clicRBS
Nova busca - outros

Santo Cristo

08 mar15:10

Vítimas eram líderes e pessoas muito queridas pela comunidade

reprodução

O acidente com o ônibus no oeste catarinense interrompeu muitos projetos da comunidade de linha Salto. Muitos líderes e pessoas queridas da comunidade morreram. Conheça quem eram essas pessoas, que deixam 43 órfãos e milhares de pessoas enlutadas.

ALCEU JOSÉ KRAEMMER, 40 anos era metalúrgico e tinha lavoura na linha Salto. Fazia parte do grupo de bolão há aproximadamente 15 anos. Era casado e tinha três filhos. Segundo amigos, era uma pessoa muito querida e de fácil relacionamento.

ANTONINHO SESSI, 59 anos, era pedreiro. Participava ativamente da comunidade São Domingos de Sávio, em Santa Rosa, onde era chefe do patrimônio e foi velado. Antoninho era responsável pelo patrimônio da comunidade, fazia todas as obras. Construiu várias casas na vila Flores. Era casado e deixa dois filhos.

ARI WEIMER, 49 anos, era natural de Boca da Picada, interior de Giruá. Morava em Santa Rosa há dois meses, onde trabalhava como metalúrgico. Ele era irmão do vereador Rubem Weimer de Giruá. Viajou com a mulher, também morta no acidente, e o filho Leonardo, quatro anos, que sobreviveu.

CHARLES ESIQUIEL KRAEMMER, 31 anos, trabalhava como metalúrgico. Adorava jogar bolão com os amigos.Era casado com Nívea Andreia Lisenfeld, que também viajou. O casal morava em linha Salto e tem uma filha de 12 anos.

CLAUDINO JOÃO BOCORNI, 59 anos, morreu juntamente com dois irmãos, a mulher e um cunhado. Claudino e seus irmãos eram membros do grupo de bolão. O casal, que tinha lavoura em linha Salto, deixou três filhos.

CLAUDIO SCHUSTER, 51 anos, era agricultor e fazia serviços gerais em um armazém. Participava ativamente do grupo de bolão da linha Salto. Claudio deixou mulher e três filhos.

DIONISIO FROHLICH, 55 anos, era açougueiro e agricultor. Deixa mulher, quatro filhos e um neto. Costumava jogar bolão com os amigos.

ELOI BOCORNI, 54 anos, marido de Liane Lucia, Loebens Bocorni, também morta no acidente. O casal que tirava seu sustento da agricultura, deixa dois filhos. Eloi costumava jogar bolão em companhia dos irmãos Claudino e Paulo Cezar, que morreram no acidente.

ILDO JOSE SCHMIDT, 56 anos, era o líder religioso da comunidade. Era uma pessoa muito comunicativa e querida por todos em Santo Cristo. Nos momentos difíceis era em Ildo que a comunidade buscava seu conforto. Ministro da eucaristia há 25 anos, decidiu aproveitar a viagem com o s filhos Magnus e Maikel, que seguem internados. O professor de ensino fundamental iria se aposentar na próxima quarta-feira. Ele era sogro de Keli Kraemmer, que morreu no acidente, e de Senir Schmidt, que está internada. Além dos filhos e nora, ele deixa a mulher Marlene.

JILVANI DOS SANTOS, 30 anos, agricultora, era mulher de Vanderlei Jose Kuhn, também morto no acidente. Irmã do Jair Dos Santos, que estava no mesmo ônibus, mas sobreviveu. O casal deixa um filho de pouco mais de um ano e outro, de sete, que ficarão sob os cuidados da tia.

JOÃO IRINEU BAMBERG, 53 anos, além de pedreiro, tinha lavoura em linha Salto.Uma de suas maiores alegria era jogar bolão. Perdeu uma filha há um ano em um acidente na esquina da entrada da linha Salto.Ele deixa mulher e dois filhos.

JOÃO MARCELO DA SILVA, 44 anos, era pedreiro e viajou com a esposa Maria Teresinha Eich Da Silva, que está viva. O “Kiko” era reconhecido pela sua animação e por ser um bom jogador do time de bolão. Natural da linha Salto mudou-se com a família para Guia Lopes, interior de Santa Rosa. Deixa dois filhos.

