Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Bexiga"

Será que você tem bexiga dolorosa?

22 de fevereiro de 2011 0

Algumas pessoas reclamam de uma sensação que pode variar de um simples disconforto até uma forte dor na região da bexiga, combinado a um aumento da frequência que vai ao banheiro urinar durante o dia e mesmo durante a noite. Estes sintomas podem ser diários ou em episódios recorrentes ao longo do mês.

A Síndrome da Bexiga Dolorosa, também conhecida como Cistite Intersticial afeta principalmente as mulheres na faixa dos 40 anos, porém também pode acometer homens em qualquer idade.

O diagnóstico é suspeitado quando após uma investigação apropriada se afastar as causas mais comuns deste tipo de queixa, como infecções urinárias, problemas prostáticos nos homens, lesões de bexiga, pedras nas vias urinárias, etc.

Esta dor, disconforto ou pressão, também pode se localizar na região pélvica e a relação sexual pode aumentar ainda mais o disconforto.

Apesar de nada objetivamente ser encontrado em exames, a Dor neste caso é uma doença que pode prejudicar e muito a qualidade de vida, dependendo da severidade dos sintomas. Alterações na bexiga podem ser encontradas em apenas 10% dos pacientes quando submetidos a uma endoscopia da bexiga.

Nos Estados Unidos, é estimado que 1.3 Milhões de pessoas tenham a Síndrome da Bexiga Dolorosa. Destes cerca de 1 milhão são mulheres.


O que causa a Cistite intersticial?

Apesar dos sintomas serem semelhantes a uma cistite por infecção urinária, a causa da Síndrome ainda não foi definida. Certamente, antibióticos não ajudam e muitos pesquisadores estão trabalhando para encontrar uma causa e um tratamento definitivo.


Qual os tratamentos disponíveis?

Atualmente os tratamentos disponíveis objetivam aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida. Podem ser comprimidos, instilações dentro da bexiga, distensão da bexiga sob anestesia, estimulação de nervos…

Muitos pacientes tem relatado melhoria dos sintomas quando param de fumar e quando modificam a dieta e restringem o consumo de chocolates, pimenta, adoçantes artificiais, alcool, tomates, sucos cítricos.

Estes pacientes podem apresentar ansiedade quanto a exercícios físicos, pois, quando praticados fora de casa sem um banheiro por perto podem causar um estresse. Entretanto, exercícios físicos rotineiros podem aliviar os sintomas e são indicados.