Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Ela é muito mais velha que ele. É possível quebrar a barreira da idade?

01 de novembro de 2011 70

Foto: sxc.hu

Estava no supermercado ontem e vi algo que, na hora, pensei que renderia um ótimo post. De mãos dadas, uma mulher aparentando uns 40 anos passeava de mãos dadas, beijava e abraçava com o ardor e fervor de uma adolescente um garoto que não deveria ter mais de 25 anos. Juro para vocês que quase, mas por muito pouco, não fui até eles para lhes pagar um café e conversar sobre o relacionamento dos dois.

Veja bem: não tenho, nem nunca vou ter, problemas em aceitar um relacionamento em que homem e mulheres tenham idades diferentes. E também não me importa se quem tem mais primaveras é o homem ou a mulher. Se fosse tão simples, a discussão aqui estaria encerrada. Mas será que temos um prazo de validade neste sentido?

Era visível entre as pessoas que passavam por eles com um certo preconceito. Não sei se é preconceito a palavra correta. Talvez espanto seja mais adequada. Mas não percebi nenhum repúdio. Fiquei uns cinco minutos observando os dois. Pareciam felizes. Muito felizes. Não tem como dizer que é o casal mais feliz do mundo. Mas naquele momento estavam felizes.

Vamos supor que eu esteja correto nos números: 40 – 25. Logo, quando ela estiver com 50, ele terá 35 — o auge da forma e do vigor físico masculino. Filhos, por exemplo, ele terá de abrir mão. A não ser que adotem. Sexo, o fazer sexo, até não seria problema — conheço várias mulheres mais velhas que amam sexo. Mas e vocês? O que acham? Têm algum caso para contar? Conhecem alguém que tenha quebrado esse tabu da (muita) idade? Como eles resolveram?

Comentários (70)

  • Diogo Becker diz: 1 de novembro de 2011

    Bom dia! Romântico nato, não vejo problema algum e sempre defendi a bandeira de que o amor não tem idade. Lógico que, assim como surgiram alguns pontos no próprio post (filhos e sexo) algumas coisas deverão ser ajustadas entre o casal. Ele terá de abrir mão de algumas, ela de outras, ele se acostumar a fazer algumas coisas com ela e ela com ele, mas na real, não é assim em todos os relacionamentos indiferente da idade? Se há amor, torço por eles mesmo sem conhecê-los. Acho um belo exemplo do quanto se pode amar e assumir isso sem dar importância ao que o resto do mundo pensa.

  • Rafaela diz: 1 de novembro de 2011

    Bom na verdade eu já ouvi falar em vários casos, mas que eu tenha presenciado foram casos de os homens serem bem mais velhos que as mulheres, sei que existe mas nunca conheçi nenhum casal que o homem seja muitos anos mais novo! Mas na minha opinião não sou contra, só que nem a favor pois depende do interesse de cada pessoa se a pessoa estiver querendo montar uma família e ter filhos ja não é muito legal pois conforme o tempo for passando que o casal vai perceber a diferença de idade e suas necessidades, então eu acho que se for para pessoas ser feliz tudo bem mas tem que cuidar pra não se arrepender mais tarde.

  • Tatá diz: 1 de novembro de 2011

    Não tenho preconceito, mas tenho um “pé atrás” com relacionamentos assim, pois acho que cada um (independente do sexo) está em uma fase diferente da vida. Como mencionado, o homem, nesse caso, vai ter que abrir mão de ter filhos, de construir um vida e crescer junto com a mulher. Acho que eles podem, sim, ter uma vida feliz juntos, mas pra mim, iria sempre faltar alguma coisa…

  • Alexandre Brizola diz: 1 de novembro de 2011

    Olha eu não vejo nada de errado, creio que nada vai interferir a felicidade se ambos forem muito unidos no amor, filhos? Quem sabe possa fazer uma certa forma, mas quando existe um grande amor acho que supera tudo isso!

  • Luís Eduardo diz: 1 de novembro de 2011

    Como a Rafaela comentou, nunca vi relacionamentos em que a mulher seja muito mais velha do que o homem nesse caso… mas o que eu mais vejo, pelo menos eu conversando com a galera aqui, é a curiosidade dos mais novos (20-25) para ter uma relação com mulheres mais velhas, até pela experiências das mesmas. Já escutei diversas frases de tipo “nossa, ela deve ser espetacular na cama”, “tu vai pedir água com ela” e essas coisas do tipo… porém hoje, eu com 19 não teria interesse ainda de sair com uma mulher tão mais velha do que eu…sendo mais velha do que eu uns 3, 4 ou 5 anos, tudo bem, já saí, mas hoje não me vendo saindo com uma mulher tão mais “velha” digamos assim…maas com certeza não sou nada contra também, amor vai além da idade…

  • juliane diz: 1 de novembro de 2011

    olha eu tenho 21 anos mais adoro homens mais velhos e mais novos tambem, estou a procura de uma pessoa para curti a vida. meu msn clo_silveira@hotmail.com

  • Felipe diz: 1 de novembro de 2011

    Hoje com 30 ..acho que dificilmente sairia com uma mulher muito mais velha…principalmente por concordar com o que foi dito “estão em momentos da vida diferentes”. Mas quando novo..até meus 20 e poucos saí com algumas nas faixas dos 30 a 42…E confesso que era mais por questões de curiosidades e tb de achar elas melhores na cama..como mais ação e não totalmente passivas no sexo como algumas garotas da minha idade na época. Mas realmente nunca me vi uma vida toda ao lado de uma pessoa muito mais velha.

  • giii diz: 1 de novembro de 2011

    Olha, já tive um namorado mais velho que eu, e um mais novo. Atualmente namoro um q é 7 anos mais novo. Não vejo mta diferença pois muito vai da maturidade de cada um, e de cada um respeitar o outro. Quanto ao casal do post em questão acredito que pode dar certo sim, pois tem mtos casos em que a questão “filhos” não é de tamanha importância. Pode ser que ele já seja pai, ou pode não querer ter filhos pois nem todos tem esse desejo. Tem casos em que os dois tem a mesma idade e não tem muitas afinidades. Aprendi a entender que muito vai do amor, do respeito e da maturidade dos dois.

  • Marcela diz: 1 de novembro de 2011

    Ola sambacancioneiros!! Desse assunto posso falar por experiencia propria, nossa diferença de idade é de 10 anos, mas ninguem diz, pois sou uma mulher atualizada, curto as mesmas coisas que ele, malho, estudo e procuro estar sempre conectada no mundo atual.
    Ja conversei com ele varias vezes em relaçao aos filhos, ele disse que nao sente falta, pois tem os meus do primeiro casamento, que tratam ele como pai e vice-versa.
    No sexo é tudo de bom, pois como sou mais velha, nao tenho certas “frescuras” que as gurias da idade dele teriam, e pra mim é maravilhoso, pois tenho um cara forte e viril ao meu lado.
    Em nenhum momento sentimos que essa diferença de idade possa atrapalhar nossa relaçao que ja dura 12 anos, tentamos nos policiar e procurar fazer as coisas que gostamos e ao mesmo tempo fizemos programas juntos que nos dão muito prazer, temos nossa individualidade e nos respeitamos acima de tudo.
    Penso que independendte da idade as pessoas tem que valorizar a relaçao, alimentar o amor e procurar nas coisas simples os momentos de felicidade.
    Acredito que o casal do post, realmente estejam se curtindo, sendo felizes do jeito deles, sem se importam com o que os outros pensam ou falem.
    Abaixo o preconceito e viva a felicidade!!!!

