clicRBS
Nova busca - outros

futebol

18 nov11:21

Final do Bom de Bola será transmitido pela TVCOM

Desde esta quinta-feira Cruz Alta sedia a etapa final do Projeto Bom de Bola 2011. São 24 equipes de futebol, 12 masculinas e 12 femininas, que representam todas as regiões de cobertura da RBS TV do Estado.

Duas escolas representam a região na competição: equipe feminina da Estadual João Przyczynski de Guarani das Missões e masculina da Estadual Edi Flores Lipper de Santo Ângelo.

Neste sábado, dia 19, às 14h, a TVCOM exibirá o jogo final masculino.


Programação

Sexta-feira

8h às 20h – Jogos eliminatórios e semi-finais


Sábado

9h – Jogo para disputa do 3º lugar feminino

10h – Jogo para disputa 3º lugar masculino

11h – Jogo final feminino

14h – Jogo Final Masculino



Equipe feminina de Guarani das Missões



Equipe masculina de Santo Ângelo






Comente aqui
15 nov16:27

Duas escolas das Missões estarão representadas na final do Bom de Bola



Equipe feminina de Guarani das Missões


 

Desta quinta-feira, dia 17 até o sábado, 19, será disputada a fase final do Projeto Bom de Bola 2011, em Cruz Alta. Duas escolas representarão a região na competição: equipe feminina da Estadual João Przyczynski de Guarani das Missões e masculina da Estadual Edi Flores Lipper de Santo Ângelo.

O campeonato, promovido pela RBS TV e Parati, mobilizou 1.391 escolas de 188 municípios do Rio Grande do Sul. Foram 34.775 alunos-atletas monitorados por 4.173 professores.

Participam da etapa final, 24 equipes campeãs das 12 regiões de cobertura da RBS TV.


Equipe masculina de Santo Ângelo



Programação

Dia 17 – quinta-feira

> 7 às 9h – Recepção e credenciamento das 24 delegações

no Clube Internacional de Cruz Alta.

> 10h – Início dos jogos.

> 21h – Solenidade de abertura.

> 22h – Festa jovem.

Dia 18 – sexta-feira

8h – Reinício dos jogos

Dia 19 – sábado

> 9h – Jogo para disputa do 3º lugar feminino.

> 10h – Jogo para disputa do 3º lugar masculino.

> 11h – Jogo final feminino.

> 14h – Jogo final masculino (transmissão,ao vivo, pela TVCom).

Comente aqui
29 out10:42

São Luiz se despede da Série Ouro na semifinal

Genaro Caetano, leitor-repórter


A Associação Grande São Luiz realizou a sua última partida pela Série Ouro do Campeonato Gaúcho de Futsal nesta quinta-feira, 27 de outubro, pelo jogo da volta das semifinais do segundo turno, frente a ACBF de Carlos Barbosa.

Depois de vencer a equipe mista (adultos com juvenis) que a ACBF levou até São Luiz Gonzaga pelo jogo de ida das semifinais (6 a 1), na última segunda-feira, a AGSL teve pela frente o time titular da Associação Carlos Barbosa.

No primeiro tempo, a ACBF foi com tudo e garantiu o placar de 6 a 0, com Marcênio (3 gols), Sinoê, Rodrigo e Leandrinho. Na segunda etapa, o time da casa administrou o resultado, defendendo-se das ofensivas do rival. A AGSL também soube encaixar a marcação e não levou mais nenhum gol, sendo que o tempo normal da partida terminou em 6 a 0.

Na prorrogação, a ACBF voltou com força e marcou aos 2min51seg, com Sinoê. A AGSL foi pra cima e criou boas chances, mas o time da casa se fechou na marcação e garantiu a segurança das suas redes até o fim dos dois tempos.

Desse modo, o 1 a 0 na prorrogação garantiu a ACBF na final do 2º turno do Estadual, onde enfrentará o Atlântico de Erechim. O jogo de ida ocorre neste sábado, dia 29, a partir das 20h30min, em Erechim, enquanto a volta está prevista para a terça-feira, às 20h15min, em Carlos Barbosa.


