Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A importância de saber dizer "errei, me perdoa"

14 de novembro de 2011 110

Foto: sxc.hu

Um casal de amigos terminou um relacionamento de oito anos neste final de semana. O cara foi a uma festa na sexta-feira, encheu a cara e acabou ficando com uma morena linda. Obviamente a mulher ficou sabendo pelas “amigas” — sempre elas, não? — que estavam na danceteria. Sábado nem rolou DR: foi pé na porta direto! E pé na bunda, também. Domingo já estava ele com a famosa caixa de pertences no pé da cama do próprio quarto. Lamentava a burrada que fez. Desolado.

Não tenho o costume de me meter nas brigas entre os amigos. Mas gosto muito deste casal. Eles se dão bem, sabe? Combinam, como gostam de dizer por aí. Fui até a casa da guria. Não estava disposto a convencê-la de que deveriam voltar, mas me sentia na obrigação de pedir a ela que repensasse o ocorrido — o término, não a traição.

Sabe o que é o pior de tudo? Ela estava disposta a reconsiderar e tentar passar por cima do deslize do namorado. Nem precisei falar sobre os dois. Ela mesmo saiu falando. Me senti um padre ouvindo confissões. Ela me explicou que eles haviam conversado sobre noivar, casar e tudo mais algumas semanas antes desta sexta. Isso fazia com que ela organizasse os pensamentos com serenidade e pensasse no futuro. Afinal, ele nunca deu motivos para ela desconfiar de qualquer sacanagem. Estava convicta de que foi, mesmo, um deslize.

Porém, entendi tudo e não tive como argumentar quando ela disse a seguinte frase: Só queria que ele dissesse a verdade, mas não. Culpou a bebida. Disse que bebeu demais e não respondeu mais por si mesmo. Não foi homem suficiente para dizer: “errei, me perdoa”. E, juro, se ele tivesse feito isso, estávamos juntos neste momento tentando superar isso. E essa frase não sai de minha cabeça Não foi homem suficiente para dizer: “errei, me perdoa”.

Não me venha com o papo de que estou generalizando, mas homens tendem a ter dificuldade em dizer “errei, me perdoa”. Nós culpamos todos e tudo ao redor e não dizemos “errei, me perdoa”. E é por isso que essa frase não sai de minha cabeça: quantos relacionamentos não devem ter terminado porque não foi dito “errei, me perdoa”? Quantas vezes eu, você, teu amigo mais próximo — ou até nem próximo assim — perdeu a grande chance da vida porque não disse “errei, me perdoa”? Porque esse papo de culpar bebida é a coisa mais idiota que alguém pode fazer na vida, não é mesmo?

Por fim, você vai chegar agora e dizer: “Mas, Johnny, isso aqui não é um blog de homem? Que papo de mulherzinha…” Sim, amigo. É um blog de homem. Mas nem por isso tenho (temos) de continuar enganando a todos (e a nós mesmos) que não temos sentimento e queremos uma boneca inflável em vez de uma companheira do nosso lado. Eu, ao menos, estou tentando de todas as formas descobrir a importância de saber falar “errei, me perdoa”. Para, quem sabe, na hora que eu precisar dizer isso, saia naturalmente. Saia com a certeza de que errei e preciso de perdão.

Posso começar por aqui, talvez. Se não gostou do post de hoje, “errei, me perdoa”.

Comentários (110)

  • Dani diz: 14 de novembro de 2011

    Adorei o post. Acho que está faltando isso nos relacionamentos de modo geral. A maturidade de assumir quando erra e pedir perdão.. E isso vale pra ambos, homens e mulheres!
    Beijos ao pessoal do blog!

  • BRUNO F. diz: 14 de novembro de 2011

    Baita post, hein?! Sabe que, mesmo com apenas 24 anos, há muito tempo fui obrigado a me dar conta de que se não tivermos humildade e coragem para reconhecer os erros, nunca seguiremos em frente, ao lado de quem nos ama.

    Concordo com o post, todos devemos aprender a reconhecer, ser homem não é apenas pegar mulher na balada e sair contando para os amigos, ou fazer aquele sexo incrível de deixar a guria nas nuvens. Iiih, vai muuuito mais além.

    Falta coragem na grande maioria, dizer o que realmente sente, deixar claro o que quer e o que NÃO quer é uma virtude de poucos, assim como admitir os erros que se comete.

    Acredito que faz parte da evolução, não só do homem, mas de qualquer ser humano, pois há mulheres (sem generalizar, também) que não admitem que erram, que cobram demais, exigem demais, incomodam demais, por diversos motivos, principalmente insegurança e ciúme.

    Enfim, o que precisa ficar claro, mais uma vez, é que uma relação sincera e de confiança sempre ajuda o casal a se entender, mas também é preciso deixar o orgulho de lado para encontrar e/ou manter a felicidade (parece até letra de música, bem clichê, mas é verdade).

    Abração e boa semana a todos!

  • Andreia diz: 14 de novembro de 2011

    Se é pra dizer por dizer, melhor não dizer nada. E aceitar o pé na bunda.

  • Marina diz: 14 de novembro de 2011

    Isto é muito complicado, em uma relação de tanto tempo acabar desta maneira! Bom, a minha opinião é de uma pessoa que obviamente está vendo tudo de fora, por isso é muito fácil falar e opinar, eu sou uma pessoa muito rancorosa não consigo esquecer de nada que me magoou nem de alguém que tenha me feito mal, por isso pode-se dizer que eu não perdou nem um pouco fácil, então se fosse comigo concerteza eu jogaria tudo para o alto sem nem mesmo pensar em nada eu nunca perdoaria, apesar de nunca ter passado por isso pra saber como é, e nem querer passar pois deve doer demais! Eu vivo me lembrando de tudo que passou na minha vida, de tudo que me fizeram de ruim, quando eu só ficava com meu namorado que ele ficava com as outras, eu nunca consegui esquecer, ou quando agente se gostava muito como sempre aconteceu mas eu não podia namorar em casa, pois era muito nova e ele namorou um mês uma vagabunda que ja tinha dado pra todo o bairro até para meu irmão! Mesmo sabendo que ele sempre me amou e agora estar com ele há 3 anos e ele nunca ter me traído depois que agente começou uma coisa séria, até hoje penso em jogar tudo para o alto por causa de uma coisa que aconteceu quando nem namorando agente estava, eu não gosto deste sentimento que sinto de ódio, raiva, por tudo que passou e muitas vezes encomodo ele por isso e ele só me diz que ja passou e o que interessa é que agora agente ta junto e se respeita e que ele sempre gostou de mim! Que situação não é por isso se ela souber perdoar vou dar os parabéns por pensar em seu futuro e não no que passou, mas no meu caso eu não perdoaria pois viveria o resto da vida com isto na cabeça…

  • Teka diz: 14 de novembro de 2011

    Falar de sentimentos (verdadeiros) ainda é uma tabu para a maioria dos homens. A grande maioria não assume quando aprontou, quando não quer mais o relacionamento, e ficam inventando estorinhas e/ou colocando a culpa em uma coisa que não tem nada a ver. Sinceridade meninos, é tão simples.
    E outra, nem sempre são as amigas que contam, as vezes é só nosso sexto sentido nos avisando que tem algo errado no comportamento de vocês, jogamos um verde e vocês, acham que alguém realmente viu e começam a se explicar. #fato

  • MANU diz: 14 de novembro de 2011

    Bom para refletir, mas isso acontece no dia a dia não só nos relacionamentos, mas em todos os lugares, hoje não sabemos mais pedir desculpas e reconhecer os erros simplesmente tentamos jogar a culpa no outro e tirar o nosso da reta, eu no lugar dela não o perdoaria nem se ele viesse de joelhos pq isso não tem desculpa, não tem perdão, nunca conseguiria conviver com a sombra dele beijando outra e dizendo pra ela as memas coisas que dizia pra mim e viver com desconfiança nem pensar, mas cada um sabe o que é melhor pra si, realmente ele foi covarde em jogar a culpa na bebida, mas ele não fez nada por obrigação essa era a vontade dele a bebida apenas deu o empurrão que ele precisava, e vir com essa de que não sabia o que estava fazendo, nossa até minha sobrinha de 3 anos tem consiencia do que faz, imagina um adulto, a real é que ele pisou na bola feio e agora tem que aguentar as consequencias, mas me pergunto será que foi a primeira vez??? Acho bem provavel que não, mas o que resta é juntar os cacos e seguir em frente a vida é assim um dia caimos no outro levantamos.

  • Gabi diz: 14 de novembro de 2011

    Ok…eu até pensaria em perdoar, acontece que perdoar não significa esquecer!! E sabe né: Trair e coçar é só começar!!

  • Luti diz: 14 de novembro de 2011

    Adorei o post de hoje, sim, sempre acompanho o blog, e o texto de hoje foi muito bom. Eu namoro um cara a pouco mais de um ano, e bem, nos primeiros meses ele resolveu “olhar” para um amiga minha. Eu percebi isso na hora, mas ele nao, enfim, brigamos, discutimos, e na mesma semana eu disse que iria terminar nosso relacionamento. Bem, ele chorou, ficou deprimido, e prometeu que iria mudar. O tempo foi passando e eu perdi totalmente a confiança nele, mas sempre tentando continuar com o relacionamento. Hoje, como disse anteriormente, estamos a mais de um ano juntos, ele mudou completamente depois daquele “erro” que cometeu, e eu adquiri pouco mais de confiança com o passar dos dias e também com as provas de amor que ele demonstra. Bem, mas o fato é que ele nunca disse “errei”, acredito que seria um pouco diferente, mas tudo bem. O melhor de tudo isso foi que acima do meu amor por ele, eu consegui confiança em mim, e sei que se ele “errar” novamente, quem sairá perdendo é ele, porque sou muito mais eu.
    Mas enfim, a frase “me perdoa eu errei”, muda toda uma histórtia, mas em muitos casos, ela nem é pronunciada.

  • Gaúcha diz: 14 de novembro de 2011

    Meu casamento acabou por causa disso. Depois de 11 anos de relacionamento, sendo 6 de casados, ele pisou na bola. Segundo ele, não chegou a me trair, mas meio que se encantou por outra mulher e tentou ficar com ela. Ele disse que precisava de um tempo, saiu de casa e eu vi ele conversando com a outra na internet e, pela conversa, não tinha acontecido nada ainda.
    Ele ficou sabendo por mim mesma que eu descobri, disse que tinha estragado tudo e que o que ele fez não tinha perdão e que ele nunca me traiu em todo esse tempo. E, mesmo se dizendo arrependido, não pediu perdão.
    Se ele tivesse dito: “errei, me perdoa” estaríamos juntos agora.

  • Caroline diz: 14 de novembro de 2011

    Concordo e acho que “errei, me perdoa” vale para as mulheres também, a humildade é fundamental para um relacionamento, mesmo que não seja para voltar, que seja por respeito.

  • Meguie diz: 14 de novembro de 2011

    Quando envolve traição um simples errei me perdoa não será suficiente para manter o relacionamento mais alem, se fosse comigo e ele falasse “Errei me perdoa”, sim te perdoo e que isso sirva de lição para tua vida nos teus proximos relacionamentos, é errando que se aprende……

  • Cláudia S. diz: 14 de novembro de 2011

    Se fez esteira, assuma! Vale para homens e mulheres… e aguente as consequencias, pois mesmo que vc seja perdoado, isso vai ficar pra sempre na lembrança. Por isso que sempre disse: se quiser fazer, faz bem feito e respeite a pessoa que está contigo.

  • Lukas diz: 14 de novembro de 2011

    Quem Ama Não Trai . (Y)

  • Lucas diz: 14 de novembro de 2011

    É galera, realmente um belo post…

    Precisamos urgentemente assumir a responsabilidade pelo nossos atos e aceitar que somos humanos, que falhamos, que somos fracos em muitas situações.

    Enquanto acharmos que somos SUPER HOMENS não vamos conseguir assumir nossas fraquezas e no final ficaremos sozinhos, com um aperto no peito.

    Sejamos mais homens com coragem de assumir nossas falhas. Eu também estou tentando a cada dia que passa.

  • Fernanda diz: 14 de novembro de 2011

    Isso não serve somente para o homem, e sim para a raça humana.

  • Márcia diz: 14 de novembro de 2011

    Adorei o post, acho que só com uma opinião masculina aberta como a que foi feita hoje é que os homens vão amadurecer esse pensamento fútil de nunca aceitar o erro, de culpar sempre outra coisa, de querer estar sempre com razão….
    Parabéns aos cuecas :D

  • Tatá diz: 14 de novembro de 2011

    Perfeito!! Traduziu nesse post exatamente o que eu sempre pensei!! Espero que sirva de alerta para aqueles não conseguem falar essa frase!!