  • Angela diz: 1 de novembro de 2011

    Bom dia!
    Atualmente vivo um relacinamento com um homem 11 anos mais novo que eu, (ele 21 -eu 32).
    Confesso que quando paro pra pensar nos proximos anos, me assusto um pouco,pois quando eu estiver com 40, ele recém terá 29…
    Mesmo sabendo de todo o preconceito, não deixarei de amar e ser amada, isso é o que realmente me importa! Filhos…até completar 35, teremos sim, se Deus quiser!!
    Uma vez li um crônica do Arnaldo jabor que dizia mais ou menos assim: “…as pessoas dão certo juntas o tempo que tem que dar…se acabou, não é porque elas não dão certo juntas e sim porque tinha tempo certo…” Acredito em destino e no amor, e enquanto houver amor e respeito entre os casais o que menos importa é a idade e a opinião alheia.

  • ana diz: 1 de novembro de 2011

    A alguns dias atras deixei este scrap pra vcs, e coincidencia ou não, o post de hoje trata exatamente isso!
    “Vim para parabenizá-los pelo blog, dizer que sempre que posso dou uma passadinha por aqui e deixo minha opinião. Bom, eu não tenho exatamente uma pergunta, e sim o que seria mais um assunto pra ser debatido entre o pessoal. Tenho 23 anos e me casei aos 20, apesar de estar com esta pessoa desde os meus 19. Ele hoje está com 39, portanto há 4 anos atras estava com 35. Hoje temos um filho, o primeiro de ambos e na época em que o escolhi para ser meu parceiro por talvez toda a vida, fui questionada por amigos, colegas e parentes sobre essa diferença de idade, de 16 anos. Alguns não aceitam até hoje, mas nunca se meteram na minha relação. Amamos um ao outro, mas a idade, diz ele, está começando a pegá-lo de jeito, sendo assim pra algumas coisas ele já não tem mais o mesmo pique de antes, não só pro sexo, isso ainda é maravilhoso e ótimo para os dois, mas o trabalho e as cobranças do dia a dia estão pesando mais hoje do que há 4 anos. Também sinto essa mudança, ainda mais depis de ter sido mãe, mas de forma mais sutil. Mesmo assim quero envelhecer ao lado dele, mesmo que ele chegue até ela antes de mim. Quero saber o que o pessoal acha desse lance, da diferença de idade, tanto para o homem quanto para a mulher. Beijão pessoal, valeu.”
    Vou acompanhar os comentários de hoje com mais assiduidade.

  • Sara diz: 1 de novembro de 2011

    Nossa, o pessoal hoje acordou inspirado,romântico e desencanado quem diria!!!
    Pois eu confesso que não consigo me acostumar com essa idéia. Como os demais aqui não conheço nenhum caso de mulher que namora com homen mais novo, por aí já vemos que não é tão simples e “normal” esse tipo de relação. A questão toda gira em torno do descompasso provocado pela diferença de fases da vida em que os dois se encontram, em alguns casos isso pode até ser o diferencial que tornará a relação possível e feliz, contudo acredito que é mais provável que isso se transforme em um contratempo muito difícil de administrar.

    Eu faço parte do grupo das mulheres mais velhas, tenho 38, sou separada, portanto ainda estou no “jogo” e há muito tempo sou assediada somente por homens bem mais jovens, com menos de 30, pelos quais não sinto lá muita atração, sempre gostei dos mais velhos, nessa altura do campeonato só não pode ser muito mais velho, senão vou ter que procurar no asilo. Brincadeiras à parte, a idéia que eu tenho desse tipo de relação é assim: os meninos gostam das mais velhas, pela experiência ( com certeza temos muito a ensinar e isso servirá de now how para uma próxiam conquista, quem sabe aquela menina jovem com quem ele vai querer ter uma família ), porque são desencanadas, independentes, maduras, não vão pegar no pé deles, em resumo…só alegria.
    Agora, falando do lado das balzacas, é claro que é muito bom se relacionar com um cara mais jovem, normalmente é descontraído, descomprometido, aquela testosterona toda á nossa disposição, sem falar que faz bem para o ego ser desejada por um homem tão jovem, mas nisso tudo reside só uma inquietação, temos a impressão de que esse tipo de amor tem o tempo contado em minutos, o amor não é eterno pra ninguém, mas nesse caso a sensação é que tá acabando ali no próximo minuto e o relógio está sempre adiantado pra quem é mais experiente.

    Gostaria de poder dizer que não tenho preconceito com diferença de idade, mas tenho, e acho que não vou conseguir derrubar essa barreira nunca dentro de mim.

    bjus

  • Wanderlei diz: 1 de novembro de 2011

    Resumo tudo numa frase: “Mulher pra mim é como vinho… quanto mais madura, melhor.”
    Acho que não preciso dizer mais nada.
    (www.o-cercadinho.blogspot.com – Homens vs Mulheres com muito humor e acidez)
    OBS: neste nosso blog, falo justamente sobre isso. Homens mais novos vs Mulheres maduras

  • Álvaro diz: 1 de novembro de 2011

    Acredito que varia de pessoa pra pessoa. Eu, por exemplo, sempre gostei de mulheres mais velhas, não tanto quanto o exemplo do post, e sempre me dei bem com elas. Querendo ou não, a diferença sempre pesa. O que o casal resolve fazer quando isso acontecer é que vai ditar o rumo do relacionamento.
    Talvez sejam pessoas que busquem as mesmas coisas como ideal de vida, talvez seja aquela história do homem jovem ter uma cabeça diferente do comum pra sua idade.
    Números são números, fazem um pouco de diferença mas continuam sendo só números!
    A entrega, o comprometimento e o amor de um com o outro, atravessa essa barreira fácil fácil.

  • Carol diz: 1 de novembro de 2011

    Eu acho muito estranho vocês acharem uma mulher de 40 velha e um homem de 35 no auge da forma física e vigor masculino. Vocês nunca notaram que os homens ficam acabados mais cedo e até morrem mais cedo? Tem muito mais velhinhas saudáveis passeando por aí do que velhinhos.E os que sobraram então muito mais envelhecidos do que uma mulher da idade deles.

  • Márcia F. diz: 1 de novembro de 2011

    Não vejo problemas. Só acho que fica estranho qdo a mulher tem uma cara de vó do namorado e ou vice e versa o cara tem cara de avô da namorada, ai com certeza tem algo errado, um interesse a mais. Eu tenho 43 e namoro um cara 13 anos mais velho, e não troco por outro, pois nos damos muito bem, fechamos em quase tudo e o sexo é tudo de bom com muita qualidade.

  • Antipático diz: 1 de novembro de 2011

    Acorda galera! Daqui 5 ou 10 anos, numa manhã o cara vai acordar, olhar pro lado e ver que está casado com uma velha… vai se olhar no espelho e se ver ainda jovem… O que vocês acham que vai acontecer? A cabeça, os desejos, a visão de um cara de 25/30 são diferentes de um de 40/45. Em tempo, sou casado com uma mulher de 47 e acho ela linda e sensual, mas tenho a mesma idade dela.

