clicRBS
Nova busca - outros

acidente de ônibus

15 mar11:36

Órgãos de vítima do acidente com ônibus em Santa Catarina são doados

Leila Endruweit, Zero Hora

Após a confirmação da morte cerebral de Jussara Lamel dos Santos Schuster, 27 anos, na tarde de ontem, a família da jovem optou por doar todos os seus órgãos. Ela é a 28ª vítima do acidente envolvendo um ônibus de turismo gaúcho, que levava uma excursão de Santo Cristo para Pato Bragado, no Paraná, e uma carreta carregada com madeira, no início do feriadão de Carnaval, na BR 282, em Descanso, Santa Catarina.

Ainda na noite de ontem, após resultado de exame sorológico, foram captados rins, córneas, fígado, pâncreas e coração para válvulas. Essa foi a 11ª captação de órgãos do Hospital São Francisco, de Concórdia, Santa Catarina, onde Jussara estava internada na UTI desde a madrugada do acidente.

A doação foi um pedido feito por Jussara ao marido. Os órgãos beneficiaram nove pessoas.

Bookmark and Share
2 comentários
15 mar11:08

28ª vítima do acidente com ônibus em Santa Catarina está sendo velada

Lisiane Sackis, RBS TV Santa Rosa


Está sendo velada neste momento, em Santo Cristo, a 28ª vítima do acidente na BR 282, em Descanso, no oeste de Santa Catarina. É mais uma triste despedida para os familiares e  para a comunidade de Linha Salto,  no interior de Santo Cristo, que já enterrou 20 vítimas do acidente.

O velório de Jussara Lamel dos Santos Schuster, 27 anos, está acontecendo na igreja da comunidade. Jussara teve morte cerebral ontem, no Hospital São Francisco em Concórdia, Santa Catarina, onde estava na UTI .

A família autorizou a doação de órgãos e a retirada foi feita por uma equipe de Florianópolis. Cinco órgãos foram doados: coração, rins, pâncreas, córneas e fígado.

A missa será hoje às 16h45min, seguida do enterro no cemitério de Linha Salto, Santo Cristo. Jussara era casada com Clóvis Shuster, um dos 23 sobreviventes do acidente.

O ônibus em que eles viajavam colidiu com uma carreta bitrem no sábado de carnaval. O casal tinha uma filha de um ano e meio.

Ela era cunhada de Cláudio e José Lauri Schuster que também morreram no acidente. Jussara morava e trabalhava em Santa Rosa.  Dos sobreviventes sete ainda estão internados em Santa Catarina e Santa Rosa. Dois em estado grave.

Bookmark and Share
Comente aqui
11 mar11:36

Dez pessoas envolvidas no acidente em Santa Catarina seguem hospitalizadas

Vandré Assenheimer, reprodução RBS TV Santa Rosa

Dez pessoas que estavam no ônibus que se acidentou na madrugada de sábado, em Santa Catarina, seguem hospitalizadas. Todas elas tem familiares na linha Salto, interior de Santo Cristo.

Dos feridos, seis estão internados em Santa Catarina, um em Passo Fundo e três em Santa Rosa.

Santa Catarina

-Jussara Schuster, 27 anos, internada na UTI do hospital, em  estado grave

-Magnus Schmidt, 24 anos, internado na UTI do hospital de Xanxerê, estado grave

-Adelmo Kraemer,51 anos, internado em estado regular no hospital de Chapecó,fará cirurgia de coluna

-Almiro Maders, 46 anos, internado em São Miguel do Oeste, fez cirurgia em recuperação e deve ser transferido para Santa Rosa

-Maikel Schmidt,29 anos, internado em São Miguel do Oeste, onde se recupera de cirurgia

-Maria Terezinha da Silva , 46 anos, internada na UTI do hospital de Concórdia, em estado grave

Passo Fundo

Aline Hammes, 28 anos,  está em tratamento de fraturas no hospital São Vicente

Santa Rosa

Laurindo Artus, 51 anos, está no UTI  do hospital Vida e Saúde, em estado estável com pneumonia

Alcides Kraemmer, 58 anos, está no quarto, em estado estável

Nívea Lisenfeld, 28 anos, está na UTI do hospital Vida e Saúde, em estado estável com problemas na coluna

Bookmark and Share
Comente aqui
10 mar15:25

Sonho indicou possibilidade de tragédia

Sandra Ribas*, leitora-repórter

Na madrugada de sábado, dia 5, tive um sonho. Sonhei que estava voltando de Santa Catarina em viagem com meus pais e meu filho, avistamos uma linda paisagem e paramos para tirar fotos. Foram tiradas várias fotos de mim e minha família e atrás apareciam belas montanhas e curvas.

