clicRBS
Nova busca - outros
19 nov14:33

Centenas de alunos são orientados profissionalmente por meio do ‘Rumo Certo’

O programa do IESA apresentou as áreas de Administração, Biomedicina, Ciências Contábeis, Direito, Fisioterapia e Pedagogia. O ‘Rumo Certo’ recebeu na última semana, de 7 a 11 de novembro, e na semana de 26 a 30 de setembro, a visita de centenas de alunos vindos de toda a região das Missões.

O principal diferencial do Programa de visitação é a atenção dispensada aos alunos visitantes. Cada escola é atendida por meio de agendamento prévio e assim os alunos conseguem conhecer os espaços e receber orientação de professores de cada um dos seis cursos de graduação do IESA – Administração, Biomedicina, Ciências Contábeis, Direito, Fisioterapia e Pedagogia.

Além disso, os alunos participaram de um teste vocacional que apontou estilos de personalidade e as principais áreas de interesse. Escolas que ainda tiverem interesse de agendar visitas podem contatar pelo (55) 3313-1922.

Vestibular de Verão

O IESA está com inscrições abertas ao seu Vestibular de Verão 2012 até o dia 2 de dezembro.

São 643 vagas divididas em seis cursos de graduação. A prova do Vestibular IESA 2012 acontece no dia 4 de dezembro de 2012, às 9h, na sede do IESA.

A lista de aprovados será conhecida no mesmo dia do Vestibular, a partir das 20h.

Inscrições e todas as informação acerca do Vestibular de Verão IESA estão disponíveis no www.iesanet.com.br/vestibular.


Informações: Assessoria de Comunicação do IESA


Bookmark and Share
Comente aqui
19 nov12:22

Cronograma de bailes e festas na região

Sábado

Fenachopp

Animação: Musical San Francisco

Onde: Guia lopes em Santa Rosa

23h



Feira Beneficente do Carinho

Onde: Rua Guaporé, 499, em Santa Rosa.

14h às 18h (sábado e domingo)



Exposete

19h: Show com Banda Prata da Casa Sul Brasil

Local: Espaço Histórico Cultural


23h: Baile com a Banda San Francisco e Estrela Azul

Local: Salão Paroquial


Domingo

Festa em homenagem a Nossa Senhora da Saúde

Comunidade de Cinquentenário, interior de Tuparendi



Domingueira Universitária

Onde: Clube Serrano de Santo Cristo

17h


Tarde Dançante

Onde: Clube Comercial de Santo Ângelo

Horário: 14h30min

Animação: Banda Companhia SN


Copa Noroeste de Automodelismo

Onde: Miniautódromo Idalino Speroni, em Santo Augusto

9h


Bookmark and Share
Comente aqui
19 nov11:04

Inaugurado trevo na BR-392, em Sete de Setembro



Foto: Fernando Gomes, divulgação




Com o intuito de melhor sinalizar o local e diminuir o número de acidentes recorrentes, foi inaugurado na tarde desta sexta-feira o trevo na BR-392, no município de Sete de Setembro, a 30km de Santo Ângelo.

A inauguração ocorreu dentro da programação da Exposete, feira que celebra os 80 anos de colonização alemã e os 15 anos de emancipação de Sete de Setembro.

Outro trevo que passa por obras é na BR-285, em Santo Antônio das Missões.

O próximo desafio da Associação dos Municípios das Missões (AMM) é conquistar uma rótula nos trevos da ERS-344, especialmente no entroncamento da BR-392 com a ERS-344.

Bookmark and Share
Comente aqui
19 nov10:00

Sábado com céu limpo anuncia final de semana de tempo firme

Atividades ao ar livre podem ser planejadas para este final de semana e devem lotar pontos como o Centro Histórico de Santo Ângelo e o Brique da Praça nestes sábado e domingo.

As temperaturas sobem durante a tarde deste sábado e a máxima chega a 31ºC nas Missões. Os índices de umidade relativa do ar ainda ficarão baixos na região, porém não devem ser menores que 30%.

Com a previsão de tempo aberto ao longo do dia, os índices de radiação ultravioleta ficarão extremos e, por isso, a recomendação é o uso de filtro solar para longas exposições ao sol, sobretudo, no horário das 10h às 16h.

Domingo bastante aproveitável no RS

Os ventos que sopram ar quente do norte do País deixam as temperaturas agradáveis desde as primeiras horas da manhã.

O noroeste começa com dia abafado, com temperaturas mínimas em torno dos 20°C.

Com o sol, a temperatura sobe rapidamente e a tarde fica bem quente, com máximas acima dos 30°C em grande parte do Estado.

