clicRBS
Nova busca - outros
29 jun09:58

VIDA ÚTIL: Será que a natureza pode nos ajudar?

Por Kelly Cristina Meller- leitora-repórter*


A nossa coluna de hoje, nos traz um amigo, dividindo suas experiências como amante da natureza. Dante Meller é biólogo, gosta muito de trabalhar em contato com a natureza, seja observando ou registrando lugares lindos, como, a sua incrível sensibilidade com as aves. Sua página digital avemissoes.blogspot.com é um exemplo da mão divina, mostrando que podemos encontrar na natureza, no contato com esses animais a alegria de conquistar mais um novo dia.

Dante no Parque Estadual do Turvo

Como é bom estar de bem com a vida… Parece que só percebemos isso quando nos sentimos sem paz. A verdade é que uma hora ou outra a perdemos, e estamos todos sujeitos a isto. Por outro lado, não podemos perder a esperança de reconquistá-la, custe o esforço que custar, pois “quem tudo espera, tudo alcança”.Como biólogo, seguidamente passo alguns dias em contato com a natureza, “no meio do mato”, como se diz. E, por incrível que pareça, lá tenho encontrado a paz que tanto preciso.

Hoje em dia, o mundo é tão corrido que nos esquecemos de admirar as belezas da vida: um pôr-do-sol, um banho de cachoeira ou o canto de um pássaro raro. Não por acaso falo em pássaros, pois tenho tido algumas experiências interessantes dentro da atividade de observação de aves. Esta atividade tem me levado a um contato único e bastante especial com a natureza, adentrando florestas, escalando árvores, acompanhando crianças, jovens e adultos a fim de conhecermos um pouco mais o mundo natural que nos cerca.

O Brasil é o país mais rico em biodiversidade do mundo e só no Rio Grande do Sul existem cerca de 660 espécies de aves, das quais 118 estão ameaçadas de extinção.O mais interessante, penso eu, é a compreensão que a natureza desperta, onde a diversidade de cores, formas e hábitos encanta nossos olhos. Certamente, todos nós temos algo a aprender com ela. Entre outras coisas, o contato direto com o meio ambiente traz diversão, saúde mental, emocional, disposição física, hábitos saudáveis e, até mesmo, desenvolvimento intelectual. Bons motivos para praticá-lo.

Dante em passeio no Salto do Yucumã

Tudo isto gira em torno de uma simples atitude, a de observarmos de perto o mundo natural que nos cerca, seja vendo, respirando ou ouvindo; de uma forma ou outra, a natureza nos convida a contemplar, viver como as aves, em liberdade e com alegria. Mesmo animais domésticos nos trazem bem-estar, tranquilidade. Plantas e árvores também. Algumas atividades humanas, porém, preocupam o futuro de muitas espécies, contrariando a ordem natural.

Uma pessoa que adentra uma selva, o faz com alguma razão. Entrar em um lugar desconhecido sempre desperta curiosidade, traz medos, gera riscos, promove surpresas. Entre pegadas de onças, visões de águias e encontros com serpentes, renasceram paz e alegrias, quando por três anos visitei um lugar maravilhoso, onde fica o Salto do Yucumã – atualmente ameaçado por alagamento de usinas hidrelétricas – o Parque Estadual do Turvo. Viver é um direito nosso, preservar é um dever! De bem com a natureza, de bem com a vida.

Dante Andres Meller – avemissoes.blogspot.com

*Kelly Cristina Meller é enfermeira especialista em Terapia intensiva e Oncologia, Mestre em Ciências da Saúde PUC/RS.

Bookmark and Share

Por

Um Comentário »

  • kelly disse:

    Dante, adoramos o seu trabalho. Parabéns e obrigado por participar do VIDA ÚTIL. Kelly

Comentários