Após tirar as fotos, peguei a máquina fotográfica e comecei a olhar as fotos, mas avistei algo que não havia na paisagem anteriormente. Eram lavas de fogo saindo do topo das montanhas que haviam na paisagem (como se fosse um vulcão enfurecido).  Encostei meu dedo na imagem do fogo e meu dedo ficou cheio de sangue.

Assim, acordei as 3h15min da madrugada, com meu filho chamando para eu fazer o leite dele na mamadeira.

Voltei a dormir e acordei às 8h. Contei o sonho para meus pais, pois moro com eles, e ligamos para meus irmãos em Santa Catarina para ver se estava tudo bem com eles. Foi a primeira coisa que nos passou. Lendo um livro sobre sonhos que temos em casa apareceu que havia morte de alguem próximo, desacreditei na hora.

E às 9h30min veio a notícia de que meu padrinho estava no trágico acidente e foi uma das vitimas, o Silvino Diel. Não sabíamos dessa viagem. Creio eu que uma triste coincidência mas que nunca mais esquecerei.

*Sandra Ribas, 27 anos, moradora de Santa Rosa

Bookmark and Share
Comente aqui
10 mar11:17

Órfão de 4 anos recebe cuidados da nova família

Maristani Weiand, RBS TV Santa Rosa

Leonardo brinca com tios e primos

O sobrevivente que virou símbolo da tragédia que matou 27 pessoas, na madrugada de sábado em um acidente em Santa Catarina, é um menino de quatro anos. Leonardo Weimer saiu do hospital na manhã desta quarta-feira. Ele está sendo preparado para uma nova vida.

O olhar desconfiado de Leonardo mostra o quanto está assustado com tudo o que aconteceu nos últimos dias. Ele estava no ônibus da tragédia junto com os pais, Ari Weimer, 49 anos, e Marli Ickert, 40 anos, que não resistiram.

O menino teve apenas alguns arranhões  e na manhã de quarta-feira deu alta do hospital de Giruá para onde tinha sido transferido.  A família tentou aliviar este primeiro dia, com presentes e passeios. Rubem, tio de Leonardo, diz que o menino não se cansa de contar como o acidente aconteceu.

- Ele estava no colo da mãe dele e que dali a pouco deu um estouro e ele foi jogado, arremessado para fora. E ele ficou deitado, debaixo de madeiras e de pessoas, mas ficou quietinho, não chorava, depois aí é que veio o bombeiro. Ele fala muito no bombeiro que salvou ele, que pegou ele no colo – conta o tio Rubem Weimer, que adotou o menino.

Os tios foram orientados para falar a verdade.

- Minha esposa disse, teu pai e tua mãe morreram e, ele saiu chorando e se escondeu debaixo da cama – lembra o tio.

A família decidiu que a guarda de Leonardo vai ficar com os tios que também são padrinhos. Um ajuste familiar que precisará de apoio psicológico.

- Eu prometi a eles no caixão que ele seria bem cuidado. E vai ser bem cuidado – afirmou a tia Eva Weimer.

Leonardo ganhou além dos novos pais, dois irmãos, Anderson e Andressa. Primos, que segundo ele, adoram brincar.

Os Weimer já oficializaram o aumento da família. Foi Leonardo quem colou o bonequinho na traseira do carro. O álbum de fotos também terá um formato diferente.

Luís Frey

Luís Frey

Luís Frey

Luís Frey

Luís Frey

Bookmark and Share
1 comentário
10 mar10:40

Apoio que vem da Alemanha

Milhares de pessoas de todo o Brasil e do exterior tem manifestado mensagens de apoio às famílias das vítimas do acidente com o ônibus em Santa Catarina, na madrugada de sábado, que matou 27 pessoas.

Nesta semana o clicRBS Santa Rosa recebeu uma manifestação especial. Mayde Neumann, moradora de Münster, na Alemanha, enviou uma mensagem no idioma alemão onde manifesta seu pesar e suas palavras de apoio à comunidade de linha Salto, que perdeu 21 moradores. Por Santo Cristo ter sido colonizado por imigrantes alemães, a maior parte de seus moradores tem o alemão como idioma cotidiano.

Confira o comentário e a tradução aproximada:

Comentário original:

Liebe Trauergemeinde von Linha Salto,
Santo Cristo und Santa Rosa!

Wir sterben des Todes und sind wie Wasser,
das auf die Erde gegossen wird
und das nicht wieder gesammelt werden kann;
aber Gott will nicht das Leben wegnehmen.