Bookmark and Share
Comente aqui
19 nov09:19

Visita trágica

Juliana Gomes, Zero Hora

Por volta das 19h desta sexta-feira, um acidente no centro de Santo Augusto vitimou Marcos Leon Dias, 19 anos. Segundo a Brigada Militar, ele estaria participando de um racha, quando bateu em um fusca. O jovem foi levado ao hospital com vida, mas não resistiu aos ferimentos. O motorista do Fusca não se feriu.

Marcos León Dias servia ao Exército em Santiago e estava em Santo Augusto visitando familiares.

Bookmark and Share
Comente aqui
18 nov17:06

Professores estaduais aprovam greve às vésperas do fim do ano letivo

Em assembleia geral na tarde desta sexta-feira no Ginásio Gigantinho, em Porto Alegre, os professores aprovaram greve do Magistério do Estado a partir da próxima segunda-feira por tempo indeterminado. Ao todo, cerca de 4 mil professores participaram do encontro.


Ao longo das últimas semanas, em encontros regionais, a maior parte dos núcleos do sindicato já havia se mostrado a favor da interrupção das atividades. Escolas das regiões de Santa Rosa e Santo Ângelo também podem paralisar.

Na assembleia desta sexta, algumas vertentes da entidade defenderam paralisação em março, no começo do ano letivo de 2012. No entanto, a maioria votou na interrupção das atividades a partir desta sexta — na prática, segunda-feira.

Por volta das 16h10min, depois da decisão, os professores seguiam em uma caminhada até o Palácio Piratini, na Praça da Matriz, onde pretendem fazer um ato público.

>> Clique aqui para conferir a matéria na íntegra, em zerohora.com 

Bookmark and Share
1 comentário
18 nov15:46

Preço da cesta básica apresenta significativa diferença em municípios da região

Estabelecimentos comerciais de sete municípios da região vem sendo visitados ao longo de 2011 por alunos do curso de Economia da FAHOR. Um dos objetivos centrais é avaliar as diferenças de preços praticados da cesta básica e o grau de comprometimento do salário com os 13 produtos alimentícios que a compõem.

A pesquisa realizada no mês de novembro em Horizontina, Tucunduva, Doutor Maurício Cardoso e Três de Maio mostrou significativas discrepâncias de valor. Enquanto que em Horizontina e Doutor Maurício o valor da cesta aumentou, os moradores de Três de Maio pagaram menos pelos alimentos em novembro.

Horizontina

Em novembro constatou-se o aumento de 4,24% no valor necessário para a aquisição dos treze itens da cesta básica, considerando os preços médios dos oito mercados pesquisados. Se em outubro eram necessários R$ 261,21 para a compra de uma cesta básica, em novembro este valor passou a ser de R$ 274,40.

Um dos principais fatores que levaram a esse aumento foi a alta nos preços de alguns alimentos: tomate, 31,67%; batata inglesa, 18,40%, e carne de gado 4,58%. Em contrapartida, poucos foram os produtos que obtiveram diminuição no preço, tais como a farinha de trigo (-33,62%); o pão (-5,27%); o açúcar (-4,00%); banana (-3,95%).

Neste mês de novembro foi possível constatar que os mesmos treze itens alimentícios (e suas respectivas quantidades) poderão ser adquiridos por R$ 175,25 quando forem escolhidos os menores preços, enquanto que R$ 382,20 serão necessários se escolhidos os mesmos produtos com os maiores valores.


Doutor Maurício Cardoso

A pesquisa dos preços da cesta básica no mês de novembro em Maurício Cardoso indicou uma elevação nos preços de novembro em relação a outubro. O aumento nos preços foi de 4,74%. A elevação nos preços da cesta básica foi resultado de diversos produtos que apresentaram significativos aumentos.

No decorrer do período em que a pesquisa foi possível observar que o tomate e a batata inglesa são os produtos que possuem maior oscilação em seus preços. Exemplo desta oscilação é o fato de que em setembro o tomate apresentou o seu menor preço, R$ 2,46 por quilo. Já em novembro o mesmo produto custa R$ 4,54, o kg.

Em Dr. Maurício Cardoso a pesquisa apontou ainda, que uma cesta básica poderá ser adquirida por R$ 277, 33 com base nos preços médios. Mas se o consumidor comparar os preços e escolher os itens mais baratos poderá adquirir os mesmos produtos com R$ 229,40. Por outro lado, aqueles que não efetuarem pesquisas ou optarem por determinadas marcas poderão pagar até R$ 332,55.