Vantagem no primeiro minuto

O fato de precisar vencer no tempo normal para levar a partida para a prorrogação parecia não preocupar o time da casa, que chegou ao primeiro gol com rapidez e facilidade, através de passe para Sinoê, que finalizou direto para as redes já nos primeiros 50 segundos de jogo.

Sem poder contar com o pivô titular Diógenes (lesionado), a AGSL, com Jones, Fabinho, Rafael e Caturra em quadra, parte pra cima e chega bem com Rafael e Jones, mas o goleiro Lavoisier pega a bola com segurança. Os chutes e ofensivas da ACBF dão cada vez mais trabalho a Carlos André, que tem de espalmar chute de Rodrigo e observar nova jogada do mesmo Rodrigo com Sinoê, que quase termina em novo gol, já com cerca de cinco minutos de jogo.

O quarteto titular da AGSL não consegue furar o bloqueio e desarmar as jogadas do time da Serra, por isso, entra no jogo novo grupo – Rudiero, Gustavo, Jair e China, mas o gol acaba saindo novamente para os donos da casa, que fazem o 2 a 0 aos 5min57seg, com Marcênio.

Com pouca força ofensiva demonstrada nos primeiros minutos, a AGSL consegue três grandes oportunidades perto dos dez minutos jogados do primeiro tempo: Jean rouba a bola, avança com ela, chuta e Lavoisier afasta o perigo com maestria.

Em cobrança de escanteio, a bola sobra para Jean novamente após confusão na pequena área da ACBF. Com pouco tempo para pensar, o jogador da AGSL tenta empurrar para o gol de letra, mas o goleiro do time laranja está na posição certa para ficar com a bola. Lavoisier ainda faz mais uma importante defesa depois que Jones consegue chegar bem e chutar a gol.

O time de São Luiz mostra melhoras em quadra, mas a ACBF não abandona a iniciativa: Daniel faz Carlos André trabalhar novamente com um bom chute a gol. Jones investe nos dribles e tenta avançar, o que acaba provocando cartão amarelo para o jogador Poleto, da ACBF, que faz a falta no camisa 10 da AGSL.

Não satisfeito com o 2 a 0, o capitão Carlinhos limpa a marcação adversária e tenta finalizar a gol, mas a bola vai pra fora, assustando a defesa da AGSL. É partir daí que começa a chuva de gols do time laranja: logo depois da ofensiva de Carlinhos, Rodrigo marca o terceiro da ACBF, aos 15min17seg, sendo rapidamente sucedido por Leandrinho, que deixa o seu após o jogador Rafael perder a bola na área de defesa da AGSL, o que possibilitou o quarto gol do time de Carlos Barbosa, aos 16min50seg.

Os dois gols seguintes saem ainda no primeiro tempo, no último minuto e através do mesmo jogador: Marcênio balança as redes mais duas vezes, faltando 59 e depois 30 segundos para o fim do primeiro tempo, que termina em 6 a o para a equipe local.


AGSL se defende, mas não consegue marcar

Voltando para o segundo tempo, o jogo já parece praticamente destinado a ir para a prorrogação. Os primeiros lances da segunda etapa são majoritariamente de toque de bola entre as duas equipes, com poucas finalizações para ambos os lados, até que, passados cinco minutos, a ACBF cobra falta na entrada da pequena área da AGSL e Daniel quase deixa o seu.

Pouco tempo depois vem mais uma oportunidade para a ACBF, desta vez com Sinoê, que fica na cara do gol e só não marca porque Carlos André sai muito bem e bloqueia a ofensiva com o corpo.

O ritmo de jogo é lento e os toques de bola dominam a partida. O setor defensivo da AGSL segue atento à movimentação do adversário, que, com 17 minutos de segundo tempo, tem Poleto, Leandrinho, Tostão e Thiaguinho em quadra, junto com o goleiro Rennan (que havia entrado no jogo ainda no primeiro tempo).

É com escassos lances de ataque e tentativas arriscadas a gol que a partida termina no segundo tempo – sem gols marcados -, dando lugar para a prorrogação.


Visitantes fazem sua melhor atuação

O jogo mais equilibrado ficou para a prorrogação, na qual os visitantes partiram de vez para o tudo ou nada e esqueceram qualquer hesitação pelo fato de estar jogando contra a octacampeã da Série Ouro, em Carlos Barbosa.

