clicRBS
Nova busca - outros
18 out09:56

Suspeitos da morte de Milani devem responder por latrocínio

Quando Benoni Milani, 63 anos, decidiu participar de um torneio de cartas no último dia 6 de outubro, não imaginava que o desfecho daquela noite seria trágico. Naquela quinta-feira, o metalúrgico trabalhou durante o dia inteiro e decidiu compensar com um momento de lazer com amigos.

O homem foi agredido em frente a um restaurante, na avenida Tuparendi

Já era madrugada de sexta-feira, por volta das 0h20min, quando caminhava pela avenida Tuparendi, centro de Santa Rosa, noroeste do Estado, a caminho de sua residência, onde morava com a mulher. Nas proximidades de sua casa foi surpreendido por dois homens.

A vítima tinha apenas R$ 31,00 em seu bolso e foi espancada pelos assaltantes.

A Brigada Militar de Santa Rosa foi acionada e os suspeitos foram presos em flagrante, com a carteira da vítima. João Valmir de Souza, 41 anos, e Cristian Jacuboski, 22 anos, foram encaminhados para o presídio estadual de Santa Rosa. Souza negou a autoria do crime. Já o rapaz de 22 anos assumiu que participou do crime e confirmou que estava na companhia do outro.

O metalúrgico foi socorrido e ficou hospitalizado, em estado grave, desde então. Ele morreu às 17h45min deste domingo, no hospital Vida e Saúde. Ele foi sepultado na tarde desta segunda-feira no cemitério municipal de Santa Rosa, em um clima de comoção da comunidade.

- É difícil aceitar porque não precisavam bater nele assim, ele tinha 63 anos. Naquele dia ele participou do torneio, uma das poucas diversões que tinha – comentou emocionado o filho, Jeferson Leandro Milani.

Diante da morte de Milani, os suspeitos podem responder por latrocínio.

- A pena do latrocínio é de 20 a 30 anos de prisão. Os indiciados estão presos preventivamente, à disposição da Justiça – afirma o delegado Ubirajara Diehl Júnior.

A mulher e os dois filhos estão inconformados com a brutalidade do crime

Bookmark and Share

Por

Comentários