  • Dan diz: 1 de novembro de 2011

    Eu vivo esse caso. Tenho 25 anos e minha namorada tem 38. Ela já é separada, tem uma filha de 9 anos, e tem seu próprio ap. Estamos completando 5 anos de namoro esse mês. Namoro sério, com apoio de toda a família, dos dois lados. Me dou super bem com a filha dela, e ela gosta muito de mim. Nosso namoro está numa fase bem estável, parecemos até casados. A diferença é que eu não vou todos os dias na casa dela, apeas nas quartas e fim de semana.
    Mas realmente é rpeciso abrir mão de algumas coisas. Você precisa decidir o que quer.
    No meu caso, semrpe quis ter filhos, mas ela não quer. como ela já tem uma filha, diz não querer mais e tb não ter mais idade, até pq se fosse hoje eu nem queria ter filhos, pois ainda estou na faculdade. Eu sempre quis casar tb, mas ela diz não quere pq já viveu um casamento e não gostou.
    confesso que quando penso nisso, às vezes, fico muito chateado e fico pensando se estou fazendo a coisa certa. Penso se não seria melhor cair fora agora e procurar alguém da minha idade qe estaria disposta e formar uma família. O problema é que eu gosto muito dela, e já me conformeu com essa situação, com a maneira que minha vida está caminhando.
    Não vou mais me questionar se estou certo ou errado. Minha vida está caminhando desse jeito. penso que o que é pra acontecer, vai acontecer.
    Se for pra ficar com ela e não ter filhos, tudo bem. se for pra achar outra pessoa e formar família, tb. Vou deixar as coisas acontecerem.
    E hoje acho quee stou conformado, pois realmente não pesno mais em casar (gosto de ter meus dias sozinho na minha casa), e tb já não estou mais querendo ter filhos, pois não sei se quero ter essa responsabilidade.
    A vida vai moldando nossa característica e opiniões, de acordo de como ela vem pra nós.

  • Pati diz: 1 de novembro de 2011

    Oi pessoal,
    Sou 19 anos mais nova que meu noivo, sempre adorei homens mais experientes,
    mas o caso aqui exposto é bem diferente. Não podemos julgar um caso pois existem homens e mulheres com diferentes necessidades e diferentes ‘extintos’.
    Vou comparar o meu caso…
    Se eu fosse uma mulher de 40 anos que não tivesse muito interesse em sexo, acomodada com a vida e meu noivo tivese 25 anos no auge de sua “vitalidade”, conhecendo ele como eu conheço, sei que iria dançar mais cedo ou mais tarde.
    Todos deveriam saber onde e com quem nos envolvemos, mas sei também que nem sempre isso é possível.
    Este assunto é um telhado de vidro para todos, não sabemos como irá terminar; mas acho que sabemos com quem estamos lidando.
    Bejos e boa semana.

  • Leandro diz: 1 de novembro de 2011

    Diferentes fases da vida? Se essa frase serve para um relacionamento onde a mulher é mais velha que o homem, por que não servir quando o homem é mais velho que a mulher? Ou acham que a ereção será eterna? Não tenho problema algum, até porque já namorei uma mulher mais velha por dois anos. Sexo maravilhoso, companheirismo como jamais vi em uma mulher mais nova. Inclusive ela por diversas vezes dizia: tenho idade para ser tua mãe! Porém rebatia: mas não é! Muito bom e certamente repetiria.

  • Magali diz: 1 de novembro de 2011

    Independentemente de outras conjunturas sobre o relacionamento entre idades diferentes eu me perguntaria se um casal em que os 2 têm 25 ou 35 anos hoje estarão juntos daqui há 10 anos…é uma especulação sem perspectiva; Ao contrário, a tendência é que e não estejam e até sejam maus amigos, Até porque terão a confusão de ‘dividir’ os bens e os filhos, já que estão perfeitamente hábeis biologicamente para tanto..
    E, não neguemos, que o que causa curiosidade é sempre quando a mulher tem mais idade…Nosso hábito (gaúcho, brasileiro) é considerar ‘normal’ uma mulher de 35 se relacionar com um homem de 50 (mas não são 15 anos de diferença??).
    Se um casal ficar junto 15 meses e feliz (muito feliz) como diz a colunista, tanto melhor. Quem quiser ter filhos os terá: naturais ou não!
    A propósito, tenho 42 anos e meu namorado tem 31 e estamos juntos desde que ele tem 29..Até quando? Eu não arriscaria um palpite, mas recomendo…

  • Administrador de Sinop – MT diz: 1 de novembro de 2011

    Talvez posso contribuir afinal, minha esposa nasceu 10 anos antes do meu primeiro choro. No começo, 2007, eu tinha 23 e ela 33. Em nosso casamento tinhamos um casal de padrinhos onde a mulher é 17 anos mais vivida e, mais três outras mulheres acima dos 35 e até 40 solteiras que se relacionam com homens mais novos. Não posso falar deles porém, ao analisarmos as situações percebe-se uma tendência: dedicação à vida profissional. Cada vez mais vemos mulheres dedicando o tempo à profissão deixando a constituição familiar para o momento em que sentem-se seguras e, principalmente, independetes financeiramente. Com elas não existe a máxima do homem sustentar a casa.
    Nosso relacionamento é baseado em diálogos pois, há diferenças que precisam de adquações como em todos relacionamentos. Uma questão deve ser muito bem pensada e discutida nesses relacionamentos que são filhos. O homem, conseguindo “dar conta do recado”, faz filhos aos 70, 80 anos mas, o organismo das mulher é diferente. Quando a mulher entra para familia enta (quarenta) diminuem com o passar do tempo as chances de engravidar e aumentam as chances de uma gravidez arriscada. Estou falando em constituir familia não em apenas sexo. Para os mais novos que li os depoimentos e não pensam em filhos recomendo que busquem enteder o que a mulher quer porque não adianta nada ela “te dar uma surra na cama” se ela não está satisfeita. O prazer deve ser mútuo.

  • Juliana Ritter diz: 1 de novembro de 2011

    Eu já namorei um rapaz 13 anos mais novo que eu e confesso: com o tempo as diferenças vão pesando e o relacionamento acaba definhando.

  • Vi diz: 1 de novembro de 2011

    Gurizada onipotente, todo mundo tem uma lista do que gosta e do que não gosta, do que acredita e duvida, mas a gente deveria aprender logo que algumas coisas simplesmente acontecem e o melhor a fazer é V I V E R. Outra coisinha básica a saber é que esta série de ‘verdades’ (é pela experiência, pela facilidade no sexo, tem que abrir mão, não tem, ter filhos, não ter filhos, envelhecer juntos, ver todo dia, só no sábado, dormir junto, NUNCA dormir junto, louro, moreno, gordo, magro, atleta, nerd, blá, blá, blá…), de repente, não passa de conjectura, não tem a menor obrigação de ser assim, e provavelmente não tem nada a ver com o tal casal do supermercado que, certamente, não foi até lá pra exibir sua FELICIDADE, e ‘ferir’ os sentimentos dos casais-sob-medida (não tão felizes?). Sou 12 anos mais velha que o meu marido. Não escolhemos nos apaixonar e não preenchemos o perfil previamente idealizado pelo outro. Não temos certeza da longevidade do nosso relacionamento(Nem da nossa, não é?). Mesmo assim, fomos ‘pegos’, irremediavelmente arrebatados. Não temos nenhuma certeza. Nem incertezas, tampouco. Vamos ao supermercado comprar pão e leite, e achamos muito interessante que as pessoas dediquem tanta atenção à nossa idade, como se não tivessem vida própria pra observar (será?). Vida longa e feliz a todos!

  • TRP diz: 1 de novembro de 2011

    Boa tarde!! Sou 16 anos mais velha que meu namorido e estamos juntos fazem 18 anos!! Um longo tempo!!! Hoje ele tem 35 anos e eu 51. Ele nunca teve problemas, nem frescuras por eu ser mais velha que ele, sempre saímos juntos,andamos de mãos dadas e agora ele é avô, já que minha filha teve recentemente um bebê!!! Ele está adorando a neta, vive paparicando e faz questão de ser chamado de vô!!
    Mas eu tb faço a minha parte, me cuido muito, trabalho muito tb e como disse a ele no dia que ficamos juntos a primeira vez: que seja infinito enquanto dure!!!!