A AGSL tem em quadra Carlos André, Fabinho, Rafael, Jean e Jones, enquanto a ACBF começa com Rennan, Marcênio, Jonathan, Carlinhos e Rodrigo. A partida se inicia com um lance de perigo para a AGSL, com o chute do adversário desviando na defesa e não entrando para o gol por muito pouco.

Na sequência, Carlos André pega mais um chute e Rafael responde, mandando bola para Rennan fazer a defesa. É pouco após isso que sai o gol da ACBF, com Sinoê – agora, a AGSL tem que empatar e ainda fazer mais um se quiser a vaga para a final.

O goleiro Rennan frustra as tentativas seguintes dos visitantes, que não se dão ao luxo de descuidar na marcação, pois já sabem que as chances da ACBF ampliar são muito boas.

Na segunda metade da prorrogação, Carlos André se adianta e chuta forte a gol, obrigando Rennan a defender e dar a sobra para Caturra, que não consegue ângulo suficiente e manda pra fora. A seguir, o time laranja lança ofensiva perigosa, mas Sinoê desperdiça uma grande oportunidade de gol, colocando a bola por cima do arco.

A AGSL joga melhor do que nos dois tempos anteriores e, novamente, quase marca, quando Caturra rouba a bola e passa para Rafael na pequena área da ACBF, mas o gol não sai por pouco. Nos momentos finais do jogo, Rafael parte como goleiro linha e os visitantes seguem tentando pressionar, porém, a ACBF não deixa bola alguma passar, mantendo toda a vantagem do 1 a 0, levando a merecida vaga para a final do Gauchão.

Comente aqui
27 out11:14

Santo Ângelo empata com o Novo Hamburgo

No primeiro tempo, o Novo Hamburgo demonstrou vantagem no jogo e marcou o primeiro gol. Mas o time missioneiro, entrou no segundo tempo mais agressivo e definiu o empate. Santo Ângelo e Novo Hamburgo 1X1 nas quartas de final da Copa Laci Ughini.

A decisão da vaga será neste sábado em Novo Hamburgo.

Comente aqui
24 out11:49

Santo Ângelo surpreende o Brasil-Pe e se classifica na Laci Ughini

clicEsportes

Depois de ser derrotado em casa para o Brasil-Pe, o Santo Ângelo deu o troco e venceu o Xavante neste domingo por 2 a 0, em pleno Bento Freitas. Desta forma, garantiu classificação para as quartas de final da Copa Laci Ughini.

Aos 14 minutos do segundo tempo, Felipinho recebeu na entrada da área, emendou um belo chute no ângulo: 1 a 0. O Xavante quase empatou com Juba, que acertou o travessão. Só que foi o Santo Ângelo quem voltou a balançar a rede. Aos 21, Roberto recebeu sozinho e aumentou a vantagem do clube missioneiro.

Comente aqui
13 out11:51

São Luiz Gonzaga vence por goleada o time de Antônio Prado

Genaro Caetano, leitor-repórter


A última partida do São Luiz Gonzaga pela fase de grupos do segundo turno do Gauchão de Futsal terminou com goleada de 9 a 0, sobre o time de Antônio Prado, nesta quarta-feira, 12, em jogo realizado no

Ginásio João Belchior Loureiro, em São Luiz Gonzaga. Rudiero abriu o placar e China fez os dois gols seguintes. Depois disso, Gustavo marcou e Jean fez 5 a 0 para a AGSL. Gustavo e Rudiero voltaram a marcar no fim do primeiro tempo. Na segunda metade, Jean fez novo gol e Jair consolidou o placar.

O placar faz a AGSL subir uma posição na tabela do Estadual, terminando a primeira fase do returno em quinto lugar. Com novo jogo marcado para este próximo sábado, já pelas quartas de final, o time são-luizense deve ter pela frente o quarto colocado, a ADS, de Sananduva – apesar de ainda ter um jogo para fazer pela fase de grupos, nesta quinta-feira, a ADS joga contra a atual líder e campeã da Série Ouro, a ACBF e, além de vencer, o time de Sananduva terá que disparar no saldo de gols para avançara na tabela e tomar a terceira posição do Atlântico.


