clicRBS
Nova busca - outros
20 jan16:50

Três jovens são atropeladas em faixa de segurança

Duas irmãs e uma prima foram atropeladas na tarde desta quinta-feira, dia 20, no centro de Santa Rosa.

Segundo o Sargento da Brigada Militar Claudio Menzel, elas atravessavam a faixa de segurança localizada na rótula da Avenida Rio Branco com a Travessa Butantã, quando foram surpreendidas pelo veículo Ford Focus, placa ILE 2925, de Santa Rosa.

As garotas de 13, 15 e 20 anos foram socorridas pelos policiais do posto da Brigada Militar, localizado na Praça 10 de agosto. Elas sofreram ferimentos leves e foram encaminhadas ao hospital Vida e Saúde.

Bookmark and Share

Por

32 Comentários »

  • felipe disse:

    hj em dia é mto relativo de quem é a culpa nesse tipo de acidente, quem eh motorista e dirige pela cidade sabe que os pedestres nao importando se esta ou nao na faixa, simplesmente atravessa sem olhar pros lados e é mto difícil frear em cima, porem existem motoristas que tambem nao respeitao a faixa e passam a velocidades acima do permitido, na minha opiniao é mto mais facil o pedestre aguardar um pouco na calçada até o fluxo de carros diminuir para atravessar a rua, até pq tbem o pedestre tem uma melhor visão do trafego, nao significa só pq esta na faixa que se pode atravessar direto como mtos fazem hj em dia sem parar e aguardar e observvar os carros.

  • Rodrigo disse:

    faixa de segurança não é passarela, deve-se estender a mão, indicando ao motorista que vai atravessar nela, não simplesmente entrar correndo, esperando que o motorista pare o veículo repentinamente, muitas vezes, acaba acontecendo isto…
    ensinamento de trânsito nas escolas desde o início da idade escolar, urgente…

  • Roberto disse:

    Sugiro tomar como padrão essa iniciativa de publicar a foto do veículo identificando a placa, ressaltando que, não interessa quem seja o condutor, ok ?

    Saudações.

  • éder luiz strappazzon disse:

    Oi Deisi!
    Sou pai de duas das vítimas, gostaria que este veículo levantasse a idéia de uma enquete e/ou debate sobre a satisfação ou não por parte da população sobre as rótulas de nossa cidade, no mínimo tenho por convicção que deveremos modificar a localização das faixas de segurança, baseio-me da mesma forma que os defensores das rótulas tiveram para instituí-las, na época falavam que passavam mais tempo desligadas do que em funcionamento, assim existia muito risco de acidentes, mas agora com o tempo tendo passado, poderíamos fazer um levantamento dos acidentes neste período… assim quem sabe fazermos uma mea-culpa e retornarmos com os semáfros, ou não.
    Um bom dia de trabalho para você.

  • Pedro disse:

    Interessante a preocupação do pai das vitimas do acidente, fez um comentario sobre as rotatorias, dando preferencia a semaforos. Mas o acidente entendi eu foi na faixa de pedestres. Rotatoria quando bem usada da maior agilidade ao transito. Infelizamente a educação para o transito chega tarde aos usuarios que muitas vezes tem que sofrer de alguma forma para aprender. As faixas de segurança são utilizadas pelos pedestres de forma imprudente, e alguns condutores tambem nao observam que necessario uma redução de velocidade diante de um local de travessia de pedestres. Se ha acidente sempre esta presente o fator humano, e este sim pode mudar a historia do transito.

  • éder luiz strappazzon disse:

    Me perdoe, mas Pedro, respondo a você apenas com um questionamento: de que maneira as faixas são utilizadas com imprudência se são faixas de “segurança”?
    Não sou contrário as rotatórias, sou sim partidário da adequação à realidade, a cada caso, observando as peculiaridades… já que a falta de cultura nos obriga a isto!