  • Miro diz: 14 de novembro de 2011

    Estou nessa situação desde sexta-feira à noite.Ela descobriu um relacionamento meu pela internet. Tive a coragem de pedir perdão. Estamos balançando.

  • Green Arrow diz: 14 de novembro de 2011

    Por isso ser um blog de HOMEM é que aodrei esse post !!! Um dos melhores nos ultimos tempos..

    Ser HOMEM é ter caráter, e não ter uma vasta lista de mulheres que já pegou.. é saber dizer “desculpa, errei, me perdoa”, saber o significado dessas palavras significam.. é saber que o erro foi exclusivamente seu..

    “Desculpa, errei, me perdoa” assim como “eu te amo” não é “bom dia”..

  • Louca,Louca. diz: 14 de novembro de 2011

    BELO POST.
    Realmente perdoar não é o suficiente, concordo com a Meguie, perdoaria, mas para que servisse de exemplos para próximos relacionamentos #ficadica, traição com certeza dói, e outra coisa se está firme com uma pessoa é para ficar com aquela pessoa. Quer baladas, pegação, fica solteirão. Melhor a sinceridade de não querer mais um relacionamento, do que a mentira de uma traição.

  • Beto diz: 14 de novembro de 2011

    Estou passando por uma situação bem parecida com a desse cara. Não foi infidelidade mas magoei muito a mulher que amo, na verdade não levei um pé na bunda. Eu mesmo me pus pra fora de casa. Nem eu compreendo por que fiz isso. Agora eu já estou arrependido do que fiz e já pronunciei o “errei, me perdoa” e o fiz de todo o coração, ciente de que é isso mesmo. Porém até agora não obtive o perdão. Estou desolado e com muita raiva de mim mesmo.

  • João Tchê! diz: 14 de novembro de 2011

    Tchê!

    O findi do teu brother não vai ser muito bom…

    Sei como se sente, devia gostar mesmo do casal.

    Mas teu brother, vacilou, e feio! Alguns erros dele mostraram amadorismo, o que deixa transparecer que ele realmente deslizou. Ou, sempre há uma segunda hipótese, tinha tanta confiança e hábito de fazer isso, que não se importou em estar em um local público que provavelmente ele e a própria namorada também frequentavam (enfatizo isso pois amigas viram ele). São vários os fatores.

    Eu não faço nada. Ou melhor, evito locais e pessoas que poderiam me levar a fazer algo.

    Acho que ainda tá em tempo de ele conversar com a guria, de maneira cura e despida de conceitos, com a cara limpa. São 8 anos juntos, pensavam em casar e tal. Talvez a relação, a união dos dois seja fortalecida com este episódio (as gurias vão me cirticar…). Se ele realmente se arrepende do que fez, ela vai aceita-lo. Mas se ele ficou com aquele gostinho de que foi fácil reverter, aí é melhor ele deixar a moça viver a vida dela…

    Abcs,

    João Tchê!

  • Taty diz: 14 de novembro de 2011

    Perfeito este post! a um ano atraz, terminei meu relacionamento de 5 anos, por exatamente a mesma situação deste casal, estávamos noivos. Ele foi em uma festa do seu serviço, mentio fez besteira e quando descobri tudo (A chefe dele era minha amiga) ele negou e inventou uma graande mentiradaaa.. Eu nem terminei de ouvir toda a história dramática que ele inventou. Talvez se ele dissece que erro poderiamos estr juntos…

  • iza diz: 14 de novembro de 2011

    QUEM AMA N TRAI

  • Edynho diz: 14 de novembro de 2011

    Espera um pouquinho.
    Todos os caras até aqui assumiram essa identidade safada de que traíram suas companheiras e “não assumiram”.
    Beleza,mas sinceramente,alguém acredita que a namorada iria realmente perdoar o cara só por ele assumir a culpa?
    Gostei do comentário da Gabi,pois na primeira oportunidade ,ela dará o troco,ou “jogará na cara”dele o que ele fez.
    Cara,o melhor a fazer é respeitar a (o) parceira(o).Sinceramente,eu não perdoaria.

  • cris diz: 14 de novembro de 2011

    Acho que esta frase não chega a salvar um relacionamento.Mais, com certeza a pessoa, que é capaz de dizer, se sentirá melhor.E a que escutou, ao menos pode vir a considerar, uma amizade no futuro com o ex.Pois é muito triste, duas pessoas que tem tanta intimidade, e tempo de convivência, após o término de um relacionamento, não quererem nem se olhar…Mais a base de tudo é respeito.Isso é uma questão de carácter, assim como a humildade de saber que errou e se desculpar.

  • MANU diz: 14 de novembro de 2011

    PARA MIRO::

    Mas pq vc estava tendo um relacionamento pela internet????????

  • Camila diz: 14 de novembro de 2011

    Ouvi de um ex-namorado (ele querendo voltar) que eles são fracos, procuram se consolar nas baladas com muita bebida enquanto nós mulheres sofremos e tentamos entender o que está realmente acontecendo. Ele até pediu desculpas pelo erro que cometeu (nada a ver com traição, mas em nenhum momento demonstrou que vai mudar…). De qualquer maneira é mais um que perde a oportunidade de continuar um relacionamento especial, assim como o cara do post…por questões pequenas…que poderiam ser resolvidas…

  • Cris diz: 14 de novembro de 2011

    É fácil falar, difícil é você viver a situação e ter que tomar a decisão, pode ser até que se perdoe o erro do outro, mas somente o tempo vai amenizar e fazer com que a situação seja esquecida. Muitas vezes o “errei, me perdoa” não é suficiente. Há que se provar que está arrependido (a) do erro…é complicado!

  • Marcela diz: 14 de novembro de 2011

    Legal o assunto de hoje, parabens Johnny!!
    E agora??? Penso que se todos os homens tivessem a sensibilidade de dizer essas palavras mágicas, muita coisa podia ser diferente, com certeza os relacionamentos seriam mais duradouros, e nao haveria tanta magoa por ai afora.
    Sei que é muito dificil perdoar uma traição, mas nesse caso especifico, parece que o amor é verdadeiro, talvez o orgulho fale mais alto e o cara perca a grande mulher de sua vida…muitas vezes o arrependimento de ter pisado na bola nao é maior que o orgulho, é dificil o cara assumir o erro, botar o rabo entre as pernas e pedir perdão… complicado!!!
    acho que se um cara tivesse a maturidade de me falar isso um dia, perdoaria a fugidinha.

  • Rafael diz: 14 de novembro de 2011

    Belo assunto, só que essa frase não deve ser usada somente para estes casos, já utilizei ela algumas vezes, por, por exemplo, ter sido grosso, ter causado uma DR desnecessária. Ela resolve muita coisa, basta ter humildade de reconhecer que errou.

  • iara diz: 14 de novembro de 2011

    isto é histórinha,pq o cara pode até dizer errei,me perdoa ,ai as babacas vão acreditar e toda a semana vai acontecer “errei ,me perdoa” como desculpa para chifrar este papo de que muitos relacionamentos fora para o brejo por não haver um pedido de desculpa da parte masculina é mentira,eu como mulher me sinto profundamente ofendida em saber que todos os homens acham que todas as mulheres do mundo são tão idiotas para acreditar neste papo,fica mais esperta para a próxima,adoro vcs homens,mas não acredito em nada do que vc dizem.

  • Fabio diz: 14 de novembro de 2011

    Concordo com todas as colocações relativas ao tema, mas com um porém, existem muitas mulheres que tem a mesma dificuldade.
    Falo isso pq estou passando por uma situação semelhante onde me afastei de uma menina justamente pq ela errou em algo que no fundo nem foi tao grave, mas que me incomodou e nao quiz em momento algum pedir uma simples desculpas. O fato serve para ambas as partes, e inumeras historias de relacionamentos que acabam por isso continuarão a acabar pelo simples sentimento de orgulho.

  • Luciana diz: 14 de novembro de 2011

    Johnny Saint-Claire, estou certa de que és o homem da minha vida!!!Queres casar comigo?
    hahahahhaa…
    Ta cada vez melhor isso aqui…adorei o texto. É isso mesmo, reconhecer as fraquezas é essencial para construir e reconstruir as relações.
    Bjs

  • Julianna diz: 14 de novembro de 2011

    Gostei muito do post. É uma temática que se aplica para ambos, pois hoje em dia nós, mulheres, também queremos dar o “troco” na mesma medida e intensidade como os homens. Chegar e dizer: “errei, me perdoa?” é sinal de maturidade, é assumir o erro e ter a coragem suficiente pra arcar com as consequências. Por mais que doa no momento, um diálogo franco é a melhor saída para essa situação. Quanto a questão de aceitar ou não o perdão, vai depender do real sentimento que existe entre ambos.

  • Paulo A. diz: 14 de novembro de 2011

    Bom, eu já errei e admiti, fui perdoado, nesse mesmo sentido aí do texto. Também já errei em relação a comportamento, mas sempre reconheci e além de pedir perdão, tentei (e consegui) mudar muitas coisas. A humildade é uma força, não uma fraqueza, ao contrário do que muitos pensam.
    Porém, por coincidência, após relatar neste blog, em mais de uma ocasião, minha felicidade com minha mulher, com a qual sou casado há 12 anos, me encontro agora há uma semana sem falar com ela, triste, mas já não sei se tenho vontade de conversar com ela a respeito, muito menos de procurar ela para conversar, embora permaneçamos morando na mesma casa.
    No nosso caso, quem tem dificuldade de pedir desculpas é ela. Ele é uma mulher extremamente correta, batalhadora, mas leva isso pra dentro de casa e impõe um ritmo alucinante de tarefas que realmente não dá pra aguentar, especialmente por eu ser um aquariano convicto. Além de ser extremamente opiniática e muitas vezes, orgulhosa. Tenho meus defeitos também, mas desta vez são os dela que estão atravancando o caminho.
    Eu já disse e reafirmo aqui, ajudo muito em casa, não pensem que eu sou um vagal. Trabalho muito na rua, sou um pai amoroso e dedicado, passo roupa, lavo, estendo, arrumo cama, lavo louça, cozinho, arrumo as coisas que estragam em casa (inclusive elétrica) e estou sempre disposto ao sexo. Sou um cara carinhoso e atento à vida dela e das crianças. Entao acho que sou um bom marido.
    Mas de vez em quando quero que ela reconheça isso, quero que ela me procure para transar, não só eu, e quero, principalmente que ela reconheça que pisou na bola comigo, com nossos filhos, sei lá. Quero ver ela disposta a mudar alguns comportamentos que incomodam a casa. E isso não acontece. Não recordo de nenhuma discussão em que ela tenha dito que eu tinha razão. Até disse, tipo assim “eu sei, errei, MAS…” e me retribui com acusações e motivos que sempre tem a ver comigo ou com terceiros.
    Via de regra, eu sempre perdoei, mesmo ela não pedindo perdão, por uma questão de conveniênica, por amor, por tesão, pelos filhos, sei lá. Dessa vez não estou disposto. Quero que ela comece a frase assim “precisamos conversar, me perdoa, tenho errado…”. Senão, vai acabar, paciência.
    Me mantenho em casa, ajudo com as crianças e o resto todo, até o mais novinho conseguir entender o que é a vida e quem ele é (é um bebê ainda), mas realmente, não estou mais disposto a perdoar sem mudanças. Depois que ele crescer um pouco, se as coisas não mudarem, vou viver minha vida sozinho…
    Então é isso, mais que um desabafo, é a clara demonstração do quanto esta característica específica pode acabar com uma relação maravilhosa. Pequenos aspectos ruins rompem algo maravilhoso. Já se dizia antigamente que o que afunda as grandes embarcações são justamente os pequenos furos.
    Além disso, é uma clara demonstração de que as mulheres cobram, mas possuem, via de regra também, ao menos nas histórias que conheço, muito maior dificuldade de pedir perdão, assim como possuem maior dificuldade em perdoar. Nossa visão masculina é mais simplista.
    Não conheço o teu amigo, meu chapa, mas o cara é meio burro. Primeiro por não pedir perdão, batom na cueca não tem teoria que salve. Segundo porque se tu quer aprontar (não faço mais, mas antes do perdão, fazia e só fui descoberto por traição de um “amigo”, confidente meu), faça bem feito, seja discreto e especialmente, não faça na frente das amigas dela, ratão. É uma burrice e uma falta de respeito com ela, pelo simples fato da traição, mas principalmente, ao fazer na frente de amigas dela, tu mostra claramente que sequer é homem para proteger a imagem dela perante as amigas. Isso é coisa de babaca.
    Abraços!