Equipes desfalcadas

A conquista de uma posição melhor na tabela parecia difícil para o São Luiz Gonzaga, que foi para o jogo com quatro desfalques (Fabinho, Rafael, Caturra e Jones), porém, a equipe visitante, que tem um grande trabalho voltado as categorias de base, tinha importante partida agendada pela categoria sub-20, assim, trouxe uma equipe composta apenas por cinco jogadores (Igor, Marcos, Nelson, Rafael e Natan), o mínimo necessário para compor o time dentro de quadra.


Goleada no primeiro tempo


A AGSL começou com Carlos André, Jair, Rudiero, Gustavo e Diógenes (este último como capitão no lugar de Fabinho). Com a bola rolando, Diógenes assume a frente e quase converte o lance nos primeiros minutos, mas a marcação fica em cima do pivô. O time de São Luiz não perde a iniciativa e abre o placar com Rudiero, que chuta para o gol sem marcação, aos 2min37seg.

O jogo segue bom para a AGSL e, logo após o gol, Rudiero quase deixa o segundo, de cobertura, aproveitando o adiantamento de Igor.

O técnico Jéferson Beccon lança um novo quarteto em quadra: Maurício, China, Henrique e Jean. Apesar do maior volume da AGSL, os visitantes chegam perto do gol com Nelson, mas Carlos André se coloca na frente do jogador e bloqueia qualquer tentativa de empate.

O novo quarteto se acerta em quadra e chega ao segundo gol com troca de passes que acaba em cruzamento para China finalizar, aos 5min32seg. O time segue espreitando a defesa do adversário e balança as redes novamente com China, que recebe e, sozinho, escapa do seu marcador e deixa a bola no canto direito de Igor, com 8min15seg.

China vai comemorar seu gol junto com seus companheiros no banco, dando lugar para o quarteto inicial. Dando mostras de cansaço, o time de Antonio Prado erra o passe e dá cobrança de lateral para a AGSL, que, logo na sequência, marca o quarto gol, com Gustavo, 14 segundo depois do gol de China.

Já ganhando por 4 a 0, a AGSL quase converte novo lance quando Gustavo faz ótima jogada, achando espaço na marcação de Antonio Prado e cruzando para Diógenes, que por pouco não estava no lugar certo para empurrar rumo ao gol.

Com pouca criação ofensiva e tendo que lidar com o ímpeto da AGSL, Antonio Prado recebe cartão amarelo após Marcos cometer falta em Rudiero.

Como os lances de ataque não cessam, o goleiro Igor faz sua primeira defesa importante no jogo, espalmando chute de Diógenes.

No retorno do quarteto reserva, sai o quinto gol da Associação Grande São Luiz: em confusão criada na pequena área, China passa para Jean, que completa com o arco desguarnecido, aos 13min46seg.

Nova troca de quarteto, novo gol: Diógenes chuta forte, Igor faz boa defesa, mas, na sobra, Gustavo empurra a bola que já estava na entrada do gol, deixando o placar apontando 6 a 0 para os donos da casa, com três minutos para o fim da primeira etapa.

Antes do fim do primeiro tempo, mais dois tropeços do time visitante: Rudiero marca o sétimo gol da AGSL, aos 18min31seg e Rafael recebe cartão amarelo.


AGSL administra placar e deixa mais dois


Henrique, China, Maurício e Jean começam a partida no segundo tempo pela AGSL. Mesmo com a vantagem no placar, o time de São Luiz

parte com vontade para o jogo, porém, essa vontade resulta em cartão amarelo para Henrique, ao tentar roubar a bola do adversário.

Apesar disso, a AGSL segue no domínio da partida e marca novo gol com Jean, que cabeceia para o chão e a bola passa por Igor, entrando devagar no arco, com 2min41seg de segundo tempo.

Mais conscientes da qualidade dos jogadores e da possibilidade de a AGSL fazer suas reposições, o time de Antonio Prado resolve investir mais no ataque no segundo tempo. Mais ofensiva, a equipe visitante consegue chegar com a bola na frente de Carlos André, porém, mesmo tendo trabalhado muito pouco no primeiro tempo, o goleiro não dá espaços para o chute do adversário passar.

