Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de fevereiro 2011

Congelamento de óvulos

27 de fevereiro de 2011 0

Embora a preservação de sêmen venha sendo utilizada desde a década de 50 como procedimento de rotina para guardar os gametas masculinos, um método eficiente para preservar a fertilidade das mulheres através do congelamento de óvulos é bastante recente. Estas pesquisas com congelamento de óvulos ganharam muito impulso em função das crescentes taxas de cura dos mais diversos tipos de câncer, o que tem aberto a perspectiva para que mulheres jovens curadas de câncer, mas inférteis após quimioterapia e radioterapia, possam também ser mães no futuro.

Entretanto, o congelamento de óvulos também tem sido estendido nos dias de hoje para mulheres que desejam proteger sua fertilidade do avanço da idade, podendo utilizar estes óvulos quando seu potencial reprodutivo tiver se esgotado.

Recente pesquisa realizada na Bélgica perguntou para mulheres entre 21 a 40 anos sobre seus conhecimentos acerca do declínio natural da sua fertilidade e se considerariam congelar óvulos para terem a oportunidade de engravidar mais tardiamente.

Responderam ao questionário 1049 mulheres e 31% delas considerou viável a possibilidade de congelar óvulos. Das entrevistadas, 52% não considerou o congelamento uma atitude viável e os 17% restantes estavam em dúvida. As mulheres que se consideraram potenciais utilizadoras da técnica de congelamento afirmaram que gostariam de receber maiores informações sobre os riscos de congelar óvulos sobre a sua fertilidade futura e sobre a saúde dos bebês nascidos através desta técnica.

Esta pesquisa é a primeira publicação sobre as intenções de mulheres jovens, sem problemas de saúde, em congelar óvulos e mostra que muitas mulheres consideram esta possibilidade, mas ainda necessitam de maiores informações técnicas sobre este procedimento.

Postado por Isabel de Almeida

Atividade física e infertilidade

20 de fevereiro de 2011 0

O Colégio Americano de Medicina Desportiva recomenda a realização de 30 ou mais minutos de exercício físico moderado cinco dias /semana ou no mínimo 20 minutos de exercício vigoroso três vezes/semana.

Embora  o exercício esteja associado com muitos benefícios à saúde, como redução do risco de obesidade, de diabetes, de doença cardiovascular e de alguns tipos de câncer, a relação entre atividade física e infertilidade masculina não está bem documentada.

Recente trabalho publicado avaliou a relação entre atividade física regular e qualidade do sêmen em homens que procuravam atendimento em clínicas de infertilidade em Massachusetts (EUA). No total, foram avaliados 2261 homens e os resultados mostraram não haver associação entre exercício físico regular e alterações no sêmen, exceto para o grupo que pedala cinco ou mais horas/semana. Neste grupo, foi encontrado menor número de espermatozoides e com motilidade reduzida. Provavelmente isto ocorra porque o uso de bicicleta tem sido relacionado a problemas genitourinários, como disfunções eréteis e prostatites, entre outros.

Mais estudos nesta área são necessários, mas fica o alerta para casais investigando infertilidade.


Postado por Isabel de Almeida