clicRBS
Nova busca - outros

galeria especial

11 out14:36

Uma imagem para guardar no coração

Na foto, Laura Schneider e o namorado Marcelo Ritter em frente ao chafariz da catedral Angelopolitana.

_Costumamos acordar cedo todos os domingos para fazermos exercício físico e sempre passamos pela Catedral a fim de contemplar a igreja e a bela paisagem. Atualmente namoramos á distância,e esse dia foi o dia de minha partida e por isso resolvemos tirar algumas fotos para marcar o momento que para nós foi muito especial_ conta a leitora.

Bookmark and Share
Comente aqui
22 jul11:29

As surpresas de um domingo de sol

A foto foi enviada pela leitora Andressa Gomes Willig. A imagem é o flagrante de uma manhã  de domingo com o sol a pino.

_Dependendo do ângulo, podemos perceber muitas cores com o chafariz da praça formando arco-íris_comenta a fotógrafa.

Bookmark and Share
Comente aqui
14 jul19:51

A beleza da Catedral encanta visitantes de norte a sul


A leitora Patrícia Pereira da Silva enviou a foto da sobrinha Jully Anne que mora em Guajará Mirim em Rondônia. Todos os anos, Jully e a família passam férias em Santo Ângelo. Na última viagem, ela recebeu como presente de natal um book fotográfico. Para mostrar aos amigos e colegas do norte, o lugar por onde passeou, fez a foto em frente à Catedral Angelopolitana.


Bookmark and Share
1 comentário
11 abr11:38

Luz e contrastes na Catedral

A leitora Andressa Gomes Willig envia duas imagens da Catedral Angelopolitana. São olhares sobre a construção que demonstram a sensibilidade da fotógrafa. Andressa comenta sua obra:

_A fotografia se compõe de luz e contrastes não há duvidas. Mas os ângulos são importantes assim como a perspectiva, as cores e a sensibilidade na hora do “clic”_diz.

Para a leitora, Santo Ângelo tem lugares lindos a serem registrados, porém, o que devemos buscar mais a fundo, são seus ângulos, perspectivas, luz e sentimento. E disso, só o homem é capaz.

Andressa complementa:

_A câmera não faz diferença nenhuma. Todas elas gravam o que você está vendo. Mas você precisa VER!_ela diz isso citando Ernst Haas.

Bookmark and Share
Comente aqui
03 mar14:42

Múltiplos olhares

A leitora Rosana Lied Araújo nos envia imagens da Catedral Angelopolitana e da Praça Pinheiro Machado. Rosana captou pequenas sutilezas destes dois cenários conhecidos do povo missioneiro. São detalhes captados pela sensibilidade das lentes da fotógrafa. Confira:


Bookmark and Share
3 comentários
25 fev15:19

Uma homenagem ao povo guarani

Em março de 2008, o  Tribunal Regional do Trabalho em Porto Alegre sediou a exposição Mibyá-Guarani, do santo-angelense Paulo Leal. Foram 20 fotografias em homenagem ao povo Guarani, muitas delas apresentam cenários importantes da região missioneira. Confira algumas fotos e o texto divulgados na época.

Paulo Leal, leitor-repórter

O povo Guarani que morava nas Missões – e que ainda mora – se relaciona entre e si e com o mundo de uma forma completamente diferente da nossa. Para eles não apenas os humanos, mas todos os seres vivos são dotados de espírito. Isso os leva a ter um relacionamento com a natureza muito mais respeitoso que o nosso. Por não se terem imagem e semelhantes a Deus não se sentem superiores aos demais Seres. Não se sentindo superiores, não os submetem.

Eles também têm uma forma diferente de educar seus filhos. Jamais os agridem com palavras ou atos e a relação maternal é de tal afeto que a criança somente sai do colo quanto tem condições de andar no mundo pelas próprias pernas.

A religiosidade é o principal laço de união entre eles e suas igrejas são construídas de forma a fazer com que todos fiquem o mais próximo possível uns dos outros. Suas rezas não são para pedir vida eterna ou milagres. Não pedem para não ficarem doentes, pois sabem que isso é impossível, mas que a doença, quando vir, não seja grave.

Quando alguém morre o que havia de bom vai para junto a Deus e só fica na terra o que havia de ruim. Eles rezam, então, para afastar do meio deles o que ficou de ruim daquele que morreu.

O Guarani não fala de si nem do outro e é tão transparente que parece impossível vê-los dissimulando alegria ou tristeza. Eles vivem o hoje. Amanhã é algo que está fora dos domínios humanos e, portanto, impossível de ser controlado.

Embora muito pobres – alguns morando em beira de estradas – não são violentos e a docilidade desse povo é algo surpreendente. Eles jamais alteram a voz com o outro e a terra está presente no corpo, com a qual estão completamente integrados.

O Guarani demonstra que é possível a existência de outros projetos humanos no planeta além do nosso e temos o dever de conhecê-los. Se não para mudarmos como seres, pelo menos para aprender respeitá-los!

Bookmark and Share
Comente aqui
22 fev15:36

Uma cidade inspiradora

Suélen Benvenuti e as amigas Ale e Fran aproveitaram o feriado do dia 15 de outubro de 2010 para uma atividade diferente. Elas resolveram  fazer fotos em pontos turísticos da cidade. Veja as imagens feitas por Suelen na Catedral Angelopolitana e na antiga Estação Férrea.

_ Nesse dia a fotografia passou a ser meu hobby. Acho Santo Ângelo uma cidade inspiadora _diz Suélen.

Bookmark and Share
Comente aqui
21 fev13:11

Beleza e nostalgia nas imagens de Santo Ângelo

Um olhar diferente sobre a Catedral Angelopolitana chega com a imagem feita pelo leitor Paulo Leal. A iluminação e o cenário únicos de um dos mais belos pontos turísticos da Capital das Missões dá o tom da imagem que vemos aqui. E para completar, Leal lança uma pitada de nostalgia na nossa galeria de imagens, só pra lembrar, veja uma foto do antigo chafariz da praça:

Envie suas fotos feitas em pontos turísticos da cidade para participe@clicrbssantoangelo.com.br. Colabore!


Bookmark and Share
Comente aqui
02 fev17:32

Bela em qualquer tempo

Essa foto foi enviada pela leitora Sinara München, uma imagem captada durante a Cidade das Tortas de 2010.

_Essa é a prova de que a beleza da catedral independe das condições climáticas_ brinca Sinara.

Bookmark and Share
Comente aqui
17 jan17:42

A catedral sob um novo ângulo


A imagem captada pelo cinegrafista da RBS TV Marcos Luft revela um outro olhar sobre a Catedral Angelopolitana. No reflexo da janela arqueológica, um prolongamento de uma das laterais da construção.

Bookmark and Share
1 comentário