O técnico Beccon faz nova reposição e, no toque de bola, Jair se antecipa ao goleiro Igor e empurra a bola para as redes com um carrinho, aos 3min35seg. O jogo prossegue e Carlos André salva novamente o gol após ofensiva de Antonio Prado. No contra-ataque, o goleiro Igor mostra que não está mesmo disposto a levar gol do pivô Diógenes, fazendo mais uma grande defesa em chute do camisa 13 da AGSL.

O time de Antonio Prado segue levando pressão, mas desta vez a equipe joga melhor, inclusive sem cometer faltas, enquanto a AGSL tem apenas uma infração anotada.

Com mais da metade do segundo tempo jogada, entra em quadra o goleiro Junior Cesar para a AGSL. O time da casa continua partindo para o ataque, mas mostra-se mais eficiente em não deixar o adversário criar jogadas além da sua quadra de defesa.

Nos minutos finais, o goleiro Igor recebe cartão amarelo ao colocar a mão na bola fora da pequena área e, em seguida, é anotado mais um amarelo, para o jogador Nelson. A equipe são-luizense não marca gol nesta etapa, mas chega muito perto com chutes de Diógenes, Rudiero, Jean. Com pouco tempo restante, Diego entra no jogo para a AGSL e quase deixa o seu após lançar ofensiva, mas o placar permanece em 9 a 0 até o apito final.


Comente aqui
06 out03:07

Jornalista lança obra histórica em Santo Ângelo



A história do surgimento do futebol na Capital das Missões. Este é o tema do livro “As Glórias do Futebol Santo-angelense”, de autoria do jornalista Rodrigo Bergsleithner, 34 anos, editor do Jornal e Revista O Mensageiro, que será lançado no dia 8, às 18h, na Praça Pinheiro Machado, durante a Feira do Livro de Santo Ângelo.




A ideia de contar sobre o a história do futebol santo-angelense, envolvendo os clubes, as conquistas, os grandes jogadores, os duelos com a dupla Gre-Nal e os fatos curiosos e marcantes surgiu em meados de 2006, quando a convite de Eloir Leite Taborda, o popular “Lolô”, o autor aceitou este desafio.


Dono de um acervo invejável sobre futebol, Eloir Taborda seguiu os passos de seu pai, Fernando Taborda, um amante do futebol, torcedor do Elite, que colecionava tudo sobre este esporte. Aos assistir aos primeiros jogos na Capital das Missões, nos anos 1950, Eloir passou a amar o futebol e virou torcedor do Grêmio SS. De lá para cá, são fotografias, jornais, revistas, flâmulas, borderôs e documentos sobre o futebol que nenhum colecionador ou biblioteca supera. “Além de todo este acervo, pesquisamos no arquivo histórico Dr. Augusto César Pereira dos Santos. Ao todo, folhamos mais de dois mil jornais, 1.200 fotografias e foram mais de 300 entrevistados”, disse Rodrigo.

Nesta vida futebolística, Eloir Taborda foi jogador, dirigente de futebol, treinador, presidente de clube, presidente da Liga Santo-angelense de Futebol, olheiro e delegado da Federação. Além de ter feito parte da Comissão Pró-Fusão, que originou na fundação da S.E.R Santo Ângelo, em 1989. A obra é uma publicação da Editora FURI. A impressão é da Gráfica e Editora Adhara. A arte da capa de Andressa Hanusch Bergsleithner e a revisão de Artur Hamerski.

Comente aqui
20 set18:52

Santo Ângelo perde para o Lajeadense

Thiago Sturmer, clicRBS Lajeado

Diferente do primeiro jogo, desta vez o Santo Ângelo não conseguiu vencer o Lajeadense. O time missioneiro levou dois gols e retornou para casa com a derrota na mala.

O resultado de 2×1 deu ao Lajeadense a liderança da chamada chave serrana da Copa RS, com 14 pontos e um jogo a menos que o segundo colocado, o próprio Santo Ângelo.

Para a próxima fase da Copa RS, os cinco melhores times de cada chave se enfrentam em jogos eliminatórios.



