Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Por mais que as mulheres sejam ativas sexualmente, ainda têm o recato e o medo de nossas avós

09 de novembro de 2011 55

Foto: sxc.hu

Confesso que achei estranha a pesquisa americana da organização HealthyWomen que afirma que as mulheres não dão prioridade ao sexo em suas vidas. Talvez eu não entenda nada sobre mulheres, talvez enxergue coisas onde não existem. Perceba fatos que um clique em um computador não seja capaz de fazer (se você não clicou no link acima, saiba: a pesquisa foi feita online). Porque as mulheres que eu conheço — e que estão sempre por aqui no Samba-Canção — exalam sexo.

Recaptulando: 51 em 100 mulheres acreditam que se envolver em atividade sexual algumas vezes por semana seja considerado sexualmente saudável. Mas apenas 30 destas 100 se envolvem em atividade sexual neste nível. Até aí, tudo bem. Podem estar se guardando ou selecionando melhor o parceiro, daí não encontram e vão para casa ou apelam para a masturbação ou para algum brinquedinho. Ou vão dormir, mesmo.

Mas pasme: 66 mulheres  em 100 transa uma vez por semana — ou menos. Vamos levar em conta que são mais ou menos 48 semanas no ano (estou usando quatro semanas por mês, ok?), logo, essas mulheres transam 48 vezes (ou menos) no ano. Ou seja: 13% dos 365 dias, meu amigo, de janeiro a dezembro! Loucura!

Claro que vou perguntar a teoria de vocês, mas a minha é a seguinte: por mais que as mulheres sejam ativas sexualmente, gostem de sexo e queiram transar muito, mas muito mesmo, ainda têm o recato e o medo de nossas avós para falar sobre o tema.

Talvez tenham medo da repercussão, do dedo acusador da sociedade e que aponta chamando-as de todos os palavrões esdrúxulos e conceitos para lá de ultrapassados — homem que come todo mundo é garanhão, mulher que dá para todo mundo é uma vagabunda. Estejam mais preocupadas com “o que os outros vão pensar se eu fizer isso” do que com o “hoje você vai me dar prazer para eu nunca mais me esquecer dessa noite”. Enfim, para não ser repetitivo, apenas colocarei aqui o link para o post da segunda-feira.

Agora está com vocês: por que, samba-cancioneiro, a mulher está transando por obrigação, e não por prazer?

Comentários (55)

  • Sheyla Amaral diz: 9 de novembro de 2011

    Pois, então chega onde eu sempre parei: quem são as parceiras que todos os homens que dizem transar 365 dias por ano, estão?? Pela lógica, seriam as mesmas! No entanto, em qualquer pesquisa, existe uma margem de erro, que nesse caso, foi muito bem explicada pelo colunista, a preocupação com o que vão pensar de nós. O que acaba com as mulheres é esse nosso preconceito cheio de naftalina.

  • Monica diz: 9 de novembro de 2011

    As coisas estão mudando para as mulheres, mas infelizmente ainda há muito o que ser transformado e ainda existem homens/mulheres machistas!Sempre acreditei que ninguém pode julgar meu comportamento (especialmente o sexual ^^) pois a vida é minha, e as responsabilidades serão minhas e de mais ninguém!

    sexo >>> all

  • Rolim diz: 9 de novembro de 2011

    Leio sempre que posso o blog e nesse tempo percebo que as mulheres, que aqui comentam, manifestam abertamente seus ensaios e desejos contudo, trazendo um pouco para realidade do dia-a-dia, acredito que ainda exista algumas inibições no que diz respeito a efetiva aplicação dessas vontades, claro que não estou generalizando a situação, seria burro se assim o fizesse mas concordo em parte com o que finaliza o texto, ainda existe alguns dogmas a serem quebrados, uma coisa é você expressar com liberdade o que gosta e como gosta num texto outro é na hora do rala e rola pegar a mão do parceiro/parceira e colocar onde você quer,sem sentir receio de como vêm a resposta ou como ela/ela vai encarar aquilo.

    Abraços

  • MANU diz: 9 de novembro de 2011

    Ontem li todos os comentarios do post e vou ser bem sincera achei muitos exagerados, mulheres dizendo que chegam em casa e quase matam o seu marido e homens dizendo que no maximo 48h sem sexo do contrario quase morrem, olha sou uma pessoa que tenho a vida sexual ativa, por semana umas 3x as vezes mais depende da semana, mas é raro menos que isso e nem por isso saiu desesperada matando cachorro a grito, o que quero dizer é que uma pessoa que passa mais de 12h na rua trabalhando cheio(a) de responsabilidades onde a cabeça não para 1 min se quer, consiga ser tão desesperado(a) por sexo, além do que temos vida social e nas horas vagas não ficamos só dentro de casa transando, acho que tem que ser feito com vontade com prazer não por obrigação só pra mostrar pros outros que transa x vezes por semana, acho que algumas mulheres transam sem vontade sim, e é a grande maioria e o que vejo na realidade são as pessoas sempre se queixando que transam pouco bem ao contrario da grande maioria esmagadora dos comentarios de ontem, um relacionamento é feito de sexo sim, mas também de muitas outras coisas que se completam, tem homem que reclama da mulher mas vcs ja pararam pra pensar se vcs fazem um carinho, um elogio, se tratam a mulher no dia a dia bem para que na hora h ela esteja afim? E tem mulheres que não sei pq casam, nossa é tanta frescura pra transar que da até pena, helllo mulherada homem tem necessidades tb se liguem, e esse negocio de qualquer rodinha de amigos sair falando das suas intimidades tb não acho legal é por isso que se chama intimidade do contrario o nome seria outro tipo “aberto ao publico”, falar sobre o assunto é legal mas tudo tem limite tem gente que escancara sua vida sexual aos quatro ventos acho isso ridiculo, os nossos problemas temos é que resolver dentro de casa se ta tão ruim da um jeito ou parte pra outra, a vida é feita de escolhas não de lamentações.