Tucunduva

Em relação aos valores apurados na pesquisa da cesta básica para o mês de novembro, constatou-se que em Tucunduva são necessários R$ 269,69. A título de comparação, no mês de outubro na capital gaúcha o consumidor desembolsava R$ 277,34 para a aquisição dos mesmos itens e quantidade.

Desta forma, os valores calculados da cesta básica para o mês de novembro em Tucunduva, permitem apontar que numa família composta por um casal e dois filhos pequenos (equivalentes a três adultos) serão necessários R$ 809,06 para a aquisição de alimentação básica.

Quando o consumidor escolher os menores preços, a cesta básica poderá ser comprada gastando R$ 202,45. Por outro lado, quando forem escolhidas as marcas mais caras o desembolso do consumidor de Tucunduva salta para R$ 337,39.


Três de Maio

Em Três de Maio, neste mês de novembro, constatou-se que são necessários R$ 259,03 para adquirir uma cesta básica. Este valor corresponde a um montante menor do que aquele obtido no mês de outubro. A queda no valor da cesta básica foi de 1,20%.

Os produtos que apresentaram as maiores quedas nos preços foram: a banana e o tomate. Já os produtos que apresentaram maiores elevações foram a batata inglesa, o arroz, farinha de trigo e o açúcar.



Bookmark and Share
Comente aqui
18 nov14:46

NÃO É CÉU: O progresso da permanência

Eduardo Matzembacher Frizzo*

A estrutura fundiária brasileira pouco se modificou no decorrer de toda história do país. Informações do Censo Agropecuário de 2006 realizado pelo IBGE, demonstram que no Brasil existem cerca de 329 941 393 propriedades rurais, sendo que deste total 7 798 607 tem menos de 10 hectares, 62 893 091 tem entre 10 e 100 hectares, 112 696 478 tem entre 100 e 1000 hectares e 146 553 218 tem mais de 1000 hectares, de onde se vê que propriedades com grandes extensões de terra ocupam mais de 43% da área cultivável do país, restando às pequenas propriedades 2,7% do total. Comparando-se esses dados de 2006 com o Censo Agropecuário realizado em 1985, nota-se que naquele ano havia no Brasil cerca de 374 924 421 propriedades rurais, das quais 9 986 637 tinham menos de 10 hectares, 69 595 161 entre 10 e 100 hectares, 131 432 667 entre 100 e 1000 hectares e 163 940 667 mais de 1000 hectares, do que se percebe que entre 1985 e 2006, as propriedades rurais de grandes extensões reduziram sua área em pouco mais de 10%.


Parece inevitável pensar que diante desses dados o Brasil necessita de uma política séria de Reforma Agrária. Apesar da grande imprensa nacional alardear as ocupações do MST como atos de terrorismo, de maneira alguma, no meu entendimento, essas ações podem ser classificadas como tais. Se o Art. 186 da Constituição fala que a propriedade rural deve velar pela sua função social e o Art. 3°, inciso I, diz que a sociedade brasileira deve ser pautada pela liberdade, pela justiça e pela solidariedade, as ações do MST por meio de ocupações e demais manifestações são plenamente legítimas, isto porque traduzem o apelo a transformações sociais necessárias por meio de reivindicações de um movimento popular.


Mas não se pode negar que muitas vezes existem excessos por parte de alguns integrantes do MST, os quais merecem punição. Também não se pode esquecer do fato de que certas pessoas se agregam ao movimento simplesmente por terem interesse em terras sem jamais ter trabalhado no campo. Mas em um país onde a própria estrutura fundiária é conseqüência de séculos de opressão ao pequeno trabalhador rural, o MST se mostra como um movimento democrático e justo pela distribuição de terras e consequente possibilidade de trabalho àqueles que estão à parte da estrutura social brasileira. Se hoje existe um “inchaço” urbano nas médias e grandes cidades do país, o qual encontra a falta de estrutura como uma das suas principais razões devido ao déficit habitacional, a falta de saneamento básico, a insuficiência de vagas de trabalho bem como ao analfabetismo, muito disso é efeito reflexo do fato de que durante o Regime Militar, por exemplo, centenas de famílias foram expropriadas de suas terras em razão de ações unilaterais do Estado, tendo de se dirigir para os grandes centros em busca de trabalho e sobrevivência. Uma das consequências sociais disso está na crescente criminalidade nas cidades brasileiras.