  • Ana Carolina diz: 14 de novembro de 2011

    Este foi um dos mellhores post q li. Primeiro, pq fiquei muito feliz por um homem entender o q sempre tentei dizer, e com essas palavras para o meu marido. A questão não é o erro, afinal todos estão sujeitos a ele, seja de que natureza for. Mas a questão é assumir o que fez. Isso faz muita diferença e faz com que nós mulheres, tenhamos vontade de superar o problema. E assumir um erro e pedir desculp, vale para os dois lados, mas as mulheres já fazem com mais naturalidade e facilidade. Repito: amei o post!

  • Lucas diz: 14 de novembro de 2011

    Se errou pode pedir perdão (somos humanos e estamos sujeitos a erros), pede uma vez com sinceridade e já era. Bola pra frente, já sabes as consequências dos erros, se não quiser sofrê-las de novo basta não repetir estes.
    Porém o mais importante é parar de olhar pro passado e achar que só com a fulaninha tu irias ser feliz, vai atrás de outra e não fica se lamentando, ás vezes o que parece ser um erro nos leva pra caminhos melhores do que estamos.
    Viva e deixe viver, nós quem escolhemos se iremos ficar remoendo pro resto da vida o que fizeram de errado conosco ou se escolheremos buscar novos caminhos e sermos felizes.

  • João Tchê! diz: 14 de novembro de 2011

    Para quem disse que quem ama não trai…

    O ser humano é corruptível ou corrompível. Todos, absolutamente todos erram. Não tem essa de erro maior ou menor.

    Se houve a traição, temos que analisar se não houve motivos para que ele o fizesse.

    Vejo muitas mulheres criticando situações, que com um pouco de atenção, sensibilidade, ser mais mulher que as demais; poderiam ser evitadas.

    É fácil apontar o dedo. Esquecemos que a parcela de culpa está do seu e do meu lado.

    João Tchê!

  • Luciano diz: 14 de novembro de 2011

    Concordo plenamente com o Post temos dificuldade sim, não nego,
    é da nossa natureza machista, e homem que disser que errou vai estar dizendo da boca pra fora….só pra receber o perdão.
    Desculpa mulheres somos assim, e merecemos um pé na bunda mesmo;

  • Fernando diz: 14 de novembro de 2011

    O problema que admitir o erro é um calvário para vida eterna, sempre será aquela válvula de escape dela para dizer que o cara faz tudo erra, tá sempre errando e daí ela tem a prova confessa disso e, pelo contrário, a bebida em excesso leva a fazer coisas que dentro do seu comportamento mediano não lhe permitiria, obviamente que é algo que se queria, mas dificilmente se tem o controle de medir as consequências disso.
    Em contrapartida, mulher não erra, tenta sempre por a culpa no homem pelo o seu erro e insiste tanto a ponto de irritar e para acabar a discussão o homem se aceite como culpado do erro dela.
    Obviamente que estou levando aos extremos, nem tudo é preto no branco, mas existe muito demasiadamente destas duas situações nessa eterna guerra dos sexos.

  • DUNHILL diz: 14 de novembro de 2011

    Se pedir perdão e dizer que errou adiantasse alguma coisa, os relacionamentos dificilmente terminariam. Esse papinho de que “quem ama não traí” e conversa prá boi dormir. Tanto os homens quanto as mulheres se pintar um clima diferente pagam a aposta pra ver o que acontece depois. Concordo que uma boa conversa ajuda a apaziguar um deslize mas isso, vai depender muito da personalidade das pessoas envolvidas. Não sei se perdoaria uma traição e também não sei se seria perdoado. Portanto meus amigos; se fizerem que façam bem feito ok? Isto serve para os dois, pois, ambos acabam sofrendo.
    Abraços a todos.

  • Rosana Peres diz: 14 de novembro de 2011

    Quem ama também trai e é muito imaturo quem pensa que não. Não sei se um simples “errei me perdoa” adiantaria, eu como boa escorpiana não esqueceria nunca e jogaria na cara na primeira oportunidade que tivesse, ou seja, perdoaria da boca pra fora. E tb não sei se tb diria essa frase..sei lá…algumas coisas acontecem e não tem volta. Um relacionamento pode ter 20 anos, se a confiança quebrar, já era. Acho que se for inevitável trair, faça bem feito. Se a outra pessoa descobrir nem tenta justificar. Põe a roupa na mala e vai saindo….

  • Carol diz: 14 de novembro de 2011

    Ótimo post e completamente verdadeiro. sem bem do que a sua amiga estava falando, pois foi só por ter ouvido isso que também não terminei o meu relacionamento. Ainda estamos tentando superar isso, apesar de já fazer 3 meses e meio que ocorreu, mas não é fácil esquecer. Assim como não é fácil admitir o erro e pedir perdão…

  • Tatá diz: 14 de novembro de 2011

    Todo mundo está sujeito ao erro, somos humanos… E é claro que, muitas vezes, esses erros causam dor e sofrimento aos outros e que não vai ser um pedido de desculpas que vai apagar esses sentimentos como num passe de mágica! Mas o que as pessoas precisam entender é que assumir o erro demonstra que houve arrependimento, que há preocupação com a pessoa ofendida, que realmente foi um erro, que não foi a intenção, que não se quer repetir esse erro. É isso que a frase “Errei, me perdoa” quer dizer! Pq nesse caso, é muito pior mentir, inventar histórias ridículas, colocar a culpa nos outros, pois além de magoar a pessoa, vc ainda vai estar fazendo ela de palhaça, idiota! Por tudo isso, essa “simples” frase é capaz de salvar um relacionamento, sim!

  • Pequena diz: 14 de novembro de 2011

    perdoar é uma coisa, continuar em uma relação onde já houve traição é outra bem diferente!

  • Rogério diz: 14 de novembro de 2011

    ONDE ESTÃO AS RESPOSTAS DO “PERGUNTE AOS CUECAS” DO DIA 28???

    NOTA: Vamos respondê-las amanhã!

  • juliane diz: 14 de novembro de 2011

    Concordo plenamente que o ser humano é corruptível, e na maioria das vezes o homem não assume nem pede perdão, pois sabe que na primeira oportunidade a mulher vai pagar na mesma moeda. O que não deixa de ser uma grande verdade ,ela só não vai dar o troco se não tiver oportunidade ou melhor uma boa oportunidade!!!

  • Vamos nos conhecer diz: 14 de novembro de 2011

    Oi, Legal…eu também estou afim de uma menina, mas ela é casada, e esta sozinha com o cachorrinho em casa e eu também sozinho..que falta de papo???????? Mas quero ela…vamos teclar… comece!!!!!

  • Francisco diz: 14 de novembro de 2011

    Muito bom o blog, é bem assim: uma festa, bebidas, mulheres bonitas , a aliança vai para o bolso “na hora”! Hoje, homem e mulher são iguais, acho……….; é que a sedução está em todo o lugar e, se algum homem ou mulher, fosse contar o que acontece, principalmente durante o dia, no horário do almoço , ou à tarde, seria muito complicado, “o que os olhos não vêem , o coração não sente”; o problema são os “olheiros” de Plantão, que adoram uma “fofoca”.
    A noite deixou de ser o “paraíso”, dos casados e comprometidos; o que tiver que acontecer, é durante o “horário comercial” que acontece.
    É claro que este comportamente não é para todos: Tem os que tem medo e os que são tradicionais no relacionamento. No entanto, é muito difícil entrar na mente das pessoas e muito menos avaliar corretamente as dissimulações, de homens e mulheres!

  • Lú diz: 14 de novembro de 2011

    Eu como toda a boa geminiana – detalhe com ascendente em Leão – não consigo superar nenhum tipo de traição. Sou o rancor em pessoa, justamente por ser uma pessoa que vive os sentimentos de forma verdadeira. Sem meias palavras, pudores, etc… Se estou afim – afim vale para tudo – eu procuro, se não estou falo na bucha… Por isto já fui chamada de fria…. fazer o que.
    No caso do “desculpe eu errei” posso falar de cadeira.
    Se fosse comigo e o cara tivesse a humildade e a hombridade de falar “fiz merda, desculpa”. Eu até “acho” que perdoaria. Afinal de contas não é sempre que o “clone da Juliana Paes” (cof, cof, cof…) cruza o caminho de alguém… Porém, entretanto, todavia, a vida é uma vida de mão dupla. O dia que eu encontrasse o “clone do Rodrigo Lombardi, ou uma farda bonita perdida por aí”…

    Agora voltando a seriedade do tópico – não que eu não tenha falado sério acima – mas com menos sarcasmo, posso afirmar. Meu casamento de oito anos acabou. Não por traição – não que eu saiba – mas por pura falta do “eu errei, eu também erro, eu também falho, desculpe”. Coisas que eu nunca – posso afirmar – nunca ouvi da pessoa com quem eu vivi por oito anos.
    Eu falava: “admite que tu erra, fala….” não adiantava.
    Eu ficava imaginando que o “saco iria cair” ou coisa assim para o cara não descer do pedestal de “fodão” e admitir que é simplesmente humano.

    Quanto a traição, concordo com a guria que passou por isto. Colocar a culpa em bebida, por favor. É igual a pai de “virgem” querer que o cara case com a filha, isto não existe mais….
    Agora se eles tem AMIZADE, ADMIRAÇÃO, SE ACEITAM MUTUAMENTE, isto meu amigo tem muito mais peso do que uma traição.
    Não adianta o cara ser fiel e não ser amigo, ser um chato, que coloca a mulher em ultimo plano, ou tenta transformá-la no que ele bem entende ou julga melhor.
    AMIZADE, ADMIRAÇÃO, PARCERIA, ACEITAÇÃO, RESPEITO E LEALDADE para mim são o que leva um relacionamento a ser feliz…

  • João Tchê! diz: 14 de novembro de 2011

    Tchê!

    Rosana Peres.

    Falaste igual a minha esposa…

    Esse é teu nome ou está usando um pseudônimo que nem eu?

    rsrsrs.

    Abcs,

    João Tchê!

  • ma diz: 14 de novembro de 2011

    meu namorado, no início do nosso relacionamento, me disse que “quem ama, perdoa”. e eu respondi a ele que “quem ama, não trai”… quem consegue perdoar, ótimo, que seja muito feliz… mas, para mim, não é só questão de perdoar, é questão de esquecer… como esquecer a traição? como acreditar que ele não vai mais fazer isso? eu não consigo… confiança é algo muito frágil… e a gente nunca deve abusar de quem confia em nós… perdoar? pode ser… esquecer? nunca… eu não esqueço, e por isso mesmo não conseguiria levar adiante um relacionamento depois de uma traição… nem com muitos “eu errei, me perdoa”…

  • Diogo diz: 14 de novembro de 2011

    Colocar a culpa em algo, ou em alguém, é um dos subterfúgios mais patéticos que as pessoas podem utilizar. Para quem utiliza-se desse meio, esquece que além de mostrar sua notável fraqueza, mostra que só conseguiu tomar coragem para fazer algo que há muito gostaria de ter feito sob efeito do alcool. Vejo isso como um desvio de caráter. Um comportamento furtivo de alguém que tem medo de encarar as consequencias de seus próprios atos falhos. Mas por um lado, para o interlocutor, isso é um alento. Pois melhor essa vicissitude agora, do que depois de tempos…
    A propósito, sou homem e já ouvi esse papo de que a culpa é do alcool. Tanto para expressar bons sentimentos até mesmo para expor erros.
    Não condeno quem faz isso. Apenas não serve para meu convívio

  • Diego diz: 14 de novembro de 2011

    Em muitos comentários vemos que muitos de nós homens estão errando nesque quesito de “olhar”, “trair”, “beijar” outras pessoas enquanto se está em um relacionamento. Acredito sim que devemos falar que erramos e pedir o perdão, mas não quando isso é referente a uma traição, o que o homem tem que assumir é o seu ato, se quis trair e foi descoberto assuma como homem e pronto, pode até pedir perdão, caso a mulher aceite, você já sabe como fazer da próxima vez, já que algumas aqui que comentaram falaram que aceitaria o perdão.
    Tem um que até estava com um relacionamento na internet? ele não errou em nada, pois sabia o que estava fazendo (diferente do cara do post, que pode ter deixado a situação do momento passar pela razão das coisas).
    Acredito que se tu gosta da pessoa tu não vai trair ela, se queres trair seja homem o suficiente para terminar o relacionamento, ou está com medo de fica sozinho?