JOSE LAURI SCHUSTER, 47 anos, era funcionário do Fórum de Santa Rosa e violeiro do coral da igreja da comunidade de linha Salto. Viajou com a mulher, Rosangela Klein Schuster, que sobreviveu. Deixa três filhos.

KELI REGINA KRAEMMER, 23 anos, morava em linha Salto, interior de Santo Cristo. Era namorada de Magnus, que está internado e nora do líder da comunidade, o professor Ildo Schmidt, morto em Santa Catarina. Ela era balconista em uma farmácia de Santa Rosa.

LIANE LUCIA LOEBENS BOCORNI, 47 anos, empregada doméstica, era mulher de Elói Bocorni,que morreu no acidente. Pouco antes do acidente ligou para o filho para dizer que o amava. O casal tinha dois filhos, muito queridos pela comunidade.

MARILEI ESTER ESCHER, 27 anos, natural de Vila Sírio, era casada há dois anos com Marcelo Luiz Seger, que sobreviveu à tragédia. Ela trabalhava como empregada doméstica e vivia na Linha Salto.

MARLENE PUHL BOCORNI, 56 anos, era mulher de Claudino João Bocorni, também morto no acidente. Ela tinha 56 anos e trabalhava como agricultora e confeiteira. Era uma cozinheira de “mão cheia”. Marlene e seu marido tinham três filhos e um neto.

MARLI ANGELA ICKERT, 40 anos, era natural de Giruá e trabalhava em um escritório de contabilidade de Santa Rosa. Marli viajou com seu marido Ari Weimer, com quem tinha um filho de quatro anos, que sobreviveu à colisão.


MARLISE SCHMIDT, 30 anos, viajou com o marido Sidinei Rodrigo Kensy, que está vivo. Ela era balconista e deixa uma filha de dez anos. Ela adorava viajar e o casal pretendia ter mais um filho em breve.

MOACIR JOSE KRAMER, 43 anos,era presidente da Sociedade Recreativa Tiradentes de linha Salto e participava ativamente do grupo de bolão. De acordo com moradores, Moacir era uma grande liderança e estimulou a união da comunidade. Comerciário, tinha quatro filhos e não era casado.

NOLAR ODILO LOEBENS, 39 anos, era metalúrgico e agricultor. Costumava jogar bolão com os amigos. Deixou mulher e dois filhos, que moram na linha Salto.


PAULO CEZAR BOCORNI, 47 anos, agricultor, era irmão de Claudino João Bocorni e Eloi Bocorni, também mortos no acidente. Deixou mulher e duas filhas.

SILVINO DIEL, 56 anos, era natural de linha Salto e trabalhava como comerciante em Santa Rosa. Participava do grupo de bolão da comunidade.Ele deixa mulher, quatro filhos e uma neta.

VANDERLEI JOSÉ KUHN, 32 anos, marido da Jilvani dos Santos, morta no acidente. Muito atuante na comunidade, Vanderlei era muito extrovertido e sempre estava de bem com a vida. O casal tinha lavoura e morava na linha Salto e deixa dois filhos.

LUCIANO ANDRÉ HOFFMANN, 36 anos, que dirigia o ônibus, era sócio-proprietário da empresa Nyland de Horizontina. Ele morava há sete anos com a mulher e oficializou a união um dia antes da tragédia. Luciano tinha uma filha de dois anos.

Bookmark and Share
3 comentários
07 mar16:50

Quatro vítimas do acidente no oeste catarinense seguem internadas em Santa Rosa

Desde ontem foram transferidas para o hospital Vida e Saúde de Santa Rosa, cinco pessoas envolvidas no acidente de ônibus no oeste catarinense. Entre elas, Charles Kraemmer, 31 anos, que morreu nesta madrugada em decorrência de uma hemorragia.

Ainda estão internadas em Santa Rosa, outras quatro pessoas. Rosângela Klein Schuster, 41 anos, que está muito abalada emocionalmente em função da perda do marido, José Lauri, 47 anos.

Também segue hospitalizado Alcides Kraemmer, 58 anos, que precisa passar por cirurgia devido a fraturas nos membros. O integrante do time de bolão da linha Salto perdeu no acidente o filho Charles, a sobrinha Keli e o irmão Alceu.

