clicRBS
Nova busca - outros
31 out10:28

ONG visita Bairro Santa Vitória e alerta para o perigo da dengue

Colabore – Régis de Oliveira Júnior

O descaso da população é o maior problema no combate à dengue em Santa Cruz do Sul. Essa é a avaliação de alguns dos voluntários da ONG Amigos da Água durante visita no bairro Santa Vitória, no fim de semana, que dizem ter seu trabalho minimizado por conta da falta de atitude da população. A ação que buscava encontrar focos do mosquito da dengue e realizar um mutirão de limpeza, coletando o lixo que a população retira-se dos seus quintais. Contou com o esforço da Corsan e voluntários da ONG, que somaram 12 pessoas na ação.

O objetivo da visita no bairro, segundo Régis de Oliveira Júnior, coordenador do Programa Amigos da Água é orientar os moradores sobre os perigos da dengue, com o intuito de sensibilizar a população da importância do destino correto dos resíduos e da atenção ao não acumulo de água de chuva em garrafas, pneus, tampas, ou em qualquer local que propicie condições de desenvolvimento do mosquito Aedes aegypti.

“Queremos que a população participe, cada um deve ter o controle de sua residência, fazer sua parte. Não adianta o gestor público desenvolver várias formas de combate à dengue se o cidadão não fizer sua parte”, destaca Régis.

“Vamos identificar os casos mais graves e informar a Vigilância Epidemiológica do municipio”, afirma Natiele Fassbinder que também integra a ONG. “Mas é importante que a população colabore. Infelizmente ninguém se sensibiliza só se sensibilizam quando alguém morre. Encontramos um foco de mosquito em uma das residências visitadas”, completa lamentando.

Régis ainda destaca que o combate a dengue se estende aos municípios com maior número de focos do mosquito e a ação é prioridade, todos os anos realizam sensibilizações como estás que é importante. Ao todo nove municípios terão uma equipe de combate a dengue.

“Notificamos e orientamos os donos das residências a fazer a limpeza do seu quintal”, finaliza Régis.

Clarice, que reside na casa há 6 meses, tem um quintal extenso, cheio de plantas e diz que tem a preocupação de manter o local sempre limpo e que tem prazer em receber esse tipo de visita, “É uma medida mais que necessária, pena que demora tanto. Mas acredito que os gestores públicos fazem a sua parte e nós: a população temos que fazer a nossa” .

Ela defende que toda comunidade deve se organizar para combater a dengue no bairro e ajudar de todos os modos possíveis os agentes de saúde. “Devemos sempre ficar alerta, sabe se o nosso vizinho também está fazendo a parte dele”, disse.

Na mesma rua, a dona de casa Ana Lucia Barbosa, recebeu a visita das agentes e foi orientada a tomar providencias sobre um buraco que acumula a água que é utilizada na residência.

“Vou seguir o conselho das agentes da ONG Amigos da Água e vou ver como resolvo o problema desse buraco. Não sabia que ele poderia causar problemas. Farei minha parte para acabar com esse mosquito”, garante a moradora.

Bookmark and Share

Por

Comentários