  • Pimentinha diz: 1 de novembro de 2011

    Hoje o assunto me interessou. Tenho 52 anos e meu namorado 34, portanto são 18 anos de diferença cronológica. Fui casada durante 30 anos, tive 03 filhos e o casamento que parecia sólido, firme, foi pro vinagre. Foi um período muito dificil na minha vida e a última coisa na qual queria pensar naquele momento era em namorar novamente. Então, a vida me “pregou uma peça” e das boas…. conheci meu atual namorado e começamos um relacionamento que já dura 03 anos. Não vejo problema algum quanto a diferença de idade, fizemos tudo juntos e temos uma afinidade muito grande. Ele foi a pessoa que alavancou a minha vida, voltei a estudar, me graduei, e já estou fazendo uma Pós. Ele dedicou toda a sua vida e suas economias em estudar (tem 03 graduações e 02 pós). Não somos ricos (dois pelados, ahahah)mas vivemos com certo conforto e nos amamos muito. Quanto a ter filhos, quando nos conhecemos eu já tinha os meus e ele sempre afirmou jamais querer ter filhos biológicos dele, e “adotou” os meus como se fossem dele. Não temos nenhum problema em sair juntos em público e as pessoas por aqui já estão bem acostumadas conosco, inclusive no ambiente de trabalho. O que precisa haver sempre é confiança, transparência, cumplicidade e muito amor entre os dois. E quanto a sexo….. é tudo de bom!!!! Se algum dias aparecer uma oportunidade assim na vida de vcs, vão em frente e curtam muuuuuuito. É uma experiência de vida muito enriquecedora. Abraços

  • gisele diz: 1 de novembro de 2011

    Oi, eu tenho 34 ate o final de novembro e namoro um cara de 28 a nove meses, eu tenho filho ele nao, e mesmo assim nos curtimos bastante. Sexo, filhos e família tudo se ajeita, enquanto um for suficiente para o outro nenhuma picuinha da sociedade ou da familia irá interferir.

  • André Luís diz: 1 de novembro de 2011

    Não vejo problema algum, tenho 23 anos e desde tempos atrás já tive casos com mulheres mais velhas. E é tudo melhor, pois mulheres maduras conversam com você sobre tudo, não ficam falando de coisas banais como a maioria das meninas mais novas que conheci falam. Agora estou iniciando um ‘rolo’ com uma mulher que tem o dobro da minha idade… E é magnifico…

  • Roberto diz: 1 de novembro de 2011

    Em nossos tempos parece natural uma pessoa mais velha querer uma outra mais nova à seu lado. Mas trata-se de amor de aparencias e salvo rarríssimas excessões, quando os traços da velhice chegarem dificilmente a pessoa mais jovem, irá querer conviver com gemidos, lamúrias e lamentaçoes por conta de dores de reumatismo e outras. Não sei se a pessoa mais jovem teria coragem se fosse o caso de trocar fraldas geriátricas e dar banho ou alimentar na boca a pessoa de mais idade. Por isso que as pessoas da mesma idade se completam até na velhice, justamente por possuírem os mesmos sintomas e problemas, e saberem estas conviverem com as situações de desconforto que o avanço da idade começa a trazer.
    Hoje uma cirurgia plástica ou um botóx, maquiam os traços da idade das pessoas, mas não escondem o avanço interno que de modo gradativo vai definhando a vida. Acredito que todo aquele investimento de uma pessoa mais velha em outra mais jovem, terá apenas algum tempo de momentos de prazeres e alegria, até que esta seja dispensada por não poder mais acompanhar o ritmo de uma mais jovem, ou quem sabe por sentir-se uma anciã em final de carreira, carregada de má vontade por alguém que está parecendo ser seu filho ou seu neto. Aí a realidade da dispensa, poderá vir a se tornar uma grande DECEPÇÃO.
    a maior decepção de toda uma trajetória de vida.

  • Nanny diz: 1 de novembro de 2011

    Eu tenho um caso desse na minha família.
    Aminha tia é 14 anos mais velha que o meu tio. Eles se conhecerem ele tinha 14 anos e ela 28. Com o passar do tempo e ele já sendo maior de idade os 2 começaram a se envolver e por causa da diferença eles enfrentaram muitas situações. A família dele foi contra (principalmente a mãe dele. Resumindo, tiveram muitas idas e vindas, outros relacionamentos e já tem mais ou menos uns 18 anos que eles estão casados.
    Eles não tem filhos, eles muitas das vezes espantam as pessoas porque muitos acham que ele é filho dela (por causa de um problema de saúde que ela teve ela aparenta ter mais idade) mas enfim, os 2 acabam levando na esportiva. Por isso eu digo, quando é pra ser, independente da idade nada mudo o destino que Deus escreve pra cada um de nós.

  • Helena de Tróia diz: 1 de novembro de 2011

    Acredito que, as vezes, nós mesmos temos preconceito não nos permitindo viver uma experiência dessas.
    Tenho 28 anos e sou interessada em um menino de 17. É, parece absurdo mas é verdade. Não sei o que acontece, mas ele mexe muito comigo, tenho muita vontade de ficar com ele, mesmo sabendo que estamos vivendo fases muito diferentes e que, provavelmente, será apenas um “lance”, que pode ser bem bacana, mas será um “lance”.
    Já me disseram que ele é interessado em mim, mas ele mesmo nunca me deixou isso claro. Acredito que seja complicado para ele, pois deve ter dúvidas de como eu reagirei diante das suas investidas, e eu poderia demonstrar que estou interessada, mas é aí que entra o preconceito de minha parte mesmo, pois fico pensando que será RIDÍCULO se os outros perceberem que estou “dando mole” para um guri. Além disso, fico com receio por ele ser menor, imaginem se os pais dele ficam sabendo?!!!
    Muitas vezes me questiono se esse interesse é normal ou se não estou “batendo muito bem da cabeça” hehehe, mas realmente ele foi o único cara mais novo que me interessou até hoje.
    Que situação!!! Estou deixando o tempo passar e tentando esquecer isso. Espero que passe!
    Abraços!

  • mi diz: 1 de novembro de 2011

    Minha mãe tem quase 47. Meu padastro não passa dos 30.
    Eles estão juntos desde 2003.
    E são muito felizes! =)

  • Vitória diz: 1 de novembro de 2011

    Interessante observar as várias formas do pensar. Tenho 55 anos e meu marido 43. Somos bem casados há 8 anos, nos damos muito bem e pretendemos seguir juntos a vida. Conheço outros casais com diferenças de idade também. Acredito que a idade não é fator importante nesta fase da vida que estamos. Penso que o importante é o casal ter metas em comum, afinidades, respeito pela relação e pela individualidade de cada um, desejo de construir uma relação prazerosa, apoiar o outro nos objetivos pessoais e profissionais. Amo meu marido ele é o melhor homem que conheço e sei que ele pensa a mesma coisa de mim e fala isso para todos. Quem nos conhece não percebe a nossa idade, até por causa do nosso temperamento, sou mais extrovertida e ele parece o mais velho, mais metódico e mais sério. Enfim, amar o outro despida de ilusão é uma arte e não é pra qualquer um, pois dá bastante trabalho e é muito enriquecedor.

  • João Tchê! diz: 1 de novembro de 2011

    Tchê!

    Minha esposa é um pouco mais velha do que eu… No início, comentavam e tal. 9 anos depois, eu sendo mais novo que ela, todos dizem que sou bem mais velho que ela… :-s

    Por isso, creio que não faça diferença. Sempre vi minha esposa como uma guria, mais nova ou não, não dava bola.