  • tay diz: 9 de novembro de 2011

    Acho que a frase “homem que come todo mundo é garanhão, mulher que dá para todo mundo é uma vagabunda” explica tudo, as mulheres ainda tem medo do que os “outros” vão falar delas, de serem apontadas na rua… Mas acho que isso ta mudando, tomara….

    Bjo e bom dia à todos!!!!!

  • R_poa diz: 9 de novembro de 2011

    Já transei com caras que conheci na noite da balada, acredito que isso seja uma forma de transar por obrigação, na empolgação do momento.

  • Gabriela diz: 9 de novembro de 2011

    Eu acho que o problema as vezes não é ter o pensamento da vovózinha, mas muitas responsabilidades: trabalho – é muito exigida e quer mostrar que pode fazer o mesmo que muito marmanjo, estudos – pq em q alguns casos não é tão valorizada, daí tem que se especializar, casa – pq como muito dizem: é coisa de mulher (ridículo), família – arrumar as crianças, levar pra escola e ainda tem o maridão, né? Daí tem que achar uma horinha pra ir pro salão, ficar bonitona, comprar uma lingerie bacana pra surpreender o bofe, pq todo homem quer que a mulher surpreenda, pq se não fica entediado e vai atrás da amiga prosti casada que apareceu aqui no Samba canção esses tempos.

    Acho que o problema das mulheres hoje em dia é que elas não estão conseguindo dar conta de tudo. Chega no fim do dia, estão tão cansadas que só querem dormir. Eu sei porque eu mesma às vezes quero só dormir. Adoro sexo, sempre que dá pra fazer não penso duas vezes, mas tem dias que só pra não desapontar o “bem” eu entrego o corpo e eras isso… como eu digo, mulher tem só uma cabeça, e ela serve pra tudo. Chega no fim do dia, com todas as preocupações, as mulheres estão esquecendo dessa coisa maravilhosa. Não deveria acontecer mas acontece….

    Beijão samba-cancioneiros!

  • Anna diz: 9 de novembro de 2011

    Bom dia!
    Preconceito, recato, receio de opiniões e julgamentos….Concordo!Mas convenhamos né, a mulher pela sua natureza valoriza muito o “momento sexo”. Não digo todas, mas a maioria das mulheres curtem o trato, o clima a forma como as coisas fluem e isso depende muito “deles”. Para nós mulheres ou, pelo menos na minha opinião, não é assim chegar e “dar” ….Tem de ser bem feito, bem sentido em todos os sentidos para que qualquer julgamento ou crítica venha a valer a pena!hehehe

  • Karol diz: 9 de novembro de 2011

    Antes mesmo de padrões morais, machismo e bla bla bla..existe uma coisa importante que faz com que uma mulher seja desinibida com o parceiro: Ter auto estima =)

  • Rosana Peres diz: 9 de novembro de 2011

    As mulheres que entram aqui e comentam são excessão. No dia a dia as mulheres são exatamente assim. E digo mais, a maioria faz sexo por obrigação mesmo. pq o maridão insiste e ela não quer perdê-lo. A maioria ainda não descobriu o qto é maravilhoso dar e receber prazer. Muitas casam cedo e qdo chegam na flor da idade de conhecimento do corpo e principalmente de aceitação (depois dos 30) já estão num relacionamento falido. Aquelas que se dão conta disso e buscam a sua felicidade investem no relacionamento e melhora muito com o parceiro, muitas simplesmente saem do relacionamento. Pq os homens falam que gostam disso e daquilo mas a maioria dos casados são acomodados demais. Claro que como falei anteriomente o pessoal aqui tá em vantagem pq tá discutindo o assunto, compartilhando informações. A maioria nem isso faz.

  • Junior diz: 9 de novembro de 2011

    Bom dia a todos, este é meu primeiro post, olho todos os dias e gosto dos comentários e das postagens. Vejo que a maioria expressa tudo aquilo que falar aqui, as vezes alguns acham que aqui é uma sala de encontros. Sobre o post e sobre \”homem que come todo mundo é garanhão, mulher que dá para todo mundo é uma vagabunda\” concordo plenamente com todos, pois no mundo em que vivemos hoje se cada um varresse sua calçada a rua estaria limpa e contudo o mundo seria melhor sem machismo das duas partes. A mulher em si tem que se valorizar e ser valorizada pelo seu porte e sua importância, se cada um for pensar antes de fazer algo não fará! Hoje a vida é decidida a cada passo e a cada instante, temos que fazer aquilo que gostamos e queremos fazer sem que os outros opinem ou comentem. Hoje tenho na minha cabeça “DEUS DEU UMA VIDA PARA CADA UM DE NÓS, SE CADA UM CUIDASSE DA SUA…TUDO SERIA DIFERENTE” Tenho 23 anos, tenho uma filha e hoje estou morando novamente com minha ex (mãe da minha filha, voltamos a pouco tempo) e hoje valorizo ela como nunca valorizei na vida, e sempre dizia a ela “pense sempre em vc e não te preocupa com o que outros vão falar)” faça o que tem que ser feito e foda-se o resto.