Já Wilibaldo Reichert, 54 anos, perdeu uma orelha. O filho de Wilibaldo, Rafael, perdeu os sogros no acidente: Claudino e Marlene Bocorni.

A mulher de Charles, que foi transferido mas acabou morrendo em Santa Rosa, chegou ao meio-dia e tem uma fratura na coluna. O estado de Nívea Andreia Liesenfeld, 28 anos, é estável.

Bookmark and Share
Comente aqui
07 mar13:09

Tragédias podem ser evitadas?

Ivo Ricardo Lozekam (consultor de empresas), leitor-repórter

Tragédias como a que matou 25 pessoas e atingiu uma comunidade inteira em Santo Cristo, podem ser evitadas. Podem e devem, basta termos uma legislação de trânsito mais eficiente.

Longe de querer achar culpados, mas aproveitando o momento para refletirmos sobre o que seria uma legislação de trânsito mais eficiente, termo tão falado em nossos dias. Na minha opinião, uma medida indispensável seriareferente à limitação e controle da carga horária dos motoristas.

Sabemos que a maioria dos caminhões, por questões de segurança e exigência de algumas empresas embarcantes de mercadorias, são dotados do equipamento chamado rastreador.Este rastreador, além de dar a localização exata do veículo, também tem as funções de bloqueio e desbloqueio.

Empresas organizadas já utilizam estas funções, para dar a ordem ao motorista para travar o caminhão, após cumprida a jornada de trabalho diária. Após estacionado o veiculo em local seguro, bloqueia-se o caminhão, e este apenas irá sair novamente no dia seguinte, com o comando da central da empresa ou do serviço que normalmente é terceirizado. Cumprido o descanso, libera-se novamente o caminhão para que o motorista reinicie sua jornada de trabalho no dia seguinte.

Com a observação deste procedimento todos ganham: o motorista, sua família, a empresa, a sociedade, outras famílias, o governo, enfim, todos.

Resta converter em Lei e tornar obrigatório seu cumprimento com austeridade e fiscalização. Quando for fazer a vistoria do caminhão este deverá estar equipado com este equipamento.

Fiscalização contra “zumbis”

E quem vai conferir se está sendo respeitado o horário de descanso do motorista com os bloqueios e desbloqueios, para que não tenhamos o risco de zumbis perambulando e ceifando vidas por aí madrugadas adentro?

Cria-se um sistema para tanto. Essas informações de bloqueio, desbloqueio, paradas, ficam armazenadas no sistema. Basta entregar o arquivo eletrônicoe fazer com que um sistema criado possa efetuar as checagens e além de multar, não aprovar o licenciamento do veículo na próxima vistoria.

Parece utopia? Nem um pouco, pois o governo já criou sistemas muito mais complexos para monitorar a arrecadação da CPMF, assim como tem criado sistemas de Nota Fiscal Eletrônica, Escrituração Contábil Digital, etc.

Tragédias podem ser evitadas sim, se tivermos Leis e fiscalização do trânsito mais eficientes.

Bookmark and Share
4 comentários
07 mar11:36

Adiado oficialmente o carnaval de Santo Cristo

A morte de mais de 20 santo-cristenses no acidente de ônibus no oeste catarinense motivou o adiamento do carnaval de Santo Cristo. A princípio ele seria realizado, no entanto, várias manifestações de indignação fizeram a comissão organizadora se reunir nesta manhã.

A prefeitura de Santo Cristo e os promotores do carnaval, clube Serrano e bloco Império da Caipira, decidiram respeitar os três dias de luto decretados pelo governo do estado.

Na próxima quarta-feira será definida a nova data do tradicional carnaval santo-cristense, que espera mais de 11 mil foliões na avenida.

