clicRBS
Nova busca - outros
26 ago15:48

São Nicolau: A primeira querência do Rio Grande

Rafael Ristow, RBS TV Santo Ângelo


Na série Rota Missões, você confere agora a primeira Querência do Rio Grande. São Nicolau é a parada da vez. Por lá, a gente visitou um lugar que para muitos ainda é um mistério. E descobrimos também uma presença feminina marcante na antiga redução.

Entre os 5727 moradores de São Nicolau, os homens somam 2906, já elas são um pouco menos: 2821. Hoje, as mulheres podem estar em desvantagem, mas no passado o sexo feminino era destaque na antiga redução jesuítico-guarani.

De acordo com estudos do historiador Aurélio Porto, aqui as índias tiveram destaque por serem fiéis ao catolicismo. Mas, além disso, os poucos registros históricos revelam uma presença feminina marcante. Cada redução tinha em média 20 caciques e aqui em São Nicolau entre eles havia uma mulher.

Este fato ainda é desconhecido para muita gente. Uma curiosidade importante na trajetória da antiga redução que se desenvolveu em duas fases. Lorí schiavo é mais um apaixonado pela nossa história. Ele conta que tudo começou em 1626, quando o padre Roque Gonzales fundou a redução de São Nicolau, a primeira em território gaúcho. O povoado durou 12 anos até que foi transferido para o outro lado do rio Uruguai por sofrer ataques de bandeirantes. E em 1682 começou a segunda fase, por onde iniciaram os Sete Povos das Missões.

_E no ano de 1687, São Nicolau foi reocupada sendo a única redução que ocupou a mesma localização da primeira fase. Por isso, São Nicolau é a 1ª Querência do Rio Grande, porque o povo foi reerguido no mesmo local da antiga redução_explica o esttudioso da história missioneira Lori Schiavo.

No sítio arqueológico há resquícios de algumas construções como a igreja e o piso original preservado desde a época em que este lugar tinha mais de 7,5 mil habitantes. Parte dessa história está preservada nesta sala de exposições do município. O espaço guarda relíquias como cerâmicas, lápides e até as chaves das portas. Fragmentos de uma civilização descobertos nas primeiras escavações no fim dos anos 70.

_São Nicolau tinha os melhores artesãos dos 30 povos, inclusive que faziam obras de arte pras outras reduções_ diz Schiavo.

Em São Nicolau tem um espaço preservado que pra muitos ainda é um mistério. Muita gente acreditava que existiam túneis subterrâneos que ligavam uma redução à outra. Só que na verdade eram espaços conhecidos como adega onde o povo guardava alimentos e bebidas. Por questão de conservação, embaixo da terra.

Mas São Nicolau também pensa no futuro dessa história. Na cidade, está sendo montada uma biblioteca de estudos missioneiros. Mais de 650 livros temáticos sobre a região das Missões. Uma forma de manter aceso o orgulho de tudo o que este chão presenciou.

Bookmark and Share

Por

Um Comentário »

  • Lucas disse:

    Ao meu ver tenho como impossivel, numa sociedade extremamente patriarcal, sob a égide dos padres jesuítas, uma mulher manter-se no posto de liderança, porém, a comunidade historica espera a comprovação desse fato…

Comentários