    O que percebo que ela continua em ascendencia e eu, bah plena decadência…

    Ela emagreceu, a minha barriga cresceu.
    Ela se pintou, meu cabelo branqueou.
    E assim por diante…

    Idade não quer dizer nada.

    Abcs,
    João Tchê!

  • Nara Regina Setra diz: 1 de novembro de 2011

    Tenho 54 e ele 35 anos , há 11 num relacionamento e juntos estamos criando o nosso filhote Antonio,pois fui mãe aos 44 anos. Quando muitos não acreditaram fomos vencendo nossas próprias dificuldades.Aceitar as diferenças entre nós mesmos foi o principal. Ainda , minha mãe hoje com 74 anos e meu padrasto 19 anos a menos … há 35 anos juntos , com filha e netinha dessa convivência . os mais velhos rejuvenescem e os mais novos aprendem . esse é o fio da balança. o negócio é ser feliz!

  • Sem preconceito diz: 1 de novembro de 2011

    Assino embaixo do comentário da Vi. Na hora que a coisa pega todos este preconceitos vão por água abaixo. Cuidem da sua felicidade e deem menos bola pra vida dos outros. Ao que parece a maioria prefere viver de aparências, com pessoa certas, na idade certa…. e é aí que começam os chifres. Amor não tem hora pra começar e nem para terminar, um dia vence e já era. Se o mundo e as escolhas fossem perfeitas e definitivas não haveria separações ou divórcio. Será que os pais de alguns dos que aqui comentam não se separaram? Os que “hoje” se acham jovens, amanhã (se não morrerem antes) serão os velhos gagás e patéticos que terão que pagar para que alguém lhes dê comida na boca, afinal acreditam que pessoas com muita diferença de idade só podem estar juntas por interesse financeiro. Nem todo mundo é maria chuteira, mas tem quem mereça cruzar com muitas delas pela vida, mas por pura injustiça do destino não tem dinheiro para pagá-las. Tadinhos!

  • Carlitos.. diz: 1 de novembro de 2011

    Ola caros samba-cancioneiros.
    Analizem minha opinião:
    Idade é uma coisa psicológica. A idade cronológia claro que
    influencia, mas se os dois se gostam e penssam parecidos, tem uma compatibilidade
    que os favorece.
    Eu sou apoiador desta idéia….
    Vivaaaaa
    Novinho (a) pega coroa e
    Coroa pega novinho (a).
    HwhWhWhE

  • claudia rodrigues diz: 1 de novembro de 2011

    Boa tarde cancioneiros!!
    Bom, já fui casada (25 anos) e tive 2 filhos. Estou sozinha a 2 anos e recentemente comecei a pensar em namorar. Atualmente mantenho contato com um rapaz que é 15 anos mais novo do que eu (tenho 47 anos). Estamos nos conhecendo, e o que menos está me importando é a diferença de idade. Acredito em amor, em felicidade, em cumplicidade, em respeito e por aí vai. Se esta é a oportunidae de eu ser feliz, dane-se a diferença de idade, dane-se as convenções da sociedade e dane-se o mundo, eu quero mais é ser FELIZ!! Já dizia Vinicius de Moraes: …”que não seja imortal, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure.” Abraços a todos.

  • Fernando Guedes diz: 1 de novembro de 2011

    Gente. O ideal é comer novinha, “filé”. Mas se naum dá, naum pinta
    temos que fazer q nem cachorro, desenterrar p/ comer. A idade um
    dia vai complicar, pq 20 não é 30, 30 não é 40 e 40 não é 50…

  • Juci diz: 1 de novembro de 2011

    Então eu conheço pessoas que casaram com com diferenças gritantes de idade.A mulher tinha 34 e o cara 25.Então ela tratou de engravidar logo e um filho atrás do outro.Hoje ela tem 39 anos e o cara tem 28.Ele é bem loko já tinha uma filha aqui no Brasil de 5 anos e ela já tinha um filho de 5 anos tbm.O cara não gosta do filho dela mais velho(o primweiro).e é bem crianção.Ela pensa que tem 15 anos, chora que nem uma retardada qdo ele é grosso e impaciente.Nós que estamos de fora temos absoluta certeza que ele só foi morar com ela no PY (Assunção) pq ela tinha aparencia de rica e que poderia ostentar .E ele se conformou e ela aceitou um cara todo loko ,10 anos mais jovem e porra loka.Mas com toda certeza ela se sentiu mais feminina, o cara apesar de ser lokao parece que a ama.E ela se sentiu toda poderosa de leva-lo para os familiares em Assunção.Porque ela era tachada de mãe solteira.Eu mesma jamais namoraria um cara mais jovem.Talvez porque eu ainda seja nova.Mas eu tenho outra amiga que tem 41 anos e é loka por menis mais jovens..Eu acho feio.Afinal ela já é experiente,tem 2 filhos, a mais nova tem 9 anos..Sei lá temo pelo futuro o cara dar em cima dela..Não recomendo e acho muito arriscado esse namoro de rapaz mais jovem e mulher mais velha..Se fosse ao contrario tudo bem.

  • Juma Marruá diz: 1 de novembro de 2011

    Pois é eu não concordo com esse tipo de relacionamento, existe data e hora para acabar.Veja o tanto de casos com os artistas..Tudo bem vamos então para a realidade.É difícil é impossível?Talvez não .mas não é recomendável essa relação para o cara que pensa em constituir família,a mulher já é mais madura por nascimento,namorar com rapaz mais jovem é como se fosse mais um filho.Eu sei disso porque também conheci uma mulher que era mae solteira e estava cansada de correr atrás do pai de seu filho de 5 aninhos e resolveu casar assim em menos de 3 menos que ela conheceu o rapaz já estavam casando, logo nasceu a 1ª filha do casal e logo ela teve outro menino.Resumindo hoje ela tem 3 filhos.Ele já tinha uma filhiha de 4 aninhos,ele tinha na época uns 25 anos.HOje a mulher tem 39 anos com 3 filhos,e o rapz teria 4 se assumisse o dela né?Sei que foi tudo muito precipitado e nós que estamos acompanhando infelizmente sabemos que logo se acabará esse casamento.Ela porque não vai mais suportar assumir ele como outro filho e ter que bancar qse tudo sozinha e ele vai enjoar porque ela está ficando velha.Mulher de 40 não é como uma moça de 30 ou 25.Com certeza ele já deve ter chifrado a pobre coitada.Mas foi ela quem escolheu.Sabemos com toda certeza que não vai durar.O tempo está provando isso todo dia.Uma relação não suporta tantas avalanches, seja no ambito financeiro,ou seja desgaste emocional de tanta pressão.Cobrança, vergonha.Eu sei que um homem mais jovem logo enjoa da coroa.Isso é fato e não preconceito.Cada macaco no seu galho.Sou a favor de homem mais velho com mulher mais jovem, mas no limite de até 15 anos..E já acho muito.A diferença de idade pesa muito em um relacionamento.Eu já namorei rapaz 12 anos mais velho e ele era um porrre..sim eu gostava de me vestir bem, de ser descolada quando vi estava parecendo uma velha.Ele me sufocava,tinha ciúmes pocessivo de mim.Até do meu menino ele disputava atençao.Puxa foi complicado no começo eu sofria muito hoje nem lembro do cidadão..esqueci até do nome dele rsrs..O bom do romance é que a gente se sente segura..mas tudo passa nessa vida.Os jovens não podem perder tempo com as coroas.Só isso..bjuuuss :)

  • Francisco diz: 1 de novembro de 2011

    Boa Tarde. É muito provável que esta tal mulher tenha mais de 45 anos anos e este homens jovem tenha 30 e poucos anos. E também , é muito provável que ela tenha filhos e ele não.
    Ele talvez tenha alguma pressão para ter filhos; não dele, mas da família dele. Ela está tranquila, tem um ótimo emprego e está com a vida acertada e um namorado que a ama.
    O que acontece , frequentemente, é a mulher mais velha querer homem mais jovem e vice-versa. O enfoque de projetar o relacionamento para 10, 15 , ou mais anos é um grande erro, até porque casamentos não duram este tempo todo. É ser feliz enquanto durar e ser bom para ambos; quando isso deixar de acontecer, certamente as lembranças serão muito gratificantes, dos passeios, da parceria das viagens, dos amigos em comum, das famílias, tudo vai agregar à experiência de vida.
    Por enquanto está ótimo e , parodiando vinicius: “Que seja eterno enquanto dure”!

