Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Congelamento de tecido ovariano

22 de maio de 2012 0


Recentemente saiu na mídia notícia de que uma clínica no Reino Unido estaria iniciando um programa de retirada de um terço de um dos dois ovários de pacientes jovens, com idade inferior a 35 anos, para congelamento e preservação da fertilidade. Desta forma, este tecido ovariano seria congelado e armazenado em nitrogênio líquido, a uma temperatura de 196 graus negativos, e seria reimplantado quando a mulher, já mais velha, optasse por ter filhos.

A postergação da maternidade, que vem ocorrendo nos últimos tempos, tem levado médicos e pacientes a considerar o congelamento de gametas para preservação da fertilidade. Entretanto, a técnica mais utilizada tem sido o congelamento de óvulos, por ser um procedimento menos invasivo e com menores riscos de complicaçōes do que a retirada de tecido ovariano para congelamento.

Esta técnica de retirada de tecido ovariano já vem sendo implementada em pacientes jovens com câncer que irão se submeter à quimioterapia e à radioterapia. Porém, estender  esta técnica, que tem um risco de sangramento, formação de aderências e perda de parte de um ovário, para pacientes jovens e saudáveis não parece ser o procedimento de eleição para quem deseja postergar a maternidade e tem medo de ser surpreendido pelo relógio biológico.

É preciso que se tenha sempre presente que a reserva de óvulos se esgota com o tempo e que gestaçōes em idade acima de 40 anos são mais difíceis, mesmo utilizando técnicas de reprodução assistida. Também é importante manter-se informado dos avanços tecnológicos na área da reprodução, não esquecendo que o objetivo maior é obter uma gestação saudável, sem causar danos a saúde da mãe e do bebê.

Envie seu Comentário