2. Samuel 14,14

Du machst meine Tage nur eine Handbreit lang,meine Lebenszeit ist vor dir wie ein Nichts.
Ein Hauch nur ist jeder Mensch.
Und nun, Gott, womit soll ich mich trösten?
Ich hoffe auf dich.
Hör mein Gebet, Gott, vernimm mein Schreien,
schweig nicht zu meinen Tränen!

Psalm 39

Gott ist mein Hirte, mir wird nichts mangeln.
Und ob ich schon wanderte im finstern Tal,
fürchte ich kein Unglück;
denn du bist bei mir,
dein schützender Hirtenstab tröstet mich.

Psalm 23,1-4

Liebe Trauergemainde!
Wenn die Zeit vollendet ist und ein lieber Mensch
von uns geht, verliert die Sonne ihren wärmenden Schein
und wir trauern in der Dunkelheit dieser lichtlosen Tage.

Der viel zu frühe Tod von so vielen lieben Menschen hat
auch mich betroffen und traurig gemacht. Ich habe in den
vergangenen Tagen unentwegt an Euch denken müssen.

Meine aufrichtige Anteilnahme und Mitgefühl
mit jeder betroffenen Familie.

Maydie Neumann
(Münster, Deutschland)

Tradução aproximada:

Queridas comunidades enlutadas de Linha Salto, Santo Cristo e Santa Rosa!

Porque temos de morrer, e somos como águas derramadas na terra

Que já não se podem juntar; pois Deus não tira a vida, mas cogita meios para que o banido não permaneça arrojado da sua presença.

2. Samuel 14,14

Deste aos meus dias o comprimento de alguns palmos; à tua presença o prazo de minha vida é nada. na verdade, todo homem, por mais firme que esteja é pura vaidade.

E eu, Senhor, que espero? Tu és a minha esperança.

Escuta a minha oração, ó Deus, ouve o meu clamor, não te cales perante as minhas lágrimas!

Salmo 39

O Senhor é meu pastor: nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.

Querida comunidade enlutada!

Quando o tempo se completou e uma pessoa querida parte do nosso meio, o sol perde seu calor brilhante e nós estamos em luto na escuridão neste dia sem brilho (sem sol).

A morte muito prematura de muitas pessoas queridas também me abalou e me deixou triste. Nesses dias pensei o tempo inteiro em vocês.

Minhas sinceras condolências e sentimentos com todas as famílias atingidas.

Mayde Neumann

(Münster, Deutschland)

Bookmark and Share
Comente aqui
09 mar10:46

Onze pessoas envolvidas na tragédia em Santa Catarina continuam hospitalizadas

Onze pessoas continuam hospitalizadas em decorrência do acidente que matou 27 pessoas, na madrugada de sábado em Descanso, Santa Catarina. Nesta manhã duas pessoas foram liberadas: Rosângela Klein Schuster, 41 anos, que estava no hospital Vida e Saúde de Santa Rosa e Leonardo Weimer, 4 anos, que perdeu os pais no acidente e estava internado em Giruá.

Seguem em Santa Catarina, seis moradores da linha Salto, interior de Santo Cristo:

-Jussara Schuster, 27 anos, internada na UTI do hospital de Concórdia. Seu estado é  regular.

-Magnus Schmidt, 24 anos, hospitalizado na UTI em Xanxerê. O estado de Magnus é grave.

-Adelmo Kraemer,51 anos, internado em Chapecó, em estado regular.

-Almiro Maders, 46 anos, está em recuperação em São Miguel do Oeste, onde passou por cirurgia.

-Maikel Schmidt,29 anos, está em São Miguel do Oeste e se recupera de cirurgia.

-Maria Terezinha da Silva , 46 anos, internada na UTI do hospital de Concórdia, em estado grave.

No Rio Grande do Sul são cinco pessoas que estão hospitalizadas. Aline Hammes, 28 anos, está internada em Passo Fundo com fraturas em tratamento. Os demais estão próximos dos familiares que moram em linha Salto, uma vez que estão internados no hospital Vida e Saúde de Santa Rosa:

-Laurindo Artus, 51 anos, tem o estado de saúde grave.

-Alcides Kraemmer, 58 anos, está em estado estável.

-Nívea Lisenfeld, 28 anos, em estado estável, passa por avaliação traumatológica.

-Wilibaldo Reichert, 54 anos, está com seu estado de saúde estável.

Bookmark and Share
1 comentário
08 mar15:10

Vítimas eram líderes e pessoas muito queridas pela comunidade

reprodução

O acidente com o ônibus no oeste catarinense interrompeu muitos projetos da comunidade de linha Salto. Muitos líderes e pessoas queridas da comunidade morreram. Conheça quem eram essas pessoas, que deixam 43 órfãos e milhares de pessoas enlutadas.