  • Rosana Peres diz: 1 de novembro de 2011

    Vou contar então a minha experiência …Qdo eu tinha 35 anos comecei a namorar um rapaz de 20 anos. Isso mesmo 15 anos a menos. Ficamos juntos por 2 anos e somos amigos até hj. A verdade é que não tive paciencia para as crises de ciúme e insegurança dele. Era pra ser o contrário afinal eu era mais velha, normal seria eu ter crises de ciúme, mas na minha maturidade não tinha isso, o que deixava ele pior pq acreditava que eu não o amava. Foi uma experiencia Ótima e tb não digo que não faço de novo, mas precisa ter muita vontade. O pai dele nunca aceitou nosso relacionamento e ele não teve maturidade suficiente pra bancar até pq morava ainda com os pais. Enfim…independente da idade, é bom enquanto o prazer supera o desprazer..e ele com certeza foi uma pessoa importante pra mim naquele momento. O que ele sempre fala ( hj ele tá com 26 anos ) é que amadureceu muito convivendo comigo e eu com certeza aprendi muito convivendo com ele. Isso é o que importa. Eu acho.

  • Rosinha diz: 1 de novembro de 2011

    Pois é…não é complicado…mas é delicado.Eu não tenho preconceito…eu tenho 28 anos e pegaria sim um homem mais velho…mas não um mais novo.Tanto q nem olho nas festas pra gurizinhos…já procuro algo mais velho…mais homem!
    Minha irmã tem uma amiga…que tem 2 filhos..1 é adolescente e tem 17 anos.Eis q um domingo, ele disse q ia trazer a namorada pra almoçar.Então…chegou a uma mulher e uma criança…e segunda essa amiga da minha pensou…”achei q a guria tinha levado a mãe e a irma pra almoçar tbm”…eis q ele apresenta a mulher de 40 anos como namorada e a filha dela de 7 anos.Foi um horror…acabou com o almoço…a amiga da minha irmã teve uma crise…gritou…chamou a mulher de tudo e mais um pouco e a mulher foi embora!!Resumo…ele foi morar com a tia um tempo…mas depois acabou com o namoro e voltou pra ksa.
    Achei essa historia terrivel…ate pq ela é uma mulher bem descolada, bem aberta…mas não aceitou o namoro do filho com a mulher mais velha.
    A gente fala q aceita e tal…mas queria ver se fosse a mãe de algum de vcs com um garotão…será q teriamos a mesma opinião??Bjus…tô viciada nisso!!!

  • Paulo Fernando diz: 1 de novembro de 2011

    Sou a própria experiência no caso, tenho 51anos e minha mulher está com 36 anos, vivemos muito felizes, ela está grávida de 4 meses, não era mãe, eu já tenho dois filhos. Tudo é uma questão de amor, carinho e compreenção. Tenho certeza absoluta que encontrei meu grande amor,já estamos juntos a 5 anos.
    Abraços.

  • Diogo Rota diz: 1 de novembro de 2011

    Olá
    Tenho 29 anos e sou casado, e minha esposa é tem 39 anos, começamos a namorar quanto tinhas respectivamente 23 e 34 anos, e somos feliz, temos nossos desentendimentos normal de um casal. Tivemos sim que quebrar varias barreiras, principalmente familiar, mas hoje esta tudo certo e já temos um filho lindo.

  • Rodryguez diz: 1 de novembro de 2011

    Boa tarde a todos!!
    Com relação ao relacionamento com uma pessoa mais velha, é complicado, haja visto que se um dos dois tenham filhos e o outro não tem. Quando os filhos são pequenos é uma situação e quando crescem, se torna uma relação complicado devido a preocupação que este vai ter com inicio da puberdade, este amor acaba ficando em segundo plano. Acrescento este comentário devido a minha experiência própria

  • ESA diz: 1 de novembro de 2011

    VIVO A TREZE ANOS COM UMA MULHER MAIS VELHA DO QUE EU 12 ANOS.HOJE ESTOU COM 46 ANOS E ELA 58 E VIVO TODO ESTE TEMPO EM PLENO AMOR E FELICIDADE.
    UM ABRAÇO A TODOS , E ACREDITEM QUE PODE TER UM GRANDE AMOR COM UMA MULHER MAIS VELHA.

  • sandro diz: 1 de novembro de 2011

    Eu sou um homem de 40 anos e minha esposa tem 56, estamos casados a 12 anos e depois de tres casamentos, foi com ela que encontrei a felicidadehoje eu tenho minha casa propria, carro… , tudo fruto do nosso trabalho e uniao,ja passamos por preconceitos e olhares maldosos , mas nada disso nos abalou, quem tem que escolher oque e bom somos nos mesmos e nao opinioes de pessoas maldosas.

  • Noel diz: 1 de novembro de 2011

    Se está afim da pessoa tem que meter bronca e ver no que vai dar depois, acho valido sim, tenho preferência por mulheres mais velhas, acho-as muito elegantes e uma boa conversa e uma ótima companhia. Quando eu tinha 18 conheci uma de 32 que praticamente foi minha professora na arte do sexo, naquele momento rompi a barreira do menino e me tornei um homem.

  • Rilda diz: 1 de novembro de 2011

    Sou 22 anos vai velha que meu marido. faz 12 anos que estamos casados, e eu já tinha 03 filhos do casamentos anterior. Ele não quer filhos, então naõ temos problemas quanto a isso. Viajamos, temos muitos amigos, saimos para jantar e dançar. Eu vou fazer 53 anos agora em dezembro e, ele vai fazer 32 em março. Somos felizes e quanto ao futuro quem pode falar como vai ser.

  • eu diz: 1 de novembro de 2011

    tive um relacionamento com uma mulher 14 anos mais velha, hj tenho 25.
    o que posso lhes dizer é que foi uma experiência marcante, lembro com saudades do relacionamento.
    no meu caso ela era uma mulher resolvida, pessoalmente, financeiramente, e que sabe o que quer.
    nao tinha tempo ruim, na cama é uma fera, sabe o que quer, e sabe o que os homens gostam.
    Depois dela passei a enchergar com outros olhos as mulheres mais experientes, pra mim hj de nada adianta um corpinho sarado para quem não sabe usa-lo, a experiência conta e muito….