  • Thaís diz: 14 de novembro de 2011

    Ma, teu comentário reflete EXATAMENTE o que eu penso. Parece escrito por mim! eheheh
    Há alguns meses terminei um relacionamento de 6 anos por questões de confiança, de disse me disse, de traição não assumida, etc. E eu acho que se meu namorado tivesse vindo com um “errei, me perdoa” não teria sido o suficiente. Na verdade, se ele reconhecesse o erro seria bom para ele, para ele crescer e amadurecer para próximos relacionamento. Mas a confiança quebrou e não é um “me perdoa” que fará com que tudo volte a ser como antes.

  • Fabi diz: 14 de novembro de 2011

    Como disse a Rosana Peres perdoar de verdade é muito difícil, a pessoa que faz esquece, mas quem recebe não vai esquecer nunca. Eu imagino que a vida de um casal onde aconteceu traição e o outro perdoou deva ser um inferno. Na primeira briga o traído vai jogar na cara do traidor o que ele fez. Tudo vai ser motivo para voltar ao passado, se angustiar… mais vale seguir a vida em frente, por mais dolorido que seja.

  • Aline diz: 14 de novembro de 2011

    Eu sempre digo pro meu marido: Se for me trair, me leve junto. Agora, se for sozinho, faça muito bem feito, porque descoberto o crime não terá perdão.

  • K diz: 14 de novembro de 2011

    É isso, resumiu bem. O homem acha q se falar “errei, me perdoa” vai ferir o ego dele e vai deixar de ser macho, de ser homem. Odeio isso, preferem omitir, mentir ou dar a culpa em outra coisa do que simplesmente admitir!! Aiii, sério esse pensamento machista me broxa e me faz pensar q na verdade, quase nenhum é capaz de deixar seu orgulho p/ continuar com a pessoa companheira p/ muiitas outras situações, além da bebedeira. Sai de um namoro assim, com contínuas negações de traições e com “medroso” de sentimentos.

  • Laura diz: 14 de novembro de 2011

    Não sei..
    Já perdoei muitas vezes, com e sem “errei, me perdoa”, mas o ponto é: será mesmo possível continuar um relacionamento depois disso??
    Não sei mesmo.
    Porque eu nunca consegui esquecer um deslize se quer, nunca consegui ficar relaxada cada vez que ele estava longe de mim. Comecei a ser alucinada de ciúmes e não nos deixar em paz (o pior é acabar achando mais e mais erros). Me transformei em uma pirada. E no fim por isso ele foi embora.
    Deveria ter terminado com um pouco de orgulho na primeira vez, antes ir me perdendo aos poucos.. como se o meu amor fosse o suficiente para os 2.

  • Nathy diz: 14 de novembro de 2011

    Bom…eu acredito na velha frase “quem ama não trai” não importa como ocorreu e com quem…pois já aconteceu comigo isso, ele me traiu com uma menina que era “nossa” amiga, claro né…mais dele do que minha..mas minha inocência e hoje digo BURRICE falou mais alto e jamais imaginaria tudo…então…aconteceu..e nem com mil pedidos de desculpas e muito menos dizendo” me perdoe, eu errei” não bastou..quem me garantia que depois de ter mentido tanto, não estaria mentindo naquele ato de perdão?pois então…namoramos durante 4 anos, foi meu primeiro tudo, hoje em dia, passaram-se 6 anos, e estou há 5 anos com o melhor namorado do mundo, e pergunto…vale á pena se arriscar e acreditar no pedido “me perdoe, eu errei”?quem garante? não coloque sua mão no fogo..jamais….isso eu aprendi!!!

  • PRI diz: 14 de novembro de 2011

    Imagina se fosse ela que tivesse traido, ele NUNCA aceitaria! Acho que depois de uma traição nada mais volta a ser como antes, a gente nao esquece nao adianta. Entao o melhor a fazer é acabar mesmo.

  • Leonardo diz: 14 de novembro de 2011

    Boa Tarade.
    Bom, estou passando por um momento dificil, terminei o namoro a 6 dias, e esta muito dificil. Eu AMO e SEMPRE VOU AMA-LA, mas ela foi incapaz de me PERDOAR, isso que eu NUNCA TRAI E TRAIRIA ela, pois, gosto das coisas certas, nao faço para ela oque eu nao queria para mim. O que aconteceu foi que cobrei algumas coisas dela, carinho, etc, e a cada dia ela mais fria, chega uma hora que cansa. Entao, depois de muito conversar, terminei o namoro, mas vi que fiz isso de cabeça quente, no mesmo dia, voltei atras, liguei, mandei mensagens etc e nada, ela fria e sem emoção. Nunca dei motivos para ela desconfiar de mim, e ela sabe que eu AMO ela de verdade, fiz coisas por ela que muitos homens nao fariam fariam com o tipo de tratamento eu estava recebendo dela…. Eu so era “AMOR” quando ela queria alguma coisa, se eu negava, era so patada… Disse algumas coisas, mas nada de ofensas, corri atras por 3 dias, e nada, pedi perdao para ela e pedi para voltar, e a resposta dela foi: “nao perdoo…” sera que foi para tanto? Um dia ela voltara a me procurar, e pergunto a voces, Oque eu faço se isso acontecer?
    Abraços.

  • Paulo A. diz: 14 de novembro de 2011

    Leonardo, aproveita que já disse tchau e segue em frente, senão, ela vai continuar a fazer gato e sapato de ti. Esse é o momento de tu perceber se ela realmente te valoriza, daí é tu quem vai pensar se quer voltar ou não. Quem muito se abaixa, o c… aparece. Depois fica como eu, pendurado com filhos, sem poder tomar esse tipo de decisão, torcendo que as coisas voltem a ser como eram antes, ou condenado a esperar por um bom tempo o momento certo de cair fora…

  • Josi diz: 14 de novembro de 2011

    Sinceramente, confiança não é uma coisa que se conserta com uma simples frase, que muitas vezes é dita da boca pra fora. Confiança é uma coisa que depois que quebra até pode ser que algum dia volte a ser como era antes, mas exige MUITO esforço.

    Culpar a bebida é coisa de menino, não de homem. Ele jogou 8 anos de um relacionamento fora e, de acordo com o relatado no texto, não moveu um músculo para tentar reparar.

    Eu jamais perdoaria, pois além de tudo, ele não teve culhão de ele mesmo chegar e contar, ela teve que saber por outra pessoa.

  • Ana diz: 14 de novembro de 2011

    “Quem traí o pinto cai” hahahahaaahhahaah
    Para começar esse cara ñ amadureceu o suficiente…para colocar a culpa na bebida…desculpa mais IDOTA!!!
    Eu ñ perdoava…Mesmo com décadas de relacionamento…
    O relacionamento fica uma M. depois de uma traição…
    Se vc tinha uma confiança na pessoa depois disso já era…
    Namoro, casamento seja lá o que for sem confiança ñ dá certo!!!
    Dou razão para ela dar o pé na bunda dele pq além de ele ñ falar errei me perdoa? ele ñ foi homem para chegar e dizer te traí…ela ficou sabendo por outras…afffff me poupe…

  • Tati diz: 14 de novembro de 2011

    Olha vou dizer uma coisa, esse assunto dá muito pano pra manga. Concordo com vários pontos de vista expostos acima, tanto do lado feminino quanto o masculino.
    Eu já passei por uma situação muito parecida, namorava a praticamente 5 anos e meu relacionamento acabou muito mau. Para resumo da história, ele estava me traindo com uma colega de trabalho e apesar de todo mundo me avisar de que ele estava aprontando, eu dei um voto de confiança. Não foi nem uma nem duas vezes que eu cheguei na boa para conversar, poxa eu acho que se você não está mais a fim, o melhor é ser sincero, falar e terminar se for o caso.
    Pois bem o fato foi que ele para se defender me acusava, dizendo que eu queria que ele confessasse uma coisa que nunca aconteceu e tal… ah fala sério neh dizer a significativa frase acima não faria o relacionamento voltar mas pelo menos ser sincero ajudaria a acabar com uma situação que estava gerando sofrimento para os dois.
    Tudo bem que existem homens e mulheres que traem pelo puro prazer que isso causa, mas em muitos casos a traição acontece porque o relacionamento já andava mau e nenhum dos dois quer admitir isso. O ato de trair acaba sendo a válvula de escape, isso é fato.
    Quanto ao teu casal de amigos, o melhor amigo é o tempo, porque se tiver que ser o tempo vai criar condições para que isso aconteça. Caso contrário, a separação era o melhor que tinha que acontecer mesmo!

  • Si diz: 14 de novembro de 2011

    Quem disse que perdoar significa esquecer?
    tenho uma sobrinha que disse que perdoou, mas, segunda as palavras dela mesma “não tem um dia em que eu não lembre oq aconteceu”
    Ele vive bajulando ela e ela tem vergonha de ainda estar com ele… mas diz que não consegue viver sem ele
    Isso é relacionamento? pra mim , não

    ah, ele pediu perdão mil vezes

  • Resumo da opera diz: 14 de novembro de 2011

    Primeira verdade: todo homem traí, e se não traiu é prq não teve a oportunidade.
    Segunda verdade: nem uma mulher perdoa uma traição, ela tolera as vezes, mas a ferida sempre vai ficar.

    Em resumo, torça para nunca ter a oportunidade.

  • ronaldo diz: 14 de novembro de 2011

    que merda é essa…da vez que fiz isso a linda acabou comigo. não tem mulher que aceite a verdade nua e crua…esse papinho só serve pra psicólogo…

  • Priscila diz: 14 de novembro de 2011

    Eu sou mulher e diversas vezes ja vi muitos casais se separando em funcao de nao saber dizer essa simples palavras, mas que em alguns momentos valem por mil… Errei
    Ficadica

  • ana navy diz: 14 de novembro de 2011

    Eu perdoaria muita coisa com esta frase,menos traicao!Ai eu diria:”Eu sei que tu errou e nao te perdoo”!

  • Marcela para Paulo A. diz: 14 de novembro de 2011

    bah Paulo ja li teus comentarios varias vezes e sempre te achei um cara sensato e sempre comprometido com tua relação, lembro de varios comentarios teus que elogiava tua mulher, que vcs apesar de tantos anos juntos ainda pegavam fogo na cama, agora leio isso que ta acontecendo ctgo e sinceramente fico chocada, acho que esse lance de ficar uma semana sem se falar é pesado demais pra um casal, prq tu nao quebra o gelo e convida ela pra fazerema alguma coisa juntos, só vcs 2? cinema, janta, sei lá, se nesse reencontro nao rolar dialogo… é meu amigo! a relaçao de vcs esta seriamente abalada, se tu quer realmente reconquistar ela, tu sabe como, né?
    boa sorte ai garoto, torço por ti, fico morrendo de pena de ver uma relaçao de tantos anos e com filhos pequenos se acabar, mas penso tbm que se é pra ficar morrendo aos poucos é melhor sofrer de uma vez só e cair fora, teus filhos serão sempre teus e nada como tu estar fortalecido pra dar o amor que eles merecem.
    bjs bjs

  • Pampeano diz: 14 de novembro de 2011

    O melhor do blog são os comentários!
    Assunto muito bom e como já dito aí acima, ser capaz de reconhecer que errou e assumir o próprio erro é uma baita atitude, não serve apenas nos momentos de traição, para esses momentos não tem palavra que basta, seja relacionamento de 1 mês ou 20 anos, traiu uma, trai duas, tres vezes e pra mim não tem perdão. É o que eu penso e isso serve pra homens e mulheres, temos que deixar o orgulho de lado quando se trata de estar ao lado de alguém que realmente lhe faz bem!