  • Pedro disse:

    Pessoal por favor, só falta vocês declararem que a culpa foi dos pedestres! Fui instrutor de trânsito durante 4 anos e o primeiro ensinamento que passava aos meus alunos, que está explícito na Legislação de trânsito, é que o pedestre possui sempre a preferência, ainda mais sobre a faixa de segurança, cujo nome é claro “segurança”. Não existe nada mais covarde e humilhante do que ser atropelado. Ai vem o outro e diz que tem que mostrar a placa do veículo, como se o veículo fosse o culpado, ora! Tem que mostrar o rosto de quem atropelou as vítimas e não a placa do veículo. Por favor leiam o Código de Trânsito Brasileiro.

  • Danny Hay disse:

    Gente, por favor! Me parece óbvio que a culpa é do motorista! Se a faixa de pedestre fica a tão poucos metros da rótula (como me parece na foto), a obrigação do motorista sería diminuir a velocidade, se ele atropelou as meninas, significa que a velocidade não permitiu uma frenagem eficaz! Consciencia acima de tudo! Pedestre às vezes é imprudente sim, mas no caso delas, a culpa foi do motorista. Faixa de pedestre é para ser respeitada. Se tem faixa, diminua a velocidade e tenha tempo de frear. Essa é a regra. Aqui em Pelotas, um idoso foi “assassinado” por um ônibus quando atravessava a faixa de pedestres. Acho inadimissivel. É minha opinião.

  • Roberto disse:

    Na minha opinião, acho importante que o pedestre sinalize com o braço antes de passar pela faixa de pedestre, conforme mencionado nos comentários acima, pois essa é a solução para evitar este tipo de acidente em nossa cidade. Além disso, reclamam que muitos pedestres atravessam fora da faixa de segurança aqui em Santa Rosa, porém, a Prefeitura Municipal continua criando em suas obras o chamado “REFÚGIO” (parte da via, a qual deveria ser devidamente sinalizada e protegida, o que não é, destinada ao uso de pedestres durante a travessia da mesma), contribuindo para que o pedestre atravesse fora da faixa. Contribuindo sim, ou estes “refúgios” são criados para os jardineiros que cuidam do canteiros da cidade? É importante ressaltar que, há um grande número de pedestres em Santa Rosa que são crianças, adolescentes, agricultores, idosos, ou, outras pessoas que, na grande maioria, não tiveram os ensinamentos necessários de como usar a sinalização de trânsito. E como atravessaremos na faixa de segurança sem saber se esta existe mesmo? Basta andar pela cidade que é notório o número de faixas de segurança sem retoques na pintura, simplesmente invisíveis, tapadas por cascalhos e sujeira que saem dos inúmeros buracos dos asfaltos santarosenses. Dito isso, desejo que este acidente sirva de aviso às autoridades competentes sobre a necessidade de reparos e mudanças no trânsito de Santa Rosa.

  • Odilar disse:

    Olá Pessoal
    Li todos os depoimentos acima, sou motorista à 23 anos e aprendi desde o meu primário e até os dias de hoje a não ser que agora com estas auto-escolas mudou alguma coisa, mas o que aprendi é que sempre o pedestre tem a razão estando na faixa, observem estando sobre a faixa, então senhores motoristas dirigir com atenção é o primeiro passo.
    Agora lhes pergunto, quando o sinal está VERDE para nós motoristas e tiver pessoas atravessando na faixa adiante, que está com a razão?
    Senhores instrutores parece que as pessoas não foram avisadas sobre este assunto.
    Eu acho que as cidades do interior não estão tendo uma educação de trânsito adequada como nas capitais e cidades maiores, aqui cada um faz o que bem entender.
    Abraços

  • Alceu disse:

    As faixas de segurança estão totalmente colocadas irroneamente e maîs tem muitas faixas, trancando o trnsito em muitos horários, nunca vi tanta faixa, aqui parece que os pedestres não podem caminhar mais de uns 100m para alcançar uma faixa.