  • LUIS CARLOS MONTE diz: 1 de novembro de 2011

    Olha, eu tenho 46 anos e ate a pouco tempo namorava uma mulher de 25. Nos dávamos superbem, pois ela era muito madura. No sexo tambem, nào podiamos reclamar. Embora gostasse muito dela, terminamos um namoro de 3 anos por causa da distancia que nos separa, 1200km. Nao foi possivel continuar pq estava afundando financeiramente com passagens, tanto eu qunto ela. Acontece que temos bons empregos publicos em nossos estados, por isso nao podiamos abrir mao dos mesmos. Decidimos terminar numa boa e continuamos nos falando frequentemente, inclusive quendo passei por la da ultima vez, em agosto, saimos pra jantar edançar, como amigos, claro que rolou uma recaida, mas nao reatamos, ate pq estou saindo com outra mulher, 6 anos mais nova. Nao fosse a distancia, acho que estariamos juntos ainda. sua familia aceitava numa boa, sem peconceito de idade. Por isso acho uma besteira esse tipo de comentario. Porque se preocupar com o futuro se vivemos o presente, esse sim temos que aproveitar.

    \

  • Helena de Troia diz: 1 de novembro de 2011

    Acredito que, as vezes, nós mesmos temos preconceito não nos permitindo viver uma experiência dessas.
    Tenho 28 anos e sou interessada em um menino de 17. É, parece absurdo mas é verdade. Não sei o que acontece, mas ele mexe muito comigo, tenho muita vontade de ficar com ele, mesmo sabendo que estamos vivendo fases muito diferentes e que, provavelmente, será apenas um “lance”, que pode ser bem bacana, mas será um “lance”.
    Já me disseram que ele é interessado em mim, mas ele mesmo nunca me deixou isso claro. Acredito que seja complicado para ele, pois deve ter dúvidas de como eu reagirei diante das suas investidas, e eu poderia demonstrar que estou interessada, mas é aí que entra o preconceito de minha parte mesmo, pois fico pensando que será RIDÍCULO se os outros perceberem que estou “dando mole” para um guri. Além disso, fico com receio por ele ser menor, imaginem se os pais dele ficam sabendo?!!!
    Muitas vezes me questiono se esse interesse é normal ou se não estou “batendo muito bem da cabeça” hehehe, mas realmente ele foi o único cara mais novo que me interessou até hoje.
    Que situação!!! Estou deixando o tempo passar e tentando esquecer isso. Espero que passe!
    Abraços!

  • Felipe diz: 1 de novembro de 2011

    Bom pessoal, eu não vejo problema nenhum a respeito da idade, ninguém manda no coração, eu tenho 20 anos, minha 1ª namorada era mais velha do que eu. Naquela época eu tinha 16 e ela tinha 22 anos, o nosso namoro acabou uns 10 meses atras, por motivos que não vou contar, acho que foi o desgaste, não sei… mas acredito sim nesse amor…
    estou me envolvendo de novo com uma mulher mais velha, só que desta vez é só 2 anos de diferença, e problema de agora é que ela já tem um filho, venho com o pacote completo kkkkkkkkkkk (brincadeiras a parte), isso sim já nao sei se vou conseguir lidar. Mas não custa tentar….

  • Solteiro diz: 1 de novembro de 2011

    Bom,sem ler nenhum dos comentários acima,vou relatar oque acontece comigo há algum tempo.Há dois anos,eu tinha 27 anos,e namorei por algum tempo com uma “menina” de 40 anos,no sexo tudo de bom,os papos ótimos,saíamos juntos para todos os lugares,um relacionamento á dois ótimo,sem neuras,crises,só que as famílias foram contra desde o início,e infelizmente,ela não aguento a pressão da mãe dela e terminamos o relacionamento,eu adorava estar com ela,uma mulher super desencanada,não tinha medo de novidades,e sempre disposta para tudo,não só em matéria de sexo. Hoje tenho 29 anos,quase nos 30,e já namorei com meninas mais novas e da mesma idade desde lá,mas há uns 2 meses,conheci outra “menina” de 42 anos,lindissima,bota no chinelo muita menina de 18.E ainda digo mais,o tesão delas é diferente,é melhor.Não sei ainda a opinião dos que leêm o blog,mas no meu ponto de vista o relacionamento com mulheres mais velhas é melhor doque com as mais novas,mas essa é minha opinião.

  • Tatiana diz: 1 de novembro de 2011

    Boa noite,
    O assunto me causa muita curiosidade, até um tempo atras tinha preconceito, para falar a verdade ainda me questiono se tenho ou não. A maioria dos posts fala no futuro, um ficando muito mais velho do que o outro e na maioria das vezes o mais jovem se arrependendo..Acho saudável em um relacionamento pensar no futuro desde que no presente ambos tenham o mesmo objetivo, caso contrario melhor nem começar(filhos, casamento). Tenho 37 anos, aos 20 conheci meu marido, 10 anos mais velho. Vivemos muito felizes 13 anos até sua súbita morte. Aprendi que nem tudo é previsível, imaginava nossa velhice juntos, provavelmente eu cuidando dele…Enfim…Não aparento a idade que tenho e das poucas vezes que saio sou sempre abordada por caras mais novos, muitos parecem bem legais mas acabo sempre mentindo o meu telefone, as vezes até o nome. Preconceito sim!!! Depois de ler tantas historias legais juro que vou dormir tentando mudar de ideia. Parabéns a todos que enfrentaram preconceitos e são felizes!!!

  • Giovani Mattia diz: 2 de novembro de 2011

    Olá!

    Tenho 37 anos e minha esposa 51. Vivemos juntos há 10 anos e está tudo na mais perfeita ordem. Ela não pôde ter filhos e eu, embora desejasse ter filhos, resolvi “criar” os sobrinhos e sobrinhas. Esta decisão de se relacionar com alguém que possua considerável diferença de idade é muito pessoal. Na minha família muitos eram contra o meu relacionamento, porém segui meu caminho sob meu interesse e me considero feliz. Ela está muito feliz e está adorando, pois o que importa é a satisfação em estar ao lado de quem se deseja ou ama.
    Um detalhe muito importante: é indispensável refletir a respeito antes de assumir o relacionamento, porque o arrependimento será pior do que uma angústia para ambos.

    Obs: Não me arrependo e não me falta nada!

  • marcelo de oliveira dorneles diz: 2 de novembro de 2011

    Estou enfrentando esse grande dilema que mistura preconceito e futuro.
    Tenho 47 anos e estou amando uma de 14 anos.
    É um caso surreal, mas quem pode determinar que o amor é real?
    Sei que estamos em diferentes tempos… Tempo que não se consegue diluir.
    Nossa relação é proibida e hoje sofro grandemente por ter que me afastar desse grande amor. Considero ela o grande amor da minha vida.
    Terei que encontrar forças sobre humanas para esquecê-la.
    Tenho que clamar á Deus por me dar suporte para enfrentar esse grande dilema em minha vida. Quem ama sabe o quão difícil é esse momento.

  • Coronel diz: 2 de novembro de 2011

    Menina nova é muito bom mas mete medo
    Não tem segredo e vive falando à toa
    Eu só confio em mulher com mais de trinta
    Sendo distinta a gente erra ela perdoa,
    Para o capricho pode ser de qualquer raça
    Ser africana, italiana ou alemoa,
    Não interessa se ela é coroa
    Panela velha é que faz comida boa

  • rafael pacheco diz: 2 de novembro de 2011

    Tenho 28 anos, e tenho uma namorada no momento de 36. Namoramos a 7 meses. Temos uma ótima relação, evidente que pensamos nos paradigmas da idade, mas se formos ficar refém disso, abriremos mão da nossa felicidade.

  • Carol diz: 2 de novembro de 2011

    Marcelo Oliveira!
    Tu é u pedófilo! Estão falando de diferença entre maiores de idade!
    Toma vergonha na cara!

