clicRBS
Nova busca - outros
18 nov16:29

Estradas da região abandonadas pelo DAER

Carlos Etchichury, Zero Hora

Responsáveis pela integração de municípios produtores de soja, milho e trigo, nas regiões noroeste e central do Rio Grande do Sul, três rodovias secundárias, administradas pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), padecem da mesma chaga: rachaduras e crateras no asfalto, mato no lugar do acostamento, sinalização precária.

Ontem, a equipe multimídia do grupo RBS De Olho nas Estradas viajou pelas rodovias Rosário do Sul-São Vicente do Sul (ERS-640) e Ijuí-Maurício Cardoso (ERS-342). Na segunda-feira, os jornalistas haviam percorrido Campo Novo-Boa Vista do Buricá (ERS-220).

em Ijuí, um dos celeiros do Noroeste, e se encerra em Doutor Maurício Cardoso, na fronteira com a Argentina. A estrada está tão precária, que, em alguns trechos, o asfalto está derretendo – realidade semelhante à encontrada pela equipe na Santa Rosa-Porto Xavier (ERS-471), também administrada pelo Daer. Proprietário de um posto de combustível e sócio de uma borracharia, Ari Flores Copatti, 44 anos, já presenciou situações quase inverossímeis. Ele conta:

- Numa noite de sexta-feira, 10 pessoas tiveram pneus furados num trecho de quatrocentos metros. Já presenciei motoristas furarem os dois pneus de um veículo num mesmo buraco, consertarem, colocarem estepe e furarem um terceiro pneu.

No início da semana, ao fazerem os 30 quilômetros do traçado Campo Novo-Boa Vista do Buricá (ERS-220), os repórteres haviam deparado com uma via esburacada e sem nenhuma sinalização vertical.

CONTRAPONTO

O que diz Milton Cypel, diretor de infraestrutura do Daer

“A estrada Rosário do Sul-São Vicente do Sul (ERS-640) é antiga não está preparada para receber tráfego de veículos pesados. Ela tem problemas estruturais, mas não há previsão de intervenção mais profunda. Continuaremos fazendo operações tapa-buracos. A estrada Campo Novo-Boa Vista do Buricá (ERS-220) também continuará recendo tapa-buracos. Já a Ijuí-Maurício Cardoso (ERS-342) receberá uma intervenção mais profunda, de restauração, a partir de dezembro”

Clique aqui para ler a reportagem completa em zerohora.com

Bookmark and Share

Por

Comentários