clicRBS
Nova busca - outros

São Luiz Gonzaga

14 nov09:18

Trevo de acesso a São Luiz Gonzaga registra segunda morte em menos de quatro dias

Roberto Witter | roberto.witter@gruporbs.com.br

O trevo de acesso a São Luiz Gonzaga, nas Missões, registrou na noite deste domingo o segundo atropelamento com morte em menos de quatro dias. Desta vez, a vítima foi o aposentado Braulino Pereira Lino, 73 anos.

O acidente aconteceu no entroncamento entre as rodovias São Luiz Gonzaga – São Borja (BR 285) e São Luiz Gonzaga – Bossoroca (ERS 168), por volta das 21h. Lino foi atingido por um Passat, que partia em direção a Bossoroca. A condutora do veículo prestou socorro, mas o aposentado não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo no local.

Segundo a Brigada Militar, o trevo está sendo reformado há cerca de um ano. Além disso, a iluminação no local é precária.

Bookmark and Share
Comente aqui
06 nov14:58

Motoristas reclamam das condições da rodovia que liga Cerro Largo a São Luiz Gonzaga

Carlos Etchichury, Zero Hora

Ausentes na pesquisa CNT Rodovias 2011, que aferiu as condições de quase 8 mil quilômetros da malha gaúcha, algumas estradas do RS também parecem esquecidas pelo poder público. São os casos da estrada Cerro Largo -São Luiz Gonzaga (ERS- 168) e do acesso aos terminais de carga do Porto de Rio Grande, um trecho de 5,4 quilômetros da BR-392 que não está sendo duplicado.

O produtor rural Milton Tonel reclama que parte da safra acaba sendo perdida na estrada

Na região das Missões, noroeste gaúcho, a rodovia que não faz parte do levantamento da CNT, é motivo de reclamações de usuários. Trata-se da estrada Cerro Largo-São Luiz Gonzaga (ERS-168), utilizada, especialmente, por caminhoneiros e produtores de grãos.

_ Mexem, gastam dinheiro, mas sempre tem buracos na pista. É pior que estrada de chão_ reclama o empresário Milton Tonel, 60 anos.

Ondulações no asfalto, falta de acostamento, buracos na pista e sinalização precária, como flagrou a equipe multimídia De Olho nas Estradas, indicam uma estrada abandonada.

Para este ano, a previsão é de que a situação só piore. Conforme o diretor de Infraestrutura do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Milton Cypel, a ideia é priorizar outros trechos, em pior situação.

_Talvez no ano que vem seja possível realizar intervenções naquele trecho_complementa Cypel.


>> Leia a matéria na íntegra na Zero Hora deste domingo.


Bookmark and Share
Comente aqui
22 out20:20

Homem morre em acidente na BR-285, em São Luiz Gonzaga

Everson Dornelles, RBS TV Santa Rosa


Um homem morreu e outro ficou ferido em um acidente no Km 560 da  BR-285, em São Luiz Gonzaga.  Por volta das 14h, o  Gol, com placas de São Miguel das Missões, colidiu  frontalmente em um Pálio de Uruguaiana.

O Pálio ainda bateu numa carreta de Santa Rosa.

Pedro Luiz Pedroso, 64 anos, que conduzia o gol, morreu na  hora. O motorista do Pálio, Márcio de Araújo, foi encaminhado ao Hospital de São Luiz Gonzaga, em estado grave.

Bookmark and Share
Comente aqui
19 jun15:18

AGSL vence a ASSAF e reinaugura Ginásio

O evento de reinauguração do Ginásio Municipal João Belchior Loureiro começou às 18h30min, com jogo amistoso entre a equipe da Prefeitura de São Luiz Gonzaga e os funcionários da RBS TV. A partida terminou em 5 a 5.

Depois do jogo, a banda da URI fez apresentação durante ato solene com autoridades e convidados especiais.

E, por fim,  a AGSL venceu a ASSAF, de Santa Cruz do Sul, por 4 a 2, pelo primeiro jogo das quartas de final da Série Ouro do Campeonato Gaúcho de Futsal.

Bookmark and Share
Comente aqui
24 mar17:53

Tipo de dengue em circulação na região é o 1

Leila Endruweit, Zero Hora

O tipo de dengue que está circulando em São Luiz Gonzaga, é o 1, o mesmo registrado em Santa Rosa, na epidemia de 2010. A confirmação foi feita pelo Laboratório Central do Estado (Lacen).

Em Ijuí, no ano passado, o vírus da dengue que esteve circulando foi o 2. Já em Giruá, em 2007, o tipo era o 3.

Segundo a Secretária Estadual de Saúde, é importante saber o vírus em circulação para o melhor controle da doença. Cada vez que uma pessoa contrai um dos tipos, fica imune a ele. No entanto, permanece suscetível aos outros tipos.

Segundo o coordenador do Serviço de Infectologia e do Programa de Residência Médica em Infectologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, médico Luciano Goldani, contrair a doença mais de uma vez, por diferentes tipos, pode aumentar a probabilidade da dengue evoluir para a forma hemorrágica.

- Não é regra, em crianças e idosos, por exemplo, a dengue hemorrágica pode aparecer já na primeira contaminação-explica Goldani.

Em 2011, o Rio Grande do Sul já registra 483 notificações de casos suspeitos de dengue, a maioria no Noroeste e Missões. Do total, 32 casos foram confirmados, 19 deles importados de outros estados ou do Paraguai. Os outros 13 casos são autóctones, ou seja, contraídos no Rio Grande do Sul, 9 deles em São Luiz Gonzaga, e quatro em Santa Rosa. Um caso suspeito em Santa Rosa, ainda aguarda resultado de exame.

Bookmark and Share
Comente aqui