  • ROBERTA V diz: 2 de novembro de 2011

    EXISTE IDADE CRONOLOGICA E MENTAL …. NÃO VEJO NADA DEMAIS TENHO 39 E AAINDA ACREDITO QUE TENHO 29 KAKAKA .
    QUANTO AO SENHOR DE 47 APAIXONADO POR UMA MENINA DE 14 ?! FALA SERIO !!!!!!!! ISSO SIM É CASO PARA TRATAMENTO. ALEM DE SER CORRUPÇÃO DE MENORES E QUIÇA PEDOFILIA. MEU AMIGO CONSULTE UM PSIQUIATRA OK! BOM FERIADO

  • Amélie diz: 2 de novembro de 2011

    Tenho 28 anos e namorei por quase um ano um rapaz 7 anos mais novo do que. No começo não via as diferenças, afinal de contas estavámos na fase da empolgação de começo de namoro e as diferenças eram quase imperceptíveis.

    Fisicamente essa diferença não aparentava, mas mesmo assim ficava receosa quando saíamos juntos, a impressão que tinha é que todos sabiam que eu era mais velha, e por mais infantil que pareça eu sempre ficava com a sensação de que as pessoas achavam que eu estava abusando dele. Acho que não tinha a maturidade e o despreendimento que tenho hoje em relação a esse assunto.

    E com o passar do tempo as diferenças foram aparecendo e ambos não conseguimos lidar com estas.

    Quando começamos a namorar eu já tinha terminado a faculdade, tinha uma vida financeira estável, apartamento e carro próprio; e ele estava apenas começando, récem tinha ingressado na carreira militar e não tinha muitas perspectivas.

    Com o passar do tempo nossos gostos totalmente opostos começaram a criar atritos no relacionamento, e com o passar do tempo isso ia ficando cada vez mais evidente e até que chegou num momento em que eu me percebi que essas diferenças não eram apenas uma questão de preferências, e isso de maturidade.

    Por fim, me dei conta de que não tinha um namorado, e sim um quase “filho”…

    Acho que relacionamento entre pessoas com idades muito diferentes pode sim dar certo, mas precisa ter bastante maturidade para conseguir driblar as diferenças, que queira ou não vão existir.

  • João Tchê! diz: 3 de novembro de 2011

    Marcelo oliveira…

    Não coloca Deus no meio disso…

    Procura um psiquiatra, algo do tipo. Isso é loucura, tu teve a idade dela ainda nos anos 70!

    Acorda! Isso é crime!

    Não entendo muito de Leis, mas se tu é maior e ela é menor, tendo mais de 3 anos de diferença, é crime!

    Se tu tivesse 18 e ela 15, tudo bem, mas não são 3 anos, são 3 décadas!

    Deixa a guria viver!

    Não faça ela perder 3 décadas de vida!

    João Tchê!

  • Luiz diz: 3 de novembro de 2011

    Bom dia cuecas e calcinhas de plantão. Tenho 27 anos e há 3 sou casado. Quando tive meus 17 anos me relacionei com uma mulher mais velha, na época ela tinha 36 anos e era casada. Fiquei anos sem encontra-la e justamente no final de setembro nos encontramos na balada.. minha esposa sabe que eu tive este relacionamento mas nem sonha que ela estava nesta balada e qual era esta mulher… ela me secava e eu secava ela, discretamente… quando fui ao banheiro ela jogou o numero do telefone dela pra mim e disse que era pra eu retornar.. fiquei pensando e acabei caindo na tentação… pois realmente ela é maravilhosa… corpo todo malhado, bunda empinada e silicone na medida! Liguei e marcamos o encontro direto ao motel.. passei as melhores tres horas dos ultimos anos… amo a minha esposa de paixão.. mas isso não sai da minha cabeça e agora, o que devo fazer, ligo ou não ligo denovo pra senhora delícia? ela ainda continua casada e seu marido é totalmente liberal!

  • Carol diz: 3 de novembro de 2011

    Olá! Eu vivo uma situação parecida: meu marido tem 21 e eu vou fazer 31. Nunca sofremos nenhum preconceito, talvez no início por parte de minha família, mas nada mais. Acredito que isto se deva ao fato de que não aparentamos nossas idades. As pessoas, na verdade, acreditam que ele é mais velho que eu, pois sempre tive cara de menininha e ele é um baita homem, kkkk. No início fiquei um pouco insegura, mas hoje não. Hoje, após 2 anos de união, estamos muito felizes juntos e pensando nos filhos que virão, que ele sempre quis e me fez querer também.

  • Virginia diz: 9 de novembro de 2011

    Tenho 44 anos, sempre gostei de homens mais velhos. Mas o destino me presenteou com um namorado 19 anos mais novo que eu. Ele tem 25. Trabalhamos no mesmo local e por 5 meses ele ficou me observando e, de repente, se apaixonou. Ele fez tudo para me conquistar. EU sempre relutei… Nosso nivel cultural é muito diferente. Depois deste tempo, decidi dar a a nós dois uma chance. Hoje estamos morando juntos e nem a barreira social, de idade ou intelectual fizeram grandes diferenças. Nos respeitamos muito. Percebo em todos os gestos dele a vontade de querer ficar comigo. A forma quando ele ma abraça ao dormir. ELe faz questão de andar grudado comigo na rua, me apresentou a família imediatamente, diz para todos que eu sou a sua mulher. Me ajuda em casa, me dá grande parte do salário para ajudar nas despesas da minha casa. COisas que muito homem mais velho não fez por mim.
    QUer adotar filhos, ou entao diz abrir mão deles se eu não quiser mais ter filhos. Ele me contou o seu passado e disse que namorou muito. Eu fiquei impressionada com a quantidade. MAs que no fundo não acreditava que um dia existisse uma mulher como eu. E , agora que encontrou não me troca por nenhuma pois eu o aceito, o ajudo, incentivo, dou carinho, amor, não brigo, mas também não facilito as coisas para ele. E ele disse que ficou encantado. Nossa vida sexual é maravilhosa. Entrego todos os dias este relacionamento nas mãos de Deus e ele me confirma em todos os nossos pequenos gestos.
    AS pessoas na rua nos olham atravessado, pois nos beijamos, nos acariciamos…mas ele nem dá atenção a isso…todos os dias acorda e diz o quando estou mais bonita.

    Ele além de tudo é muito lindo…do tipo que qualquer menina se apaixonaria.
    Nem eu memso poderiaimaginar um relacionamento mais perfeito. Mas eu esperei em Deus e ele me deu este presente.
    VOu cuidar dele com todo carinho.

    É possível, podem acreditar….

  • Fernanda diz: 9 de novembro de 2011

    EXPERIÊNCIA PRÓPRIA! Eu e meu namorado temos 11 anos de diferença e sempre deu tudo certo, aliás, acho que é de família, meus pais tem 12 e meus avos 14 anos de diferença. Amor não tem idade, felizmente hoje em dia as pessoas se baseiam no caráter das pessoas e não na idade.

  • Cristina H diz: 12 de novembro de 2011

    Vivo esta experiência ,de nove anos de diferença, e me pego sim percebendo alguns olhares preconceituosos. Muitas vezes me constrangi, mas é como foi dito: estamos super felizes há dois anos, passamos por experiências negativas e trazemos o bom senso para nosso relacionamento. Se durará pra sempre? Não sei. Mas hoje está ótimo, temos repeito um pelo outro e cheios de tesão. Então por que me preocuparei com o que os OUTROS, que em nada influenciam a minha vida, pensam a respeito?

    Em tempo: Sou uma girafa assumida!

    (*girafa = gosta de comer broto)

Envie seu Comentário