Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Câncer, HIV e reprodução assistida

05 de setembro de 2011 0

O câncer é a segunda principal causa de morte nos Estados Unidos, com aproximadamente 500.000 mortes por ano. Já o vírus do HIV  causou em torno de 500.000 mortes nos EUA desde sua descoberta, em 1981. Apesar destas estatísticas, pessoas com diagnóstico destas duas doenças atualmente vivem muitos anos, com boa qualidadede vida. Nos EUA, a sobrevida em cinco anos pós-câncer está agora em 66% e uma pessoa com HIV tem uma expectativa média de vida de 22,5 anos após odiagnóstico. Desta forma, os avanços da medicina têm propiciado que pessoasvivendo com câncer e HIV tenham a oportunidade de ter filhos.

 A reprodução assistida, incluindo a fertilização ‘in vitro”,tem possibilitado que pacientes com HIV tenham filhos não portadores do vírus. Além disto, as técnicas de congelamento de sêmen e óvulos têm possibilitado que pacientes com câncer engravidem após os tratamentos com quimioterapia e radioterapia.

 Com base nestes dados, recente pesquisa entrevistou 1376 cidadãos americanos, de ambos os sexos, com idade que variou de 18 a 75 anos, sobre o que pensavam de serem oferecidas técnicas de reprodução assistida para pacientes com câncer ou HIV. Os resultados mostraram que 82% dos entrevistados apoiavam o uso de técnicas de reprodução assistida para pacientes com câncer.Entretanto, somente 38% aprovavam o uso destas técnicas para pessoas com HIV. Entrevistados jovens, com maior nível educacional e com problemas deinfertilidade mostraram-se mais receptivos ao uso de técnicas de reprodução assistida para pessoas com HIV.

 Embora o número de entrevistados seja pequeno e talvez não expresse o pensamento de toda a população, há que se pensar em como o preconceito relacionado ao HIV existe e como se faz necessário um trabalho de conscientização permanente para desmistificar estas questões.


LEMBRETE: dia 10/09, a Clínica SEGIR estará promovendo palestra sobre infertilidade – diagnóstico e novos tratamentos. As inscrições são gratuitas pelo site:www.segir.com.br


 Postado por Isabel de Almeida

 

Envie seu Comentário