ALCEU JOSÉ KRAEMMER, 40 anos era metalúrgico e tinha lavoura na linha Salto. Fazia parte do grupo de bolão há aproximadamente 15 anos. Era casado e tinha três filhos. Segundo amigos, era uma pessoa muito querida e de fácil relacionamento.

ANTONINHO SESSI, 59 anos, era pedreiro. Participava ativamente da comunidade São Domingos de Sávio, em Santa Rosa, onde era chefe do patrimônio e foi velado. Antoninho era responsável pelo patrimônio da comunidade, fazia todas as obras. Construiu várias casas na vila Flores. Era casado e deixa dois filhos.

ARI WEIMER, 49 anos, era natural de Boca da Picada, interior de Giruá. Morava em Santa Rosa há dois meses, onde trabalhava como metalúrgico. Ele era irmão do vereador Rubem Weimer de Giruá. Viajou com a mulher, também morta no acidente, e o filho Leonardo, quatro anos, que sobreviveu.

CHARLES ESIQUIEL KRAEMMER, 31 anos, trabalhava como metalúrgico. Adorava jogar bolão com os amigos.Era casado com Nívea Andreia Lisenfeld, que também viajou. O casal morava em linha Salto e tem uma filha de 12 anos.

CLAUDINO JOÃO BOCORNI, 59 anos, morreu juntamente com dois irmãos, a mulher e um cunhado. Claudino e seus irmãos eram membros do grupo de bolão. O casal, que tinha lavoura em linha Salto, deixou três filhos.

CLAUDIO SCHUSTER, 51 anos, era agricultor e fazia serviços gerais em um armazém. Participava ativamente do grupo de bolão da linha Salto. Claudio deixou mulher e três filhos.

DIONISIO FROHLICH, 55 anos, era açougueiro e agricultor. Deixa mulher, quatro filhos e um neto. Costumava jogar bolão com os amigos.

ELOI BOCORNI, 54 anos, marido de Liane Lucia, Loebens Bocorni, também morta no acidente. O casal que tirava seu sustento da agricultura, deixa dois filhos. Eloi costumava jogar bolão em companhia dos irmãos Claudino e Paulo Cezar, que morreram no acidente.

ILDO JOSE SCHMIDT, 56 anos, era o líder religioso da comunidade. Era uma pessoa muito comunicativa e querida por todos em Santo Cristo. Nos momentos difíceis era em Ildo que a comunidade buscava seu conforto. Ministro da eucaristia há 25 anos, decidiu aproveitar a viagem com o s filhos Magnus e Maikel, que seguem internados. O professor de ensino fundamental iria se aposentar na próxima quarta-feira. Ele era sogro de Keli Kraemmer, que morreu no acidente, e de Senir Schmidt, que está internada. Além dos filhos e nora, ele deixa a mulher Marlene.

JILVANI DOS SANTOS, 30 anos, agricultora, era mulher de Vanderlei Jose Kuhn, também morto no acidente. Irmã do Jair Dos Santos, que estava no mesmo ônibus, mas sobreviveu. O casal deixa um filho de pouco mais de um ano e outro, de sete, que ficarão sob os cuidados da tia.

JOÃO IRINEU BAMBERG, 53 anos, além de pedreiro, tinha lavoura em linha Salto.Uma de suas maiores alegria era jogar bolão. Perdeu uma filha há um ano em um acidente na esquina da entrada da linha Salto.Ele deixa mulher e dois filhos.

JOÃO MARCELO DA SILVA, 44 anos, era pedreiro e viajou com a esposa Maria Teresinha Eich Da Silva, que está viva. O “Kiko” era reconhecido pela sua animação e por ser um bom jogador do time de bolão. Natural da linha Salto mudou-se com a família para Guia Lopes, interior de Santa Rosa. Deixa dois filhos.

JOSE LAURI SCHUSTER, 47 anos, era funcionário do Fórum de Santa Rosa e violeiro do coral da igreja da comunidade de linha Salto. Viajou com a mulher, Rosangela Klein Schuster, que sobreviveu. Deixa três filhos.

KELI REGINA KRAEMMER, 23 anos, morava em linha Salto, interior de Santo Cristo. Era namorada de Magnus, que está internado e nora do líder da comunidade, o professor Ildo Schmidt, morto em Santa Catarina. Ela era balconista em uma farmácia de Santa Rosa.

LIANE LUCIA LOEBENS BOCORNI, 47 anos, empregada doméstica, era mulher de Elói Bocorni,que morreu no acidente. Pouco antes do acidente ligou para o filho para dizer que o amava. O casal tinha dois filhos, muito queridos pela comunidade.