  • léo disse:

    FAIXA DE SEGURANÇA NAO É PASSARELA!! nao estou falando deste caso em especial, mas quem dirige diariamente, sente na pele isso… os pedestres pouco de lixam pro fluxo do transito e muitas e muitas vezes causam problema aos motoristas, quando o mais correto, seria esperar por alguns segundos, deixar o transito passar e sim, depois disso, atravessar a faixa com segurança… È claro que os motoristas tambem erram, lógico, mas esse nao foi o primeiro e nem será o ultimo acidente, enquanto nao mudar a cultura do pedestre.

  • éder disse:

    Sr. Léo fica claro que o senhor não deve caminhar por nossa cidade, haja vista que pretende mudar apenas a cultura dos pedestres, sou motorista há exatos 30 anos e entendo quando inconformado o Senhor fica com a atitude de alguns pedestres, mas não podemos esquecer que existe um princípio no trânsito que devemos observar: quem é o mais forte ou no caso o mais fraco, o pedestre ou o automóvel? E, não fará sentido algum existirem faixas se para atravessá-la o pedestre precise deixar passar o trânsito para fazer jus à finalidade a que foram criadas, trazer um pouco de segurança ao mais fraco, portanto perderiam o sentido de existir.
    Mas o questionamento que faço não seria este e sim: As rotatórias de nossa cidade estão contribuindo para a melhoria do trânsito e a consequente diminuição de acidentes?…

  • Giselle disse:

    Acredito que nós motoristas devemos estar atentos sim as faixas de segurança, sendo que o nome está bem claro “segurança”, se ela existe devemos respeitá-la e ao se aproximar não custa estar atento e observar se há pessoas querendo atravessar e diminuir a velocidade, sou de Blumenau e conheço uma das vitimas deste acidente e aqui em Blumenau as escolas possuem um ótimo trabalho na questão da educação no trânsito.

    Devemos sim começar a estar mais cientes que precisamos respeitar os pedestres sendo que além de estarmos dentro de um carro também somos pedestres e quando precisamos utilizá-las e algum motorista não para chegamos até a xinga-lo……RESPEITE PARA SER RESPEITADO!!!!!!

  • Roberto disse:

    Odilar: “Agora lhes pergunto, quando o sinal está VERDE para nós motoristas e tiver pessoas atravessando na faixa adiante, que está com a razão?”

    É óbvio que o veículo está com a razão, mas deve haver cuidado por parte do motorista em relação aos pedestres, pois estamos falando de um ser humano. Porém, se o pedestre atravessar na faixa de segurança enquanto o sinal estiver aberto (verde), este responde por culpa porque agiu com imprudência.

    Leiam – “Pedestre que atropelou veículo terá de pagar pelos danos”
    http://www.migalhas.com.br/Quentes/17,MI105140,21048-TJ+RS+Pedestre+que+atropelou+veiculo+tera+de+pagar+pelos+danos

  • Nair disse:

    Tem pedestre que imita lesmas ao atravessar a faixa.

  • Mauricio disse:

    Duas questões devem ser repensadas a respeito disso: 1ª todo pedestre deveria ser MOTORISTA pelo menos uma vez na vida e todo MOTORISTA deveria ser PEDESTRE tambem. 2ª em Santa Rosa, as faixas de segurança estão mal possisionadas muito proximo da esquina, não permitindo que um veículo para sem que com isso provoque um engarrafamento ou até um ACIDENTE, vejo que as pessoas que sinalizam a nossa cidade deveriam sair e conhecer outras realidades para depois discutir o nosso transito, cheio de rotolas, motoristas mal treinados por pessoas sem conhecimento de transito (ex. vamos pegar nossos instrutores e levar eles para um CENTRO GRANDE ” Porto Alegre” e colocar eles para dirigir como eles ensinam aqui no nosso transito,com certeza teriamos um monte de acidente) pedestres mal educados, motoristas se achando,… etc…. Vejo que esta discussão tem que ser mais profunda, do que simplesmente culpar MOTORISTAS ou PEDESTRE, pelos acidente de transitos.
    Devemos realmente pensar como solucionar um problema que só tem a crescer com uma rapidez
    enorme. Vendas de motocicletas, automoveis e tambem a população, com as mesmas RUAS de 70 anos atraz, sem espaço para tanta gente.

    att.