  • Rodrigo diz: 9 de novembro de 2011

    Olá gurias, a verdade é a seguinte:
    Mulher só faz sexo por obrigação por que não é bem tratada pelo seu parceiro.
    Por que ele não lhe da motivos pra ter prazer na cama.
    Eu, por exemplo, trato muitissimo bem minha namorada, e segundo ela, ela faz sexo comigo com todo o prazer possivel. Esse é o segredo para as mulheres fazerem sexo com prazer e não por abrigação.
    Guris q estão lendo isso(e gurias mostrem aos seus namorados/maridos)faça com a sua praceira tenha vontade de transar contigo sendo gentil,carinhoso,amavel,atensioso,etc..

    Sendo uma pessoa assimsua parceira se sentira muito mais atraida por ti e com toda a certeza ela sentira prazer ao transar contigo.
    Essa é a minha dica. ;P
    E parabens pelo blog!!

  • Bananinha diz: 9 de novembro de 2011

    Oii,Bom dia!!!
    Bom eu concordo com a manu, pq como diz minha mamãe…
    “que mulher é que nem fogão a lenha, se não por não tem fogo” kkk
    eu acredito que as mulhes não tem tanta vontade ou fazem por obrigação que não é meu caso kkk
    porque muitas se submetem a capricho dos homens por medo de ser traidas…
    mais eu acho q não adianta muito pq se vc não ta com vontade não faz bem feito e será tudo mecânico , que não valerá a pena pq ele pode até gozar mais será mais uma alivio do que um hiper praze,r com vontade tudo muda pega fogo!!!
    Bom eu acho que se´mulheres ando dando sem vontade pq não a dialogo acho que com boa conversa tudo se muda.
    pra mim seria assim…
    SOU UMA MESA FARTA ,VC PODE SE SERVIR…kkk
    então ta fica a dica ,bjus e até!!!

  • Carlitos.. diz: 9 de novembro de 2011

    Bom dia a todos.
    Eu percebo que para algumas mulheres que se guardam ou resguardam,
    tem receio e coisa e tal, tem um motivo no minimo plausivel para
    não desfrutar de uma das melhores coisas da vida.
    Uma insegurança, ou desconfialsa sei la.
    Do contrario seria a maior idiotisse do mundo.
    Abraços.
    Acompanho vcs td dia.

  • Tiago diz: 9 de novembro de 2011

    Esta pesquisa mostra um fato muito relevante:

    Junto com todas as justas conquistas femininas em um mundo muito voltado ao hedonismo masculino, um problema segue a ser grande motivador de pesquisas como essa, a HIPOCRISIA.

    Pessoas nao precisam ser recatadas, polidas, rigidas, ou até mesmo “sem sal”, para poderem impor um senso de respeito aos demais. Nao é pq uma pessoa se mostra carinhosa a outra q vai ser alguém “facinho”, por exemplo.

    O mesmo vale na hora do sexo, ao mesmo tempo q alguns homens gostam de cantar de galo dizendo q transam todos os dias, algumas mulheres quando resolvem encher o peito, caem no erro de achar q tem q ser igual ao homem, escancarando um tipo de pensamento q muitas vezes nao expressa a realidade!

    Homens e mulheres pensam de forma distinta, mas ambos gostam de sexo com intensidade, nao ha mais o estigma de sexo como algo “errado”, porém muitas vezes as pessoas querem forçar a barra tentando se mostrar mais do que realmente sao.

    Portanto falta simplesmente liberdade pra se expressar como quiser! Ou a pessoa se fecha e guarda seus desejos e libidos, assim como suas amarguras, se tornando assim uma pessoa vista as vezes como “nao interessante”, ou resolve jogar tudo aos 4 ventos, muitas vezes mentindo ou aumentando muito a realidade, “cantando de galo”… o q se ve atualmente em ambos os sexos.

    O fato de tanta gente expressar ou nao de forma erronea suas vidas nos leva a ver q nossa maneira de socializar é sim muito hipocrita! Onde pensamos nos outros antes de pensar em nos mesmos.

    Antes de pensar no dedo acusador, deve-se pensar no q te faz feliz ou nao, a sua vida é sua, gente q vai te julgar existe em todo o lugar, as vezes até mesmo pessoas q merecem a sua confiança, o q isso muda realmente na sua vida? Dependendo de vc mesmo, nada! Uma pessoa nao é menos amiga sua por pensar de forma diferente de vc, contanto q ela respeite seu modo de ver o mundo.

    So existira uma real mudança quando houver uma abertura de olhos para o fato de q as pessoas merecem respeito por pensarem diferente das outras. Principalmente a respeito de sexo, hipocrisia é a doença mais destrutiva para nossa vida sexual.

    Portanto antes de usar frases como “homem que come todo mundo é garanhão, mulher que dá para todo mundo é uma vagabunda”, de a este homem ou a esta mulher o direito de ser assim, se assim ambos querem… Afinal, penso q uma vagabunda assumida merece muito mais respeito do q uma puritaninha mentirosa.

  • guria diz: 9 de novembro de 2011

    Concorco com a Gabriela e com a Rosana Peres.

    Também acho que nós mulheres nos cobramos muito. Pra dar conta de tudo e ser a melhor em tudo. Porque é preciso ser a melhor no trabalho, a melhor mãe, a melhor dona de casa, a melhor esposa e nessa inclui a melhor na cama tbm porque senão corre-se riscos sim, e aí entra a “obrigação”. Por isso concordo com a pesquisa, acredito sim que muitas mulheres façam assim, não é o melhor mas acontece, cobranças deles e nossas tbm.

  • Tatá diz: 9 de novembro de 2011

    Não acho que a pesquisa tenha dado esse resultado pq as mulheres têm medo de expor sua vida sexual por recato, pois como foi dito, a pesquisa foi feita pela internet, o que garante o anonimato… Concordo com a Sheyla Amaral, tem alguma errada: os homens diz que fazem todos os dias e, as mulheres, 1 vez por semana! Ou seja, tem algo errado nessa matemática! Eu não sei como é a vida íntima dos outros, mas acredito que no dia-a-dia, com trabalho, tarefas domésticas e tudo mais, as pessoas acabam diminuindo o número de relações sexuais, isso é normal, mas os homens gostam de “propagandear” que é todos os dias… Talvez a pesquisa com as mulheres tenha sido mais realista!