Quando todo esse cenário brevemente traçado é somado ao fato de que o Censo Agropecuário de 2006 também revelou que mesmo ocupando um total de 24,35% da área cultivável do país, a agricultura familiar responde por 38% do valor bruto da produção brasileira – o que significa que nessas terras são cultivados 1/3 de tudo o que é produzido no Brasil, mesmo que elas ocupem menos de 1/4 da área destinada para a produção agrícola do país –, a necessidade da Reforma Agrária parece ser ainda mais urgente, já que demonstra o importante papel das pequenas propriedades no cenário nacional, o qual certamente contribuiu para os recordes de produção no campo atingidos nos últimos anos pelo Brasil. Com certeza um movimento de massa como o MST traz consigo problemas que se encontram também em todas as camadas sociais brasileiras, como a violência irracional e o apadrinhamento de certos partidos e políticos em busca de votos nas eleições. Mas sonegar sua vital importância democrática é sacrificar a própria possibilidade de transformação social em prol de uma ideologia secular que faz toda lei sucumbir diante de interesses privados.


Como disse Luis Fernando Veríssimo, desde a saída da primeira missa do Brasil todos são a favor da Reforma Agrária, só que dentro da lei. O que acontece é que apesar da Constituição Federal proporcionar vislumbres do Paraíso com “justiça”, “liberdade”, “solidariedade” e “função social”, não diz dos meios de alcançá-lo, papel este que deveria ser assumido pela legislação infraconstitucional. Mas quando essa legislação se perde em labirintos legais que proporcionam reducionismos canhestros por parte do Judiciário, o que permanece é uma interpretação hegemonicamente hipócrita da sociedade brasileira diante desse assunto. Se Canudos foi destruída legalmente no início do século passado pelas tropas federais, sendo que hoje essa ação é vista com repudia, é possível que as próximas gerações enxerguem com a mesma repudia o atual pensamento brasileiro dominante sobre a Reforma Agrária. O que fica é uma apatia cômoda fundada em uma cultura plena de um individualismo patrimonialista que favorece sempre os detentores do poder econômico e político. Se a única Reforma Agrária efetiva que ocorreu no país foram as Capitanias Hereditárias distribuídas entre os invasores europeus, pouco importa. Se prevalecem as grandes propriedades de terra nas mãos de poucas pessoas e empresas, mais interessante é esquecer disso.

No Brasil o que vale é o progresso da permanência.

* Eduardo Matzembacher Frizzo é estudante, professor universitário, advogado e Mestre em Desenvolvimento pela UNIJUÍ


Bookmark and Share
Comente aqui
18 nov14:23

Definidos cursos do Instituto Farroupilha de Santo Ângelo

Uma audiência pública na noite desta quinta-feira definiu as áreas e os cursos que serão oferecidos pelo Instituto Federal Farroupilha de Santo Ângelo. A comunidade optou por oito cursos que serão oferecidos já no primeiro ano de funcionamento do instituto, que deve funcionar a partir de 2013.

As obras estruturais devem iniciar no ano que vem e a meta é que em três anos, o Instituto tenha 60 docentes, 55 técnicos administrativos e em torno de 1.200 alunos.

Cursos escolhidos

Eixo Ambiente, Saúde e Segurança

- Curso técnico em Enfermagem

- Curso técnico em Gerência da saúde

Eixo Recursos Naturais/ Agricultura e Pecuária

- Curso técnico em Agropecuária

- Curso técnico em Zootecnia

Eixo de Comunicação e Informática

- Curso técnico em informática para a internet

- Curso técnico em telecomunicações

Eixo Turismo, Hospitalidade e Lazer

- Curso técnico em Guia de Turismo

- Curso técnico em Cozinha


Bookmark and Share
Comente aqui
18 nov12:29

ExpoSete comemora 15 anos de emancipação de Sete de Setembro

A partir desta sexta-feira, o município de Sete de Setembro comemora os 80 anos de colonização alemã e também os 15 anos de emancipação político-administrativa. As duas datas serão festejadas durante a 3ª edição da exposição feira do município, a Exposete.

A expectativa da organização é de que 8 mil pessoas passem pelo Clube União Sete de Setembro durante os três dias do evento.

O chefe do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, José Orlando Ponsi, destaca a mostra agropecuária do município, que ocorre paralelamente à feira.

_A Emater promoverá o concurso de pratos à base de soja, as exposições de artesanato do clube de mães e da agricultura familiar; também participa da organização da feira da terneira e do concurso leiteiro. Além de também expor o já tradicional Caminho das Especiarias, que conta toda a história dos condimentos por meio da rota que os trouxe até o Brasil_enfatiza Ponsi.

Entre as demais atrações permanentes está a Feira do Livro com atividades lúdicas, recreação para as crianças, Projeto Cultura nas Estradas e 1ª Feira do Artesanato local. Diversas atrações artísticas e culturais também fazem parte da programação.

Informações: Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar Regional Santa Rosa


Bookmark and Share
Comente aqui