clicRBS
Nova busca - outros
09 nov14:08

Comemoração em dose dupla

Orgulhosa, a mãe Ana Paula Schmidt homenageia os irmãos Pedro Henrique Schneider e Paulo Ricardo Schmidt que celebram seu aniversário em novembro.

“Filhos,

Anos se passaram, mas parece que foi ontem que os recebi dos braços do Pai.

Sim… Naquele instante mágico! Sua concepção marcara o início da nossa história.

Uma história cheia de luz, pois foi gerada com muito amor.

Uma história cheia de alegria, pois era início de muitas possibilidades: sonhos, fé e, principalmente, da certeza de que além de filhos, eu recebia de presente um amigo fiel, um eterno companheiro, um cúmplice para uma longa caminhada cheia de buscas e descobertas.

Que Deus sempre os proteja, é o meu maior desejo!

Que Deus os encha de amor, verdade e paz são meu eterno pedido!

Que nossos esforços sejam úteis, não apenas para nós três, mas para toda humanidade;

Que vocês sejam grandes! Mas nunca se esqueça de abraçar o pequeno;

Que vocês sejam fortes! Mas nunca se envergonhe de pedir perdão, todas as vezes que for necessário;

Que vocês sejam sempre terno e carinhoso! Mas nunca deixe de ser rígido para a construção da justiça;

Que vocês caminhem rumo ao sucesso! Mas nunca esqueça que a humildade e o discernimento são irmãos e sempre deverão andar de mãos dadas;

Que vocês vivam intensamente! Mas nunca esqueça de que existem os que caminham lentos pelo próprio cansaço do dia-a-dia, pelas batalhas, pelos sonhos desfeitos, sucessivas ilusões e desilusões;

Quando chegar o dia dos nossos rumos tornarem-se opostos, nunca se esqueça meus filhos, que mesmo assim, sempre estarei juntinho a vocês. Estaremos eternamente ligados por laços de amor que juntos construímos a cada despertar e anoitecer dos nossos dias.

Cresçam…, corram…, tentem…, inventem…, criem…, transformem…, amem…, se apaixone…, viva… corrija…, perdoe…

Mas nunca se esqueçam de colocar amor em tudo o que você fizerem na vida, seja qual for a tarefa, seja qual for a missão, seja qual for o papel a ser desempenhado, só o aceitem se o fizer com muito respeito e amor. Foi com essa mesma fórmula que os concebi em meu ventre.

Todas as vezes que em silêncio eu chorava pelo cansaço e queria desistir, foi com a doçura dos seus olhos e suas mãos pequenas a me buscar… que fui descobri que eu era forte e devia continuar. Hoje quando lhe olho, me sinto grande por ter conseguido lhe gerar.

Filhos Queridos! Amo muitíssimo vocês! De sua mãe que te ama muuuito!!!!!!!

Obrigada meus filhos! Obrigada por vocês existirem!”

Bookmark and Share

Por

Comentários