, espero que todos tenham a sorte de uma relação como a nossa. Abraços!

  • Lara diz: 27 de outubro de 2011

    afff é por essas e outras q tem dias q não dá pra ler os comentários neste blog.
    Bando de “Alices” fora da casinha esperando o ‘PRINCIPE ENCANTADO” com H maíusculo.
    Meninas caiam na real, sexo é sexo e todos sentimos desejo. Homem, mulher, o diabo. Já dizia alguma propaganda : “Sexo é vida”. Preocupem-se em apenas viver, serem felizes e se um dia um “canalha” fizer uma sacanagem com vc, pare e pense … onde eu errei??? pq se uma pessoa não quer … duas não fazem certo??? não tentem culpar o próximo pelos nossos próprios erros … e traição é normal sim, afinal de contas somos todos SERES HUMANOS IMPERFEITOS ….

  • Casado Procura Casada (POA) diz: 27 de outubro de 2011

    Ah, para quem pediu o meu mail (casadas, de perto de POA), é: misterious.poa@hotmail.com

  • P diz: 27 de outubro de 2011

    Nada é motivo para TRAIÇÃO. Se não ta feliz, termine. E depois pode comer quem quiser e do jeito que quiser!
    Infelizmente são poucas as pessoas que tem no mínimo um pingo de respeito pela pessoa que compartilhou momentos íntimos, sendo esses momentos importantes ou não para a vida do indivíduo.
    Os homens e mulheres são opostos: o homem precisa de sexo pra se sentir bem, já a mulher precisa se sentir bem para fazer sexo. Então que fique claro que um relacionamento que dá certo é o equilíbrio entre o esse pensamento masculino e o feminino. Sem essa compreensão e troca de ambas as partes, nada funcionará.

    “Sexo está muito fácil, beijar na boca virou disputa. Alianças vão parar no bolso, elogiar é chamar de gostosa. Namorar é brega. Amar é perda de tempo. E, cada vez mais, o ser humano se perde em coisas tão simples, e transforma um sentimento puro e bonito, em algo sujo, feio, sem graça e sem valor algum.”

  • Luly diz: 30 de outubro de 2011

    ….kelli querida te liga não é assim meu …muda teu jeito senão ja era ..homem ja trai
    tu fazendo de tudo …(trai sim!!!)imagina não fazendo …muita conversa ajuda …
    LUKIDEZ tens razão…

  • Leka diz: 31 de outubro de 2011

    Ola a todos…
    Paulo A , Parabéns.desejo muitas felicidades a vcs…
    Meninos,moços e homens blogueiros alguns de vcs com esses pensamentos não vão a lugar nenhum mesmo,um dia toda movimentação de ferver,ficar,beijar e outras coisas mais ;não vão ter mais sentido pra vcs,vai chegar uma hora que vcs vão sentir sozinhos,vontade de ter alguem pra todas as horas.E ai vcs lembrarão de seus infortunos comentarios aqui postados.
    E seguinte cada um vive num quadrado onde se constrói uma vida ,um modo de viver,e como ja comentaram aqui devemos falar por experiências e não por teorias.Resumindo , fui casada por alguns infelizes anos,e nunca soube ter prazer,gozar,companheirismo,atenção de verdade.De quem é a culpa????Não sei
    Apenas sei que hoje novamente casada,amo meu marido de paixão,sou louca de tesão por ele,me ensinou a ter prazer e cada vez mais com a convivência temos conquistado uma intimidade tão boa que agradeço a DEUS por ter ele na minha vida,a vida que tive antes não tem comparação com a que tenho hoje.
    Tem receita ?qual a receita?não tem!!!Tem que ter EMPATIA SE COLOCAR NO LUGAR DO OUTRO!Dificil?sim …Mas não impossível.
    Mas pra nós mulheres coisas tão pequenas contam tantos pontos em todos os momentos.
    Vou dar um exemplo(sei que nem todos concordam ,mas prestem atenção no que vou dizer)num sábado a tarde meu amor me perguntou o que tu acha de fazermos umas batatas fritas?
    eu disse :claro,mas na meu pensamento eu ia fazer tudo sozinha.Ai veio ele e descascou as batatas pra mim e foi deitar ver o joguinho dele.Sabe isso significou tanto que acredito que ele notou e continua ate hoje demonstrando em pequenos atos,e outra não tão ruim assim ajudar -nos não .Coisa bobaa?Não!!Pois isso contou pontos a favor dele e tenho certeza que ele esta satisfeito com o pagamento…rsss
    HOMENS MULHERES SÃO SENTIMENTAIS SIM..Só um pouquinho de compreensão e paciência ,é pedir demais poxaaa…
    E mais uma observação, parabéns aqueles que postam que estão casados há vários anos isso me anima e faz acreditar que um casamento bem cultivado possa durar o tempo que ambos se empenharem para o mesmo.
    Cultivem a compreensão e PACIÊNCIA Tenho certeza que os resultado serão satisfatórios?

    Abraço a todos

  • Isabella diz: 1 de novembro de 2011

    Bem, eu conheço muitas mulheres que não se interessam em satisfazer seu parceiro,
    assim como muitos homens que também não se “puxam”.
    O que devemos perceber, é a importância que damos ao sexo,
    e deixar isto claro ao nosso parceiro, jogando limpo, e principalmente
    falando abertamente sobre o assunto.
    Eu particularmente valorizo muito a “coisa de pele” e acho que sem isso fica impossível.
    Tenho 27 anos, casada a 3, e não deixo cair na rotina. Jardim, carro, locais públicos, vale tudo!
    Minha dica a aprender a usar os atributos físicos ao seu favor. Incrementar um simples jantar em casa com uma bela lingerrie,(ou com a falta dela), são coisas fáceis e que normalmente passam “batido”.

Envie seu Comentário