  • Paulo A diz: 14 de novembro de 2011

    Bah, primeiramente, muito obrigado pela força, Marcela, não sabe o quanto eu estava precisando disso. Valeu mesmo!
    Olha só, agora (não por tua causa!), depois de ter voltado da natação, mais relaxado, com uma boa dose de endorfina no sangue, fico até envergonhado de ter deixado transparecer todo o meu estresse com a situação, até por que, com certeza, isso reflete o meu estresse em geral, assim como o dela. Certo é que não existe relacionamento perfeito e sempre haverão prós e contras, sempre.
    Pensem bem, homem e mulher possuem naturezas completamente distintas, são gêneros completamente diferentes.
    Daí tu pega pessoas com personalidade mais “forte”, como eu e ela, coloca a morar juntos na mesma casa. Pra piorar, eu aquariano legítimo, ela, virginiana legítima (x2)… Bom, mas isso são águas passadas, se vão 12 anos de um casamento, em suma, feliz. Fato comprovado é que a gente conseguiu superar essas diferenças, por puro amor, parceria, companheirismo.
    Mas voltemos ao estresse… Bom, tu coloca essas duas pessoas, com três crianças. Uma delas, tem 10 meses e passa as noites das duas últimas semanas (no mínimo) chorando. Às vezes eu acordo, outras durmo mal, mas ela praticamente não dorme. Continuando, eu vivo um momento profissional muito bom, mas tem me exigido demais, tenho trabalhado em casa e com muito afinco durante o dia, então também não estou lá essas coisas…
    Junta tudo isso com problema com o carro, rematrículas das crianças (não recebo 13º, sou liberal), médicos, remédios, contas do mês e as dificuldades pra pagar tudo e não pagar juros, chuveiro que queima, cachorro que adoece, bla, bla, bla…
    Pega esse pacotão e coloca no colo do casalzinho de temperamento forte que não dorme mais e soma com o fato de que, de fato, eles já não saem sozinhos há muito tempo. Isso contando com uma enorme carga de cumplicidade e excelentes lembranças daquilo que fazíamos há bem pouco tempo atrás… Realmente, nem eu, nem ela somos culpados por inteiro da situação, né?
    Eu achei muito legal, Marcela, a tua idéia de pegar ela e levar para sair, mas estou num dilema sentimental, e creio que vou permanecer na mesma “vibe” por hora. Meu altruísmo, acho, já chegou ao limite. Eu tenho tendado dar uns “chacoalhões” nela e trazer ela pra realidade, cortar um pouco os acessos de estresse que ela tem, justificados, reforço.
    Só que essa “praga” não consegue, nem nunca conseguiu lidar bem com o fato de ela também ter defeitos. Ela nega qualquer defeito com veemência. Então eu vivo há 12 anos concordando ou me calando, ou simplesmente contrariando, mas com um preço a pagar. E nesses 12 anos, volta e meia eu tenho essa crise, de querer fazer com que ela aceite que tem defeitos e que de vez em quando eu posso ter razão em uma discussão qualquer. Eu nem quero reclamar de nada, antes de conhecer ela eu era um reclamão de marca maior, então, acho que tá ótimo assim, menos rabugento…
    O fato é que não há dúvida, a gente se ama pra caramba e por isso, sempre passamos por cima dessas crises. Mas dessa vez eu acho que tô mais “homenzinho” e não quero aceitar pra ela. Não quero e pronto. Pode ser reflexo desse bom momento profissional, de eu estar me sentindo mais eu, mas não quero. E pronto. hehe
    E ela, conheço muito bem, melhor que ela mesma, não vai, de jeito nenhum, dar o braço a torcer. Vai preferir continuar assim, falando comigo com vozinha doce, esperando que o tempo (e o tesão, obviamente) faça isso passar. E as coisas voltem a ser como sempre foram…
    Só que a cada crise dessas, a gente fica 2, 3, 4 dias nesse clima, e acho que isso é um castigo que a gente não merece, é tempo colocado fora e o tempo não para, como dizia Cazuza, tampouco volta atrás, né? Por isso não quero mais que seja assim e por isso a vontade louca de sumir de casa. Pior que não tô nem com vontade de galinhar por aí, aproveitar umas dessas chances que a vida dá e que na real me deixam louco de vontade, mas não é isso, essa briga toda é por nós mesmos. Então o dilema é esse, se eu voltar atrás, dessa vez, vai ser com consciência de que perdemos tempo, acho que não posso me permitir a isso…
    E acho também que devo ser meio louco, desabafando e explicando essa situação muito particular em um blog que centenas de pessoas vão ler, umas que até me conhecem na vida real (Deus salve o anonimato!!). Espero que não tenha cansado as pessoas e que pelo menos alguma tenha chegado até essa parte do texto… hehe
    É porque aqui quero fazer um link com o que o pessoal tá falando. Esse negócio de traição é bem coisa de imaturidade, e como todos sabemos, não tem idade. Como eu disse, já traí ela e ela descobriu, então eu não tinha opção a não ser me retratar e pedir desculpas sinceras. Morri de vergonha do que eu tinha feito, mesmo fazendo de uma forma super discreta, que não pudesse magoar ela, mas acabei magoando e isso dói, por que amo muito ela. E ela me respeita como ninguém, me ama de verdade e me passa extrema segurança, mesmo depois disso. E eu, como tenho vergonha na cara, estava saindo de casa, na ocasião, e só não saí porque de fato ela perdoou e concordou em continuar confiando em mim e não mais falar no assunto. Resbalou duas vezes, mas depois, nunca mais falamos nisso mesmo.
    E por que eu fiz? Porque eu era um abobado. Não que eu não seja mais, sou homem e mesmo que me malhem, vou dizer: Somos eternos abobados. Pronto, falei. Então, essa necessidade de trair é auto-afirmação, uns superam, outros não, é fato. E funciona para homens e mulheres. Muito mais para os homens, mas tem muita mulher abobada também. Estou falando de trair, não de desejar, são coisas muito diferentes. Muitas mulheres me dão tesão, diariamente, adoro a coisa, fazer o quê? Ela inclusive sabe e está liberada para sentir atrações também, apesar de me dizer que dificilmente acha algum homem interessante por aí, mas pode muito bem sentir se quiser. Daí a fazer são outros 500, a regra vale para os dois.
    Mas é isso, é uma questão de maturidade, como é uma questão de maturidade ainda maior saber perdoar. De verdade, não perdoar só para manter uma relação maculada e sangrando, perdoar para cicatrizar. A marca fica, mas não pode sangrar. Se sangrar, acho, não há remédio, é o fim mesmo…
    Abraços, perdoem o aluguel, aqueles que conseguiram ler.

  • Ana diz: 14 de novembro de 2011

    Nossa adorei o post, e concordo plenamente com a mulher, pois já passei por isso e terminei o relacionamento pelo menos motivo, queria apenas ouvir dele a verdade, não queria mentiras, estava disposta a perdoar pq o amava mto, mas ao invés de ser sincero ele insistia em mentir e foi a falta de coragem dele em admitir que errou que acabou com tudo! eu ainda frisei para ele que se me falasse a verdade o perdoaria, mas ele ñ conseguiu e tudo acabou! ao contrário de mtos penso que quem ama perdoa sim! eu perdoaria, pq o amor com certeza era maior que o sentimento da traição. Bjs

  • Indignada diz: 14 de novembro de 2011

    Credo! Coisa feia ficar reclamando da mulher aqui ! Vai falar com a tua mulher porque é pra ela que tu deve satisfação! Homens deveriam ter coragem de ser verdadeiros com as própias mulheres e não com qualquer uma na internet!

  • maria diz: 14 de novembro de 2011

    Com a desculpa da bebida, ele teria que se tornar abstêmio… Quem é confiável é confiável em qq situação. Um homem que não assume a responsabilidade de seus atos é difícil de conviver e não é exemplo para um filho. A menina está corretíssima.

  • Katia Avila diz: 14 de novembro de 2011

    Um excelente assunto,para mim o grande problema masculino é a vaidade,e dizer errei me perdoa para alguns é muito dificil,mas para outros é muito facil, pq vira habito.Oque todo homem deveria pensar ao dar um deslize(trair) é na magoa que instala no coracão da mulher e esta magoa vai ser carregada para sempre,é uma cicatriz a mais no relacionamento que não precisava.Nada fica igual após uma traicão sei disso de cadeira.A gente ate perdoa pq ama, pq amigos aconselham,mas….nada nunca mais vai ser igual…e é muito ruim viver sempre em alerta com medo de passar por aquilo novamente.

  • Marcela para Paulo A. diz: 14 de novembro de 2011

    Li ate o fim…kkk, mas acho q. é isso mesmo, as vezes nao temos com quem desabafar e nada como o anonimato pra descarregar nos ouvidos (olhos) de desconhecidos que principalmente por estarem fora da situaçao, muitas vezes conseguem nos dar uma palavra de apoio.
    tbm sou de virgem, mas nao me vejo tao radical a ponto de nao assumir meus erros, sei pedir perdao, assumir a culpa qdo precisar e sempre lutei pela relaçao, uma coisa é certa, nós virginianos nos dedicamos tanto numa relaçao que queremos que a outra pessoa faça o mesmo, idolatramos a pessoa amada, nao sei se é um erro ou uma virtude, eu vejo como dedicaçao, companherismo e doaçao, nao acho humilhaçao se dedicar à pessoa amada, isso só nos faz bem, pois sabemos dividir amor de cegueira sentimental ao ponto de nao ver os erros da outra pessoa.
    acredito que tu deva estar no teu limite, todos temos um, mas penso que talvez mais tarde tu possa se arrepender se fizer algo no impulso, ate prq teu bebe vai sofrer mais ainda, talvez esse choro incessante seja reflexo da situaçao que vcs estao passando.
    nao sou nenhuma psicologa, mas minhas amigas dizem que sempre tenho a palavra certa no momento certo, talvez seja a maturidade e a sensibilidade que faça eu me colocar no lugar das pessoas.
    pense bem amigo antes de tomar qualquer decisao precipitada e se tu realmente ver que nao vale mais a pena tentar, caia fora o quanto antes, pra nao matar o amor que ainda resta entre vcs.
    boa sorte!!

  • Ester diz: 14 de novembro de 2011

    acho que dizer “errei me perdoa eh difícil para ambos”

  • STAR diz: 14 de novembro de 2011

    Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)…

    Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes).

    Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre PRC de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que PRC venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele PRC não pense mais nas outras… mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém…).

    Publique esta simpatia por três vezes , basta copiar e colar por três vezes em in forum diferente esta simpatia abaixo e logo em 48hs você terá uma linda surpresa, beijos Ainda esta noite de madrugada o TEU amor dará conta de que TE ama, algo assim acontecerá entre 1 e 4 horas da manhã esteja preparada para o maior choque de sua vida! Se romper esta corrente terá má sorte no amor. Deus vai lhe abençoárá e sua vida não será mais a mesma LEIA SOZINHO porque no passado eu também não acreditava que ia dar certo, mas… funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS

  • Ester diz: 14 de novembro de 2011

    Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)…

    Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes).

    Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre PRC de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que PRC venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele PRC não pense mais nas outras… mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém…).

    Publique esta simpatia por três vezes , basta copiar e colar por três vezes em in forum diferente esta simpatia abaixo e logo em 48hs você terá uma linda surpresa, beijos Ainda esta noite de madrugada o TEU amor dará conta de que TE ama, algo assim acontecerá entre 1 e 4 horas da manhã esteja preparada para o maior choque de sua vida! Se romper esta corrente terá má sorte no amor. Deus vai lhe abençoárá e sua vida não será mais a mesma LEIA SOZINHO porque no passado eu também não acreditava que ia dar certo, mas… funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS

  • Litlle diz: 14 de novembro de 2011

    Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)…

    Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes).

    Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre PRC de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que PRC venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele PRC não pense mais nas outras… mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém…).

    Publique esta simpatia por três vezes , basta copiar e colar por três vezes em in forum diferente esta simpatia abaixo e logo em 48hs você terá uma linda surpresa, beijos Ainda esta noite de madrugada o TEU amor dará conta de que TE ama, algo assim acontecerá entre 1 e 4 horas da manhã esteja preparada para o maior choque de sua vida! Se romper esta corrente terá má sorte no amor. Deus vai lhe abençoárá e sua vida não será mais a mesma LEIA SOZINHO porque no passado eu também não acreditava que ia dar certo, mas… funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS

  • giselle diz: 14 de novembro de 2011

    Paulo A.: o cansaço de uma criança tira qq mãe do eixo (principalmente se ela estiver amamentando), imagino então com mais 2 crianças… FIca na sua, uma hora ela vai se tocar, senão, outra opção é dividir os filhos entre os avós, pelo menos em um final de semana, só para vcs descansarem e, descansados, conseguirem se entender.

    PS: imperfeição é a pior ofensa a um virginiano, não queira mudar os outros. Ela te encantou do jeito que é; se vc trocar defeito por característica, pode ser que ela entenda que um outro hábito seria mais saudável, mas não que o antigo fosse uma imperfeição, apenas algo que não lhe serve mais.

