clicRBS
Nova busca - outros
30 set11:51

Santa Rosa democratiza a Sétima Arte

Andressa Streicher e Deisi Fabrim, leitoras-repórteres*

Quem não teve a oportunidade de prestigiar o 39° Festival de Gramado, tem a possibilidade de apreciar os filmes premiados em Santa Rosa, por meio do 3° Santa Rosa Mostra Gramado e 1º Festival de Cinema e Vídeo.

Durante o dia são exibidos os curtas da mostra competitiva, vindos de diferentes lugares do Estado e que atingem uma pluridade de gostos. À noite é a vez da exibição dos longas premiados no último Festival de Cinema de Gramado.

A mostra exibiu na noite desta quinta-feira o documentário Esporte Club Guarani – 50 anos de Glória por Adico Tolazi e o longa-metragem “Riscado” do diretor carioca Gustavo Pizzi, que retrata de maneira realista a batalha vivida por uma atriz para sobreviver através do seu trabalho. O longa-metragem foi vencedor das categorias melhor diretor, atriz, roteiro e trilha musical do Festival de Cinema de Gramado 2011, sendo classificado pela crítica como um dos melhores filmes nacionais do momento.

- Santa Rosa é o primeiro município a assistir ‘Riscado’ depois de Gramado. Nenhum lugar do Brasil assistiu ainda. Então isso nos remete para um desafio maior, que é consolidar este projeto e continuar lutando para garantir que outros municípios também possam estar acompanhando isso. E também para que o cinema volte a ser uma atividade frequentada pela população – destaca o Secretario de Cultura e Turismo Ângelo Elocir Zeni.

O desafio do 1º Festival de Cinema

Neste ano, além da Mostra Gramado os santa-rosenses foram presenteados com o 1° Festival de Cinema e Vídeo de Santa Rosa – 80 anos. Na tarde de ontem foram exibidos, na categoria livre, os filmes: Corneteiro não se mata de Pablo Müller; Veloz de Felipe Iop Capeleto e Marcos Borba; Gaveta de Richard Tavares; Trajeto de Leonardo Wittmann; e Angorá de Emerson Evêncio. Na categoria estudantil foram apresentados os filmes: Impulso, convergindo meios diferentes de Jucas Fortes; e Encontro Adiado de Kelly Demo Christ. Dois eventos essenciais para disseminar e incentivar a cultura cinematográfica, além de apresentar as obras produzidas no município e região.

- A cidade é muito guerreira, o povo é muito batalhador, tem cultura na raiz, só tem que estimular mais a cultura do audiovisual. É uma cidade feita de cultura, aqui tem coisas que muitas vezes não encontramos em cidades mais próximas de capitais – destacou a Coordenadora Executiva do Festival de Cinema de Gramado, Liege Nardi, presente na Mostra.

* As leitoras-repórteres são acadêmicas do curso de Comunicação Social, habilitação em Jornalismo da Unijuí

Bookmark and Share

Por

2 Comentários »

  • Junior disse:

    Boa matéria, parabéns gurias…

  • Kassieli disse:

    Matéria bem completa, parabéns às leitoras-repórteres. Bela iniciativa do munícipio!

Comentários