  • Laura diz: 9 de novembro de 2011

    Não acho muito fora da casinha a pesquisa não. Bem.. pra começar estamos falando em mulheres no EUA, não são brasileiras..
    A maioria das minhas amigas qualquer coisa que a tire do eixo já perdem a libido. E os homens não as grandes vítimas da falta de vontade das mulheres, todos somos afetados pelo estresse do dia a dia.
    Tenho uma amiga que depois que descobriu que transava dormindo, nunca mais se preocupou em nem saber se andava transando ou não, pelo menos o marido não reclama mais.
    Eu pessoalmente me esforço pra não deixar essas coisas me afetarem, esse é um tempo pra curtir e esquecer o mundo lá fora, mas não é fácil não, as vezes começo mesmo sem vontade. (Mesmo porque se dependesse de uma vida tranqüila pra transar eu vivia seca!!!)
    Essa amostragem que vocês tem no blog é meio exagerada, talvez porque o seu publico seja mesmo mais caliente, talvez seja mais “exagerado”.
    Não me acho fresca no sexo, mas também estou longe de conseguir ser tão despachada na cama como de falando sobre o assunto, ainda mais escondida atrás de um computador.

  • Claudia diz: 9 de novembro de 2011

    Se eu pudesse faria todas as noites/dias. Mas as vezes não estou com o namorado, as vezes o cansaço fala mais alto. Mas nesses casos, sempre vou dormir frustrada. Parece que ficou faltando algo para o dia ter sido completo. Mas ja tive sim fases na vida em que eu não tinha a menor vontade. Nada, zero. Podem me chamar de exagerada, mas hoje em dia não sei viver sem. Tem dias que é mais gostoso, tem dias que deixa a desejar. Mas acho que não fazer é pior. Adoro.

  • Joca diz: 9 de novembro de 2011

    Impressionado com o tamanho dos comentários!!!
    Seguinte, sou homem e digo que a vida de sexo todo dia hoje é pra poucos.
    Com trabalho, filho, trânsito do caralho, vida de estudante eterno, etc, não há quem aguente e tenha tempo/vontade/ocasião.
    Acho que a média lá por casa tá em 2x por semana, mas muito bem feito.
    Se as mulheres são da época das avós, os homens ainda estão domando o gado.
    E tem outra: homem é muito burro, pega a mulher pra contar pra alguém. Tem que fazer, bem feito, e guardar pra si. As melhores transas da minha vida só eu e ela sabemos que aconteceram, a não ser que ela tenha contado, kkkk.
    Parabéns pelo blog, pena que vicia, kkk.

  • Daniel diz: 9 de novembro de 2011

    O clímax do prazer na maioria dos homens se concentra na possibilidade de gozar depois de ter “segurado” o maior tempo possível, para aproveitar melhor a sensação. Esse momento é concretizado através da ejaculação. Ocorre que na mulher esse “ponto”, “esse momento”, me parece que, mesmo diante de tantas teorias, ainda não está bem definido, ou seja, elas acabam transando sem na verdade buscar atingir um objetivo específico como no caso do homem, talvez até mesmo por falta de existir algo que concretize esse momento na realidade, ou seja, externamente.

  • Liliane diz: 9 de novembro de 2011

    Concordo com o Joca. Amo demais, sinto tesão por meu marido, o sexo com ele é fenomenal, é uma lua de mel, mesmo casados já há dez anos. Mas tem dias gente, que o cansaço, stress, trânsito, derrubam qualquer um. Vale muito mais a qualidade do que a quantidade. Pelo que ouço e com quem convivo, acho que a pesquisa está certa. As mulheres preferem shopping a sexo.

  • Goiabinha diz: 9 de novembro de 2011

    Não considero a masturbação um “apelo”. É uma prática prazeirosa e independente da frequência sexual. As mulheres precisam ser melhores compreendidas pelos homens e, ao mesmo tempo, se entregarem mais aos prazeres da vida e sem culpa.

  • Jhonatan diz: 9 de novembro de 2011

    Ah pessoal que isso… A única mulher que faz sexo por obrigação é a interesseira, eu amo uma pessoa e ela também me ama muito e sempre que estamos junto sai sexo, pelo fato de estar em um momento nosso, de sentir o corpo, não porque estou bem fisicamente ou psicologicamente e vice versa, até porque sexo não é força, sexo é amor. Claro que existe o dia em que estamos com “problemas” mais se não for dividir com sua conjugue com quem sera ? e quem sabe o amor não pode te fazer relaxar. e os homens também tem que entender suas mulheres e sem precisar pergunta nada tem que conhecer seu amor, quem sabe ela(e) não esta bem para o sexo mais claro que vai adorar um carinho, um abraço, um chamego, uma massagem, quem sabe este é o caminho para o ato. O dia que minha noiva fazer sexo por obrigação vou pedir que termine o relacionamento pois este é o sinal que o amor acabou !!!

    Abraços !!!

  • Gabi diz: 9 de novembro de 2011

    Então, pra mim a resposta está na própria matéria: o dia tem só 24h, a semana tem só sete dias. Sexo é bom, mas existem outras coisas na vida. Aí entra aquela história de priorizar qualidade, em vez de quantidade. Uma bem, mas BEM dada uma vez por semana, vale mais do que sete rapidinhas, pensando no trabalho, no chefe fdp, em acabar logo porque amanhã tem que acordar cedo… Acho que a questão é o oposto do recato: as mulheres não estão querendo fazer porque a moral obriga a dar prazer pros seus homens, elas querem fazer no momento e com a qualidade que merecem.