  • elisa diz: 15 de novembro de 2011

    Acho este post mto infantil …mto bobinho, aparentemente….pq no fundo só está ensinando aos homens um novo caminho para enganar suas parceiras: “Errei, desculpa..” é só uma nova alternativa de fazer td o q deseja e continuar “bem na foto”.
    Vai lá, assalta um banco e diz: “Errei, desculpa …” e vê o q acontece rssss
    Mata alguém e vem com a maior cara deslavada e diz “Errei, desculpa”….. sai alcoolizado dirigindo, atropela alguém e diz “Errei, desculpa”.
    Não é tão simples assim….há q se ter o verdadeiro arrependimento e o desejo sincero, profundo, de não incorrer no mesmo erro. Daí, numa relação, dá p/começar a conversar…..
    Mas, com sinceridade, q se apresente este homem !!!!
    O resto é td tática de guerrilha!
    bjocas

  • Ana diz: 15 de novembro de 2011

    tem um detalhe o “errei , me perdoa ” tem de ser sincero, e, ainda assim, conviver com a pessoa sem jogar na cara dela o erro toda vez que brigam por qualquer motivo seria muito dificil, talvez impossivel.

  • L diz: 15 de novembro de 2011

    Ok…entendo perfeitamente, mas como temos de ser “advogados do diabo” eu pergunto: – E se tivesse sido o inverso? Ela no bar, bebendo e ficando com outro. Um simples – errei, me perdôa – teria sido suficiente e aceitável?

  • Gaúcha… diz: 15 de novembro de 2011

    RESPEITO ACIMA DE TUDO!!!!!!
    Eu também não perdoaria…Por pior que seja a pessoa ninguém merece isso.Se não quer mais, larga da pessoa!!! Nenhum relacionamento volta a ser o mesmo dpois da traição…quem me garante que isso não iria acontecer de novo???!!!

  • CAMI diz: 15 de novembro de 2011

    PARA PAULO A:

    Acompanho teus posts desde de sempre e o que me prende ao teu texto, além do conteúdo, sensatez no que diz, é forma com que escreves…és muito bom nisso, a forma com que te expressa é perfeita e faz com que tenhamos vontade de ler tudo! E, ainda, entendemos bem o que se passa contigo.

    Quanto ao problema, acho que tu vai ter que aguentar um pouco mais para as coisas se ajeitarem, creio que vai demorar um pouco… pensa bem…se em 12 anos ela nao deu o braço a torcer, porque o faria agora?? Podre de cansada, sem dormir ha 10 meses, com tres filhos pequenos? Marido, trabalho, casa, sem poder tomar banho sem o bebe chorar, sem poder calmamente ir no salao….caminhar, comprar um sapato com o prazer que o ato merece? Mae pra ca…mae pra lá…choro pra todos os lados….e, ainda, é final de ano, onde ate mocas solteiras que moram sozinhas e vivem tranquilamente como eu, estao cansadas! Imagina voces que tem uma carga domestica bem pesada! E, por mais que ela tenha o teu apoio, e eu sei que ajudas muito em casa (pelo que ja escreveu)… é bastante cansativo e sofrido (deve estar se sentindo mal, cansada e estenuada) …

    Sinceramente, eu, no lugar dela, já tinha matado alguem…possivelmente meu marido!! hahahahha

    Te aguenta….se fez isso 12 anos, faz mais um pouco, quando voces estiverem um pouco menos estressados (os dois estao MUITO estressados e cansados..passaram por muita coisa nesse tempo todo) voces conversem direitinho sobre tudo isso… Até porque tu ja traiu (falta gravissima com pena de expulsao) e ela, por amor, te perdoou, entao, agora tu perdoa, se ela nao der o braco a torcer, nesse momento, porque simplesmente, nao tem como ela fazer isso!

    Entao, meu amigo,agora nao tem como decidir nada, nem conversar, nenhum dos dois tem condiçoes! MAS tenho certeza que daqui há alguns posts, vais contar pra gente a forma como tudo se resolveu, até o proximo problema…hehehe sim, porque sempre vai ter o proximo…como qualquer relacionamento!

    Abraço e fiquem bem, todos os cinco!! hehhehhe

  • Paulo Eduardo diz: 15 de novembro de 2011

    Olha, na verdade entrei aqui só prá elogiar a sensatez da CAMI. A forma como ela soube analisar a situação do amigo Paulo A.
    Muito bom mesmo! Parabéns !!!!

  • Paulo A diz: 15 de novembro de 2011

    Gurias, obrigado pela força e também pelos elogios, não tenho esse objetivo, mas sem demagogia, qualquer um adora receber, né? Obrigadão mesmo, fez muito bem para minha auto-estima.
    Giselle, obrigadão pelas dicas sobre as virginianas. Não sei que foco vou usar, mas de fato, ofende facilmente qualquer crítica e eu nunca tinha pensado nessa relação com a imperfeição, muito interessante esse ponto de vista. Ainda não sei como mudar o foco, porque eu sou muito direto e reto, mas é uma dica valiosa mesmo! Quanto aos avós, infelizmente, apesar de ajudarem muito, essa opção da noite é mais complicada. A mãe dela mora longe, é inviável e a minha não reclama, mas dá pra perceber o quanto ela fica incomodada, principalmente com o nenê, então, como a gente tem “sifragol”, a gente evita…
    Viu só, “Indignada”, pra mim foi útil. Provavelmente para mais alguém. De qualquer maneira, desculpa ter te incomodado… Te sugiro que quando estiver meu nome no post, não leia, pois sempre vou comentar trazendo minhas experiências pessoais. De mais a mais, ninguém conhece ela, acho que nunca falei nem o nome, então, não estou expondo ela… De qualquer maneira, me desculpe, tá?
    Marcela, virginiano não radical deve ser um sarro, kkk. E obrigado por ler até o fim. Eu acho que no caso dela é mais complicado. Ela é uma guerreira por necessidade, saiu de casa muito cedo, com 15 anos, por sérios problemas com o padastro. Se virou sozinha, morando de favor na casa de amigos por um tempo, até conseguir emprego e novinha, já viver por sua própria conta. E nem por isso errou, ou se prostituiu como a amiga que vimos em outro post. Não estou criticando as prostitutas, é uma opção de vida, mas acho que a forma como a minha mulher lidou com os problemas foi mais difícil, teve mais mérito, só isso. Então, partimos do pressuposto na análise de que eu admiro demais ela, e tolero erros, como ela faz, mas com uma obrigação maior de relevar, pois ela é uma mulher especial.
    Ela é tão forte que perdoou a mãe e o padrasto, até o fim da vida dele, deu até assistência quando ele estava virado em um trapo velho, mesmo ele tendo cometido as piores faltas com ela. É um privilégio viver ao lado de uma mulher assim e é uma honra merecer o amor dela. Esse negócio que tu falou, de idolatrar, de amar de verdade, é fato, vivemos assim, ela me ama demais e demonstra isso nas pequenas coisas do dia a dia e em grandes coisas também, como o fato de ter me perdoado pela falta grave.
    Aliás, quero esclarecer, não que vá diminuir a falha, mas para não passar por crápula. Tive duas aventuras descobertas. Gente que eu nem conhecia e que nunca mais tive contato. Ninguém viu, além de eu e a pessoa. Só que eu confidenciei para alguém e segredo que passa para mais uma pessoa não é mais segredo. E eu era bem mais jovem, trabalhava à noite (tinha uma empresa que fazia segurança), as tentações eram muitas e fui fraco, falhei. Mas eu não sou um traíra, sou bastante fiel. Não sou um homem feio, tenho um papo relativamente bom e vivo sorrindo, então, sempre tem, modéstia a parte, alguma amiga carente a fim de me conhecer melhor…
    Passei por quatro quarentenas (a gente perdeu um nenê antes de nascer, entre o primeiro e o segundo), além de ser um cara bem ativo sexualmente, mas resisti sempre às tentações, bem como ignorei várias oportunidades (que não chegavam a ser tentações). E me mantenho assim até hoje. Fiz a faculdade já casado, durante a faculdade, passei por duas quarentenas (hehe) e mesmo assim também resisti. Então, não sou um crápula, sou apenas humano e eventualmente bastante imaturo, foi só isso.. E acho que por ela conhecer meu caráter e o quanto eu dou valor pra ela e pra nossa relação que ela me perdoou. E também por ser uma pessoa superior.
    Quanto a sair de casa, acho que todos tem essa vontade de vez em quando, quando chegam no seu limite, realmente. Mas eu sou homem, jamais faria isso com ela e com as crianças. Mesmo que a gente não consiga mais se acertar (o que não acredito), eu permaneceria em casa, nulo de propósito, pois mesmo que ela não reconheça tanto quanto eu gostaria (nem teria condições agora de ficar percebendo sutilezas), eu sei o quanto eu ajudo também com as crianças, seria uma atitude muito covarde e eu estaria extremamente errado. Não posso fazer isso por ter consciência, de jeito nenhum. De qualquer forma, muito obrigado pelo conselho, novamente.
    Cami, obrigadão, viu? Realmente o que tu falou sobre a função das crianças é real. So quero fazer uma ressalva, que talvez explique um pouco o meu estresse. Eu entendo essa necessidade feminina de estar bonita, de se sentir gostosa e tal, Dou muito valor pra essas coisas dela e costumo perceber as unhas e o cabelo (mesmo quando ela não corta, hehe). Então, aos sábados pela manhã ela faz as coisas dela, eu fico com os três pestinhas. Ela passa a manhã fora, vai ao super, vai na clínica fazer essas coisas de massagem, lipo sem cortes, drenagem linfática, sei lá o quê.
    Normalmente, à tarde, aos sábados (exceto quando tem jogo do Grêmio), eu trabalho em casa, divido o tempo entre ajudar ela e fazer as minhas coisas (meu trabalho requer estudo) e me distraio um pouquinho com coisas como essa, escrever e ler depoimentos da vida dos outros, o que me acrescenta e faz crescer. Eu tinha que dizer isso porque eu não quero parecer egoísta, até porque sou um pouco e tento mudar sempre, mas não queria passar essa imagem, sabe?
    Quanto ao perdão, é uma força que ela mesmo me ensinou, apesar de ela ter dificuldades nisso com terceiros, normalmente sou eu quem enfatiza isso pra ela. Mas é fato, ela mais uma vez provou o amor e a grandeza dela me perdoando, não sei se eu conseguiria fazer o mesmo. Então, ela já está perdoada, mesmo repetindo o erro, já está. O que eu quero que ela aprenda é justamente que pode ser fraca de vez em quando, que veja que tem um companheiro ao lado dela, que está segurando as pontas junto, que pode escorar ela, que pode chacoalhar também. Isso faz parte da amizade e os verdadeiros amigos não passam a mão por cima dos problemas, eles chacoalham.
    Eu só não imaginei nunca na minha vida que seria tão difícil. Olha só, eu trabalho convencendo pessoas, pessoas que inclusive tem convicção acerca do que discutimos e é muito mais fácil convencê-las do que à minha mulher. É um paradoxo, né?
    Muito bem, não quero cansar mais ninguém, até porque me chamaram para almoçar. Estou adorando a discussão e os conselhos. A partir de agora vou inclusive fingir que nem reparei nos elogios, que são fruto da boa vontade de gurias do bem. Obrigadão pela força, eu realmente não sabia com quem poderia me abrir tanto sem expor minha vida aos hipócritas de plantão.
    Um forte abraço e espero poder retribuir e continuar contribuindo com um segundo ponto de vista aos leitores do blog, eu adoro.

