Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

"Uma múmia na seleção", diz Sant'Ana

22 de julho de 2014 5

Confira comentário de Paulo Sant’Ana sobre o novo treinador da seleção brasileira

Comentários (5)

  • Francisco diz: 22 de julho de 2014

    Não chamaria de “Múmia”, Sant’Ana, mas concordo que o Tite, por ser um treinador estudioso , interessado nos avanços dos grandes centros esportivos, a nível Mundial , seria o nome ideal, caso não se investisse em um treinador Europeu. Tenho a certeza de que perderemos as Olimpíadas no Futebol, como sempre e, conquistaremos a Copa América e talvez, acho muito difícil, a Copa das Confederações e seremos apenas razoáveis na Copa da Rússia! Temos um Presidente da CBF teimoso e na “zona de conforto”; um Empresário de Jogadores de Futebol(????????) e um Técnico teimoso e que fracassou, no comando técnico da Seleção Brasileira! Vislumbro um cenário melancólico para 2018, com muitas viagens da Comissão Técnica, muitas mordomias e salários astronômicos , mas resultados efetivos, tenho minhas dúvidas! Infelizmente, não temos mais Ronaldo Nazário, Ronaldinho Gaúcho e Romário, atletas de exceção compondo equipes de talento , com jogadores titularíssimos nos Clubes onde atuavam. Hoje o nosso maior craque , Neymar, é reserva no Barcelona, junto com toda a Seleção Brasileira (que sofreu a maior humilhação em Copas do Mundo) , nos clubes onde atuam. Se fossem bons e jogassem mais do que pensam que jogam, seriam titulares em suas equipes, não é mesmo?
    Mas, vamos tentar ser otimistas, pois sempre resta uma esperança, na “Caixa de Pandora” da CBF!

  • Dorian R. Bueno diz: 23 de julho de 2014

    ESTES GAÚCHOS !!!
    Pelo fato do PAPA ser Argentino, estou começando acreditar que DEUS é Gaúcho.
    Depois de todos os acontecimentos durante e depois da copa, pelo fato do vexame da seleção do Brasil, penso que DEUS está sendo cada vez mais caridoso com a sua misericórdia.
    O mercado de trabalho em vários segmentos como moda, concurso de beleza, atriz, jornalista, política, educação, coordenador, treinador e jogador de futebol, sempre tem Gaúchos em evidência ocupando o topo, até mesmo como presidente com um pouquinho da mescla de uma mulher mineira e gaúcha.
    Tem tanto profissional nestas áreas trabalhando no Brasil, mas DEUS sempre escolhe este povo aqui do SUL, para mostrar a sua cara e aguentar o tranco dos invejosos e corneteiros de plantão.
    Pode ser também um castigo de aperfeiçoamento espiritual para toda esta gente que trabalha em destaque.
    Agora quem vai precisar mais uma vez carregar novamente a sua cruz, que deve ser bem pesada, é o rejeitado DUNGA.
    Tomara que ele consiga renovar a seleção para encontrar o verdadeiro futebol brasileiro.
    Não tenho nada contra os demais brasileiros, mas troca o comando da CBF, tem eleição para isto e aquilo, e lá vem eles chamar um Gaúcho para linha de frente.
    Abs., Dorian R.Bueno – P.Alegre/Rs – 22.07.2014

  • Milton Ubiratan Rodrigues Jardim diz: 23 de julho de 2014

    Tem algo de ruim e diferente acontecendo na pirâmide. As múmias estranharam-se e agora falam uma das outras. Tem que chamar um faraó (vivo) para mediar esse confronto!

  • Júlio diz: 23 de julho de 2014

    Não sábia que o Sant’Anna era o técnico da seleção.

  • Paulo diz: 24 de julho de 2014

    Se o Dunga é uma múmia, o que sobra pro Felipão, será uma anta então.
    Se analisarmos o trabalho dos dois na seleção, veremos que Dunga foi melhor, mesmo ficando nas quartas de final, ficou nas quartas porque pegou a Holanda, se a seleção de Felipão tivesse pego a Holanda nas quartas, teria ficado nesta fase também.
    Precisamos dar crédito ao Dunga, ele fez um ótimo trabalho no Inter, os dirigentes colorados na época se equivocaram em demiti-lo, aliás os dirigentes brasileiros tem como única solução demitir a comissão técnica é, mais prático, mais fácil. A mentalidade dos dirigentes brasileiros precisa mudar, o trabalho de um treinador não aparece em 1,2 ou 3 anos, as vezes é preciso mais tempo para dar resultado, mas nossos dirigentes e boa parte da imprensa brasileira querem resultados imediatos, querem mágicos comandando as equipes e seleção, isso é impossível.
    Quantos anos a Alemanha levou para conquistar o tetra? A base da seleção Alemã vem desde a copa de 2006 e, Joachim Low em 2006, se não estou equivocado era coordenador técnico da seleção Alemã e, a mesma base da seleção Alemã de 2006 estava na copa de 2014 e com Joaquim Low no comando, se passaram 8 anos de trabalho com a mesma comissão técnica e a mesma base de seleção, para a Alemanha conseguir conquistar o tetra.
    Agora se Dunga a “múmia” não obter bons resultados em menos de 2 anos certamente os incompetentes dirigentes brasileiros, que não entendem nada de futebol irão demiti-lo e voltaremos a estaca zero, ai entrará outra comissão técnica e assim o Brasil vai, tentando conquistar um título, sem fazer um trabalho de base e, demitindo e contratando quinhentas comissões técnicas, não é assim que se faz futebol.

Envie seu Comentário