Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de agosto 2009

QUANTOS EMBRIÕES TRANSFERIR?

24 de agosto de 2009 1

 

Em um ciclo de fertilização in vitro são utilizadas medicações que estimulam os ovários a produzir mais folículos. Consequentemente, é comum que sejam formados vários embriões. Em torno de 25% dos nascimentos de fertilização assistida são gemelares, uma taxa acima da encontrada na população em geral (uma em cada oitenta gestações). Atualmente, as técnicas de congelamento de óvulos e embriões têm permitido que o excedente, ou seja, aqueles embriões que não foram transferidos, possam ser guardados com segurança para serem utilizados meses ou anos depois.

 

Entretanto, uma pergunta bastante frequente entre os casais que realizam estes procedimentos é: qual o número ideal de embriões que deve ser colocado no útero de uma só vez, de forma que não aumente os riscos gestacionais, mas também garanta uma boa taxa de gravidez?

 

Existe a este respeito recomendação do Conselho Federal de Medicina orientando que sejam transferidos, no máximo, quatro embriões por ciclo. No entanto, existe uma tendência mundial de reduzir o número de embriões para dois ou no máximo três por ciclo, como forma de prevenir complicações como gestações múltiplas, maiores taxas de abortamento e prematuridade, o que sem dúvida traz um impacto emocional muito grande para o casal e sua família.

 

Ainda, pode ser transferido um único embrião por ciclo, caso haja contraindicação absoluta para gestação gemelar ou quando o casal não aceita o risco de gestação múltipla, embora a transferência de embrião único tenha uma taxa de gestação mais baixa.

Postado por Isabel de Almeida – Porto Alegre

GESTAÇÃO E GRIPE A

12 de agosto de 2009 0
  

Dados estatísticos acerca do comportamento do vírus AH1N1 têm mostrado que as gestantes infectadas, especialmente as que se encontram no final de gestação, podem apresentar complicações sérias, mesmo que estas mulheres sejam previamente saudáveis. Este comportamento do vírus da influenza com relação às gestantes parece ter se repetido nas epidemias de 1918 e 1957, onde a mortalidade neste grupo foi maior do que no grupo de não gestantes.

 

Frente a estes dados,é natural que as grávidas, independente do seu local de moradia ou trabalho, estejam muito preocupadas. Nestas horas, o que vale é estar realizando acompanhamento pré-natal adequado, manter uma alimentação saudável, evitar lugares fechados e com pouca ventilação e, sobretudo, procurar atendimento médico imediato se houver sintomas gripais.

 

Além disto, a Secretaria da Saúde está disponibilizando o Disque-Gestante ( 0800 6420151 ), que é um serviço gratuito funcionante 24 horas/dia, que tem por objetivo orientar as grávidas e indicar os locais mais próximos de atendimento.

Postado por Isabel de Almeida – Porto Alegre

CÂNCER E INFERTILIDADE

05 de agosto de 2009 0

 

Os tratamentos para câncer que utilizam quimioterapia e radioterapia podem ocasionar infertilidade permanente em pacientes jovens. Entretanto, o que se observa é que ainda existe pouca informação sobre o que estes pacientes podem fazer antes de iniciarem os tratamentos oncológicos para preservar a sua fertilidade.

 

É o que mostra recente pesquisa realizada nos Estados Unidos, onde foram entrevistados 613 médicos acerca deste assunto e a conclusào é de, que embora a maioria dos oncologistas discuta a questão da infertilidade decorrente dos tratamentos, somente 25% realmente encaminha para serviços especializados em reprodução ou oferece material didático acerca deste assunto para seus pacientes.

 

Embora não exista estudo similar no Brasil, é provável que ainda exista muita desinformação acerca das possibilidades que os pacientes jovens com câncer podem dispor para preservar sua fertilidade, como congelamento de espermatozoides, de óvulos ou de embriões.

 

Somente a informação especializada acerca destas questões ajudará os pacientes jovens com câncer e suas famílias a decidirem se a preservação da fertilidade é uma questão importante naquele momento e quais as opções viáveis para cada caso.

Postado por Isabel de Almeida – Porto Alegre