Veja mais fotos do jogo desta terça-feira que ocorreu em Lajeado, clique aqui

Comente aqui
16 set14:02

Santo Ângelo tem a primeira derrota

Brunna Colossi, RBS TV Santo Ângelo

Muitos gaúchos missioneiros trocaram nesta quinta-feira à noite os CTGs pelo Estádio da Zona Sul. Os torcedores foram conferir a disputa entre Santo Ângelo e Caxias pelo returno da Copa Laci Ughini. Mas pela primeira vez, o time da casa não saiu com a vitória.

_Essa noite, eu abri mão de um jantar no CTG 20 de setembro pra assistir o Santo Ângelo, time do coração_diz o funcionário público Leonel Vicente Barros França.

O time entrou em campo com algumas vantagens. Estava em casa, já conhecia o adversário que derrotou no primeiro jogo em Caxias e ainda enfrentava o time reserva, já que a equipe principal do Caxias se preparava para disputar a série C do Brasileiro.

Logo no início, Fabiano Veiga quase marcou para o Santo Ângelo. Mas aos 35 minutos, na cobrança de falta, Itaqui passou para Tiago que tocou de cabeça. A bola bateu na trave e entrou. Um para o Caxias, zero para o Santo Ângelo. Logo depois, um susto para os missioneiros. Na falha da defesa, Tiago quase marcou o segundo para o Caxias, mas o goleiro Márcio defendeu. Robson foi expulso e o Santo Ângelo seguiu com um jogador a mais. Na cobrança de escanteio, o Santo Ângelo tentou o gol, mas a bola saiu pela linha de fundo. Na cobrança de falta, mais uma chance. Alexandre de perna esquerda, largou uma bomba que raspou na trave. E mesmo com o domínio de bola e melhor desempenho do Santo Ângelo, o jogo terminou, com a vitória do Caxias.

A partida marcou a abertura do returno da Copa Laci Ughini. Mas marcou também, a primeira derrota do Santo Ângelo em casa. Mesmo assim, o time se mantém líder da chave 2 do campeonato.

_É preciso dar os parabéns para a equipe do Caxias que durante 90 minutos teve uma bola e teve a felicidade de fazer o gol e nós tivemos volume e posse de bola várias chances de bola parada e não conseguimos marcar_diz o técnico do Santo Ângelo Leandro Machado.

Comente aqui
04 set15:25

Talento de jovens atletas faz Paarc brilhar no Campeonato Gaúcho 17

Brunna Colossi, RBS TV

Vindos de Rondônia, São Paulo Mato Grosso e até do Uruguai, os jogadores tem algo em comum: o sonho de serem profissionais. O Paarc Sports treina todos os dias, pela manhã e pela tarde, mostrando que leva a sério o Campeonato Gaúcho Sub 17.

Há dois anos o time não participava do campeonato por dificuldades financeiras, mas neste ano a equipe voltou aos gramados com toda a garra e já garantiu a vitória, no jogo de estréia.

- A gente parou esse dois anos para justamente quando fossemos voltar, tivéssemos uma performance melhor. Nós estamos conseguindo isso até com os jogadores. Hoje nós estamos em situação regular e estamos disputando o campeonato e esperamos não parar mais – destaca o técnico Ade Somavilla.

O Paarc oferece aos garotos, treinamentos técnicos, tátivos e toda a estrutura para que os jogadores da categoria de base possam se tornar profissionais.

O jovem atacante Pablo da Silva Lopes já recebeu uma proposta.

- Eu tive uma proposta para jogar como profissional no São Borja, mas eu já estava aqui. Estava satisfeito com o Adelino e o Paarc em geral. Resolvi ficar e disputar o campeonato com eles – conta Pablo.

O capitão da equipe Teófilo Oliveira veio d Rondônia. Ele acredita que mesmo com a saudade da família, o sacrifício vale a pena

- Acredito porque no sul o futebol é mais valorizado. Eu acredito que se Deus quiser vou sair pra um time profissional, realizar o sonho e dá um conforto para minha família mais pra frente – almeja o jovem capitão.

O Paarc já participou de três disputas no campeonato. Uma vitória e dois empates fazem o time sonhar ainda mais.

O próximo jogo é neste domingo, com a SER, no Estádio da Zona Sul, em Santo Ângelo.


Comente aqui