Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Métodos

29 de setembro de 2014 4

Evidentemente que não iria utilizar com sucesso de um método para parar de fumar.
Eu fiz essa tentativa sem acreditar nela, como vocês podem ver no vídeo desse blog.

Se fosse assim, parar de fumar seria uma barbada. Era só ler um método e segui-lo.
Mas não é assim. As pessoas que deixam de fumar sem método são em número infinitamente superior às que seguem um método.
No meu caso, fui seguir o método e, exatamente quando o comecei, passei o fumar o dobro de cigarros que fumava.
Maldito método!
Saio desse encontro acreditando que o melhor método para parar de fumar é não seguir nenhum método.

Comentários (4)

  • Paulo diz: 30 de setembro de 2014

    Realmente essa história de método para largar o cigarro não existe. É preciso ter força de vontade, coragem e realmente querer largar o tabaco.

    É simples, mas ao mesmo tempo complicado, mas para largar o cigarro é preciso ter a mesma vontade que você teve para começar a fumar. Um belo dia você acordou e colou em prática o seu desejo de fumar, de experimentar o cigarro, primeiro deves ter colocado isso em sua mente de querer experimentar, para largar o cigarro é o mesmo processo, terás de colocar na mente que deseja parar de fumar e colocar isso em prática. O problema está no cérebro que manda a informação ao organismo, do desejo de fumar, o organismo por sua vez está condicionado ao desejo, ao vício, terás de vencer seu próprio cérebro, uma luta diária, constante, pois o cérebro não para nem por um segundo, mandando a informação para o organismo. Quem consegue vencer esse processo químico realmente é um vencedor, não é um simples método que fará você largar o vício, tens toda a razão.

  • Paulo diz: 30 de setembro de 2014

    Eu tenho um colega, que conseguiu largar o cigarro, já faz 13 anos mais ou menos, quando o conheci ele ainda fumava, já trabalhamos juntos a 16 anos. Mas ele me disse que quando fumava, tinha de beber também, a bebida e o cafezinho também lhe despertavam a vontade de fumar. Para largar o cigarro ele teve de largar a bebida e o cafezinho, ele sempre diz que se colocar uma gota de álcool na boca ou uma gota de café, tem certeza de que voltará a fumar. Ele vive comendo balas de halls para compensar a falta do cigarro, mas é uma luta constante diz ele, tarefa difícil mas vencida.

  • Francisco diz: 1 de outubro de 2014

    É, meu caro Pablo, esse método de 120 cigarros, deve ser não para deixar de fumar, mas para matar o fumante. Não tenho o hábito de criticar quem fuma, mas vou abrir uma exceção e deixar aqui , a minha opinião: Parar, ou não, de fumar é decidir entre a vida e a morte ou ficar prisioneiro de um “tubo de oxigênio”. É comparável à “Delação Premiada”; o réu opta por relatar criteriosamente os seus crimes à Justiça , denunciando a rede criminosa, dando nomes , endereços de corruptos e corruptores, etc., etc.. Ele faz uma análise do tamanho do “dolo” que lhe é “cutucado por trás”, e toma a sua decisão. Às vezes, não resta outra opção!
    O Paulo falou de um colega que conseguiu para de fumar. Eu tenho um colega que parou de fumar após uma consulta a qual , para , deixar a vontade de fumar, começou a comer balas, também. No início elas cabiam no seu bolso, eram poucas, mas com o passar das semanas, ele passou a andar com um saco de balas, nas mãos; todas as manhãs, ao sair de casa, passava no bar perto da sua casa e comprava uma quantidade imensa de balas. Resultado: Conseguiu deixar o cigarro, mas ficou diabético!
    É, Sant’Ana, alguns métodos não funcionam, face aos exageros. Dizem que futuramente, o homem viverá 120 anos, mas certamente não conseguirá com 120 cigarros diários ou 120 balas ricas em açucar.
    Errol Flynn, o inesquecível ator de Hollywood, morreu aos 50 anos, com o corpo gasto de um homem muito mais velho. Fiel a si mesmo, o eterno Capitão Blood, deixou uma autobiografia admirávelmente sincera: “Meus Devassos, Devassos Anos”! Em seus caminhos, não se poderia exigir nada mais honesto de um homem.

  • Samuca diz: 2 de outubro de 2014

    Sant’Ana: até tu tá rindo com a covocação do Marcelo Grohe pra Seleção, hein?

Envie seu Comentário