    Mauricio

  • Maria disse:

    10 pra vc Nair concordo plenamente , pq ouvi o comentario de um pedestre dizendo que na faixa tem o direito de demorar pra passar. Vão demorar assim em Porto alegre, PRA VER QUANTAS FAIXAS CONSEGUEM ATRAVESSAR.

  • Ângela disse:

    eu acredito que o proprietario do veiculo nao deve ser punido ate porque as pessoas se acham no direito de ficar desfilando em um lugar que nao é apropriado para isso.elas exigem respeito mas ate agora vi poucos pedestres que respeitam os veiculos.se for preciso eu passo por cima mesmo.se eles nao me respeitam porque tenho que respeita-los.igualdade para todos.e se for preciso que a justiça seja feita.mas em um pais como o Brasil a justiça fica sempre do lado mais forte, do lado que tiver dinheiro.o dinheiro livra qualquer um da justiça e ainda se acham no direito de sair por ai como se nada tivesse acontecido.isso vai mudar pois ainda tera alguem que conseguira resistir a tentaçao que o dinheiro e a vida boa acaba causando na cabeça dos fracos.vamos ver se isso vai mudar…espero que mude que tenha respeito de todos os lados,sendo que a classe social nao seja o motivo maior da justiça.será que vai mudar e vamos viver em paz e tranquilos referente as coisas que acontecem ao nosso redor???

  • Paulo disse:

    Ola pessoal,a minha opinião aqui escrita não se refere ao acidente em questão, mas a atitude postada acima, infelizmente hoje em dia ainda lemos algumas barbaridades destas (angela, léo, nair, maria), o que nos difere dos barbaros é a maneira com que respeitamos o próximo, trânsito é para civilizados, existe um princípio que é a lei de trânsito, e nisso não se tem debate, lei é lei, a questão além de quem é a culpa, é as pessoas aprenderem a assumir suas responsabilidades como cidadão, para podermos desfrutar da praticidade de um automóvel precisamos de certas ferramentas(faixas e rótulas etc…), as rotulas são para dispersar e distribuir o transito, mas não servem para todas as esquinas, muito menos para fazerem o transito parar, para isto, existem semaforos,as faixas foram criadas para permitir a tavessia dos pedestres, por que? certamente porque são necessarias, a minha resposta pra estes pequenos acima citados, é a seguinte: hoje em dia o ser humano usa o automóvel como instrumento de suas frustações, coloca nele a sua impotência,as frustrações com o trabalho, os maus relacinamentos afetivos, a falta de dinheiro e muito mais, sentam atras do volante e transformam-se em pilotos em competição , tudo para se sentirem especiais,eu tenho tu não tem, eu posso tu não pode, tu me atrapalha eu não te atrapalho, isso é lamentável,não estamos competindo, e sim transitando em uma via com regras, acidentes teriam de ser apenas acidentes e não resultado de ignorância dos barbaros.

  • maria disse:

    Oi
    Tanto se fala e nada se resolve. Não estou condenando ninguem, pois nesse caso não precisamos procurar culpados, apenas está na hora dos pedestres de Santa Rosa frequentarem tambem aulas de instrução de como atravessar as ruas. Temos pedestres que ficam esperanddo o carro chegar mais proximo para se jogar como um irresponsável, na faixa. Não foi nem uma nem duas vezes que aconteceu isso em nossas ruas. Se tem aulas de transito para motoristas deve ter para pedestres que se acham os donos da rua. Respeito deve ser de ambas as partes e faixa não é passarela para ficarem se beijando, olho para o sapato, para a roupa que o outro está usando, … Faixa é para uso do pedestre e de forma respeitosa (rapido para atravessar a rua) pois tem mais gente que precisa fazer uso da rua, no caso os carros.
    tome vergonha na cara os pedestres e os motoristas tambem.Esta cidade mais parece roupa de presidiário, pois tem faixa listrada em todos os lugares, e isso prejudica o fluxo nas ruas.