Bookmark and Share
5 comentários
07 mar10:57

Desastre desfalcou time de bolão de linha Salto

Wagner Machado, Zero Hora

reprodução


O jogo de bolão  faz parte da vida dos moradores da Linha Salto. Atividade de lazer e confraternização, aos finais de semana, após dias de intenso trabalho na lavoura, quase todos os 300 moradores da comunidade apreciam o esporte, até mesmo o padre Eugênio Hartmann, já jogou. No entanto, são poucos os que fazem parte efetivamente do time, apenas 20.
Hermeto José Kraemmer , 68 anos, diz ter ajudado a construir a primeira cancha de bolão, há mais de 60 anos. Ainda consternado com a notícia da perda do filho Moacir Kraemmer, presidente da Centro Recreativo Tiradentes, ele lembra quando a atividade começou a ser vivenciada em Santo Cristo e na localidade.
- No passado, todo mundo ia assistir os jogos para descontrair, conversar. Hoje, tem futebol, bocha, mas o bolão está enraizado na nossa história – diz Kraemmer.
Depois de 20 anos utilizando uma quadra pequena, os moradores da Salto Alto fizeram ação entre amigos, bailes e conseguiram construir uma nova cancha. Mas não tiveram muito tempo para aproveitar o espaço, 13 dias depois da inauguração, 12 participantes do time morreram.
- Santo Cristo tem 12 equipes de bolão, mas sem essa nada será igual. Vai ser difícil se reerguer – afirma o  chefe de desporto, lazer e cultura do município, Fabio Griebeler.

O grupo foi campeão da 2ª divisão do campeonato municipal de bolão. Este ano, preparava-se para a reestreia na 1ª divisão.

Estavam no acidente, os integrantes do grupo:

Adelmo Miguel Kraemmer – morto

Alcides Kraemmer – sobrevivente

Almiro Jorge Maders – sobrevivente

Marcelo Luís Seger – sobrevivente

Moacir José Kraemmer – morto

Nolar Odilo Loebens – morto

Sidinei Rodrigo Kensy – sobrevivente

João Irineu Bamber – morto

João Marcelo da Silva – morto

José Lauri Schuster – morto

Laurindo Miguel Artus – sobrevivente

Maikel José Schmidt – sobrevivente

Charles Esequiel Kraemmer – morto

Claudio Schuster – morto

Clóvis Luís Schuster – sobrevivente

Dionísio Frohlich – morto

Euclides João Meinertz – sobrevivente

Fernando Luís Diel – sobrevivente

Ildo José Schmidt – morto

Jair dos Santos – sobrevivente

Silvino Diel – morto

Vanderlei José Kuhn – morto

Wilibaldo Reichert – sobrevivente


Bookmark and Share
Comente aqui
07 mar08:25

Aumenta número de mortos do acidente com ônibus no oeste catarinense

reprodução

Mais uma pessoa morreu em decorrência do acidente com o ônibus no oeste catarinese, que matou 26 na madrugada de sábado.

A 27ª vítima é de linha Salto e será velada na mesma localidade onde foram enterrados outros 20 conterrâneos seus. Charles Esequiel Kraemmer já havia sido transferido nesta madrugada para o Hospital Vida e Saúde em Santa Rosa, mas não resistiu.Ele tinha 31 anos, trabalhava em Santa Rosa e segundo o médico que confirmou o óbito, a causa foi uma hemorragia.

Charles viajou com sua família: o pai Alcides (sobrevivente), tio Adelmo (sobrevivente), primo Alceu (morto), primo Moacir (morto), prima Keli (morta) e esposa Nívea (sobrevivente).

Bookmark and Share
1 comentário
04 mar16:43

Bloco Strikininas inicia roteiro de carnaval hoje

As 20 integrantes do bloco Strikininas iniciam a maratona de carnaval hoje. As santo-cristenses estarão em Horizontina, onde irão prestigiar o concurso de blocos e o baile com a banda Casablanca.

O bloco que existe há quatro anos é reconhecido pela animação e simpatia da mulherada. Elas também participarão do carnaval em Três de Maio, Santa Rosa e Santo Cristo.

Francielli Puhl, divulgação

Faça como a Francielli e nos ajude a criar a galeria de fotos do carnaval na região da Grande Santa Rosa. Você pode encaminhar as imagens para o e-mail participe@clicrbssantarosa.com.br

Bookmark and Share
2 comentários
01 mar13:10

Olímpiadas da Terceira Idade serão realizadas em Santo Cristo

Santo Cristo irá realizar neste ano as Olímpiadas da Terceira Idade. A proposta de promover a integração e momentos de lazer partiu de integrantes dos grupos da Terceira Idade e do Conselho Municipal do Idoso e foi entregue à administração municipal.

