clicRBS
Nova busca - outros
31 mai12:11

VIDA ÚTIL: A fábula da felicidade

Kelly Cristina Meller*, leitora-repórter


“A vida é composta de prazeres pequenos. A felicidade é composta desses pequenos sucessos. O grande vem muito raramente. E se você não colecionar todos estes pequenos sucessos, o grande realmente não significará qualquer coisa.” Norman Lear–.Sucesso, dinheiro, beleza, amor, sexo…nada disso fará você feliz. Novos estudos revelam que o segredo da boa vida é relaxar – e ser você mesmo. Em entrevista neste domingo para o Jornal Zero Hora, Bruna Lombardi afirma que o ingrediente único é o humor. “ o humor é a essência da vida, diz a atriz, poeta e roteirista que deverá estar lançando ainda em 2011, o seu longa Onde está a felicidade…dirigido pelo marido Carlos Alberto Riccielli.

Nesse ritmo acelerado de hoje que estamos vivendo, fica difícil, às vezes, desligar-se do stress e tensões da vida para encontrar coisas que nos fazem felizes. Este ano, Harvard divulgou um estudo iniciado em 1937, com 200 universitários que foram acompanhados durante 70 anos. O objetivo foi descobrir o caminho para a felicidade, onde dados interessantes foram divulgados, mostrando que, durante toda a vida, o mais significativo e importante é termos relacionamentos saudáveis, entre outros dados.

O MUNDO ESTÁ PESQUISANDO

A NET (New Economics Foundation),organização independente do Reino Unido, realizou em 2008 um trabalho a pedido do governo britânico, para examinar ações para melhorar o bem-estar da população. Foram 5 caminhos listados para alcançarmos o bem-estar.

1) Relacione-se! As relações sociais são fundamentais para o nosso bem-estar. Estudos constataram que o bem-estar das pessoas aumenta quando seus objetivos de vida estão vinculados a família, amigos, vida social e política. Por outro lado, diminui quando associado a sucesso na carreira e ganhos materiais. Permitir que as pessoas passassem mais tempo em casa e em suas comunidades de forma a construir relacionamentos cooperativos e duradouros, produziriam resultados positivos.

2) Seja ativo, exercite-se! Pesquisas sugerem que fazer exercício melhora o humor e afasta a depressão e a ansiedade. Ser ativo também desenvolve as habilidades motoras das crianças e protege contra o declínio da capacidade cognitiva nos idosos. Para melhorar o bem-estar da população, a abertura de parques e áreas verdes incentivaria o exercício e o lazer. Priorizar as caminhadas e o uso da bicicleta em detrimento do automóvel é outra boa prática.

3) Fique ligado, preste atenção! Seja curioso,saboreie os momentos tomando consciência de como se sente.Refletir sobre suas experiências ajuda a descobrir o que realmente importa e garantir que você viva o presente.Uma pesquisa mostrou que pessoas treinadas a prestar atenção em seus sentimentos durante 8 a 12 semanas apresentaram melhora no bem-estar por anos.


4) Continue aprendendo! Tente algo novo, matricule-se em um curso, faça uma nova tarefa no trabalho.tente concertar algo em casa. Aprenda a tocar um instrumento ou a cozinhar.escolha um desafio que vá gostar de perseguir. Bem-estar está ligado a ter metas- desde que sejam estabelecidas por você mesmo e tenham a ver com seus valores pessoais.


5) Seja generoso! A neurociência têm demonstrado que um comportamento cooperativo ativa áreas de recompensa do cérebro. Agradeça a alguém, ajude um amigo ou um estranho. Sorria, faça trabalho voluntário, junte-se a ONGs. Olhe para fora, além de olhar para dentro de si. Fazer parte de uma comunidade traz benefícios. As pesquisas mostram que as pessoas que têm um interesse maior pelo outro tendem a se considerar mais felizes.Fonte: NEF

REFLEXÕES….

“ Estar com quem amamos, alimenta o lado bom da vida e é um hábito que deve ser cultivado sempre”, Mª Helena Saleme, psicanalista

“A felicidade mora bem pertinho de você e só precisa ser praticada a cada minuto em pequenas, porém significantes, atitutes” , Kelly Meller, enfermeira

“Se posso aproveitar o presente, não preciso contar com a felicidade que está esperando por mim no futuro”. Gretchen Rubin, escritora

“A principal mudança é deixar de entender a felicidade, as emoções positivas. Em vez disso, há cinco objetivos: felicidade, relacionamentos, propósito, engajamento e realizações. O importante é a resiliência, a capacidade de recuperação quando algo de ruim acontece”, Martin Seligman, psicólogo americano, criador da psicologia positiva.


*Kelly Cristina Meller é enfermeira especialista em Terapia Intensiva e em Oncologia, Mestre em Ciências da Saúde.

Bookmark and Share

Por

3 Comentários »

  • Diego e Michele disse:

    Estou gostando desse site, muito legal

  • Romulo Gustavo disse:

    Eu aqui dando meu pitaco de novo. “O bom humor é uma qualidade atraente e uma atitude sábia.” (Frase da Lya Luft)

  • Marcelo Bochi disse:

    Já disse e repito: sou fã desse espaço e também da Kelly. Pudera! Numa linguagem sempre atual e acessível, somos orientados a práticas mais do que necessárias a um efetivo bem-estar. E, estar bem consigo é pressuposto a estar bem com os demais, auferindo de fato a alegria que nossa casa, nosso trabalho, nossos alimentos e tudo o mais nos propiciam a cada segundo. Parabéns!

Comentários