  • Aline diz: 9 de novembro de 2011

    No meu caso, que sou não tenho namorado e tenho 24 anos, acho que a média do ano vai ser por aí, mesmo! E olha que gosto bastante da coisa, hehehe! É o seguinte, não transo com qualquer cara, não. Pra rolar sexo com uma pessoa que eu mal conheço, no mínimo tem que ter uma atração louca, e não é com qualquer peguete de balada que acontece isso. E outra, sendo beeeem sincera ainda, morro de medo de pegar uma DST, por mais que camisinha previna, por exemplo sexo oral é quase impossível de fazer com camisinha, e transmite doença, então não acho legal mesmo transar com um monte de gente, nem é por moralismo, é questão de preservação da saúde. Se não houvessem as DST’s acho que eu seria bem mais saidinha nesse sentido, odeio aquele sexo em que a gente nem pode sentir certos gostos, pq mal conhece a pessoa.. se conhecendo já tá complicado, imagina sem conhecer.

  • Babi diz: 9 de novembro de 2011

    Imagino que tenha alguns dos entraves das gerações anteriores acerca da sexualidade, mas acima disso acredito no valor que cada pessoa dá aos momentos de prazer que troca com outra.
    Penso que sexo bom não precisa ser diário, precisa ser completo.
    Nada como se envolver, conhecer e gostar do próprio corpo, mostrar como ele reage e ter experiências completas com alguém que valorize a si e a você em igual proporção.
    Pago o preço em quantidade (afinal sou solteira…), mas acho um tributo bem razoável a se pagar por momentos intensos e não sinto falta nenhuma das vezes em que fiz sexo pelo sexo, parafraseando uma amiga, só pra “desobstruir o encanamento”, sempre saia com a sensaçao de que poderia ter sido melhor…frustrante.

  • NEGONELSU diz: 9 de novembro de 2011

    ESSA PESQUISA TEVE PARTICIPAÇÃO DAS “PROFISSIONAIS”?

  • Jiana diz: 9 de novembro de 2011

    Bom, pra começar, existe uma grande diferença cultural entre as mulheres gaúchas, o restante das brasileiras, e as americanas e européias.
    Então realmente acho que essa pesquisa não nos representa.
    Agora, quanto ao sexo, realmente tem muita gente ainda parada no tempo da bisavó, mas não são maioria não. Gente! Tanto homens quanto mulheres.

  • Natalia diz: 9 de novembro de 2011

    Inicialmente a pesquisa não foi realizada no Brasil, então não serve de parametros pra nós… Tem q se levar em conta a faixa de idade dessas mulheres e o nivel social…
    Pois eu acredito q isso influencie mtu… A vida sexual da minha mãe (46 anos) é diferente da minha (22 anos), os paradigmas, as ideias, a criação…

    E eu realmente acho mtu dificil uma mulher não gostar de sexo, ou fazer isso por obrigação… EU JAMAIS faria se num tivesse com vontade.. As vezes é verdade to cansada, mas é só começar q vai tudo embora…Se tinha alguma coisa doendo até para de doer…

    Vi pessoas comentando q o dia tem só 24h, uma semana tem só 7 dias e q se tem mais coisas pra fazer, eu concordo, sempre tenho milhões de coisas pra fazer… Mas SEMPRE se arruma tempo pra fazer aquilo q se gosta… se eu levanto meia hora antes todos os dias só pra me arrumar, pq num posso ir dormir 1 hra mais tarde pra desfrutar de momentos tão bons??

    Ficaria dias sem dormir por momentos prazeros…

  • Inara diz: 9 de novembro de 2011

    Acho q a maioria das mulheres ainda estão presas em conceitos e pré-conceitos ultrapassados, ainda essa semana falando com algumas amigas fiquei impressionada como o comentário de uma delas: ” se eu fizer isso vão me chamar de vagabunda”, paga minhas contas então! Fico revoltada com esse comportamento que perpetua um conceito machista de sociedade que reprime a mulher, incoscientemente muitas vezes, e a priva de viver intensamente sua sexualidade, de se descubrir mulher… acho triste, pois está muito arragaido em nossa cultura gaúcha…

  • HANGOVER diz: 9 de novembro de 2011

    Segundo a Inara somente as “Profissionais” se descobriram mulher pelo visto é isso?

  • Caroline diz: 9 de novembro de 2011

    Sou casada e amo sexo, mas se fosse solteira ou separada eu com certeza esperaria por alguém especial.
    Mulheres ainda são mulheres, não esqueçam homens, elas levam em conta o lado emocional.
    Mulheres precisam estar bem para fazer sexo.
    Homens precisam de sexo para estarem bem.
    Acho que isso resume a pesquisa e acreditem: mais da metade das mulheres que dizem que trazam sempre, MENTEM!!

  • Eu diz: 9 de novembro de 2011

    Gente!!Já li vários comentários por aqui, mas o comentário da Manu foi o melhor que já vi.Falou tudo mesmo.Tenho visto comentários de homens enlouquecidos com depoimentos de mulheres que contam suas intimidades e estão sempre prontas para o sexo.Mas a realidade da maioria das mulheres ainda não é esse.Então, homens que não tem esse tipo de mulher ao lado, não pode se achar uma excessão, pois mulheres(mesmo com todas as conquistas já adquiridas) ainda têm seus conflitos e inseguranças e muitas vezes isso se reflete na relação sexual.