  • Marcela para Paulo A. diz: 15 de novembro de 2011

    pois é Paulo A.(nome do meu ex…afff) deu pra ver que tu tá numa sinuca de bico, pelo que conheço dos homens, chega um determinado ponto na vida que surge esses questionamentos, pelo visto este é o teu momento, pelo que já vi tbm no meu ultimo relacionamento, onde ele estava passando pela mesma crise existencial, me admirava, sabia que eu era batalhadora, me elogiava pelo modo como eu resolvia as coisas, masssss tudo isso nao foi o suficiente para segurar o casamdento de 13 anos, caiu fora prq estava sufocado, bem isso que tu falou, vcs homens sao constantementes imaturos, ele anda por ai quebrando a cara num outro relacionamento, mas do jeito dele esta feliz, e eu aqui tocando minha vida super bem tbm, a gnt sofre, mas nao morre disso, parece que depois que saimos do luto, voltamos renovados e prontos pra enfrentar um leao de cara limpa, fortes.
    quanto a tu tentar convencer ela de que tem alguem do lado, que ela nao precisa fazer tudo sozinha, que tem um companheiro e assumir suas fraquezas, como legitima virginiana te digo que vai ser praticamente impossivel, temos esse defeito, nao delegar nossa vida pra outra pessoa tomar conta, lutamos por essa independencia sentimental com unhas e dentes e talvez seja essa caracteristica que te chamou atenção nela. te digo que ja tentei fazer isso e me senti perdida, temos os pés enrraizados no chao, tenta ver isso como uma qualidade que muitos homens procuram numa mulher: EQUILIBRIO.
    tu sabe que é um cara legal, bonito, sensato, inteligente, bem humorado (faz teu marketing pessoal muito bem, teu trabalho né? convencer pessoas…kk) usa isso pra decidir tua vida, seja pela reconciliação ou pela separação, mas fala com ela antes, te expoe pra ela assim como fez aqui pra centenas de pessoas, abre teu coraçao, se é que tu ainda ama ela como tu diz, as vezes achamos que é amor, mas é admiração, companherismo, etc (que nao deixa de ser uma forma de amar), mas aquele friozinho na barriga ainda existe entre vcs? todo mundo tem o direito de sentir isso varias vezes na vida, graças ao meu ex que me deu o fora, ja senti isso de novo dps de 13 anos, e to pra te dizer que achei que nunca mais sentiria “borboletas no estomago”, é maravilhoso!!!
    meu querido desejo que tu resolva tua situaçao da melhor forma possivel e que venha nos contar teu final feliz….ou nao, prq alguem nessa historia nao vai ter o mesmo final, deixar de gostar juntos é impossivel, alguem sempre sofre mais, e na maioria das vezes sao as mulheres = emoção, isso é fato!!
    bjs bjs nos falamos por aqui

  • Pri diz: 16 de novembro de 2011

    Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)…

    Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes).

    Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre PRC de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que PRC venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele PRC não pense mais nas outras… mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém…).

    Publique esta simpatia por três vezes , basta copiar e colar por três vezes em in forum diferente esta simpatia abaixo e logo em 48hs você terá uma linda surpresa, beijos Ainda esta noite de madrugada o TEU amor dará conta de que TE ama, algo assim acontecerá entre 1 e 4 horas da manhã esteja preparada para o maior choque de sua vida! Se romper esta corrente terá má sorte no amor. Deus vai lhe abençoárá e sua vida não será mais a mesma LEIA SOZINHO porque no passado eu também não acreditava que ia dar certo, mas… funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS

  • GEOVANI diz: 16 de novembro de 2011

    “Errei me perdoa” não pode ser pronunciado jamais. É uma confissão!
    O negócio é negar até a morte, mesmo que as provas estejam totalmente contra.
    Homens, neguem, neguem e neguem e se possível passe de réu para vítima, virem o jogo, é a melhor saída para salvar o ralacionamento.

  • Paulo A. diz: 16 de novembro de 2011

    Haha, Marcela, entendi tua simpatia por mim! KKK
    Olha só, quero te dizer que fraquejei. Quando escrevi tudo o que escrevi sobre ela e sobre a nossa situação atual, achei injusto manter um climão por um problema que, afinal de contas, a gente vem driblando há 12 anos… Seria injusto ser mais um problema pra ela e manter mais um problema para mim nesse momento em que as coisas estão muito difíceis para ambos (esqueci de comentar que ela também enfrenta turbulências profissionais, boas, mas turbulências).
    Então, resolvi me aproximar e ceder às tentativas de “passar por cima” daquele problema pontual e deixar que façamos a “DR” ao longo dos dias… Paciência, melhor assim por hora, afinal, o principal, amor, nós ainda temos bastante.
    Obrigadão, viu? Tuas dicas foram maravilhosas, especialmente em relação às virginianas.
    Beijão, guria! Espero poder te ajudar e às outras amigas aí, quando precisarem.

  • bbc_poa diz: 16 de novembro de 2011

    Ótimo post.
    Somente gostaria de adicionar que um “errei, me perdoa” não pode virar um “bom dia”, que se usa a torto e a direito. Quando tu dizes que está arrependido e pede perdão, deve ser verdade e estar VERDADEIRAMENTE arrependido disto. Do contrário, ficar dia sim, dia não pedindo perdão perde o sentido.

  • Carlos diz: 16 de novembro de 2011

    Prezado Paulo A. te recomendo o seguinte:
    Pega tua família e vai para um beto carreiro, parque aquatico, hotel fazenda, algo do tipo. Dá um fartão de atividades pras crianças, coisa para estarem dormindo às 9 horas da noite. E aproveita o resto para acertar os ponteiros com a tua esposa.
    Tenta adotar outra estratégia, não precisa fazê-la enfrentar os defeitos dela, mas expõe o que está te encomodando. Somente após a conversa voce vai ter uma noção se vale a pena ou não se separar.
    Abraço e torço para que a família permaneça unida.

  • Silvana diz: 17 de novembro de 2011

    Que ironico, ontem eu acabei de ler esse post e achei muito interessante. Sempre ouvi casos de esposos/namorados (as) que trairam seu par e que acabaram da mesma forma que o relatado acima.
    O que eu não imaginava é que logo após ler esse post eu me depararia sendo ‘vitima’ da mesma situação (ou quase).

    Sou casada a 1ano e 4 meses. Um casamento regido a muita discução por motivo de ciumes dele. Ciumes estes que não tem fundamento nenhum. Sempre fui uma moça correta e sempre tive o maior orgulho disso.
    Por causa de tanta discução,humilhação e desrespeito eu saí de casa e voltei,saí denovo e voltei. Na ultima vez que eu voltei para casa, depois de uma briga extrema (fiquei fora quatro dias), eu procurei ele para conversarmos. Ver quem ficaria com o quê. Essas coisas de casamento. Quano o vi, eu fiquei muito mexida,pois o amo de verdade. No entanto não conseguia suportar tudo que acontecera entre nós. Conversamos e decidimos nos dar uma segunda chance.
    Como eu fiquei fora alguns dias, eu perguntei a ele se havia acontecido algo. Se ele havia ficado com alguém, essas coisas… Ele disse que não, que havia saido com os amigos pra beber, divertir-se um pouco e nada além.

    Três meses depois de voltarmos, nosso casamento tinha se tornado algo totalmente maravilhoso. Ele realmente mudou, era outro homem, tudo o que ele não havia sido quando nos casamos e nos meses seguintes.

    Como sou uma pessoa muito simpatica e converso com todo mundo, isso o deixava furioso (ciumes), e quando eu perguntava pra ele “tá então vais me dizer que quando uma garota conversa contigo tu corta ela? só porque dizes que ‘Entre homem e mulher não existe amizade’?” . Ele sempre muito firme no que se dizia respeito a isso. No entanto eu sempre notava que ele tratava os sexos de uma forma totalmente diferente. E eu sempre bem ligada; comentava com ele.
    Um belo dia. . . eu acesso a caixa de e-mail dele e encontro lá o end. de uma mulher. Eu me fiz de desentendida e deixei rolar. Quando tive a oportunidade perguntei para ele “Quem é fulana?”. Ele simplesmente disse – “é uma amiga do curso.” eu ” hã?? e desde quando o macho alfa tem amigas??”. ele não respondeu.
    Ele não sabia que eu possuia a senha do e-mail dele, por isso deixei rolar e nunca mais toquei no assunto. Simplesmente pensei “se aí tem algo eu vou descobrir”.
    E não deu outra! dois dias depois de eu comentar com ele sobre a fulana,eu entro no e-mail dele e leio na caixa de ‘excluidos’,(sim pois ele enviou e como sempre deletou,mas dessa vez deixou rastro; e eu segui) um e-mail dele para a fulana. Era um e-mail ‘apaziguador’,um e-mail de desculpas. Se explicando que não queria ficar sem falar com ela, que ele tinha pisado na bola e que queria voltar a falar com ela.
    Como toda boa mulher,quando eu li o e-mail fiquei furiosa,mas me contive, afinal o e-mail não dizia nada tão incriminador assim. Foi então que comecei minha investigação. Vou descobrir quem é essa fulana-pensei. foi o que fiz, descobri quem ela é,onde trabalha (que por sinal não é no curso dele…), e até achei uma foto da tal na internet. Copiei o e-mail dele no meu laptop e deixei as ‘descobertas’ bem guardadas. Como ele tem msn,mas como não usa muito a internet,não sabe usar. Eu adicionei ela no msn dele. E todas as noites eu entrava para ver se ela aparecia,pois eu me faria passar por ele, e colheria mais informações,mas, ela não apareceu.
    Dei uma relaxada,e fingi esquecer do assunto. Contudo,ontem após ler esse post e me idetificar com a parte do ‘nunca ter pedido desculpas e reconhecido que várias vezes ele errou e que esses erros me fizeram ‘fugir”. Eu decidi entrar no e-mail dele,pra ver se havia algo novo. E tam-ham! lá estava a resposta do e-mail dele.
    E esse e-mail era beeem incriminador. Nele eu descobri o motivo da briga dos dois e neste e-mail a fulana deixou claro que meu marido INSISTIA nela e ela não queria problemas,pois ele era casado. Preciso dizer que quando acabei de ler essa parte do e-mail meu fôlego sumiu, minhas mãos quase deixaram o cell cair e minhas pernas perderam a força? Pois foi bem isso que aconteceu. A unica coisa que eu consegui dizer foi ‘ não acredito que ele foi capaz!’ Perdi o chão.
    E com certeza, depois de tudo o que aconteceu entre nós, eu não ia perder a oportunidade de “esculhambar” ele o máximo que eu conseguisse. Foi exatamente o que eu fiz. Desci o cacete nele. Mostrei todas as provas e ele confessou, e contou o que realmente havia acontecido. Nada, nada porque ELA não quis! Disse que ela trabalhava no mesmo lugar que ele (eu disse que sabia), disse que eles conversavam a algum tempo e que quando eu fui embora ele convidou ela para sair. Dizendo que não era mais casado. E como ela não aceitou,porque era recente e pra ela ele ainda era casado. Ele falou coisas para ela (macho alfa nunca aceita não como resposta). Aí ele acabou contando toda a verdade sobre tudo o que ele fez, e confessou que errou,me pediu perdão. Disse que fez isso por vingança. Que eu não precisava ficar daquele jeito porque não tinha acontecido nada, e já fazia tanto tempo.
    eu expliquei que não era por não ter acontecido nada que eu estava assim. Era,sim,por ele não ter me contado e ter deixado que eu descobrisse sozinha. Era por ele ter mentido que ela era do curso, e na verdade não era. Que ele não tinha feito nada e na verdade, foi só eu virar as costas e ele já foi logo jogando charme pra ela.
    Por fim eu simplesmente disse que não sabia se poderia superar isso.
    Que desta vez ele havia ido longe demais,e que se continuassemos juntos nossa vida viraria um inferno.

  • Douglas diz: 17 de novembro de 2011

    Bahhh!!!

    Que situação a do Paulo A. e a da Silvana….não queria estar na pele de vocês não….Sabe Silvana, sei que você não pediu minha opinião, mas, tente dar”um voto de confiança” a ele…é complicado, sei…já falaram e concordo com isso que perdoar é fácil, dificil é esquecer. Mas, ainda asim, se você o ama, tente mais uma vez…vai que de repente, valha a pena….Pense nisso !!!

    Boa Sorte prá você e seu marido e tambem ao Paulo A com sua esposa!