Atualmente, Santo Cristo conta com 32 grupos de Terceira Idade, dois grupos de casais e um grupo de PPDs (Pessoas Portadoras de Deficiências). Para a realização da olimpíada, os grupos foram organizados em cinco núcleos, a partir das proximidades geográficas das comunidades.

Em reuniões realizadas com representantes de todos os núcleos, definiu-se a forma de realização das atividades, as comunidades-sedes que sediarão as olimpíadas, as datas de realização e as modalidades de atividades a serem realizadas. Também serão desenvolvidas algumas atividades surpresas no dia da Olimpíada.

Serão coletados alimentos não perecíveis a serem encaminhados a entidades beneficentes.

Outra atividade que cada grupo deverá fazer é o resgate de algumas histórias relevantes que aconteceram em cada comunidade para a elaboração de material, que deverá ser transformado no livro “Contos da Terceira Idade”.

As datas de realização das Olimpíadas foram definidas pelos representantes de cada núcleo e ficaram assim distribuídas:

- Núcleo nº 1 – Vila Laranjeira – 03 de agosto

- Núcleo nº 2 – Linha Divisa – 01 de junho

- Núcleo nº 3 – Bom Princípio Baixo – 06 de julho

- Núcleo nº 4 – Dona Belinha – 21 de junho

- Núcleo nº 5 – Linha Alma – 18 de maio

Após a realização das atividades em cada núcleo, os vencedores farão uma integração e os primeiros colocados receberão a sua premiação no dia 8 de outubro, no Encontrão da Terceira Idade.

Bookmark and Share
Comente aqui
01 mar06:36

Número de alunos nas escolas públicas reduziu significativamente

Brunna Colossi, RBS TV Santa Rosa

Gelson Weier, reprodução RBS TV Santa Rosa

As escolas públicas registraram nos últimos anos uma redução significativa no número de alunos. O motivo principal é a queda na taxa de natalidade.

Apenas na região da Grande Santa Rosa são 78 escolas estaduais e mais quatro núcleos de Educação de Jovens e Adultos – EJA. Vinte e um mil alunos estão matriculados, mas esse número é baixo se comparado a outros anos.

- Houve um decréscimo em relação aos anos anteriores. A diminuição deve-se à queda da taxa de natalidade. Mas nesse ano teve um aumento se comparado ao ano passado. Pode ser por terem migrações de outras escolas – conta a coordenadora da 17ª CRE, Ilse Maria Bamberg.

A escola estadual de educação básica Leopoldo Ost de Santo Cristo teve uma das reduções mais significativas. A escola que é uma das maiores da região, nos últimos dez anos registrou uma redução de 42%, ou seja, quase mil alunos a menos.

- Quando nós tínhamos 2.100 alunos as salas não esfriavam. Todas as salas eram cheias, lotadíssimas. Hoje, se formos fazer um comparativo dos últimos anos, esse número vem reduzindo e se estabilizando – relata o secretário Wilson Froelich.

A diretora da escola, Geneci Fátima Rigo, confirma a situação.

- Em anos passados nós tínhamos dez turmas no noturno. Esse ano conseguimos três. Foi uma queda que sentimos muito – destaca.

Gelson Weier, reprodução RBS TV Santa Rosa

Bookmark and Share
1 comentário
14 fev16:45

Polícia já tem suspeitos do assassinato de aposentado

Wagner Machado, Zero Hora


O bancário aposentado Celso Birck, 55 anos, morreu após ser atingido por várias pedradas na cabeça. O crime ocorreu ontem de noite no balneário de Chico Alferes, em Porto Vera Cruz, no noroeste do Estado.

Conforme informações de Brigada Militar, a vítima teria entrado em confronto com outra pessoa e esta acertou várias pedradas na cabeça de Birck. O corpo foi arrastado até a frente da casa onde o aposentado vereaneava com a esposa e filhos.

A Polícia Civil informa que já possui informações sobre o suspeito do crime, no entanto, ainda não pode divulgar a informação.

Bookmark and Share
Comente aqui