  • Kafa diz: 9 de novembro de 2011

    Na internet se pode ser qualquer coisa: valente, galã, musa, fogosa, etc.
    O fato das mulheres que vem aqui e dizem um monte de coisas picantes não quer dizer que são fogosas! E nem os caras que vem aqui e falam pelos cotovelos quer dizer que são pegadores!

  • Abel diz: 9 de novembro de 2011

    eu acho que as mulheres ja devem transam no primeiro dia do encontro

    e se alguem quiser se encontrar comigo.
    abelpoa@gmail.com

  • Marcela diz: 9 de novembro de 2011

    Acredito que esse tabu que as mulheres tem em relaçao ao sexo se deve muito à criação, educação e a sociedade em que foram criadas, mas penso tambem que se elas tiverem vontade de mudar isso, com certeza vão a luta e revertem essa situação.
    E outra, muitas vezes a mulher nao se solta tanto na cama, prq o proprio parceiro nao ajuda, nao inova, acha que o basicao se faz com a mulher/esposa, e a pegada forte, a sacanagem não deve fazer com a mae dos seus filhos…complicado hein??
    Mesmo solteira, minha media é de uma semana sem contato fisico, mas os brinquedinhos funcionam de 02 em 02 dias.
    A hora que a mulher se descobre e sente prazer em se tocar, com certeza sua vida sexual será melhor. Borá lá mulherada!!!

  • Luiza ruiva diz: 9 de novembro de 2011

    Ahhhh…nunca fiz isso por ter um marido fraco p/sexo!!!E sempre fui e sou mais fogosa que ele,é péssimo isso também..e os homens nao estão com essa bolinha toda nao, alias quando o assunto é a mulher alheia até se entusiasmam mais,mas o meu circulo de amizades e conhecidos,há muita enganaçao no homem gaúcho…
    Em casa ,nao aguentam o tranco muito nao!!Mas querem provar virilidade fora…é muito complicado falar nisso abertamente sem ferir o outro, mas é um tema “universal”;
    E quem derá eu ter um parceiro p/noitadas, ou várias vezes na semana!!!
    Cansaço e stress nao é desculpas p/mim, mas sempre temos que ver a opniao do outro,sem julgamentos!!!

  • João Tchê! diz: 9 de novembro de 2011

    Tchê!

    Façamos uma pesquisa aqui no blog, não vamos balizar pelo estrangeiro.

    Tchê!

    O gaúcho segundo os posts do site (o de ontem por exemplo, de quantos dias fica sem sexo), faz tanto sexo, mas tanto, que faltam dias pro ano…

    E as gaúchas, bah! Essas tão que nem gamela em dia de churrasco! (Por favor, entendam a piada).

    Aqui no sul, tudo é maximinizado. O que se perde, contamos que ganhamos. O que se faz triplicamos. Nossos feitos, tchê!, não foram feitos…

    De verdade e fato, foi a legalidade!

    O resto, bem, é o resto!

    Somente causos imperfeitos. Aliás perfeitos quando contamos, mas creio eu que nunca foram realizados!

    Seria então nossa pesquisa pior do que esta?

    Abcs,
    João Tchê!

  • Caroline diz: 9 de novembro de 2011

    Acredito que a mulherada falou a verdade na pesquisa até porque não é toda a mulher que quer sair dando pra qualquer um desconhecido ou ter sexo casual com amigo ou desconhecido e segundo em realção as mulheres casadas, o parceiro já não é tão romatico, é descuidado, etc. Aí não existe “fogo que arda”. Eu mesma adoraria fazer sexo com meu marido todo dia, mas como trabalho o dia todo e faço facul à noite, meus queridinhos não dá´.
    Beijos!

  • Graça diz: 9 de novembro de 2011

    Se a pesquisa fosse feita aqui no sul,acho que o resultado seria surpreendente.Concordo com o Joca e o João tche tem alguém exagerando nas contas por aqui.
    Eu tenho amigas que falam de sexo abertamente comigo e outras que até evitam de tocar no assunto.

  • tenho dito diz: 9 de novembro de 2011

    Essa história de que a mulher trabalha fora e em casa e o marido não participa em nada nem mesmo dos filhos. Brincadeira né? Isso é da época da vovó. Hoje grande parte dos homens coparticipam das atividades domésticas e da criação dos filhos. No meu caso e conheço um número grande de histórias em que a mulher quando chega em casa já encontra tudo pronto e nem por isso mudam. Sou psicoterapeuta e ouço muitas histórias de mulheres que se queixam de não terem vontade de ter relações sexuais. Falta de elogios, de estímulos? Segundo elas não, simplesmente não tem vontade. Sem generalizações, uma grande parte das mulheres estão bem aquém dos desejos e expectativas masculinas. Como descrição ao longo dos diversos comentários, muitas mulheres ainda estão presas aos PUDORES, medos e do os outros vão dizer. O homem é mais largado nesse aspecto.

  • denis renato teixeira diz: 9 de novembro de 2011

    Eu faço sexo quase que diariamente, pois as mulheres tão matando cachorro a grito. A coceira tá enorme. E eu, um bom garanhão, tenho amor pra dar. Mas sem essa de bancar a vovó, as mulheres tão largadas, fazem qq coisa com qq um.