  • Paulo A. diz: 17 de novembro de 2011

    Douglas, obrigado pela força, mas meu caso está meio caminho andado (ou mais), sucumbi ao amor e ao momento turbulento que vivemos para adiar os projetos de mudanças, até porquê, neste momento, eu estava criando muito mais um problema do que soluções…
    Acho o caso da Silvana mais grave que o meu… E me arrisco a opinar, metido que sou.
    Seguinte, Silvana, me desculpe opinar de maneira forte, mas este é o meu jeito… Eu acho que a tua relação estava mal conduzida. Ao que me pareceu, vocês vivem (ou viviam) uma rotina de desconfiança recíproca, o que acredito não ser nada saudável. Ele, até mesmo por estar aprontando, exercia um ciúme descabido em cima de ti, fato repetitivo em homens que traem, pelo menos é o que percebo em alguns amigos meus, quanto mais apronta, mais desconfia. Eu mesmo, no período em que namorava outra moça (no século passado), desconfiava demais e torturava a relação com ciúmes e insegurança, mas porque eu saía da casa dela e ia me encontrar com as “amigas”… Como eu falei em outra ocasião, era o legítimo galinha. Natural então que eu sentisse tanto ciúme.
    Daí, a insegurança dele faz com que tu te sinta insegura também, e a partir daí, passe a também ter ciúme, possessividade e tal, até porquê tu tem o 6º sentido das mulheres, aquele faro de que há algo errado, a ponto de futricar a vida dele sem o conhecimento dele, o que acho horrível em uma relação. Mas a de vocês era (ou é) assim e provavelmente as práticas são as mesmas dos dois lados…
    A minha mulher me passa a senha do e-mail dela quando precisa ver alguma coisa e não está em frente ao computador, pede pra eu colocar fotos no face dela e tal. Eu detesto isso. Quando, em uma ou duas situações da vida tive que dar minha senha de e-mail pra ela, mudei a senha no dia seguinte. Não aceito interferência na minha intimidade e por consequência, respeito a intimidade dela.
    Estabelecemos isto desde o começo. Primeira coisa, o meu passado é só meu e o dela é só dela. Não me diz respeito saber pra quem ela deu, o que fez e o que deixou de fazer, quem amou, quem só teve sexo, nada. Obviamente que sei de várias histórias que ela me contou, mas jamais isso me incomodou, sinceramente. Ela prefere não saber das minhas, respeito, até porquê, nunca fiz questão de contar mesmo. Aliás, já encontramos uma ex que amei muito umas três vezes na vida e ela não aceitou bem a situação, então, tenho que respeitar esse sentimento.
    Não aceito que mexam nas minhas coisas, não mexo na bolsa dela, nem nas coisas dela. Quando ela me pede pra alcançar alguma coisa da bolsa, por exemplo, levo a bolsa até ela, ela que pegue. Isso é intimidade, é o espaço da pessoa e ninguém tem o direito de tirar, na minha visão. O contrário é agressivo.
    Então, por este ponto de vista, vocês viviam se agredindo mutuamente, de acordo com a minha visão. Esta relação não era saudável. Então, acredito que tu tens que avaliar se isso corresponde ao que tu acredita. Se sim, tem que pensar se é possível mudar essa rotina de vocês e se é possível voltar a confiar nele. Nem que tu tenha que suprir essa vontade louca de te vingar dele para deixar no 0 x 0. Se ele não souber, se tu te prevenir e se proteger, acho que até isso tá valendo.
    Passada esta etapa, do perdão, tem que ver se vocês vão poder continuar confiando um no outro, se vão poder respeitar o espaço um do outro. Te digo que o que mais me impede de sucumbir às tentações é justamente a confiança que ela tem em mim, mesmo depois de eu ter errado (há anos atrás, mas errei). E acredito que o mesmo acontece com ela.
    Espero ter ajudado. Mais uma vez, valeu, Douglas!
    Abraços, boa sorte, Silvana. Depois conta pra gente o desfecho!

  • Marcela diz: 18 de novembro de 2011

    esse Paulo A.sempre acertanto nos comentarios!!! concordo plenamente ctgo, relação que nãe é saudavel pra ambos, nao vale a pena continuar.
    Se decidir pelo perdao tem que colocar uma pedra em cima do passado e começar do zero…se é que existe amor!!
    (já tem outro post ai, e esse nao para se render…kkk)

  • Paulo A. diz: 18 de novembro de 2011

    É que este é muito melhor que aquele!
    Obrigado pelo teu carinho sempre, Marcela!
    Ah, e tenho uma retificação de um comentário antigo teu: Nunca disse que eu era bonitão, tá? hehe.
    Beijão.

  • Marcela diz: 18 de novembro de 2011

    Traição é sempre melhor…ops…o assunto traição é sempre melhor de comentar…kkkk.
    Paulo A., nao disse que tu era bonitão, só bonito…kkk e nao foi eu quem disse, foi teu marketing pessoal que me convenceu…kkkk
    tbm sou tua fã nº 1
    bjs bjs bom findi com tua trupe.
    dica de virginiana:aproveita o findi ensolado pra dar uma volta com a familia, lugares simples, bons e baratos: usina do gasometro, cais do porto, redenção, morro Ferrabraz-Sapiranga, Templo Budista-3 Coroas (nao sei onde tu mora, mas se for pelas redondezas vai mesmo, tenho certeza que tua galerinha vai adorar) aproveita e se redime com a nega véia…kkkk

  • Paulo A diz: 19 de novembro de 2011

    Traição nos outros é bom de comentar que não dói, né? Na gente, melhor não pensar. hehe. Está um lindo dia de sol mesmo, assim como tem 3 lindos volumes de trabalho na minha escrivaninha que eu trouxe pra casa… Vou tentar conciliar, é o jeito!
    Beijo, seguimos falando! Já está na hora de um novo post. Sugestão aos blogueiros, vamos dar uma variada no tema, eu sei que esse de traição rende e é interessante, mas temo que esgote. Tô adorando a dinâmica. Abraços e um beijo especial pra minha nova amiga Marcela, com suas ricas dicas de virginiana. Estou aos poucos, perdendo o medo desse signo. KKKK. Olha, surgiu uma idéia. Compatibilizar signos contrastantes sob o mesmo teto. Isso pode dar certo? Daí pode surgir uma variação. Homem e mulher – naturezas distintas. Complementares ou opostas? Ab

  • Silvana diz: 19 de novembro de 2011

    Bom, talvez eu não tenha deixado claro algumas coisas no meu comentário.
    eu prezo muito a intimidade de cada um. Sim, não suporto que invadam a minha, e nunca invadi a dele (antes é claro de desconfiar). Sempre deixei claro que eu tinha amigos,amigos esses que exitiam muito antes dele na minha vida. Amigos que crescerem junto comigo. E ele nunca os aceitou e sempre brigamos muito por este e outros motivos. Com relação ao ciume, eu sempre disse isso a ele ‘ Quem muito tem ciumes,rabo preso tem!’. Eu sempre vi isso. Todo mundo que trai tem ciumes. No entanto ele não possuia motivo algum para ter ciumes de mim,pois eu fiz tudo o que ele quis. Deixei de falar com meus amigos, exclui numeros de telefones de homens.Até de um emprego que eu amava eu saí,porque ele tinha ciumes dos meus chefes. (claro que eu tb lucrei com o novo emprego,mas o primeiro passo eu dei por causa dele,por casa do meu casamento). minha relação com ele não era nada saudavel. Porém o que mais me deixou chateada foi o fato de ele ter mentido para mim,sendo que eu jamais menti para ele. muitas vezes ele não gostava do que ouvia,mas mesmo assim eu contava tudo. Só qeu ele não era assim comigo.Não dividia nada comigo,não me falava as coisas completas,deixava sempre algo por debaixo dos panos.
    Ele diz que não em traiu, que quis contar a verdade naquele dia quando voltamos,mas não contou porque achou que eu não o perdoaria, pois quando conversavamos sobre traição eu sempre deixei claro que não aceitaria;( e eu sei que ele jamais perdoaria um deslize meu) eu sei que ele não me traiu,porque ela disse que não quis,então eu acredito que isso seja verdade,porque eu ouvi/li dela e não dele,porque ele poderia jurar de pés juntos que não me traiu,mas se eu não tivesse lido a versão dela eu não acreditaria.
    Não é facil perdoar,não mesmo.
    Ainda continuamos juntos,mas somente porque ele amadureceu muito o pensamento dele desde que nos casamos. nos ultimos 4 meses, depois que nos mudamos, vi que realmente ele mudou. E só resolvi dar essa segunda chance pra ele porque ele não é mais a mesma pessoa do inicio do casamento,porém isso não quer dizer que eu o perdoei,que eu não vou ficar desconfiada.
    Eu sempre confiei nele,mas agora é diferente. E se antes eu ficava ligada a tudo o que ele falava/fazia,agora vou ficar bem mais. Já deixei claro que se eu desconfiar de alguma coisa futura,pode ser daqui a 5,10 anos. Se ele fizer algo não vai ter chance nehuma. Porque por mais que ele diga que não aconteceu nada, eu já me sinto traida. Agora vou deixar que o tempo (e a vontade dele em provar que valeu apena dar essa chance) se encarregar de curar as cicatrizes que ficaram. . .

    Beijos a todos, e obrigada pelos comentários.

  • Marcela diz: 21 de novembro de 2011

    Paulo A.
    Meu querido senti tua falta nesse findi…kkkk,
    outra dica: nao leve tanto serviço pra casa, por isso chama-se lar, onde possamos estar em contato com nossa familia, lugar de amor e harmonia, nosso porto seguro, tenta fazer teu serviço em horario comercial tá….hj to que to…kkkk
    Concordo ctgo nesse assunto dos signos, seria bem interessante ver como os outros sgnos se comportam em relaçao ao amor, quero saber como os capricornianos ama…hummmm delicia!!!
    Silvana
    Penso que se tu resolveu dar uma segunda chance pra vcs (sim, prq TE deu uma chance tbm, não só a ele) deves colocar uma pedra em cima desse assunto e tentar levar teu casamento da melhor maneira possivel, já que tu perdoou, a melhor coisa que tens a fazer é tentar fazer com que a vida de vcs seja renovada a cada dia e que o amor que une vcs seja mais forte que essa pisada de bola que na verdade já foi resolvida, nao é??
    bjs bjs

  • Paulo A. diz: 22 de novembro de 2011

    Oi Marcela! Bah, guria, também senti tua falta. Legal isso, acho que já somos amigos, embora a gente sequer possa imaginar quem e como o outro é. Que loucura!
    Olha só, o cobertor está curto, se não levo trabalho para casa, aí sim teremos problemas, pois vai faltar mais grana do que já vem faltando. Além disso, trabalho com prazos, então, nem sempre consigo matar o que precisa a tempo em horário comercial. Ma isso vai passar, tem que fazer a coisa certa agora e manter a calma para no futuro, usufruir… e amém!
    E Marcela, acho que não ouviram nossa sugestão de pauta, ou nos ignoraram simplesmente. Mas o novo post é bacana. Estou curioso para ver uma publicação tua. hehe.
    Fica a sugestão para o pessoal do blog. O Diogo Óliver comenta junto com os leitores a sua postagem, acho essa dinâmica bem legal e fideliza o público.
    Silvana, acho que vocês não podem mesmo é continuar nessa “vibe”, mantenho meu conselho anterior, guria e desejo muita sorte!
    Beijos nas tchutchucas, abraço nos marmanjos!

  • Dani diz: 25 de novembro de 2011

    Eu perdoei uma traição, depoisde ter ouvido, “Errei, me perdoa.” Mas, nunca mais foi a mesma coisa, e como já era esperado, o cara achou muito fácil aprontar e ser perdoado, e acabou fazendo de novo. Mesmo quando se perdoa uma traição, por amor, pelo outro ter reconhecido e tal, não existe possibilidade alguma, da pessoa traida continuar vendo o outro como antes, a relação vai continuar tendo momentos felizes sim, mas daí por qualquer coisa, em muitas situações a pessoa que foi traída vai ficar com aquela desconfiança insuportável e vai relembrar, jogar na cara, até pq perdoar, não é esquecer! Tem pessoas que dizem, “se for pra perdoar pra ficar lembrando depois, melhor nem perdoar”, poh, a pessoa foi traída, passou por idiota, imaginou a pessoa que ama com outra(o) e vai esqcer facil assim? Eu digo, por experiência própria, se você ama mesmo uma pessoa, e tem vontade de perdoar um deslize dessses, perdoe! Simplismente para não se arrepender depois e ficar pensando como seria se tivesse feito diferente. Mas isso não quer dizer que vai ser pra sempre, a pressão com tempo vem, e se acontecer pela 2ª vez, daí sim, é hora de ter orgulho próprio, de se dar valor, e sempre, sair de cabeça erguida, pq você amou o suficinete para dar uma chance, e não deve ter vergonha disso. Mas não é idiota, para dar o outro lado da cara para bater! Isso vale para homens e mulheres, deslizes acontecem, e a maior prova de amor, é uma pessoa mudar hábitos e modo de agir por outra pessoa, mas se não aproveitou a sua chance, não merece outra.

  • Silvana diz: 27 de novembro de 2011

    Valeu Paulo e Marcela pelos conselhos. É sempre bom “ouvir” outas pessoas.
    Conhecendo o pouco do meu marido,e sabendo do que ele era capaz. Deixei
    isso no passado, afinal, ele não fez isso quando estavamos juntos e sim quando
    eu saí de casa. Atualmente,sabendo o erro que ele cometeu em me ocultar o ocorrido,
    ele sempre comenta o que fez durante o dia e se pretende fazer algo ele pede minha
    opinião. Ou seja, isso também serviu para ele amadurecer mais um pouco. . .
    Bom é isso, como vcs mesmo dizem, vou deixar para trás o que passou e seguir em frente. Só que não terá uma próxima vez. Isso já deixei bem claro.

    Beeijos a vocês e ótimo domingo!

Envie seu Comentário