Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de agosto 2010

Obesidade no Brasil

29 de agosto de 2010 0

Recente pesquisa divulgada esta semana pelo IBGE mostra que Porto Alegre é a capital com maior percentual de adolescentes com obesidade. A pesquisa mostra também que as mulheres jovens vêm sendo mais afetadas por distúrbios de peso do que os homens. As causas para isto são várias e estão ligadas ao estilo de vida, com maior sedentarismo, aumento da ingestão de comidas industrializadas e a um aumento no consumo global de calorias, muito além do que o organismo necessita para desempenhar suas funções.

Entretanto, a obesidade contribui para distúrbios na ovulação ou subfecundidade e pode aumentar o risco de infertilidade. Muitas mulheres obesas apresentam a síndrome dos ovários policísticos e dificuldades para ovular. Além disto, a taxa de abortamento é aumentada, provavelmente por disfunções hormonais e falhas na receptividade do útero. Também as mulheres obesas têm mais dificuldade em obter gestação quando realizam fertilização ” in vitro “, requerendo uso de mais medicação hormonal e tendo taxas de insucesso mais altas.

 

 

Assim, embora não seja recomendável perder peso durante a gestação, os médicos devem encorajar suas pacientes a perderem peso antes de tentar engravidar, porque isto irá ajudá-las a ter uma gestação mais segura, com menores complicações como hipertensão e diabete gestacional. São necessárias também medidas educacionais nas escolas e nos programas de saúde pública que orientem a população sobre alimentação adequada e importância de atividade física.

 

Isabel de Almeida – 29/07/2010

PRECONCEITO E INFERTILIDADE

15 de agosto de 2010 0

Aproximadamente 70 milhões de casais no mundo atualmente são inférteis. Para muitas pessoas ter filhos é imensamente importante e não tê-los pode se constituir em um grande problema. Existem várias consequências sociais e psicológicas decorrentes da infertilidade e as mulheres, de modo geral, são mais afetadas. Alguns dos efeitos mais comuns são depressão, ansiedade e baixa auto-estima.
Do ponto de vista cultural, as reações ao fato de não ter filhos variam de acordo com as várias regiões. Em alguns países subdesenvolvidos, não ter filhos marginaliza a mulher, excluindo-a do convívio social ou relegando-a a planos secundários em sociedades poligâmicas. Já nos países desenvolvidos , estes efeitos sociais são raramente percebidos.
Somente com medidas educativas que esclareçam a população acerca do diagnóstico, do tratamento e da prevenção da infertilidade é que se poderá diminuir o preconceito que algumas comunidades têm com casais inférteis, deixando-os mais tranquilos para manejar esta questão e facilitando o acesso dos mesmos às soluções.

Isabel de Almeida – 15/08/2010

Peso e gestação

08 de agosto de 2010 0

Recente estudo publicado em revista médica na Inglaterra analisou mais de um milhão de nascimentos no período de 1989 a 2003 e concluiu que existe uma relação entre o ganho de peso excessivo durante a gravidez e o nascimento de bebês mais gordos.

 

Como o peso elevado ao nascer está relacionado com o índice de massa corporal que a pessoa terá no futuro, aumentar excessivamente de peso na gestação pode ser um fator facilitador para o surgimento de obesidade na infância e na vida adulta.

 

Por isto, futuras mamães, atenção ao pré-natal e olho na balança.

 

 

Isabel de Almeida – 08/08/2010