MARILEI ESTER ESCHER, 27 anos, natural de Vila Sírio, era casada há dois anos com Marcelo Luiz Seger, que sobreviveu à tragédia. Ela trabalhava como empregada doméstica e vivia na Linha Salto.

MARLENE PUHL BOCORNI, 56 anos, era mulher de Claudino João Bocorni, também morto no acidente. Ela tinha 56 anos e trabalhava como agricultora e confeiteira. Era uma cozinheira de “mão cheia”. Marlene e seu marido tinham três filhos e um neto.

MARLI ANGELA ICKERT, 40 anos, era natural de Giruá e trabalhava em um escritório de contabilidade de Santa Rosa. Marli viajou com seu marido Ari Weimer, com quem tinha um filho de quatro anos, que sobreviveu à colisão.


MARLISE SCHMIDT, 30 anos, viajou com o marido Sidinei Rodrigo Kensy, que está vivo. Ela era balconista e deixa uma filha de dez anos. Ela adorava viajar e o casal pretendia ter mais um filho em breve.

MOACIR JOSE KRAMER, 43 anos,era presidente da Sociedade Recreativa Tiradentes de linha Salto e participava ativamente do grupo de bolão. De acordo com moradores, Moacir era uma grande liderança e estimulou a união da comunidade. Comerciário, tinha quatro filhos e não era casado.

NOLAR ODILO LOEBENS, 39 anos, era metalúrgico e agricultor. Costumava jogar bolão com os amigos. Deixou mulher e dois filhos, que moram na linha Salto.


PAULO CEZAR BOCORNI, 47 anos, agricultor, era irmão de Claudino João Bocorni e Eloi Bocorni, também mortos no acidente. Deixou mulher e duas filhas.

SILVINO DIEL, 56 anos, era natural de linha Salto e trabalhava como comerciante em Santa Rosa. Participava do grupo de bolão da comunidade.Ele deixa mulher, quatro filhos e uma neta.

VANDERLEI JOSÉ KUHN, 32 anos, marido da Jilvani dos Santos, morta no acidente. Muito atuante na comunidade, Vanderlei era muito extrovertido e sempre estava de bem com a vida. O casal tinha lavoura e morava na linha Salto e deixa dois filhos.

LUCIANO ANDRÉ HOFFMANN, 36 anos, que dirigia o ônibus, era sócio-proprietário da empresa Nyland de Horizontina. Ele morava há sete anos com a mulher e oficializou a união um dia antes da tragédia. Luciano tinha uma filha de dois anos.

Bookmark and Share
3 comentários
07 mar17:47

Quatro integrantes de bloco carnavalesco seguem internados em Três Passos

Zero Hora

Brigada Militar, divulgação

Apenas quatro integrantes de um bloco de carnaval seguem internados na tarde desta segunda-feira após uma colisão envolvendo o ônibus em que estavam e um caminhão de carga, na BR-468, em Três Passos. Ao todo, 41 pessoas feridas no acidente.

Segundo informações do hospital, o estado de saúde dos pacientes é regular. Não há previsão para que eles recebam alta.

Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Ijuí, que atendeu a ocorrência, o acidente ocorreu às 23h45min deste domingo.

Acompanhe mais informações em zerohora.com

Bookmark and Share
Comente aqui
07 mar16:50

Quatro vítimas do acidente no oeste catarinense seguem internadas em Santa Rosa

Desde ontem foram transferidas para o hospital Vida e Saúde de Santa Rosa, cinco pessoas envolvidas no acidente de ônibus no oeste catarinense. Entre elas, Charles Kraemmer, 31 anos, que morreu nesta madrugada em decorrência de uma hemorragia.

Ainda estão internadas em Santa Rosa, outras quatro pessoas. Rosângela Klein Schuster, 41 anos, que está muito abalada emocionalmente em função da perda do marido, José Lauri, 47 anos.

Também segue hospitalizado Alcides Kraemmer, 58 anos, que precisa passar por cirurgia devido a fraturas nos membros. O integrante do time de bolão da linha Salto perdeu no acidente o filho Charles, a sobrinha Keli e o irmão Alceu.

Já Wilibaldo Reichert, 54 anos, perdeu uma orelha. O filho de Wilibaldo, Rafael, perdeu os sogros no acidente: Claudino e Marlene Bocorni.

A mulher de Charles, que foi transferido mas acabou morrendo em Santa Rosa, chegou ao meio-dia e tem uma fratura na coluna. O estado de Nívea Andreia Liesenfeld, 28 anos, é estável.

Bookmark and Share
Comente aqui