  • Ângela disse:

    Olha Paulo se vc acredita estar correto o problema é seu.se nao me respeitarem pq tenho que respeita-los?soh pode que vc nunca teve que parar em uma faixa quando os pedestres se acham os donos da rua.onde ficam desfilando em um lugar que nao é apropriado.e se voce acha que as pessoas pegam seus veiculos apenas para competiçoes vc esta muito engandado.nao quer dizer que por causa de alguns exemplos que temos aqui na cidade que significa que todos usam seu veiculo para isso.a e mais uma coisa.eu sou motoqueira, ate agora vi poucos veiculos de maior porte dar espaço para uma moto, o porque acontece tantos acidentes envolvendos motos e carros, vc vai me falar que é culpa dos motoqueiros que nao respeitam?os carros se acham no direito de ficar buzinando e alem de tudo ainda querem reclamar,eu nao fico quieta e ainda se for preciso mando passar por cima.todos devem criar vergonha na cara e tentar ajudar de alguma maneira.ninguem é dono das ruas nem de nada, por isso deve ter respeito de ambas as partes.se me respeitarem eu respeito se nao houver respeito nao posso fazer nada, apenas vou fazer o que eu acredito estar certo.se houver respeito de todos isso vai acabar mudando nao concorda?

  • CTT disse:

    No Brasil os motoristas

    não tem nenhuma educação no transito

    No Uruguai o pedestre piso na faixa o motorista para
    aqui tem q fica fazendo sinal
    e ainda assim é sujeito ser atropelado

  • Danny Hay disse:

    Caro(a) CTT, sou obrigada a descordar de vc. Há 08 anos passo férias em Gramado e por lá, algo inacreditável (para uma cidade brasileira) acontece: basta um pedestre parar no meio fio da calçada, intensionando atravessar uma rua, para que o motorista imediatamente pare e faça sinal ao indivíduo. Se for na faixa então, nem se fala! Essa regra só muda aos finais de semana, quando milhares de carros de turistas invadem a cidade, aí sim, é preciso ter cuidado. Mas os moradores de Gramado/RS são um belo exemplo de bons motoristas.

  • CRISTINA disse:

    Dani, nao vai querer comparar Gramado com Santa Rosa, lá as pessoas estão de férias calmos e tranquilos, nao estão q nem nós correndo sempre, tbm admiro muito gramado, mas gosto muito da nossa cidade, mas as faixas estão muito mal situadas. Nada justifica, mas tem q mudar c urgencia, as faixas nao podem estar grudadas nas rotulas..

  • Danny Hay disse:

    Cristina, penso que tu não leu direito o meu post, eu disse que maus motoristas de Gramado, SÃO os turistas. Os moradores da cidade, tem sim, muita educação para o transito e principalmente com o pedestre. E eu vou querer comparar, sim, afinal, estamos falando de Brasil, de motoristas brasileiros! Leia atentamente um comentário antes de comentá-lo ou criticá-lo, ok?

  • Juliano disse:

    Bom gente
    Este debate é interessante, moro em POrto Alegre e faço trabalhos nesta região principalmente em Santa Rosa, então 3 vezes por mês estou na cidade e o que eu vejo aqui é um bando de motoristas desenformados, pedestres que não tem nem noção de trânsito, principalmente os adolescentes que se acham as top models da vida.
    Vejam está avenida que vai para o bairro cruzeiro a expedicionário, pelo amor além de estar cheias de lombadas eletronicas é virada em faixas de pedestres e para ajudar ainda tem uma via ciclistica no meio que é o maior perigo, motoristas andando em zigue-zague, mudando de pista a qualquer momento, é impressionante. O interior tem muito que aprender em matéria de trânsito.

  • Roberto disse:

    Desde o acontecimento já se passaram oito dias. Minha pergunta é a seguinte, houve alguma manifestação do Poder Público sobre o ocorrido, ou, foi tomada alguma providência?
    Esses problemas são antigos e estão se agravando, por favor, AJAM RAPIDAMENTE!

  • Tiago disse:

    Tem pedestre que fica desfilando, caminha devagar de propósito e ainda debocha do motorista.

