Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Viver para os outros

20 de fevereiro de 2014 5

Não há nada mais delicioso do que sentir-se útil às outras pessoas.

Sem dúvida, não há sentido na vida sem ajudar os outros, não só a ajuda material, mas também a cultural, a filosófica, a espiritual, a humana, enfim.
Quando, como ontem quando visitei Caxias do Sul com o Sala de Redação, noto nos gestos e nos olhares das pessoas que vão ao meu encontro o quanto para elas de alguma forma fui necessário. E também o quanto necessito delas para viver.

Não há outra razão para viver que não seja o trato com os outros. Só nos espelhando nos outros, só alcançando a mão para os outros, só sendo acolhido pelos outros, sentimo-nos humanos e centelhas divinas.

Os outros. Eles devem ser o nosso norte, o nosso ideal, o nosso caminho, a aurora boreal das nossas vidas.
Eu não seria nada sem os outros. E à medida em que de alguma forma hei de ter conseguido ser útil e talvez até necessário para os outros – sonhava eu vaidosamente que fosse imprescindível – então me sinto realizado.

E vejo ao mesmo tempo que tudo que ganhei, conquistei, avancei na vida me foi proporcionado pelos outros.
Desconfio – ou creio – que isto é que é viver.

Comentários (5)

  • FRANCISCO FONTOURA diz: 21 de fevereiro de 2014

    Teu comentário só poderia vir de uma mente iluminada, tu és um sujeito cheio de luz(embora gremista). Parabéns pela contribuição que atravez dos anos tens nos deixado, obrigado por tudo.

  • pedro de lara diz: 21 de fevereiro de 2014

    David Coimbra, em cronica de 21 de fevereiro nos esclarece muita coisa sobre se pensamentozinho bolsonaro. Eu postei isso no blog dele, mas sei que ele não vai deixar passar, porque ele tem se demonstrado um perfeito idiota em defesa da repressão das manifestações e dos gastos com a Copa:
    “Não dá pra negar que é preciso muita coragem para fazer um comentario desses, criticando quem vai às ruas protestar num país como esse, cheio de distorções, despriorizado, inerte. Certamente boa parte dos colegas vai torcer o nariz. Certamente boa parte dos cronistas maduros e desafetados vai torcer o nariz. Entre eles o Verissimo, o Fischer e o Juremir. Boa parte dos politicos do bem, mas do bem mesmo, vai torcer o nariz. Certamente boa parte da população inconformada com seu destino – não dos ultimos 12 anos pra cá como alguns gostariam de “selecionar”, mas desde que o Brasil é Brasil – vai torcer o nariz. Mas é claro, alguém tem de defender os interesses da corporação, em meio ao descontentamento. Ou ao seus interesses, bolsonarios. Não vamos deixar melar. E sempre tem aquele que na reunião de pauta ergue o braço e diz: – Deixa comigo.
    O último parágrafo é especialmente esclarecedor: o cronista deu agora pra distribuir lições de moral.”

  • Luis Maia diz: 21 de fevereiro de 2014

    Santanna, os carteiros estão em greve há mais de trinta dias e a Justiça considerou a GREVE LEGAL. Nem você, nem o grupo de comunicações que tu és funcionário divulgam isto. Por que?

  • Victória Destri diz: 26 de fevereiro de 2014

    Santana a maior dor do mundo esta na página 40dzh

  • Victória Destri diz: 26 de fevereiro de 2014

    Santana a maior dor do mundo etsá na página 40dzh

Envie seu Comentário