clicRBS
Nova busca - outros
17 jun16:55

Caixas de leite viram porta-objetos no Instituto Federal Farroupilha

Alunos do Instituto Federal Farroupilha de Santa Rosa investem num empreendimento criativo e acessível: um porta-objeto feito com caixas de leite. A miniempresa Put In é formada por 21 alunos, que investem no produto esteticamente muito bonito e que ajuda a organizar os ambientes.

Outra vantagem deste porta-objetos  é ser ecologicamente correto, já que é feito 95% com materiais recicláveis.

O produto


A ideia de confeccionar este produto surgiu a partir de uma lista variada de itens, sugeridos pelos alunos participantes. Foram analisados os prós e contras de cada produto, com pesquisas de mercado e preços. Para os dois últimos produtos em análise (porta-objetos e peso de porta), foram feitos protótipos. Onde por votação foi definida a produção do porta-objetos.

A escolha do nome produto, PUT IN, deriva da expressão em inglês “colocar em”.

A miniempresa possui uma diretoria que coordena as ações: presidente Lenise Herter, Diretora de Finanças, Karina Schiavo Seide; Diretor de Marketing, Vinicius Vacari de Brum; diretora de Produção, Jaqueline Borgartz, e Diretora de Recursos Humanos, Rafaelli Szimanski.

Como é produzido


Os materiais empregados são revistas, caixas de leite, cola, EVA e fita crepe. Todo o processo de produção é separado por etapas, divididas em grupo de pessoas em mesas diferentes.

Na primeira etapa as folhas das revistas são destacadas, dobradas ao meio e cortadas no lugar da dobra. Cada metade é enrolada na forma de canudos com uma agulha de tricô n° 4. Ao mesmo tempo em que essa fase ocorre, a parte superior das caixas de leite são cortadas e limpas. Posteriormente os canudos passam para uma segunda mesa, onde as pontas são cortadas. Quatro caixas são unidas com a fita crepe. A cola é passada na superfície das caixas, onde são colados os canudos. Os “porta-tudo” são fabricados em diversas cores.

Depois da colagem as caixas passam para a etapa do acabamento, onde são coladas com cola quente na parte inferior da caixa uma base de EVA. É também nessa fase que são corrigidos os eventuais defeitos do produto.

A miniempresa atua na produção de encomendas, e ainda comercializa os produtos na escola, comunidade e comércio.

Bookmark and Share

Por

Comentários