  • Paulo A diz: 9 de novembro de 2011

    Mas eu acho que esse recato todo é bem por aí mesmo. Basta ver os comentários de posts anteriores (e por aqui também deve acontecer), basta uma mulher dizer que gosta de sexo ou que está insatisfeita pra ganhar de presente um monte de cantadinhas e endereços de e-mail de presente…
    E os caras se apresentam como solução imediata. Pelo menos o marketing está presente, se é bom, não sei, quem pode falar é a mulherada ou a caixa de mensagens deles…
    Se alguma mulher disser que transou com vários caras, que pratica sexo casual, vão aparecer mais dois ou três, no mínimo, criticando esta postura liberal, falando em filhos, família, ficar mal falada e tal.
    Então, pra quê se expor? Elas é que são inteligentes, a discrição sempre foi uma arma dos fortes e elas sabem usar como ninguém, via de regra. E por isso o mundo já é delas, apesar de muitos de nós, babacas, continuarmos acreditando no contrário…

  • RafaelLVX diz: 9 de novembro de 2011

    Não entendi a relação entre transas por semana e “recato” conforme o título do post. As mulheres pesquisadas transam pouco, sim e daí? Que tipo de mulher acessa o site dessa pesquisa? Solteiras, casadas? Jovens? Sempre ouço o povo falando que o normal depois de casar é tipo uma ou duas transas por semana. Se metade tiver essa média e a outra metade solteira, pronto, vai ter uma renca de mulher que transa pouco. Porque alguém ia mentir numa pesquisa online?

    Post mais sem cabimento…

  • Paulo A diz: 9 de novembro de 2011

    Quanto a outra parte, acho que a a Gabriela e mais umas gurias falaram tudo. Eu comentei em outro post do blog que minha mulher me ensinou o quanto é excitante ver o seu homem lavar louça, cuidar dos filhos, dividir as tarefas com ela. Isso é um importante aspecto.
    Outro foi falado por outras pessoas e tem a ver com esse. Em meio a esse tumulto, nós homens temos que conseguir, assim como elas, nos mantermos em um bom astral. Alto astral é pedir demais, né? Sim, porque o mau humor corta o tesão de nós, brucutus, imagina o delas… Essa é a outra grande lição que minha mulher me ensinou: Homens precisam transar para sentirem-se bem; mulheres precisam sentirem-se bem para transar.

  • David diz: 9 de novembro de 2011

    Sou homem, tenho 28 anos, e raramente transo mais do que uma vez por semana. Pra mim, tá excelente essa média, às vezes transo só duas vezes por mês, sem problemas. Não fico querendo transar toda hora, tem muitas coisas boas pra se fazer na vida, não é só sexo.

  • tiago diz: 10 de novembro de 2011

    No fundo mesmo mulher gosta é de dinheiro. Transa x vezes com quem bancar mais…Basta ver as marias chuteiras para perceber isso…

  • Gabriel diz: 10 de novembro de 2011

    Pessoal, acho que uma visão que não foi abordada aqui é a seguinte: além do fator cansaço (que até eu tenho às vezes, e não só a minha esposa), uma coisa que realmente faz as mulheres não quererem sexo muitas vezes, e em outras fazerem por obrigação, é a incompetência de seus parceiros. Eu explico. O cara pode ser louco de tesão pela mulher, e ela sabe disso, mas na hora de fazer mesmo, é uma desgraça. Não sabe fazer como ela gosta, não sabe onde tocar, não sabe que pode usar o pau, a boca e as mãos tudo ao mesmo tempo, enfim, não sabe o que fazer com a mulher dele. Pensando pelo lado da mulher, por que ela vai querer transar com esse cara? Se fosse um sexo muito bom, ela passaria o dia todo querendo ir pra casa pra transar feito louca, apesar de ter acordado cedo, ter levado o filho na escola, trabalhado, pego o filho na escola, ter feito o jantar (não estou defendendo que a mulher tenha que fazer tudo isso, é só um exemplo e um reflexo do que de fato ocorre), etc.
    Minha esposa e eu hoje temos 11 anos de relacionamento, e estamos casados há pouco mais de 1 ano. Lá no começo, ela era muito tímida em relação ao sexo. Gostava, mas não tinha tanto “conhecimento” assim (e nem eu, afinal, tínhamos 18 anos e pouquíssimos parceiros até ali). Nossos parceiros anteriores, especialmente o ex-namorado dela, não eram nada bons no assunto. Ela, com 16, 17, 18 anos já fazia sexo por obrigação, e muito mal, graças ao ex-namorado. Resultado: ela era muito travada, e não se entregava muito, apesar de eu saber que comigo ela queria e muito transar, não se sentia obrigada nem nada. O nosso sexo era bom, mas se formos comparar com o que temos hoje, não era nada. Nesse tempo todo nós dois descobrimos como o outro gosta, e viemos melhorando cada vez mais. Até chegar num ponto em que, sim, passamos o dia todo pensando em chegar em casa e transar feito loucos. Nos “provocamos” durante o dia (e-mail, MSN), e à noite é uma loucura. Transamos todos os dias? Claro que não, pois como eu falei no início, o cansaço pega de vez em quando, em ambos. Ninguém é de ferro. Mas no dia seguinte vem a compensação.
    O resumo é: se a mulher é bem comida, ela vai querer transar quase sempre, porque esse sexo bem-feito ela quer sempre, justamente pra relaxar do dia estressante que ela teve. E não vai transar por obrigação.
    Abraços.