  • Nerci disse:

    Santa Rosa é a terra em que os pedestres só têm direitos, mas se esquecem de exercer o direito/dever de atravessar a faixa de segurança com rapidez, e assim usufruir de sua preferência em respeito ao trânsito e aos motoristas. Infelizmente, os adolescentes e jovens dessa cidade desfilam sobre a faixa como se fosse passarela, chegando até ao deboche, o que é realmente triste ao considerarmos que essas crianças em suas atitudes, serão os motoristas de amanhã. Será que eles terão a mesma paciência com os outros que nós de hoje estamos tendo com eles? Quanto ao caso em comento, não posso tecer opinião porque não vi, e, também, precisamos considerar que há muitos motoristas que não respeitam a faixa de segurança, nem via preferencial, não utilizam os piscas, enfim, são uma arma ao volante. Enfim, todos têm razão, e ninguém tem razão, em sua totalidade. Sujiro que os pais orientem seus filhos a exercer os seus direitos, mas os ensinem, da mesma forma, que tê, deveres a obedecer. Obrigado!

  • Katia disse:

    Concordo com a Nerci.

    A respeito das faixas de segurança, estão colocadas de forma irregular em Santa Rosa (principalmente as que ficam próximas das rótulas, uma vez que para o pedestre poder passar, o motorista precisa parar dentro da rotatória, trancando muito o fluxo de veículos).

  • Josi disse:

    Sou pedestre na maioria das vezes e há tempos venho percebendo o ar de soberba das pessoas ao atravessar a faixa de pedestre, como se, ‘por ser de segurança’, fosse protegê-las fisicamente de qualquer acidente, porque foi criada para este fim. A questão é que temos que exercer a cidadania, assim como queremos ter segurança em atravessar a rua, não podemos esquecer que não nos custa nada olhar pro lado pra ver se o motorista está prestando atenção em nós. É muito fácil sentar o pau nos motoristas e generalizar, como se todos os motoristas fossem imprudentes e não respeitassem a faixa. Não é porque a faixa é de segurança que as pessoas vão confiar e atravessar praticamente de olhos fechados, sem sequer olhar para o lado, como a maioria das pessoas fazem! Eu jamais atravesso a faixa de segurança sem olhar se o motorista percebeu que estou por atravessar, porque, se por um lado a faixa é de segurança, segundo a lei de trânsito, por outro, se o motorista não me enxergar, eu posso morrer atropelada por isso e lei de proteção alguma ao pedestre me trará de volta! Por outro lado, vivi uma situação em que estava no carro e uma moça apareceu do nada e simplesmente se atravessou na faixa de segurança, e, para não atropelá-la, tivemos que frear o carro bruscamente, o que fez nos machucarmos muito e quase ocasionar um outro acidente, pois o carro de trás quase bateu no nosso. Estávamos a 30km/h. E aí? Os causadores em qualquer um dos acidentes seríamos nós, apesar de a culpa ser sempre do de trás, sabemos que seria por uma parada brusca nossa. Ou atropelaríamos a moça ou causaríamos um engavetamento no trânsito. Andávamos devagar, mas custava a pedestre sinalizar, ou ao menos se tornar mais visível? Ou quem sabe, esperar o carro passar e esperar, quem sabe 10 segundos, no máximo, até que o fluxo a permitisse atravessar sem ter que causar isso? É tão difícil para o ser humano viver em meio a sociedade e ter bom senso? Eu sei que se o carro de trás batesse no nosso, a culpa, segundo a lei, seria dele, mas meu bom senso me faz compreender que o de trás também não conseguiria frear a tempo. Então, somos tão agarrados em nossas leis, nos escondemos tanto por trás delas, que vemos apenas um lado da questão: o nosso. Enquanto as pessoas não souberem viver em sociedade e não pensarem em melhorar o convívio como um todo, vamos viver desta forma, nessa selva de pedra, buscando sempre um culpado pros erros que nós mesmos poderíamos consertar. Bom senso, gente. Faria todo mundo viver melhor.

Comentários