  • Paulo A. diz: 10 de novembro de 2011

    Amigos, em nenhum momento eu me disse dono da verdade, ninguém aqui é. Ao amigo “tenho dito”, acredito que o que tu falastes é também verdade. Para algumas. Tu avaliou somente uma possibilidade e colocou um ponto final.
    Mas as mulheres não são todas iguais, embora esta tendência de pudor e recato, ou simplesmente menor libido das mulheres (acho que foi isso que tu quis dizer com estarem aquém dos homens), além de um temperamento mais “maduro”, menos fantasioso que o nosso, existem muitas mulheres que querem tanto quanto os homens.
    Mas todos os aspectos devem ser avaliados juntos. Por exemplo, pode muito bem uma mulher ser louca de tesão, mas não mais pelo seu marido. Como ocorre com muitos homens, por exemplo. Todos já devem ter ouvido falar de caras que quando traem, voltam pra casa românticos e cheios de amor para dar. Quando era solteiro e dava minhas escapadas da namorada funcionava bem isso comigo, talvez pela falta de maturidade ou por ter alimentado esse espírito de caçador que antigamente era praticamente só dos homens (falo dos anos 90, nem tão antigamente assim).
    Pode ser que o cara, como muitos por aqui, se ache a última bolachinha do pacote, então não se dê conta que engordou, está fedendo, deixou ela braba, já não é tão bom na cama quanto pensa (acho que no momento que o cara tem certeza que é bom de cama, já deixou de ser…), sei lá, milhares de coisas tem potencial para incomodar a mulherada, a gente sabe, e uma dessas coisinhas pode tirar o tesão delas. Às vezes pode nem ser com o cara, uma nota baixa do filho, uma briga, um problema no trabalho, cólica, sei lá.
    Aliás, queria perguntar isso para o Gabriel: Vocês tem filhos? Se não, te informo que isso muda tudo e praticamente impede a manutenção desse ritmo que tu hoje tem (que bom que tu tem, aproveita!). Temos três filhos, não por opção, mas todos muito bem recebidos (dois planejados, um “filho do DIU”) e tem vezes que a função é tão pesada que nem mesmo eu, que me considero um pouco doente nessa questão de libido, estou a fim de transar.
    Outras (raras) ocasiões, não estou a fim dela (apesar de nossas relações permitirem fantasiar bastante, brincar, etc.). Isso não é um grande problema para mim, pois acredito que realmente, quando uma cabeça presta atenção a outra não tá nem aí (corpo do homem), mas imagino que possa acontecer o mesmo com ela, e daí o pensamento já é diferente, a fantasia e o movimento “automático” do corpo não são os mesmos…
    Então é isso, não há uma sentença definitiva, na medida em que não existem dois seres humanos absolutamente iguais.

  • CAMI diz: 10 de novembro de 2011

    Concordo em TUDO com o Gabriel!! Ja passei por dois relacionamentos longos e o primeiro eu não curtia, fazia em 99% do tempo na obriga (nao tinha experiencia nenhuma e nao tinha comparativo pq havia tido pouquissimos parceiros), já no segundo as coisas aconteceram da mesma forma narrada pelo Gabriel e FOI O PARAISO!! HAHAHHA Olha até hoje agradeço a Deus por ter conhecido meu segundo namorado… sem ele, eu não teria descoberto o quanto é bom!!! Hehehe

  • OOOpa diz: 10 de novembro de 2011

    Já tive parceira que adorava transar ao menos uma vez ao dia. Ficamos juntos por anos. Minha atual se transarmos uma vez na semana é muito.

  • Isa diz: 10 de novembro de 2011

    Tive a mesma experiência que a Cami teve, com o primeiro era meio na obrigação, mas meu segundo namorado e atual é o PARAÍSO MESMO! E é pra nós dois, pelos elogios que escuto dele. Já fizemos de todos os jeitos e maneiras e em muuuitos lugares! Amamos isso! Às vezes recebo um sms “Que tal uma rapidinha amor?” Como dizer não? Impossível, vou correndo! Dou uma fugidinha do trabalho e corro encontrar ele, seja no corredor de algum prédio, seja no trabalho dele quando dá, seja no motel ou em casa mesmo! Não nego fogo! A transa com ele sempre é espetacular! Eu topo tudo, nada até hj que ele propôs eu fiz sem ter vontade de fazer, faço pq sei que vai ser bom e por ser uma nova experiência, mas tenho um pequeno problema, não consigo tomar iniciativa… meu namorado nunca reclamou disso mas eu sei que ele quer que eu ‘pule’ pra cima dele. Já tentei algumas vezes, mas não consigo dar continuidade, não sei como começar! E ele, amado, nunca reclamou, mas que homem que não quer que a mulher domine ele literalmente? Todo mundo sabe que homem ama ser controlado na cama de vez em quando! Eu não tenho vergonha do meu corpo, muito pelo contrário! E meu namorado também, sei que me deseja e muito, vira e mexe está ele sussurrando loucuras nos meus ouvidos, mesmo em locais que não podemos fazer nadinha! Então sambacancioneiros e sambacancioneiras o que vocês me sugerem pra eu surpreender meu namorado?

  • Luiza ruiva diz: 11 de novembro de 2011

    Para Isa!!!! Idéias…..
    Bem nao sei sua idade,importa um pouco ou muito,pois isso q quer,se soltar,se jogar,se atirar,surpreender só vem co tempo,nao nascemos p/isso..tem que ser trabalhado,eu participo de tudo q for me informar para ficar atenta aos desejos
    e fantasias de homem,mas sempre tive um lado de inovar…mas sempre para o
    lado mais romantico do que agora,que sou audaciosa,sem medos, sem neuras….
    danço sózinha treinando o que farei…leio muito sobre isso…e tenho sex appeal
    na pele,mas claro,cada um tem q respeitar os seus proprios desejos e reaçoes quanto a isso,vale também tomar um drink pequeno antes..algo que te deixe solta…e aos poucos vá mostrando a ele que tambem pode fazer o mesmo!!
    Com certeza se voces tem esse pique todo,ele irá amar e te amar mais ainda!!! Boa sorte!!!

  • Jéssica diz: 11 de novembro de 2011

    Não sei quanto as outras, sou Muuuuuito Ativa nessa área, se puder de manhã e de noite. hahahaha

Envie seu Comentário